You are on page 1of 6

UNIVERSIDADE NILTON LINS Curso de Odontologia CHUPETA: ENTRE A CIÊNCIA E A CULTURA

Juliana Gomes e Silva – acadêmica do curso de Odontologia
Orientador: Professor Doutor Jefferson Jurema – titular da cadeira de Metodologia Científica

Resumo A vida possui fases, cada uma com sua importância e beleza, porém há uma que se destaca: a maternidade. É nela onde planeja-se como será o quarto do bebê,qual seu nome, para qual time irá torcer, se vai ser advogado ou ator e, não esquecendo, se será saudável. Porém, lá no enxoval da criança, a mãe compra uma chupeta, sem perceber o quanto está colocando em risco a saúde bucal dela. É por causa dessa atitude que resolveu-se pesquisar e analisar este objeto curioso em aspectos científicos e culturais. Então, doutores constataram que o uso da chupeta causa deformações na arcada dentária, que por sua vez, atrapalha o desenvolvimento de outras partes do corpo relacionadas ao aparelho bucal. Embora outros doutores diziam que seu uso condicionava os músculos da face, assim ajudando a criançaparaquando chegasse a hora de alimentar-se com alimentos que necessitam de mastigação. Assim, por causa das diversas orientações e conceitos, a chupeta fica sendo vista pela população ou como vilãou como mocinha. Portanto, este artigo tem o intuito de tirar suas dúvidas e definir o que é verídico e coerente referente à chupeta.

Palavras-chave: chupeta, saúde bucal, arcada dentária.

Abstract The life has stages, each with its importance and beauty, but there is one that highlight: the maternity. Is it where it is planned will be the bedroom of the baby, which your name, for which team will be to root, if he is going to be a lawyer or actor and, not forgetting, if will be healthy. However, in the child's layette, her mother buys a dummy, without realizing how much is putting in risk his oral health. It is because of this attitude that decided search and analyze this curious object in scientific and cultural aspects. Then, doctors have found that the use of the dummy cause deformations in dental arch, which in turn hinders the development other parts of the body related to the mouthparts. Although other doctors said that your use made the muscles of the face, so helping the child for when it came time to eat themselves with foods that need chewing. So, because of the various guidelines and concepts, the dummy is being viewed by the population or as village or as sissy. Therefore, this article is intended to answer your questions and define what is truthful and consistent on the dummy.

Key-words: dummy, oral health, dental arch.

por sua vez. na mesma época em que o pintor Albrecht Durer retrata um bebê com uma chupeta de pano.Mesmo com a qualidade dos materiais empregados na produção de chupetas e das frequentes adaptações feitas pela indústria desse ramo. ele experimenta outras sensações como prazer. Dentes e ossos alveolares estão expostos a forças e pressões antagônicas vindas principalmente da função muscular. No Antigo Egito. mergulhada em mel.2 Escavações na Itália. extrato de papoulas e até mesmo em láudano (um medicamento à base de ópio) ou conhaque. especialmente por causa do costume que as mães tinham de umedecer os panos na própria saliva. as forças intrísecas dos lábios e da língua em repouso geram a condição de equilíbrio para a posição dos dentes. criada em 1949 pelos alemães Adolf Müller e Wilhelm Balters. . em bebês a sucção é fisiologicamente normal e ao ser amamentado no peito. Desde 1800 a chupeta é criticada por causar deformidades e transmitir doenças. mas não sofre deslocamento. satisfação. o substituto para o peito materno ainda está longe do ideal. O uso do ópio foi banido no século XIX. São citadas pela primeira vez na literatura médica em 1473. Contudo. Assim. Por outro lado. Chipre e Grécia sugerem que a chupeta tenha pelo menos três mil anos. o equilíbrio existe quando um corpo em repouso é submetido a forças em várias direções.Apesar da grande evolução por qual passou o produto. proporcionará o desequilíbrio anatômico da boca. bem-estar e segurança. Com o passar do tempo. além de obter a nutrição. Quando a amamentação satisfaz e a necessidade de sugar ainda não foi completamente saciada. com bico feito de látex ou silicone e modelado de tal forma que se assemelharia ao peito da mãe. os objetos dados aos pequenos da época eram simples figuras de animais feitas com barro e adoçadas com mel. problemas de má formação dos dentes são associados ao seu uso. leite. Geralmente era feitacom um linho grosso. que em parte pode determinar a posição dentária. ela foi evoluindo até chegar à chupeta ortodôntica. é provável que será necessária uma sucção complementar: o uso da chupeta que .

