I Samuel Propósito I Samuel descreve o momento decisivo da história de Israel, em que as rédeas do governo passaram do juiz para o rei

. O livro relata a tensão entre a expectativa do povo quanto a um rei (um soberano absoluto “como o têm todas as nações”, 8:5) e, os padrões teocráticos de Deus, pelos quais Ele era o Rei do seu povo. O livro mostra claramente que a desobediência de Saul a Deus e sua violação dos princípios teocráticos do seu cargo levaram Deus a rejeitá-lo e a substituílo como rei. -1:5- O Senhor lhe tinha cerrado a madre. A esterilidade de Ana é atribuída diretamente a ação divina. Deus não lhe permitira ter filhos, a fim de prepará-la para o nascimento de Samuel. Da mesma maneira, Deus pode às vezes permitir que tenhamos decepções ou então conduzir-nos a situações em que nos sentimos inaptos ou inferiores, para que assim Ele possa continuar a realizar a sua vontade em nossa vida. Devemos fazer conforme fez Ana – levar diretamente ao Senhor as nossas circunstâncias e nossas mágoas, e esperar nEle (VV.10-19). -1:11- Um filho... ao Senhor o darei. Ana demonstrou sua dedicação ao Senhor, pela sua disposição de dedicar seu filho à obra do Senhor. Os pais crentes de hoje também podem expressar sua dedicação à Deus e à sua obra, dedicando seus filhos e filhas ao ministério ou à obra missionária em outros países. Pais que apóiam, incentivam e oram por seus filhos desfrutarão grandemente do favor de Deus. -1:11- Sobre sua cabeça não passará navalha. Não cortar o cabelo fazia parte do voto de nazireado (ver Nm. 6:5,14). -1:20- Teve um filho... Samuel. Embora este livro, na sua maior parte, trate de transição, na história de Israel, do período dos juízes para o da monarquia, seus oito primeiros capítulos ocupam-se do nascimento, infância e liderança profética de Samuel, o último juiz de Israel. Esse profeta de Deus antecedeu a instituição do reino de Israel,cujo rei devia permanecer submisso à Palavra de Deus e ao seu Espírito manifestos em Samuel (11:14-12:25). Através da Bíblia, o profeta, como representante de Deus em Israel, tinha procedência sobre o rei e todos os demais cargos (Ml.4:5,6). -1:28- Ao Senhor eu o entreguei. Ana deve ser reconhecida como exemplo da mãe segundo a vontade de Deus. Desde o primeiro momento em que desejou ter um filho, ela, decididamente e em oração, o apresentava diante do Senhor (VV.10-28). Ela considerava seu filho uma dádiva graciosa da parte de Deus, e expressou sua intenção de cumprir seu voto, entregando seu filho ao Senhor (vv.11,24-28). -2:1- Então, orou Ana. O cântico profético de Ana exalta o cuidado providencial de Deus para com os que lhe são fiéis (V.9). Ana se regozijou, também na salvação do Senhor e na sua Santidade, e porque somente Ele é Deus (V.2). Todos os crentes no Senhor Jesus Cristo devem nEle confiar quanto ao seu plano para nossa vida. Tudo quanto Ele permitir que ocorra em nossa vida, devemos pôr diante dEle em oração, tendo plena confiança de que nada poderá nos separar do seu amor, e que por fim, Ele fará resultar em bem tudo quanto ocorrer conosco (Rm 8:28,31-39). -2:12- Filhos de Belial. “Belial”, uma palavra hebraica que literalmente significa “sem valor, imprestável”, mas que é aplicada no sentido de iniqüidade. Isso significa que os filhos de Eli eram homens maus, obreiros degenerados na casa de Deus, que se aproveitavam da sua posição para obter ganho ilícito e praticar imoralidade sexual (VV.13-17,22). Seu pai, Eli, o sumo sacerdote não os disciplinou, nem os destituiu do sacerdócio (ver V.29).

a advertência de Eli não teve efeito moral sobre eles.22-24) e (d) o afastamento da glória de Deus. Eli não exercitou sua vontade. (b) relaxamento no respeito ao ministério (V. chamados a “congregação dos profetas”(19:20). Samuel foi instruído pelo sumo sacerdote Eli para o exercício dos seus sagrados deveres (VV. esses profetas se desenvolviam espiritualmente e eram ensinados a respeito da . por conseguinte. Foi em tudo fiel a Deus em toda a sua vida. Eli e os seus descendentes foram afastados para sempre das funções sacerdotais.1-11). (1) Por causa da corrupção. nos ensina que somente os que manifestam fidelidade a Deus devem ser líderes espirituais do seu povo (Mt. Os filhos de Eli endureceram o coração e pecavam abertamente e sem constrangimento (Nm.Julgarei a sua casa para sempre. Samuel prefigura o sacerdote perfeito.15-17) e profeta (3:20. resultou no seguinte: (a) o castigo divino sobre Eli. para chamar o seu povo ao arrependimento e à renovação (7:3) e para agir como mediador entre Deus e o seu povo (7. Samuel é uma das primeiras pessoas a exercer o ministério profético.1:21-32). (1) Acima de tudo. Jz. recusa a tudo que pudesse distanciá-lo de Deus e de seus caminhos.30-36). sucedeu a Eli como sumo sacerdote.-2:23. de Israel. Para eles.31). destinados por Deus à condenação e à morte (Rm.31). Gn.Profeta do Senhor. que serviu como sacerdote. manter fidelidade irrestrita a Deus e à sua Palavra.30-34).4:4).110). sobre seus filhos e sua família (VV. (2) O fracasso de Eli. congregavam-se outros profetas.9). Isso subentende total e constante lealdade. devoção e fidelidade e. Eli foi um fracasso total na liderança espiritual da sua família e. pela sua falha no ministério. Através dele. -2:35. Essa falta da parte de Eli equivalia a desprezar a Deus (a natureza santa de Deus e os seus padrões para o ministério .Honras a teus filhos mais do que a mim. nem aos seus descendentes . para prover um exemplo de fidelidade à sua vontade (2:35). mas não os destituiu do seu cargo ministerial (Nm 15:30. Eli protestou contra os atos vis de seus filhos. Iam morrer como resultado da sua própria e insolente desobediência e da sua recusa de arrepender-se. A escola de profetas em Ramá estava sob a direção de Samuel (19:20-22). V.Cortarei o teu braço. A infidelidade e imoralidade de seus descendentes os reprovara permanentemente para a liderança espiritual e como exemplos de espiritualidade para Israel (VV. mais tarde.21). Dt.Um sacerdote fiel. Embora Eli pudesse ser perdoado como pessoa. nem sua autoridade espiritual para afastá-los do ministério (3:13). Trata-se aqui de Samuel. (2) Em torno da pessoa de Samuel. juiz (7:6.3:1-10).20:7. de Israel (4:21). pois.24:45). (2) O NT. A Palavra de Deus declara que nenhum obreiro de conduta imoral pode ser dirigente do povo de Deus.19-21).18:15. embora não fosse ele a primeira pessoa a ter o dom profético. -3:20. -2:29. para o encargo sacerdotal. Ele vocacionou Samuel para proclamar sua palavra ao povo (VV. -2:25.30). o sacerdote era chamado para ser fiel.. Ele.. também. o Messias (o Ungido Sl. Nenhuma chamada para servir ao Senhor como obreiro pode ser tida como irrevogável (ver Rm 11:29). estando.8. (c) relaxamento espiritual ao povo de Deus (VV. Desde a mais tenra idade. do sacerdócio e do declínio espiritual do povo de Deus. Jesus. como pai e ministro do Senhor. os tais devem ser afastados dos cargos que ocupam. Deste modo. (Abraão. -3:13.O Senhor os queria matar. já se passara o dia da salvação.17). os vossos malefícios. (1) Como pai. -2:31. não instruiu seus filhos no caminho da justiça. Moisés. Deus não o restauraria .Ouço. Daí.15. Débora. Quando estes seduziam as mulheres que serviam à porta do Tabernáculo (v. 30.22). como seu padrão para quem lida com o seu povo (I Tm.18. (3) A Bíblia inteira destaca a necessidade da santidade e do temor a Deus.

a arca do concerto do Senhor. Os filisteus vencem os israelitas.Se. -4:3. Bete-Semes era uma cidade do outro lado da fronteira.Hofni e Finéias morreram. assim como os crentes do novo concerto devem se preocupar se a presença. Deus fez com que as vacas levassem a arca de volta a Israel.. Todos que sinceramente desejam agradar a Deus.Não cesses de clamar ao Senhor. Os israelitas achavam que a arca lhes seria uma garantia incondicional do favor e poder de Deus.25:10-22). Ao invés disso.24:16). -7:3. . vos converterdes ao Senhor. Não compreendiam que um símbolo das coisas espirituais não é uma garantia absoluta da realidade que ele representa. Qualquer um podia aprender com eles sobre os caminhos do Senhor. Deixar de orar é ficar descoberto para os ataques de Satanás. bem como suas orações em favor deles (V. Muitos dos habitantes de Bete-Semes desrespeitaram a ordem do Senhor.7). a santidade e os dons do Espírito Santo deixarem de operar entre nós.vontade de Deus para Israel... temos Deus a cada aspecto da nossa vida: trabalhos.2). a não ser que viva em sincera obediência ao Senhor. -6:12. Israel foi derrotado porque o sacerdócio desvirtuou-se e o povo passou a viver em desobediência aos mandamentos de Deus.18: 1. a vitória sob os adversários espirituais depende da oração incessante a Deus. bênçãos e livramento (Êx. -4:21. julgando que isso lhes garantiria a vitória.os homens de Bete-Semes. ou participar da ceia do Senhor. causa-lhes aflições . demonstraram ausência total do temor do Senhor e de reverência pelas coisas santas. e a captura da arca ressalta o fato de que Deus castigará com tragédias pessoais e ausência de sua glória àqueles que aprovam líderes espirituais dissolutos.. -6:19. Esse nome significa “sem glória”.4:15. visando à nossa derrota.Israel foi ferido. -7:8. Semelhantemente. problemas e sucesso (ver Lc.. (Ele) vos livrará. nenhum benefício espiritual trará.Feriu.21:16). o poder.. Eles enviam a arca para fora de sua terra.23:22). que proibiu o povo de olhar para. Através da oração. trilhando seus justos caminhos (I Co 11:27-30). Os israelitas levaram a arca do concerto para a batalha. A glória de Israel era Deus e a sua presença manifesta na terra a favor do seu povo (ver Ex. No decurso da nossa vida. Samuel atendeu o pedido do povo oferecendo um cordeiro como holocausto. segundo o concerto .12:1. serão objeto de seu cuidado.Tragamos. sob o novo concerto. A viúva de Finéias tinha justa razão em se preocupar com o afastamento da presença de Deus (VV. deve primeiramente voltar-se para Ele de todo o coração e rejeitar todas as formas de idolatria e de tolerância com o erro (Rm.Direitamente pelo caminho de Bete-Semes. ou tocar nos objetos sagrados do Tabernáculo (Nm. A honra.Icabô. Ao examinarem visualmente a arca do Senhor. A arca na terra dos filisteus.. o que significava a renovação da dedicação ao Senhor.9). -4:17. A morte de Hofni e de Finéias. o respeito e o temor reverente devem caracterizar o povo de Deus no seu relacionamento com seu Deus santo. deveriam ter se arrependido e abominado seus caminhos pecaminosos para terem a bênção de Deus. família.19-22). O propósito de semelhante escola ou grupo de profetas era promover a renovação espiritual e a restauração do propósito do concerto de Deus para com Israel. planos. no território de Judá (Js.20). -4:2.. alguém ser batizado em água. A arca representava a presença de Deus em Israel (Ex. Deus permanecia com o seu povo somente enquanto esse povo procurasse manter comunhão com Ele. Samuel enfatizou o princípio bíblico que se o povo de Deus espera ter dEle proteção e libertação.

