You are on page 1of 9

Paolo Bettini

Paolo Bettini

Informações Nome Bettini Paolo Data de Nascimento Pais 1 Abril 1974 Itália Equipa Ultima Equipa Quick Step-Innergetic Equipa(s) profissionais 1997 1998 1999-2002 2003MG-Technogym Asics-CGA Mapei Quick Step

Paolo Bettini

Paolo Bettini (1,69 - 58 kg) é um Ciclista italiano que nasceu dia 1 de Abril de 1974 na Cecina (Toscane). Ele é considerado como um dos melhores especialistas actuais de clássicos. Ele ganhou Milan-San Remo, Liège-Bastogne-Liège e a Volta da Lombardia, o Campeonato do Mundo em 2006 e 2007 e a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas em 2004. Apelidado de "Il Grillo" (o grilo), ele tem um dos quadros de honra mais importantes do pelotão actual.

Principais vitorias

• • • • • • • • •

Campeão do Mundo 2006-2007 Campeão Olímpico 2004 Campeão de Itália 2003-2006 Milan-San Remo 2 Liège-Bastogne-Liège 2 Voltas da Lombardia 1 etapa da Volta à France 2 Etapas da Volta a Itália 2 Etapas da Volta a Espanha

Biografia
Paolo Bettini começou no ciclismo com a idade de 7 anos, e ganhou 23 das 24 primeiras corridas que disputou. Em 1996, ele classificou-se quarto do Campeonato do Mundo amador, atrás de três dos seus compatriotas. Ele passou a profissional no ano seguinte, em 1997 com a equipa « MG-Technogym ». Ele troca depois para a « Asics-CGA » (1998) e depois para Mapei (1999-2002). Durante os primeiros anos da sua carreira, ele é um ajudante ao serviço de Michele Bartoli, que é então um dos melhores especialistas dos clássicos. Graças aos seus bons resultados, Bettini adquire uma certa autonomia no centro da equipa. Ele ganha a sua primeira vitória maior em 2000 no Liège-Bastogne-Liège. Esta vitória é seguida de uma outra em Dax na Volta á França. Em 2001, depois de muitos meses sem vitórias, ele ganha Jan Ullrich ao sprint no Campeonato de Zurique. Algumas semanas mais tarde, o seu desacordo com Michele Bartoli acontece nos campeonatos do mundo em Lisboa : Bartoli recusa de levar o sprint de Bettini, permitindo à Oscar Freire de ganhar o titulo pela segunda vez. Na época de 2002 existe um desacordo de Paolo Bettini, com as arrancadas dos seus chefes de pelotão Bartoli e Johan Museeuw da equipa Mapei. Ele ganha o seu colega Stefano Garzelli na Liège-Bastogne-Liège depois de uma brilhante corrida táctica da Mapei. Lado à lado com Museeuw que ganha Paris-Roubaix e a HEW Cyclassics, ele ganha a Taça do mundo devido a sua vitória na Volta da Lombardia, a ultima corrida do calendário. Mudando se para a equipa Quick Step, ele começa o ano 2003 por uma vitoria no MilanSan Remo. Uma lesão contraída no Gand-Wevelgem impede-o de correr até a Volta á França. Com de fome de competição, ele ganha em Hamburgo a frente de Ullrich, e depois na Clássica San Sebastian e ganha a Taça do mundo pela segunda vez.

A Época seguinte começa da mesma forma, por uma vitória em San Remo. Depois de uma primeira decepção nas corridas ardennaises dominadas por Davide Rebellin, ele termina segundo em Hamburgo e San Sebastian. Líder da Taça do mundo, Bettini ainda não tinha ganho antes da última etapa, a Volta da Lombardia. Contentando-se de marcar Rebellin, que acabou por abandonar, ele ganha a sua ultima Taça do mundo antes do

ProTour, realizando um trio (2003-2003-2004) no qual adiciona uma medalha de ouro nos

Jogos Olímpicos em Atenas. Ele não consegue ser campeão do mundo, devido a uma lesão no joelho feita contra um carro da sua equipa. Em 2005, outra lesão impede-o de começar os clássicos da primavera. Ganhando a Volta de Itália por duas vezes, e depois a Volta de Espanha, ele falha novamente nos campeonatos do mundo em Madrid. Mas ele consegue na mesma um excelente fim de época ganhando o Campeonato de Zurique e a Volta da Lombardia. A campanha dos clássicos da Primavera 2006 é um desastre. Mas Bettini esquece rapidamente e ganha uma etapa do Giro, e sagra-se campeão de Itália e Campeão do mundo batendo Erik Zabel e Alejandro Valverde ao sprint. Alguns dias depois deste sucesso, o seu irmão Sauro morre num acidente de carro. Depois de um período de reflexão e de ter pensado acabar a carreira, ele ganha de novo, em lágrimas, A Volta da Lombardia. Estes sucessos fazem com que ele receba a bicicleta de ouro de melhor ciclista do ano 2006. Depois de um princípio de época de novo desastrada em 2007, ele ganha uma etapa da Volta a Espanha. Ele veste durante alguns dias a camisola de líder da classificação por pontos mas abandona afim de se preparar para o campeonato do mundo que começa no

fim do mes de Setembro em Estugarda. A sua participação ta um pouco bloqueada pelos organizadores que dizem que ele não assinou um documento anti-doping da UCI. Autorizado a correr pelo tribunal de Estugarda, ele ganha a corrida. Ele é o quinto corredor a ganhar dois títulos de campeão do mundo consecutivos, depois de Georges Ronsse, Rik Van Steenbergen, Rik Van Looy e Gianni Bugno, é a vez de Paolo Bettini.

Quadro de Honra
• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Campeão do Mundo (2006, 2007) Campeão Olímpico (2004) Campeão de Italia (2003, 2006) Taça do Mundo (2002, 2003, 2004) Numero 1 UCI (2002, 2003, 2004) Volta da Lombardia (2005, 2006) Liège Bastogne Liège (2000, 2002) Milan-San Remo (2003) Grand Prix de Zurique (2001, 2005) Clássica San Sebastian (2003) Hambourg Cup (2003) Tirreno-Adriatico (2004) Volta do Mediterrâneo (2003) Volta da Wallonie (2002) Volta do Latium (2002) Semaine Coppi & Bartali (2000) Volta da Província di Lucca (1999) Volta da Riviera Ligure (2002) Grand Prix de Lugano (2006) Grand Prix de Camaiore (2004) Coppa Sabatini (2002) Coppa Placci (2001) 2 Etapas da Volta a Itália 1 Etapa da Volta a França 3 Etapas da Volta a Espanha 1 etapa do Tour de Romandie 1 Etapa da Volta a Suiça 6 etapas do Tirreno-Adriatico 3 Etapas da Semaine Coppi & Bartali 2 Etapas da Volta da Riviera Ligure 1 Etapa da Volta das Régions Wallonnes 2 étapas do Tour de Langkawi 2 etapas do Trophée de Majorque 1 etapa do Tour de la Province Di Lucca 1 etapa do Circuit Franco-Belge 1 etapa da Volta da California 1 etapa da Volta do Mediterrâneo

Lugares de Honra
• • • • • • • • • • • • • • • • •

2º do Campeonatot do Mundo (2001) 2º do Liege-Bastogne-Liege (2006) 2º do Hew Cyclassics (2004) 2º da Clasica San Sebastian (2004) 2º do Campeonato de Zürique (2002, 2004) 2º do Milan - Turin (1999) 2º do Milan-Vignola (2005) 2º do Kuurne-Bruxelles-Kuurne (2004) 2º da Volta da Toscane (2002) 2º da Volta da Romagne (2000) 2º da Volta de Langkawi (2001) 3º do Campeonatot de Zürique (2003) 3º do Amstel Gold Race (2004) 3º do Trophée Laigueglia (1998) 3º da Semaine Coppi & Bartali (1999) 3º da Coppa Sebatini(2001) 3º do Het Volk (2003)

Classicos
• • • • • • • • • • •

Milan - San Remo : 1º(2003), 5º(2001), 8º (2004) Volta da Lombardia : 1º(2005, 2006), 9º(1999), 10º(2000), 20º(2001) Liège-Bastogne-Liège : 1º(2000, 2002), 2º (2006), 4º (2005, 2007), 5º (1999), 15º (2001) Paris-Tours : 4º (2000), 6º (2004), 11º (2003), 14º (1999), 19º (2002) Amstel Gold Race : 3º (2004), 7º (2007), 8º (2002, 2006), 14º (2000) Volta de Flandres : 7º (2006), 9º (2004), 16º (2002) GP de Zürique : 1º (2001, 2005), 2º (2002, 2004), 3º (2003), 4º (1999), 8º (1998) Hew Cyclassics : 1º (2003), 2º (2004), 4º (2002), 6º (2001), 12º (1998, 1999), 18º (2000) Classica San Sebastian : 1º (2003), 2º (2004), 4º (2000), 7º (2002), 11º (1999), 13º (2001) Flèche Wallonne : 12º (2006), 19º (2000), 20º (2001) Grand Prix de Plouay : 7º (1999)

Campeonato do Mundo]
• • • • • •

2000 : 9º 2001 : 2º 2003 : 4º 2005 : 13º 2006 : 1º 2007 : 1º

Campeao do mundo de ciclismo sobre estrada Paolo Bettini 2006 Paolo Bettini

Campeão do mundo de ciclismo sobre estrada Paolo Bettini 2007 Paolo Bettini

Volta a França
• • • •

2000 : Desistiu na 13e etapa e vencedor de uma etapa 2001 : 70e 2003 : 48e 2004 : 58e

Volta de Italia
• • • • • •

1997 : 25º 1998 : 7º 1999 : 44º 2002 : Desistiu 2005 : Vencedor da primeira etapa 2006 : Vencedor da classificação por pontos e 15º etapa

Volta de Espanha
• • • •

1999 : Desistiu 2005 : Desistiu e vencedor da 16e etapa 2006 : Desistiu e vencedor da 2e etapa 2007 : Desistiu e vencedor da 3e etapa Quick Step-Innergetic – Epoca 2007

Baguet | Barredo | Bettini | Boonen | Cretskens | De Jongh | Engels | Facci | Garate |

Grabovskyy | Hulsmans | Proni | Rosseler | Santaromita | Scarselli | Schwab | Seeldraeyers | Steegmans | Tankink | Tonti | Tosatto | Van De Walle | van Impe | Van Petegem | Vasseur | Verheyen | Vigano | Visconti | Weylandt | Wynants
Manager : Lefevere

Biblografia]
1. ↑ La non-affaire Bettini, Le Figaro, 27 septembre 2007. 2. ↑ Paolo Bettini champion du monde en terre hostile, Le Monde, 30 septembre 2007.

Le site officiel de Paolo Bettini

http://fr.wikipedia.org/wiki/Paolo_Bettini »