mundo universitário

#6
Distribuição “Na Faixa” 2ª Quinzena Outubro/2012

HA AIN R
DO
Recicle essa edição. Compartilhe com sua galera. O Jornal Mundo Universitário é do bem. Não jogue esse em vias públicas.

DÁ ABA
a suja sei piad o com Eu só sabã ue nem a.” q p água lim LO
ANGA IVETE S

youPIX

Sexxxetc

Trampo

Pensamentos para as redes sociais > pág.14

‘MISS FACUL’ As gostosas da faculdade > pág.10

Existe fórmula para ser aprovado? > pág.12

2
Na rede

Posts
Fala aí
miliar. São menos de 2 minutos de vídeo que arrancarão boas risadas ao vê-lo comer à mesa, ler Playboy na privada, escovar os dentes e o melhor, sem apanhar no pet shop! (sacanagem).Como trilha sonora, Hound Dog do Elvis Presley (claro), numa versão bem bacana de Debbi Walton. Espia lá! YOUTUBE >> RUFF DOG DAY

Rapidinhas
REENCARNAÇÕES COM TEMPERO MATRIX
Os irmãos Wachowski estão de volta! Diretores da Trilogia divisora de águas nos efeitos especiais do cinema mundial, voltam com uma superprodução

Como você descreveria um “Dia de Cão”? Nervos à flor da pele? Uma maré de azar? Inferno Astral? Bem, na versão dessa americana, seu Labrador tem uma rotina bem parecida com a de um ser humano, aliás, no corpo de um. O vídeo faz uma montagem bem criativa onde esse labrador ganha braços e uma personalidade que você achará muito fa-

que fala sobre vidas passadas

Se depender dessa aí, a gente só come bolinho de chuva.”
Carminha, pessoa doce, amável, fiel e verdadeira, falando sobre os dotes culinários da Mãe Lucinda, no último episódio da novela mais assistida da televisão brasileira.

e futuras. Seis histórias são retratadas porém, no todas longa, cada uma em uma época diferente, interligadas no plano espiritual. Já ouviu falar em “Amor Eterno”? Pois bem, em “A Viagem” (nome adaptado para o Brasil) Tom Hanks e grande elenco levam isso a sério. Estréia nas telonas somente em 28 de dezembro, mas, vale assistir ao trailer. YouTube >> Cloud Atlas trailer

Touch é passado!
GESTURE CUBE
É pessoal... a tecnologia touch, sinônimo de modernidade e inovação, já já será velharia. Tudo porque a menina dos olhos agora é o Movimento Espacial 3D de Monitoramento. O Gesture Cube (Cubo de Gestos), dispositivo da Lunar Europa, interage com as ondas da mão. Ele detecta a aproximação, a profundidade e o movimento dos gestos, fazendo com que suas 5 telas respondam aos estímulos do usuário, sem precisar tocar na tela! O Cubo reproduzirá músicas, vídeos, visualiza e compartilha fotos com smartphones, acessa a internet, aplicativos, redes sociais e outras ferramentas. Uma experiência inovadora e intuitiva que ainda não tem previsão para chegar ao mercado, mas, que promete invadir nossas vidas, em breve. A banda post-grunge norteamericana formada em 1995 na cidade de Tallahassee, CREED, dona de sucessos como My Sacrifice, With Arms Wide Open, Higher entre outros, vem pela primeira vez ao Brasil. Lembra cantando melhor do que nunca! A turnê Brasil passará por Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. Em São Paulo o show será dia 25 de novembro no Credicard Hall. Quer garantir seu lugar lá dentro? Então agiliza ‘merrmão’, pois, os ingressos estão sendo disputados a tapa.

PELA PRIMEIRA VEZ NO BRASIL

Antes de ‘Avenida Brasil’, me chamavam de Raí. Com o Max isso mudou.”
Marcello Novaes, que terá novo apelido, até seu próximo personagem de sucesso.

daquele parecido

vocalista com o

cabeludo, tenista

Fernando Meligeni? Pois é, 17 anos se passaram e Scott Stapp, que chegou a ver seus parceiros o deixarem de lado para formar a banda Alterbridge, volta por cima da carne seca e

Expediente

JORNAL MUNDO UNIVERSITÁRIO é uma publicação sobre a vida universitária fora da sala de aula, idealizado, editado e produzido pela editora MUNDO UNIVERSITÁRIO. Publisher: Caio Romano (caioromano@mundouniversitario.com.br) Diretor Comercial: Dado Lima (dado@mundouniversitario.com.br) Editor: Daniel Vardi (Mtb: 51052) editor@mundouniveristario.com.br Edição de Arte: PUBLIGIBI (contato@publigibi.com.br) Com conteúdo compartilhado por universitários e pelos seguintes parceiros: Catraca Livre, youPIX, Fabio Vardi , Sweetlicious, Paulão de Carvalho, DaquiPraFora, BaresSP,Educarioca, Cecília Vardi ,Alexandre Winck e Rodrigo Garcia.

Distribuído quinzenalmente nas principais universidades de S.Paulo. Tiragem de 50.000 exemplares dirigida ao público universitário. Acreditamos no poder dos jovens de mudar o mundo transformando os valores da sociedade. Nossos parceiros e anunciantes compartilham essa ideia. Saiba mais da gente: Facebook: www.facebook.com.br/jornalmundu Twiter: @agencia Fale e colabore conosco: jornal@mundouniversitario.com.br Anuncie: 11 - 3078 2958 ou 3078 2900

Na balada
Dia 31 de outubro é dia em que a bruxa anda solta, é Halloween! Então, nada melhor do que tocar o “terror” na balada. A The History (Vila Olímpia) fará neste sábado, 27/out, sua Noite Halloween. A festa contará com decoração temática, filmes assustadores, Drinks até 23h. >>www.thehistory.com.br efeitos especiais, performances e Welcome

4
N

Mural
trabalho. Quer ser colunista? mande seu texto. Quer ser fotógrafo, aguardamos suas fotos. Saibam que, por enquanto, estamos conseguindo responder todos os emails enviados, damos conselhos e sugestões, quero dizer, realmente avaliamos o material. Não queremos ser muito rigorosos e editar ou dirigir o conteúdo, prezamos pela liberdade de produção e criação, mas saiba que haverá sim, algum tipo de edição, ou melhor dizendo, de adequação do material. Vamos usar as páginas do MundU como uma vitrine para todo o material e, o que não couber, na íntegra, será direcionado para a internet. Como posso participar? Primeiro, não tenha medo! Selecione o que você tem de melhor para mostrar para os outros leitores. Se quiser escrever, mande texto com no máximo 1.500 toques (com espaço), se quiser ilustrar ou fotografar, envie 3 amostras do seu trabalho. Ah, Claro! Não esqueça do seu nome completo, idade e telefones para contato!
Compartilhado por:
Daniel Vardi - Editor. editor@ mundouniversitario.com.br

MundU

SEU JORNAL,
o começo não havia nada... mas aos poucos o Jornal Mundo Universitário, ou MundU, ganhou corpo e os leitores perceberam que além de matérias diferentes, de buscar uma linguagem mais solta e próxima ao que vocês querem ler; além de fazermos uma publicação que não tem medo de mudar para acertar, cada vez mais. Aqui você tem espaço. No MundU, você pode publicar seu texto, suas opiniões, mandar suas fotos, suas ilustrações e suas ideias, pode usar com uma vitrine para o seu talento, não importa qual faculdade esteja cursando! Tudo começou de maneira tímida, no primeiro mês recebemos um texto, depois chegou uma sugestão de pauta, mais textos foram chegando e começamos a sentir que a nossa proposta é, cada vez mais, aceita por vocês. Mas e agora? UMA VITRINE A nossa proposta então é apresentar nas páginas do MundU, principalmente, nesta página MURAL, o que de melhor está chegando aqui na redação. Quer ser ilustrador? Mande amostras do seu

#Participe do MundU
Envie para o Jornal MundU seus textos, ilustrações, tirinhas, ideias, desenhos, fotos, elogios, reclamações, xingamentos... enfim... queremos ver você, universitário, aqui no SEU Jornal! Email: jornal@mundouniversitario.com.br Facebook: www.facebook.com.br/jornalmundu

SUA VITRINE
Na nossa página do Facebook, você vai encontrar esses trabalhos enviados, na íntegra!

JUSTIÇA LENTA
Entrevistamos o Doutor e Professor Ronnie Herbert Barros Soares, Juiz de Direito da 14ª Vara Cível da Capital de São Paulo e Professor de Direito Civil da Universidade Anhembi Morumbi, que nos recebeu no fórum João Mendes e nos proporcionou uma ampla visão de como realmente é na prática.
Compartilhado por:
Leidiane Viana e Patrícia Galvão- Estudantes de Direito. leidiane_vianna@hotmail.com

Quer ler mais? >> FACEBOOK.COM/JORNALMUNDU http://falaaeh.blogspot. com.br/2012/06/post108-engarrafamento-deguarda.htm
Engarrafamento de guardachuvas causa meio metro de lentidão: CHIP DA OI, CHIP DA TIM, CHIP DA VIVO, CHIP DA CLARO! Véi do céu, duvido que cê não tenha ouvido esse refrãozinho na rua. E o chato de refrão ruim é que enjoa. E bem rápido... Mas meoo, ninguém tem culpa do fato cê ser um dos milhares (ou seriam milhões? ) de trabalhadoresbrasileiros-condenados-quemal-ganham-100 reais + o dinheiro-do-busão (salve Homem Cueca!). E que mal tem em ser da classe operária barra otária, nessa ralação diária no melhor estilo A Cigarra e a Formiga? Podexá que eu explico e dou descanso pros seus neurônios: quem todo dia dispensa 8 horinhas básicas do seu dia pra faturar muito e torrar tudo na fatura do cartão (ou seja, NOZES) não tem o glamour necessário pra ficar dando sopa em ponto de helicóptero de Alphaville...
Compartilhado por:
Rafael Tenório - Estudante de jornalismo. tenorio.rafael@ hotmail.com

Quer ler mais? >> FACEBOOK.COM/JORNALMUNDU

PERUADA (São Francisco)

Baladas

& Bares

5

Rolou a Peruada e foi uma loucura. Segundo a organização mais de 5.000 estudantes de direito pararam as ruas do centro de São Paulo na última sexta-feira. No site EduCarioca.Com.Br, você encontra muito mais clicks bacanas. Se não se encontrou aqui, procura lá... Quer aparecer aqui no jornal? Encontre a equipe EduCarioca.Com.Br nos eventos e grite: MUNDO UNIVERSITÁRIO!!!!!!!!!!!! Compartilhado por:
EduCarioca.com.br - informações e venda de ingressos das principais festas universitárias de São Paulo. Siga no twitter.com/siteeducarioca ou www.facebook.com/ educariocaeventos

Para pedidos de ingressos, é muito simples: ligue na central de atendimento (11) 3463-3463, faça seu pedido de ingressos e só pague na hora em que recebê-los diretamente do motoboy, em dinheiro ou cartão..