um rei.15). na parte sul de Israel. Freqüentemente. Quando Israel pediu um governo monárquico. 1:33). quando na realidade.20). Daí. seus reis passaram a assumir o cargo por sucessão hereditária e não pela escolha direta de Deus. da Palavra escrita e por intermédio de dirigentes escolhidos e ungidos. neste caso.7) e como sua precipitação em pôr em jogo sua missão de povo especial de Deus. e fosse injusta a sua motivação. Samuel nomeou seus filhos juízes.17: 14. (2)Embora aquele não fosse o momento de Deus para eles terem um rei. reinados iníquos e imorais. que a razão das suas aflições e derrotas vinham da incompetência do governo. Somente no novo céu e na nova terra é que reinará a justiça e a perfeita paz e felicidade serão a porção de todos (Ap. Deus os atendeu no que pediram. Tal profecia cumpriu-se no incidente aqui registrado. nem garantirá paz e segurança enquanto houver pecadores aqui. -8:22. destinou a monarquia a tribo de Judá (Gn. erroneamente. Deus revela ao profeta os eventos presentes ou futuros.3). como resultado. e o nosso rei nos julgará.15). o próprio Deus governava Israel como seu Rei.A mim me tem rejeitado. não deixou de fazê-lo (Os 13:11). O vidente (“aquele que vê") era uma pessoa especialmente capacitada por Deus.Constitui-nos. por intermédio de Jesus Cristo. para ver na esfera do espiritual. -9:9. Deus considerou o pedido dos israelitas como eles o rejeitando como seu rei (V. não culpa Samuel. Deus permite o estabelecimento de um rei e o governo monárquico. mas eles não seguiram o bom exemplo do seu pai (V. o vidente passou a ter uma posição aquém do profeta. Embora não fosse da vontade de Deus dar a Israel um rei nessa ocasião. Até a época de Samuel. o problema era o pecado deles. como culpou Eli (2:29). O procedimento dos filhos de Samuel ensina que os filhos de pais convertidos devem ser levados a decidir quanto à sua vida espiritual. e na bênção que Jacó proferiu sobre seus filhos. Deus voltará a assumir o governo direto do seu povo. por isso. e fará as nossas guerras” (V. No final da história. -8:1-3-Seus filhos. está dito que “ não havia visão manifesta” (3:1).. ao invés de confiarem em Deus. e sairá adiante de nós. Deus se propôs a guiar o povo. O reinado fazia parte das promessas do concerto entre Deus e Abraão (gn. 21-22). Eles decidiram proceder erradamente e a Bíblia. para que fossem “como todas as nações. Posteriormente na história de Israel. Saul busca as jumentas extraviadas e vai ter com Samuel. -8:7. (1) Os israelitas pediram um rei humano. Apesar de tudo. Deus governava através da orientação direta da revelação especial. ou para prever eventos futuros (V. apesar dos seus problemas e infortúnios (VV. prejudicando o senhorio de Deus sobre o seu povo. Isso revela o amor de Deus e a sua paciência com a fraqueza humana. eles conformarem-se com o modo de vida dos povos ímpios ao seu redor.49:10). Moisés previu o dia em que Israel ficaria descontente com o governo direto de Deus (Dt. 12:6).. e Deus concede-o. cuja .19).Constitui-lhes rei. -8:5. Criam. (2) Ensinar ao seu povo que nenhum tipo de governo do mundo inteiro solucionará seus problemas. Temos aqui um exemplo da história se desenrolando segundo a vontade permissiva de Deus e não segundo a sua vontade perfeita (ver I Tm 2:4). apesar dos fracassos do governo monárquico de Israel (12:14.17:6). o governo de Israel fora uma teocracia.10-18) que surgiram. mediante sonhos e visões (Nm. pelas seguintes razões: (1) Evidenciar a necessidade do reino perfeito de Deus e assim prenunciar Jesus Cristo como o Rei dos reis (Mt. nos períodos em que era raro o dom da profecia. Surgiram.Os israelitas pedem um rei. agora. quando Israel demandou um rei humano. Percebe-se que Samuel não lhes permitiu exercer o sacerdócio.Vidente. e “o seu Reino não terá fim “(Lc. 2:2).

cumpriu-se aqui. logo entrou pelo caminho da infidelidade a Deus e à sua Palavra (13. Saul vence os amonitas. segundo o novo concerto (I Pe 2:5. comunicada por Samuel a Saul.3-5). algo que somente podia ser mantido pela obediência a Deus. Note que Saul. -10:25: O direito do reino. Ao invés de ser um monarca absoluto. Samuel unge Saul como rei de Israel. onde a mesma expressão é aplicada a Sanção). e derdes ouvidos. da sua integridade original pessoal. Essa mudança não era incondicional. sem nunca se desviar toda sua vida. que era um sinal da sua unção como rei. Mais adiante Saul deixou de obedecer a Deus. por ser tão imprudente. submisso à Deus como supremo soberano do povo (ver Dt. Um dos aspectos da obra do Espírito Santo no crente é a ira genuína contra o pecado e a crueldade com o próximo. “O ungido do Senhor”.9). E então o Espírito Santo o deixou em seguida (13:13. foi revestido do poder do Espírito Santo (V. pois sequiríeis as vaidades.14).14). Samuel manifestou o verdadeiro coração de profeta. -12:7-18. mas sim..9). -11:6. para assistí-lo no seu serviço a Deus e a Israel. Mesmo assim. nem da sua mensagem (VV. Deus transformou a disposição interior de Saul. o Messias. nem permanente. O próprio Jesus manifestou semelhante ira contra o pecado e a iniqüidade. -10:9.E te mudarás em outro homem.6. em várias ocasiões (ver Lc.E contenderei convosco. Samuel deixou claro que a bênção de Deus e a prosperidade da nação não dependem de um rei.17:14-20.. -12:14. 19:45).Então.missão principal era transmitir ao povo de Deus aquilo que ele via ou ouvia da parte de Deus. -10:1.Se temerdes ao Senhor.13. O próprio Samuel permaneceu fiel à Deus. . Seu coração foi transformado. Portanto.Tem ungido o Senhor. ao ungilo rei (10:6). louvor a Deus através de expressões vocais proféticas e cânticos inspirados pelo Espírito Santo (Nm.11. tinha um corpo robusto (V. Este profetizar (VV. A promessa de revestimento de poder do Espírito Santo.33). impôs o mesmo tipo de liderança militar aos inimigos de Israel que os juízes (Jz. de maneira santa. quanto aos deveres e leis para os reis). ungindo-o com o Espírito Santo (V. evidentemente. uma atitude humilde (9:21) e a orientação e as orações de Samuel (12:23-25). ao pleitear com o povo para este permanecer fiel à Deus e à sua lei.E não vos desvieis. e acendeu-se a sua ira.2425) -12:21. Saul recebeu muitos talentos da parte de Deus. (“o ungido”) a quem Ele ungiu com o Espírito Santo (Jo 1:32. Note especialmente o dom da profecia (VV 10-13). conforme a sua Palavra (VV. mas de buscar a Deus com temor e servi-lo com toda obediência.13) envolvia. o Espírito de Deus se apoderou de Saul. O Rei supremo ungido por Deus é Jesus.11:25). O rei de Israel devia ser bem diferente dos reis das outras nações.. -10:6.6).14:6. como rei.10. veio a ser um termo comum para o rei de Israel (26:9). todos os seguidores de Jesus precisam ser ungidos com o mesmo Espírito Santo (II Co 1:21) como sacerdotes e reis. nem da sua missão.Profetizarão.23). -10:5.Deus lhe mudou o coração em outro.. devia ser um rei teocrático. O propósito da unção de Saul foi: (1) dedicá-lo a Deus para a tarefa especial à qual foi vocacionando e (2) conferir-lhe graça eficaz e dons para a tarefa que Deus lhe atribuira.

