Natal/RN, 29 de fevereiro de 2012. Ao Serviço de Apoio às Pequenas e Médias Empresas do Rio Grande do Norte (SEBRAE-RN) Atenção Sra.

Cátia Lopes Natal - RN Ref.: Rede de Economia Criativa do Audiovisual do RN Cara Sra. Cátia, Vimos pelo presente encaminhar-lhe as informações sobre a Rede de Economia Criativa do Audiovisual do RN. As tabelas constantes neste documento foram preenchidas a partir da seleção e análise dos dados coletados nos debates realizados durante as reuniões na sede do SEBRAE-RN; bem como através de trocas de e-mails com os representantes do segmento audiovisual do RN. Agradecemos a atenção e a colaboração recebida do SEBRAE-RN através de V.Sa e aproveitamos a oportunidade para reiterar nossos votos de estima e apreço. Atenciosamente. Rede do Audiovisual do RN Sonia Regina Soares da Cunha (CPF 873878678-87/Celular 84 8899-9191)
1

TABELA

REDE AUDIOVISUAL RN

Pontos Fracos

Pontos Fortes

Oportunidades através da Rede

Ameaças

Informalidade

Produção Diferenciada

Mais visibilidade

Concorrência externa

Falta Capacitação

Cultura rica e pouco explorada

Mais credibilidade

Falta de Recursos Financeiros e Técnicos Falta de Oportunidades

Abertura de Mercado (Feiras de Empreendedorismo etc.)

Ampliação do campo de atuação através do intercâmbios entre os setores produtivos (regionais, nacionais e internacionais)

Falta de informação sobre a cadeia produtiva do audiovisual do RN

Divulgação através de portais na internet e em veículos especializados (revistas, livros etc.)

Oportunidade para capacitação (seminários, congressos, palestras etc.) Intercâmbios Culturais entre os integrantes da Rede Audiovisual das principais regiões do Estado do RN Estudos de Casos - Possibilidade de debater casos de sucesso que já existem dentro do Estado do RN (Caminhos de

2

Mossoró, p.ex) Possibilidade de criar mecanismos para promover a Rede do Audiovisual (visibilidade através de ações comunicativas)

TABELA PROPOSTA REDE AUDIOVISUAL DO RN

Meta 2012 Ações Prioritárias

Período Mar a Dez

Temática 1. identificar potenciais compradores no mercado estadual e regional; 2. diagnosticar os tipos de demanda para o produto audiovisual e tentar adequá-los às necessidades do mercado; 3. identificar o ponto de intervenção na Rede de Valor do Audiovisual para que seus integrantes trabalhem de forma sustentável de forma a atingir o lucro em seus negócios; 4. identificar o real potencial do negócio audiovisual no futuro próximo (5 anos); 5. verificar quais as reais necessidades de capacitação técnica objetivando-se oferecer ao integrantes da Rede cursos que possibilitem ao conjunto alcançar um domínio das novas tecnologias disponíveis no mercado para ampliar as produções com as novas mídias; 6. buscar disponibilizar espaços com equipamentos e recursos audiovisuais que possam ser utilizados pelos realizadores de acordo com uma agenda comum a todos os integrantes da Rede; 7. compreender a dinâmica do negócio do audiovisual, ou seja da cadeia produtiva do audiovisual (esse conhecimento possibilitará a cada integrante da Rede condições de perceber sua atual posição no mercado para que ele possa buscar melhorias, caso seja necessário; ou ainda para aqueles integrantes que já estiverem adequados a uma dinâmica produtiva sustentável, a oportunidade para debater e compartilhar conhecimento e saberes com os outros integrantes da Rede (Estudos de Caso).

3

1. Consultoria

Lei 12.485 (ANCINE, TV Especializado em Audiovisual) o o o o o veiculação da independente; direito autoral;

BRASIL,

Jurídico

produção

audiovisual

registro do produto audiovisual na ANCINE (CPB); valor de venda do produto audiovisual; cadastramento e disponibilização do produto audiovisual para exibição.

  

Audiovisual do RN na Copa do Mundo 2014 (abril/2012) Lei do Curta em Todas as Telas (maio/2012) Fundo Estadual da Cultura (maio/2012) o o o Fundo para o Audiovisual Cadastro dos criativos do audiovisual Abertura de editais ou concursos

Fundo Muncipal da Cultura (maio/2012) o Equipamentos e recursos utilização pela Rede técnicos para

Museu da Imagem e do Som do RN o registro da memória audiovisual visando acesso do público às obras cinematográficas e videográficas potiguares Espaço do Audiovisual (junho/2012) o Disponibilização de equipamentos de captação de imagens, edição, entre outros recursos técnicos para utilização pelos integrantes da Rede do Audiovisual; Disponibilização para apresentações populares ligadas ao audiovisual.

o

o 2. Cursos   

Capacitação e atualização técnica (maio/2012 e setembro/2012) Formatação de projetos (maio/2012) Elaboração de projetos (maio/2012)

4

o 

Para os editais públicos

Elaboração de projetos (maio/2012) o Para a captação de recursos privados.

3. Feira

Feira do Empreendedor (agosto/2012) Mostra Audiovisual com premiação Stand para promoção/divulgação/apresentação Selo do Audiovisual (SEBRAE-RN) para empresas que apóiem a Rede ou os realizadores do audiovisual

4. Missões Caravanas 5. Rodadas

Grupo Rede do Audiovisual do RN no Facebook (220 membros em 29/02/2012): http://www.facebook.com/groups/abd.rn/

5

Relação dos atuais participantes da Rede Audiovisual do RN 1. Andressa Vieira 2. Nereu Cerdeira 3. Lula Borges 4. Vlamir Cruz 5. Josenilton Tavares 6. Ruy Rocha 7. Yasmim Kyssyanne 8. Thamise Cerqueira 9. Arthur Marques 10. Norton Medeiros 11. Augusto Araújo Neto 12. Netuno Leão 13. Jean Custo 14. Ricardo Abravanel 15. Ronaldo Scheer 16. Ariane Mondo 17. Regina Cunha 18. Rodrigo Sena 19. Pierre Vidal Lima 20. Daniel Rizzi 21. Emmerson Alves 6

22. Helainne Oliveira 23. Richardson Soares 24. Maria Tereza Oliveira 25. Jomar Dantas 26. Rafael Araújo 27. Ricardo Pinto 28. Henrique Arruda 29. Ricardo Felix 30. Márcio de Andrade 31. Lucas Galvão 32. Lion Nathan 33. Juão Nin 34. Geraldo Cavalcante 35. Paulo Louvary 36. Ana Lúcia Gomes 37. Edileusa Martins 38. Larissa Gabrielle

7

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful