You are on page 1of 14

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Projeto de Pesquisa:

“Análise energética e econômica em sistemas prediais de pressurização e distribuição de água potável”

Elaborado por: André Marcelo Dias

São Paulo – 2010

André Marcelo Dias “Análise energética e econômica em sistemas prediais de pressurização e distribuição de água potável” Projeto de pesquisa apresentado ao Curso de Pós-Graduação Stricto Sensu de Mestrado Profissional em Automação e Controle de Processos Instituto Federal de Educação. Ciência e Tecnologia de São Paulo São Paulo – 2010 .

pressure boosting systems are being more applied with the objective to guarantee to the final consumer the supply of drinking water with satisfatories and constants pressure. Palavras chave: Pressurizador. Then. Summary Considering the increase of residencials and commercial builds in the big cities. due the fact of there is scarce information. quando pronto. esses sistemas de pressurização podem ser concebidos a partir de diferentes premissas e princípios que os levam a ser mais ou menos eficiente a partir do ponto de vista energético e/ou econômico. especially the comparative data. o presente documento propõe o desenvolvimento de um aprofundado estudo comparativo que. dada à escassez de informações. trazendo às novas construções a melhor eficiência energética aliada aos menores custos de bombeamento. this document suggests the development of deepened study that. moto-bomba. Apesar de terem o mesmo propósito. especialmente comparativas. . controle de processos. it can be the guide to engineers and planners in the choose of project conceived which can bring to the predial water pressure system the best energy efficiency together to low costs to pumping. Although they have the same proposals. água potável. possa orientar engenheiros e projetistas na seleção da melhor concepção de projeto para cada caso. when soon. Assim.Resumo Face à tendência da verticalização das construções residenciais e comerciais nas grandes cidades. sistemas de pressurização estão sendo cada vez mais aplicados com a finalidade de garantir ao consumidor o fornecimento de água potável com pressões em níveis constantes e satisfatórios. the pressure systems can be conceived from differents principles that take them to be more or less efficient from the point of view of saving energy or economic.

Nesse sistema. possuir sistemas hidráulicos prediais que garantam. os sistemas de abastecimento predial de água potável podem ser projetados em diferentes configurações. existe também um reservatório inferior que abastece o reservatório elevado através de um sistema de pressurização. E. sendo descontadas as perdas hidráulicas ocorridas nas tubulações. Desta maneira. devem. nos pontos hidraulicamente mais críticos. os andares superiores terão a pressão hidráulica menor que os andares inferiores. dada a menor diferença entre as alturas manométricas. Buscando o atendimento desse quesito. Para exemplificar e. os projetos de pressurização e distribuição de água predial são concebidos a partir de diferentes princípios de funcionamento. sendo mais usuais os sistemas abaixo descritos: • Distribuição indireta com reservatório superior: os pontos de consumo são supridos pelo reservatório superior do edifício. . de uma maneira geral. a pressão suficiente para proporcionar conforto e segurança aos consumidores finais. Introdução A água potável é um essencial nutriente para o qual não existe substituto.1. segundo AZEVEDO NETO (1998 p. a pressão em cada ponto consumidor é dada pela diferença entre as alturas entre o reservatório e o ponto consumidor. esta precisa chegar aos pontos de consumo em quantidade suficiente e dentro de valores pré-determinados de pressão. obrigatoriamente. para que os consumidores possam fazer o bom uso dela. Isso implica que os edifícios. Usualmente.563).

inclusive. . sem a necessidade de elevação do líquido até um reservatório superior. através de um sistema de pressurização. os andares mais baixos devem ter a pressão de abastecimento limitada nos valores máximos previstos em normas. como na ilustração. a pressão tenha valores mínimos suficientes para garantir o conforto do usuário. afim de garantir a segurança pessoal e patrimonial do consumidor final. Distribuição indireta sem reservatório superior: o(s) reservatório(s) fica(m) ao nível do solo. no andar mais alto. alimenta-se todos os pontos de consumo. Por sua vez. e.Figura 1: Distribuição indireta com reservatório superior O projeto deve ser cuidadosamente elaborado para que. em algumas situações. deve-se prever a aplicação de válvulas redutoras de pressão.

Outro quesito que não pode ser desconsiderado é que nesse tipo de configuração. do ponto de vista da pressão. apesar da pressurização ocorrer de baixo para cima. deve-se instalar válvulas redutoras de pressão como demonstrado na ilustração. se faz imprescindível a aplicação de geradores elétricos. em várias situações. é obrigatória a alimentação elétrica ser ininterrupta. portanto.Figura 2: Distribuição indireta sem reservatório superior Nesse tipo de configuração. Distribuição direta: a pressurização da água ocorre diretamente da rede pública aos pontos de consumo. devido a esse motivo. em quedas no abastecimento elétrico também gerará um desabastecimento hidráulico aos consumidores finais. ocorre o mesmo fenômeno: os andares mais baixos e próximos do sistema de pressurização apresentarão maiores valores de pressão em relação aos andares mais altos. Caso contrário. . sem ser armazenada em reservatórios.

em todas as configurações descritas se aplica um pressurizador de água. esse sistema é ainda pouco aplicado no Brasil sendo. como é popularmente conhecido.Figura 3: Distribuição direta Novamente. bastante usual em alguns países europeus onde o abastecimento público de água é totalmente confiável. Como pode se observar. quer seja para elevação do liquido ao reservatório superior ou para abastecimento direto aos consumidores finais. a pressão necessária para alcançar a altura manométrica . é composto por uma ou mais moto-bombas e um painel de comando e controle. uma vez determinada. sendo imprescindível ter um sistema de abastecimento público confiável. Por isso. esse sistema possui as mesmas características de pressão que o apresentado nas configurações anteriores. pois não possui reservas intermediárias. ou simplesmente booster. entretanto. Um pressurizador de água. no projeto. No sistema predial de distribuição indireta com reservatório superior.

a variação da área de escoamento da água. para os sistemas cuja pressurização se dá diretamente aos pontos de consumo. a variação na pressão de saída do pressurizador. de forma compensar as variações geradas pelos pontos de consumo e. provocaria uma variação na pressão manométrica de forma inversamente proporcional à vazão do próprio consumo. pode-se definir a escolha e especificação do pressurizador. MATTOS & FALCO (1989 p. é necessária a existência de um sistema de controle em malha-fechada. Faz-se. considerando que operará com pressão e vazão constantes.150). Então. portanto buscando manter a pressão de todo o sistema sempre em valores constante. a pressão do sistema de abastecimento. necessária. torneiras e outros pontos. pode-se controlar. demonstra que a pressão de trabalho de uma moto-bomba varia com o quadrado da rotação: H2 H1 = N2 N1 2 Onde: H1 = head (pressão de saída da bomba) inicial H2 = head final N1 = rotação inicial da bomba N2 = rotação final da bomba Assim. Como o consumo está relacionado com a manobra de válvulas. então. prevendo-se a instalação de um conversor de freqüência para controle da velocidade da moto-bomba. . conversor de freqüência e um transmissor de pressão.do reservatório bem como a vazão necessária para garantir o abastecimento da edificação. por conseqüência. nos sistemas cuja pressurização se dá diretamente aos pontos de consumo. Entretanto. entre outros autores. uma vez que seu objetivo sempre será o de abastecer o reservatório. composto pela moto-bomba. existem variações nos valores de vazão de acordo com o consumo de água na edificação.

são oferecidos pressurizadores multibombas. A figura a seguir mostra um pressurizador com várias bombas do fabricante alemão WILO: Figura 4: Pressurizador com várias bombas. Cortesia: WILO SE Em resumo. como na madrugada. por um sistema de controle microprocessado presente no pressurizador. . onde cada uma delas entram ou saem de funcionamento de acordo com a demanda dos consumidores finais. Vale ressaltar que. por exemplo. em alguns momentos. geralmente. ocorrendo consumo nulo. o sistema pode ser programado para operar somente durante algumas horas do dia. em grande parte do tempo. Esse comando é feito. conhecida a demanda de água predial e a capacidade de reserva. Já o sistema de pressurização que abastece diretamente os pontos de consumo e dispensa o reservatório superior deve operar sem interrupções. com velocidade e potência reduzidas. mas. e. o sistema de pressurização que abastece o reservatório superior opera com velocidade e potência constantes. Para alcançar precisão no controle e otimizar o consumo de energia.Com essa configuração de controle os fabricantes de pressurizadores montam a lógica de funcionamento de seus produtos.

desconhecido qual deles poderá trazer mais vantagens energéticas ou econômicas e em quais situações isso ocorre. considerando a parte estática do sistema. devendo voltar à operação imediatamente na percepção de consumo. em níveis industrial ou predial. da tubulação. sendo. como o comportamento dos rendimentos do conjunto moto-bomba. influência e complexidade desses vários fatores construtivos. o tipo de controle realizado no pressurizador de água. com a pesquisa em questão. mas. já é conhecido que. Assim. os dois sistemas apresentados terão comportamentos diferentes. entre outros. comparativamente. Considerando. do sistema de pressurização. as características da construção. o sistema de pressurização é mais eficiente do ponto de vista energético? E do ponto de vista econômico? . como. a aplicação do controlador de freqüência otimiza a aplicação e o consumo de energia. quer-se determinar: em qual das duas configurações (com ou sem reservatório superior) no sistema de distribuição direta. mas também deve considerar a parte dinâmica. até este momento. portanto. operacionais e de controle e também o desconhecimento de qualquer estudo dessa natureza que possa orientar engenheiros e projetistas na concepção de seus projetos de sistemas de distribuição e pressurização de água predial. por exemplo. o consumo de energia. os processos que envolvem motores elétricos como variável controlada. a existência. Essa análise deverá ser abrangente.esse sistema de pressurização pode “descansar”.

especialmente. de forma orientar os profissionais envolvidos no setor a conceberem projetos embasados na eficiência energética e economia de recursos. comparativos e mensuráveis entre os sistemas de pressurização indireta com e sem reservatório superior. a pesquisa se orientará para o levantamento de todos os fatores que influenciam um sistema de abastecimento de água predial nas configurações apresentadas. matematicamente.2 Objetivos específicos Enumerar fatores que influenciam energética e economicamente um sistema de pressurização de água predial. finalmente. Pesquisar forma e intensidade que cada fator influencia nos processos de aquisição. Objetivos 3. operação do sistema como um todo. Linha de pesquisa Fundamentada no segmento de controle de processos. Modelar. . se buscará verificar a influência de cada um desses fatores na eficiência do sistema como um todo para. concluir as condições nas quais cada sistema é mais eficiente energética e economicamente. A partir de então. e. 3. instalação.1 Objetivo geral Apresentar resultados conclusivos. e Apresentar os fatores que influenciam economicamente no projeto.2. a influência desses fatores na eficiência energética dos sistemas e a intensidade e forma que isso ocorre. quer sejam eles de natureza mecânica ou eletroeletrônica. 3.

Para firmar e evidenciar o acordo com tal empresa. em análises teóricas e matemáticas dos fatores que influenciam o objeto dessa pesquisa> Em uma segunda etapa.4. Elaboração da tese conclusiva 6. segue. serão realizados ensaios práticos em equipamentos de pressurização e. com sede em Jundiaí/SP. visitas à sistemas de pressurização instalados em edifícios residenciais com a possibilidade de instalação de equipamentos de análise e medição de grandezas físicas. bem como instrumentos para medição das grandezas analisadas. no anexo 1 a declaração de compromisso da supracitada empresa. Viabilidade econômica e financiamento O custo para desenvolvimento dessa pesquisa é relativamente baixo. a Moleiro Pedroso Sistemas de Bombeamento Ltda. 4. inicialmente. Medição dos valores em aplicações prediais reais 5. . Haverá somente necessidade da disponibilidade de equipamentos para ensaios. finalmente. Modelamento fatores influentes matemático que dos MAR ABR 2010 MAI AGO JUN SET OUT NOV MAR ABR 2011 MAI AGO JUN SET OUT NOV 3. Realização de ensaios práticos em equipamentos.Cronograma ATIVIDADE 1.Identificação dos fatores interferem na análise em questão 2. representante exclusiva dos produtos WILO no Brasil. Procedimentos de pesquisa A pesquisa se baseará. Considerando que o andamento e a análise conclusiva dessa pesquisa interessa à algumas empresas. se propôs a colaborar no que for necessário para o bom desenvolvimento da pesquisa. 5.

Editora Edgar Blucher Ltda.Brasil. PROF. WILO PUMPEN INTELLIGENZ. Manual de Hidráulica.Bibliografia NETTO. Ed própria. Bombas industriais. São Paulo . 8ª. DR. Edição. E. Edição atualizada. M. e FALCO. Dortmund – Alemanha.Brasil. São Paulo .7. E. DE AZEVEDO. J. R. Pressure boosting technology. 1ª. JR Editora técnica Ltda. MATTOS. .

Outrossim. ainda informamos que forneceremos as informações técnicas necessárias para o bom andamento da pesquisa. os equipamentos necessários para realização de testes e ensaios que se fizerem necessários. Eng. Da mesma maneira e mediante aprovação prévia. poderemos disponibilizar. André Luiz Moleiro Pedroso Diretor técnico-comercial . que temos plenos interesses no desenvolvimento e resultados conclusivos da pesquisa “Análise energética e econômica em sistemas prediais de pressurização e distribuição de água potável” a ser realizada pelo nosso colaborador André Marcelo Dias. em parceria ou não com nossa empresa representada WILO SE – Alemanha.Anexo 1 DECLARAÇÃO Declaramos. Permanecemos a disposição para demais esclarecimentos. para fins acadêmicos. 28 de Janeiro de 2010 Moleiro Pedroso Sistemas de Bombeamento Ltda. Jundiaí.