You are on page 1of 37

Capítulo 24

:
Campo elétrico
Prof. Abel A. C. Recco
Tópicos
1. Introdução
2. Cálculo do campo elétrico:
2.1 Produzido por cargas puntiformes
2.2 Produzido por um conjunto de carga
puntiformes
2.3 Produzido por uma distribuição contínua
3. Movimento de cargas no campo elétrico
4. Torque sobre um dipolo elétrico
1. Introdução
• No capítulo anterior vimos que:
• A força de origem elétrica é uma ação a
distância.
– Indica a presença de um campo.
• Campo gravitacional Força gravitacional
• Campo magnético Força magnética
• Campo elétrico Força elétrica
q
1
q
2
q
1
Campo elétrico q
2
Produz
Atua
Interage
O resultado é
este!!!!
• Noção do seja campo elétrico (E).
Como saber se existe ou não campo elétrico em
uma região do espaço?
Região do espaço.
Resposta: Precisamos de um instrumento de medida, que
chamaremos a partir de agora carga teste q
o
q
o
F
Se sobre a
carga q
o
atuar
uma força de
origem elétrica
é porque existe
um campo
elétrico neste
ponto do
espaço
Definição de campo elétrico
• O campo elétrico num ponto do espaço é
determinado pela razão entre a força elétrica e
a carga elétrica.
• Matematicamente:
0
q
F
E


÷
(1)
• Análise dimensional da definição anterior:
• Assim no SI a unidade de campo elétrico é o
N/C.
C N
C
N
E /
] [
] [
= =

IMPORTANTE!!!!!!!!!
• Os vetores E e F terão mesma direção
mas sentidos:
– Opostos quando q
0
<0.
– Iguais quando q
0
>0.
Não se esqueça disto!!!!!!!!!
• No ponto “P” o vetor E está definido como
mostra a figura abaixo:
Região do espaço.
“P”
E
q
0
positiva: E e F têm a mesma direção e mesmo sentido
q
0
negativa: E e F têm sentidos opostos.
• Quando se define em algum ponto do espaço o
vetor E as suas características neste ponto é
independente do sinal da carga teste q
o
utilizada
para detectar a presença do campo.
• A rigor:
0
0
0
q
F
Lim E
q


÷
=
(2)
Mas há um limite para o valor de q
0
que é a carga elementar 1,6x10
-19
C
Representação do campo elétrico
• Vetor.
• Linhas de campo elétrico.
E
• O vetor E é tangente a linha
de campo.
•O número de linhas é
proporcional ao módulo do
campo elétrico. Neste caso
E
A
>E
B
•As linha nunca se cruzam.
•Por que???
2.1. Cálculo do campo elétrico:
Produzido por cargas puntiformes
• Carga elétrica
positiva isolada
r
r
r
r
r
q
E
r
q
r
qq
q
F
E
Definição
r
r
qq
F
o
elétrica
elétrica






=
=
= =
=
ˆ
ˆ
4
1
ˆ
4
1
ˆ
4
1
2
0
0
2
0
0
2
0
0
tc
tc
tc
(3)
(4)
2.1. Cálculo do campo elétrico:
Produzido por cargas puntiformes
• Carga elétrica
negativa isolada
r
r
r
r
r
q
E
r
q
r
qq
q
F
E
Definição
r
r
qq
F
o
elétrica
elétrica






=
÷ =
÷ = =
÷ =
ˆ
ˆ
4
1
) ˆ (
4
1
) ˆ (
4
1
2
0
0
2
0
0
2
0
0
tc
tc
tc
(5)
(6)
Carga elétrica positiva produz campo
elétrico na direção radial e aponta para
fora da carga.
Linhas de campo elétrico produzido por uma carga positiva isolada
Carga elétrica negativa produz campo
elétrico na direção radial e aponta para
dentro da carga.
Linhas de campo elétrico produzido por uma carga negativa isolada
Visualizando as linhas de
campo elétrico
Gerador de Van de Graaff
Linhas de campo elétrico
produzido por um dipolo
elétrico: duas cargas
iguais, mas com sinais
contrários
Linhas de campo elétrico produzido por duas
cargas positivas
Linhas de campo elétrico
produzido por uma carga
2q e uma -q
Hóquei com
campo elétrico
http://pion.sbfisica.org.br/pdc/index.php/por/multimidia/simulacoes/eletromagnetismo
2.2 Cálculo do campo elétrico:
Produzido por um conjunto de carga
puntiformes
• Para um sistema de cargas puntiformes:
i
i
i
i
res
r
r
q
E
ˆ
4
1
2
0
¿
=
tc

