Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos

Relatório Técnico INPAME nº CM-IA 201/11

EMPRESA SOLICITANTE

PRÁTICA PRODUTOS
UNIDADE: Pouso Alegre - MG
Avaliação de um CILINDRO DE MASSA, modelo CS600, para garantia de operação segura, em atendimento às seguintes disposições regulamentadoras:
• • • • • • Normas Regulamentadoras do MTE (especialmente NR-12 e NR-10), Normas Técnicas Brasileiras aplicáveis (ABNT NBR), Normas Técnicas Internacionais das quais o Brasil é signatário (especialmente ISO e IEC), na ausência ou inaplicabilidade das Normas Técnicas Brasileiras (ABNT NBR) Normas Técnicas Internacionalmente aceitas (especialmente as normas da Comunidade Européia EN), na ausência ou inaplicabilidade das normas ABNT NBR e de normas internacionais oficiais Nota Técnica 94/2009, do MTE Padrões INPAME de Proteção ao Trabalho em máquinas.

VISITA TÉCNICA: 31 DE MARÇO E 01 DE ABRIL DE 2011.

INPAME - Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos - www.inpame.org.br e-mail: inpame@inpame.org.br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059

1

........................................................................................................................................................................................................... 6 4...................................................................................................... 8 4..............................................1..................................................................12 10) RESPONSABILIDADE TÉCNICA E LEGAL.......................... 3 2) REPRESENTANTES DAS PARTES ..................................................................................www.......................................................................................Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos ÍNDICE: FOLHA DE ROSTO .................................................12 8) VIAS ORIGINAIS DO PRESENTE RELATÓRIO.............................................................................................h) SISTEMA DE PARADA DE EMERGÊNCIA ..................................................................... 9 4......................................3) TERMOS E DEFINIÇÕES................................................................................................................................................................. 5 4...................................... 2 1) DADOS DA EMPRESA SOLICITANTE ........................1...12 9) ENCERRAMENTO...................................................................1............................................................................................................................................................................................1) AVALIAÇÃO DA MÁQUINA ........................................................................................................................1..................................................................................j) RELE DE SEGURANÇA ......... 10 5) OUTRAS MEDIDAS E PROVIDENCIAS NECESSÁRIAS.....................................................................................d) SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO ............................................................................org.............. 9 4...................e) ÁREAS DE AÇÃO DA FERRAMENTA ....1............................................................... 1 ÍNDICE ....................... 5 4....................l) CHAVE GERAL .................................................................. 6 4........................................................................ 10 4........................................................................................................c) DISPOSITIVO DE ACIONAMENTO ......3 3...................................11 6) COMENTÁRIOS E FINALIZAÇÕES.......................................................a) CARACTERISTICAS PRINCIPAIS DA MÁQUINA ........................................................1.............. 8 4........................................... 3 3) OBJETIVOS E METODOLOGIAS ...........................................1................................................................................................................................b) FACES DA MÁQUINA .........................................................................................................................................................................................................1...........1..............................inpame.. 8 4......................................... 9 4.....................................................................................br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 2 ....................1) RESUMO BÁSICO.........................................................................................1............................3 3..................................................................................................................................................................................... 5 4........12 7) VIAS ORIGINAIS DO PRESENTE RELATÓRIO............................................................................................................................................f) PARTES DA MÁQUINA COM MOVIMENTO OU QUE GERAM TRANSMISSÃO DE MOVIMENTO ...................br e-mail: inpame@inpame....1...................................i) REARME MANUAL .................................................................................1............................................................................................................................................................g) MANÍPULA ..................................................................2) AVALIAÇÃO.......................................................................................................................org.................................................................................................... 5 4......................................................................................k) BLOQUEIO ELÉTRICO DAS ÁREAS DE RISCO ....................................m) COMPLEMENTO ...................................................................................................................................................... 3 3............................................................................1............................................................................................................... 5 4..................4 4) CONTEÚDO – MÁQUINA AVALIADA ......12 INPAME ..........Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos .......................................................................................................................................................

Pouso Alegre. em atendimento às exigências regulamentadoras descritas na folha de rosto 3 ) OBJETIVOS E METODOLOGIA 3. grafadas em vermelho.org.br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 3 . atuação. c-) Verificação dos sistemas de acionamento e de alimentação para verificação da sua condição segura e do atendimento da Legislação Federal e das Normas Técnicas Brasileiras d-) Verificação das proteções mecânicas e dos anteparos Mecânicos no entorno da máquina.Diretor Industrial O Presente Relatório Técnico de Avaliação de Conformidade tem como objetivo a avaliação de conformidade de um CILINDRO DE MASSA. MG CNPJ: 65. Membro da Comissão de Prensas (CB-04) ABNT. b-) Verificação do funcionamento das proteções de ação à distância.2) Avaliação a-) Verificação dos EPC utilizados. • Indicação das eventuais conformidades. • Complementos e finalizações. relacionada à instalação.Luis Roberto Miranda . e monitoramento adequado. fotografias e legendas. . Ipiranga. Professor UNIP.Engº Josebel Rubin Auditor / Consultor INPAME – Especialista em Proteção ao trabalho em Máquinas de conformação mecânica. i-) Medidas propostas. em cumprimento às disposições requeridas pela NR-12 (Norma Regulamentadora Número 12 – Máquinas e Equipamentos) e pelas Normas Brasileiras ABNT NBR NM 272 / ABNT NBR NM ISO 13852 / ABNT NBR NM ISO 13854 e-) Verificação do cumprimento das Normas Regulamentadoras do Mte e das Normas Técnicas aplicáveis. • Relatórios Técnicos.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos . se aplicáveis. g-) Elaboração do Relatório Técnico. com acompanhamento para os recursos de monitoramento elétrico. • Indicação das eventuais não conformidades.134.1) Resumo Básico O Relatório Técnico de Avaliação de Conformidade é composto basicamente pelas seguintes informações: • Descrição técnica resumida da máquina em tela.org.Engº Gerson Saccardo Representantes da PRÁTICA: . modelo CS600.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos 1-) EMPRESA SOLICITANTE Nome: PRÁTICA PRODUTOS S/A Endereço: Rodovia BR 459. Membro da Comissão de Máquinas da Indústria Alimentícia (CB-04) ABNT.www.140/0001-06 2-) REPRESENTANTES Representantes do INPAME . para indústria de PANIFICAÇÃO. 3.Coordenador de produção . desenvolvidos segundo Check List padrão INPAME. Membro da Comissão de Comandos Hidráulicos e Pneumáticos (CB-04) ABNT.Engenheiro de Aplicação de Automação Industrial / Conselheiro Técnico ANPRAME. Conselheiro Técnico INPAME / Auditor / Consultor INPAME . grafadas em verde.br e-mail: inpame@inpame. DOCES E AFINS. f-) Verificação do cumprimento das disposições regulamentadoras em Máquinas definidas em convenções coletivas. KM 101. soluções e comentários INPAME . e em convenções internacionais. Engenheiro Mecânico e de Segurança do Trabalho. h-) Folderes.inpame. se aplicáveis. inclusive com ensaios.Arnaldo José Mendes . acompanhadas das soluções para seu saneamento. se existentes.

Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos .botão de emergência na cor vermelha. o destravamento do botão de emergência não pode habilitar o acionamento da máquina sem que seja acionado o botão de rearme. válvulas de segurança e outros). intertravamentos. Para a aplicação da exceção prevista pela NR 12. INPAME . . conforme definição aplicada abaixo: a) Face frontal (FF): face onde o operador atua e onde. da palavra emergência. mas as demais etapas de uso (manutenção ajuste e etc. em geral. rearmes.requer rearme manual (reset). botões de emergência. c) Face lateral esquerda (FLE): é a face lateral situada na posição à esquerda para quem esta posicionado em frente a face frontal. .org. quando atender simultaneamente as seguintes condições: . isto é. b) Atuação adequada: Botão de emergência apresenta atuação adequada. passível de avaliação e de acolhimento ou não. A condição de proteção mecânica fixa é somente exigível no ciclo de operação.garante a pronta parada da máquina. mas que requer recurso de intertravamento de segurança. devem ser monitorados por uma Interface de segurança. cortinas de luz. as condições: . impedindo o alcance da área de risco. conforme IEC 61496 e ABNT NBR NM ISO 14153.base de identificação em cor amarela / grafia em letra preta e em língua portuguesa.unidade de processo para atuadores à distância: Todos os atuadores à distância (botões de acionamento. que pode ser de uma das três modalidades: relê de segurança. com pronta parada de todos os movimentos da máquina monitorada.condições exigíveis para botão de emergência (com princípios igualmente aplicáveis para outras modalidades de parada de emergência): a) Sinalização adequada: Botão de emergência estará adequadamente sinalizado quando atender. b) Face traseira (FT): face oposta à face frontal. não podendo ser parafusos do tipo borboleta. como recomendação facilitadora da identificação.proteção mecânica móvel: É aquela que permite movimentação durante o ciclo normal de operação. argolas ou de qualquer outra modalidade que permita a sua remoção com as mãos. conforme modalidade da máquina e modo de operação e conforme natureza dos riscos (*) (*) Há situações específicas que requerem o uso simultâneo do intertravamento e do bloqueio . requerendo para o início de operação o seu destravamento). d) Face lateral direita (FLD): é a face lateral situada na posição à direita para quem esta posicionado em frente a face frontal. para as etapas de manutenção.inpame.faces da máquina: Convenção INPAME define as faces da unidade avaliada como face frontal / face traseira / face lateral esquerda / face lateral direita.) requerem a parada completa dos movimentos para remoção da proteção. . .www. simultaneamente. sob condição de risco.br e-mail: inpame@inpame. indicadas em amarelo.Proteção mecânica fixa: É aquela fixada por parafusos os quais só podem ser retirados com ferramentas. é necessária justificativa documentada. que pode ser acionado sem dificuldades com a palma da mão. ou dispositivo de bloqueio.proteção óptico-eletrônica (AOPD): Dispositivo que permite o acesso à área de risco.org. conforme ABNT NBR NM 273. . .cabos de emergência devem obedecer a mesma condição de sinalização de cores: cabo indicado na cor vermelha com as peças de fixação das suas extremidades. . tipo trava-cogumelo. CLP de segurança ou CCS de Segurança (controlador configurável de segurança). está situado o painel de comando. unidade de processo adequada.é do tipo trava / cogumelo (aperta-afunda. conforme ABNT NBR NM 272.3) Termos e Definições .Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos 3. pelo agente público de segurança e saúde do trabalhador. . porém garante a pronta parada da máquina quando o feixe óptico-eletrônico é interrompido.br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 4 .

1. localizado na FF.Botão desliga.inpame. .c) SISTEMA DE ACIONAMENTO Acionamento do cilindro é realizado por sistema liga-desliga (verde – liga / vermelho – desliga).a) CARACTERISTICAS PRINCIPAIS DA MÁQUINA Equipamento: CILINDRO DE MASSA Comprimento do rolo: Fabricante: Modelo 600 mm PRÁTICA CS600 Ano de fabricação: 30/03/2001 4.org. impede qualquer reativação da ferramenta e do motor CONFORMIDADE INPAME .br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 5 .Circuito elétrico impede início / reinício do ciclo (ligar / religar) .br e-mail: inpame@inpame.b) FACES DA MÁQUINA Face Frontal (FF) Face Traseira (FT) Face Lateral Direita (FLD) Face Lateral Esquerda (FLE) 4.1.www.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos . ante qualquer parada provocada (emergência / intertravamento).1.org.Botão liga.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos 4-) CONTEÚDO – MÁQUINA AVALIADA 4. somente é reativado com a habilitação mecânica do botão de emergência ( destravamento) e com o acionamento do rearme manual . vértice com a FLE .

br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 6 .Não há possibilidade de acesso aos rolos.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos 4.1.org.inpame.www.e) AREA DE AÇÃO DA FERRAMENTA (ROLOS) FF Detecção de risco: .br e-mail: inpame@inpame.d) SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO Realizado manualmente pela FF: .Operador joga a massa no anteparo e retira pela parte inferior dos cilindros. pela sua parte superior. Detecção de risco: Não há riscos (ver área de ação da ferramenta) CONFORMIDADE 4. INPAME .org.1.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos .

inpame.Rolo livre.Proteção mecânica fixa é intertravada tal que.br e-mail: inpame@inpame.br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 7 . FLE e FLD Detecção de risco: acessos blindados (proteção mecânica fixa). gira no sentido de expulsão. no ciclo de operação.org.O movimento dos rolos que pode ser alcançado pelas mãos. não exerce tracionamento / compressão e não enseja riscos . sua abertura garante a parada dos rolos). sem possibilidade de acidente. . CONFORMIDADE FT.org.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos .www. CONFORMIDADE INPAME .Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos . impedindo qualquer possibilidade de risco.

e cada botoeira com um conjunto de dois contatos NF ( normalmente fechados ) .1. no item 4. situados na FF .Sinalização adequada . conforme Foto FF.br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 8 . .Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos 4. em seus vértices com FLE e FLD.1.Monitorados por um relé de segurança categoria 4.Não há possibilidade de acesso. certificado. CONFORMIDADE 4.www.1. CONFORMIDADE 4. que garante a regulagem do distanciamento dos rolos (ação operacional e controlado diretamente pelo operador).Manípula realiza ação de alívio.br e-mail: inpame@inpame. impedida pela blindagem (que funciona como proteção mecânica fixa). conforme ABNT NBR 13759.1.inpame. a nenhuma parte com transmissão de movimento fora da área de açãoda ferramenta.g) MANÍPULA .f) PARTES COM MOVIMENTO OU QUE GERAM TRANSMISSÃO DE MOVIMENTO .b . CONFORMIDADE Recomendação importante: • Grafar na base amarela.h) SISTEMA DE PARADA DE EMERGÊNCIA . constitui medida de segurança requerida para ferramentas rotativas. INPAME .org.Travamento mecânico adequado .A máquina apresenta dois botões de emergência de fácil acesso.Ao mesmo tempo que atua com recurso de alivio entre os rolos.org. em letra preta. somente a palavra emergência.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos .

vértice com a FT).k) BLOQUEIO INTERTRAVAMENTO ELÉTRICO DAS ÁREAS DE RISCOS / O acesso as áreas de riscos.Configuração eletrônica adequada . confirmaram a eficácia do rearme manual . o comando elétrico somente permite a partida do motor e funcionamento do cilindro CS600. conforme ABNT NBR NM ISO 14153. que atende a normas técnica brasileira (ABNT NBR 13759).org.1. Quando do fechamento das grades.categoria 4 4. pelos botões de emergência e pelo intertravamento.inpame. após o operador pressionar o botão de “rearme” e posteriormente o botão “partida”. .Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos . .1. CONFORMIDADE INPAME .br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 9 . efetua o bloqueio direto no movimento do motor através da redundância entre duas contatoras “C1” e “C2” ligadas em série no circuito de alimentação do motor único ou principal.O comando elétrico do cilindro CS600.Conjugado com o botão de emergência. .Função adequada (impossível iniciar / reiniciar o ciclo.i) REARME MANUAL . .www.org.j) RELÉ DE SEGURANÇA MONITORADO .Verificação da configuração eletrônica confirmou atendimento da IEC61508 CONFORMIDADE 4. CONFORMIDADE 4.Ensaios de parada . sem a ativação do rearme manual).br e-mail: inpame@inpame.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos . é monitorado por grade de proteção que possui um bloqueio intertravado através de chaves de segurança.1.O modelo de interligação do relé encontrado no circuito atual. possui um relé de segurança categoria 4 para toda linha de emergência.Posição adequada (localizado na FLD.

Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos Chaves de segurança das grades localizadas internamente .org. atendendo a norma NR-10.Placas de advertências e recomendações. devem ser definidos procedimentos de segurança para o acesso à área eletricamente energizada. e sobre riscos no acesso à área energizada • Orientar os usuários / adquirentes para a necessidade / obrigação de capacitar profissionais que. neste caso. de forma documentada.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos .org.br e-mail: inpame@inpame. qualificados.por profissionais autorizados. bem como cabo de alimentação com aterramento.1. CONFORMIDADE 4.Cilindro CS600 possui chave elétrica geral com trava (cadeado). e para o impedimento ao acesso de profissionais nãoautorizados 4.1.l) CHAVE GERAL RECOMENDAÇÃO INPAME • Instituir procedimentos de segurança que devem ser transmitidos para todos os usuários /adquirentes.Possui chave geral que garante o bloqueio elétrico quando da manutenção ou nas situações de bloqueio temporário.br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 10 . autorizados) • Especialmente. instaladas na máquina INPAME .www.inpame. devem garantir o atendimento da NR-10 (profissionais capacitados.l) COMPLEMENTO . sob as formas adequadas de utilização da chave e do travamento mecânico.

É da responsabilidade direta do fabricante PRÁTICA o atendimento dos itens 5.9 São partes integrantes do presente Relatório. os documentos de especificação e as certificações (quando cabíveis) dos diagramas elétricos.5 Procedimento de segurança específico: implantar procedimento de segurança específico para as situações de parada de máquina. Em consonância com a ABNT NBR 14009.inpame. que devem ser encaminhados pelo seu fabricante e pelo seu instalador.4 Procedimento de segurança específico: adotar procedimento de segurança escrito. 5.Cabe à fabricante PRÁTICA indicar ao usuário. 5. por decorrência de avaliação INPAME ou do fabricante ou da avaliação conjunta entre o INPAME e o fabricante. das interfaces de segurança e dos sensores de segurança.1 SINALIZAÇÃO E FICHAS DE PROCEDIMENTO DE SEGURANÇA: devem ser desenvolvidas e implantadas fichas atualizadas de procedimentos de segurança. salvo quando feitos pelo fabricante ou por profissionais ou instituições credenciados pelo fabricante.6 Implantar e atualizar programas de capacitação dos profissionais. 5. de forma documentada. nos itens 5.10. invalidar o presente relatório técnico do fabricante ou parte dele. comprometida com a segurança do trabalho e especialmente com as paradas de máquina programadas (troca de ferramentas / manutenção / ajustes) e não programadas 5.3 Procedimentos gerais de segurança: implantar procedimentos de segurança para todas as etapas de utilização da máquina que envolvam riscos (decorrentes de análise de risco prévia). ajustadores. que comprometa todos os trabalhadores e gestores focados nos riscos (graves e não graves) existentes no sistema de alimentação manual da máquina em tela. .9 e 5.2 Implantar ou atualizar Programa de manutenção preventiva / preditiva.8 Para a hipótese em que seja modificada a configuração eletrônica da máquina ou a sua estrutura de funcionamento.8 e 5. ajustadores. preparadores de máquina.10.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos 5-) OUTRAS MEDIDAS PROPOSTAS E PROVIDÊNCIAS NECESSÁRIAS . 5.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos . sempre disponíveis à CIPA e aos Profissionais do SESMT e devem atender as exigências da Norma Regulamentadora nº 01 – NR-01. a PRÁTICA) todos em língua portuguesa. mantenedores e membros da CIPA. escritos e acessíveis aos operadores. a necessidade da adoção das medidas proclamadas abaixo. que estabelece a exigência de Ordens de Serviço. sob a responsabilidade do fabricante da máquina em tela.br e-mail: inpame@inpame.org. operacional. Tal hipótese deve ser comunicada ao fabricante e ao INPAME. podendo em função das avaliações. de manutenção da máquina comprometida com a segurança.org. Todas as fichas devem estar instaladas em locais visíveis e acessíveis. Tais documentos devem ser apensados ao presente relatório.www. por catálogo. é necessário o recolhimento da ART ou das ART (Retrofiting eletrônico e/ou mecânico). de uso adequado de EPC e de EPI.1 a 5. 5. INPAME . preparadores de máquina. em atendimento à Norma Regulamentadora nº 01 (NR-01) Disposições Gerais.7 Especificamente. de troca de ferramenta e para todas as demais etapas vinculadas à utilização da máquina. 5. operadores e gestores. quando utilizados interfaces de segurança (como é o caso). Seção 5 – determinação dos limites da máquina 5. que devem ser encaminhadas pelo Instalador. para garantia de operação segura em todas as etapas de uso da máquina. escritos e acessíveis aos operadores. manual de instrução ou por outro documento compatível.br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 11 . ao fabricante da máquina (para o caso. estes não podem sofrer nenhuma intervenção invasiva. 5. mantenedores e membros da CIPA.

frequentemente a manutenção mas que. se necessárias. Para exemplo. Auditores INPAME . respeitada a reserva do conhecimento do texto para as partes contratantes. c-) posição neutra em chave comutadora 5. b-) posição do botão de rearme que permita a visualização da presença de pessoas em áreas de risco. dentre outras). 7). com a garantia de que nenhuma informação será passada a terceiros. sob a responsabilidade das partes. 6-2) O presente Relatório técnico de Avaliação de Conformidade. tal como definida pela ABNT. _____________________ Eng Josebel Rubin INPAME . as condições ergonômicas requeridas pela NR-17 devem ser atendidas nas relações de trabalho da presente modelo de máquinas. tendo em vista a existência de não conformidades no corpo do presente relatório. e bem assim suas eventuais atualizações. A outra via deve ser encaminhada para a empresa PRÁTICA. na forma requerida pela NR-12 Exemplos: a-) travamento de botões de emergência.inpame. impresso 12 (doze) folhas de um só lado todas com timbre do INPAME. requerente do presente documento. OBS2: recomendamos utilizar o Padrão INPAME de capacitação de profissionais para operação segura e para a gestão de segurança. Impede o acionamento por pessoas não capacitadas. vale até 09 de maio de 2013. modelo CS 600 . 09 de maio de 2011. não habilitadas e não autorizadas. 10-) RESPONSABILIDADE TÉCNICA E LEGAL . nada impedindo que sejam produzidas cópias. classificamos o CILINDRO DE MASSA. Foi respeitada a hierarquia de normas.br / (11) 3765-2155 (11) 3719-1059 12 . Uma das vias é de posse exclusiva do INPAME. sob sigilo. Não vale como Declaração de conformidade.org. deve contemplar também o operador. 9-) ENCERRAMENTO O presente RELATÓRIO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO E CONFORMIDADE. se aplicáveis.10 Bloqueio do movimento da ferramenta: Garante a parada da ferramenta e impede o uso inadequado da 6-) COMENTÁRIOS E FINALIZAÇÕES 6-1) Todas os requisitos das demais Normas Regulamentadoras do MTE são compulsórios.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos . sendo esta última datada e assinada.CATEGORIA DE RISCO DO EQUIPAMENTO Efetuando a análise de risco do equipamento com base na ABNT NBR NM ISO 14153 e na ISO 13849.Documento emitido sob a responsabilidade legal do INPAME. na categoria de risco 3 (critério ABNT) ou PLc (critério ISO).org.www. OBS1: recomendamos utilizar o Padrão INPAME de definição e de implantação de procedimentos de segurança. através do seu Presidente. 8-) VIAS ORIGINAIS DO PRESENTE RELATÓRIO O presente Relatório somente pode dispor de duas vias originais. com a chave na posse exclusiva de setor capacitado e autorizado. que assina: São Paulo.Relatório elaborado e formatado por Engº Josebel Rubin e Eng Gerson Candido Saccardo.br e-mail: inpame@inpame. ficando o INPAME à disposição para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessário. neste caso.Instituto Nacional de Prevenção aos Acidentes em Máquinas e Equipamentos máquina.