You are on page 1of 76

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Departamento Acadêmico de Eletrônica Pós-Graduação em Desen.

de Produtos Eletrônicos Conversores Estáticos e Fontes Chaveadas

Modelagem e Controle de Conversores

Prof. Clóvis Antônio Petry.

Florianópolis, maio de 2012.

Bibliografia para esta aula

www.florianopolis.ifsc.edu.br/petry

Conteúdo desta aula
Modelagem e controle conversores: 1.  2.  3.  4.  5.  6.  Conversores operando em malha fechada; Comportamento de componentes passivos; Diagramas de bode; Função de transferência de conversores; Simulação em malha aberta (planta x modelo); Função de transferência do estágio de modulação.

IGBT ou .Fonte Auxiliar Circuitos de Controle .Filtro .Comando .Modelagem e controle de conversores Diagrama de blocos de uma fonte chaveada: Rede AC Filtro de RádioFrequência .Retificador .Proteções Interruptor .Proteção .MOSFET Transformador de Isolamento .Retificadores .Filtros .

Modelagem e controle de conversores Conversor Buck .

.Modelagem e controle de conversores Objetivos das malhas de controle: •  Garantir a precisão no ajuste da variável de saída. •  Rápida correção de eventuais desvios provenientes de transitórios na alimentação ou mudanças na carga.

Modelagem e controle de conversores Modelagem: •  Busca a relação entre a tensão de saída e a tensão de controle. . •  Tensão de controle é fornecida pelo compensador. a partir do erro existente entre a referência e a tensão de saída.

Comportamento dos componentes passivos Domínio do tempo Resistor Domínio da freqüência vR = R ⋅ i VR (s) = R ⋅ I(s) Indutor di vL = L ⋅ dt 1 v C = ⋅ i ⋅ dt C VL (s) = s ⋅ L ⋅ I(s) 1 VC (s) = ⋅ I(s) s⋅C Capacitor ∫ .

Comportamento dos componentes passivos Circuito RLC série vin vout Domínio do tempo Domínio da freqüência di 1 vin = L + R ⋅ i + i ⋅ dt dt C ∫ 1 Vin (s) = L ⋅ s ⋅ I(s) + R ⋅ I(s) + ⋅ I(s) s⋅C vout 1 = ⋅ i ⋅ dt C ∫ 1 Vout (s) = ⋅ I(s) s⋅C .

Comportamento dos componentes passivos Circuito RLC série 1 Vout (s) = ⋅ I(s) s⋅C vin vout 1 Vin (s) = L ⋅ s ⋅ I(s) + R ⋅ I(s) + ⋅ I(s) s⋅C Função de transferência 1 ⋅ I(s) Vout (s) s⋅C = Vin (s) L ⋅ s ⋅ I(s) + R ⋅ I(s) + 1 ⋅ I(s) s⋅C Vout (s) 1 = Vin (s) L ⋅ C ⋅ s 2 + R ⋅ C ⋅ s + 1 .

Comportamento dos componentes passivos Circuito RLC série Vout (s) 1 = Vin (s) L ⋅ C ⋅ s 2 + R ⋅ C ⋅ s + 1 vin vout s = jω Corrente contínua s→0 Alta freqüência s→∞ Vout 1 = =1 2 Vin L ⋅ C ⋅ 0 + R ⋅ C ⋅ 0 + 1 Vout 1 = =0 2 Vin L ⋅ C ⋅ ∞ + R ⋅ C ⋅ ∞ + 1 .

0 0.00 Vin Vout 0.20 0.00 25.40 0.00 10.00 Time (ms) 20.00 15.20 1.0 5.80 0.Comportamento dos componentes passivos Circuito RLC série Vout (s) 1 = Vin (s) L ⋅ C ⋅ s 2 + R ⋅ C ⋅ s + 1 Corrente contínua 1.00 30.00 .60 0.

0 -0.40 Time (ms) 20.40m 0.40m 20.80 21.10m -0.0m -0.50 -1.00 0.20m -0.30m 0.Comportamento dos componentes passivos Circuito RLC série Vout (s) 1 = Vin (s) L ⋅ C ⋅ s 2 + R ⋅ C ⋅ s + 1 Vin Vout Alta freqüência 10kHz 1.20m 0.50 0.20 20.60 20.10m 0.30m -0.00 20.00 Vout 0.00 .

00 55.00 .0 -0.00 0.00 Time (ms) 65.00 70.00 50.Comportamento dos componentes passivos Circuito RLC série Vout (s) 1 = Vin (s) L ⋅ C ⋅ s 2 + R ⋅ C ⋅ s + 1 Vin Vout Média freqüência 160Hz 1.00 60.50 0.50 -1.

159 1000 2000 f(ω ) 3000 4000 5000 4.2 − 0.6 fase ω ) 100 ( 0.041 ×10 −3 0 0 0.934 ×10 3 .2 1.057 0 1 50 0.Comportamento dos componentes passivos Circuito RLC série Vout (s) 1 = Vin (s) L ⋅ C ⋅ s 2 + R ⋅ C ⋅ s + 1 1.15 200 0 0.155 1.8 mod ulo( ω ) 0.934 ×10 3 − 178.4 150 0.159 1000 2000 f(ω ) 3000 4000 5000 4.