(7)
TAREFA!!!!
• Sendo q
1
= 7,0 µC e q
2
=-5,0 µC determine o
campo elétrico resultante no ponto “P”
Resposta do problema proposto.
2.3 Cálculo do campo elétrico:
Produzidos por uma distribuição contínua
Distribuição contínua de carga
}
=
carga
2
0
ˆ
4
1
r
r
dq
E
tc

(7)
Três definições
• Densidade linear de carga:
[C]/[m]
dx
dq
SI No ì ì ¬ ÷ (8)
• Densidade superficial de carga:
] [C]/[m
dA
dq
2
SI No o o ¬ ÷
(9)
• Densidade volumétrica de carga:
] [C]/[m
dv
dq
3
SI No µ µ ¬ ÷
Resolver os exemplos do Halliday 4
a
ed. Vol 3
das seguintes seções:
•24-5
•24-6
•24-7
(10)
3 Movimento de cargas no campo
elétrico uniforme
• Vamos descrever o movimento de uma
partícula de carga “q” e massa “m” na
presença de um campo elétrico.
(12)

(11) em (1) do Substituin
(11)
Newton de lei segunda Da
(1) E q
0
m
E q
a
a m E q
a m F
F
q
F
E






 


=
=
=
= ¬ ÷
• A aceleração é proporcional à carga e ao campo elétrico .
•Elétrons são mais facilmente acelerados pelo campo elétrico do que os
prótons. Por que???
•Cargas positivas se movimentam no mesmo sentido do campo elétrico e
cargas negativas no sentido oposto ao campo elétrico.
Campo elétrico uniforme
• Se o vetor E é constante ( campo
uniforme) a aceleração é constante. O
movimento descrito pela partícula será o
movimento retilíneo uniformemente
variado (MRUV) assunto de FGE 1001!!!
• Relembrando e aplicando no exemplo
ao lado.
(13)
(14)
(15)
• Fazendo x
i
=0 e v
xi
=0, substituindo (12) em (13) temos.
• Do teorema do trabalho e da energia cinética
(16)
(17)
(18)
(19) ( )
}
· = ÷ = A = r d F v v m K W
xi xf


2 2
2
1
(20)
Exemplo
Tubo de raios catódicos (TV)
4. Torque sobre um dipolo elétrico
• A tendência do dipolo é girar ao redor do seu
centro de massa e alinhar-se paralelamente ao
campo elétrico
• O módulo do torque resultante é:
• Definindo o vetor momento de dipolo elétrico (p):
– Sentido: aponta da carga negativa para a carga positiva do
dipolo,
– Direção é definida pela reta que passa pelas cargas.
– Módulo:
– No SI [Cm]
u t qdEsen =
(21)
qd p = (22)
• Na forma vetorial
E p

 
× = t
(23)
Aplicações
• Forno de micro ondas.
p=6,2x10
-30
Cm
-10e
+e
+e

Tópicos
1. Introdução 2. Cálculo do campo elétrico:
2.1 Produzido por cargas puntiformes 2.2 Produzido por um conjunto de carga puntiformes 2.3 Produzido por uma distribuição contínua

3. Movimento de cargas no campo elétrico 4. Torque sobre um dipolo elétrico

1. Introdução
• No capítulo anterior vimos que:

• A força de origem elétrica é uma ação a distância. – Indica a presença de um campo. • Campo gravitacional  Força gravitacional • Campo magnético  Força magnética • Campo elétrico  Força elétrica q1 q1 Interage q2 Campo elétrico Atua Produz q2 .

O resultado é este!!!! .

Resposta: Precisamos de um instrumento de medida.• Noção do seja campo elétrico (E). que chamaremos a partir de agora carga teste qo . Como saber se existe ou não campo elétrico em uma região do espaço? Se sobre a carga qo atuar uma força de origem elétrica é porque existe um campo elétrico neste ponto do espaço F qo Região do espaço.

• Matematicamente:   F E q0 (1) .Definição de campo elétrico • O campo elétrico num ponto do espaço é determinado pela razão entre a força elétrica e a carga elétrica.

• Análise dimensional da definição anterior:  [N ] E   N /C [C ] • Assim no SI a unidade de campo elétrico é o N/C. .

IMPORTANTE!!!!!!!!! • Os vetores E e F terão mesma direção mas sentidos: – Opostos quando q0<0. – Iguais quando q0>0. Não se esqueça disto!!!!!!!!! .

• No ponto “P” o vetor E está definido como mostra a figura abaixo: E “P” Região do espaço. . q0 positiva: E e F têm a mesma direção e mesmo sentido q0 negativa: E e F têm sentidos opostos.

