O Pé Diabético

O termo pé diabético é como se chamam as alterações que ocorrem nos pés em decorrência de complicações do diabetes após muitos anos de doença ou do mau controle do mesmo. Essas complicações são: deficiência da circulação, diminuição da sensibilidade protetora (neuropatia periférica) e alterações biomecânicas dos pés (deformidades com alterações nos pontos de pressão). A pessoa que apresenta estas complicações é mais suscetível a desenvolver problemas como ulcerações, infecções e, eventualmente, amputações. A perda da sensibilidade dolorosa protetora que alguns pacientes apresentam pode fazê-los não valorizar lesões existentes ou em risco de desenvolvimento. Assim, sem reconhecer o problema em uma fase inicial, muitas vezes de fácil tratamento, um simples ferimento pode evoluir para uma situação de maior gravidade. Prevenção e reconhecimento precoce devem ser prioridade de todos. Lembre que controlar adequadamente o diabetes é a melhor forma de prevenir estas complicações.

Como prevenir problemas nos pés:
• • • • • • Manter um bom controle do diabetes Seguir plano alimentar Realizar atividade física regularmente Usar corretamente a medicação oral e/ou insulina Examinar os pés regularmente Não fumar

Manter bem controlados:
• • • • Glicemia (Açúcar no sangue) Pressão arterial Gorduras no sangue Peso

Como cuidar dos pés:
• • • • • • • • • Examine seus pés regularmente. Se você não conseguir, peça ajuda. Ao lavar os pés utilize água morna, pois a água quente pode queimar a pele Seque BEM os pés, principalmente entre os dedos Hidrate a pele dos pés e pernas, porém não passe hidratante entre os dedos Jamais tente remover calos com o uso de material cortante (lâminas) ou produtos químicos Não utilize bolsas de água quente, almofadas elétricas ou similares para aquecer seus pés. Se Examine o interior dos calçados antes de usá-los Observe se há “atrito” dos seus pés com os calçados a fim de evitar formação de bolhas, Se surgirem bolhas não furá-las! Aguarde que elas sequem espontaneamente

houver necessidade, use meias de lã

calosidades e outras lesões

Cuidados com as unhas:
• • • • Corte as unhas em linha reta, para não encravar Se você não enxerga bem ou não consegue curvar-se, peça ajuda Não corte as unhas muito curtas, nem as mantenha muito compridas Procure cortar as unhas após o banho, pois estarão mais macias

Cuidados com as meias:
• • • • dia Prefira meias de algodão às de material sintético, pois o algodão absorve melhor o suor e O elástico das meias não devem estar apertados nas pernas, pois dificulta a circulação Observe se a costura das meias não deixam marca nos seus pés Troque as meias todos os dias e, se necessário, por sudorese excessiva, até duas vezes ao

previne o aparecimento de micoses

Cuidados básicos na escolha dos calçados:
• • • • • • • • Macios Fechados, para proteger os pés e evitar ferimentos Sola firme, porém flexível Bico redondo ou quadrado, para não apertar os dedos Cuidar o tamanho do maior comprimento do pé. Observe bem, pois nem sempre o primeiro Não compre calçados somente pela numeração, que pode variar conforme o fabricante. O horário mais adequado para a compra de calçados é no final da tarde, quando os pés Os calçados não devem apertar (comprimir) os pés em nenhum local

dedo (dedão) é o mais longo Experimente-os SEMPRE estarão mais inchados

Se no exame diário dos seus pés você observar a presença de:
• • • • Bolhas Frieiras / rachaduras entre os dedos Mudança na cor e na temperatura da pele Feridas que custam a cicatrizar ou qualquer outra anormalidade

Procure atendimento médico!

Atenção: Toda lesão nos pés deve ser valorizada! Com cuidados simples realizados em casa, por você ou familiares, podem-se evitar sérios problemas nos pés. Lembrete: Se você já tem 10 anos de diabetes ou apresenta alterações nos pés, marque uma consulta de prevenção com sua equipe de saúde.