B.Technical or scientific bottlenecks Pilha de combustível O principal problema da pilha de combustível é o seu elevado custo.

Todos os tipos têm um preço longe de ser competitivo no mercado. Actualmente são apenas atraentes em aplicações ou em projectos de prestígio. O sector dos transportes é um grande entrave no mercado das pilhas de combustível. No entanto a entrada no mercado será sempre dependente do preço do crude. O preço das pilhas de combustível irá ser reduzido quando ocorrerem duas situações. 1-Produção em massa. Irá ter repercussões na economia de modo a se reduzir o preço entre 40 e 70%. 2-Melhoria tecnológica. O actual ciclo de vida da pilha de combustível é também um problema na introdução dos vários tipos. O actual ciclo é bastante inferior ao dos sistemas convencionais comparados. As principais razões desta limitação prendem-se com a corrosão e degradação da pilha. Quanto ao tempo de vida, está relacionada com a densidade de potência das pilhas. Comparando os vários tipos, a eficiência do DMFC é bastante baixa quando comparada com os outros tipos. Em contraste, a eficiência de MCFC, SOFC, PEMFC e sistemas AFC são considerados suficientes. Actualmente não são projectados para terem uma máxima eficiência económica (tecnicamente viável para atingir 55 a 60% de eficiência). (Fuel Cell Electronics Package) O objectivo é assim achar a melhor relação entre eficiência económica, custo, tempo e tamanho de cada campo específico. No entanto, todas as pilhas de combustível têm um potencial para uma maior redução dos custos e aumento de eficiência económica. A ausência de normas e códigos comuns, bem como uma aceitação pública têm sido identificados como o maior problema sócio-económico tanto para pilhas de combustível bem como para tecnologias de hidrogénio. (qq coisa) O número total de projectos de demonstração da EU (mete proj) indirectamente reflecte o nível de aceitação pública.

Hidrogénio Várias barreiras estão para ser superadas entre as quais:

Figura tirada do DOE Armazenamento líquido de hidrogénio. Mais de 80% dos custos do sistema de tanques são actualmente relacionados com o custo material do reservatório.figura do DOE . é possível aumentar a eficiência muito além da electrólise convencional. o estado da arte para armazenamento de hidrogénio inclui 5000 . como a solar ou nuclear. A sua principal barreira é o seu custo elevado. enquanto a indústria transformadora tem um efeito menor sobre o custo total. a principal barreira é a sua curta vida útil devido a processos de degradação.A electrólise da água é mais eficiente a alta temperatura (mete algo).Produção termo-química de hidrogénio – A principal barreira desta tecnologia nesta fase é o alto custo de produção de hidrogénio e a longa durabilidade dos metais de revestimento. Armazenamento gasoso de hidrogénio.Actualmente.000 psi-tanques de gás comprimido e reservatórios de hidrogénio de criogénio líquido para armazenamento de hidrogénio. Electrólise de alta temperatura. (DOE). Ao fazer uso de uma fonte externa de calor. Além do seu custo elevado.e 10.

O número total de projectos de demonstração da União Europeia reflecte o nível de aceitação pública (ver tabela 14) . principalmente no contexto do transporte.É uma tecnologia bem desenvolvida com muitas vantagens em comparação com armazenamento gasoso ou líquido de hidrogénio (alta densidade volumétrica. ausência de perdas.Armazenamento de hidrogénio em hidretos metálicos. Ausência de códigos e normas comuns. bem como uma aceitação pública são as principais barreiras sócio-económcas para ambas as tecnologias de pilhas de combustível e de hidrogénio. As principais barreiras prendem-se com o alto custo da tecnologia e no seu peso. sem riscos de segurança).