BIOENERGIAS

1 – Durante o processo de meditação, prece e conexão com o Alto, a aura torna-se mais intensa, brilhante e atinge maior poder magnético. Os chacras irradiam mais força e são alimentados com energias superiores.

“A fotosfera iridescente que circunda o organismo humano se constitui de elementos psíquicos e etéricos, e manifesta-se a partir de processos intra-atômicos, desenvolvidos na intimidade das células astrais que compõem o psicossoma. Portanto, a aura torna-se a manifestação anímica do espírito, que se mostra em maravilhoso policromismo para expressar sua elevação ou sua embrionária condição evolutiva. Em sua variada coloração e em seus efeitos rutilantes, conseguimos identificar o espírito pela aura, em qualquer lugar em que se localize no infinito da criação.”
Livro MEDICINA DA ALMA – Página 157.

“A saúde do homem é o resultado da ação da mente sobre os milhares e milhões de seres microscópicos que nascem, crescem, convivem e morrem diariamente na intimidade de seu corpo físico. Somente o poder mental é capaz de acionar as defesas imunológicas, promover o equilíbrio do mundo orgânico e coordenar os milhões de vírus, bactérias e outras formas de vida que se aglomeram no corpo humano.”
Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 57.

2 – Ilustração do Corpo Psicossomático ou Perispírito, desdobrado, com a visão do cordão de prata que liga os corpos astral e físico.

“A consciência ou espírito, para manifestar-se no universo, precisa se revestir de corpos compatíveis com a dimensão ou o plano em que se situa momentaneamente, por impositivo de sua evolução. Como alojamento do espírito, os corpos metafísicos servem de veículo de expressão dos atributos do ser (pág. 81). Os corpos espirituais, também conhecidos como holossomas, extravasam os limites do corpo físico além das fronteiras da matéria densa (pág. 82). Cada célula do corpo espiritual se encontra ligada à célula correspondente do corpo físico; entretanto, quando esses corpos se dissociam através do desdobramento ou da projeção, os elementos sutis do psicossoma formam uma espécie de apêndice, que é denominado cordão de prata. Este liga a cabeça física à sua forma astral, e é através dele que a ligação entre ambos os corpos permanece firme – embora, em diversas ocasiões, os corpos físico e energético estejam dissociados (processos naturais ou induzidos de desdobramento).” pág 83-84.
Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 81-84.

3 – Ilustração representativa do duplo etérico: Corpo vital, vaporoso e de constituição ectoplásmática. A imagem mostra as duas energias que são os constituintes básicos do duplo etérico: Energia YIN – de polaridade negativa e cor azul – e Energia YANG – de polaridade positiva e cor vermelha.

“O duplo etérico desdobrado ou dissociado do corpo físico, seja espontaneamente ou sob ação magnética exterior, foi amplamente provado pelos estudiosos das ciências psíquicas, servindo para comprovar a existência e sobrevivência do espírito, sua atuação e independência na vida (...) É uma conquista do ser em sua longa caminhada de evolução anímica, constituindose em elemento preciosíssimo na economia orgânica e na manutenção da saúde”.

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 70-71.

“O conteúdo energético ou o fator emocional é que é negativo, feminino, YIN, sem ser identificado com o mal. Negativo é sinônimo de passividade, ou associa-se ao elemento YIN. Portanto, são fatores negativos o sentimento, a emoção, a experiência de meditação ou a sensibilidade extrema. Fatores positivos, masculinos, YANG, podem ser identificados na razão, na irritabilidade, na capacidade de tomar decisões, na clareza mental ou nas relações comerciais. Conteúdos negativos ou positivos são apenas referência para identificação de agentes associados aos aspectos da consciência.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 44.

4 – Imagem representativa da aura das plantas. O que se observa assemelha-se ao duplo etérico dos vegetais conforme percebido por médiuns clarividentes.

“O reino vegetal possui uma forma de energia que é a responsável pelo nascimento e crescimento dos seres desse reino. Essa energia ou força vital é absorvida de duas fontes básicas: a energia telúrica, que as raízes absorvem do magnetismo da terra, e a energia vital, que é absorvida através das folhas e que, unida àquela, promove a evolução da vida que se manifesta na planta. (...) Assim como o homem possui um duplo de natureza etérica, as plantas também o possuem, e isso é de fácil observação por parte de meus irmãos, sendo esse duplo, do plano eletromagnético, a verdadeira essência do reino vegetal”.

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 65.

5 – Ilustração do corpo físico, mais denso, ladeado pelo duplo etérico – que é o reservatório de vitalidade, de aspecto vaporoso –, que não possui órgãos, diferentemente do perispírito, desdobrado à distância.

“O duplo etérico ultrapassa as linhas delimitadoras do corpo físico. Encontra-se muito mais denso nos seres de evolução mediana e menos denso nos seres encarnados mais evoluídos. (...) É o corpo onde se localiza todo o sistema de chacras. (...) Sua constituição mais íntima é produto do quarto estado da matéria: O plasmático ou bioplasmático. Definição: Agente intermediário entre o perispírito ou psicossoma e o corpo físico; corpo vital, invólucro energético vaporoso”.

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 69-70.

6 – Os chacras, localizados no duplo etérico, são os responsáveis pela transformação e pela distribuição das energias ao longo das nadis – e, por conseguinte, aos órgãos físicos a eles associados.

“Os vórtices de energia ou chacras, segundo a filosofia oriental, são órgãos de importância transcendental para o equilíbrio energético do ser humano, para a manutenção da saúde e da harmonia biológica, psicológica e espiritual. Esses órgãos de percepção e transmutação de energias extrafísicas são de vital importância para todo aquele que se propõe atingir estados superiores de consciência ou sua evolução anímica (pág. 91). A função dos chacras é a de realizar e manter as transferências das energias advindas dos diversos reinos da natureza, desde as energias cósmicas até as ambientais, contribuindo para a integração do espírito com os seus veículos de manifestação: o perispírito e o corpo físico (pág. 93).”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 91-93.

7 – Figura que representa o Corpo Mental, com sua forma ovalada, diferente do corpo psicossomático, que possui forma humanóide.

“O corpo mental caracteriza-se por ser disforme, ou seja, não mantém a forma do corpo humano, como o psicossoma. Geralmente, no plano mental, apresenta-se como um corpo ovalado, nebuloso e extremamente luminoso. É o idealizador e o mantenedor das formas e do funcionamento dos corpos que lhe são inferiores. Sede da Consciência Cósmica, do pensamento contínuo e da memória integral, o corpo mental encontra-se no psicossoma, e não no cérebro humano. Isto é, localiza-se na região do perispírito que corresponde à cabeça – e não no encéfalo.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 89-90.

8 – Saúde e Doença: Momentos nos quais o ser deixa transparecer os conteúdos emocionais com maior intensidade.

“Como fator evolutivo, a enfermidade que desarmoniza o homem transforma-se em objeto de despertamento da consciência para a solução de conflitos íntimos. Uma vez solucionado o conflito com a reeducação dos impulsos da alma, a enfermidade perde a sua razão de ser. Com o cessar do desequilíbrio íntimo, a energia mórbida que impregna o psicossoma é redirecionada e paulatinamente deixa de fluir; assim, é restabelecido o equilíbrio interior.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 38-39.

9 – Aura em desequilíbrio intenso, cujos reflexos foram captados através da bioeletrografia. As aberturas na chamada corona da alra devem-se a conflitos emocionais intensos; as luzes brancas indicam a presença de parasitas energéticos, que, lentamente, minas as defesas imunológicas da aura. Este indivíduo por certo se apresenta completamente desvitalizado.

“Os expurgos de formas-pensamento ocorrem em decorrência da necessidade de saneamento das fontes de vida psíquica, e esse é um impositivo natural. Esse fenômeno de higiene mental acontece com a descida vibratória da matéria mental tóxica ou de nível inferior, que se condensa progressivamente. É um processo que afeta as várias camadas da aura, perdura até que esse produto de viciação do pensamento seja absorvido pelo sistema nervoso ou haja penetrado na circulação sanguínea. Desse modo, sendo mobilizados os recursos orgânicos, comprometem-se notadamente os sistemas linfático e endocrínico. Surgem então, na periferia orgânica, as enfermidades classificadas pela medicina humana como alergias, nefrites, eczemas e muitos outros males que, pela sua natureza psíquica, são mais detectáveis nas pessoas que adotam o pessimismo, a raiva e a violência em todas as suas formas.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 105-106.