As Baladas Alternativas em São Paulo possibilitam um leque diverso de festas e música diferenciada como: rock, pop, groove, música eletrônica, rap e independente. A fim de atrair cada vez mais um público antenado e admirador do cenário underground.
Localizado no bairro de Pinheiros, a Casa 92 resgata clássicos dos anos 80 e leva ao público um clima descontraído e decoração com cara de casa de vovó, reduto também de boa música e público descolado. http://www.baressp.com. br/baladas/casa-92 Situado em uma das ruas mais badaladas da Cidade, a Rua Augusta, o Inferno Club recebe bandas e DJs internacionais com os ritmos do hard rock, metal e outros. http://www.baressp.com. br/baladas/clube-inferno

O Studio SP oferece um espaço cultural individualizado, que é também palco de shows e apresentações de artistas que compõem o universo atual da música alternativa. http://www.baressp.com. Compartilhado por: BareSP.com.br - guia online para quem gosta de sair e explorar novos ambientes sobre bares, baladas, restaurantes, shows, fotos e eventos. Siga no twitter @BaresSP ou Facebook.com/BaresSP br/baladas/studio-sp-

Palco da famosa “Festa Circuito” a Clash é hoje um dos principais pontos de encontro para a galera que procura diversão e uma programação focada nas vertentes do eletrônico, hip hop e shows mais intimistas de vários estilos musicais. http://www.baressp.com. br/baladas/clash

6
isitamos a Brasil Games Show. Sobre os lançamentos, falaremos em outra edição. Hoje, registramos a sensação que ficou no ar!!! Como era de se esperar, como bom gamer que sou fui conferir a maior feira de games da America Latina. Quinta-feira, dia 11 de outubro, estariam apenas os convidados e a imprensa, era o dia certo. Não tinha a quantidade de gente que os organizadores estavam esperando. mas mesmo assim havia muita gente circulando pelos corredores. Quem trabalha na área de games es-

V

A VIDA SOFRIDA DE UM GAMER
tava por lá e, junto com eles, várias perguntas no ar. Mas a principal era a seguinte, o que esperar da feira? A resposta veio logo na entrada: a grandiosidade da feira. Realmente fiquei surpreso, os estandes eram enormes e não ficaram devendo nada para os eventos que acontecem pelo mundo. É claro que tudo na sua devida proporção e brasilidade. Mas o mais importante, dentro das nossas condições econômicas, não ficamos devendo nada. Os estandes estavam muito bem feitos, o visual estava demais. O que realmente pegou foi o fato de termos nados estava beirando o surreal! Enfim, tudo bem acima do normal, pior do que comprar no shopping! Com certeza os estandes que estavam vendendo TUDO sobre games encheram as suas barras de energia ($$$$). A loucura das crianças e jovens estava estampada em suas caras… EU QUERO!!! Quem tinha dinheiro deixou as calças!! Este foi o pior lance da feira…. a exploração do vício e ansiedade das pessoas!! Faz parte, infelizmente!! Mas valeu pela diversão e encontrar velhos e novos amigos!

Geral
poucos consoles em todos os estandes. Como sempre havia as mulheres fantasiadas, um colírio para os olhos. Com certeza, as filas iriam aparecer e foram enormes, mesmo neste dia apenas para os VIPS, imaginei como seria no dia seguinte… Caos total. E foi assim mesmo!! O maior

achievement do dia, a santa paciência, isso exigiu muito até dos maiores gamers. Defeitos? Caro, tudo muito caro, no estacionamento morreram 28 reais, o rango básico ficou por 30 reais, quando fui perguntar o valor de um teclado da Razer, bom, deixa pra lá. O valor dos PCs turbi-

Compartilhado por: Rodrigo Garcia, VJ e game maníaco ovelhanerdu@mundouniversitario.com.br

POLÊMICA
Acesse www.virginswanted.com.au e veja o que não fazer com sua 1ª vez.

DOU-LHE UMA, DOU-LHE DUAS, DOU-LHE TRÊS... VENDIDA!

s

abe o que será leiloado aqui? A virgindade de uma brasileira de 20

anos. O Reality Show Australiano “Virgins Wanted” adiou para a próxima quarta-feira (24/ out) o término da 1ª edição do programa. (Acredite você, serão 3!) Ingrid Migliorini, estudante de Itapema (SC) se candidatou pela internet e foi a escolhida. Já passou 9 meses em Bali (Indonésia) gravando cenas para um documentário que será lançado em 2014, está desde 13 de outubro em Sidney fazendo

um tour promocional para o leilão, e seu “lacre” (desculpa, mas pra meninas que se vendem, a gente fala assim) já está valendo US$ 260mil. Todo o dinheiro será dela. A produção do programa ficará somente com a renda obtida com o documentário. O ato acontecerá (se a mãe, que embarcou para Bali, não melar a parada!) durante um vôo, para contornar as leis contra prostituição de cada país. Se você visitar o site, vai encontrar um lance do Mr.Catra, imagine só, a primeira vez da

mina... pareceria divertido, se não fosse trágico. Será que essa é uma boa imagem para o Brasil? Já somos conhecidos como rota do turismo sexual, o governo faz campanha contra isso o tempo todo, divulga cartazes nos hotéis e barzinhos, porque está preocupado com a invasão de turistas nos próximos anos e aí, um simples documentário australiano, detona nossa imagem mais um pouco. É pessoal, a que ponto chegamos... Qual será a próxima: vender a alma pro Diabo?
Concorda? Mande a sua opinião: jornal@mundouniversitario.com.br