• A rigor:  E  Limq0 0  F q0 (2) Mas há um limite para o valor de q0 que é a carga elementar 1.• Quando se define em algum ponto do espaço o vetor E as suas características neste ponto é independente do sinal da carga teste qo utilizada para detectar a presença do campo.6x10-19 C .

•Por que??? . •O número de linhas é proporcional ao módulo do campo elétrico. Neste caso EA>EB •As linha nunca se cruzam.Representação do campo elétrico • Vetor. • Linhas de campo elétrico. E • O vetor E é tangente a linha de campo.

1. Cálculo do campo elétrico: Produzido por cargas puntiformes • Carga elétrica positiva isolada  Felétrica  qq0 ˆ r 2 4 0 r 1 1 (3) Definição   Felétrica E qo  1 q ˆ E r 2 4 0 r  r ˆ r  r qq0 4 0 r 2 ˆ  r q0 (4) .2.

Cálculo do campo elétrico: Produzido por cargas puntiformes • Carga elétrica negativa isolada  Felétrica  qq0 ˆ (r ) 2 4 0 r 1 (5) Definição 1 qq0   Felétrica 4 0 r 2 ˆ E  (r ) qo q0  1 q ˆ E r (6) 2 4 0 r  r ˆ r  r .1.2.

Linhas de campo elétrico produzido por uma carga positiva isolada .Carga elétrica positiva produz campo elétrico na direção radial e aponta para fora da carga.

Linhas de campo elétrico produzido por uma carga negativa isolada .Carga elétrica negativa produz campo elétrico na direção radial e aponta para dentro da carga.

Visualizando as linhas de campo elétrico Gerador de Van de Graaff .

mas com sinais contrários Linhas de campo elétrico produzido por uma carga 2q e uma -q .Linhas de campo elétrico produzido por duas cargas positivas Linhas de campo elétrico produzido por um dipolo elétrico: duas cargas iguais.

sbfisica.org.br/pdc/index.php/por/multimidia/simulacoes/eletromagnetismo .Hóquei com campo elétrico http://pion.

2.2 Cálculo do campo elétrico: Produzido por um conjunto de carga puntiformes • Para um sistema de cargas puntiformes:  1 Eres  4 0 qi  r 2 rˆi i i (7) .

0 C determine o campo elétrico resultante no ponto “P” Resposta do problema proposto. .0 C e q2=-5.TAREFA!!!! • Sendo q1= 7.

3 Cálculo do campo elétrico: Produzidos por uma distribuição contínua  1 E 4 0 Distribuição contínua de carga dq ˆ r  r2 carga (7) .2.

Três definições • Densidade linear de carga: dq   No SI  [C]/[m] dx (8) .

• Densidade superficial de carga: dq 2   No SI  [C]/[m ] dA (9) .

• Densidade volumétrica de carga: dq   No SI  [C]/[m 3 ] dv (10) Resolver os exemplos do Halliday 4a ed. Vol 3 das seguintes seções: •24-5 •24-6 •24-7 .

.3 Movimento de cargas no campo elétrico uniforme • Vamos descrever o movimento de uma partícula de carga “q” e massa “m” na presença de um campo elétrico.

•Elétrons são mais facilmente acelerados pelo campo elétrico do que os prótons. .  F   E   F  qE (1) q0 Da segunda lei de Newton   F  ma (11) Substituindo (1) em (11)   qE  ma   qE a (12) m • A aceleração é proporcional à carga e ao campo elétrico . Por que??? •Cargas positivas se movimentam no mesmo sentido do campo elétrico e cargas negativas no sentido oposto ao campo elétrico.

Campo elétrico uniforme • Se o vetor E é constante ( campo uniforme) a aceleração é constante. O movimento descrito pela partícula será o movimento retilíneo uniformemente variado (MRUV) assunto de FGE 1001!!! Relembrando e aplicando no exemplo ao lado. • (13) (14) (15) .

• Fazendo xi=0 e vxi=0. (16) (17) (18) • Do teorema do trabalho e da energia cinética   1 2 2 W  K  m vxf  vxi   F  dr 2   (19) (20) . substituindo (12) em (13) temos.

Exemplo .

.

Tubo de raios catódicos (TV) .

4. Torque sobre um dipolo elétrico .

• A tendência do dipolo é girar ao redor do seu centro de massa e alinhar-se paralelamente ao campo elétrico .

• O módulo do torque resultante é:   qdEsen (21) • Definindo o vetor momento de dipolo elétrico (p): – Sentido: aponta da carga negativa para a carga positiva do dipolo. – Direção é definida pela reta que passa pelas cargas. – Módulo: – No SI [Cm] p  qd (22) .

• Na forma vetorial      p E (23) .

Aplicações • Forno de micro ondas. p=6.2x10-30 Cm +e -10e +e .