IF/UFRJ o 1 Semestre de 2012

Introdução às Ciências Físicas Gabarito da AD2 de ICF2

Gabarito da AD2 de 2012-1 Questão1 ( 3 pontos)

A

B

Figura-1

Um recipiente A contém um gás ideal X a uma pressão de 1,0×105Pa e a uma temperatura de 300K. O volume do recipiente A vale 10  . Ele está conectado através de uma válvula ao recipiente B que tem volume VB = 2VA e contém o gás ideal Y a uma pressão de 1,0×105Pa e a uma temperatura de 400K. Inicialmente os sistemas A e B estão isolados termicamente e a válvula está fechada. Coloca-se o sistema em banho térmico com temperatura de 500K. A seguir retira-se o isolamento térmico dos recipientes A e B e abre-se a válvula. Após algum tempo sistema atinge o equilíbrio térmico. O átomo grama do gás X vale 4g e o átomo grama do gás Y vale 20g. O Número de Avogrado é igual a No = 6,025x1023 moléculas/mol. O constante R dos gases ideias é

R = 8, 31J / (K.mol). A constante de Boltzman é k =

R . No

a) Utilize uma tabela periódica para identificar os gases X e Y. Calcule a massa destes átomos. O gás X é o Hélio(He) e o gás Y é o Neônio (Ne). 0,2

mHe = mNe =

atgHe 4g = ≅ 6, 6.10 −24 g No 6, 02.10 23 / mol

0,2 0,2

atgNe 20g ≅ ≅ 3, 3.10 −23 g 23 No 6, 02.10 / mol

b) Calcule o número de moles do gás nos recipientes A e B antes dele ser imerso no banho térmico.

pV RT pV (1, 0.10 5 Pa).(10.10 −3 m 3 ) nA = A A = = 0, 4 RTA (8, 31J / (K.mol).300K pV = nRT ⇒ n = nB = pBVB (1, 0.10 5 Pa).(2.10.10 −3 m 3 ) = = 0, 6. RTB (8, 31J / (K.mol).400K

0,4 0,4

c) Determine a pressão final do sistema.

nA+B = 1, 0mol,Vf = 30,Tf = 500K p f V f = nA+B RTf ⇒ p f = nA+B RTf 1, 0.(8, 31J / (K.mol)).500K = ≅ 1, 4.10 5 Pa. 0,4 −3 Vf 30.10

Coordenadora: Maria Antonieta T. de Almeida

1

3 atg R .k = ⇒ vqm = No No 2 vHe = v2 = vqmHe = vqmNe = 3RT ≅ 3.10 3 m / s atgHe 3RT ≅ 6. atgNe 2 vNe = Coordenadora: Maria Antonieta T. 7.500K = ≅ 0. 79. 6.500K = ≅ 0. 4.10 −3 0. A relação entre a temperatura absoluta de um gás ideal e a velocidade quadrática média é dada por: m v2 2 m= = 3kT ⇒ vqm = 2 v2 = 3kT m 3RT 3RT = atg atg No No 0.3 0.10 6 m / s = 1.10 3 m / s.10 nNe RTf 0. 6.3 Os valores anteriores mostram a pressão da mistura de gases quando ele atinge a temperatura de 500K é a soma das pressões parciais dos dois gases. Vf 30.10 5 m / s = 0.(8. Quais as pressões parciais dos gases X e Y após eles entrarem em equilíbrio térmico com o banho térmico? Vf = 30.10 5 Pa −3 Vf 30.(8.3 0. 31J / (K. 31J / (K.mol)). e) Quais as velocidades quadráticas médias dos átomos dos gases X e Y quando o sistema atinge o equilíbrio térmico com o banho térmico. de Almeida 2 .8Pa.Tf = 500K pHe = pNe = nHe RTf 0. 2.mol)).IF/UFRJ o 1 Semestre de 2012 Introdução às Ciências Físicas Gabarito da AD2 de ICF2 d) A pressão parcial ( p )de um gás ideal em uma mistura de gases é a pressão que o gás exerceria sozinho se ele ocupasse todo o volume do sistema tendo a mesma temperatura.