Catraca
Cinusp integra programação da 36ª Mostra Internacional de Cinema
A partir do dia 19 de outubro tem início a 36ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e o Cinusp exibirá sessões especiais – e gratuitas – até 1º de novembro. Dividas em três horários, às 14h, 16h e 19h, as exibições incluem desde clássicos como ”Solaris”, “Nostalgia” e “O Sacrifício”, de Andrei Tarkovski, até os recém-lançados “O Último Passo”, de Ali Mosaffa e “Desculpe Incomodar”, do dinamarquês Henrik Ruben Genz.
>> http://www.usp.br/cinusp/

livre

7
Santander Universidades lança concurso para professores
No dia dedicado a homenagear professores, o Santander Universidades lança um concurso

Projeto Ninho: crie sua ilustração para camisetas
que estimula os estudantes de design, artes ou moda a criarem estampas que conscientizem práticas ecológicas e sustentáveis, reciclando a cidade e suas ideias. Diferente das outras promoções, o Projeto Ninho apresenta uma proposta com o conceito de que novas ideias sustentam novos valores, ou seja, unindo beleza, harmonia e criatividade, novos profissionais poderão revelar seu talento. O uso de matérias-primas ecológicas e de materiais reciclados são suas prioridades. Fiéis ao compromisso da preservação do nosso planeta, oferecem produ>>http://catracalivre.folha.uol.com. br/2012/10/projeto-ninho-crie-suailustracao-e-estampe-as-camisetasda-tie-moda-ecologica/

O

Catraca Livre, em parceria com a Tiê Moda Ecológica, inicia um projeto

tos de alta qualidade, desenho original e esmerada fabricação.

cultural para contribuir com o enriquecimento da bagagem cultural de docentes no Ensino Superior. Aberta para todo o Brasil, a oportunidade irá conceder 15 bolsas de estudos para de cultura e idioma espanhol na Fundação Comillas.

Mais de 90 clássicos de Harvard para download gratuito
Em 1909, Dr. Charles W. Eliot ocupava a presidência da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Seu apreço pela leitura e preocupação com a educação liberal resultou na criação de uma antologia com 51 títulos da literatura mundial, “Dr. Eliot’s Five Foot Shelf”. Agora, o acesso a esse material estará disponível gratuitamente. O Universia Brasil disponibilizou 96 clássicos para download. Basta acessar este link e escolher qual obra deseja adquirir. Os arquivos estão em inglês e formato PDF.
>> http://noticias.universia.com.br/tempo-livre/ noticia/2012/08/28/962042/96classicos-harvard-baixar-gratis.html

“Curta MIS” promove novos filmes brasileiros
Desde 2011, a organização promove o Curta MIS, um projeto que lança gratuitamente produções audiovisuais inéditas de todo o Brasil. As inscrições são permanentes e têm custo Catraca Livre. Na próxima convocatória, o MIS vai escolher de 3 a 5 curtas. Só serão aceitas produções com até 20 minutos de duração (incluindo os créditos), finalizados a partir de 2010 e que sejam inéditos na cidade. Os interessados devem imprimir, preencher a ficha de inscrição (link abaixo) e enviá-la com Fique ligado!
O Que: Rocky Spirit Quando: até 7 de novembro Onde: Escola Panamericana de Artes Quanto: Catraca Livre Onde: Rua Groenlândia, 77 Tel: (11) 3887-4200 >> http://www.mis-sp.org.br/sites/ default/files/curta_mis__convocatoria.pdf

Os professores interessados no concurso devem responder, até 30 de novembro, a seguinte pergunta: “Como um curso no exterior pode enriquecer minha trajetória acadêmica em prol do ensino superior?”. Só serão aceitas frases únicas entre 40 e 250 caracteres. Além do curso de cultura e idioma espanhol, a bolsa também inclui passagem aérea, traslados, hospedagem e alimentação. O período da viagem será em janeiro de 2013. Professores universitários, não percam esta chance. Acessem:
http://www.santanderuniversidades.com.br/concursoprofessor/Paginas/home.aspx

Vencedores do “One Show 2012” estão expostos na Panamericana
Desde 1975, o Festival One Show revela os trabalhos mais criativos no campo da Publicidade. Promovido pelo One Club, de Nova York, o evento reúne campanhas de todo o mundo. Para destacar os caminhos da criação contemporânea em solo nacional, a Panamericana Escola de Arte e Design recebe uma mostra com os brasileiros que foram vencedores da edição 2012 do One Show. Até 7 de novembro, as peças serão expostas em painéis e computadores na sede da escola – unidade Jardim Europa -, com entrada gratuita.
>> http://www.oneclub.org/

uma cópia do filme em DVD, duas fotos digitalizadas da obra e ficha técnica em outra mídia

