You are on page 1of 53

Faculdade São Lucas Centro de Ensino São Lucas Ltda

MEDIDAS DE CONFORTO E SEGURANÇA
Por: Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira

CONFORTO:
O bem estar é apontado como um elemento comum das definições de conforto, caracterizando assim uma concepção sujbetiva. Significado de estado.

Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira

ESTADO:
• Alívio; • Encorajamento ou consolo; • Em que as necessidades fisiológicas básicas de sobrevivência sejam satisfeitas e a homeostase é mantida; • Sensação de bem estar físico e mental, em que a pessoa está de bem consigo mesma; • Livre de dor e tensão e etc...
Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira

Kolcaba (1992) afirma que:
• Conforto é positivo, holístico, bidimensional, teoricamente definível e operacionável. • Toque; • Conversa; • Ouvir= alívio do estresse • Apoio.
Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira

CONFORTO
O conforto e a segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e constituem necessidades básicas do ser humano. O conforto é o descanso ou relaxamento e implica estar livre tanto de tensões emocionais como do desconforto físico.
Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira

• Promover alívio. • Abordagem sistemática. Taiane Falcão Teixeira . • Registro das observações e resultados de suas intervenções. • Ver usuário de forma individualmente.ATUAÇÃO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM • Avaliar o desconforto do usuário. Profª Esp.

• Falta de apoio e compreensão da equipe.FATORES QUE INTERFEREM NO EMOCIONAL DO USUÁRIO • Desconhecimento de sua patologia. Taiane Falcão Teixeira . • Limitação do auto cuidado. Profª Esp. • Aspecto do ambiente.

• Drogas. doença. Ansiedade. álcool. Estimulação excessiva.FATORES QUE AFETAM O CONFORTO DO USUÁRIO • • • • Interferência nos hábitos ao deitar. fumo. Taiane Falcão Teixeira . desconhecimento. Profª Esp. Ruídos e outros distúrbios.medo.

Profª Esp. • Buscar conhecimento do comportamento do usuário. • Saber das perspectivas do usuário em relação ao diagnóstico e prognóstico.AVALIÇÃO DO ESTADO DE CONFORTO • Conhecer os padrões habituais do usuário. • Estar ciente das restrições e mobilidade do usuário. Taiane Falcão Teixeira . • Diagnosticar as necessidades espirituais.

ÚLCERAS POR PRESSÃO Conceito. Estágios/classificação. Prevenção Tratamento Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Taiane Falcão Teixeira .Úlceras por pressão: • Avaliação dos Riscos: Avaliação da Pele e dos fatores de risco ↓ Intervenção Profª Esp.

Taiane Falcão Teixeira .  Umidade da pele.  Perda de sensibilidade Profª Esp.Fatores de Riscos Internos:  Intensidade da pressão.  Duração da pressão.  Tolerância dos tecidos para suportarem a pressão.

Profª Esp.  Incontinência urinária e fecal.  Desnutrição proteica.Fatores de Riscos Internos:  Diminuição da força muscular.  Diminuição da mobilidade. Taiane Falcão Teixeira .  Idade avançada.

levando a lesão dos vasos e tecidos subjacentes. • Fricção Lesão entre a epiderme e a derme. Profª Esp. geralmente em superficiais e de fácil tratamento (se a causa for retirada). comum nos cotovelos e calcanhares.Fatores de Riscos Externos: • Cisalhamento: O esqueleto se move com a pele fixa em uma superfície externa ocorrendo torção e estiramento dos vasos. como consequência a diminuição do fluxo sanguíneo. Taiane Falcão Teixeira .

Úlceras por pressão: Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Úlceras por pressão: Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Úlceras por pressão: Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Em indivíduos com a pele mais escuras. dor ou prurido que não embranquece após a remoção da pressão. Profª Esp. podem ser indicadores de danos. o edema ou o endurecimento. coloração. Taiane Falcão Teixeira . a descoloração da pele. o calor.Estágio I: É um eritema da pele íntegra com alteração da temperatura.

Estágio I: Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Taiane Falcão Teixeira .Estágio I: Profª Esp.

Profª Esp. A úlcera é superficial e apresenta-se como uma bolha ou cratera rosa. Taiane Falcão Teixeira . derme ou ambas.Estágio II: É uma perda parcial da pele envolvendo a epiderme.

Taiane Falcão Teixeira .Estágio II: Profª Esp.

Estágio II: Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Taiane Falcão Teixeira .Estágio III: É uma perda da pele na sua espessura total. Profª Esp. A úlcera se apresenta clinicamente como uma cratera profunda. não chegando até a fáscia muscular. envolvendo danos ou uma necrose do tecido subcutâneo que pode se aprofundar.

Estágio III Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Taiane Falcão Teixeira .Estágio III Profª Esp.

Taiane Falcão Teixeira . Profª Esp. ossos ou estruturas de suporte como tendões ou cápsulas das juntas.Estágio I V:  É uma perda da pele na sua total espessura com uma extensa destruição ou necrose dos músculos.

Estágio I V: Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Estágio I V: Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Taiane Falcão Teixeira .Estágio I V: Profª Esp.

Taiane Falcão Teixeira .Estágio I V: Profª Esp.

Taiane Falcão Teixeira .  Manter o lençol da cama devidamente esticado Profª Esp.  Evitar o contato da pele com fluidos corporais do próprio paciente.  A pele seca deve ser tratada com cremes.  Diminuir fatores ambientais: umidade baixa e exposição ao frio.ÚLCERAS POR PRESSÃO: Medidas Preventivas:  A pele do paciente dever ser limpa sempre que necessário ou de acordo com a rotina.

Massagens de conforto com óleo mineral.ÚLCERAS POR PRESSÃO: Medidas Preventivas: Mudança de decúbito. Avaliar periodicamente o paciente. Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira . Aplicação de coxins. O manuseio com o paciente de forma adequada.

Taiane Falcão Teixeira .ÚLCERAS POR PRESSÃO: Prevenção: Uso de coxins Profª Esp.

ÚLCERAS POR PRESSÃO: Prevenção: Uso de colchão de ar Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

ÚLCERAS POR PRESSÃO: Prevenção: Uso de proteção entre articulações Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Taiane Falcão Teixeira .ÚLCERAS POR PRESSÃO: Prevenção: Uso de lençol móvel Profª Esp.

Taiane Falcão Teixeira .ÚLCERAS POR PRESSÃO: Prevenção: Uso de óleo mineral/massagem de conforto Profª Esp.

Taiane Falcão Teixeira .PONTOS MAIS VULNERÁVEIS ÀS ÚLCERAS POR PRESSÃO Profª Esp.

Taiane Falcão Teixeira . • Limpeza com soro fisiológico. • Mudança de decúbito: reposicionar a cada 30 min.ÚLCERAS POR PRESSÃO: Tratamento: • Redução da pressão • Uso de colchões e almofadas especiais. Profª Esp. • Dispositivos para posicionamento.

Debridamento/Desbridamento:  Remove tecidos desvitalizados  Diminui risco de infecção  Melhora tempo de cicatrização Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .ÚLCERAS POR PRESSÃO: Tratamento: • .

ÚLCERAS POR PRESSÃO: Tratamento: • Curativo:  O curativo ideal deve proteger a lesão eproporcionar hidratação ideal.  Regra: leito úmido. pele em torno seca. Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .

Apoiar bem os pés no chão. É preferível fazer transferências com duas pessoas. Profª Esp.MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DO PACIENTE: Medidas de segurança: • • • • • • Manter o alinhamento corporal. Apoiar o corpo do paciente no corpo de quem o transfere. Taiane Falcão Teixeira . Manter a coluna direita.

Taiane Falcão Teixeira .MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DO PACIENTE: Transferência da cama para a cadeira: Técnica de 1 pessoa Profª Esp.

Taiane Falcão Teixeira .MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DO PACIENTE: Transferência da cama para a cadeira: Técnica de 2 pessoaS Profª Esp.

MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DO PACIENTE: Auxílio ao deambular: pelo ombro. Taiane Falcão Teixeira . Profª Esp.

Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DO PACIENTE: Transportando a vítima durante um resgate: usando um cobertor.

Taiane Falcão Teixeira .MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DO PACIENTE: Transportando um paciente: cadeirinha – 2 pessoas. Profª Esp.

Profª Esp. Taiane Falcão Teixeira .MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DO PACIENTE: Transportando um paciente: pelas extremidades – 2 pessoas.

Profª Esp.MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DO PACIENTE: Transportando um paciente: movimentação em bloco – 3 ou + pessoas. Taiane Falcão Teixeira .

Profª Esp.MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DO PACIENTE: Transportando um paciente: utilizando maca. Taiane Falcão Teixeira .

Taiane Falcão Teixeira .  O uso de luvas não substitui a lavagem das mãos Profª Esp.MEDIDAS DE CONFORTO: USO DE COMADRE E/OU PAPAGAIO:  Colocar a comadre ou papagaio com cuidado para não machucar a pele do paciente.  Utilizar luvas para evitar a contaminação das mãos quando em contato com o paciente e para reduzir a transmissão de doenças.

Taiane Falcão Teixeira .MEDIDAS DE CONFORTO: USO DE COMADRE E/OU PAPAGAIO: Profª Esp.