Embora Saul tenha permanecido como rei pelo resto da sua vida. Deus nos abençoará em nossa condição atual.12:7-14). (2) O Salmo 96:6 declara que Samuel estava “entre os que invocam o seu (de Deus) nome”.24). Por Saul não ter cumprido o mandamento do Senhor. Na sua misericórdia e paciência. devemos buscar o seu perdão e retornar à obediência e ao seu serviço. seu filho Jônatas não o sucedeu no trono. apesar de os israelitas terem feito uma má escolha e se afastado da perfeita vontade divina para eles.9). Se fizermos assim. pelas seguintes razões: (a) cria em Deus desde a sua juventude (17:34. aqui. Somente o Senhor Deus poderia lhes socorrer em qualquer dificuldade. diferia de Saul e de todos os futuros reis de Israel. Davi causou profundo desgosto a Deus em várias ocasiões. dependendo inteiramente dEle (23:2. deixando de ser um homem segundo o seu coração. de todo o coração (V. representando Deus e a sua Palavra.8) e presunção (V. Samuel equipara-se diante de Deus a Moisés. como porta-voz de Deus (3-20). persistirmos em seguir o nosso próprio caminho. Jeremias 15:1 esclarece que. -13:13. Samuel advertiu os israelitas contra a adoração a deuses pagãos e vazios de poder. doutrina e repreensão de Deus através dos seus profetas (13:13. (d) reconhecia humildemente que Deus era o verdadeiro Rei de Israel e que ele mesmo não passava de um representante dEle (II Sm. têm o sentido de ídolos. Guerra entre os israelitas e os filisteus. continuou a conclamar tanto o rei quanto o povo a andarem nos caminhos de Deus (V. (1) Nasceu em resposta à oração da sua mãe (1:10-20). se no entanto.24). (1) Davi era um homem segundo o coração de Deus. Embora o rei Saul fosse agora o governante de Israel. Samuel lhe disse que Deus lhe tiraria o reino (VV. o poder e a relevância da oração intercessória. Deus continuou a assistir Israel. no entanto. O Senhor tinha ordenado diretamente a Saul que esperasse em Gilgal até que chegasse Samuel. -12:23.13.Um homem segundo o seu coração. além dos sete dias combinados. -13:14.21:1-17). -14:1. Davi é esse homem.Tão-somente temei ao Senhor e servi-o fielmente. teu Deus. isso vai resultar em nossa ruína (V. (c) adorava a Deus com a totalidade do seu ser e instruía a nação inteira de Israel a fazer o mesmo (I Cr 15-16). -12:22. . mesmo quando fazemos escolhas erradas e entramos por um caminho que não é totalmente o da sua vontade para a nossa vida. o próprio Saul resolveu oferecer um sacrifício. orou quando Israel rejeitou a Deus (8:6). O profeta. -12:24. Em desespero (V.4). Samuel. viu Israel liberto do inimigo (7:5-14).23). que considerava pecado o deixar de interceder em oração. Os reis de Israel deviam permanecer submissos à autoridade. deixando de orar. (b) buscava diligente e continuamente a face de Deus e o seu conselho.O Senhor não desamparará o seu povo.25). (3) Samuel compreendia tão bem as virtudes. e ao numerar Israel contra a vontade de Deus (I Cr. orava em favor do povo de Deus e.14). Samuel era um homem de oração. através da oração. como intercessor.Não guardaste o mandamento que o Senhor.5:12).Filisteus. o qual ofereceria sacrifícios e lhe daria instruções (10:8).“Vaidades”. como profeta de Deus. (2) Em época posterior da sua vida. Deus constantemente nos abençoará.Longe de mim que eu peque contra o Senhor. Quando saímos fora da vontade do Senhor. orou continuamente para que o seu povo temesse ao Senhor e o servisse fielmente (12:23. e (e) na sua conduta publica obedecia ao Senhor e cumpria a sua vontade de modo geral (At. de modo contrário à Palavra de Deus.37). Ele desprezou a Deus e a sua Palavra ao cometer os pecados de adultério e de homicídio (II Sm. Deus testou a obediência de Saul mediante a demora deliberada de Samuel.13:22).14). te ordenou.

22. Saul era responsável pela total destruição dos amalequitas e seus perversos caminhos (V. obter pleno perdão . a base da apostasia final predita para o período que de pronto precede a volta de Jesus à terra (Mt.. visto que os dois envolvem a rejeição do senhorio de Deus e a tentativa de determinar o desfecho dos fatos em contrário à vontade de Deus. Usando de falso zelo religioso como desculpa.6:5-7). também. No presente caso. Deus. Saul não cumpriu totalmente a ordem de Deus a respeito dos amalequitas.18:23). -15:23. Representam todo poder e oposição maligna a Deus.Este capítulo destaca o fato de que Israel derrotou os filisteus somente porque Deus agiu em favor de seu povo. que a saída daquelas crianças inocentes da face da terra era um ato de misericórdia. mediante o arrependimento sincero e submissão ao senhor (VV.Rejeitou a ti. com tristeza e pesar. sendo a seguir rejeitado por Deus como rei (VV. (2) Esse mesmo princípio verifica-se no novo concerto. -15:3.19. para que não sejas rei. ou abnegação pessoal. porque já tinha sido advertido por causa da sua desobediência anterior (13:13). -15:23. pessoas.E Saul e o povo.24:11. a oração. O grau de iniqüidade. contudo. se não forem acompanhados pela obediência explícita a Ele e aos seus padrões de retidão (Is. Obedecer de coração à Palavra de Deus é melhor do que qualquer forma exterior de adoração. os dons espirituais e o serviço a Deus não têm valor aos seus olhos.17:8-13). mas não tão sagrada ao ponto de ter de ser observada em todos os seus pormenores. serviço a Deus.. Embora o cargo de Saul como rei jamais fosse restaurado.31). e os nossos recursos são deficientes. Ele prometeu que nos seria “socorro bem presente na angústia” (Sl. desde os meninos até aos de peito. por meio de espíritos de pessoas falecidas (Lv. Achava que a Palavra de Deus era boa. Israel estava desanimando.46:1) e que nos concederia graça em todas as nossas necessidades (II Co 12:9). Saul revelou-se contra Deus e desobedeceu às suas claras determinações (VV. resolvera destruir todos. Um líder espiritual que venha fracassar moralmente. Quando as circunstâncias parecem estar contra nós. -15:2.23). ou o futuro. usufruir da salvação e a comunhão com Deus. Deus resolveu que os amalequitas tinham de ser totalmente aniquilados..Rebelião é como o pecado de feitiçaria. mas ganharam a batalha. Era melhor as criancinhas amalequitas morrerem nesse estado.19) porque não obedeceu a vontade de Deus de todo o coração. A rebelião contra a Palavra de Deus é semelhante a esse pecado. temos o direito de invocá-lo para nos socorrer em nossas crises (Hb 4:16). do que viverem no ambiente pervertido e ímpio de seus pais.24).19:26.31).nós. no deserto (Ex.3). Sua rejeição da Palavra do Senhor (vv. crueldade e permanente rebelião dos amalequitas era tão grande.25. contudo ele poderia ser perdoado e ter comunhão com Deus como salvo.23) tornou-se mais evidente aqui .3. e daí ser permanentemente reprovado por Deus para o exercício do seu ministério espiritual. inclusive crianças e nenês (Gn. (1) A rejeição de Saul como rei e a conseqënte rejeição de sua casa não significam que Deus rejeitara para sempre a Saul como pessoa. O pecado de Saul foi seguir seu próprio conceito do certo. O pecado de “ feitiçaria” procura controlar eventos.O obedecer é melhor do que o sacrificar. -15:22.Matarás.Eu me recordei do que fez Amaleque.24. acima da revelação bíblica. ao seu povo e à sua verdade. Não havia qualquer expectativa de vitória. Os amalequitas (descendentes de Amaleque) foram os primeiros a se oporem a Deus e à nação de Israel.. Note que por causa da extrema iniqüidade da raça humana nos dias de Noé. não os quiseram destruir totalmente. -15:9. como filhos de Deus. porque “livrou o Senhor a Israel naquele dia” (V. Esse pecado será também. esses dois pecados colocam o transgressor fora da proteção de Deus e o submetem ao poder destruidor de Satanás e dos espíritos malignos (16:14). inferior em número e em armamento (13:19-22). . Além disso.2. o louvor. O culto.58:2). pode.

Os espíritos malígnos agem sob a vontade permissiva de Deus. a grande importância que essas escolas davam ao Espírito Santo (10:5. às vezes. O homem se arrepende quando procede mal. A vitória de Davi sobre Golias resultou da sua fé em Deus. diante da rebelião de Saul.Levanta-te e unge-o. de modo que Saul experimentava alívio temporário da opressão demoníaca que lhe sobreviera como castigo divino. A palavra hebraica “para profetizar”. porém.O Espírito do Senhor se retirou de Saul.3:20.6). e se dependermos do poder do Espírito Santo. se exercermos fé como Davi. 3) A confiança de Davi no poder do Senhor foi fortalecida pela sua lembrança das ocasiões anteriores em que ele clamara a Deus por livramento e o recebera. sua “profecia” provavelmente consistia em expressões vocais demoníacas e em delírio.Uma congregação de profetas.7) foi a razão da sua escolha por Deus para ser o próximo Deus de Israel. Eram escolas organizadas a fim de despertar. para que pelo seu ministério fosse refreada a apostasia e promovida a justa obediência à Palavra de Deus. ou a falsa profecia. mas em Deus para obter a vitória sobre Golias e os filisteus (VV. -18:10. O fiel coração de Davi diante de Deus (V. 5) O Espírito do Senhor veio poderosamente sobre ele (16:13).26.36. Ninguém vá pensar que o significado deste texto é que Deus enviou diretamente um espírito demoníaco sobre Saul e sim que Deus permitiu que um espírito maligno entrasse nele (ver 16:14). e. Samuel fundara uma “escola de profetas”. se apoderou de Saul. 2) Davi tinha um carinhoso e profundo zelo pela honra e reputação do Senhor Deus de Israel (VV. o cultivo de uma vida de retidão e consagração por meio da preparação espiritual.9:23). (Jz. Por Saul rebelar-se contra a vontade de Deus. Ele percebeu que Golias estava afrontando não somente os exércitos de Israel. O grande pesar de Deus incluiu a tristeza que Ele sentiu por ter posto Saul como rei sobre Israel. Um grupo de profetas é também mencionado nos tempos de Elias e Eliseu (I Rs 20:35). Saul não estava profetizando pelo Espírito de Deus. 4) Davi confiava. foi entregue à influência demoníaca (ver 15:23). e assim buscava continuamente a Deus e a sua face (I Cr 16:10. Aqui.-15:35.37.23).21). e profetizava. fé esta já testada e comprovada na sua vida. -16:23: O espírito mau se retirava. “Arrependeu” expressa o profundo sentimento e desgosto de Deus. pode referir-se à profecia genuína.O mau espírito da parte de Deus. -16:14. nos que tinham dons proféticos. sob sua vontade direta. -19:20. tendo que se corrigir diante de Deus quanto aos seus erros. Podemos identificar cinco fatores específicos conducentes ao seu triunfo: 1) Davi tinha seu coração entregue a Deus (16:7). não em si mesmo.46). -16:12. -17:50. esses gigantes podem ser derrotados. Jônatas aplaca o ciúme que seu pai tem de Davi. Sempre que os filhos de Deus enfrentarem problemas e situações parecendo intransponíveis. Deus manda Samuel ungir Davi como rei. Evidentemente o Espírito Santo estava presente na música de Davi. Nota-se especialmente.11). pelo contrário. .45-47). Davi cultivava um coração voltado para Deus como seu pastor espiritual (ver Sl.O Senhor se arrependeu. mas o próprio Senhor Deus. Note.37). (Ef. Já em tenra idade.Davi prevaleceu contra o filisteu. ao passo que o arrependimento de Deus é basicamente uma mudança de atitude. (VV34. que Deus não se arrepende como o homem se arrepende. Amizade de Jônatas para com Davi.

como para bênção. 2) Este trecho deixa claro que quando o Espírito vem sobre um indivíduo. Nesta vida. dominado e humilhado pelo Espírito. A morte de Samuel encerrou a carreira de um dos mais dedicados servos de Deus. deixou de entregar sua vida incondicionalmente ao Senhor e à sua proteção.. 8:18-39).. -22:18. devem ser destituídos dos seus cargos.Deus. buscou refúgio entre os filisteus ímpios (VV. de honestidade. seja para profetizar ou qualquer outra manifestação característica. Há ocasiões em que Deus envia alguém ao nosso encontro para nos aconselhar segundo a sua vontade. Davi. O próprio Saul foi a seguir. às vezes. todavia foi dominado pelo Espírito (At. o Espírito Santo os dominou pela sua presença e autoridade. (ver Rm. Deus enviou Abigail para impedir que Davi fizesse uma grande injustiça contra todos os homens de Nabal (V. te enviou. Davi mentiu (V. dirigentes da igreja não podem usar esses versículos como escusa para não prestar contas da sua conduta diante de outros líderes e do corpo de Cristo. Ao recebermos conselhos dos outros.O ungido do Senhor. os inocentes. Para impedir a atuação deles.22 registram como Davi fugiu de Saul e deixou de confiar totalmente em Deus. Neste mundo decaído. bênçãos abundantes sobrepujarão em muito nossos sofrimentos do tempo presente (Rm.10-15) e foi a causa indireta da morte dos sacerdotes e de muitos outros (22:11-23). Saul estava em rebelião contra Deus. sofrem injustamente às mãos dos iníquos. Samuel e outros santos profetas (e não os reis) representam a liderança espiritual e moral mais elevada do antigo concerto. 2) Legou aos seus pósteros uma reputação que o coloca na categoria de um dos maiores servos de Deus no AT. 21. 1) Os versículos 6-10 não devem ser tomados como base para não disciplinar obreiros e líderes da igreja que fracassam moralmente ou que se afastam dos ensinos da Palavra de Deus (ver I Tm 3:1-13) Obreiros que assim fazem. tanto para castigo. 2) Do mesmo modo. na vida por vir. de fidelidade e de ilibada moral (12:1-5). 8:14). passaremos por tribulação (At. A palavra “nu” nas línguas bíblicas nem sempre significa a nudez total.. ao ser prostrado em êxtase durante todo um dia e uma noite. Davi não recebera instruções da parte de Deus no sentido de remover Saul do trono.2). O próprio Deus falou dele e de Moisés conjuntamente (Jr. .Matou.Então veio Davi a Nobe. a fim de abrir nossos olhos e nos impedir de cometer iniqüidade.-19:21. oitenta e cinco homens.Também esses profetizaram. além doutros inocentes. -25:32. isso nem sempre significa que a pessoa está bem diante de Deus (Jo 11:49-51). Com o intuito de salvar sua vida.Faleceu Samuel. apenas quanto ao seu papel de rei de Israel.14-22) mas. tirando sua vida. Davi reconhece seu grande mal ao planejar uma vingança tão terrível contra eles. homens. Os versículos 18-24 revelam que o Espírito de Deus pode vir sobre as pessoas.15:1). Os caps. mulheres e crianças.Ele esteve nu por terra. ao recorrer à fraude. Davi permitiu que Doegue matasse oitenta e cinco ministros de Deus. A expressão pode referir-se a uma pessoa despojada da sua armadura ou das suas vestes externas e eventuais (Jo 21:7). -21:1. -25:1. Esta expressão refere-se a Saul. 1) Tinha zelo por Deus e fez mais do que qualquer outra pessoa dos seus dias para cumprir o que estava no coração de Deus (2:35). devemos julgar nossos planos segundo a Palavra de Deus e a orientação do Espírito em nosso coração. -24:6. 1) Saul tinha enviado “mensageiros” para prenderem Davi..22:17). não significa que continuava agora na unção do Espírito Santo. -19:24.Ungido do Senhor. Oferece um exemplo grandioso de integridade. -266:9.34).