Compartilhado por: www.catracalivre.com.br

8

Capa
em Jorge Amado, em suas mais loucas fantasias podia imaginar que um dia a quenga Maria Machadão iria ser intepretada pela Flor da Bahia, Ivete Sangalo. Aliás, segundo a cantora, produtora, empresária, compositora e atriz, ela ganhou do próprio escritor o apelido de coqueiro, por causa das pernas longas. Na época ela tinha 13 anos de idade e era amiga de uma parente dele. O coqueiro cresceu, virou mulher, casou e deu frutos, teve Marcelo, seu primeiro filho e se tornou um sucesso internacional, com 14 indicações ao Grammy Latino, ganhando duas vezes - uma como cantora revelação em 2000 e outra de melhor álbum brasileiro de raízes/músicas regionais, recordista com 9 prêmios Multishow, fez shows pelos mundo e fechou o Madison Square Garden. Este mês, lançou o álbum Fantasia Real que, por definição da própria, faz uma analogia à sua vida, que todos pensam ser glamurosa: “É uma vida real de uma mulher real, normal, de vida doméstica, de trabalho, de compromissos e responsabili-

N

Fotos capa e matéria: Divulgação

A jovem Cecília Lotufo, com 17 anos, derrubando um Presidente.

facebook.com/jornalmundu

9

A FESTA?
Eu acho que sem discutir a educação o nosso país, ou qualquer outro, não sai do lugar.”
dades. E em contrapartida eu tenho a fantasia de ser artista. E tudo o que gira em torno disso é o que dá poesia à minha profissão e à minha alegria.” Na nossa opinião, o bom humor dessa baiana é , também, um das suas grandes qualidades e que de fantasia, real ou imaginária, ela entende bem. Ivete desperta admiração de todos. Difícil encontrar um ‘cabra’ que não babe por ela (olhe bem a foto ao lado) ou uma gatinha que não tenha uma pontinha de inveja dela, nem que seja da voz, do sorriso, das pernas, da alegria... enfim. A competição para fazer essa entrevista na nossa redação foi brava. O jornalista ameçou tomar baldes de café e ir para o hospital e o editor usou seu passado, andando de Mobilete vermelha, em Lauro de Freitas para conseguir falar com ela pessoalmente....no final ela arrumou tempo e respondeu nossas perguntas entre um vôo e outro, no seu jatinho.... MundU - O que a cantora que vendeu mais de 7 milhões de cópias, e ganhou 2 Grammy Latino diria hoje para a menina que perdeu o pai e o irmão cedo e teve que ajudar a mãe a vender quentinhas? Ivete Sangalo - Que bom que deu certo! Porque não existe uma fórmula pronta para a vida. MundU - Você coleciona vários recordes em sua carreira. Graças às micaretas que participa, não acha que merece também o recorde de maior responsável pela “troca de saliva” entre universitários brasileiros? Ivete Sangalo - Olhe.... Eu acho que sou responsável pelos momentos de conforto e alegria, isso gera essa diversão aí. E eu acho que sou mais a trilha sonora disso tudo. MundU - Em 2001 você anunciou: “Vai rolar a festa!” Daí em diante a festa nunca mais acabou... você acha que essa balada vai até quando? Ivete Sangalo - Até quando Deus permitir. Continuo cantando, que é o que mais gosto de fazer e cada ano tenho mais fôlego (é impressionante). Quando acho que vou diminuir o ritmo só aumenta. Não penso em parar, mas sei lá o que a vida guarda para mim, mas a princípio desejo continuar nesse pique. MundU - Você participou da “Escolinha do Barulho”, que não é uma realidade muito distante de algumas universidades brasileiras. Pra você a educação no País tá de brincadeira? Ivete Sangalo - Eu acho que sem discutir a educação o nosso país, ou qualquer outro, não sai do lugar. Todo aquele que administra uma comunidade, independente do tamanho, sabe a importância da educação e que sem ela não vai a lugar nenhum. MundU - Em 2004 Portugal abriu as portas para você e te acolheu com muito amor. Você sente que seu “QI” diminuiu ou a gente que é maldoso mesmo? Ivete Sangalo - Em absoluto. Minha cabeça só se abriu, é um país muito acolhedor, de cultura muito forte e que ainda tem muito a nos ensinar. MundU - No Prêmio Multishow deste ano, você saiu de uma saia justa com muito rebolado e contou até piada. Conta uma piada aí pra gente, vai? Ivete Sangalo - Eu só sei piada suja que nem sabão com água limpa. Então é melhor privar vocês dessa sujeira toda (risos). MundU - Se você fosse chefe das “quengas” na vida real, iria rolar Axé no “Bataclã”? Ivete Sangalo - Totalmente, até porque o que rolava no

Até quando vai rolar
Bataclã era muita festa, alegria, sem preconceito ou discriminação. Machadão tocava todos os estilos e se hoje tivesse uma tradução, seria o axé na veia MundU - Fala do seu novo trabalho “Real Fantasia”. O que ele tem de diferente dos outros e quando vai ter show aqui em Sampa? Não esquece de mandar os nosso VIPS, hein?! Ivete Sangalo - Não faço a menor ideia do que tem de diferente. E o show vai ser no dia 30 de novembro no Via Funchal. MundU - Se você pudesse criar um curso universitário qual seria? E quem você colocaria como professor? Ivete Sangalo - Eu criaria o curso de como tratar bem a música. Brown como mestre.

NA SUA OPINIÃO...
E aí? Gostou do papo com a Ivete? jornal@mundouniversitario.com.br

http://www.facebook.com/jornalmundu

10

Sexxxetc...

Q

uem são as gostosas que fazem ou fizeram parte da sua vida acadêmica? Como elas estão hoje? A cada dia mais gostosas, fato.