10 – Ilustração do Sistema de Chacras, que reflete um desequilíbrio energético no Chacra Esplênico. Com efeito, alguns clarividentes relatam que o chacra, quando desvitalizado, ganha o aspecto de uma flor murcha.

“O Chacra Esplênico é um armazenador de energias vitais, necessárias para a vida física. Liga-se de maneira particular ao chacra laríngeo, que é o chacra da expressividade e da comunicação. Os dois centros vitais agem em sintonia, e, quando não estão ligados, devido a um desequilíbrio qualquer, há problemas que reclamam atenção. O indivíduo que sofre tal desajuste vital não consegue se sentir realizado na vida e tem como característica recorrente o abandono de seus projetos e planejamentos, antes mesmo de executá-los. Não obstante, aquele que desenvolve esse centro de energias vitais terá a sua disposição um reservatório inesgotável de fluídos revitalizantes, podendo aplicar seu potencial na dedicação à cura e ao tratamento de enfermidades físicas. São os terapeutas e médiuns curadores.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 162-163.

11 – Foto da aura ou bioeletrografia de um indivíduo com intensa perda de energia, a qual pode ser identificada pelas luzes brancas. Ele apresenta conflitos emocionais e excesso de energia YANG de cor vermelha, o qual provoca irritabilidade, ansiedade e libido aumentada.

“A princípio, a mente humana cria formas mais ou menos permanentes, de acordo com o conteúdo emocional e volitivo. Essas criações manifestam-se como vibrações radiantes, semelhantes a relâmpagos, fugazes. A criação mental mórbida provoca desequilíbrios do pensamento, intensificando dificuldades de concentração e favorecendo estados mórbidos de alteração da consciência. (...) Há irritabilidade, nervosismo e inquietude sem causa aparente ou devido a questões normais ao cotidiano. (...) Ocorrem alterações e oscilações no sistema nervoso, com estados alternados entre apatia e euforia.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 120-121.

12 – Evolução do quadro da figura 11. Após um mês sem nenhum tratamento energético, é feita nova bioeletrografia do mesmo indivíduo. Como se pode ver, apresenta uma aura já rompida, na qual não se observa mais a energia YIN, representada pela cor azul. Os “buracos” na aura demonstram o rompimento do duplo etérico, causado por parasitas energéticos. Tal situação pode favorecer processos obsessivos intensos.

“O duplo etérico assemelha-se à camada de ozônio que reveste a terra, pois, na verdade, essa camada protetora do planeta tem, por analogia, a mesma função do duplo etérico no ser humano. Quando é destruída a camada de ozônio do planeta, formam-se “buracos” em locais onde deveria haver a proteção natural, e, assim, certos raios solares penetram pelas falhas e produzem diversos males nos habitantes imprevidentes do mundo. Note-se como se assemelham os casos a que nos referimos, pois, assim como o homem destrói sua tela etérica pelo consumo de material tóxico e corrosivo, o faz igualmente com a camada etérica planetária, com o uso, em maior escala, dessas mesmas substâncias.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 81.

13 – Qualquer estado de desarmonia interior abre campo para energias desequilibradas. A aura reflete intensamente os conteúdos emocionais, causando perda sensível de fluído vital.

“As enfermidades são o resultado da desarmonia entre o espírito e o corpo, a vida e a forma, são o efeito do acúmulo ou do desgaste de energias que atinge os corpos superiores. (...) É preciso desenvolver certos sentidos espirituais a fim de compreender a linguagem do corpo. Quando a desarmonia nasce no campo emocional, mais facilmente se transfere para o corpo denso através dos chacras, que automaticamente distribuem o fluído mórbido nos locais mais sensíveis do corpo. (...) Quando é o corpo mental que está desorganizado, as enfermidades se manifestam no campo psicológico ou no mental, exigindo também grandes dispêndios de energia, a fim de reequilibrar o indivíduo.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 37-39.

14 – Ilustração de um processo de influenciação mental por parte de um espírito obsessor, em que as correntes de pensamento em intenso magnetismo atingem o alvo – o ser encarnado.

“Nesse intercâmbio mórbido [a obsessão], as inteligências desencarnadas, em processos infelizes de existência extra física, utilizam-se, consciente ou inconscientemente, de seus receptores encarnados como fios orgânicos que materializam seus pensamentos e desarmonias íntimas nas formas de depressão e melancolia, ou nos temperamentos irritadiços, que muitos se manifestam nas pessoas envolvidas. Muitos espíritos, de posse do conhecimento das leis do mundo oculto, atuam pela sugestão no campo das idéias e imagens mentais, mais ou menos intensas, conforme os recursos empregados pelos agressores desencarnados. Utilizam-se, geralmente, de criações mentais primitivas para coagir suas vítimas, inclusive lançando mão de diversos artefatos que poderão empregar para obter êxito na ação que propuseram concretizar.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 203-204.

15 – Em momentos de desequilíbrio emocional, é muito fácil sintonizar-se com forças ocultas da vida e, assim, agravar sensações como desespero, angústia ou solidão. É preciso buscar vigorosamente a conexão com o alto ao primeiro indício de instabilidade das emoções, aprendendo a reconhecê-las e vivenciá-las com a máxima serenidade.

“Na medida em que tomamos os estados emocionais, as disfunções da moral e do sentimento como energias latentes e atuantes através do psiquismo humano, podemos, com toda a certeza, afirmar que o comportamento equilibrado, a atitude sadia e a prática dos preceitos morais segundo nos ensina o Evangelho estão longe de se constituírem atividades puramente religiosas ou mística; são, na verdade, uma resposta científica de nível energético superior. Ora, sabendo que tais atitudes e comportamentos geram e nutrem correntes de energias ou campos magnéticos que, comprovadamente, influem de forma positiva e eficaz no equilíbrio e na harmonia do cosmos orgânico-espiritual, a terapêutica evangélica soa-nos como uma fórmula de quimismo espiritual, pois interfere diretamente nos campos de vibrações responsáveis pela interação espírito-perispírito-corpo físico, produzindo o estado de saúde psicofísica.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 43-44.

16 – Mãos invisíveis orientam o ser humano no estudo cujo objetivo é o crescimento do ser. Pela intuição, a pessoa é levada ao encontro das respostas que procura.

“O cultivo dos bons pensamentos, de posturas equilibradas e otimistas, regados pela leitura edificante, evita que o ser humano se entregue às sombras das neuroses e psicoses. Estas, em sua maioria, são processos de influenciação de idéias, seja entre encarnados ou desencarnados.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 205.

17 – Representação do momento de psicografia ou escrita mediúnica, com a interferência de benfeitores. Nesta ilustração, o médium está envolvido pela aura do espírito.

“Mas o verdadeiro preparo, que supera todos os demais cuidados, ainda é o preparo moral, a elevação dos pensamentos e o desejo sincero de servir. Conforme a reunião ou o tipo de fluído que será manipulado, os mentores responsáveis darão a devida orientação, devendo cada um se comportar dentro do bom senso. (pág. 173) O campo vibratório mediúnico é construído no exercício constante, com o trabalho de burilamento íntimo, com as tarefas de abnegação a serviço do próximo, com a vivência familiar em bases evangélicas. (pág. 179-180) Não basta a presença do médium. Há que se contar igualmente com o apoio de uma corrente mediúnica consciente de suas responsabilidades e da seriedade da tarefa realizada. (pág. 185).”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 173-185.

18 – A Prece: Momento de sintonia com as forças superiores do bem e da luz.

“O Espiritismo, com sua moderna terapia de otimismo e redescoberta dos valores imortais, lança novas luzes que satisfazem a razão e podem promover a renovação interna da alma, retomando conceitos que foram abandonados ao longo do tempo. Surge então como impulso que engrandece os postulados científicos com os princípios de imortalidade, de reencarnação, das leis morais e da existência de uma dimensão além da física, abrindo novos campos de pesquisa para os modernos terapeutas, que já não podem ignorar esse conhecimento que a Doutrina coloca à disposição dos homens.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 249.

“A mensagem espírita é para a renovação do homem interior. É um apelo à transcendência do ser, a fim de que o homem supere os limites da matéria e se eleve às culminâncias da espiritualidade, vivendo intimamente o amor pleno.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 36.

19 – Magnetização das águas. Através das mãos do magnetizador, fluem energias benéficas, curativas, que são absorvidas pela água e lhe conferem propriedades terapêuticas.

“O Magnetismo é um fenômeno Universal, que, ao ser utilizado pelo magnetizador, em determinada intensidade, poderá promover a precipitação de ondas magnéticas na água, alterando suas estruturas moleculares, modificando a carga de átomos, aumentando os íons e alterando a velocidade e direção dos elétrons, fazendo com que aquele que recebe os benefícios da água magnetizada receba igualmente maior intensidade energética através dos átomos de oxigênio encontrados na água. Quando a água é ingerida sob a ação do magnetismo curador, os fluídos vitais são acrescidos da vibração magnética específica, desobstruindo os canais por onde circula o prana ou fluído divino, acelerando o fluxo dos fluídos vitalizantes que irrigam o organismo físico e o duplo etérico.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 172.

20 – Ilustração de um passe aplicado diretamente sobre um chacra específico. Energias atingem a raiz do chacra, situada na coluna vertebral, e seu vórtice, que se projeta à frente do corpo.

“Dos diversos tratamentos utilizados para o reequilíbrio energético, o magnetismo é um dos recursos que tem contribuído, de forma muito eficaz, para o auxílio a meus irmãos encarnados e também aos desencarnados.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 189.

“Quando os meus irmãos encontram-se contaminados fluidicamente com as auras povoadas de fluídos e criações mentais nocivas, é necessária a terapia energética ou fluidoterapia para dispersar as energias densas.”

“Não basta estender as mãos, impondo-as sobre as pessoas, transmitindo-lhes certo quantum de energia. É necessário que se saiba qual a necessidade real do indivíduo.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 109 e 135.

21 – Passe Magnético com dupla aplicação: ao longo do sistema nervoso central e nos plexos nervosos, atuando sobre os chacras e liberando a pessoa de ligações mais intensas com espíritos inferiores, os chamados obsessores, bem como da influência de fluídos perniciosos, fruto de processos obsessivos mais intensos.

“Desde a simples imposição de mãos, até as diversas técnicas utilizadas por eminentes magnetizadores do passado, essa energia abençoada [o magnetismo animal] pode atuar na reconstituição eletromagnética do corpo espiritual ou perispírito como também do corpo vital ou duplo etérico.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 189.

22 – Demonstração do Passe Magnético longitudinal com imposição no chacra coronário. Visa liberar o duplo etérico de parasitas energéticos e demais contaminações fluídicas.

“Os passes longitudinais ou de grandes correntes, quando aplicados na região do sistema nervoso central e do córtex cerebral, tendem a destruir os parasitas e as larvas astralinas que possam estar aderidas a essa região delicadíssima, onde interagem as energias dos dois planos da vida, com vistas ao equilíbrio orgânico. Igualmente, quando aplicados sobre a parte frontal, produzem benéficos resultados sobre o psiquismo, desobstruindo os canais de energia por onde circula o elemento divino, a energia cósmica ou o prana dos hindus, que irriga a fisiologia energética do ser humano.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 189 – 190.

23 – Aplicação de Passe Magnético com imposição no coronário e longitudinal no sistema nervoso central. Desfaz as ligações fluídicas prejudiciais advindas de processos obsessivos intensos e libera energias densas agregadas ao duplo etérico.

“Ministrada sobre o coronário, a energia superior passa a penetrar no cosmos interior, irrigando todos os chacras de forma harmônica e promovendo a elevação vibratória desses centros energéticos, que passarão a funcionar como dínamos geradores do energismo divino.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 190.

24 – Passe Magnético longitudinal lento. Dispersa energias densas acumuladas tanto no duplo etérico quanto no perispírito. Desfaz ainda criações mentais enfermiças aderidas à estrutura energética da pessoa.

“Pode-se utilizar o magnetismo espiritual na estruturação de campos de força ou células de contenção para impedir entidades perigosas de levarem a termo sua ação maléfica sobre indivíduos e comunidades. (...) Mas é exatamente na restauração das energias psicofísicas, nos tratamentos espirituais, que o magnetismo é empregado de forma a desafiar o conhecimento vulgar das criaturas terrícolas.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 190 - 191.

25 – Passe Magnético com dupla dispersão, nos chacras e no sistema nervoso central.

“A mente humana, ao exsudar o pensamento de forma mais ou menos contínua, mobiliza recursos ainda desconhecidos pela ciência terrena, imprimindo coloração nas formas mentais que idealiza. Essas criações mentais, quando impregnadas de qualidade superior, vibram de uma forma mais intensa, pois que nutridas por elementos imponderáveis da vida mental superior, causando uma repercussão vibratória suave e preciosa no equilíbrio do corpo psicossomático.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 105.

26 – Estímulos ao principal chacra – o coronário – auxiliam muito para a ligação do indivíduo com os planos sublimes da vida. A aplicação de um passe de sopro frio promove limpeza energética e tem efeito tranqüilizante.

“Através do coronário todo o sistema nervoso se conecta à fonte universal da vida. Portanto, também através dele o ser humano se conecta às inteligências extrafísicas de forma mais intensa.”

“Devidamente estimulado através do magnetismo, [o chacra coronário] poderá acionar os porões da memória, trazendo ao plano consciente os fatos há muito vivenciados pelo ser em sua trajetória milenar.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 140.

27 – Ao manipular o centro frontal, sente-se o benefício nas faculdades do pensamento e no que se refere à visão da vida. Ao aplicar o sopro vitalizante, a mão sobre o chacra coronário colabora para o equilíbrio energético e a correta distribuição das energias.

“Embora ligado diretamente ao funcionamento da glândula pituitária, sua atividade [do chacra frontal] relaciona-se com a visão mais ou menos ampla e racional que o homem tem da vida e do mundo que o cerca. Em segundo plano, essa visão pode ser ampliada para outras dimensões da vida.” (pág. 143-144).

“É bom identificar a causa do desequilíbrio nesse chacra [frontal], a fim de saber empregar o potencial magnético de forma correta. Nos casos em que apresenta excesso de vitalidade, de nada adianta estender as mãos e infundir maior cota de energia vital. Já se apresenta estimulado em excesso, e semelhante procedimento causará intensas dores de cabeça, aumento da sensação de vácuo e de febre mental. Nesses casos, é aconselhável dispersar o acúmulo de energia, identificando em qual outro chacra há deficiência do tônus vital. A seguir, deve-se conduzir para lá o excesso de energia através de passes ordenados, de preferência longitudinais. A manipulação de fluídos de forma indevida poderá causar maiores danos.” (pág. 145-146)

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 143 – 146.

28 – Desdobramento ou Viagem Astral: Entidades iluminadas assistem à projeção do médium.

“Senti-me suspenso sobre o corpo físico após alguns minutos de reflexão e preces. (...) Com a concentração do pensamento pairei ao lado do corpo físico. (...) Eu via cada detalhe do corpo que repousava. Nas veias, o sangue circulava à semelhança de fios de luz que foram animados de vida própria. No cérebro, pude observar centenas de pontos luminosos, que pareciam envolvidos por uma luminosidade diferente de tudo o que observara até então.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 14 – 15.

29 – Representação do desdobramento ou projeção do corpo espiritual. Entidades amigas auxiliam o animista ou sensitivo neste momento em que se coloca como instrumento das forças soberanas.

“Aproveitando os recursos sagrados que a bondade do Pai nos proporciona, através dos estudos, das pesquisas e dos experimentos realizados nos laboratórios do mundo espiritual, sob a orientação de espíritos já clarificados pelo conhecimento e pela moral superiores, podemos trabalhar em comum acordo com os irmãos desencarnados, sejam cientistas, médicos, terapeutas ou médiuns, que entrem em sintonia, através de suas realizações, com nosso campo mental.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 56 – 57.

30 – Montagem fotográfica que retrata o desdobramento induzido pela emissão magnética de um operador, com auxílio da equipe espiritual.

“Tudo na vida é energia. As formas revestidas pela consciência são apenas aparentes, no que diz respeito à sua realidade espiritual e ao plano absoluto. O corpo físico é a energia materializada, condensada; o perispírito é a energia dinâmica, e o espírito é a fonte inesgotável desse energismo que se manifesta na criação em várias dimensões ou planos.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 193.

“Milhões e milhões de vidas microscópicas são geradas e mantidas sob perfeita organização na intimidade das células físicas, tudo isso administrado pelo espírito por meio dos poderes da mente.”

“É importante observar que o perispírito apresenta-se para o espírito errante de forma tão real e concreta quanto o corpo físico para o homem terrestre. Muitas vezes está combinado com energias próprias do duplo etérico, nos seres ainda em estágio primário de evolução.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 66 – 74.

31 – Foto da aura ou bioeletrografia do médium Robson Pinheiro, feita durante o transe mediúnico, ocasião em que o espírito Joseph Gleber se comunicava através da psicografia. Enquanto o espírito escrevia com uma das mãos, tirou-se a foto da outra, uma vez que a bioeletrografia é feita a partir do dedo indicador.

“Todos os corpos existentes no universo, sem exceção – desde aqueles que são conhecidos do homem na Terra até aquelas formas ainda por ele ignoradas, em todo ser em que palpite a alma da vida, o princípio inteligente ou a consciência, em qualquer fase de evolução –, irradiam uma atmosfera fluídica em volta de suas próprias individualidades. (...) Conhecidas com o nome de aura, essas irradiações são, por assim dizer, a marca ou o selo do espírito. Por isso é que se torna impossível esconder cada um seus sentimentos e suas qualidades, por se acharem expressos nas variadas camadas áuricas e patentes à visão dos espíritos esclarecidos.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 155 – 156.

32 – Foto kirlian do médium Robson Pinheiro fora do transe mediúnico, feita minutos após a foto da figura 31, tirada durante a psicografia do espírito Joseph Gleber. Nota-se, além da absoluta dessemelhança, o elevado teor de energia YANG, representada pela cor vermelha.

“Espero, portanto, a compreensão de meus irmãos para o fato de que não escrevo diretamente. Preciso me utilizar de um sensitivo, um paranormal e médium, para me fazer compreendido. Contudo, o instrumento não é de todo eficaz, já que tenho de me envolver consciencialmente com o meio, as correntes de pensamentos que circundam o ambiente psíquico e me fazer sentir apenas pelas idéias.”

“Aconselho os meus irmãos a irem mais fundo nos raciocínios e penetrar intensamente no âmago dos meus pensamentos extraindo a idéia, o conteúdo e a informação que vibra muito além das palavras.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 22.

33 – Fotos 33 a 36: Série de fotografias feitas em reuniões de materialização. Nesta imagem, o momento exato em que um espírito se materializava e tornava-se visível, para isso utilizando-se de ectoplasma.

“O duplo etérico é associado à produção de ectoplasma, de magnetismo e bioenergia.”

“Ectoplasma: substância amorfa, vaporosa, com tendência a solidificação pela evolução do fenômeno de sua manifestação, o ectoplasma ganha forma por influência de um campo organizador específico. Facilmente fotografado, apresenta cor branco-acinzentada e vai desde a névoa transparente à forma tangível, possuindo aspecto semelhante ao dos tecidos vivos, o que dá a sensação de viscosidade e frieza. É uma substância encontrada em grande abundância nos médiuns de cura e de materialização ou ectoplastas.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 70.

34 – Fotografia que capta a materialização de um espírito ligado à cultura oriental. Destaque para o fio de ectoplasma, ligado diretamente do corpo materializado à câmara de doação de fluídos, onde se encontram os médiuns em transe.

“A ação mental e sua força plasmadora, a matéria mental e astral, são tão reais quanto o poder da energia elétrica e atômica. Sob influxo da mente devidamente treinada, os fluídos dispersos se aglutinam, tomam forma e consistência.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 57.

35 – Os médiuns Pedro Machado e Ana Bernardina, no momento em que o ectoplasma fluía para a materialização. Notam-se os médiuns em transe neste momento.

“Quando se trata de trabalhar com ectoplasmia de maneira mais intensa, é aconselhável que os médiuns, além de se prepararem mentalmente, com pensamentos elevados, como se espera normalmente de cada um, se abstenham de relações sexuais e do uso de condimentos e carnes nos momentos que antecedem à reunião.”

Livro MEDICINA DA ALMA – Página 173.

36 – Em uma reunião de materialização, os médiuns doam ectoplasma, matéria vital que possibilita o fenômeno, o qual flui pelos orifícios do nariz, da orelha, etc.

“O ectoplasma é uma substância exsudada do corpo humano por médiuns que têm a capacidade de extravasar sua sensibilidade doando fluídos vitais. A fenomenologia de efeitos físicos, amplamente estudada na codificação e em toda a ciência espírita, é especialmente realizada com o emprego do ectoplasma. Ele é o meio que possibilita às entidades extrafísicas a atuação material.”

Livro ALÉM DA MATÉRIA – Página 87.