A NOVA ORDEM MUNDIAL HOJE Se o movimento Nova Era trabalha moldando a religião e a sociedade para a vinda do anticristo, a Nova

Ordem Mundial está encarregada da política e da economia. Entretanto é fato que tal termo – Nova Ordem Mundial – deixou de ser utilizado na mídia desde os anos noventa, notadamente durante o governo de George Bush pai. Hoje, a NOM é chamada Globalização. Mas a quantas anda o desenvolvimento da Nova Ordem? Abaixo analiso alguns fatos. POLÍTICA Sabemos que as Escrituras revelam que um governo totalitário global emergirá em algum momento na história, tendo o anticristo como cabeça. O mais próximo que chegamos disso foi a criação da União Européia, que hoje, no entanto, não é um bom modelo de sistema bem-sucedido. A priori pode parecer que o Plano não está dando certo e – até certo ponto, acredito que a coisa vem se processando realmente num jogo de tentativa e erro, afinal de contas, o Inimigo não é Deus e, portanto, seus planos podem sim ser frustrados –, porém não podemos pensar que os acontecimentos atuais constituem apenas em erro. Uma das máximas do pensamento Iluminista, uma das bases da NOM, é a de que, para construir um novo sistema, o antigo deve ser completamente destruído até o chão. Isso significa que, para que o mundo do anticristo se torne realidade, o mundo como existe hoje precisa ser completamente destruído. Associando essa idéia ao atual desenvolvimento do sonho europeu de restaurar o Império Romano, percebemos que estivemos equivocados quanto a isso. Achávamos que a UE já era o embrião de um mundo unificado sob um governo global, no entanto, o quadro atual indica o contrário. Parece que o papel da UE é o de contribuir para a falência político-econômica do mundo, à medida que têm decepcionado em todos os quesitos a que se propôs inicialmente. Moeda única, política unificada, constituição européia; tudo está indo por água abaixo. Outro aspecto a se considerar é a situação islâmica. Certamente os países ECONOMIA Um dos aspectos mais afetados negativamente pela Globalização certamente é a economia mundial. Muitas manifestações sociais têm ocorrido em todo mundo contra a Globalização justamente por se perceber que a unificação de economias tão díspares acaba por derrubar a economia dos países ricos. E se os países ricos se quebram, os países mais pobres também são afetados negativamente. O resultado atual é que, ao mesmo tempo em que todo o mundo compartilha suas crises, o atual sistema capitalista se afunda a cada dia. É bem provável que nos próximos anos vejamos as economias mais fortes do mundo – Japão, EUA e EU – piorando e arrastando o resto do mundo com eles. Isso também condiz com a idéia de destruir o antigo sistema, haja vista que nem capitalismo nem socialismo terão lugar no novo sistema econômico do anticristo.