You are on page 1of 2

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA

PONTES
São símbolo da vitória frente às adversidades naturais e artificiais, as pontes proporcionam novos caminhos, novas possibilidades de comunicação entre paralelos que pretendem estabelecer uma união. São a resposta a um desafio, a relação de laços cada vez mais estreitos entre os homens. Ponte é uma construção que permite interligar ao mesmo nível pontos não acessíveis separados por rios, vales, ou outros obstáculos naturais ou artificiais. As pontes são construídas para permitirem a passagem sobre o obstáculo a transpor, de pessoas, automóveis, comboios, canalizações ou condutas de água (aquedutos). Primeiras Pontes - Com o surgimento da idade do bronze e a predominância da vida sedentária, tornou-se mais importante a construção de estruturas duradouras, nomeadamente, pontes de lajes de pedra. Das pontes em arco há vestígios desde cerca de 4000 a.C. na Mesopotâmia e no Egipto, e, mais tarde, na Pérsia e na Grécia(cerca de 500 a.C.). A mais antiga estrutura chegada aos nossos dias é uma ponte de pedra, em arco, situada no Rio Meles, na região de Esmirna, na Turquia, e datada do século IX a.C. Nossos Dias - Após a Segunda Guerra Mundial muitas das infraestruturas rodoviárias tiveram que ser reconstruídas. Generalizou-se o uso do betão e do aço, nomeadamente com pontes em betão pré-esforçado. As cofragens metálicas e as vigas passaram a ser soldadas em vez de fixas com rebites. Constroem-se numerosas pontes suspensas, e, em particular, pontes atirantadas com as mais variadas disposições dos cabos de suspensão. Torna-se claro que as pontes em betão, devido à importante carga própria que possuem, são pouco sensíveis à carga variável e, como tal, pouco influenciadas por esta, o que lhes dá uma importante estabilidade. Estes factores associados permitiram ultrapassar obstáculos até então dificilmente superáveis. O vão de 1995 metros conseguido na ponte suspensa de Akashi-Kaikyo, no Japão, é disso bom exemplo. É de esperar desenvolvimentos nas técnicas de construção, manutenção e reabilitação de pontes, com a introdução de novas técnicas construtivas e novos materiais(alumínio, fibra de vidro) ou evolução das características dos já utilizados(betão,aço). As novas pontes serão certamente construídas de forma mais económica, segura e com maiores níveis de qualidade.

gás. etc) -para suporte de pista de aeroporto (ex.As pontes podem ser classificadadas por diversos critérios: a) quanto á finalidade: -rodoviárias -ferroviárias -para pedestres (passarelas) -para suporte de dutos (água. óleo. esgoto. semi-permanentes ou provisórias b) quanto ao material de construção: -madeira -pedra -concreto armado ou protendido -metálica (geralmente aço ou alumínio) -mistas (combinação de vários materiais) c) quanto ao tipo estrutural: -em laje -em vigas retas (de alma cheia) -em vigas-caixão -em treliça -em quadros rígidos -em arcos ou abóbadas -pênseis ou suspensas -estaiadas -pode ainda ser com encontros ou com balanços tipos especiais: -flutuantes -com estrado móvel -levadiças -giratórias -basculantes d) quanto ao traçado: -retas -curvas -em nível -com inclinação (aclive/declive) . Ilha da Madeira) -para suporte de vias navegáveis (ponte canal) -permanentes.