A sucção dela ativa a salivação e a deglutição. Tal modificação no aparelho bucal afetará a estética e as funções orofaciais. as consequências serão mais acentuadas e será necessária a intervenção de um ortodontista que analisaráe utilizará aparelhos ortodônticos específicos em cada situação. Porém. a OFM. sendo assim mais fácil a autocorreção. Se o grau da lesão for ainda maior. juntamente com o dentista. Já tem casos em que o uso foi excessivo de tal maneira. ou seja. Consequentemente. que a maloclusão será apenas corrigida por algum procedimento cirúrgico. Importante ressaltar que a falta de informação faz com que coisas simples tornem-se problemas gigantescos. Caso seu uso seja prolongado. é recomendada a procura de um psicólogo para que. temos a área da Ortopedia Funcional dos Maxilares. a arcada dentária regredirá ao seu lugar. A mordida aberta é uma alteração que atinge a arcada dentária. quando tratamos de uma alteração morfofuncional que tem ligação com uma questão comportamental ou/e de dependência. que tratará-la de forma “implacável”. portanto. para a Odontologia. deslocando-a para fora de seu eixo de simetria e sendo sua causa o hábito de sucção da chupeta. onde a dentição se constitui de dentes decíduos. É bom que ocorra a retirada deste objeto até os dois anos de idade. faz com que nossos pacientes não sejam alienados. o organismo produz sensação de saciedade.3 Emmerich (2004) complementa que o crescente hábito de sucção de chupeta pode estar relacionado à produção de neurotransmissores (endorfinas) pelo sistema nervoso central que gera a sensação de prazer durante seu uso. emitindo informações ao sistema funcional da alimentação. divulgar o tema para alertar a população de que a chupeta não é apenas um mero enfeite de recémnascidos. influenciando. haja um melhor resultado no tratamento. disfarçando uma possível fome ou sede.Assim. no bem estar psicológico e social da criança. A orientação dos .

porém de fácil compreensão. onde existe maior probabilidade das alterações serem corrigidas naturalmente. O uso da chupeta. . 2002). constata-se que a utilização da chupeta esta ligada intimamente a cultura e que a ciência busca alertar as pessoas de que seu uso causa alterações na arcada dentária. Então. Caso isso não aconteça. seja prolongado ou não. de forma gradativa. interferência da mídia e a conduta de alguns profissionais quanto às orientações inadequadas sobre a utilização da chupeta. existem áreas que cuidarão da mordida aberta através dos diversos tipos de tratamentos. dificuldades e problemas na amamentação.para consequentemente haver uma mobilização social contra o uso da mesma. esta deve ser acompanhada por ela. recomenda-se o não uso da chupeta ou. a retirada dela até os dois anos de idade.4 profissionais da área tem que acontecer juntamente aos pais e filhos para que haja bons e satisfatórios resultados. Em campo foi aplicado um questionário semiaberto. devido à “confusão de bicos” (COTRIM. contendo perguntas de cunho pessoal. Enfim. Os métodos aplicados para a obtenção e compreensão do tema em debate foram a observação da boca das pessoas analisadas e fotografias de suas dentições. Uma maneira de alertar a população édivulgar o tema através de folhetos e campanhas publicitárias. proporcionará mudanças no posicionamento dos dentes causando a mordida aberta que. pertencentes à classe C. já que a variação de idade dos indivíduos estudados oscila bastante. Foi constituído por amostra específica e realizado na Zona Norte de Manaus. O uso de chupeta pode estar associado à interrupção da amamentação materna exclusiva. São considerados fatores causadores do uso da chupeta: questões culturais. prejudicará a fonação. insegurança da mãe em amamentar. mastigação e fisionomia do indivíduo. por sua vez. pois dependendo do grau de dependência que acontece entre a criança e a chupeta. A psicologia também entra como meio de tratamento auxiliar. em um grupo de cinco indivíduos. Bairro Santa Etelvina.

pois para uma boa saúde bucal quando adultos. DADALTOECV. São Paulo: Santos. CAMARGO MC. & GALE. pp.br). Espírito Santo. Estudo cefalométrico dos efeitos esqueléticos e dentários do hábito persistente de sucção de chupeta. . L. M. T. mai/jun 2004. Universidade Federal do Rio de Janeiro (Mestrado em Odontopediatria). Revista Brasileira de Saúde Materno-Infantil. Araraquara: Faculdade de Odontologia da UNESP-Araraquara. C. EMMERICH. M. precisam que tenham tido orientações e hábitos corretos nela. Brasil. Tais recomendações são de suma importância na infância. Disponível em: www. n. Caderno de Saúde Publica v. 163p. Hábitos de sucção de dedo e/ou chupeta – Estudo seccional..I.2. P. W.5 Além do hábito de usar chupeta.. A. sendo este mais difícil de tirar da criança pela acessibilidade a ele. Rio de Janeiro. Rio de Janeiro. Las anomalias dento-maxilares producidas com habitos. 2005. Uso de chupeta e amamentação em crianças menores de quatro meses no estado de São Paulo. v. Dent.2. 1995. n. v. 1. 25.Psichology and thumb sucking. CHAN. 1958. Disponível em: www. 145-151. alterações oronasofaringianas e maloclusões em pré-escolares de Vitoria.C.org. v. Child. o odontopediatra. RJ. N. Recife. Bol. 1989. v. Ele dirá aos pais como fazer para que o filho não torne do uso da chupeta um vício. p. 313-325. 1970. Amer. AndalsoOrthodonticsPrinciplesandPractice 2nd. In: Corrêa.S.3. pp. Seus danos são iguais ou mais intensos que o da chupeta. 25. 170-177.335-1. M.br GRABER.bireme. S. Portanto. ESCUDER.J.M. VENANCIO.agoped. [Dissertação de mestrado] COTRIM. 1966.. EVANDRO DA SILVA. Inform. Assoc.337.scielo. Mestre em Odontopediatria pela UFRJ e Professora de Odontopediatria da UFES. Trabalho de mestrado apresentado a Faculdade de Odontologia Araraquara/UNESP. 2002. ELAINE CRISTINA VARGAS. set/dez 2002. BRONZI. Disponível em: (www. J. CANO. pp.M. REFERÊNCIAS AYER. constatamos também o vício de sugar o dedo polegar. 80. segundo sua frequência. Programa preventivo e interceptativo de maloclusões na primeira infância. The finger-suckinghabitand associated problems. Relação entre hábitos bucais.3. ed. 2. S.L. Q. E. Odontopediatria na Primeira Infância. Dent.N.br DADALTO. é de extrema importância à orientação de um profissional da área. Dent.

TCHINOSE. Ortodontia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.br MOYERS. R.. NAKASIMA. p. J. Clin. p. Orthodont. S. pp. LEITE. A. n. SãoPaulo. Interpretação e Produção de Texto.C. 2008. MACIEL.topgyn. Dr.org. Aspectos etiológicos da mordida aberta anterior e suas implicações nas funções orofaciais. Genetic and environmental factors in the development of so-called pseudo and true mesioclusions. Robert M. 2009.br SHAKESPEARE.3.328-336. AM. Manaus: UEA / Editora Valer. Revista Crescer. v.V. JEFFERSON& QUEIROZ. WILLIAN. WALACE.C. Avaliação dos arcos dentais e das estruturas miofuncionais orais. 90. uol.181-199. A. K. br ZARDETTOCGDC.R. In: Associação Brasileira de Odontopediatria. .E. São Paulo. 1986. n. Disponível em: www. Universidade de São Paulo (Dissertação de Mestrado em Odontopediatria).com. Dento facial Orthop. & NAKATA. Metodologia Cientifica. Revista CEFAC. 13. n. 1991. Correlação de hábitos orais deletérios entre crianças de 4 a 6 anos de escola publica e escola particular da cidade de Manaus-AM. Manual de Referências para Procedimentos Clínicos em Odontopediatra. S. jul. set/dez 2005. edição 148.bireme. Pro-Fono Revista de Atualização Cientifica.M.17.T.. SERRA-NEGRAJC.6 GALVAO. v.. em função do uso e tipo de chupeta. I. 394-9. DADALTOECV. em crianças com dentição decídua completa./set 2006. Disponível em: www. março de 2006. Barueri.com. Hábitos bucais deletéreis. F.L.. 106-116. v. J. Orthod. NEMR.3. 2000. 2.8.G.br JUREMA.U.abodontopediatria. Disponível em: www. C. MENEZES. SP. 198p. v.Disponível em: www.”. M. Ricketts on early treatment. R. Disponível em: pensador. pp.bireme.br RICKETTS.. 1979. Poema “Um dia você aprende.