You are on page 1of 27

CITOGENÉTICA GENÉTICA MOLECULAR

ÁCIDOS NUCLEICOS DNA E RNA
Aiuara Sette Ramos aiubio@gmail.com
Todas as imagens usadas podem ter direitos autorais e foram retiradas da internet via www.google.com.br e não pretendem ferir nenhum direito de uso. Este trabalho é somente para leitura. Sua reprodução total ou parcial, sem prévia autorização é crime de plágio segundo a Lei 9.610-9

ÁCIDOS NUCLÉICOS
O CÓDIGO DA VIDA

• ADN ou DNA: Ácido Desoxirribonucleico • ARN ou RNA: Ácido Ribonucleico
São macromoléculas formadas pela união de monômeros denominados nucleotídeos = cadeia de polinucleotídeos = polímeros de nucleotídeos.

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DOS NUCLEOTÍDEOS
Grupo Fosfato:

PO4

ligado ao carbono 5 da pentose

Pentose (açúcar de 5 carbonos): Ribose: RNA Desoxirribose: DNA

Base nitrogenada: ligado ao carbono 1 da pentose Púricas (Pu): ADENINA, GUANINA Pirimídicas (Py): CITOSINA, TIMININA, URACILA

Ribonucleotídeo: 2’-OH Desoxirribonucleotídeo: 2’-H

Obs: Nucleosídeo = açúcar + base nitrogenada

BASES NITROGENADAS

ÁCIDO DESOXIRRIBONUCLEICO – ADN OU DNA
• É material genético das células. É a molécula que contém a informação para a síntese das proteínas que constituem os seres vivos. • É a molécula da hereditariedade pois é transmitido de geração para geração pela processo de reprodução. • É grande, complexo e possui grande quantidade de informações. • Formado por dois 2 filamentos de polinucleotídeos retorcidos formando uma DUPLA HÉLICE, segundo o modelo de James Watson e Francis Crick, de 1953.

DNA
• As ligações entre os nucleotídeos na mesma fita ocorrem através do fosfato de um dos nucleotídeos, com o Carbono 5 da pentose do nucleotídeo subjacente e são do tipo fosfodiéster. • As interações entre as fitas são feitas por ligações do tipo Pontes de Hidrogênio entre as bases nitrogenadas dos nucleotídeos.

DNA

• Entre A e T são duas pontes de H e entre C e G são três.

No DNA o número de Timinas (T) é igual ao número de Adeninas (A) e o número de Guanina (G) é igual ao de Citosina (C).

DNA
• Comanda a síntese de proteínas, controla o metabolismo e a arquitetura da célula.
• Pode autoduplicar-se, gerando cópias perfeitas de si mesmo, de maneira semiconservativa.

DUPLICAÇÃO OU REPLICAÇÃO DO DNA
• Objetivo: Gerar cópias (Mitose ou meiose). • É um processo Semiconservativo. • Enzimas envolvidas: Helicase: rompimento das Pontes de Hidrogênio. DNA polimerase: encaixe de novos nucleotídeos obedecendo a correspondência: A e T e C e G.

RNA ÁCIDO RIBONUCLEICO
• O RNA é geralmente fita simples. • É menor que o DNA. • É relacionado com a síntese proteica. • Material genético de alguns vírus.

FUNÇÕES DO RNA
• • • • • Informacional: mRNA (pouco estável), RNA de vírus Transferência de informação: tRNA Estrutural: rRNA (ribossomo) Catalítica: RNAse P, snRNA, rRNA (tradução) Regulatória: RNA líder (atenuação), RNA I (controle do número de cópias) rRNA: ~80% tRNA: ~15% mRNA: ~5%

• Tipos de RNA:

RNA
TIPOS DE RNA:
• RNA mensageiro O número de nucleotídeos é diretamente proporcional ao tamanho da proteína que codifica. Carrega as informações do núcleo até o citoplasma.

RNA
• RNA ribossômico
• É a maior molécula de RNA. • É o mais abundante (80% do RNA celular). • Constitui os ribossomos junto com as proteínas.

RNA
• RNA transportador
• Menor molécula de RNA • Liga-se a um aminoácido para conduzi-lo até o local onde está ocorrendo a síntese protéica. • Existe no mínimo um RNAt para cada tipo de aminoácido.

ATIVIDADE DOS ÁCIDOS NUCLÉICOS DOGMA DA BIOLOGIA

TRANSCRIÇÃO
• Objetivo: formar o RNA. • Ocorre no núcleo. • Enzima envolvida: • RNA polimerase. – Forma as moléculas de RNA tendo como molde uma das fitas do DNA.

TRADUÇÃO
• Síntese Proteica • Ocorre no citoplasma • Personagens – RNAm – Ribossomos – Aminoácidos – RNAt – Enzimas e ATP • Códon • Anticódon • Código genético universal e degenerado

TRADUÇÃO

TRADUÇÃO
INICIAÇÃO

ALONGAMENTO

TRADUÇÃO TERMINAÇÃO

CÓDIGO GENÉTICO

MECANISMO DE SÍNTESE PROTÉICA IMPORTANTE LEMBRAR:

POLISSOMOS ou POLIRRIBOSSOMOS

SPLICING – PROCESSAMENTO DO RNAm

PROCESSO DE CORTE E LIGAÇÃO ÍNTRON: parte descartada ÉXON: parte ativa, mantida

DIFERENÇAS ENTRE DNA E RNA