‘Miss Facul’
@amigasdealuguel diz: Quando fazemos faculdade é claro que queremos nos destacar no meio universitário. As misses não utilizam biquínis para melhor demostrar seus atributos? No nosso caso, universitárias, não podemos ir de biquíni assistir aula, mas dá pra abusar nos decotes e mini saias. Queremos sempre ser elogiadas, afinal uma miss não se veste para si, mas para chamar a atenção dos jurados. E não vamos ser puritanas, sabemos que as homenagens acontecem e não sejam puritanos ao dizer que não pensam em nós. O legal é mexer com a cabeça da garotada e ser as misses do dia a dia.

Tudo começa num simples “Miss Bixete”, aquele primeiro impacto, onde veteranos e calouros batem seus olhares nas mais gatinhas e elegem as mais delícias da faculdade. A “Miss Bixete” não tem escolha, por muitas vezes não é nem o conjunto da obra que agrada a macharada, mas um detalhe, um peitão, um bundão, a bela curva, o rosto bonito. A bixete que participa desse tipo de Miss se destaca durante os anos seguintes. As bixetes super gostosas não desfilam apenas nos corredores das universidades, elas tendem a se destacar no meio da multidão sedenta por seus corpos. Saem da sala de aula e encaram outros tipos de concurso de Miss, os mais conhecidos: Miss São Paulo, Miss Brasil, Miss Mundo, Miss Bumbum, Musa de Time, Rainha do Carnaval. Nestes concursos prevalece sempre a “profissão”: universitária!

Fica a dica: NO SweetLicious.net tem seu próprio concurso de miss. Caso queira ser uma Sweet Girl acesse: http://bit.ly/sejasweetgirl você pode ganhar um iPad 3.

as gostosas da
Desenho Diody Shigaki e Cor Fábio Vardi

@aleo12 diz: Todas as gostosas da facul são misses. Podem não estar participando de nenhum concurso conhecido ou sequer almejam ser uma miss, mas são misses pra galera. Elas sempre são lembradas e coroadas com aquela salva de palmas maliciosa que todo universitário manda ver, quem sabe, uma ou duas vezes por dia. Não tem uma que não escapa da passagem de faixa. É “Miss Bumbum” pra cá, “Miss Seios” pra lá, “Miss Gata”, “Miss Chupa”, “Miss Pega”... Mas só tome cuidado na abordagem com uma miss pra não tomar um “Miss Quece”!

FACULDADE

Compartilhado por: @aleo12 do site www.sweetlicious.net e @amigasdealuguel. 

Arqueiro Verde teve lá seus bons momentos nos quadrinhos. Foi um dos primeiros super-heróis engajados em causas sociais e políticas. Seu ajudante Ricardito foi o primeiro super-herói dependente químico. Teve boas fases com feras como Mike Grell e Kevin Smith. Mas nunca foi muito conhecido do grande público. Isso começou a mudar com Smallville, que fez dele o principal aliado de Clark Kent. Agora, uma nova versão do herói é protagonista da série Arrow, que estreou em outubro na CW americana, com boa audiência, para os seus padrões, e no canal da

O

ARROW ERRA O ALVO
Warner, no Brasil. A aposta é ousada para a CW. Em vez de ser uma novela teen, como Smallville e quase todos os seriados da emissora, Arrow se inspira no Batman de Chris Nolan. E por “se inspira”, claro que quero dizer “plágio descarado”. O piloto mistura Batman Begins com o filme Náufrago. O jovem bilionário Oliver Queen naufraga com seu pai e vai parar numa ilha por cinco anos. O episódio começa com o herói sendo resgatado e se sentindo um peixe fora d´água na civilização. Por motivos ainda não muito claros, Oliver resolve ser o salvador de

Nerd U
(POR POUCO)
sua cidade tomada por corrupção e bandidagem. A Quantidade de “homenagens” a Batman Begins é irritante. Arrow tenta ser brutal e realista, mas falta a inteligência de Nolan. Os diálogos são clichê e os personagens, com exceção do protagonista, xaropes. Já as cenas de ação são bem coreografadas. A boa notícia é que o mistério central – o que aconteceu quando ele esteve na ilha – tem potencial e a série pode ficar interessante, se achar sua voz.

11
TIPS NERDS

>> A Caverna do Dragão Não tem jeito! Quem é NerdU sabe o que estamos falando... saiu a coletânea da série animada A Caverna do Dragão com os 27 episódios das 3 temporadas da série. O box tem venda exclusiva nas livrarias Saraiva e custa R$ 79,90. Versão em inglês e português com a dublagem original.
>>http://www.livrariasaraiva.com.br

Compartilhado por: Alexandre Winck, jornalista e roteirista de histórias em quadrinhos. alenerdux@mundouniveristario.com.br

Quadro a Quadro
Não conhece Spider Jerusalem?
om certeza, se você gosta de quadrinhos, já ouviu falar de Sandman, afinal é uma das revistas com mais impressões (por editoras diferentes) e reimpressões, aqui no Brasil. O material feito por Neil Gaiman é, indiscutivelmente, muito bom. Mas também existe o Preacher, criado por Garth Ennis e Steve Dillon, que é para leitores de estômago forte, que aguentam o

C

tranco de histórias polêmicas, sangrentas e pesadas. Aí, o número de pessoas que conhecem diminui, mas ainda assim, sabem do que estou falando. Agora, não dá para entender como muitos não conhecem o jornalista Spider Jerusalem. A criação de Warren Ellis, com arte de Darick Robertson, é fantástica, o personagem surgiu para o antigo selo Helix e se tornou série mensal da linha Verti-

go, com 60 edições. Spider luta contra abuso de poder e a corrupção de dois candidatos à presidência dos Estados Unidos, num futuro distante. O momento político que estamos vivendo não poderia ser mais convidativo para iniciar a leitura desta série, concordam? A Panini anunciou o lançamento do terceiro volume da série, um encadernado contendo as edições 13-24, do arco O ANO DO BASTARDO

e mais duas histórias curtas, em capa dura, com 308 páginas. Uma edição de peso, por R$ 83,00 (salgado, mas vale!).

