You are on page 1of 4

Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix Curso de Arquitetura e Urbanismo Arquitetura 6

Jessica Maciel Silva

OBRAS ANALOGAS 01- TIPOLOGIAS/PARTIDO

Prof.: Ana Saraiva AR06N

Belo Horizonte 19/09/2012 1

áreas de lazer e mirante panorâmico. Fernanda Vieira. Projetos de uso misto são raros no Brasil. Sandra Dellarole (coordenador geral).927. escritórios.22m² Nº de pavimentos: 47 (3 subsolos) Altura total: 150. ao todo. Paraná. cujos usos variam entre galeria comercial. 47 pavimentos. Área do terreno: 3. a torre terá. como é o caso deste edifício. que se encontra atualmente em construção na cidade de Curitiba. PR Ficha Técnica Projeto: 2007-2009 Construção: 2009-2010 Equipe: Jorge Königsberger e Gianfranco Vannucchi (autores). diferentemente da situação mais comum.50m² Área construída total: 46. o edifício se tornará um marco no skyline curitibano: com cerca de 150 metros de altura. unidades de apartamentos de 1 e 2 dormitórios e lofts. Caio Morenghi. em que os diversos usos permanecem segregados em torres diferentes.Edifício Universe Life Square | Curitiba. com galeria comercial.66m O edifício Universe Life Square. André Prevedello. Além disso. além de diversos equipamentos de lazer e mirante panorâmico. centro de convenções. especialmente projetos que combinam atividades de comércio e serviços juntamente com habitação. apartamentos tipos simples e loft. destaca-se principalmente pela sua distribuição programática inusitada. centro de convenções. será o edifício mais alto da cidade e um dos mais altos de toda a Região Sul do Brasil. O que o torna ainda mais especial é o fato de que a diferenciação de usos ocorre entre seções verticais de uma mesma torre. Contando com os 3 pavimentos de subsolo. Luiz Paulo Eigenheer (coordenador técnico).721. Alexandre Hepner. unidades de escritórios. 2 . Margareth Hufnagel (arquitetos) Programa: Torre de uso misto.

Na cota mais alta. Ocorre ainda um escalonamento sutil de uma parte do volume da torre ao longo deste trecho vertical. produzindo unidades múltiplas de lay-out flexível. através da qual é possível acessar o hall do setor residencial e a galeria comercial. ou então com acesso controlado integrado diretamente ao interior da torre. junto à Rua Comendador Araújo. onde há um segundo acesso à galeria e também ao centro de convenções e ao hall do setor de escritórios da torre. sendo que cada andar possui 11 unidades com área variando entre 40m² e 60m². permitindo a criação de acessos separados verticalmente para os setores residenciais. Tanto a galeria quanto o centro de convenções destacam-se do corpo do edifício. O trecho entre o 24º e o 33º pavimentos é ocupado por unidades de apartamentos compactos de 1 ou 2 dormitórios. com doze unidades por pavimento cuja área varia entre 35m² e 70m². há o acesso à garagem e serviços no subsolo. entre duas ruas movimentadas e com a face principal voltada para uma rua local mais tranqüila que interliga as duas primeiras. 3 .O Universe Life Square localiza-se no bairro do Batel. e acima deste nível inicia-se o setor residencial. O edifício foi implantado em um lote estreito e comprido. As unidades são modulares e podem ser integradas de diversas maneiras diferentes. além de lounges internos e externos. com algumas lojas de pé-direito simples e outras com pé-direito duplo e mezanino. há uma segunda praça. O setor de escritórios da torre estende-se do 4º ao 22º pavimento. além das docas de abastecimento das lojas. cujas prumadas de elevador e escadas de emergência têm o funcionamento totalmente independente do setor escritórios. comerciais e de escritórios. composto por quatro salas de reunião modulares e auditório para 180 pessoas. há uma praça pública terraceada. O centro de convenções pode tanto ser usado com acesso direto da rua para público externo. e reflete as características do tecido urbano envoltório: um bairro cosmopolita de uso misto e densidade elevada. No 4º pavimento localiza-se o centro de convenções. junto à Rua Vicente Machado. Na cota intermediária. Há um desnível de 4 metros entre as duas extremidades do terreno. o que oferece maior diversidade de área às unidades com pequenas variações entre um pavimento e outro. voltada para a maior face do lote. parcialmente protegida por uma arcada. amenizando a altura total da torre e estabelecendo uma transição entre as escalas de percepção da cidade e do transeunte. mas que proporciona alto nível de qualidade de vida através de ruas intensamente arborizadas e boa ambientação urbana. O 23º pavimento é destinado a áreas técnicas. próximo à zona central de Curitiba. A galeria comercial ocupa os três primeiros pavimentos da torre. Na cota mais baixa.

as quais. por exemplo. com salas de estar de pé-direito duplo e mezaninos. considerando-se a diversidade de usos conjugadas em uma única torre. obedecem sempre à rígida modulação estrutural. spa. bar e terraço de lazer. como é o caso de Curitiba. entre o 35º e o 40º pavimentos. A saída a este dilema foi encontrada em uma linguagem de caráter contemporâneo e conciso. pretende realizar uma contribuição positiva para uma cidade que tradicionalmente destaca-se pela boa qualidade de sua arquitetura e de sua ambiência urbana. o 42º é ocupado por salão de festas. O Universe Life Square. com piscina. Cada uso diferente. O último trecho. Ao mesmo tempo em que se destaca pela sua imponência. Enquanto o 41º pavimento contém áreas técnicas.O topo do edifício complementa as áreas sociais comuns e de lazer do condomínio residencial. o edifício estabelece uma relação harmoniosa com a cidade. expressa através de materiais como vidros de alta performance e painéis compostos de alumínio. é ocupado por unidades residenciais do tipo loft.No 34º pavimento há um pavimento destinado ao lazer do condomínio. cada um com tratamentos e aberturas contrastantes na fachada. e este é um edifício no qual ambos devem coexistir. expressa através de gestos simbólicos como. enfim.br/_arq/konigsvannucchi/pg_konigsvannuc_edmisto. sala de jogos e solarium externo. A volumetria da torre é marcada por dois prismas justapostos. a abertura das duas praças semi-públicas que articulam a transição entre o espaço interior e exterior. Além disso. também remete a referências estéticas divergentes no imaginário da população em geral. além de impor suas próprias restrições e exigências de caráter técnico e funcional. uma pira brilhará tal qual um farol no céu noturno curitibano.arqbrasil. Fonte: http://www. e área variando entre 75m² e 90m². e o 43º abriga um lounge e mirante panorâmico. Há uma imagem típica de como deve ser a aparência de um edifício para morar e de outro para trabalhar. no entanto. Na extremidade do mirante.htm 4 . Definir uma linguagem arquitetônica para este projeto foi um verdadeiro desafio.com. a diferenciação vertical de usos fica expressa na variação do ritmo e da intensidade de aberturas ao longo da altura do edifício. academia.