EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL DA COMARCA DE CUIABÁ ESTADO DE MATO GROSSO

ROBERTO BELO DA BOA SORTE, brasileiro, casado, administrador, portador do CPF 001.002.321-55, RG 0892780 – SSP/MT, domiciliado e residente na Rua Pequim, nº. 33, 12º andar, bairro Jardim das Américas, Cuiabá – MT, CEP. 78123 000, por seu advogado que esta subscreve(instrumento de mandato anexo) vem, respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, com fulcro no artigo 41 do Código de Processo Penal, propor QUEIXA CRIME

Contra, PEDRO MALA BOCUDO, brasileiro, solteiro, paisagista, portador do CPF 701.802.921-05, RG 08862740 – SSP/MT, domiciliado e residente na Rua Pequim, nº. 33, 26º andar, bairro Jardim das Américas, Cuiabá – MT, CEP. 78123 000, pelos fatos a seguir aduzidos:

Genilson Nunes de Oliveria Unic – Cuiabá – MT - Brasil

cujos testemunhos são desde já requeridos. a vida privada. ás 20hs no salão de festas do citado prédio. MORAIS e demais dotes da pessoa humana. e além de ladrão é bicha” O querelado sempre se mostrou desrespeitoso e impertinente. 5º da Constituição Federal preconiza expressamente: são invioláveis a intimidade. 138 – Excessão da verdade. e no dia 13 de março de 2012. juntamente com a Srª JULIANA VENTOS. Como se vê. devendo ser intimadas segundo o rol posto ao final. 140 – Injuriar alguém. Genilson Nunes de Oliveria Unic – Cuiabá – MT . Do relato circunstanciado dos fatos. cometeu ato ilícito penal contra a dignidade. o Roberto. escutem o que eu tenho a dizer. perturbando o bom andamento dos trabalhos e insistindo em valer-se de palavras chulas e ofensivas com o intuito de macular tanto o estabelecimento residencial quanto a integridade moral da Querelante e de outros funcionários do local que ali estavam.Brasil . e o secretariava na respectiva assembleia de condôminos. moral e a honra do Querelante. presidia a reunião de Condomínio. ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro: “Calunia” Art. II – Do Direito A honra é um bem considerado constitucionalmente inviolável. uma vez que ofendeu-lhe sua dignidade e decoro. intelectuais. O inciso “X” do art. moradora do mesmo prédio no 14º andar. conforme visto alhures: “Injúria” Art. o sindico. acontece que no meio da reunião o QUERELADO levantou-se abruptamente e disse em tom de voz alta “meus amigos do prédio. a honra e a imagem das pessoas. a honra subjetiva é o sentimento de cada um a respeito de seus atributos físicos. É aquilo que cada um pensa a respeito de si mesmo em relação a tais atributos.I – Dos Fatos O Querelante é Sindico do Prédio Residencial no endereço acima citado na qualificação. assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação. e da forma como agiu o Querelado. é ladrão.

ouvindo-se as testemunhas abaixo arroladas. da Lei n.099/95. a fim de que. caput.III – Do Pedido Isto posto. sendo o requerido condenado ao final. Cuiabá/MT. inclusive na sucumbência em função dos honorários advocatícios. 138. Neste Termos. 22 de Agosto de 2012 Genilson Nunes de Oliveira OAB/MT Rol de Testemunhas:    João Marcelo de Lara Moacir Riber Luiz Inacio Genilson Nunes de Oliveria Unic – Cuiabá – MT . recebida e autuada esta.Brasil . seja citado. espera deferimento. do Código Penal.§3 e 140. processado na forma do Arts. requer a Vossa Excelência o recebimento e processamento da presente queixa-crime contra o Querelado por incurso no art. 9.