Se a Warner, dona da DC, não fosse tão lenta, Transmetropolitan seria uma aposta certa para o cinema.

Compartilhado por: Daniel Vardi, editor NerdU. editor@mundouniveristario.com.br

12
ara a maioria dos candidatos, as etapas presenciais nos processos seletivos são as mais temidas, repletas de mitos e teorias da conspiração sobre o que realmente é avaliado. A fama e o mistério dessas etapas têm origem nos processos seletivos que usavam ferramentas e metodologias que exigiam uma formação e conhecimentos específicos, ou seja, pouco acessíveis ao público em geral. Isso dava margem a suposições e interpretações do que estava sendo realmente avaliado. Para tentar sanar essas dúvidas, vieram diversos manuais de como se comportar e como ser aprovado nas dinâmicas de grupo e entrevistas. Dicas como: não cruzar as pernas ou os braços, ser o primeiro a falar, assinar o nome em letras maiúsculas, ser extrovertido, etc. De lá para cá muita coisa mudou. A maioria dos processos seletivos não utiliza mais testes e ferramentas psicológicas. Já existem metodologias de seleção que podem ser aplicadas por diferentes profissionais e que envolvem questões mais diretas e relacionadas ao negócio e também focam na aderência a comportamentos e valores da empresa. Entretanto, os mitos criados com os “manuais” de comportamento permanecem. Muitos candidatos ainda buscam na internet e em bibliografias fórmulas pron-

Trampo
PROCESSOS SELETIVOS?

Qual a fórmula mágica para ser aprovado nos

P

SXC.HU

Não existe fórmula pronta. Cada processo é único e cada empresa avalia um comportamento, habilidade ou atitude (as famosas competências).
tas de como agir em dinâmicas de grupo ou entrevistas de emprego. Não existe fórmula pronta. Cada processo é único e cada empresa avalia um comportamento, habilidade ou atitude (as famosas competências). Dessa forma, se o candidato for com uma postura formatada, ela pode não servir para aquela empresa em que se candidatou, ou então, se servir, mas não for a postura natural do candidato, ele pode até ser aprovado, porém não se manterá por muito tempo na empresa e muito menos será feliz com essa escolha. A dica mais efetiva que podemos deixar aqui é encarar o processo seletivo como um momento de aprendizado e autoconhecimento. Lidar com a ansiedade do momento e aprender a identificar quais são os seus talentos e seus pontos a desenvolver serão aspectos importantes na sua vida, independente da sua aprovação ou não. Busque mostrar quem você é, saiba falar de você, tenha clareza do que busca e mostre-se interessado na vaga. Evite enganar a si próprio e a empresa contratante com atitudes estereotipadas, permita ser avaliado pelas suas reais características. Avalie também se a empresa faz sentido para você e se a vaga tem a ver com o que busca. Afinal, a escolha do emprego é uma via de mão dupla.

Compartilhado por: Fabiana Zurita, gerente de atração da Cia de Talentos. >facebook.com/ciadetalentos > @ciadetalentos

Na gringa
ÃO EIR ALD C AL UR LT CU
ma das maiores ansiedades de quem entra na faculdade é a certeza de que vai conhecer gente nova. E isso é sempre bom, afinal o diferente sempre enriquece a gente. Agora, imagina ir para um lugar onde boa parte dessas pessoas vêm de dezenas de países diferentes. Esse é o quadro que um calouro encontra em qualquer faculdade americana. De acordo com o College Board, de 5% a 10% dos alunos das universidades nos EUA são estrangeiros e esse ambiente multicultural é um dos fatores que tornam a vida num campus americano muito mais interessante. Justamente por entender a importância dessa diversidade é que as universidades americanas incentivam a matrícula de estrangeiros, inclusive com bolsas de estudos. Os americanos consideram o aprendizado fora da sala de aula tão importante ou mais que o que acontece em classe. Lá, um estudante mora com gente de outros países, faz projetos, viaja com eles. A convivência é intensa. Com isso, aprende-se a respeitar as diferenças, a ser mais tolerante, o que hoje é fundamental, inclusive no mercado de trabalho. E ter amigos pelo mundo afora é tudo de bom. O mais legal é que quando você vai visitá-los, nas férias ou depois da faculdade, tem uma experiência diferente da dos turistas comuns. Os amigos nativos mostram bem mais a cultura local. Além disso, eles formam uma network interessantíssima. Outra vantagem de viver nesse caldeirão cultural é aprender mais uma língua (além do inglês, claro). “Apesar de ter estudado em uma cidade com poucos estrangeiros (Nashville, Tennessee), tive contato com estudantes do mundo todo dentro da universidade. Hoje falo espanhol fluente. Fiz algumas aulas no curso, mas a fluência se deve muito mais à proximidade com estudantes cuja primeira língua era o espanhol. Gente do México, Chile, Paraguai, Uruguai, Espanha, Honduras, Bolívia, Argentina, Colômbia e Peru. Alguns deles acabaram aprendendo português”, diz Rafael Madruga, ex-aluno da Belmont University.