057 0 0 50 20 G db( ω ) 40 150 60 G fas e ( ω ) 100 − 71.Comportamento dos componentes passivos Circuito RLC série Vout (s) 1 = Vin (s) L ⋅ C ⋅ s 2 + R ⋅ C ⋅ s + 1 Diagrama de Bode 1.10 3 10 ⋅10 4 .249 20 − 0.07 6 200 1 1 10 100 f(ω ) 1 .694 80 1 1 10 100 f(ω ) 1 .10 3 1 .10 3 1 .10 3 10×10 4 − 179.

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Revisão de Diagrama de Bode .

Função de transferência de conversores .

Função de transferência de conversores .

Função de transferência de conversores .

Função de transferência de conversores Exemplo numérico .conversor Buck-Boost: .

Função de transferência de conversores
Exemplo numérico - conversor Buck-Boost:

Função de transferência de conversores
Exemplo numérico - conversor Buck-Boost:

The image cannot be displayed. Your computer may not have enough memory to open the image, or the image may have been corrupted. Restart your computer, and then open the file again. If the red x still appears, you may have to delete the image and then insert it again.

Função de transferência de conversores

Função de transferência de conversores Usando Modelo da Chave PWM de Vorpérian: .

Função de transferência de conversores Exemplo completo de aplicação: Conversor Buck Conversor + Li + Ri Ci vri = v f − S1 + D1 vab − Lo + Co Ro vo vi − Filtro de entrada − Filtro de saída .

Função de transferência de conversores + vi a + vap −  v ab G1 ( s ) =  d c S1 D1 + vab − −  v ab F1 ( s ) =  v i p .

Função de transferência de conversores + vi − ii a − veq + 1: D c ic + vcp − + vab − ieq + vap − p f =F+ f  ieq = I c ⋅ d Vap  veq = ⋅d D .

Função de transferência de conversores Modelo de regime permanente + Vi − Vap = Vi Ii + Vap − Vcp = D ⋅ Vap = D ⋅Vi 1: D Ic + Vcp − Vab = Vcp = D ⋅Vi + Vab − Ii Io = D .

Função de transferência de conversores Modelo de pequenos sinais para determinar G(s):  = v = Vap ⋅ d  v ap eq D Vap = Vi  = Vi ⋅ d  v ap D  = D ⋅ v = D ⋅ Vi ⋅ d = V ⋅ d    v cp ap i D    v = v =V ⋅d ab cp i .

.Função de transferência de conversores Modelo de pequenos sinais para determinar G(s):    v ab = v cp = Vi ⋅ d  v ab G1 ( s ) =  = Vi d Note que ii não interfere em G(s).

.Função de transferência de conversores Modelo de pequenos sinais para determinar F(s):    v cp = D ⋅ v ap = D ⋅ v i    v ab = v cp = D ⋅ v i  v ab F1 ( s ) =  = D v i Note que ii não interfere em F(s).

Função de transferência de conversores + vab − ic Lo + vLo − iLo iCo Co io Ro + vo − .

Função de transferência de conversores Modelo de regime permanente + Vab − Vo = Vab I Lo = I c Io Co Ro + Vo − Vo Io = Ro I Lo Vo = Io = Ic = Ro .

Função de transferência de conversores Modelo de pequenos sinais para determinar G(s):    v ab = v Lo + v o  v Lo = s ⋅ Lo ⋅  Lo i  vo  = io Ro  vo  v ab = s ⋅ Lo ⋅  Lo + i Ro .

Função de transferência de conversores Modelo de pequenos sinais para determinar G(s):  =  + i Lo iCo i o  = s ⋅C ⋅ v  iCo o o  vo  = s ⋅C ⋅ v +  i Lo o o Ro  ⎛ vo ⎞    v ab = s ⋅ Lo ⋅ ⎜ s ⋅Co ⋅ v o + ⎟ + v o Ro ⎠ ⎝ .

Função de transferência de conversores Modelo de pequenos sinais para determinar G(s):  Ro vo G2 ( s ) =  = 2 v ab s ⋅ Lo ⋅Co ⋅ Ro + s ⋅ Lo + Ro .

Função de transferência de conversores Modelo de pequenos sinais para determinar F(s):  Ro vo F2 ( s ) =  = 2 v ab s ⋅ Lo ⋅Co ⋅ Ro + s ⋅ Lo + Ro .

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela razão cíclica G(s): Conversor Filtro de saída + S1 + D1 vab − Lo + Co Ro vo vi −  v ab G1 ( s ) =  d  vo G2 ( s ) =  v − ab .

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela razão cíclica G(s): + S1 + D1 vab − Lo + Co Ro vo vi − −    Ro v ab v o v o G ( s ) = G1 ( s ) ⋅G2 ( s ) =  ⋅  =  = Vi ⋅ 2 s ⋅ Lo ⋅Co ⋅ Ro + s ⋅ Lo + Ro d v ab d .

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela razão cíclica G(s): + S1 + D1 vab − Lo + Co Ro vo vi − − Vi ⋅ Ro G (s) = 2 s ⋅ Lo ⋅ Co ⋅ Ro + s ⋅ Lo + Ro .

10 5 1 . .10 6 Diagrama de bode de módulo e fase.10 3 1 .1 1 10 100 ω 2⋅π 1 .Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela razão cíclica G(s): Vi ⋅ Ro G (s) = 2 s ⋅ Lo ⋅ Co ⋅ Ro + s ⋅ Lo + Ro 60 0 40 50 20 Gdb( ω ) 0 150 Gfase( ω ) 100 20 40 1 10 100 1 .10 5 1 .10 ω 2⋅π 3 1 .10 4 1 .10 4 1 .10 6 200 0.

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela razão cíclica G(s): .

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela tensão de entrada F(s): Conversor Filtro de saída + S1 + D1 vab − Lo + Co Ro vo vi −  v ab F1 ( s ) =   v i  vo F2 ( s ) =  v − ab .

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela tensão de entrada F(s): + S1 + D1 vab − Lo + Co Ro vo vi − −    Ro v ab v o v o F ( s ) = F1 ( s ) ⋅ F2 ( s ) =  ⋅  =  = D ⋅ 2 s ⋅ Lo ⋅Co ⋅ Ro + s ⋅ Lo + Ro v i v ab v i .

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela tensão de entrada F(s): + S1 + D1 vab − Lo + Co Ro vo vi − − D ⋅ Ro F (s) = 2 s ⋅ Lo ⋅ Co ⋅ Ro + s ⋅ Lo + Ro .

10 4 1 .10 ω 2⋅π 3 1 .10 6 Diagrama de bode de módulo e fase.Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela tensão de entrada F(s): D ⋅ Ro F (s) = 2 s ⋅ Lo ⋅ Co ⋅ Ro + s ⋅ Lo + Ro 0 0 20 50 Fdb( ω ) 40 Ffase( ω ) 100 60 150 80 1 10 100 1 .10 5 1 .10 5 1 .10 6 200 0.1 1 10 100 ω 2⋅π 1 .10 3 1 . .10 4 1 .

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela tensão de entrada F(s): .

5 4m G (s) .Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela razão cíclica G(s): Vi ⋅ Ro 1000 G (s) = 2 = 2 s ⋅ Lo ⋅ Co ⋅ Ro + s ⋅ Lo + Ro s ⋅ 50 ⋅10−9 + s ⋅ 500 ⋅10−6 + 10 vi 1m + + d 0 100V F (s) vo 0.

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela razão cíclica G(s): .

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela razão cíclica G(s): .

5 4m G (s) .Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela tensão de entrada F(s): D ⋅ Ro 5 F (s) = 2 = 2 s ⋅ Lo ⋅ Co ⋅ Ro + s ⋅ Lo + Ro s ⋅ 50 ⋅10−9 + s ⋅ 500 ⋅10−6 + 10 vi 1m + + d 0 100V F (s) vo 0.

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela tensão de entrada F(s): .

Função de transferência de conversores Função de transferência da tensão de saída pela tensão de entrada F(s): .

Função de transferência do estágio de modulação Conversor Buck .

Função de transferência do estágio de modulação Portadora Sinal modulante Resultado da modulação Considerações: •  A portadora define a freqüência de comutação. •  O sinal modulante deve ser aproximadamente contínuo durante um período da portadora. •  O sinal modulante define a fundamental da grandeza de saída do conversor. .

Função de transferência do estágio de modulação Considerando uma dente-de-serra linear: d (t ) = Para: vc ( t ) VM 0 ≤ vc ( t ) ≤ VM .

Função de transferência do estágio de modulação Perturbando o sinal no tempo:  d (t ) = D + d (t )  vc ( t ) = Vc + v c ( t ) Resultado: d (t ) =  D + d (t ) = vc ( t ) VM  Vc + v c ( t ) VM Relações CC: D= Relações CA: Vc VM  v c (t ) VM  d (t ) = .

Função de transferência do estágio de modulação Vc D= VM CC  d (t ) =  v c (t ) VM D(s) = Vc ( s ) VM No tempo Na freqüência .

•  Assim. o teorema da amostragem (Nyquist) deve ser levado em conta: Fs << 2 .Função de transferência do estágio de modulação Amostragem do sinal modulante (tensão de controle): Considerações: •  Ocorre uma amostragem da tensão de controle a cada período de comutação.

•  Modelagem dos conversores.Próxima aula Controle de conversores cc-cc: Continuação . - G(s) O(s) H(s) www.florianopolis. I(s) + ε (s) •  Controle de conversores.ifsc...edu.br/petry .