You are on page 1of 7

ALUNO: FERNANDO DE P.

NIZER

TRABALHO DE FÍSICA
Trabalho apresentado para avaliação na disciplina de Física no Curso de Técnico em manutenção de aeronaves (Célula - 1ª fase) do SENAI/SC - Palhoça. Prof. Walter André.

PALHOÇA 2011

............................................. 3 Porque os aviões voam? .........................1 Gravidade e sustentação....................SUMÁRIO Introdução .............. Resistência ao Avanço e Tração............................................................................................................................................ 5 4... 4 2................................ 7 1............................................................. Conclusão ........................ Mudança de Altitude ............1 Mudança de Direção..................................................... 4 3.......................... 6 4......................................................... 2.............................................. 6 5.. 2 ..........................................................................................................................................................................................................

INTRODUÇÃO Neste trabalho iremos responder a seguinte pergunta: “Porque os aviões voam?” Quais as forçar básicas que atuam sobre o avião e o que acontece quando alguma dessas forças é alterada. 3 .

o avião fica nivelado. e assim. Porque os aviões voam? Quatro forças básicas atuam no vôo de um avião: 1: Gravidade 2: Sustentação 3: Resistência do ar 4: Tração. Para um avião subir e permanecer no ar. o avião começa a subir. 4 . 1. Quando a sustentação de um avião iguala a força da gravidade e sua tração iguala a resistência ao avanço. Os homens não tiveram êxito nas suas primeiras tentativas de voar com asas porque não sabiam que é a forma curva das asas das aves que lhes dá a sustentação necessária. A tração é a força que se opõe à resistência ao avanço e impulsiona o avião para É criada pelo movimento da asa do avião através do ar. Gravidade e Sustentação: A força da gravidade tende a manter o avião no solo ou puxá-lo em direção ao solo durante o vôo. Quando um avião está parado no solo. A força da gravidade no solo é igual ao peso do avião no solo. Quando o avião começa a mover-se para frente. a fazer uma curva ou a mudar sua direção ou posição de alguma forma. Depois que os homens descobriram esta particularidade. frente. É criada pelos motores da hélice ou pelas turbinas do avião. Quando qualquer uma dessas forças muda. a pressão em cima e embaixo das asas é a mesma. sua asa precisa criar uma força ascendente de sustentação maior que a força da gravidade. começaram a construir asas de avião ligeiramente curvas. A sustentação é criada por uma mudança de pressão do ar em torno da asa do avião enquanto ele se desloca no chão ou no ar. A resistência do ar é a força natural do ar opondo-se ao movimento do avião. A sustentação é a força que empurra o avião para cima contra a gravidade. A gravidade é a força natural que puxa o avião para a terra. obtiveram a sustentação. Da mesma forma que as asas das aves. 3. o ar passa a circular por cima e por baixo da asa. 4. 2.

Para aumentar a tração. Sua velocidade e sua pressão não são modificadas pela asa. As hélices produzem a tração em aviões a turboélice ou de motor a explosão. percorre uma linha reta. Quando a hélice gira. e o avião decola. e a força de sustentação torna-se maior que a força da gravidade. suas asas criam uma força ascendente cada vez maior à pressão do ar que se encontra sob a asa finalmente. na frente. Quanto mais rápido o motor a jato funcionar ou a hélice girar. Nesse movimento. Resistência ao Avanço e Tração: Uma asa pode produzir sustentação no ar apenas se estiver se movendo para frente. o movimento rápido dos gases através do motor produz a tração. Quando o ar se move por baixo da parte inferior da asa. maior será a sustentação ascendente produzida pela asa. À medida que a tração aumenta. o ar que se encontra por sob a asa tenta mover-se para cima. a pressão do ar na superfície dianteira das pás é reduzida. sua velocidade aumenta e sua pressão cai. Quanto mais rápido o avião se mover. Uma área de alta pressão sempre se move para uma área de alta pressão. a área de alta pressão eleva a asa no ar. dando-lhes uma forma lisa e equilibrada. mais o avião avança. se torna maior que o peso do avião. Cuidam também de cada parte do lado externo de modo que o avião possa cortar o ar fácil e suavemente. Num avião a jato. As pás das hélices têm um formato muito similar ao das asas do avião. Para fazer frente à resistência ao avanço. 5 . que é curva percorre uma linha curva. o avião precisa ainda de mais tração. em direção a camada de ar que se encontra sobre a asa. Mas a asa está no caminho. a pressão do ar vai de encontro às pás da hélice e move o avião para frente. Mas aumentando a velocidade.Quando o ar se move por sobre superfície superior. Ao invés de encontrar a área de baixa pressão. projetam-se as fuselagens de avião com a melhor característica aerodinâmica possível. Precisa de tração do motor para se movimentar para frente. Fazendo isso. A pressão mais alta na parte de trás das pás move-se em direção à pressão mais baixa. Quando um avião aumenta sua velocidade na pista antes da decolagem. aumenta também a resistência ao avanço. Dessa forma. maior será a força de tração. que é plana.

Isto é. de modo que a asa fique num ângulo inclinado para cima em relação à trajetória do avião. 6 . a sustentação se faz em relação ao solo. A sustentação sempre se verifica em ângulo reto com a superfície da asa. Aumentando-se a tração também se aumenta a sustentação. para que o avião não perca altitude. A asa usa seus comandos para levantar ligeiramente o nariz do avião. a asa esquerda fica mais baixa do que a direita. Em consequencia. É a força de sustentação da asa. O fluxo de ar sobre a parte superior aumenta em velocidade. Para obter a sustentação adicional. forçando o avião a fazer a curva. e o avião começa a subir. aumenta a potência do motor. o piloto faz ambas as operações ao mesmo tempo. Mas a subida aumenta a resistência ao avanço. diminuindo a tração do avião. criando uma tração maior. Ao mesmo tempo. o avião começa a perder altitude. O piloto compensa novamente as quatro forças de vôo aumentando a potência do motor. o piloto aumenta o ângulo de ataque do avião. ângulo em que a asa corta o ar. e a pressão sobre a asa torna-se menor que no vôo horizontal. Quando a asa não está na horizontal em relação ao solo.Mudança de Altitude: Um avião em vôo horizontal compensa a gravidade com a sustentação e a resistência ao avanço com a tração. a sustentação da asa direita aumenta. Para equilibrar novamente as quatro forças. Quando a asa esquerda se abaixa. Mas o aumento do ângulo de ataque interrompe o fluxo de ar sobre a asa. Se o piloto quiser subir. aumentando a resistência ao avanço. o piloto pode aumentar seu ângulo de ataque e assim aumentar a sustentação da asa. O aumento da tração produz maior sustentação. o piloto reduz a potência do motor. criando uma tração maior. Quando um avião faz a curva. ajudando na descida. Os motores funcionam mais rápido. ou aumentar a potência do motor para aumentar a tração. Mudança de Direção: Um piloto faz seu avião fazer uma curva aumentando a sustentação numa asa ou outra. mas não para fazer a curva. O piloto usa o leme de direção para manter firme o nariz do avião. opera os comandos que colocam o avião numa inclinação lateral para a esquerda. que faz o avião fazer a curva. por exemplo. ocorrendo num ângulo com o horizonte. e assim o avião precisa de maior sustentação. Reduzindo a tração reduz-se também a sustentação. Para fazer um avião descer. Ao fazer uma curva acentuada. Os motores reduzem a velocidade. a quantidade de sustentação que se opõe a força da gravidade é reduzida. Para fazer uma curva para a esquerda. e o avião começa a descer. que torna ainda menor a velocidade do avião. a resistência ao avanço aumenta o seu efeito.

que faz uma força ascendente maior do que a da gravidade.CONCLUSÃO Podemos então concluir que o que possibilita o vôo de um avião é o formato curvado da asa. 7 . que é propiciada pela tração do motor. que por sua vez precisa ser maior do que a resistência do ar. descer e mudar de direção. Quando alguma dessas forças é alterada é possível fazer o avião subir. Mas para a asa obter essa força é necessário uma certa velocidade do ar embaixo da asa.