O Dom Carismático de Fé Dom dos Milagres e Dom de Curas

1

2

O Dom Carismático da Fé
Conceitos: 28. Quais as características da fé? §§ 153-165; §§ 179-180; §183-184 A Fé, dom gratuito de Deus e acessível a quantos a pedem humildemente, é uma virtude sobrenatural necessária para a salvação. O ato de fé é um ato humano, isto é, um ato da inteligência do homem que, sob decisão da vontade movida por Deus, dá livremente o seu assentimento à verdade divina. Além disso, a fé é certa porque fundada sobre a Palavra de Deus; é operante “por meio da caridade” (Gl 5,6); é em contínuo crescimento, graças, em especial, à escuta da Palavra de Deus e à oração. Ela faz-nos saborear, de antemão, a alegria celeste. 386. O que é a fé? §§ 1814-1816; § 1842. A fé é a virtude teologal pela qual cremos em Deus e em tudo o que Ele nos revelou e que a Igreja nos propõe para acreditarmos, porque Ele é a própria Verdade. Pela fé, o homem entrega-se a Deus livremente. Por isso, o crente procura conhecer e fazer a vontade

3 de Deus, porque “a fé opera pela caridade” (Gl 5,6). A Fé Carismática ou Dom Carismático da Fé, é a fé expectante, e se manifesta quando uma pessoa é movida a ter uma confiança íntima e profunda de que Deus agirá no agora. Hb 11, 1 A fé é uma posse antecipada do que se

espera, um meio de demonstrar as realidades que não se veem.
O Carisma de Fé na Bíblia: Mc 11,22 Jesus respondeu-lhe: “Tende fé em Deus. 23 Em verdade vos digo, se alguém disser a esta montanha: ergue-te e lança-te ao mar, e não duvidar no coração, mas crer que o que diz se realiza, assim acontecera. 24 Por isso vos digo: tudo quanto suplicardes e pedirdes, crede que recebestes, e assim será para vós. Cura do servo de um centurião Mt 8,5 Ao entrar em Cafarnaum, chegou-se a ele um centurião que lhe implorava e dizia: 6 “Senhor, o meu criado está deitado em casa paralítico, sofrendo dores atrozes”. 7 Jesus lhe disse: “Eu irei curá-lo”. 8 Mas o centurião respondeulhe: “Senhor, não sou digno de receber-te sob o meu teto; basta que digas uma palavra e o meu criado ficará são. 9 Com efeito, também eu estou debaixo de ordens

4 e tenho soldados sob o meu coroando, e quando digo a um ‘Vai!’, ele vai, e a outro ‘Vem!’, ele vem; e quando digo ao meu servo: ‘Faze isto’, ele o faz”. 10 Ouvindo isso, Jesus ficou admirado e disse aos que o seguiam: “Em verdade vos digo que, em Israel, não achei ninguém que tivesse tal fé. 11 Mas eu vos digo que virão muitos do oriente e do ocidente e se assentarão à mesa no Reino dos Céus, com Abraão, Isaac e Jacó, 12 enquanto os filhos do Reino” serão postos para fora, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes”. 13 Em seguida, disse ao centurião: “Vai! Como creste, assim te seja feito!” Naquela mesma hora o criado ficou são. Cura da filha de uma mulher cananéia Mt 15, 21 Jesus, partindo dali, retirou-se para a região de Tiro e de Sidônia. 22 E eis que uma mulher cananéia, daquela região, veio gritando: “Senhor, filho de Davi, tem compaixão de mim: a minha filha está horrivelmente endemoninhada”. 23 EIe, porém, nada lhe respondeu. Então os seus discípulos se chegaram a ele e pediram-lhe: “Despede-a, porque vem gritando atrás de nós”. 24 Jesus respondeu: “Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel”. 25 Mas ela, aproximandose, prostrou-se diante dele e pôs-se a rogar: “Senhor, socorre- me!” 26Ele tornou a responder: “Não fica bem tirar o pão dos filhos e atirá-lo aos cachorrinhos”. 27 Ela insistiu: “Isso é verdade, Senhor, mas também os ca-

5 chorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos!” 28 Diante disso, Jesus lhe disse: “Mulher, grande é a tua fé! Seja feito como queres!” E a partir daquele momento sua filha ficou curada. O endemoninhado epilético — Mt 17, 14 Ao chegarem junto da multidão, aproximou-se dele um homem que, de joelhos, lhe pedia: 15“Senhor, tem compaixão de meu filho, porque é lunático e sofre muito com isso. Muitas vezes cai no fogo e outras muitas na água. 16Eu o trouxe aos teus discípulos, mas eles não foram capazes de curá-lo“. 17Ao que Jesus replicou: “Ó geração incrédula e perversa, até quando estarei convosco? Até quando vos suportarei? Trazei-o aqui“. 18Jesus o conjurou severamente e o demônio saiu dele. E o menino ficou são a partir desse momento. 19Então os discípulos, procurando Jesus a sós, disseram: “Por que razão não pudemos expulsá-lo?” 20Jesus respondeu-lhes: “Por causa da fraqueza da vossa fé, pois em verdade vos digo: se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a esta montanha: transporta-te daqui para lá, e ela se transportará, e nada vos será impossível“. [21] Mc 5,25Ora, certa mulher que havia doze anos tinha um fluxo de sangue 26e que muito sofrera nas mãos de vários médicos, tendo gasto tudo o que possuía sem nenhum resultado, mas cada vez piorando mais, 27tinha ouvido falar de Jesus. Aproximou-se dEle, por detrás, no meio da multidão, e tocou-lhe a roupa. 28Porque di-

6 zia: “Se ao menos tocar as suas roupas, serei salva”. 29 E logo estancou a hemorragia. E ela sentiu no corpo que estava curada de sua enfermidade. 30Imediatamente, Jesus, tendo consciência da força que dEle saíra, voltou-se a multidão e disse: “Quem tocou minhas roupas?” 31Os discípulos disseram-lhe: “Estás vendo a multidão que Te comprime e perguntas: 'Quem me tocou?'” 32Jesus olhava em torno de si para ver quem havia feito aquilo. 33Então a mulher, amedrontada e trêmula, sabendo o que lhe tinha sucedido, foi e caiu-lhe aos pés e contou-lhe toda a verdade. 34E Ele disse a ela: “Minha filha, a tua fé te salvou; vai em paz e esteja curada desse teu mal”. Jo 11,40 Se creres, verás a glória de Deus.

7

Dom dos Milagres e Dom de Curas “Quem crê em mim, fará também as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas, porque eu vou para o Pai” (Jo 14,12) At 15,12 Toda a assembleia o ouviu silenciosamente. Em seguida, ouviram Barnabé e Paulo contar quantos milagres e prodígios Deus fizera por meio deles entre os gentios. At 3,4 Pedro fitou nele os olhos, como também João, e disse: Olha para nós. 5 Ele os olhou com atenção esperando receber deles alguma coisa. 6 Pedro, porém, disse: Não tenho nem ouro nem prata, mas o que tenho eu te dou: em nome de Jesus Cristo Nazareno, levanta-te e anda! 7 E tomando-o pela mão direita, levantou-o. Imediatamente os pés e os tornozelos se lhe firmaram. De um salto pôs-se de pé e andava. 8 Entrou com eles no templo, caminhando, saltando e louvando a Deus. 9 Todo o povo o viu andar e louvar a Deus. 10 Reconheceram ser o mesmo coxo que se sentava para mendigar à porta Formosa do templo, e encheram-se de espanto e pasmo pelo que lhe tinha acontecido. 11 Como ele se conservava perto de Pedro e João, uma multidão de curiosos afluiu a

8

eles no pórtico chamado Salomão. At 4,29 Agora, pois, Senhor, olhai para as suas ameaças e concedei aos vossos servos que com todo o desassombro anunciem a vossa palavra. 30 Estendei a vossa mão para que se realizem curas, milagres e prodígios pelo nome de Jesus, vosso santo servo! 31 Mal acabavam de rezar, tremeu o lugar onde estavam reunidos. E todos ficaram cheios do Espírito Santo e anunciaram com intrepidez a palavra de Deus. At 19,11 Deus fazia milagres extraordinários por intermédio de Paulo, de modo que lenços e outros panos que tinham tocado o seu corpo eram levados aos enfermos; 12 e afastavam-se deles as doenças e retiravam-se os espíritos malignos. Qual a diferença do Dom dos Milagres para o Dom de cura? O Dom de Cura por meios naturais (medicamento, terapias, etc) pode-se alcançar a cura da enfermidade, já o Dom dos Milagres só Deus pode fazer (vai de encontro a natureza) andar sobre as águas, multiplicação dos pães, morto ressuscitar etc...

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful