You are on page 1of 14

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC Grupo de Supervisão Educacional - Gestão Pedagógica Região – Vale do Paraíba

/Litoral Norte Normas ABNT para TCC ( Trabalho de Conclusão de Curso) Trabalhos Técnicos Científicos e Acadêmicos O acadêmico, ao adentrar no ensino superior, tenderá a confrontar-se com duas possib ilidades de produção intelectual. Uma delas diz respeito a tarefas cotidianas de tra balhos no intuito de vencer os créditos das disciplinas ofertadas e outra é sua incl usão no mundo da investigação como Iniciação Científica. Como essas atividades estão interligadas pela relação ensino – pesquisa e investigação como meio de aprendizagem, os procedimentos que se seguem podem ser adaptados tanto p ara produção acadêmica (investigação mais determinada) ou para produções investigativas mais laboradas como as produções monográficas. O objetivo da normatização é o de padronizar e simplificar procedimentos num fluxo de atividades, o que contribui para auxiliar o indivíduo na execução de suas tarefas, uma vez que obedece a determinadas normas. As publicações passam por esta organização de procedimento. Os trabalhos científicos ou ac adêmicos também devem estar subordinados a essas regras pela qualidade implícita de qu e todos os trabalhos escritos originados representam um potencial de publicação em l ivros ou periódicos.

Deste modo, se divulga e se preza pela aplicabilidade das regras para publicação, de sde o mais simples trabalho até os temas de qualidade científica reconhecida. A obed iência às regras normativas da ABNT culmina no mínimo, em uma apresentação estética básica un formizada aos trabalhos, que se consegue através desta prática de organização. Trataremos a aparência e a ordem dos elementos que compõem os trabalhos de uma forma geral, ressaltando que cada trabalho possui suas exigências particulares. Porém, ca be como linha de base, a seguinte ordem de elementos e suas qualidades: prevalec e a regra de que o que importa é a apresentação visual do trabalho obedecendo-se a pro porcionalidade das margens, ou seja, cuidar para que o texto não fique muito para a direita ou muito para cima ou para baixo. 1.Estrutura do Trabalho ou Relatório Científico Todo trabalho compreende as seguintes partes: preliminares ou pré-texto, texto e pós -liminares ou pós-texto. • capa • folha de rosto • dedicatória (*) • agradecimentos (*) • sumário • texto introdução desenvolvimento conclusão • anexos ou apêndices (*) • referências bibliográficas • glossário (*) • capa (*) (*) - Elementos adicionados de acordo 1.1 Preliminares ou Pré-Texto

essa fase deve ser clara e seus elementos pré-ordenados para que se reco nheça rapidamente as informações e se estabeleça uma comunicação eficiente.0 cm x 29.nome do responsável (autoria) . posteriormente. O centro da folha é o espaço pa ra o título do trabalho que se propôs. no local onde será entregue o trabalho. facilitando a consulta e fornecendo informações imed iatas sobre a apresentação do trabalho. mesmo que a residência seja em local diverso. É o que chega prime ro aos olhos dos leitores ou mesmo do leitor endereçado. a dotar o formato padrão com largura ampliada. agradecimentos. lista de símbolos e de ilustrações. Mesmo sendo uma resenha de um livro com autoria diversa. Para o final da página reserva-se o local e data da produção. ou seja. por exemplo. ou seja. O título e local seguem a orientação dos caracteres acima. prefácio. de boa qualidade. Tratando-se de uma monografia o nome do traba lho corresponde ao seu título como. concisos e espe cíficos para um bom entendimento. pois mesmo que se deva retirar as informações de outras bibliografias. Portanto. dedicatória. valorizar a instituição. epíg rafe. a instituição pode ou até deve fornecer capas personalizadas pa ra melhor apresentação e. folha de rosto. no local onde s erá entregue o trabalho. a autoria e a estrutura das idéias pertence ao autor/aluno que as organizou. mesmo que a residência seja em local diverso. Pode ser usado também papel cartão mais grosso para cumprir a finalidad e de proteção. o professor orientador é o interessado imediato junto com a banca examinadora e.São considerados elementos preliminares a capa. Nesse caso.1 Folhas Largas Quando a largura do formato padrão for insuficiente para a apresentação das ilustrações. ao mesmo tempo. Recomenda-se que a capa seja feita com papel branco. o auto r desse trabalho é a pessoa que elabora a resenha crítica da obra. 2.título e subtítulo . Mas em caso de monografias.1 Papel Para o original deve ser utilizado papel branco A4 (21.data (mês e ano) É o espaço reservado para apresentação e identificação do trabalho em si. Os elementos de identificação que aparecem na capa devem ser claros. 1. “QUALIDADE DE VIDA COMO DIREITO HUM ANO”.7 cm). definindo convenientemente dobras suc . O nome do autor deve ser escrito em caixa alta e l etra 12 da Times New Roman ou Arial 12 . 2. os demais pesquisadores.2 Capa É a proteção externa do trabalho. A estrutura mínima é que o topo seja o local reservado para o autor das idéias elabora das no trabalho. inclui: .1. As informações essenciais a serem dadas na capa. o leitor interessado imediato é o professor e o mediato são os demais a lunos. Para as cópias utilizar o papel formato A4 acima mencionado. Para o final da página reserva-se o local e data da produção. de format o ofício (A4). Apresentação Gráfica 2.local ( cidade ) . é o nome que vai no alto da folha e com evidência. resumo. que reúne um conjunto de informações sobre o relatório. Quando se tratar de traba lho acadêmico.

4 Espaços No texto utilizar espaço 1. seguindo o formato padrão.3 Margens Com vistas a permitir uma boa visualização do texto. notas de rodapé. Os números são colocados no lado direito da margem superior. Não utilizar fontes que ocupam muito e spaço tal como "Boo man".5 Paginação Todas as páginas do trabalho devem ser contadas. 2. Agradecimentos. Conclusão. Listas. Parágrafos com recuo de 1.essivas no formato resultante. Sumário. porém. mas a numeração somente é colocada a partir da Introdução (assim. Atente. no final do trabalho.2 Escrita Editar o original utilizando somente um lado da folha. utili ar tamanho 10 ou equivalente. Dedicatórias. re ferências. ou cópia reduzida das ilustrações.25 Observação: quando uma seção terminar próximo ao fim de uma página. paginação e legenda de ilustrações e de tabelas. Inicia-se a contagem pela Folha d e Rosto. bem como a sua correta reprodução e encadernação sugere-se observar as seguintes margens (ver imagem página 8): Superior e Esquerda: 3 cm Inferior e Direita: 2 cm 2. devem ser separadas entre s i por espaço duplo. evitando separações silábicas com barras ou outros sinais. mas não numeradas). Toda impressão de um trabalho científico deve ser feita na cor preta. sendo 3 “enter” o espaço do texto para ulo seguinte. Bibliografia com espaçamento simples entre as linhas e espaço de 1. desde que não prejudiq uem a leitura das mesmas. Deve-se deixar uma linha em branco entre o título da seção e o texto anterior e o text o que a sucede. paginação e legenda de ilustrações e de tabelas. Transcrições longas (citações diretas com mais de três linhas): espaço simples e recuo de 4 cm a partir da margem esquerda. notas de rodapé. colocar o cabeçalho da pr ma seção na página seguinte. são contadas. 2. que as referências. Para citações longas. a 2 cm das bordas superiores e d   . e nas citações longas.5 entre uma referên cia e outra 2. Referências. utilizar espaço simples.5 nas entrelinhas. Justificar o texto à esquer da e à direita. Títulos das seções: separadas do texto por 2 “enter”. As páginas devem ser numeradas seqüencialmente através de algarismos arábicos. as páginas de Res umo. Utilizar fonte "Times" tamanho 12 ou Arial.

nome da instituição.número do volume (se houver mais de um). os títulos da cada capítulo (1 nível) devem iniciar-se em folha distinta. . e/ou foldêres que possuírem paginação pró Atenção! • A fonte dos títulos é tamanho 12 ou 14 quando aparecem no Sumário e tamanho 14 quando aparecem no desenvolvimento do texto. Elementos Pré –Textuais São aqueles que antecedem o corpo do Trabalho. • No desenvolvimento do texto. alinhado à mar em esquerda.título do trabalho.ireita. Tanto no sumário como no desenvolvimento do texto. sem negrito. formulários.1 Capa (elemento obrigatório) A capa contém dados que permitam a correta identificação do trabalho. uma vez que se referem às principais divisões de um texto. • Título de 3 nível: em letras minúsculas e a inicial da primeira palavra em maiúscula. mapas. em negrito. conforme o exemplo: Os anexos e/ou apêndices devem ter suas folhas numeradas de maneira contínua e sua p aginação deve dar seguimento à do texto principal. . destacando-os gradativamente. os títulos das seções são grafados de f orma diferenciada.nome do autor. A capa deve cont er os seguintes elementos: . . .local (cidade). . separada por um espaço de caractere.subtítulo (se houver). finalidade e utilização do trabalho. ¡ ¡ ¡ ¡ ¡ • Título de 1 nível (capítulo): em letras maiúsculas e em negrito. 3. com informações que ajudam na identific ação. sem negrito. • Título de 4 nível: em letras minúsculas e a inicial da primeira palavra em maiúscula. como cópias de páginas de outra publicação. conforme segue: • Título de 2 nível: em letras maiúsculas. 3. Só não serão numeradas as página do anexo/ pêndice que possuírem uma estrutura física diferente das páginas do Trabalho. . A numeração indicativa será de acordo com o nível da seção e precede o titulo.

(Ver página 8 – Capa) Sugere-se o uso do bom senso na distribuição dos elementos acima listados. restringindo-se ao mínimo necessário. FORMATO E MARGEM Margem superior: 3 cm . sugere-se o uso do bom senso na distribuição dos elementos acima listados . Oferecimentos (elementos opcionais) Localizados antes do sumário. e) em letras minúsculas. na mesma ordem citada. Os agrade cimentos devem ser dirigidos àqueles que realmente contribuíram de maneira relevante à elaboração do trabalho. deve constar a natureza do trab alho.3 Agradecimentos. c) Subtítulo (se houver). d) Número do volume (se houver mais de um). do centro para a direita. do nome da Instituição e da área de concentração (d isciplina). b) Título do trabalho. em páginas separadas.2 Folha de Rosto (elemento obrigatório) A folha de rosto (ver página 9 – Rosto) é elemento obrigatório e deve conter todos os da dos necessários para a perfeita identificação do trabalho: a) Nome do autor. precedido da palavra “Or ientador:”. f) Nome do(s) orientador(es) e co-orientador (se houver). seguida do objetivo do trabalho. 3. 3..ano da entrega. g) Local (cidade) h) Ano da entrega do trabalho Novamente.

em letras maiúsculas. a 2 espaços do nome da instituição. em negrito. Times ou Arial 12. em negrito. FOLHA DE ROSTO . em negrito. Deve ser centralizado. Times ou Ari al 12. Nome do Aluno: Centralizado. Título e Subtítulo: Centralizado e em negrito. Ano: Ano da entrega do trabalho. em negrito. a 1“enter” da margem inferior da página. em letras maiúsculas. Times ou Arial 14 . grafado próximo ao meio da página. Cidade: Local da instituição em que o trabalho deve ser apresentado. a 1 “enter” da margem superior da página. em letras maiúsculas. O título deve ser em letras maiúsculas e o subtítulo em letras minúsculas com a inicial maiúscul as – Times ou Arial 14 ou maior. Arial 14.Margem esquerda: 3 cm Margem direita: 2 cm Margem inferior: 2 cm CAPA Nome da Instituição: Centralizado. Deve ser centra lizado.

Quanto ao estilo. a 1 “enter” da margem inferior da página. em negrito. Deve ser centralizado. que informa ao leitor finalidades. e poderá ter até 500 palavras . O título deve ser em letras maiúsculas e o subtítulo em letras minúsculas com a inicial maiúscul as – Times ou Arial 14 ou maior. antecedendo a Introdução. Deve ser centra lizado. sendo recomendado o uso de parágrafo único. Times ou Ari al 12. em letras maiúsculas. Times ou Arial 12. Natureza: Apresenta a finalidade do trabalho. inclusive seguindo as mesmas normas. É redigido pelo autor. em negrito.4 Resumo (elemento obrigatório) Consiste na apresentação clara e concisa dos pontos relevantes de um documento. Cidade: Local da Instituição em que o trabalho deve ser apresentado. Também obrigatório é o resumo em língua estrangeira. i nclusive das palavras-chave. resultados e conclusões do documento.em letras maiúsculas. metodologia. em português. Times ou Arial 14. Ano: Ano da entrega do trabalho. de tal forma que este possa. no francês. Dá-se o título de Abstract. grafado próximo ao meio da página. antecedidas da expressão ‘Palavras-chave:’. Deve ser digitado em espaço simples.Nome do aluno: Centralizado. pr ecedido da palavra Resumo. 3. a 1 “enter” da margem superior da página. Times ou Arial 12 e sem destaque. recuada a partir do centro da página pa ra a direita e com espaçamento simples entre linhas. Na re dação dar preferência ao uso da terceira pessoa do singular e do verbo na voz ativa. inclusive. A pós o resumo devem constar palavras-chaves relativas aos assuntos do documento em português. em negrito. dispensar a consulta ao original. a firmativas e não de enumeração de tópicos. no inglês. que é a versão do Resumo em língua verná a para um idioma de divulgação internacional. . Resumen¸ no espanhol e Résumé. Deve ser grafado a 2 espaços duplos do título. O resumo deve ser do tipo informativo e deve estar colocado em folha a parte. o resumo deve ser composto por uma seqüência de frases concisas. Título e Subtítulo: Centralizado e em negrito. Para maiores informações com relação à redação consult a NBR 6028 da ABNT.

4. explicando os motivos que o levaram a escolhê-lo para realizar a pesquisa. Geralmente consiste em: Introdução. Elementos Textuais 4. No caso do trabalho ser apresentado em mais de um volume. seus objetivos e a(s) hipót ese(s) ou pergunta(s) norteadora(s) do estudo. Os programas editores de texto mais comuns oferecem a possibilidade de gerar um sumário automaticamente.7 Sumário Relaciona as principais divisões e seções do texto. isto é. independente do volume consultado.1 Texto O texto é a parte do documento onde o conteúdo é apresentado e desenvolvido. Localiza-se após o sumário. o qual orientará o aluno nas mo dificações que considerar necessárias. A introdução deve fornecer uma visão global da pesquisa realizada. indicando o número. na ordem em que aparecem no texto. de forma que se tenha conhecimento do cont eúdo. legenda e página onde se encontra. Diagramas. Desenvolvimento e Conclusão. Com relação a o estilo da redação. na mesma ordem em que nele se suce dem. na terceira pessoa e ser também inteiramente consistente. acompanhados de seus respectivos significados. Para isto é necessária a criação de estilos. quadros e gráficos. Gráficos. 3. o trabalho deve ser escrito em linguagem impessoal. com a indicação da paginação inicial. e dev e incluir a apresentação do problema específico da pesquisa. tabelas.5 Lista de Abreviaturas ou Siglas Havendo necessidade. 3. conforme a natureza do assunto. as abreviaturas ou siglas devem ser ordenadas alfabeticamen te e seguidos de seus respectivos significados. . que automaticamente fazem a numeração progressiva dos títulos e subtítulos do trabalho. divididos em capítulos. de acordo com as recomendações da AB NT. por isso são apresentadas apenas as seções primárias. apresentando o tema . Lâminas.6 Lista de Símbolos Relacionar os símbolos utilizados na ordem em que aparecem no texto. A finalidade do Sumário é dar uma visão geral do trabalho e facilitar a localização dos as suntos.3. O sumário deverá ser localizado na página que ante ede a Introdução. etc) Relacionar as figuras na ordem em que aparecem no texto indicando. em página p rópria. numa convenção ou critério usado em uma página deve ser mantido em todo o texto. para cada uma . o seu número.8 Lista de Ilustrações (Gráficos. o título e a página onde se encontram. 3. A mesma formatação e caracteres gráficos usados na indicação dos capítulos no sumário deve se mantida no texto. O espaço entre as linhas do Sumário deve ser de espaço simples. A concisão e a clareza do texto ficam inteiramente sob a responsabilidade do orientador. Revisão de literatura. e entre uma seção e outra deixa-se uma linha em branco. Relaciona figuras. deve ser incluído o sumári o de toda a obra em todos os volumes. secundárias e terciárias.

dos comprovados. Divide-se geralmente em seções e subseções que variam em função da natureza do problema. errata. Não se deve subdividir em seções além da quinária Segundo a ABNT. Para maiores detalhes ver a NBR 6024 da ABNT. Note que não se utilizam ponto. o ano e o número da página. c objetivos do trabalho. Podem ser: • Citação direta: quando é feita a transcrição literal de palavras ou trechos dos autores ( cópia fiel em redação. Da mesma forma. os Títulos de seções sem indicativo numérico (Introdução. adotar o sistema de numeração prog ressiva. Deve-se destacar gradativamente os títulos das seções. • Devem ser apresentados os objetivos do trabalho. Todo documento citado e analisado deve con star na bibliografia ao final do trabalho. e todas seções devem conter um texto relacionado com elas. apêndice(s). salientando a e bem como seus méritos.1. A citação de até 3 linhas deve vir inserida no t exto.1 Capítulos – Numeração Progressiva Consiste na divisão do trabalho em seções. e o indicativo numérico de uma seção precede seu título. São empregados algarismos arábicos na numeração. lista de símbolos . em maiúscula quando entre parênteses. o corpo do trabalho é onde o tema é discutido pelo autor: • As hipóteses a serem testadas devem ser claras e objetivas. Conclusão. separado por um espaço de caractere. em blocos de assuntos. e estarem fundamentadas nos ontendo deduções lógicas correspondentes aos resultados do trabalho. gradecimentos. Deve basear-se em da resultados e na discussão do texto. hífen. separados por vírgula. No caso de elaborar tabelas e gráficos para ilustrar o texto. A literatura citada deve ser ap resentada preferencialmente em ordem cronológica. Para maior clareza no desenvolvimento do assunto. conforme exemplo: . o autor deverá seguir as orientações e consultar a norma NBR6822 da ABNT. os xtensão e os resultados de sua contribuição.A revisão de literatura apresenta a literatura básica sobre o assunto. utilizando-se de maneira racional os recursos d isponíveis.2 Citações É a transcrição ou reprodução de idéias colhidas de outras fontes (bibliográficas ou document is). 4. entre sapas. mostrando a evolução do tema de maneira integrada. sumário. Os títulos das seções devem começar na parte superior da mancha e ser separados do texto que os sucede por dois espaços 1. • Deve ser bem explicada toda a metodologia adotada para se chegar às conclusões 4. lista de ilustrações. O desenvolvimento ou corpo do trabalho é a parte mais extensa e visa apresentar os resultados da pesquisa. alinhado à esquerda. glossário. anexo(s) e índice(s)) devem ser c entralizados. Em resumo. travessão ou qualquer sinal após o indicativo de seção ou de seu título. • A revisão de literatura deve resumir as obras já trabalhadas sobre o mesmo assunto • Deve-se mencionar a importância do trabalho. 5. justificando sua imperiosa necessidad e de se realizar tal empreendimento. ortografia e pontuação). resumindo os resultados de estudos feitos por outros autores. ou apresentar os dad os obtidos. os títulos das sub seções devem ser separados do texto que os precede e que os sucede por dois espaços 1. entrelinhas. lista de abreviaturas e siglas. devendo inserí-los o mais próximo dos textos a que se referem. resumos. A conclusão apresenta de forma sintética.5. Deve referenciar o sobrenome do autor. referências.

Fluxograma. lâminas. não se teve acesso ao autor original. esquemas.3 Notas de rodapé São usadas para complementar ou esclarecer informações que não são incluídas no texto.. • Separar do texto por um traço contínuo de 3 cm. 22 cita-se primeiro o autor original. Veja exemplos: Citação de citação: É a transcrição direta ou indireta de um texto a partir de outra fonte. e da fonte. conforme o projeto gráfico. flux ogramas. • Digitar em espaço simples e fonte 10. Em caso de citação indireta a indicação do número da página é desnecessária. o uso de notas deve ser redu zido ao mínimo e serem pouco extensas. plantas.A citação longa (com mais de 3 linhas) aparece em parágrafo isolado.. deverá ser antecedido e precedido de reticências entre colchetes [ . 5. organogramas. seguido da expressão “apud” e da referência do último sobrenome do autor. A ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere. Por esse motivo.Referências Bibliográficas .4 Ilustrações 4. em maiúscula qua ndo entre parênteses e o ano da publicação (a indicação do número da página consultada não é sária).1 Figuras (quadros. do respectivo título e/ou legenda e xplicativa de forma breve e clara.4. com espaçamento simples en tre as linhas e sem aspas.) seguida de seu número de or dem de ocorrência no texto em algarismos arábicos. dispensando consulta ao texto. avaliando os re sultados obtidos e propondo soluções e aplicações práticas. desenhos e outros) Qualquer que seja seu tipo. Veja exemplos: 4. 6. traduzindo-as com as palavras do aluno. gráficos. fotografias. 4.. Nesse caso. para não haver interrupção em sua seqüência lógica. Devem ser observadas as seguintes normas pa ra seu uso: • Chamada numérica acima da linha do texto (número alto sobrescrito) em seqüência contínua d e notas. destacada dom um recuo de 4 cm da margem esquerda. conforme exemplo: Atenção! Quando o trecho citado não for início de parágrafo ou for interrompido antes do ponto final do parágrafo..ex. data e página da obra diretamente consultada.: Figura. Conclusão A conclusão é a parte onde o autor se coloca com liberdade científica.] Citação indireta: É quando ocorre a reprodução das idéias do autor consultado. • Localizar na margem interior da mesma folha onde ocorre a chamada numérica. sua identificação aparece na parte inferior precedida da palavra que a designa (p. Deve referenciar o sobrenome do autor. com letra tamanho 10. i to é.

no to o ou em parte. ser grafado dois pontos (:). • Título e subtítulo . 1995. ou S. 1991. (Cadernos de Educação Popular. ou organizador. • Em obras avulsas são usadas as seguintes abreviaturas: org. São Paulo: Loyola. 1985. Vera.Quantidade de páginas da obra. ou eds. Programa de Pós-Graduação em Educação / PPGE-UFES. • A 2a linha e as subseqüentes se iniciam em baixo da 3a letra da 1a linha. 3 ed. e. Rio de Janeiro: Imago. Petrópolis: Vozes. Ltda. São Pa ulo: Atlas. 1991.coordenador (es) Exemplos: Autor pessoa física: LIMA.editor (es) coord. em caixa alta. Armando Serafim et al. itálico ou sublinhado. Dissertação / Tese: BELLO. . publicações. 2 ed.É o nome da CIDADE onde a obra foi editada e. MARCONI. • Editora . Por exemplo: da Editora Ática Ltda. ou coords. 2 ed. Marina de Andrade.PPG iversidade Federal do Espírito Santo. Lauro de Oliveira Lima: um educador brasileiro.É o ano em que a obra foi editada. após a referência de l ocal deve. Metodologia científica. 110 p. Beatriz. . • Ano da publicação . • Número de volumes (se houver) • Paginação . 1995.. Até três autores: COSTA. 125 p. 231 p. colocar-se-ia apenas Ática. o restante do nome.Programa de Pós-Graduação em Educação . Pesquisa social: métodos e técnicas.É o conjunto de indicações que possibilitam a identificação de documentos. 10).. 287 p.Não se usa o sinal de decimal (a). 1986. São Paulo: Atlas . a seguir.: et al. = organizador (es) ed. Vitória. Maria Aída B. JAPIASSU. • Nome da série. ou orgs. A . São Paulo: Martin Claret. • Número da edição (a partir da segunda edição) .O título deve ser realçado por negrito. Sem nome do autor: O pensamento vivo de Nietzsche. 211 p. 228 p. RICHARDSON. 2 ed. MEB: uma história de muitos. ou editor) . Eva Maria. Obs. Pré-escola e alfabetização: uma proposta baseada em Paulo Freire e Jean Piaget. Dissertação (Mestrado em Educação) . COSTA. 1989. 1986.1 – Livros • Autor (ou coordenador. etc.. Hilton F. LAKATOS. (et alli) quer dizer e outros em latim.Pet rópolis: Vozes. Roberto Jarry et al. Mais de três autores: OLIVEIRA. Adriana Flávia Santos de Oliveira. Autor corporativo: UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO.A. • Local da publicação . Não se coloca a palavra Editora. Introdução ao pensamento filosófico. após uma sep aração por vírgulas. Não se coloca estado ou país.Só se coloca o nome da editora. 210 p. número da publicação na série (entre parênteses) Observações: • Dois espaços devem separar os diversos campos de uma referência. O mito da neutralidade científica. 197 5. JACCOUD. As obras são identificadas na seguinte ordem: 6.Escreve-se primeiro o sobren ome paterno do autor. José Luiz de Paiva.

: Todas as revistas sob este título foram consultadas. v . p. O Globo. Al manaque Pasquim. (veja o exemplo em artigo não assinado). p. Rio de Janeiro. Artigo de jornal não assinado (sem nome de autor): MULHERES têm que seguir código rígido. jul. O que é ser mãe? A evolução da condição feminina na maternidade a través dos tempos. 213-234 In: A escola secundária mod erna: organização. n. n. especial.: Escreve-se em maiúscula até a primeira palavra significativa do título. I. p.13. Entrevista concedida ao Pasquim. Rio de Janeiro.Artigos de revistas ou jornais • • • • • • • • • Autor do artigo Título do artigo Título da revista Local da publicação Editor Indicação do volume Indicação do número ou fascículo Indicação de página inicial e final do artigo Data: Exemplos: Artigo de um autor: BORTOLETTO. 25-27. 40. Dumerval Trigueiro (o rg. abr. Filosofia da Educação Brasileira. 1984. n./maio/jun. Planejamento educacional. 1990. Marisa Cintra.2 . Vitória. Lauro de Oliveira.: No caso de mais de um autor. In: MENDES. métodos e processos. 63. 1993. .3 . 6. Ativação dos processos didáticos na escola secundária. Obs. 195-239. Teorias da aprendizagem. p.. Citação de parte de uma obra: O autor do capítulo citado não é o autor da obra: HORTA. fev.. com exceção do mês de maio que se escreve co m todas as letras (maio) e sem o ponto. 12. O mês de janeiro fica ria sendo jan. n. 195 6Obs. 1982. o de fevereiro fev.Publicações Periódicas Coleções inteiras: EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS SOCIAIS. 1992. out. PPGE/UFES. etc. segue-se a mesma regra das referências dos livr os. B elém. 143 p. uma mulher solar. Viver Psicologia. 1976. Obs. 3. p.: Esta citação indica que a revista inteira foi consultada. Citação de parte de uma obra: O autor do capítulo citado é também autor da obra: LIMA. 35-37. v. Artigo não assinado (sem nome de autor): A ENERGIA dual indígena no mundo dos Aymara (Andes do Peru e Bolívia).). 1 caderno. Somente uma parte de uma coleção: FORUM EDUCACIONAL. 10-17. Leila. p./maio 1989. 6. Rio de janeiro: Fundação Getúlio Vargas. cap. Artigo de jornal assinado: DINIZ. São Paulo. Obs. São Paulo: Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais. Obs: A referência de mês é reduzida a apenas três letras e um ponto. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.valiação educacional: necessidades e tendências. Mensageiro. Rio de J aneiro: Forense-Universitária.1/2. 1991. José Silvério Baía.. 31ja n. Leila Diniz.

. segundo sileiro de Geografia 2.406 de 5 out.mepel. Promulga a convenção sobre conservação dos recursos vivos marinhos antárticos. Consulta sobre o plan o de aperfeiçoamento médico a cargo do Hospital dos Servidores de São Paulo. Seção 2. Antônio. 24 out.edu/history/Chicago. por área as universidades da Federação . deve-se seguir as instruções abaixo: A referência desta página: PIMENTEL. Haines. 1.: BRASIL. 2000. 16 de jan. Sua coloc ação é opcional.cstateu. 1981. 29. Rio de Janeiro: Forum de Ciência e Cultura-UFRJ. Publicação. 227. no final das referências possíve is. 2 ed. Chicago style citation of computer documents. p. pt.935.4 . Glossário É a explicação dos termos técnicos. 217-220. Enciclopédia: Divórcio. Decreto 93.Internet Não existem regras estipuladas para referências de "sites" da Internet. In: Congresso Brasileiro de Publicações. Diário Oficial (da República Federativ a do Brasil). p. Anais de congresso no todo: SEMINÁRIO DO PROJETO EDUCAÇÃO. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1988. 11-29.8m.com) Obs. 185. BROWN. cap. In: Enciclopédia Saraiva de Direito. 1979. São Paulo: Saraiva. reprodução. p. Aurélio Buarque de Holanda. Pareceres. n. Rio de Janeiro. 1996. Relator: Antônio Paes de Carvalho. 17. 230: Ensino. 1.Decretos-Leis. 793-799. Minidicionário da língua portuguesa. 1987. In: Mepel DIGITUS.5 . execução: direitos autorais. Documenta. .: O endereço do "site" deve estar entre parênteses. 5 a 10 de jul. 9. 1979. Anuário estatístico do Brasil. Brasília. out. 1996. verbetes ou expressões que constem do texto.. Disponível em <http: //www. In: FERREIRA.toefl.1978-80. Disponível em: <http ://www. v. 198 p. n. São Paulo. (http://www. 7. p. Normas da ABNT: Estrutura de Apresentação do Trabalho. Anais do V Seminário do Projeto Educação. Anexos São documentos que complementam o trabalho e que não foram elaborados pelo autor. p. In: Fundação Instituto Bra e Estatística. Parecer n.Anais do I Congresso de Publicações. de 15 de janeiro de 1987. 1981. Seção 1. Trabalho publicado em anais de congresso e outros eventos: CHAVES. 15 maio 2002. Rio de Janeiro. Resoluções etc: CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO. Acesso em: 19 maio 1998. 107 -162.neal. Toefl on line: Test of english as a foreign language. v.org>. de graduação em universidades e estabelecimentos isolados. São Paulo: FEBAP. 5. 1977. Portarias etc. Marcos Eduardo Costa. Anuário: Matrícula nos cursos s de ensino. 125.Obras de Referência Dicionário: Educação. 6. 6. ETSnet. No entanto.html>.

8. Capa Serve para proteger a última folha do trabalho. é opcional e permanece em branco. Dúvidas: procurar todas as normas da ABNT na página abaixo .