d) Relacione os comprimentos da Tabela 2 com a variação do comprimento da barra ΔL e com a incerteza experimental δΔL . Transfira os dados para a Tabela 3. Identifique as grandezas que aparecem nas fórmulas. Não esqueça de colocar as incertezas experimentais destas medidas Tabela 2 Material To δTo T1 δT1 0.4 (0. Você vai trabalhar apenas com o conjunto de dados experimentais de uma das barras.03 se arredondar errado. associada à variação de 0. Você pode escolher entre barra de alumínio ou de cobre.05 para cada valor) Perde 0. cujos valores dos coeficientes de dilatação lineares são tabelados. de Almeida 3 .03 se arredondar errado.5 b) Complete a Tabela 1 as medidas experimentais diretas dos comprimentos envolvidos.IF/UFRJ o 1 Semestre de 2012 Introdução às Ciências Físicas Gabarito da AD2 de ICF2 Dilatômetro antigo.1 (0. a) Escreva as fórmulas que permitem calcular o coeficiente de dilatação linear α da barra com a sua incerteza experimental δα .2 Coordenadora: Maria Antonieta T. O experimento 1 da aula 5 tem como finalidade determinar os coeficientes de dilatação linear do alumínio.05 para cada valor) Perde 0.0 pontos): Esta questão é individual e não tem gabarito. Questão 2 (3. do cobre e do aço. Tabela 1 Material Lo δ Lo d' δd ' D δD DE δ DE 0. Coloque os resultados das suas medidas com as suas incertezas a Tabela 1. e) Calcule a incerteza experimental temperatura e coloque na Tabela 3. c) Complete a Tabela 2 com as medidas experimentais diretas das temperaturas envolvidas. 0.

Procure os os coeficientes de dilatação linear do alumínio ou cobre ( αT e δαT ) em um Handbook e coloque na Tabela 4.1 (0. 0.2 (0.0(0.505 para cada valor tabelado). g) Compare os valores de α e δα que obtidos experimentalmente ( α E e δα E ) com aquele retirado do Handbook ( αT e δαT ). 0.5 para a incerteza experimental). perde 0.05 cada.IF/UFRJ o 1 Semestre de 2012 Introdução às Ciências Físicas Gabarito da AD2 de ICF2 Tabela 3 Material ΔL δΔL ΔT = Tf − To δΔT 0.1 barra que você utilizou nos seus Coordenadora: Maria Antonieta T.03 se arredondar errado f) Calcule com os dados da Tabela 3 o coeficiente de dilatação linear α E com a sua incerteza experime0tal δα E .Perde 0. Tabela 4 Material αE δα E αT δαT 1.2 se arredondar errado. de Almeida 4 . Coloque o seu resultado na Tabela 4. 0.5 para o coeficiente experimental.4 h) O que você pode dizer sobre a pureza da cálculos? 0.

05 para cada valor) Perde 0. Tabela 1 Material Lo δ Lo 0.2 para cada valor) Perde 0.4 (0. Questão 2 (3. d) Calcule a incerteza experimental associada à variação de temperatura e coloque na Tabela 3.3 (0. perde 0. c) Complete a Tabela 2 com as medidas experimentais diretas das temperaturas envolvidas e da variação do comprimento da barra.IF/UFRJ o 1 Semestre de 2012 Introdução às Ciências Físicas Gabarito da AD2 de ICF2 Dilatômetro novo. do cobre e do aço. Não esqueça de colocar as incertezas experimentais destas medidas.1 se arredondar errado.0 pontos): Esta questão é individual e não tem gabarito. cujos valores dos coeficientes de dilatação lineares são tabelados.5 b) Complete a Tabela 1 as medidas experimentais diretas dos comprimentos envolvidos.05 se arredondar errado Material ΔT = Tf − To δΔT Coordenadora: Maria Antonieta T.1 cada. Tabela 3 0. Você vai trabalhar apenas com o conjunto de dados experimentais de uma das barras. Identifique as grandezas que aparecem nas fórmulas. O experimento 1 da aula 5 tem como finalidade determinar os coeficientes de dilatação linear do alumínio. a) Escreva as fórmulas que permitem calcular o coeficiente de dilatação linear α da barra com a sua incerteza experimental δα . Coloque os resultados das suas medidas com as suas incertezas a Tabela 1. Tabela 2 Material To δTo T1 δT1 ΔL δΔL 0. de Almeida 5 .2 (0. 0. Você pode escolher entre barra de alumínio ou de cobre.03 se arredondar errado.

5 para a incerteza experimental).IF/UFRJ o 1 Semestre de 2012 Introdução às Ciências Físicas Gabarito da AD2 de ICF2 e) Calcule com os dados da Tabela 3 o coeficiente de dilatação linear α E com a sua incerteza experime0tal δα E .5 para o coeficiente experimental. 0.1 barra que você utilizou nos seus Coordenadora: Maria Antonieta T.2 se arredondar errado.1 (0. 0. Tabela 4 Material αE δα E αT δαT 1. f) Compare os valores de α e δα que obtidos experimentalmente ( α E e δα E ) com aquele retirado do Handbook ( αT e δαT ). 0. de Almeida 6 .0(0.Perde 0. Procure os os coeficientes de dilatação linear do alumínio ou cobre ( αT e δαT ) em um Handbook e coloque na Tabela 4. Coloque o seu resultado na Tabela 4.505 para cada valor tabelado).4 g) O que você pode dizer sobre a pureza da cálculos? 0.

Logo a sensação térmica das mãos são diferentes. 0 o . 093cal / (g oC) . Os dois tampos têm massas iguais. 0.T +m m1. condutividade térmica k que é submetida em suas extremidades às temperaturas constantes T1 e T2 (T2 > T1 ) é No vídeo “Demonstrações G1-Propagação do calor: condução” que está disponível na sala da disciplina e no CD-ROM que pode ser copiado no polo tem dois experimentos sobre condução de calor. 0.IF/UFRJ o 1 Semestre de 2012 Introdução às Ciências Físicas Gabarito da AD2 de ICF2 Questão 3: (2.T10.c1 + CB + m2 . A capacidade calorífica da água a capacidade calorífica do cobre é é ccobre = c2 = 0.c2 . o bécher o e e a cágua = c1 = 1. dQ k A(T2 − T1 ) = .c1 + CB ).8 (m1. o bécher e a água está isolado termicamente. CB = 45cal / o C Tf ≅ 20 o C.T2 = 0 ⇒ Tf = 0.c2 T1 = 12.T2 = 312 o . Como o sistema formado pelo bloco. Inicialmente a água e o Becker estão a uma temperatura de T1 = 12. Qual a temperatura final T f do sistema formado pelo cubo de cobre. 0 o .T1 + m2 . c2 = 0. Você coloca a mão direita sobre o tampo de vidro e a mão esquerda sobre o tampo de mármore. c1 = 1.(Tf − T2 ) = 0 ⇒ Tf (m1. O fluxo de calor é menor para o tampo de cortiça porque a sua condutividade térmica é menor do que a condutividade térmica do mármore.(Tf − T1 ) + m2 .0 pontos): Um cubo de cobre de massa m2 = 75g é colocado em um forno a uma temperatura T2 = 312 o até atingir o equilíbrio térmico. 0cal / ( g oC ). dt  Coordenadora: Maria Antonieta T. 0cal / (g C) água.c2 .c2 . 093cal / ( g oC ). As sensações térmicas das suas mãos são iguais? Justifique a sua resposta.6 b) A Lei de Condução do Calor diz que o fluxo de calor através de uma barra homogênea de seção reta A.c1 + CB + m2 . A sensação de frio ou calor está associada ao fluxo de calor.c1 + CB ).c2 ) = (m1.c1. a soma dos calores trocados entre as partes do sistema e o exterior é nula. comprimento  . de Almeida 7 . Logo temos que: m1. A capacidade térmica CB do bécher sozinho é de 45cal / oC.8 2 . Explique os dois experimentos utilizando os valores da Tabela 5 e a Lei da Condução de Calor em uma barra.4 Questão 4: (2 ponto) a) Você está em uma sala que tem um móvel com tampo de madeira e uma mesinha com um tampo de mármore. O cubo é então jogado em um bécher isolado contendo uma quantidade e água de massa m1 = 220g.(Tf − T1 ) + CB .

A ordem de queda das tachinhas só é diferente da ordem das condutividades no que se refere ao latão e ao zinco. 0.8 Experimento 2. Esta inversão experimental pode ter sido causada porque a composição da liga de latão do experimento pode ser diferente da liga da tabela . Como no estado estacionário.IF/UFRJ o 1 Semestre de 2012 Introdução às Ciências Físicas Gabarito da AD2 de ICF2 Tabela 5 Material Condutividade térmica k [W/(m.0.06-0. a temperatura de fusão a cera será atingida primeiro nas barras com condutividades térmicas maiores(assistam o vídeo denominado “Condução de calor-Regime Transiente” que está disponível na Sala da disciplina de ICF2 ) .No estado transiente as temperaturas da barra aumentam até atingir a temperatura do estado estacionário.Como as barras tem comprimentos iguais e áreas iguais.5 Experimento 1. Por isto.6 Coordenadora: Maria Antonieta T. as temperaturas são maiores nos pontos próximos da chama. a ordem de queda das tachinhas é da chama para a extremidade da barra. Por exemplo.23 . a temperatura de fusão da cera da vela será atingida mais rápido nestes pontos.K)] Prata 428 Zinco 116 Latão 71 (70%Cu.07 Mármore 2. 30% Zn) 110 Ferro 80 Cobre 401 Alumínio 235 Teflon 0. Logo a ordem de queda das tachinhas deve está relacionada à condutividade térmica das barras que está representada Tabela 5 (kprata>kcobre>kalumínio>kzinco>klatão>kferro>kteflon). o fluxo e calor será maior na barra de condutividade térmica maior. de Almeida 8 .47 Ar 0. um pequeno acréscimo de cobre no percentual da liga de latão pode tornar a condutividade da liga de latão maior do que a do zinco. 0. Por isto.026 Cortiça 0.