13

NOS EUA OS AMIGOS FORMAM UM

U

uatro tes dos qMarfim, estudan conheci undo: Costa do da, Já lan om cantos d , Alemanha, Ho ein, a r Finlândi , Guatemala, Ba , África Espanhaaudita, Austrália acana b Arábia S utros países. O ultura o c do Sul e a um tem uma de lidar d é que ca e um jeito único dia e diferent ituações do dia a com as s no, aluno da
s. re Bue , no Texa Alexand niversity rds U St. Edwa

Compartilhado por: www.daquiprafora.com.br facebook/daquiprafora1

14

REDES SOCIAIS!

AS FRASE QUE MARCARAM A HUMANIDADE, ADAPTADAS PARA AS

Pixels
pessoas e

por

Compartilhado por: Acesse youpix.com.br ou siga-nos no Twitter @youPIX ou no Facebook.com/youPIX.

E

Buteco
terra no estado 51 dos Estados Unidos. E daí? Daí nada! Tudo isso eu relacionei por achar que o cara falava Jack. Mas errei! Então esquece! A curiosidade humana que habita meu ser levou-me a pesquisar e então descobri o que sei hoje: a banda chamase Maroon 5 (esteve no Brasil outro dia), é de Los Angeles, de fins da década de 90 e o som faz referência a um cara que faz movimentos como os de Mick Jagger (“Moves like Jagger”). Jagger e não Jack, burrão! Nunca tinha ouvido falar em Maroon 5. Já ouvi falar de Deep Purple, beleza? Não sei de que ano é a canção. Vai ver você (que está me achando um ignorante musical neste momento) até já se cansou de ouvi-la e a retirou do seu I-pod. É uma coisa chicletenta, dançante, misturando R&B contemporâneo (nada a ver com Sam Cooke ou Smokey Robinson), funk e pop rock. Mas esta não é a questão! A questão é que

do Paulão

15
grafia de Keith Richards, eterno parceiro “rollingstoniano” de Jagger, o guitarrista revela que Mick adora ir a boates e participar de uma boa balada com sons dançantes e que, invariavelmente, volta destas “dancin’ nights” com novas melodias na cabeça. O problema é que as tais melodias em geral são chupinhadas de algo que Jagger ouviu durante a noite. E dá-lhe Richards mudar as “composições” do parceiro para que possam ser usadas sem medo de processos em seus discos. Mas o que eu queria dizer desde o início é que não consigo tirar o refrão desta música de minha cabeça. A rádiodemência que está instalada dentro da minha massa cinzenta está com o dial emperrado na estação “Moves Like Jagger”. Cheguei a cantarolar o single no meio de uma transa, deixando a parceira (minha mulher, no caso) intrigada com mais esta “novidade” que sonorizou nossos momentos mais íntimos. Mesmo passando o dia todo ouvindo a Kiss FM e seus classic rocks, este anti-mantra ‘Made in Los Angeles’ não me abandona faz muitos dias. Eu acho até que estou andando como Mick Jagger, fazendo beicinho (beição?) e tudo mais! O quê? Poderia ser pior? Como? Hum! Poderia ser Michel Teló...Tem razão. I’ve got the moves like Jagger. I prefer the moves of Jagger.

u não sei quando ouvi esta música pela primeira vez. Só sei que foi aqui, nesta maldita academia, onde a idade e o “encervejamento” excessivo me obrigam a sofrer fazendo exercícios que queimam o álcool que se acumula nas minhas veias e vira gordura no meu fígado. É aquela merda de trilha sonora de academia que vai te deixando mais e mais irritado, fazendo você “malhar” com mais intensidade por pura vingança. Autovingança! O diabo do som, que começa com uma melodia grudenta sendo assobiada, me lembrou inicialmente Jamiroquai, pelo swing e pelo timbre de voz do vocal. O cara falava algo que meu parco inglês traduzia como “I’ve got to move you, jack” ou algo do naipe. Minha cabeça de letrista logo completou o sentido, imaginando um destes DJs querendo fazer um “zé” dançar e tal. Cool! Lembro que na letra da canção “51 state of America” do New Model Army (banda inglesa de pós punk dos anos 80) há uma referência a Union Jack, que seria uma espécie de apelido da bandeira ou do próprio Reino Unido. A música é um protesto contra o imperialismo americano que transformaria a Ingla-

ROCK ...
quando meu ouvido gosta de algo não há preconceito ou atitude racional que desfaça esta sensação de idolatria. Lembro que na época em que Adão e Eva andavam pela Terra (idos de 85,86) ouvi uma balada singela no rádio e me apaixonei por ela. Só depois soube que era um som cantado pelo Menudo (argh!), “If you’re not here”. Mas aí, já tava amando a música mais que cachorro ama poste. Fazer o quê? Mick Jagger, vaidoso como ele só, deve ter adorado a homenagem do Maroon 5. No clip (tive que ver no Youtube) aparecem imagens dele e também do vocal da banda, um cara tatuado, branquelo, meio ou completamente andrógeno (gay!). Mick Jagger, que é do rock (ou parece ser), também não é nenhum ícone da macheza, diga-se. E se tirarem os gays do rock não fica muita gente. Mas isso não tem nada a ver. O que tem a ver é que na bio-

E se tirarem os gays do

... não fica muita gente.

Compartilhado por: Paulo de Carvalho (vulgo Paulão), bebedor de cerveja, vocalista da banda Velhas Virgens e pai da Majú. www.facebook.com/paulo.decarvalho.9 | @paulaovv | www.velhasvirgens.com.br

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful