You are on page 1of 57

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

Ciclos Biogeoquímicos

Conceito
São processos naturais que reciclam elementos em diferentes formas químicas do meio ambiente para os organismos, e, depois, vice-versa. Água, carvão, oxigênio, nitrogênio, fósforo e outros elementos percorrem estes ciclos, unindo os componentes vivos e não-vivos da Terra. Sendo a Terra um sistema dinâmico, em evolução, o movimento e a estocagem de seus materiais afetam todos os processos físicos, químicos e biológicos. Um ciclo biogeoquímico é o movimento ou o ciclo de um determinado elemento ou elementos químicos através da atmosfera, hidrosfera, litosfera e biosfera da Terra. Os ciclos estão intimamente relacionados com processos geológicos, hidrológicos e biológicos. Como exemplo, pode-se lembrar que um modesto conhecimento sobre o ciclo geológico (aqui referido como um conjunto dos processos responsáveis pela formação e destruição dos materiais da Terra, subdividido em: ciclo hidrológico e ciclo das rochas) é valioso para o conhecimento e compreensão de nosso ambiente, que é intimamente relacionado aos processos físicos, químicos e biológicos. Por exemplo, para avaliar o impacto ambiental de um material perigoso, como a gasolina, que vazou para o subsolo, as propriedades químicas, físicas e biológicas do solo, rochas e água deveriam ser entendidas.

Ciclos Biogeoquímicos

Tipos de reservatórios
Todos os ciclos possuem reservatórios (pools) abióticos que podem ser dos seguintes tipos: a) reservatório atmosférico (ciclo do N); b) reservatório rochoso (ciclo do fósforo); c) reservatórios mistos (ciclo da água). O pool biológico pode ser de natureza muito variada e pode englobar substâncias orgânicas não vivas. Húmus, excretas, sedimentos orgânicos, turfeiras, etc. constituem importantes exemplos de subcompartimentos deste pool nos diversos ecossistemas. O pool biológico normalmente é muito mais restrito que o abiótico, porém é muito dinâmico (a taxa de renovação dele é muito alta). O controle e monitoramento de poluição ou o estabelecimento de técnicas de manejo sustentado de ecossistemas são exemplos práticos do uso aplicado do estudo quantitativo dos ciclos biogeoquímicos. Outros campos interessantes de aplicação deste enfoque referem-se à determinação e controle da perda de fertilizantes na agricultura, uso racional de recursos hídricos e de minerais não renováveis, agricultura 'biológica', controle do aumento de CO2 na atmosfera e aquicultura.

Ciclos Biogeoquímicos

Tipos
Os ciclos podem ser classificados em três tipos básicos dependendo da natureza do reservatório abiótico (Odum, 1972): - ciclos gasosos: possuem o depósito abiótico na atmosfera. Graças à grande dinâmica deste meio, possuem eficazes mecanismos de autorregularão; exemplos: ciclo do nitrogênio e ciclo do oxigênio; - - ciclos sedimentares: o depósito abiótico está na crosta terrestre em rochas; estes ciclos são mais vulneráveis a perturbações externas, pelo fato deste depósito ter um tempo muito elevado de recirculação; exemplos: ciclo do cálcio e ciclo do fósforo; - - ciclos mistos: possuem ambos os depósitos (sedimentares e atmosféricos).

Ciclos Biogeoquímicos

Importância
Conclui-se que se denominam Ciclos Biogeoquímicos o intercâmbio de elementos que acompanha ganhos e perdas de energia, gerando um ciclo entre o meio biológico e o meio geofísico. A existência dos ciclos confere à biosfera poder de autorregularão ou homeostase, assegurando a vida e a perenidade dos ecossistemas. O homem ao interferir nos processos biogeoquímicos, o processo passa a ser acíclico. Para tanto, ocorre sérios desequilíbrios ao meio ambiente. É necessário procurar meios eficientes de transformar os processos acíclicos em cíclicos, onde a renovação e a reparação dos ciclos que estão alterados em processo de degeneração, sendo estes um capital de importância para a ecologia e para a conservação dos recursos naturais.

CICLO DA ÁGUA .

diluidora de sólidos e transportadora de nutrientes e resíduos por entre os vários órgãos. A água é essencial para os humanos e para as outras formas de vida. Ela age como reguladora de temperatura. mantendo a temperatura corporal e eliminando resíduos solúveis.Ciclo da água Conceito A água é uma substância química composta de H e O. Bebemos água para ajudar na diluição e funcionamento normal dos órgãos para em seguida ser eliminada pela urina e por evaporação nos poros. como sais e impurezas. sendo essencial para todas as formas conhecidas de vida na terra. .

-68.7% aquíferos. -0.9% outros reservatórios (nuvens. . • 2.). vapor d’água etc.Ciclo da água Reservatórios • 97.5% da disponibilidade da água do mundo estão nos oceanos. água salgada.9% calotas polares. -0.5% rios e lagos.5% de água doce e está distribuída da seguinte forma: -29. ou seja.

.Ciclo da água Usos A água é utilizada. a irrigação. atividades que mais consomem água. para diversas finalidades. como o abastecimento de cidades e usos domésticos. em todo o mundo. a navegação e a aqüicultura (pesca). crescem principalmente as indústrias e a agricultura. se comparadas aos outros usos. a geração de energia. Na medida em que os países se desenvolvem.

• A água em forma de vapor vai para camadas mais altas da atmosfera e forma as nuvens. . florestas e a atmosfera.Ciclo da água Ciclo da água • É a troca constante que a água faz entre a terra. a água volta novamente para a superfície da terra como gotas de chuva. • A condensação aumenta nas nuvens. • Sobre a superfície. Assim. rios e lençóis subterrâneos. • O sol provoca a evaporação dos oceanos. lagos. a água da chuva escoa para formar os oceanos. • Envolve a constante mudança de estado físico. mares. lagos. rios e lençóis subterrâneos. rios. o que chamamos de precipitação. o vapor d'água se transforma novamente em líquido.

Ciclo da água .

Interferências antrópicas no ciclo hidrológico: • Remoção da cobertura vegetal/impermeabilização.Ciclo da água Importância e Interferências O ciclo da água é de extrema importância para a manutenção da vida no planeta Terra. • Aumento do escoamento superficial – inundações. É através do ciclo hidrológico que ocorrem a variação climática. criação de condições para o desenvolvimento de plantas e animais e o funcionamento de rios. • Redução do escoamento subterrâneo. • Redução da infiltração do solo – recarga de aqüíferos. oceanos e lagos. • Redução da evapotranspiração .

CICLO DO CARBONO .

• O elemento carbono é encontrado na atmosfera na forma de gás originado quase todo ele do processo de respiração dos seres vivos (79%) pelo qual se completa o que chamamos de “Ciclo do carbono”. . presente nos organismos vivos e mortos(não decompostos). e inorgânica.Ciclo do Carbono CICLO DO CARBONO • O carbono é o quarto elemento mais abundante do universo. presente nas rochas. E suas formas podem ser: orgânica.

Ciclo do Carbono • O ciclo do carbono consiste na passagem dos átomos de carbono (C) componentes do gás carbônico (CO2) para moléculas que constituem as substâncias orgânicas dos seres vivos. • O aumento do teor de CO2 na atmosfera está provocando a elevação da temperatura média da Terra. em decorrência do aumento do efeito estufa. . • Os oceanos também são grandes reservatórios de gás carbônico realizando uma troca constante deste com a atmosfera em um processo recíproco e contínuo. e vice-versa.

Ciclo do Carbono .

CICLO DO OXIGÊNIO .

comburente. inodoro. fazendo 21% do ar que respiramos .Ciclo do Oxigênio CONCEITOS O oxigênio. participando de maneira relevante no ciclo energético dos seres vivos. na sua forma molecular: O2 é um elemento químico e um gás a temperatura ambiente. não combustível e pouco solúvel em água. incolor (azul em estado líquido e sólido). insípido. sendo essencial na respiração celular dos organismos aeróbicos. Representa aproximadamente 20% da composição da atmosfera terrestre.

esta porcentagem representa cerca de 20% da atmosfera e apenas uma parte muito menor do oxigênio está contida na biosfera (0. apenas uma pequena fração do oxigênio existente está contida na atmosfera (0. sendo que a maior parte do oxigênio existente (99.49%).5%) está concentrada na crosta e manto da Litosfera.Ciclo do Oxigênio RESERVATÓRIOS Seus três reservatórios principais são a atmosfera (os gases que rodeiam a superfície da terra).01%) . a biosfera (os organismos vivos e o seu ambiente próximo) e a litosfera (a parte sólida exterior da terra).

bronquites crônicas. matérias esses diretamente ligados à engenharia e arquitetura. endurecimento.Ciclo do Oxigênio USOS Além de essencial para o metabolismo dos seres aeróbicos. uso hospitalar nas mais diversas situações: ataques de asma. insuficiência respiratória. em fábricas de vidro. etc. limpeza e desidratação de metais. no uso industrial em conjunto com acetileno e outros gases combustíveis. . é utilizado em equipamentos de respiração artificial para mergulhadores. solda. fábricas de papel e até como gás oxidante. fabricação de aço em alto forno. aquecimento. é usado para: corte.

Ela repõe o que é constantemente retirado. Devido aos minerais da litosfera serem oxidados em oxigênio. Um exemplo de desgaste químico da superfície é a formação de óxidos de ferro (ferrugem) • • • • . Este ciclo é mantido por processos geológicos. o desgaste químico das rochas expostas também consome oxigênio. principalmente pelo processo da respiração. físicos. que movem diferentes elementos de um depósito a outro. Também no processo de decomposição animais e bactérias consomem oxigênio e libertam dióxido de carbono. a biosfera (os organismos vivos e o seu ambiente próximo) e a litosfera (a parte sólida exterior da terra). transformando dióxido de carbono e água em oxigênio e açúcar. A fotossíntese é o principal processo responsável pela manutenção do oxigênio na atmosfera..Ciclo do Oxigênio CICLO • Entende-se por Ciclo do oxigênio o movimento do oxigênio entre os seus três reservatórios principais: a atmosfera (os gases que rodeiam a superfície da terra). hidrológicos e biológicos.

Ciclo do Oxigênio .

a ação do homem no processo de desmatamento para construções de edificações.Ciclo do Oxigênio IMPORTANCIA/INTERFERÊNCIA O oxigênio é um elemento da natureza de primeira necessidade para a sobrevivência não só do seres humanos. por exemplo. além de sua importância em vários processos naturais e de seu uso em diversos campos das atividades humanas. sem um controle ou uma reposição em igualdade. mas de todos os seres vivos que o absorvem em seus metabolismos. pelo modo que as plantas absorvem a molécula de CO2 e a transformam em oxigênio. e pela diminuição de vegetação. afeta diretamente o ser humano através de variações climáticas e poluição. . a concentração de dióxido de carbono aumenta. porém. criação de pastagens e etc.

CICLO DO CÁLCIO .

Com a decomposição dos animais e vegetais mortos. de onde são carregados pelas chuvas para os rios e mares. sem dúvida. • Os vegetais absorvem do solo os sais de cálcio. devido à ação de agentes diversos. as rochas calcárias. o qual provoca erosão. .Ciclo do Cálcio CICLO DO CÁLCIO • A fonte primária de cálcio na natureza são. sofrem intemperismo. que. e os animais o obtêm através da cadeia alimentar. o cálcio retorna ao solo. levando os sais de cálcio para o solo.

Ciclo do Cálcio .

CICLO DO MERCÚRIO .

Ciclo do mercúrio Conceito É um líquido prateado que na temperatura normal é metal e inodoro. ingerido ou em contato. Não é um bom condutor de calor comparado com outros metais. É um produto perigoso quando inalado . Quando a temperatura é aumentada transforma-se em vapores tóxicos e corrosivos mais densos que o ar. Estabelece liga metálica facilmente com muitos outros metais como o ouro ou a prata produzindo amálgamas. cloro e com outros ametais. acetileno. É insolúvel em água e solúvel em ácido nítrico. entretanto é um bom condutor de eletricidade. causando irritação na pele. É compatível com o ácido nítrico concentrado. amoníaco. olhos e vias respiratórias. .

Em áreas vulcânicas as concentrações de mercúrio dissolvido na água são maiores. a não ser em certos solos superficiais ricos em húmus. lagos. Na litosfera.Na hidrosfera. . a incorporação do mercúrio se da por alimentação e por absorção direta através da água. principalmente nos organismos aquáticos. as concentrações normais são inferiores a 2 mg/l. A maior concentração de mercúrio esta na biosfera (seres vivos) devido aos processos de incorporação biológica. rios e mares.Ciclo do mercúrio Reservatórios Na atmosfera a concentração de mercúrio é geralmente pequena (teores inferiores a 1 mg/l). Nesses. os teores são também bastante baixos.

iodeto mercúrico. barômetros. instrumentos de medidas (termômetros e barômetros).Ciclo do mercúrio Usos • • • • • • • fabricação de espelhos. indústria de explosivos. condutividade elétrica. . cloroiodeto mercúrico. em odontologia como elemento principal para obturação de dentes. Entre os intrumentos. • fabricação de instrumentos para laboratórios. destaca-se na fabricação de termômetros. mercuriol. este último como anti-séptico. catalisador em reações químicas. instrumentos para medir pressão do sangue e como catalisador (células de mercúrio para solda eletrolítica. assim como outros compostos de mercúrio: hidrargol. hidrargiroseptol. lâmpadas fluorescentes. grande coeficiente de dilatação além da sua facilidade de purificação. entre outros. fluidez. eletrodos. Estes instrumentos fazem uso das suas mais diversas propriedades físicas. aplicações em medicina através do mercoquinol (oxiquinolinsulfonato de mercúrio) e do hidrargirol (parafeniltoniato ou parafenolsulfonato de mercúrio). em energia atômica). tais como peso específico.

Ciclo do mercúrio .

CICLO DO NITROGÊNIO .

Apresenta-se como um gás inerte (N2). inodoro e insípido. incolor. . formando cerca de 78% do volume do ar atmosférico. sendo o quinto elemento mais abundante no Universo. O nitrogénio é o principal componente da atmosfera terrestre.Ciclo do Nitrogênio CONCEITO O azoto. não metal. Nas condições ambientes (25 °C e 1 atm) é encontrado no estado gasoso. não participando da combustão e nem da respiração. ou nitrogênio é um elemento com símbolo N. Este elemento chega ao solo através de compostos orgânicos (restos vegetais e animais) e/ou inorgânicos.

cuja existência não é tão abundante. A maioria das plantas obtém o nitrogênio necessário ao seu crescimento através do nitrato. Apesar de extremamente abundante na atmosfera o nitrogênio é frequentemente o nutriente limitante do crescimento das plantas. O ciclo do nitrogênio é um dos ciclos mais importantes nos ecossistemas terrestres. Os animais recebem o nitrogênio que necessitam através das plantas e de outra matéria orgânica. O principal repositório de nitrogênio é a atmosfera (78% desta é composta por nitrogênio) onde se encontra sob a forma de gás (N2). ion de nitrito (NO2-) e ion de nitrato (NO3-). tal como outros animais (vivos ou mortos) . O nitrogênio é usado pelos seres vivos para a produção de moléculas complexas necessárias ao seu desenvolvimento tais como aminoácidos. Estes compostos são obtidos através de vários processos tais como a fixação e nitrificação.Ciclo do Nitrogênio CICLO O processo pelo qual o nitrogênio ou azoto circula através das plantas e do solo pela ação de organismos vivos é conhecido como ciclo do nitrogênio ou ciclo do azoto. Outros repositórios consistem em matéria orgânica nos solos e oceanos. proteínas e ácidos nucleicos. uma vez que o íon de amônio lhes é tóxico em grandes concentrações. Isto acontece porque as plantas apenas conseguem usar o nitrogênio sob três formas sólidas: íon de amônio (NH4+).

Ciclo do Nitrogênio .

amoníaco este que é produzido pelas bactérias que vivem nos caules das mesmas plantas. Este é posteriormente dissolvido na água da chuva e depositado no solo. nitrato (NO3-) e nitrito (NO2-). cuja elevada energia separa as moléculas de nitrogênio e permite que os seus átomos se liguem com moléculas de oxigénio existentes no ar formando monóxido de nitrogênio (NO). os quais são descritos nas secções seguintes. existem bactérias que estabelecem uma relação de simbiose com algumas espécies de plantas (leguminosas) e bactérias que vivem livres no solo. Fixação Atmosférica A fixação atmosférica ocorre através dos relâmpagos. Entre estas.Ciclo do Nitrogênio Processos do ciclo do nitrogênio Fixação A fixação é o processo através do qual nitrogênio é capturado da atmosfera em estado gasoso (N2) e convertido em formas úteis para outros processos químicos. . Fixação Biológica Algumas bactérias têm a capacidade de capturar moléculas de nitrogênio (N2) e transformá-las em componentes úteis para os restantes seres vivos. A simbiose é estabelecida através do consumo de amoníaco por parte das plantas. A fixação atmosférica contribui com cerca de 58% de todo o nitrogênio fixado. tais como amoníaco (NH3). Esta conversão pode ocorrer através de vários processos.

A incorporação do nitrogênio em compostos orgânicos ocorre em grande parte nas células jovens em crescimento das raízes. O amoníaco é produzido principalmente para uso como fertilizante cuja aplicação sustenta cerca de 40% da população mundial. .Ciclo do Nitrogênio Fixação Industrial Através de processos industriais (nomeadamente o processo de Haber-Bosch) é possível produzir amoníaco (NH3) a partir de azoto (N2) e hidrogênio (H2). Assimilação Os nitratos formados pelo processo de nitrificação são absorvidos pelas plantas e transformados em compostos carbonados para produzir aminoácidos e outros compostos orgânicos de nitrogênio.

Esta alteração leva a alterações da concentração deste nutriente. moderadamente em depósitos de água (através da eutrofização). o Homem aumentou significativamente a taxa de produção de azoto utilizável biologicamente.Ciclo do Nitrogênio INTERFERÊNCIA Como resultado da utilização intensiva de fertilizantes e da poluição resultante dos veículos e centrais energéticas. e ao excessivo crescimento de determinadas espécies deteriorando o ambiente que as rodeia. .

particularmente o monóxido e o dióxido do azoto são altamente reativos. gás libertado essencialmente por via da combustão e o fato de ser pouco reativo na troposfera permite exercer os seus efeitos nocivos durante muitos anos. Estas alterações manifestam-se principalmente através de nevoeiro fotoquímico. Óxidos do Azoto (NOx). porque são os receptores finais do excedente do azoto que através de descargas diretas de efluentes não tratados. O dióxido do azoto transformado em ácido nítrico compõem a chuva ácida. . por isso as alterações atmosféricas são apenas detectadas a nível local e regional. Nitratos (NO3-). com vidas relativamente curtas. que tem consequências perigosas para a saúde humana. os sistemas aquáticos são os que mais sofrem. O seu efeito na estratosfera assenta na deterioração da camada protetora de ozônio com influências das radiações ultravioletas. assim como para a produtividade dos ecossistemas. que contaminam águas que ao serem ingeridas provocam várias disfunções fisiológicas. desencadeando profundas alterações na composição das suas comunidades bióticas.Ciclo do Nitrogênio Poluição Poluição provocada pelas influências antropogênicas do ciclo do azoto pode manifestar-se através de: Óxido nitroso (N2O). que destrói monumentos e acidifica solos e sistemas aquáticos. Apesar dos ecossistemas terrestres serem vulneráveis ao excesso de azoto.

diodos. . para a fabricação de fertilizantes e ácido nítrico. durante a fabricação de componentes eletrônicos (transistores. É usado. posteriormente. etc. O amoníaco é usado.Ciclo do Nitrogênio USO A mais importante aplicação comercial do nitrogênio é na obtenção do gás amoníaco pelo processo Haber. masculinas e femininas ou quaisquer outras amostras biológicas. circuitos integrados. Também é usado em tanques de líquidos explosivos. devido a sua baixa reatividade.) e na fabricação do aço inoxidável. para o congelamento e transporte de alimentos. conservação de corpos e células reprodutivas sexuais. como atmosfera inertizada em tanques de armazenamento de óleos vegetais e animais. É usado como fator refrigerante.

CICLO DO ENXOFRE .

. • A maior parte do enxofre do solo. encontra-se em formas orgânicas. frágil e leve. • Insolúvel em água. em geral mais de 90%. • Quando entra em combustão forma o dióxido de enxofre e apresenta uma chama azulada.Ciclo do enxofre Conceito • O enxofre é um não-metal de cor amarelada que queima com facilidade • É mole. parcialmente solúvel em álcool etílico.

• E também em grandes depósitos de origem vulcânica. Itália e sul dos Estados Unidos. • É encontrado em rochas sedimentares (formadas por depósitos que se formaram por ação da natureza) nas rochas vulcânicas. Chile. queijos e na gema dos ovos. • Este tipo de enxofre encontrado nos alimentos não é tóxico e é eliminado pela urina. Finlândia. no carvão. PRINCIPAIS FONTES .Ciclo do enxofre • Assim como hidrogênio e oxigênio pode ser encontrado livre na natureza. alhos. Japão. no gás natural e também em plantas a base de carvão. Espanha. • está presente em compostos minerais. • As principais jazidas de enxofre estão situadas em países como México. cebolas. • Pode ser encontrado em legumes como: aspargos.

• Na engenharia sanitária. o acido sulfúrico é usado nos teste de Lixiviação.Ciclo do enxofre Aplicações do Enxofre • Usado em múltiplos processos industriais: • Produção de ácido sulfúrico para baterias. . fabricação de pólvora e vulcanização da borracha.

atuam como cofator ("estimulador") de reações promovidas por enzimas. • Em muitos seres vivos. . como a cisteína. As sulfobacterias realizam o processo inverso. com uma forma de obtenção de energia para a quimiossíntese. • O único retorno natural do enxofre para a atmosfera é através da ação de decompositores que produzem o gás sulfídrico.Ciclo do enxofre Importância do Enxofre na natureza • O enxofre é um importante constituinte de alguns aminoácidos. moléculas com átomos desse elemento.

O enxofre apresenta um ciclo que se passa entre o ar e os sedimentos. o enxofre permanece armazenado na forma de minerais de sulfato. o enxofre existe combinado com o oxigênio formando. O gás sulfídrico (H2S). fica dissolvido na água do solo e assume a forma iônica de sulfato (SO4--) Na atmosfera. Nos sedimentos. Outra parcela está na forma de anidrido sulfídrico (SO3). cerca de 75% dele. . Com a erosão. o SO2 (dióxido de enxofre). Existe um grande depósito na crosta terrestre e nos sedimentos e um pequeno depósito na atmosfera.Ciclo do enxofre Descrição do Ciclo Biogeoquímico • • • • • • • • O ciclo é basicamente sedimentar embora possua uma fase gasosa. Esses óxidos de enxofre (SO2 e SO3) incorporam-se ao solo com as chuvas. sendo então transformado em íons de sulfato (SO4--).

Ciclo do enxofre .

2. 4. Os seres vivos se alimentam das plantas. Sulfatos são produzidos pela ação de microrganismos na combinação do enxofre com o oxigênio. O enxofre é extraído do sulfito por bactérias e outros microrganismos. Criando sulfito de hidrogênio. Microrganismos decompõem os aminoácidos que contém nos restos de animais e plantas. 6. As plantas absorvem compostos contendo enxofre além dos sulfatos. o hidrogênio substitui o oxigênio na composição dos sulfatos. Na produção de aminoácidos das plantas.Ciclo do enxofre Contém seis etapas básicas: 1. 3. . 5.

animais e plantas sofrem.Ciclo do enxofre Ação Humana • A principal perturbação humana no ciclo global do enxofre é a libertação de SOX (SO2 mais uma pequena quantidade de SO3) para a atmosfera como resultado da queima de carvão e óleo contendo enxofre • Quando o ciclo é alterado. . • Isso vem acontecendo através da queima constante de combustíveis ( petróleo e gás natural). • São combustíveis fósseis pois se formaram a milhões de anos a partir das mortes de imensas florestas tropicais ou da morte de criaturas microscópicas chamadas de plânctons.

Ciclo do enxofre Ciclo do enxofre com a interferência .

As plantas que entram em contato com o dióxido de enxofre muitas vezes sofrem danos às folhas. • Animais selvagens . Efeitos nos (as): • Solos . causando o esgotamento dos nutrientes. Os Efeitos nocivos do enxofre no ecossistema terrestre . • Florestas . alterando o pH do solo. • Plantas . tornando-os mais vulneráveis ​à doença.Enxofre da chuva ácida acidifica ecossistemas terrestres. criando ecológicos zonas mortas.Precipitação ácida contendo dióxido de enxofre tem sido associada a danos florestais generalizada no norte dos Estados Unidos.Ciclo do enxofre • A chuva ácida de óxidos de enxofre combinam com a umidade do ar em uma reação química alimentado pelo sol. afetando a vida selvagem que depende deles.A acidificação dos lagos causados ​pelas emissões de enxofre pode eliminar fontes de alimentos.

Edifício Bosco Verticale .

editor e ex-acadêmicos de design e arquitetura da revista Domus – sua Verticale Bosco é uma estrutura de 27 andares elevados. recupera. O Verticale Bosco é um sistema que otimiza. a torre será a casa de primeira floresta do mundo vertical. Itália. .Edifício Bosco Verticale Desenhado por Stefano Boeri – arquiteto. e produz energia. Uma vez completa. actualmente em construção em Milão.

ao mesmo tempo.Edifício Bosco Verticale Cada apartamento no edifício terá uma varanda plantada com árvores que são capazes de responder ao clima da cidade – sombra será fornecida dentro do verão. Além disso. filtragem da poluição da cidade. O design do Verticale Bosco é uma resposta a ambas as expansões urbanas e o desaparecimento da natureza da nossa vida e na paisagem. e no inverno as árvores nuas permitirá que a luz solar para permear através os espaços. Irrigação das plantas será apoiada através da filtragem e reutilização da água cinza produzido pelo edifício. os sistemas de energia fotovoltaica irão promover ainda mais a torre de autossuficiência. .

A diversidade das plantas e suas características produzem umidade. . mas durante todo o ano. produzindo oxigênio e proteger o edifício da radiação e da poluição sonora. Isto não só melhora a qualidade de espaços. economiza energia.Edifício Bosco Verticale Coberto de vida vegetal. a construção do prédio ajuda no equilíbrio do microclima e na filtragem das partículas de poeira contidas no ambiente urbano (Milan é uma das cidades mais poluídas da Europa). absorvem partículas de CO2 e poeira.

. produzindo H2O e do ciclo do carbono ao absorver o CO2 e transforma-lo em O2.Edifício Bosco Verticale O edifício participa diretamente do ciclo da água . através da transpiração da vegetação.

em italiano) é composto por duas torres residenciais de 100 e 70 metros de altura que serão cobertas por 900 árvores e diversas outras plantas.Edifício Bosco Verticale O prédio Bosco Verticale (“floresta vertical”. . o equivalente a um campo de futebol. a floresta ocuparia uma área de 10 mil metros quadrados. Se fosse plantada horizontalmente.