“Não temais. com espíritos demoníacos enganadores. Este capítulo registra seu comportamento antiético. e recorreu à fraude (VV.. o povo de Deus freqüentemente se voltava para os ídolos.Vendo. através da sua história no AT. terão participação igual nas recompensas celestiais e na aprovação de Deus. -30:24. I Sm. que permitiam à pessoa conhecer a vontade de Deus em determinadas situações. A idolatria é um pecado que o povo de Deus. cometia repetidamente. O inspirado escritor do relato registra as ações de Davi sem aprová-las.32:1-6).Tal também será a parte dos que ficaram com a bagagem. pois. Embora não haja evidência de idolatria nos tempos de Saul ou de Davi. Davi deixou de confiar em Deus. De nada adianta invocar a Deus sem abandonar nossos maus caminhos (ver Mt. de modo global.10-12). em seguida. enquanto Moisés estava no Monte Sinai (Ex. No seu desespero. bem como muitos dos reis do Reino do Sul (Judá).1). pois tinha certeza de que o próprio Deus removeria Saul. Aqueles que permanecem em sua terra. pois seguiríeis as vaidades. apelou. porém não vos desvieis de seguir ao Senhor. todos os reis do Reino do Norte (Israel) foram idólatras. Isso subentende que ela não esperava ver Samuel mas. A matança dos israelitas e a morte de Saul. nos priva do socorro divino. Durante o período dos juízes. Davi determinou que os que permanecessem na sua terra para cuidar fielmente das provisões dos que foram para a guerra. mas Deus não lhe respondeu. agiu de modo desumano e sem a aprovação de Deus(VV.sim. Saul buscou uma palavra profética da parte de Deus no meio das suas aflições. deviam receber uma parte igual dos despojos da batalha. 10:41). de que Davi ocuparia o trono no tempo determinado por Deus (V.21. Somente depois do exílio é que cessou o culto idólatra entre os judeus. 12:20. mantendo fielmente os que vão. Esse princípio pode ser aplicado ao envio dos missionários para outros países para pregarem o Evangelho. para a avaliação divina da carreira de Davi como guerreiro.28-30).A terra dos filisteus. Por um evento ser registrado na escritura. -28:6. .18:9-12).O Senhor lhe não respondeu. -30:7. Na história do reino dividido. O registro dessa história não oferece justificativa alguma para a busca de contato com os mortos. Pouco antes de chegar a Betel. mas.10). mas servi ao Senhor com todo o vosso coração. A situação muito singular de Davi e Saul não deve ser tomada como motivo justo para obreiros dirigentes da igreja continuarem vivendo em pecado e no mal (ver 24:6). envolveu-se com idolatria. O primeiro caso registrado na Bíblia em que Israel. de modo parecido com o do uso do Urim e Tumim (Ex. E não vos desvieis. Temendo as atitudes imprevisíveis de Saul. Refugiou-se entre os inimigos de Deus (V. a mulher de Samuel. O éfode era uma peça do vestuário sagrado do sumo sacerdote. Note os seguintes fatos: 1) O espiritismo é rigorosamente condenado nas Escrituras (Dt. 31:1-13 Amém A idolatria e seus males.Davi evitou matar Saul. e que oram por eles. que nada aproveitam e tão pouco vos livrarão. 2) A mulher ficou atônita e aterrorizada quando um vulto personificando Samuel apareceu.8-11). -27:1. A obstinação em persistir na iniqüidade e a recusa à direção do Espírito. Era adornado com pedras preciosas. Jacó ordenou a remoção das imagens de deuses estranhos (Gn35:1-4).Éfode. Os médiuns espíritas não entram realmente em contato com os mortos. um espírito demoníaco. não significa ser ele automaticamente aprovado por Deus. O primeiro caso registrado ocorreu na família de Jacó (Israel).7-25). o final do reinado de Salomão foi marcado por freqüente idolatria em Israel (I Rs. foi na adoração do bezerro de ouro. 3:2) -28:12. a uma médium espírita (VV. porque vaidade são”. (ver Mt.11:1-10). Ler I Crônicas 22:8. vós tendes cometido todo este mal.

o que ela viu ali foi um espírito subindo da terra. Note. O ídolo é meramente um pedaço de madeira ou de pedra. representando Samuel (28:8-14). benefícios físicos e materiais. 4) O NT declara que a cobiça é uma forma de idolatria (Cl. ela. para a prosperidade dos ímpios (Sl. A natureza real da idolatria. entretanto adoram aos demônios que estão por trás da cobiça e dos desejos maus. oferecia. muitos se dispunham a servir aos ídolos.10:2-6). 3) Por causa do elemento demoníaco da idolatria. por sua vez. 18:27. Ele tem poder para produzir falsos milagres. Is. chuva. há demônios.3:5). os quais têm muito poder sobre o mundo e os que são deles. que são seres sobrenaturais controlados pelo diabo. Noutras palavras: quanto mais deuses. melhor. Sem dúvida. O povo de Deus sofria influência dessas nações e constantemente as imitava. Os deuses da fertilidade prometiam o nascimento de filhos: os deuses do tempo (sol. Deus não tolerará nenhuma forma de idolatria. Deus. etc) prometiam as condições apropriadas para colheitas abundantes e os deuses da guerra prometiam proteção dos inimigos e vitória nas batalhas. A conexão é óbvia: pois os demônios são capazes de proporcionar benefícios materiais. a leitura da sorte.2:11). ao invés de obedecer ao mandamento de Deus no sentido de se manter santo e separado delas. Saul pediu à feiticeira de Endor que fizesse subir Samuel dentre os mortos. Não se pode compreender a atração que exercia a idolatria sobre o povo. . sem o que não haveria comunhão com Ele. Satanás . tais pessoas são idólatras. 1) A Bíblia deixa claro que o ídolo em si. sinais e maravilhas de mentira (II Ts.37) associam os falsos deuses com demônios. ela viu um demônio subindo do inferno. Noutras palavras. Por essa razão. esculpido por mãos humanas. a bruxaria. logo.44:9-20) freqüentemente zombavam dos ídolos. prostitutas cultuais. esse poder contribui. Quando.O fascínio da idolatria. atraía muitos em Israel. 2:9) e de proporcionar às pessoas. os salmistas (Sl 115:4-8. tendo. Tanto Moisés (ver Dt. requeria que o seu povo obedecesse aos altos padrões morais da sua lei. Uma pessoa insatisfeita com aquilo que tem e que sempre cobiça mais. às vezes. também. Por exemplo. em bases limitadas. O cristão sabe com certeza que o poder de Jesus Cristo é maior do que o dos demônios. Essa prática. a menos que compreendamos sua verdadeira natureza. às vezes. Dessa maneira. A promessa de tais benefícios fascinava os israelitas. benefícios materiais e físicos temporários. muitas das religiões pagãs incluíam imoralidade sexual religiosa no seu culto.21:3-6). sem dúvida. a necromancia e coisas semelhantes (II Rs. exerce vasto poder nesta presente era iníqua (ver I Jo 5:19). é basicamente a mesma que a admoestação de Paulo: “Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios” (I Co 10:21). não hesitará em obedecer aos princípios e vontades desses seres sobrenaturais que conseguem para tais pessoas aquilo que desejam. lua. 2) Os deuses pagãos das nações vizinhas de Israel não requeriam o tipo de obediência que o Deus de Israel requeria. 2) Por trás de toda idolatria. Porque a idolatria era tão fascinante aos israelitas? Há vários fatores implícitos. a magia negra. 135: 15-18) e os profetas (I Rs. A aversão de Deus à idolatria. nada é (Jr. e Paulo declara expressamente: “sabemos que o ídolo nada é no mundo” (I Co 8:4). 1) As nações pagãs que circundavam Israel criam que a adoração a vários deuses era superior à adoração a um único Deus. que nenhum poder tem em si mesmo. Segundo as Escrituras. a feitiçaria. as sacrificam aos demônios e não à Deus “(I Co 10:20). a declaração de Jesus: “Não podeis servir a Deus e a Mamom (as riquezas)” (Mt 6:24). para isso. todas essas práticas ocultistas envolvem submissão e culto aos demônios.32:17) quanto o salmista (Sl 106:36. daí. o poder que age por detrás da idolatria é o dos demônios. por exemplo. Embora tais pessoas talvez não adorem ídolos de madeira e de pedra. Samuel chama os ídolos de “vaidades” (12:21). o que Paulo diz na sua primeira carta aos coríntios a respeito de comer carne sacrificada aos ídolos: “as coisas que os gentios sacrificam. como “ o deus deste século” (II Co 4:4). 3) A correlação entre a idolatria e os demônios vê-se mais claramente quando percebemos a estreita vinculação entre às práticas religiosas pagãs e o espiritismo.

e finalmente Deus cumpriu a sua palavra profética por meio do rei Nabucodonosor de Babilônia. 2) A história dos israelitas foi. esta. e também participar das práticas imorais e ímpias do mundo. o Senhor atendia o povo e enviava um juiz para libertá-lo.3:5) e.5). A idolatria está presente sempre que as pessoas dão lugar à cobiça e ao materialismo. bem como na feitiçaria. quando haverá a separação entre o joio e o trigo? Já não disse que este serviço será feito pelos anjos? Atenta no que te declaro. nos admoesta a não sermos cobiçosos. (b) Esta ordem foi repetida por Deus noutras ocasiões. à medida que o fim mais se aproxima. nem imorais (Cl. Para você meditar Os Anjos estão separando Já não te falei acerca do Dia Final. 21:1-11).21:10-16).20:3. o NT. Eis porque uns são trazidos ao aprisco do Bom Pastor. e o joio está sendo atado em feixes num preparativo para o dia da destruição. Deus reforça suas advertências com a declaração de que aqueles que praticam qualquer forma de idolatria não herdarão o seu reino (I Co.4). havia a ordem de destruir todos os ídolos e quebrar as imagens de nações pagãs na terra de Canaã. Os filhos da ira e da desobediência vão se afastando dos demais e se unindo uns aos outros. que estás testemunhando agora a antecipação desta tarefa. através dos profetas que Ele deixaria Jerusalém ser destruída (II Rs. (a) a idolatria manifesta-se de várias formas hoje em dia. Este esclarecimento te dará muita paz no coração. Aparece abertamente nas falsas religiões mundiais. Estás presenciando o cumprimento. Deus muito se irou com o seu povo por não destruir todos os ídolos na Terra Prometida.13:39. (b) Daí.49) Que a paz de Jesus Cristo seja com você. (Mt. O trigo está sendo armazenado nos celeiros do meu Pai. Leia a Bíblia Bíblia de estudo Pentecostal . Amém. em grande parte. sim. Finalmente.10). para nunca mais voltar. quando seus membros acreditam que a um só tempo.(c)Vinculada à proibição de servir outros deuses. ela ocorre dentro da igreja.Frances Roberts Transcrito por Neyde Palma Doni . Ao contrário. Os cristãos.10:14). e outros estão saindo. Daí . a história da idolatria. que capturou Jerusalém. (c) O Reino do Sul (Judá) teve vários reis que foram tementes a Deus. 3) O NT. no satanismo e noutras formas de ocultismo. em toda parte do mundo.23:24). mas por causa dos reis ímpios como Manassés.41. incendiou o templo e saqueou a cidade (II Rs. como Ezequias e Josias. (a). Isto se vai processando rapidamente. estão sendo separados para o Meu Pai. a paciência de Deus esgotou-se e Ele permitiu que os assírios destruíssem a capital de Israel e removeu dali as dez tribos (II Rs.João Ferreira de Almeida. poderão servir a Deus. Deus castigar os israelitas permitindo que seus inimigos tivessem domínio sobre eles. (Ex. em que os israelitas começavam a adorar deuses-ídolos das nações que eles deixaram de conquistar. 17:6-18). Muitos têm sido avisados da presença e do ministério dos anjos.Viagem do outro cristão . Verdadeiramente Eu te digo. A despeito dessas advertências. Entre outras responsabilidades comissionadas a eles. Nos dez mandamentos. a idolatria continuou (Is. a idolatria se arraigou na nação de Judá (II Rs.48:4.25). (b) A idolatria do Reino do Norte continuou sem dificuldade por quase dois séculos. desfrutar da experiência da salvação e as bênçãos divinas. avarentos. os dois primeiros mandamentos são contrários diretamente à adoração a qualquer deus que não seja o Senhor Deus de Israel (ver Ex. desta profecia. que os anjos estão trabalhando. Como resultado. Deus disse. (a) O livro de Juízes apresenta um ciclo constantemente repetido. noite a dentro. também adverte todos os crentes contra a idolatria. a fugirmos de todas as formas de idolatria (I Co.1) Ele advertia freqüentemente contra ela no AT. Mensagem: Livro . em parte. Finalmente. de separar o trigo do joio. passou adorar os falsos deuses.6:9. está sendo realizada nos dias atuais. Deus permitia que os inimigos os dominassem: o povo clamava ao Senhor. ao invés de confiarem em Deus somente.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful