You are on page 1of 69

A Economia Capixaba e Brasileira

2004 – 2010 / Previsões 2011
FINDES
Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo
Gestão 2004 – 2010 / Previsões 2011
A Findes defende a liberdade de Imprensa
A Economia Capixaba e Brasileira
2004 – 2010 / Previsões 2011 2004 – 2010 / Previsões 2011
1.941,S
2.619,0
2.494,3
300
1.000
1.300
2.000
2.300
3.000
(
k
5
)

b
|
|
h
õ
e
s
Var|ação rea|: 28,S¼
Var|ação mód|a rea|:
4,3¼ ao ano
Var|ação rea|: S¼
Produto Interno Bruto (PIB)
Brasil
0
300
2004 2010' 2011'
¹ Valores projetados: Bacen/Focus
Fonte: IBGE
Elaboração e Análise: IDEIES
40,2
S6,1
S9,S
0
10
20
30
40
30
60
70
2004 2010' 2011'
(
k
5

b
|
|
h
õ
e
s
)
Var|ação rea|: 39,6¼
Var|ação mód|a rea|:
S,7¼ ao ano
Var|ação rea|: 6,0¼
Espírito Santo
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: IJSN
Elaboração e Análise: IDEIES
39,6
28,5
25
30
35
40
45
Produto Interno Bruto (PIB)
11,1 p.p.
%
5,0
6,0
0
5
10
15
20
Var real 2004-2010 Var real 2011¹
Brasil ES
¹ Valores projetados: Bacen/Focus
Fonte: IBGE/ IJSN
Elaboração e Análise: IDEIES
1 p.p.
Variação
média:
4,3% a.a.
Variação
média:
5,7% a.a.
PIB da Indústria
S01.771,0
607.142,9
628.392,9
200.000
300.000
400.000
300.000
600.000
700.000
k
5

m
|
|
h
õ
e
s
Var|ação rea|: 21,0¼
Var|ação mód|a rea|:
3,2¼ ao ano
Var|ação rea|: 3,S¼
Brasil
¹ Valores Projetados: LCA
Fonte: IBGE
Elaboração e Análise: IDEIES
0
100.000
2004 2010' 2011'
3,2¼ ao ano
18.808,6
30.S91,0
32.732,4
0
3.000
10.000
13.000
20.000
23.000
30.000
33.000
2004 2010' 2011'
k
5

m
|
|
h
õ
e
s
Var|ação rea|:
62,6¼
Var|ação mód|a
rea|:
8,4¼ ao ano
Var|ação rea|:
7,0¼
Espírito Santo
¹ Valores Projetados: IDEIES
Fonte: IJSN
Elaboração e Análise: IDEIES
PIB da Indústria
62,6
40
50
60
70
41,6 p.p.
%
¹ Valores projetados: LCA/IDEIES
Fonte: IBGE/ IJSN
Elaboração e Análise: IDEIES
3,5
7,0
21,0
0
10
20
30
Var real 2004-2010 Var real 2011¹
Brasil ES
3,5 p.p.
Variação
média:
3,2% a.a.
Variação
média:
8,4% a.a.
Exportações Ano a Ano
96,7
118,S
137,8
160,6
197,9
1S3,0
19S,S
223,S
16,3 16,6
23,2
27,8
14,3
22,6
30
100
130
200
230
uS$ bl l hões
varl ação (°)
Brasil
-22,7
0
30
2004 200S 2006 2007 2008 2009 2010' 2011'
4,1
S,6
6,7
6,9
10,1
6,S
11,7
13,4
20,2
2,2
47,0
79,7
14,S
-3S,S
37,9
0
3
10
13
2004 200S 2006 2007 2008 2009 2010' 2011'
US5 b||hões
Var|ação (¼)
¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
Espírito Santo
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
Exportações Ano a Ano
Participação da Exportação do Espírito Santo no Brasil (%)
S,98 6,00
6,0
7,0
4,2
4,7
4,9
S,1
4,3 4,3
4,0
3,0
2004 200S 2006 2007 2008 2009 2010' 2011'
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
Exportações
96,7
19S,S
223,S
30
100
130
200
230
(
U
S
5

b
|
|
h
õ
e
s
)
Var|ação Acumu|ada:
102,2¼
Var|ação mód|a:
Var|ação: 14,3¼
Brasil
¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
0
2004 2010' 2011'
12,S¼ ao ano
4,1
11,7
13,4
0
2
4
6
8
10
12
14
16
2004 2010' 2011'
(
U
S
5

b
|
|
h
õ
e
s
)
Var|ação Acumu|ada:
188,S¼
Var|ação mód|a:
19,3¼ ao ano
Var|ação: 14,S¼
Espírito Santo
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
188,5
102,2
100
120
140
160
180
200
Exportações
86,3 p.p.
%
14,3 14,5
0
20
40
60
80
100
Var Acumulada 2004-2010 Var 2011¹
Brasil ES
¹ Valores projetados: LCA/IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
0,2 p.p.
Variação
média:
12,5% a.a.
Variação
média:
19,3% a.a.
Importações Ano a Ano
62,8
73,6
91,4
120,6
173,0
127,7
180,0
217,2
24,1
32,0
43,4
40,9
20,7
-26,2
17,1
30
100
130
200
230
US5 b||hões
Var|ação (¼)
Brasil
3,0
4,1
4,9
6,6
8,6
S,S
7,S
9,0
19,7
3S,6
29,6
-36,3
36,8
20,0
3S,8
0
2
4
6
8
10
2004 200S 2006 2007 2008 2009 2010' 2011'
US5 b||hões
Var|ação (¼)
0
2004 200S 2006 2007 2008 2009 2010' 2011'
¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
Espírito Santo
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
Importações Ano a Ano
Participação da Importação do Espírito Santo no Brasil (%)
S,6
S,4
S,S
6,0
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
4,2
4,1
4,3
4,8
S,0
4,0
3,0
2004 200S 2006 2007 2008 2009 2010' 2011'
Importações
62,8
180,0
217,2
30
100
130
200
230
(
U
S
5

b
|
|
h
õ
e
s
)
Var|ação Acumu|ada:
186,S¼
Var|ação: 20,7¼
Brasil
¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
0
2004 2010' 2011'
Var|ação mód|a:
19,2¼ ao ano
3,0
7,S
9,0
0
1
2
3
4
3
6
7
8
9
10
2004 2010' 2011'
(
U
S
5

b
|
|
h
õ
e
s
)
Var|ação Acumu|ada:
149,1¼
Var|ação mód|a :
16,4¼ ao ano
Var|ação : 20,0¼
Espírito Santo
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
149,1
186,5
120
140
160
180
200
Importações
- 37,4 p.p.
%
Variação
média:
Variação
média:
20,7 20,0
0
20
40
60
80
100
Var Acumulada 2004-2010 Var 2011¹
Brasil ES
¹ Valores projetados: LCA/IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
- 0,7 p.p.
média:
19,2% a.a.
média:
16,4% a.a.
Saldo da Balança Comercial Ano a Ano
33,8
44,9
46,S
40,0
2S,0
2S,3
1S,S
6,3
32,8
3,4
-13,8
-37,7
1,3
-38,7
10
20
30
40
30
8$ bl lhões
varl ação (°)
Brasil
1,0
1,S
1,8
1,S
1,0
4,2
4,4
0,2
44,0 21,4
309,4
4,8
-31,3
S39,S
-87,2
0
1
2
3
4
3
2004 200S 2006 2007 2008 2009 2010' 2011'
8$ bl l hões
varl ação (°)
-S9,4
0
2004 200S 2006 2007 2008 2009 2010' 2011'
¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
Espírito Santo
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
Saldo da Balança Comercial Ano a Ano
Relação entre o Saldo da Balança Comercial do Espírito Santo e Brasil (%)
69,8
40,0
30,0
60,0
70,0
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
3,1 3,3
3,9
0,6
6,0
4,1
27,1
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
2004 200S 2006 2007 2008 2009 2010' 2011'
Saldo da Balança Comercial
33,8
1S,S
6,3
3
10
13
20
23
30
33
40
(
U
S
5

b
|
|
h
õ
e
s
)
Var|ação Acumu|ada:
-S4,2¼
Var|ação mód|a:
Var|ação: -S9,4¼
Brasil
¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
0
3
2004 2010' 2011'
Var|ação mód|a:
-12,2¼ ao ano
Var|ação: -S9,4¼
Espírito Santo
1,0
4,2
4,4
0
1
1
2
2
3
3
4
4
3
3
2004 2010' 2011'
(
U
S
5

b
|
|
h
õ
e
s
)
Var|ação Acumu|ada:
302,1¼
Var|ação mód|a:
26,1¼ ao ano
Var|ação: 4,8¼
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: MDIC/AliceWeb
Elaboração e Análise: IDEIES
O Moderno Mapa Econômico do Espírito Santo
ES
Produção Física Industrial (%) – Brasil
Variação de janeiro a outubro de 2010 em relação ao mesmo período de 2009
26,7
18,1
18,1
16,9
1S,8
12,9
Lsp|r|to Santo
Amazonas
Go|ás
M|nas Gera|s
Þaraná
Ceará
12,S
11,8
11,6
10,2
8,7
8,3
7,S
6,9
0,0 3,0 10,0 13,0 20,0 23,0 30,0
Þernambuco
8ras||
São Þau|o
8ah|a
k|o de Iane|ro
Þará
k|o Grande do Su|
Santa Catar|na
Fonte: IBGE
Elaboração e Análise: IDEIES
Produção Física Industrial por Setor (%) – Espírito Santo
Variação de janeiro a outubro de 2010 em relação ao mesmo período de 2009
26,7
67,39
12,74
20,47
Indústr|a gera|
Indústr|a extrat|va
Indústr|a de transformação
Meta|urg|a bás|ca
Fonte: IBGE
Elaboração e Análise: IDEIES
20,47
1S,86
9,27
2,7S
0 10 20 30 40 30 60 70 80
Meta|urg|a bás|ca
A||mentos e beb|das
M|nera|s não metá||cos
Ce|u|ose, pape| e produtos de
pape|
Produção Física Industrial
8,3
10,8
3,S
4
6
8
10
12
V
a
r
|
a
ç
ã
o

e
m

r
e
|
a
ç
ã
o

a
o

a
n
o

a
n
t
e
r
|
o
r

(
¼
)
Var|ação Acumu|ada:
18,9¼
Brasil
S,1
24,0
8,S
0
3
10
13
20
23
30
2004 2010' 2011'
V
a
r
|
a
ç
ã
o

e
m

r
e
|
a
ç
ã
o

a
o

a
n
o

a
n
t
e
r
|
o
r

(
¼
)
Var|ação: 31,1¼
Var|ação mód|a:
4,6¼ ao ano
¹ Valores projetados/ 2010:CNI / 2011: LCA
Fonte: IBGE
Elaboração e Análise: IDEIES
0
2
2004 2010' 2011'
V
a
r
|
a
ç
ã
o

e
m

r
e
|
a
ç
ã
o

a
o

a
n
o

a
n
t
e
r
|
o
r

(
¼
)
Var|ação mód|a: 2,9¼
ao ano
Espírito Santo
¹ Valores projetados para 2010 e 2011: IDEIES
Fonte: IBGE
Elaboração e Análise: IDEIES
Produção Física Industrial
Comparação da Variação Acumulada Brasil x ES
30,1
18,9
20
25
30
35
11,2 p.p.
%
Variação
média:
Variação
média:
¹ Valores projetados: LCA/IDEIES
Fonte: IBGE
Elaboração e Análise: IDEIES
3,5
8,5
0
5
10
15
Var Acumulada 2004-2010 Var 2011¹
Brasil ES
5,0 p.p.
média:
2,9% a.a.
média:
4,6% a.a.
Empregos nas Indústrias
7.288,2
10.917,7
11.860,0
2.000
4.000
6.000
8.000
10.000
12.000
14.000
(
m
|
|

e
m
p
r
e
g
o
s
)
Var|ação
acumu|ada :
49,8¼
Var|ação mód|a:
7,0¼ ao ano
Var|ação: 8,6¼
Brasil
¹ Valores projetados : IDEIES
Fonte: MTE/RAIS
Elaboração e Análise: IDEIES
0
2.000
2004 2010' 2011'
7,0¼ ao ano
131,3
199,7
218,S
0
30
100
130
200
230
2004 2010' 2011'
(
m
|
|

e
m
p
r
e
g
o
s
)
Var|ação
acumu|ada: S2,1¼
Var|ação mód|a:
7,2¼ ao ano
Var|ação: 9,4¼
Espírito Santo
¹ Valores projetados: IDEIES
Fonte: MTE/RAIS
Elaboração e Análise: IDEIES
Empregos nas Indústrias
Comparação da Variação Acumulada Brasil x ES
52,1
49,8
30
40
50
60
2,3 p.p.
%
Variação
média:
Variação
média:
¹ Valores projetados : IDEIES
Fonte: MTE/RAIS
Elaboração e Análise: IDEIES
8,6
9,4
0
10
20
30
Var Acumulada 2004-2010 Var 2011¹
Brasil ES
0,8 p.p.
média:
7,0% a.a.
média:
7,2% a.a.
Indústrias
34S,3
424,7
100
130
200
230
300
330
400
430
(
m
|
|

e
m
p
r
e
s
a
s
)
Var|ação Acumu|ada: 23,0¼
Var|ação mód|a:
4,2¼ ao ano
Brasil
Fonte: MTE/RAIS
Elaboração e Análise: IDEIES
0
30
2004 2009
(
m
|
|

e
m
p
r
e
s
a
s
)
8,1
10,3
0
2
4
6
8
10
12
2004 2009
(
m
|
|

e
m
p
r
e
s
a
s
)
Var|ação Acumu|ada: 26,9¼
Var|ação mód|a:
4,9¼ ao ano
Espírito Santo
Fonte: MTE/RAIS
Elaboração e Análise: IDEIES
Indústrias
Comparação da Variação Acumulada Brasil x ES
26,9
25
26
27
28
3,9 p.p.
Fonte: MTE/RAIS
Elaboração e Análise: IDEIES
23,0
21
22
23
24
25
Var Acumulada 2004-2009
Brasil ES
Variação
média:
4,2% a.a.
Variação
média:
4,9% a.a.
Impostos Federais
O governo federal destinou ao nosso estado em 2009:
R$ 1,89 bilhão para o governo estadual
R$ 1,86 bilhão para os municípios
Totalizando R$ 3,75 bilhões
O Espírito Santo é um pagador de impostos federais!
Fonte: Portal da Transparência – Controladoria-Geral da União – CGU / Receita Federal
Elaboração: IDEIES
O Espírito Santo pagou de impostos federais em 2009:
R$ 8,05 bilhões
Saldo: R$ - 4,30 bilhões
Impostômetro
O brasileiro pagou de 01/jan/10 até hoje (09/dez/10):
R$ 1,16 trilhão de impostos
A previsão é de que até 31/dez o dispêndio seja de
R$ 1,25 trilhão
O capixaba pagou de 01/jan/10 até hoje (09/dez/10):
R$ 7,51 bilhões de impostos
A previsão é de que até 31/dez o dispêndio seja de
R$ 8,02 bilhões
Fonte: IBPT / Associação Comercial de SP
Elaboração: IDEIES
O capixaba pagou de 01/jan/10 até hoje (09/dez/10):
Mapa Estratégico da Indústria Capixaba
2008 – 2015 2008 – 2015
IDEIES
Mapa Estratégico da Indústria Capixaba
% de Ações concluídas por Tema
22,5
36,3
18,8
6,0
25,0
16,8
Liderança Empresarial
Expansão da Base Industrial
Segmento Âncora
Responsabilidade Social e Ambiental
Exportação de Produtos e Serviços
Competitividade Empresarial
Fonte e Elaboração: IDEIES
4,0
24,1
23,5
21,0
30,0
16,9
22,5
0,0 10,0 20,0 30,0 40,0
Capital Humano
Infraestrutura e Logística
Ambiente Institucional e Regulatório
Financiamento
Gestão Pública Eficiente
Educação e Saúde
Liderança Empresarial
IDEIES
Mapa Estratégico da Indústria Capixaba
1±oações em 12 temas
o¿ ações concluídas
oq ações não iniciadas
1oS ações em andamento 1oS ações em andamento
±±,6%da meta concluída até 2010
Fonte: IDEIES
Acompanhamento Legislativo
2004 – 2010 2004 – 2010
IDEIES
Acompanhamento Legislativo
q¿g proposições acompanhados pela Findes
1q6posicionamentos da Findes sobre proposições acompanhadas
1¿1 6,% 1¿1finalizações favoráveis, representando 6,%dos posicionamentos
da Findes
,Edições da Agenda Legislativa
Fonte: IDEIES
Em 2011: Implantação da Agenda Legislativa Virtual
IDEIES
Agenda Pró-crescimento: 2006-2010
1,S Ações propostas dentro de 17 prioridades
Realizado: 103 (58%)
Propostas da Indústria Capixaba
Realizado: 103 (58%)
Em andamento: 48 (27%)
Não realizado: 25 (14%)
Paralisado: 2 (1%)
Fonte: IDEIES
IDEIES
Agenda Findes para a competitividade: 2011-2014
1q6 Ações propostas dentro das seguintes prioridades:
• Desenvolvimento sustentável
Propostas da Indústria Capixaba
• Desenvolvimento sustentável
• Infraestrutura
• Interiorização do desenvolvimento
• Relações do trabalho e sindicais
• Gestão Pública eficiente
Fonte: IDEIES
Pesquisa de Lucas Izoton no facebook:
Na sua opinião, quais são as ações prioritárias que o governador
eleito Renato Casagrande deverá adotar nos primeiros meses de
governo?
1º - Gestão Pública
2º - Educação
3º - Saúde/Saneamento
4º - Segurança
5º - Mobilidade Urbana
6º - Capacitação Profissional
Investimentos 2011 – 2014
Migração Populacional ES 2000 – 2010
Demanda de cursos 2011 - 2014
Grandes Investimentos Previstos
SÃO MATEUS
Investimento previsto:
R$ 1,8 bilhões
- Petróleo e gás
- Polo sucroalcooleiro
[usina de álcool]
LINHARES
Investimento previsto:
R$ 12,0 bilhões
- Pólo Gás-Químico /Fábrica de fertilizantes
[Petrobras]
(investimento previsto de US$ 3 bilhões)
- Construção do parque fabril da WEG
Equipamentos Elétricos - Ampliação da
produção de polpa de fruta e sucos
ARACRUZ
Investimento previsto: R$ 4,0 bilhões
- Estaleiro [Jurong]
(Investimento de US$ 294 milhões)
COLATINA
Investimento previsto:
R$ 950,0 milhões
- APL Vestuário
- Fabricação e montagem
NOVA VENÉCIA
Investimento previsto:
R$ 480,0 milhões
- Rochas Ornamentais
- Agroindústria no processamento
de polpa de frutas e de
condimentos
(Investimento de US$ 294 milhões)
- Terminal Aquaviário [Transpetro]
- Ampliação da Fibria (Ex Aracruz Celulose)
- Construção de um Terminal de Gás
Natural Liquefeito [GNL] pela Petrobras
SERRA, VITÓRIA,
CARIACICA,
VILA VELHA E VIANA
Investimento previsto: R$ 19,3 bilhões
- 8ª usina da Vale (produção estimada de 7,5 mi
t/ano)
- Laminadores de tiras a frio [ArcelorMittal]
- Parque Tecnológico (Vitória)
-Polo de Confecções (Centro Modas – Vila Velha)
ANCHIETA
Investimento previsto: R$ 14,7 bilhões
- CSU [Companhia Siderúrgica de Ubu]
(produção estimada de 5 milhões de ton/ano)
- Porto de Ubu
- Unidade de Tratamento de Gás Sul Capixaba
[UTGS] (inaugurado em out/10)
- Gasene marítimo [Litoral Sul ao Litoral Norte]
- 4ª e 5ª usina de pelotização [Samarco]
PRESIDENTE KENNEDY
Investimento previsto:
R$ 6,0 bilhões (primeira etapa)
- Pólo mínero-siderúrgico
[Ferrous]
(produção estimada de
7 milhões t pelotas/ano;
3,7 milhões t aços planos/ano.
CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM
Investimento previsto:
R$ 1,0 bilhão
- PCH [Pequenas Centrais
Hidrelétricas]
(produção prevista de 19 MW)
- Rochas Ornamentais
[diversi_cação de mercado]
- Fabricação e montagem
de veículos automotores
- Produção de biodiesel
Variação populacional
2000-2010
NCVA VLNLCIA
Setores:8ochas CrnamenLals
Cursos: Ceologla, Mlneração,
Þalsaglsmo, Mecânlca e
Culmlca.
CCLA1INA
Setores: Lnergla
Cursos: Modelagem do vesLuárlo,
1ecelagem e vesLuárlo, LleLrlclsLa
MonLador, AuLomação e ConLrole e
Segurança do 1rabalho.
SÂC MA1LUS
Setores: ConsLrução naval
Cursos: 8loLecnologla,
Ldlflcações, MecaLrônlca,
CeomáLlca e Soldador.
LINnAkLS
Setores: Máqulnas e equlpamenLos,
lerLlllzanLes, Lnergla e Movelelro
Cursos: Culmlca, CeomáLlca,
LleLromecânlca, LleLrlclsLa de lorça,
de Móvels e Ldlflcações.
AkACkU2
Setores: LoglsLlca, Þapel e Celulose,
Máqulnas e LqulpamenLos, ÞroduLos
Demanda de principais cursos
CACnCLIkC DL I1AÞLMIkIM
Setores: AllmenLos e 8ebldas
Cursos: AgrolndusLrla,
8loLecnologla, Caldelrelro,
Mlneração e AuLomação lndusLrlal.
ÞkLSIDLN1L kLNNLD¥
Setores: LoglsLlca e MeLalurgla
Cursos: AgrolndusLrla,
8loLecnologla, Caldelrelro,
Mlneração e AuLomação lndusLrlal.
Máqulnas e LqulpamenLos, ÞroduLos
Culmlcos, Melo AmblenLe e
ConsLrução naval
Cursos: Soldador, Caldelrelro,
Ldlflcações, CeomáLlca, Mecânlco
MonLador, Culmlco e 8loLecnologla.
SLkkA, VI1CkIA, CAkIACICA, VILA VLLnA
L VIANA
Setores: 1ransformados de ÞlásLlco, 1lC,
LoglsLlca, Slderurgla, Lnergla e Mlneração
Cursos: LleLroLecnlca, AuLomação
lndusLrlal, Ldlflcações, MecaLrônlca,
1ecelagem e vesLuárlo, Þanlflcação e
Soldador.
ANCnIL1A
Setores: Slderurgla, Mlneração, LoglsLlca
Cursos: CeomáLlca, Soldador, Segurança do
1rabalho, MecaLrônlca e Ldlflcações.
Federação das Indústrias do Estado do
Espírito Santo Espírito Santo
Gestão 2004 – 2010 / Previsões 2011
Diretorias da Findes
2004
Sede
¿ Diretorias
regionais
2010
Sede
5 Diretorias
regionais
3 Núcleos
regionais
20,83°
13°
20°
23°
% de Investimentos/receitas do Sistema Findes
1,23°
10,31°


10°
13°
2004 2009 2010
Þrevlsão
Fonte: Sistema Findes
Elaboração: IDEIES
CAS - Centro de Apoio aos Sindicatos
Evolução do quadro de Indústrias Associadas aos Sindicatos que compõem a Findes
2033
2323
2669
3028
2300
3000
3300
n
u
m
e
r
o

d
e

A
s
s
o
c
l
a
d
o
s
1893
2033
0
300
1000
1300
2000
2006 2007 2008 2009 2010
n
u
m
e
r
o

d
e

A
s
s
o
c
l
a
d
o
s
Fonte: CAS
Elaboração: IDEIES
CINDES
Congregar social e profissionalmente toda a classe industrial com os
demais segmentos empresariais.
CINDES
Campanhas realizadas recentemente:
CINDES
Campanhas realizadas recentemente:
SESI/SENAI-ES
Integração iniciou em 2008.
Atualmente são 1o unidades integradas Sesi/Senai, sendo que:
- unidade Civit: reativada em 2008;
- unidades Anchieta, Aracruz, São Mateus e Venda Nova do Imigrante - unidades Anchieta, Aracruz, São Mateus e Venda Nova do Imigrante
foram inauguradas nos últimos três anos.
Sunidades não integradas do Sesi
1 unidade não integrada do Senai
SESI-ES
Educação Básica (ensino regular
e EJA) e Educação para o
Trabalho
28.763
51.030
62.525
15.000
25.000
35.000
45.000
55.000
65.000
M
a
t
r
í
c
u
l
a
s
Saúde e Segurança do Trabalho:2.185.489 trabalhadores atendidos
De 2004 a 2010
15.000
2004 2010 Previsão 2011
Fonte: Sesi-ES
Elaboração: IDEIES
Cultura, Esporte, Lazer e Responsabilidade Social: 3.401.451 atendimentos
Quantidade de Funcionários: 1.036
SENAI - ES
Realizado
2004
Realizado
2010
Previsto
2011
Cursos profissionalizantes
(aluno-hora)
2.905.824 7.714.616 7.855.672
Cursos profissionalizantes
(matrículas)
30.456 62.249 76.494
Quantidade de Funcionários: 488
Instituto Euvaldo Lodi - IEL-ES
Realizado
2004
Realizado
2010
Previsto
2011
Total de empresas atendidas
1.266 3.089 4.900
Quantidade de Funcionários: 30
Quantidade de Consultores, Instrutores e Auditores: 85
IDEIES
Apoiar a Findes no desenvolvimento de ações voltadas para o
fortalecimento do associativismo, a defesa de interesses, o aumento
da competitividade e o desenvolvimento regional sustentável da
indústria capixaba.
A Indústria do Turismo
Iceberg do Turismo
Hotéis, centro de convenções,
restaurantes, lazer...
lâmpadas + produtos siderúrgicos +
indústria automobilística + aviões +
móveis + vestuário + têxteis +
alimentos e bebidas
lâmpadas + produtos siderúrgicos +
plásticos + rochas ornamentais +
produtos farmacêuticos + embalagens
calçados + panificadores + linha
branca + construção civil + refino de
petróleo + gás + materiais esportivos
A Rota Imperial - IRI
A Rota Imperial recria a estrada concluída entre
1814 e 1816 pela Família Imperial.
História
A Rota Imperial São Pedro D’Alcântara insere o Espírito Santo no âmbito da Estrada Real,
reproduzindo caminhos abertos no início do séc. XIX, durante o período de exploração do território
nacional em busca de ouro.
Para controlar o trânsito de mercadorias no Brasil, a Coroa Portuguesa proibiu a abertura de estradas
na capitania do Espírito Santo em direção a Minas Gerais. Somente com o declínio da exploração
aurífera e com a chegada da Família Real (1808) ao país a rota foi oficialmente aberta (1814).
Concluída em 1816, definiu o intercâmbio entre as cidades de Ouro Preto (MG) e Vitória (ES),
consolidando a ocupação do território nos locais por onde passava.
A Rota Imperial - IRI
A Rota insere o ES no âmbito da Estrada Real, integrando os quatro Estado da Região Sudeste,
obedecendo os critérios do Programa Nacional de Regionalização do Turismo do MTUR
Missão:
“Promover o desenvolvimento integrado do turismo na Rota Imperial, de forma sustentável, criando
oportunidades à indústria capixaba e experiências inesquecíveis para os visitantes.”
Visão:
“Ter até 2011 a Rota Imperial estruturada e provocando o desenvolvimento sustentável dos
municípios ao longo do seu traçado e área de abrangência, para integrar o maior produto turístico da
Região Sudeste – a Estrada Real.”
Abrangência - IRI
• Espírito Santo:
14 municípios
Cariacica, Castelo, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Ibatiba,
Ibitirama, Irupí, Iúna, Muniz Freire, Santa Leopoldina, Santa Maria de
Jetibá, Venda Nova do Imigrante, Viana e Vitória Jetibá, Venda Nova do Imigrante, Viana e Vitória
• Minas Gerais:
17 municípios
Abre Campo, Acaiaca, Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Barra Longa, Jequeri,
Luisburgo, Manhumirim, Mariana, Martim Soares, Matipó, Oratórios, Ouro
Preto, Pedra Bonita, Ponte Nova, Santa Margarida, São João do Manhuaçu
O Instituto Rota Imperial - IRI
A Rota Imperial possui 575 km, que ligam Vitória a Ouro Preto.
O Sistema Findes é responsável pela gestão do Instituto Rota Imperial e atua
em parceria com os governos estaduais do Espírito Santo e Minas Gerais,
com o apoio do Ministério do Turismo, do Sebare e conjunto com outras
entidades. entidades.
Foi constituído para desenvolver o turismo e a economia dos 31 municípios.
Gerencia todas as etapas do resgate histórico e o desenvolvimento turístico
da Rota Imperial.
Projetos - IRI
• ROTEIRIZAÇÃO
Promove a integração e organização regional, fortalece a formatação de roteiros
turísticos na região e promove a união entre as cidades integrantes, além de conferir
identidades definidas e estruturadas ao destino para fins de planejamento, gestão,
promoção e comercialização turística das localidades que formam o roteiro.
A partir da Roteirização terminada, será possível ter o diagnóstico das necessidades
quanto à capacitação e demais atividades complementares para estruturação do quanto à capacitação e demais atividades complementares para estruturação do
produto.
1ª parte – levantamento campo dos atrativos, equipamentos e serviços ao longo da Rota
Imperial – Realizada
2ª parte – reuniões nos 14 municípios do ES para sensibilização – realizada
3ª parte – elaboração de relatórios.
Previsão de entrega – janeiro de 2011.
Roteirização do ES – R$ 100.000,00
Roteirização em MG – R$ 330.000,00
Projetos - IRI
• SINALIZAÇÃO:
1 - Sinalização Rodoviária:
119 placas de sinalização rodoviária nas vias de acesso aos
municípios da Rota Imperial
2 - Demarcação do Eixo Principal:
672 marcos de identificação da Rota Imperial;
Projeto executivo – R$100.000,00 – Convênio com o Sesi
Implantação da sinalização e de marcação no ES – R$650.000,00
convênio assinado com a Setur dia 06/12/10
Modelo - Demarcação - IRI
Modelo - Sinalização Rodoviária - IRI
Ações para 2011 - IRI
• Divulgação;
• Capacitação;
• Implantação da Sinalização e Demarcação;
• Formatação de roteiros
• Projetos de estruturação da Rota
• Projetos de sensibilização das comunidades
A Findes está iniciando o apoio à
agroindústria agroindústria
AGROINDÚSTRIA CAPIXABA
Criação e ampliação da Agroindústria Capixaba nos últimos anos
• Agroindústria de Sucos - Sucos Mais/Coca-cola – (Linhares)
120 milhões de Litros/ano
• Agroindústria de Polpa de fruta - Trop Frutas (Linhares)
25 mil toneladas de poupa/ano
• Agroindústria de Agua de Coco - Pepsico (São Mateus)
• Agroindústria de Agua de Coco - Grupo Wow/De Martin (São Mateus)
• Agroindústria dos Derivados do Coco – Du Coco (Linhares)
• Agroindústria de Aves - Uniaves (Castelo)
Capacidade: 80.000 aves por turno /dia
AGROINDÚSTRIA CAPIXABA
Criação e ampliação da Agroindústria Capixaba nos últimos anos
• Agroindústria de Aves - Protenorte
Capacidade: 80.000 aves por turno /dia
• Agroindústria de Leite em pó - Selita (Cachoeiro de Itapemirim)
Capacidade: 200.000 litros de leite / dia
• Agroindústria de Leite em pó - Damare (Montanha)
Capacidade: 140.000 litros de leite/ dia
Em Instalação
Agroindústria de Biodiesel a partir do Pinhão manso - Novábra
“Cada vez mais acredito e trabalho para
que o Espírito Santo seja um local ainda
melhor para se viver, visitar, investir e
trabalhar” trabalhar”
Lucas Izoton
MUITO OBRIGADO!
TENHAM UM FELIZ NATAL E
UM ÓTIMO 2011!
Lucas Izoton Vieira
Presidente do Sistema Findes/Cindes Presidente do Sistema Findes/Cindes
Contato:
www.facebook.com/home.php?#!/profile.php?id=1745546270
twitter.com/lucasizoton
lucas@cobradagua.com.br

A Findes defende a liberdade de Imprensa

A Economia Capixaba e Brasileira
2004 – 2010 / Previsões 2011

!" # $ $ ¹ Valores projetados: Bacen/Focus Fonte: IBGE Elaboração e Análise: IDEIES !" % # $ $ ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: IJSN Elaboração e Análise: IDEIES .

% 45 40 35 30 25 20 15 10 5 0 Var real 2004-2010 Var real 2011¹ Variação média: 4.p.0 6.5 5.6 11.3% a.7% a. 39.0 1 p.1 p.a. Brasil ¹ Valores projetados: Bacen/Focus Fonte: IBGE/ IJSN Elaboração e Análise: IDEIES ES . Variação média: 5.a.p. 28.

% %% !" # $ ¹ Valores Projetados: LCA Fonte: IBGE Elaboração e Análise: IDEIES $ % % !" # $ $ ¹ Valores Projetados: IDEIES Fonte: IJSN Elaboração e Análise: IDEIES .

6 41.a. Brasil ¹ Valores projetados: LCA/IDEIES Fonte: IBGE/ IJSN Elaboração e Análise: IDEIES ES .a.0 Variação média: 8. 62. 21. 3.p.% 70 60 50 40 30 20 10 0 Var real 2004-2010 Var real 2011¹ Variação média: 3.5 p.2% a.6 p.5 7.4% a.0 3.p.

% % % % & % % $ $ ¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES '( % % % % % % & % $ $ ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES .

Participação da Exportação do Espírito Santo no Brasil (%) % % $ $ ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES .

% '( ) *+ + " !" # $ $ ¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES % )*+ + " !" # '( $ $ ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES .

102.p.a.3 p.5 86.2 14.p.a.3% a.3 14. Variação média: 19.5 0.% 200 180 160 140 120 100 80 60 40 20 0 Var Acumulada 2004-2010 Var 2011¹ Variação média: 12. Brasil ES ¹ Valores projetados: LCA/IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES . 188.5% a.2 p.

% '( % %% % % % & % $ $ ¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES '( % % & % $ $ ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES .

Participação da Importação do Espírito Santo no Brasil (%) % ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES $ $ .

% % '( ) *+ + " !" # $ $ ¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES % '( )*+ + " !" # $ $ ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES .

p.a.37.p.2% a.% 200 180 160 140 120 100 80 60 40 20 0 Var Acumulada 2004-2010 Var 2011¹ Variação média: 19.7 p.4% a.7 20.4 p.1 .0 . 20.a.0.5 149. 186. Variação média: 16. Brasil ES ¹ Valores projetados: LCA/IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES .

! & & %% & % & % $ $ ¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES ! & % & % $ $ ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES .

Relação entre o Saldo da Balança Comercial do Espírito Santo e Brasil (%) % % $ $ ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES .

'( )*+ + " & !" # $ ¹ Valores projetados/ 2010: Funcex/ 2011: LCA Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES & & $ '( )*+ + " !" # $ ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: MDIC/AliceWeb Elaboração e Análise: IDEIES $ .

ES .

-.Produção Física Industrial (%) – Brasil Variação de janeiro a outubro de 2010 em relação ao mesmo período de 2009 . / ( #/ ) 3 # 0 # 1 2 1 4 5 4 # 6 ( 4 + 6 " 7# 4 2 1 #" " (+ ( #/ 5 / # % % #2 2 +* % Fonte: IBGE Elaboração e Análise: IDEIES .

.Produção Física Industrial por Setor (%) – Espírito Santo Variação de janeiro a outubro de 2010 em relação ao mesmo período de 2009 8 #"9 / : % 8 #"9 / ./ / < % 8 #"9 / " / # = % 3 / + : 2 * % ) #/ " 3 # 5 + # /2 * " % .- % Fonte: IBGE Elaboração e Análise: IDEIES ."+/ .

! " # #/ )*+ + " !" # $ $ ¹ Valores projetados/ 2010:CNI / 2011: LCA Fonte: IBGE Elaboração e Análise: IDEIES #/ # !" # $ $ ¹ Valores projetados para 2010 e 2011: IDEIES Fonte: IBGE Elaboração e Análise: IDEIES .

0 p. 30.p.6% a.5 3.a. 8.! " Comparação da Variação Acumulada Brasil x ES % 35 30 25 20 15 10 5 0 Var Acumulada 2004-2010 Var 2011¹ Variação média: 2. Brasil ¹ Valores projetados: LCA/IDEIES Fonte: IBGE Elaboração e Análise: IDEIES ES .5 5.p.1 11.a.9 Variação média: 4. 18.2 p.9% a.

: *+ + " !" % # $ $ ¹ Valores projetados: IDEIES Fonte: MTE/RAIS Elaboração e Análise: IDEIES .# %% % .: *+ + " !" % # $ $ ¹ Valores projetados : IDEIES Fonte: MTE/RAIS Elaboração e Análise: IDEIES % .

a. Brasil ES ¹ Valores projetados : IDEIES Fonte: MTE/RAIS Elaboração e Análise: IDEIES .4 0.p.0% a.# % 60 50 40 30 20 10 0 Var Acumulada 2004-2010 Var 2011¹ Variação média: 7.8 p.3 p.a. 8.1 2.2% a.6 9.8 52.p. 49. Variação média: 7.

% )*+ + " !" # - Fonte: MTE/RAIS Elaboração e Análise: IDEIES )*+ + " !" # - Fonte: MTE/RAIS Elaboração e Análise: IDEIES .

9% a.9 p. 23.a.p.Comparação da Variação Acumulada Brasil x ES 28 27 26 25 24 23 22 21 Var Acumulada 2004-2009 Variação média: 4.9 3.a. Brasil ES Fonte: MTE/RAIS Elaboração e Análise: IDEIES .2% a.0 Variação média: 4. 26.

05 bilhões Saldo: 4.86 bilhão para os municípios Totalizando 3.75 bilhões O Espírito Santo pagou de impostos federais em 2009: 8." O governo federal destinou ao nosso estado em 2009: 1.30 bilhões O Espírito Santo é um pagador de impostos federais! Fonte: Portal da Transparência – Controladoria-Geral da União – CGU / Receita Federal Elaboração: IDEIES .89 bilhão para o governo estadual 1.

51 bilhões de impostos A previsão é de que até 31/dez o dispêndio seja de R$ 8.O brasileiro pagou de 01/jan/10 até hoje (09/dez/10): R$ 1.02 bilhões Fonte: IBPT / Associação Comercial de SP Elaboração: IDEIES .16 trilhão de impostos A previsão é de que até 31/dez o dispêndio seja de R$ 1.25 trilhão O capixaba pagou de 01/jan/10 até hoje (09/dez/10): R$ 7.

Mapa Estratégico da Indústria Capixaba 2008 – 2015 .

0 10.8 36.3 22.$ % # Competitividade Empresarial Exportação de Produtos e Serviços Responsabilidade Social e Ambiental Segmento Âncora Expansão da Base Industrial Liderança Empresarial Educação e Saúde Gestão Pública Eficiente Financiamento Ambiente Institucional e Regulatório Infraestrutura e Logística Capital Humano 0.1 4.0 & 16.8 25.0 21.5 16.0 6.0 20.9 30.0 18.0 40.5 24.0 Fonte e Elaboração: IDEIES .0 30.0 23.

$ % # & ações em 12 temas ações concluídas ações não iniciadas ações em andamento da meta concluída até 2010 Fonte: IDEIES .

Acompanhamento Legislativo 2004 – 2010 .

$ ' (# ) proposições acompanhados pela Findes posicionamentos da Findes sobre proposições acompanhadas finalizações favoráveis. representando da Findes Edições da Agenda Legislativa Em 2011: Implantação da Agenda Legislativa Virtual Fonte: IDEIES dos posicionamentos .

$ # * + . .0 Propostas da Indústria Capixaba Ações propostas dentro de 17 prioridades Realizado: 103 (58%) Em andamento: 48 (27%) Não realizado: 25 (14%) Paralisado: 2 (1%) Fonte: IDEIES .. . +. / . .

0 Ações propostas dentro das seguintes prioridades: • Desenvolvimento sustentável • Infraestrutura • Interiorização do desenvolvimento • Relações do trabalho e sindicais • Gestão Pública eficiente Fonte: IDEIES .0 +. 0 .$ # " ) Propostas da Indústria Capixaba . . 1 .

Capacitação Profissional .Educação 3º .Gestão Pública 2º .Saúde/Saneamento 4º . quais são as ações prioritárias que o governador eleito Renato Casagrande deverá adotar nos primeiros meses de governo? 1º .Pesquisa de Lucas Izoton no facebook: Na sua opinião.Mobilidade Urbana 6º .Segurança 5º .

2014 .Investimentos 2011 – 2014 Migração Populacional ES 2000 – 2010 Demanda de cursos 2011 .

0 milhões .0 bilhões . VILA VELHA E VIANA Investimento previsto: R$ 19. CARIACICA.Pólo mínero-siderúrgico [Ferrous] (produção estimada de 7 milhões t pelotas/ano.0 bilhões .Produção de biodiesel CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM Investimento previsto: R$ 1.Construção de um Terminal de Gás Natural Liquefeito [GNL] pela Petrobras SERRA. 3.0 bilhões (primeira etapa) .CSU [Companhia Siderúrgica de Ubu] (produção estimada de 5 milhões de ton/ano) . ANCHIETA Investimento previsto: R$ 14.5 mi t/ano) .3 bilhões .Laminadores de tiras a frio [ArcelorMittal] .Unidade de Tratamento de Gás Sul Capixaba [UTGS] (inaugurado em out/10) .Fabricação e montagem de veículos automotores .Terminal Aquaviário [Transpetro] .Ampliação da produção de polpa de fruta e sucos ARACRUZ Investimento previsto: R$ 4.Estaleiro [Jurong] (Investimento de US$ 294 milhões) .PCH [Pequenas Centrais Hidrelétricas] (produção prevista de 19 MW) .0 bilhão .7 bilhões .Polo sucroalcooleiro [usina de álcool] LINHARES Investimento previsto: R$ 12.Porto de Ubu .8ª usina da Vale (produção estimada de 7.2 ) ) SÃO MATEUS Investimento previsto: R$ 1.Agroindústria no processamento de polpa de frutas e de condimentos COLATINA Investimento previsto: R$ 950.Parque Tecnológico (Vitória) -Polo de Confecções (Centro Modas – Vila Velha) NOVA VENÉCIA Investimento previsto: R$ 480.Pólo Gás-Químico /Fábrica de fertilizantes [Petrobras] (investimento previsto de US$ 3 bilhões) .7 milhões t aços planos/ano.0 milhões .Petróleo e gás .Rochas Ornamentais .APL Vestuário .Gasene marítimo [Litoral Sul ao Litoral Norte] .Rochas Ornamentais [diversi_cação de mercado] PRESIDENTE KENNEDY Investimento previsto: R$ 6.8 bilhões .Construção do parque fabril da WEG Equipamentos Elétricos .4ª e 5ª usina de pelotização [Samarco] .Ampliação da Fibria (Ex Aracruz Celulose) . VITÓRIA.

0 . . . .. +.3 ! . .

B) 0 -( ) $ ? (.AD ) . G. " ' % 1&" % / & % "+$ " / & " & 0 < 0 ) >6 /0 8" ) )5 ' E ( / ? (. " 7 & "$ ( % (.> B.' ( ( / 4 $ &5 6 5+ 7 & "$ ( /0 8" ) " & 9$ " ' % 1&" 0 0 5? A) B8 ) > ( / /$ ( 5+ ) 0 ( % 0 &-1 2 " ( % &-1 / &" & ) $& 0 3-& % 4 $& (. &" % 1&" 0 0 (. " % (C ? 3 ) B. &" * ..$ /:. -.$ :. &" ) & .& 8 8 5) 8 58 BI ) ) 5) 8 A) . 5) 5D ? .( 5+ 3( $0@ & 7 & "$ ( 4 0 ) $ 3-& % A $0.& ( / ( / 5+ 2 ' ) > 5D 8 .$ ( / 5+ * > ? ) . -. " ) % 3% $& 4 $ &5 6 5+ 0 0 4 0 /0 8" ' % 1&" ) "+$ " ) $& 0 .(8 .. % $& * 0-& .8 ? F . 8 4.F H F ? (.& /0 8" ) " & 9$ " 2 " ( % &-1 * $ 8" 0 0 ) 4 .( > ( / ) 1:. -.> @58 ) ! " # $ % $& ' ( ) $ ( % ) "+$ " .$ 0 2 A8 D ) .3 8 8 B) 3 ( / 3 % $& 7 0 5+ 3( $0@ & 7 & "$ ( 4 0 ) $ 3-& % A $0. &" 0 . 8 >) ) ( / 2 $ 8 % 0 0 * 1 &" 2A 4 ? (.$ 0 ) " & 9$ " /0 8" .> > . % $& < & = $& /$ ( ) 6 5+ .( /$ ( ) $ 5+ / & &B"$ " 3-& % A $0. 4 ) 1:. -.

Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo Gestão 2004 – 2010 / Previsões 2011 .

$ 2004 Sede Diretorias regionais " 2010 Sede 5 Diretorias regionais 3 Núcleos regionais .

% de Investimentos/receitas do Sistema Findes * 6 Fonte: Sistema Findes Elaboração: IDEIES .

4 ! Fonte: CAS Elaboração: IDEIES 5 @% 0 3 " 0 .

.5$ Congregar social e profissionalmente toda a classe industrial com os demais segmentos empresariais.

5$ ' 6 . .

.5$ ' 6 .

unidade Civit: reativada em 2008. . Aracruz.7 5 + Integração iniciou em 2008.unidades Anchieta. São Mateus e Venda Nova do Imigrante foram inauguradas nos últimos três anos. unidades não integradas do Sesi unidade não integrada do Senai . Atualmente são unidades integradas Sesi/Senai. sendo que: .

030 62.000 55.000 45.000 25.000 35.401.185. Esporte.763 Previsão 2011 De 2004 a 2010 Cultura.000 15.000 2004 2010 51.525 28. Lazer e Responsabilidade Social: 3.451 atendimentos Saúde e Segurança do Trabalho:2.036 Fonte: Sesi-ES Elaboração: IDEIES .+ Educação Básica (ensino regular e EJA) e Educação para o Trabalho Matrículas 65.489 trabalhadores atendidos Quantidade de Funcionários: 1.

456 62.824 7.905.855.494 Quantidade de Funcionários: 488 .714.672 8 6 30.5 + Realizado 2004 8 +' 6 Realizado 2010 Previsto 2011 2.616 7.249 76.

900 Quantidade de Funcionários: 30 Quantidade de Consultores. Instrutores e Auditores: 85 .266 3.089 4.) ( 4 ( + Realizado 2004 Realizado 2010 Previsto 2011 9 1.

. a defesa de interesses.$ Apoiar a Findes no desenvolvimento de ações voltadas para o fortalecimento do associativismo. o aumento da competitividade e o desenvolvimento regional sustentável da indústria capixaba.

A Indústria do Turismo .

9 . ) .& # : % . 6 < < < = ? 8 > > # ' @ & ? > & > # > * ) >) > ) > > @ > && > ) > 8 ) ' > & * > ># > ? 8 ! .

.A + A A Rota Imperial recria a estrada concluída entre 1814 e 1816 pela Família Imperial.

consolidando a ocupação do território nos locais por onde passava. obedecendo os critérios do Programa Nacional de Regionalização do Turismo do MTUR Missão: “Promover o desenvolvimento integrado do turismo na Rota Imperial. a Coroa Portuguesa proibiu a abertura de estradas na capitania do Espírito Santo em direção a Minas Gerais.A História + A A Rota Imperial São Pedro D’Alcântara insere o Espírito Santo no âmbito da Estrada Real. durante o período de exploração do território nacional em busca de ouro. de forma sustentável. XIX. integrando os quatro Estado da Região Sudeste.” Visão: “Ter até 2011 a Rota Imperial estruturada e provocando o desenvolvimento sustentável dos municípios ao longo do seu traçado e área de abrangência. criando oportunidades à indústria capixaba e experiências inesquecíveis para os visitantes. Concluída em 1816. Somente com o declínio da exploração aurífera e com a chegada da Família Real (1808) ao país a rota foi oficialmente aberta (1814). para integrar o maior produto turístico da Região Sudeste – a Estrada Real. A Rota insere o ES no âmbito da Estrada Real. definiu o intercâmbio entre as cidades de Ouro Preto (MG) e Vitória (ES). reproduzindo caminhos abertos no início do séc.” . Para controlar o trânsito de mercadorias no Brasil.

&

# @

+ A

Espírito Santo: 14 municípios Cariacica, Castelo, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Ibatiba, Ibitirama, Irupí, Iúna, Muniz Freire, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Venda Nova do Imigrante, Viana e Vitória

Minas Gerais: 17 municípios Abre Campo, Acaiaca, Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Barra Longa, Jequeri, Luisburgo, Manhumirim, Mariana, Martim Soares, Matipó, Oratórios, Ouro Preto, Pedra Bonita, Ponte Nova, Santa Margarida, São João do Manhuaçu

A

+ A

A Rota Imperial possui 575 km, que ligam Vitória a Ouro Preto. O Sistema Findes é responsável pela gestão do Instituto Rota Imperial e atua em parceria com os governos estaduais do Espírito Santo e Minas Gerais, com o apoio do Ministério do Turismo, do Sebare e conjunto com outras entidades. Foi constituído para desenvolver o turismo e a economia dos 31 municípios. Gerencia todas as etapas do resgate histórico e o desenvolvimento turístico da Rota Imperial.

B

+ A

ROTEIRIZAÇÃO
Promove a integração e organização regional, fortalece a formatação de roteiros turísticos na região e promove a união entre as cidades integrantes, além de conferir identidades definidas e estruturadas ao destino para fins de planejamento, gestão, promoção e comercialização turística das localidades que formam o roteiro.

A partir da Roteirização terminada, será possível ter o diagnóstico das necessidades quanto à capacitação e demais atividades complementares para estruturação do produto. 1ª parte – levantamento campo dos atrativos, equipamentos e serviços ao longo da Rota Imperial – Realizada 2ª parte – reuniões nos 14 municípios do ES para sensibilização – realizada 3ª parte – elaboração de relatórios. Previsão de entrega – janeiro de 2011. Roteirização do ES – R$ 100.000,00 Roteirização em MG – R$ 330.000,00

000.000. Projeto executivo – R$100.00 convênio assinado com a Setur dia 06/12/10 .Demarcação do Eixo Principal: 672 marcos de identificação da Rota Imperial.00 – Convênio com o Sesi Implantação da sinalização e de marcação no ES – R$650.Sinalização Rodoviária: 119 placas de sinalização rodoviária nas vias de acesso aos municípios da Rota Imperial 2 .B + A • SINALIZAÇÃO: 1 .

+$ ! + A .

4 6 ! A )? + A .

.0 . • Formatação de roteiros • Projetos de estruturação da Rota • Projetos de sensibilização das comunidades . • Capacitação. 0+ A • Divulgação. • Implantação da Sinalização e Demarcação.

A Findes está iniciando o apoio à agroindústria .

Uniaves (Castelo) Capacidade: 80.Grupo Wow/De Martin (São Mateus) • Agroindústria dos Derivados do Coco – Du Coco (Linhares) • Agroindústria de Aves .Sucos Mais/Coca-cola – (Linhares) 120 milhões de Litros/ano • Agroindústria de Polpa de fruta .000 aves por turno /dia .Trop Frutas (Linhares) 25 mil toneladas de poupa/ano • Agroindústria de Agua de Coco .2A 5$C 9 A D Criação e ampliação da Agroindústria Capixaba nos últimos anos • Agroindústria de Sucos .Pepsico (São Mateus) • Agroindústria de Agua de Coco .

2A 5$C 9 A D Criação e ampliação da Agroindústria Capixaba nos últimos anos • Agroindústria de Aves .000 aves por turno /dia • Agroindústria de Leite em pó .Novábra .Protenorte Capacidade: 80.Selita (Cachoeiro de Itapemirim) Capacidade: 200.000 litros de leite / dia • Agroindústria de Leite em pó .000 litros de leite/ dia Em Instalação Agroindústria de Biodiesel a partir do Pinhão manso .Damare (Montanha) Capacidade: 140.

investir e trabalhar” Lucas Izoton .“Cada vez mais acredito e trabalho para que o Espírito Santo seja um local ainda melhor para se viver. visitar.

0 F . 6 < < & .E9 9 5: E ( A2 $ F E " ( G5 9 ( H9 .. 7 III< 8 & J < 7 ' I P <' K 7 LF < & 7 # 8 < ' K M0 1 O / N N O 1 . 0 6 3 " .

Related Interests