You are on page 1of 5

Diário da República, 2.ª série — N.

º 231 — 2 de Dezembro de 2011
3 — As competências referidas em b), h) e i), bem como na alínea d), desde que haja cabimento nas verbas afectas ao respectivo Centro de Investigação, podem ser subdelegadas nos directores dos Centros de Investigação ao abrigo do disposto no n.º 1 do artigo 36.º do Código do Procedimento Administrativo, sem possibilidade de qualquer outra subdelegação. 4 — As presentes delegações de competências produzem efeitos a partir da data da sua publicação no Diário da República, considerando-se ratificados os actos entretanto praticados nas matérias ora delegadas. 5 — Com a publicação da presente deliberação, é revogada a deliberação do Conselho de Gestão n.º 06/2009, de 27 de Outubro de 2009. 31 de Outubro de 2011. — O Presidente do Conselho de Gestão, António M. Cunha. 205392684

47363

Nos termos dos estatutos da FCSH-UNL, e ainda ao abrigo do Despacho (extracto) n.º 854/2010, de 13 de Janeiro, do Senhor Reitor da UNL, republica-se na íntegra o Regulamento incluindo a alteração introduzida às normas regulamentares da licenciatura em Antropologia, comunicada em 22 de Novembro de 2011 à Direcção-Geral do Ensino Superior. 24 de Novembro de 2011. — O Director, Doutor João de Deus Santos Sàágua. Licenciatura em Antropologia Regulamento (Registado na DGES sob o número: R/B-AD 19/2006) Artigo 1.º Criação A Universidade Nova de Lisboa através da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas confere o grau de licenciado em Antropologia. Artigo 2.º Objectivos do curso Objectivos e competências gerais da licenciatura em Antropologia: 1) Desenvolver capacidade de análise e síntese e de desenvolvimento de raciocínio crítico. 2) Desenvolver a capacidade de aplicar os conhecimentos adquiridos a situações práticas. 3) Estimular a compreensão da diversidade humana e das interligações entre diversos aspectos da vida social e cultural, sistemas de crença, dinâmicas globais, comportamentos individuais e meio ambiente físico. 4) Desenvolver a capacidade de reconhecer e reflectir criticamente sobre os grandes problemas do mundo contemporâneo. 5) Desenvolver a preparação teórica em antropologia, nas suas múltiplas dimensões sociais, culturais e biológicas. 6) Sensibilizar para a importância do método etnográfico na compreensão das culturas e dos grupos humanos, e adquirir as técnicas necessárias para a sua utilização. 7) Desenvolver o conhecimento dos valores culturais de sociedades de diferentes áreas do mundo, através do estudo de diversos contextos etnográficos, rurais e urbanos (África, Ásia, América Latina e Europa, com particular ênfase em Portugal), bem como a tomada de consciência sobre as questões éticas envolvidas no estudo e representação de outros mundos sociais. 8) Desenvolver a aprendizagem de instrumentos metodológicos e de pesquisa que permitam diferentes enquadramentos profissionais. 9) Desenvolver a capacidade de participação cívica e profissional, ética e cientificamente fundamentada, nas diferentes áreas de intervenção social. 10)Adquirir saberes aplicáveis nas áreas da cultura material, do património e da museologia e do filme etnográfico. Objectivos e competências específicas do minor em Antropologia: 1) Introduzir aos estudantes às principais correntes e temas da antropologia 2) Possibilitar um contacto introdutório com algumas das áreas de pesquisa mais relevantes da antropologia contemporânea Artigo 3.º Área científica O curso de licenciatura em Antropologia está integrado na área científica de Antropologia. Artigo 4.º Duração do curso O curso de Antropologia tem a duração de 6 Semestres. Artigo 5.º Condições específicas de ingresso 1 — O ingresso no curso pode ser efectuado através do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior, dos Regimes Especiais, dos Concursos Especiais de Acesso ou dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência. 2 — Para se candidatarem ao ensino superior através do Concurso Nacional de Acesso, os estudantes devem satisfazer as condições descritas pela Direcção-Geral do Ensino Superior em http://www.dges.mctes. pt/DGES/pt/Estudantes/Acesso/

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas
Aviso n.º 23415/2011 Em cumprimento do disposto na alínea b) do n.º 1 do artigo 37.º da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro, faz-se público que, precedendo procedimento concursal comum para ocupação de dois postos de trabalho na carreira e categoria de Assistente Técnico, do mapa de pessoal da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, aberto por Aviso n.º 10833/2011, de 16 de Maio, procedeu-se à celebração de contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado, sujeito a período experimental de 120 dias, correspondente à duração determinada pelo disposto na alínea b) do n.º 1 do artigo 76.º da Lei n.º 59/2008, de 11 de Setembro, conjugado com o n.º 1 da cláusula 6.ª do Acordo Colectivo de Trabalho n.º 1/2009, de 28 de Setembro e Regulamento de Extensão n.º 1-A/2010, de 2 de Março, com a trabalhadora Raquel Alexandra Garcia Vieira Martinho, com efeitos a 1 de Outubro de 2011, auferindo a remuneração base correspondente à 3.ª posição remuneratória da categoria e ao nível remuneratório 8 da tabela remuneratória única. Foi designado o seguinte júri para acompanhar o período experimental: Presidente: Licenciado Manuel Salvador Rodrigues Alves, Administrador da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa. Primeiro Vogal: Licenciada Branca Mafalda Bell Paes de Moura Rodrigues, Técnica Superior, da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa. Segundo Vogal: Licenciada Maria de Fátima Lima Rodrigues, Chefe de Divisão de Recursos Humanos, da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa. 25 de Novembro de 2011. — O Director, Prof. Doutor J. M. Caldas de Almeida. 205401244 Despacho (extracto) n.º 16391/2011 Por despacho de 11 de Novembro de 2011, do Reitor da Universidade Nova de Lisboa: Foi autorizado o contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado à Doutora Teresa Maria de Castro Cunha Alves Monteiro como Professora Auxiliar desta Faculdade, com a remuneração correspondente ao índice 195 da tabela aplicável aos docentes universitários. (Isento de fiscalização prévia do T.C.) 25 de Novembro de 2011. — O Director, Prof. Doutor J. M. Caldas de Almeida. 205399934

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas
Despacho n.º 16392/2011 A Universidade Nova de Lisboa (UNL), através da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH), ao abrigo dos artigos 2.º e 10.º dos Estatutos da UNL, em cumprimento do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, republicado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho, confere o grau de licenciado em Antropologia, devidamente registado pela Direcção-Geral do Ensino Superior sob o n.º R/B-AD 19/2006.

. . . . . . . . . . . . . . . plano de estudos e créditos 1) O curso está organizado segundo o sistema europeu de acumulação e transferências de créditos (ECTS). . . . . . . . ANETN Metodologia das Ciências Sociais ou ANMET Museologia e Patrimonologia . Teorias Socio-Antropológicas . . . . . . . . ramos. . . ANAB Etnografia. . . . . . . . . ANACS Antropologia Biológica . . . . ANACS ANACS S S 168 168 T: 38. . . .º 2 1) A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas assegura as condições necessárias e suficientes para o funcionamento do ciclo de estudos conducente ao grau de licenciatura em Antropologia. QUADRO N. . . . adequado aos objectivos fixados neste ciclo de estudos. . . . os alunos não se devem inscrever em mais de 30 ECTS. . . . . . 3 — Este Quadro é repetido tantas vezes quantas as necessárias para a descrição dos diferentes percursos alternativos (opções. . ANMP Antropologia Cultural e Social ou . . . . . . . O minor tem de ser efectuado noutra licenciatura da Faculdade ou da Universidade. c) Desenvolvimento de actividade reconhecida de formação e investigação ou de desenvolvimento de natureza profissional de alto nível. . . . ANACS 18 Licenciatura em Antropologia Créditos Áreas científicas Sigla Obrigatórios Optativos Antropologia Cultural e Social . . . . . Antropologia Biológica ou. . . caso existam. .º 1 Minor em Antropologia Créditos Áreas científicas Sigla Obrigatórios Optativos Antropologia Cultural e Social .º 3 Horas de trabalho do estudante Unidades curriculares Área Tipo Total (1) (2) (3) (4) Horas de contacto (5) (6) (7) Créditos Observações Obrigatórias História da Antropologia . . . 2) A licenciatura em Antropologia entra em funcionamento no ano lectivo 2006/2007 Artigo 7. . . . etc. . . . . . b) Um corpo docente próprio. nomeadamente: a) Um projecto educativo. . . . . . 2 — Este quadro deve representar a forma como os requisitos para a obtenção do grau ou diploma se reflectem na estrutura curricular do curso. . respeitando as precedências quando estas tiverem sido definidas. . . científico e cultural próprio. . 3) As áreas científicas e créditos que devem ser reunidos para a obtenção do grau ou diploma são os que constam dos quadros 1 e 2. . . . . . . Informática. . . . mais adequadas ao seu percurso académico. . colocando em título a denominação do percurso. . . . Sistematiza as áreas científicas em que devem ser obtidos os créditos necessários à obtenção do grau ou diploma. . necessários para a obtenção do grau ou diploma. . . Universidade Nova de Lisboa. . . . . . . . . . . Total . . .º Estrutura curricular. . . tanto nas unidades curriculares obrigatórias como nas opcionais.47364 Artigo 6. . Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Curso de Antropologia Grau de Licenciado Área científica predominante do curso: Antropologia QUADRO N. . ANMET Museologia e Patrimonologia . . . . especializações. . . ANETN Metodologia das Ciências Sociais . . Notas ao quadro: As opções livres podem ser realizadas nesta ou em qualquer outra licenciatura da Faculdade ou da Universidade. . tanto nas unidades curriculares obrigatórias como nas opcionais. . 18 12 12 Antropologia Cultural e Social . . . nas áreas científicas integrantes deste ciclo de estudos. . . . . . . . Museologia e Patrimonologia ou .º Condições e início de funcionamento Diário da República. etc. . As restantes unidades de crédito optativas serão obtidas de entre as opções condicionadas indicadas no quadro do plano de estudos da licenciatura. . .ª série — N. 3 — Este Quadro é repetido tantas vezes quantas as necessárias para a descrição dos diferentes percursos alternativos (opções. . PL: 26 6 6 — — . . ANACS ANAB ANMP ANINF — 66 12 12 24 6 12 1 — Indicar o número de créditos das áreas científicas optativas. 18 30 120 60 1 — Indicar o número de créditos das áreas científicas optativas. . . ramos. . . ANACS Antropologia Biológica ou. . . . 2) O número total de créditos necessário à obtenção do grau de licenciado é de 180 créditos. . . ANAB Etnografia ou . . . . . . . . . . . Notas ao quadro: Este minor destina-se a estudantes de outras licenciaturas. . . . . por titulares do grau de doutor ou especialistas de reconhecida experiência e competência profissional nas áreas científicas integrantes deste ciclo de estudos. ANMP Total . . . .º 231 — 2 de Dezembro de 2011 2 — Este quadro deve representar a forma como os requisitos para a obtenção do grau ou diploma se reflectem na estrutura curricular do curso. . . . As unidades de crédito optativas serão obtidas de entre as opções condicionadas indicadas no quadro do plano de estudos do minor. . necessários para a obtenção do grau ou diploma. caso existam. . . . QUADRO N. . . designadamente espaços lectivos. . . . . . . colocando em título a denominação do percurso. especializações. bibliotecas e laboratórios adequados. . d) Os recursos humanos e materiais indispensáveis para garantir o nível e a qualidade da formação. . . .º 1 1 — Semestralmente. . . . Sistematiza as áreas científicas em que devem ser obtidos os créditos necessários à obtenção do grau ou diploma. . . . . . . Observações ao Quadro n. PL: 26 T: 38. . . . .). . os alunos serão aconselhados sobre as unidades curriculares a realizar. 2 — No início de cada semestre. . . . . . . na sua maioria. . . equipamentos. . . . . . adequado em número e constituído.). . Opções livres ou minor . . 2. . . .

. . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Opções condicionadas (a) Teorias Socio-Antropológicas . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . Antropologia Económica . . . . . . . . . Antropologia Económica . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Informática para a Antropologia . . . Opções condicionadas (a) Contextos Etnográficos (Africanos) . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . 2. . . . . . Museologia. . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . PL: 38 T: 26. . . . . . . . .º 4 Horas de trabalho do estudante Unidades curriculares Área Tipo Total (1) (2) (3) (4) Horas de contacto (5) (6) (7) Créditos Observações Obrigatórias História da Antropologia . . Antropologia e Património. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .ª série — N. . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . Biologia e Cultura . . . . . . . . . . . . . . . . . Antropologia dos Direitos Humanos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. Filme Etnográfico . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 6 6 6 6 6 Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional ANACS ANACS ANACS S S S 168 168 168 T: 38. . . Temas do Pensamento Antropológico . . . Antropologia Biológica . . . . . . . . . . . . Etnicidade e Nacionalismo . . . . . . . . . . . . . . . ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS S S S S S 168 168 168 168 168 T: 38. . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . Antropologia Psicológica. . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Opções condicionadas (b) Antropologia da Religião. . . . . . . . . Antropologia do Ciberespaço . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 26. . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Diário da República. . . . . . . . . . . . . . . . . Etnoecologia . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . PL: 26 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 — — — — — — — — — — — — — — — — — — Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Minor em Antropologia QUADRO N. . . . . . . . . PL: 26 T: 26. PL: 26 T: 38. . História da Antropologia Portuguesa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Contextos Etnográficos (Europeus) . . Antropologia Política . . Métodos de Pesquisa em Ciências Sociais. . . . . . Métodos Quantitativos para as Ciências Sociais . . . . . . . PL: 26 T: 38. . PL: 32 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Antropologia Portuguesa Contemporânea . . . . . Antropologia da Família e do Parentesco . . . . . . . . . . . . . . . . . . Contextos Etnográficos (Latino Americanos) . . . . . . . . . . . . . . . Leitura de Textos Etnográficos I . . . . . . . . . . . . . . PL: 38 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 32. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 38 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . .º 231 — 2 de Dezembro de 2011 Horas de trabalho do estudante Unidades curriculares Área Tipo Total (1) (2) (3) (4) Horas de contacto (5) (6) Créditos 47365 Observações (7) Antropologia da Família e do Parentesco . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . PL: 26 T: 32. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . Antropologia do Espaço. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . (a) Os alunos devem fazer 2 unidades curriculares deste conjunto. . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . PL: 26 6 6 6 — — — . . . . . . . . . . . . . . . Poder e Sociedade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Etologia . . . . . PL: 26 T: 38. . PL: 32 T: 32. . . . . . . . . Antropologia Visual . . PL: 26 T: 38. . . . Contextos Etnográficos (Árabes e Islâmicos) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . PL: 26 T: 38. . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Método Etnográfico . . . . . . . . . . PL: 26 T: 26. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . (b) Os alunos devem fazer 3 unidades curriculares deste conjunto. . . . . . . . . . . . Temas do Pensamento Antropológico . . . . . . . . . Antropologia Portuguesa Contemporânea . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Género e Família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Leitura de Textos Etnográficos II. . Contextos Etnográficos (Asiáticos) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. PL: 26 T: 38. PL: 26 T: 38. . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Metodologia do Trabalho Científico . . Primatologia. . . . . . . . . . . . . PL: 32 T: 38. . . . . . . . ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANETN ANETN ANMP ANMET ANMET ANMET ANMET ANAB ANAB ANETN ANETN ANETN ANETN ANETN ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANACS ANINF ANMP ANAB ANAB S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 T: 38. . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . História da Antropologia Portuguesa . . . . . . . . . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . PL: 26 T: 38. . . . . Antropologia Política . . . . . . . . . . . . Antropologia Urbana . . . . . . . . . . . . Ética e Práticas da Antropologia . . Cultura Material . . . . . . . Antropologia Linguística . . . . . . . . . . . . . . . . Antropologia do Simbólico . . . . . . . . . . . . . PL: 38 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Antropologia e Colonialismo. . . PL: 26 T: 38. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . classificação final e qualificação. . . área de especialização. Artigo 11. . . . . Metodologia do Trabalho Científico . .os 3 e 4 do artigo 5. . . . . classificação final e qualificação. número total de ECTS.º e 20. .º dos estatutos da Universidade Nova de Lisboa. . anualmente. PL: 32 T: 38. . . . . . . Antropologia e Património. .º Regime de Precedências Para a frequência das unidades curriculares da licenciatura não são exigidas precedências obrigatórias. . . . . . no caso de ela existir. . sob proposta do Conselho Pedagógico e disponibilizado no sítio Web da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas em www. . O: Outra (6) Número de créditos ECTS atribuídos à unidade curricular (7) Assinalar sempre que a unidade curricular for optativa Artigo 8. . grau. . . . . S: Seminário.º Entrada em vigor O actual plano de estudos entra em vigor no ano lectivo 2011-2012 e revoga o plano de estudos do ciclo de estudos de licenciatura em . . . n.º Calendário escolar O calendário escolar é aprovado pelo Director.º da Lei n. . . .º Prazos de emissão do diploma. . . . . . da carta de curso e do suplemento ao diploma 1) A emissão do diploma e do suplemento ao diploma será feita no prazo de 30 dias após a sua requisição. é feita a média ponderada por unidade de crédito ECTS das classificações obtidas nas disciplinas contabilizadas para a soma total de 180 ECTS. . . . como opções do minor. OT: Orientação tutorial. . . . . . . Leitura de Textos Etnográficos II. . .ª série — N. . .º Processo de acompanhamento pelos órgãos pedagógico e científico O processo de acompanhamento é da responsabilidade do Conselho Científico e do Conselho Pedagógico da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. . . . semestral. . . . . . . ANACS ANACS ANACS ANETN ANETN ANMP ANMET ANMET ANMET ANMET ANAB ANAB S S S S S S S S S S S S 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 168 T: 38. . disponibilizados no seu sítio Web em www. . . Artigo 12. . . . . . . . . . . . Artigo 13. TC: Trabalho de campo. . . . . . . Método Etnográfico . . . . . . . . . . . . . . . . grau. . . data de conclusão do curso. . . . . . . . unidade orgânica. . . . . Antropologia do Simbólico . . . . PL: 26 T: 38. . . . . PL: 26 T: 38. . . . . . .º Disposições transitórias Os alunos anteriormente inscritos transitam para o plano de estudos presentemente publicado de acordo com o disposto no plano de transição aprovado por Despacho do Director da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. . . . . . . . . . . . . . . . . . .º Financiamento A licenciatura em Antropologia é financiada por verbas atribuídas pelo Orçamento de Estado e por receitas próprias provenientes de propinas. . . . . . . . . Artigo 17. . . . . 2) A emissão da carta de curso será efectuada no prazo de 90 dias após a sua requisição. . . Todavia. . . . . Artigo 20. pelos docentes de cada unidade curricular. . . . . (a) Os alunos devem fazer 2 unidades curriculares deste conjunto. . . . consoante os casos. . . PL: Ensino prático e laboratorial. . . . . . deverão os estudantes indicar quais as disciplinas que pretendem que sejam contabilizadas. . .fcsh. . 2) Nos casos em que os estudantes tenham obtido aproveitamento em mais disciplinas que as necessárias para a obtenção dos 180 ECTS. . .º Regime de prescrição do direito à inscrição O regime de prescrição do direito à inscrição é o fixado nos n. PL: 26 T: 38. . . . . . . . nos termos do artigo 6. . . .pt. .º do documento de identificação. . . . .º 37/2003 de 22 de Agosto. . . Biologia e Cultura . . .º Elementos que constam obrigatoriamente dos diplomas e cartas de curso Dos diplomas e cartas de curso constarão os seguintes elementos: 1) Diplomas — identificação do titular do grau. Métodos de Pesquisa em Ciências Sociais. PL: 26 T: 32. . . .º dos Estatutos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. . . . . . . PL: 26 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Opcional Notas (1) Designação (2) Sigla constante do ponto 9 (3) Anual. . . Leitura de Textos Etnográficos I . . . . . . . relativamente aos conhecimentos prévios tidos por convenientes para as realizarem com sucesso. . . . . . 2. . . . . . designação do curso. . . . . . .º Numerus clausus O numerus clausus é estabelecido anualmente por despacho reitoral. . . . . . . . . . . . . PL: 38 T: 38. . . . . . . . . conforme previsto nos artigos 18. PL: 26 T: 38. . Artigo 21. . no caso de ela existir. .pt. . .unl. . 2) Cartas de curso — identificação do Reitor da UNL. . . .º Regime de avaliação de conhecimentos A avaliação de conhecimentos consta de regulamento próprio aprovado pelo Conselho Pedagógico. . . . . . . . PL: 26 T: 38. . . Antropologia Biológica . Artigo 19.º 231 — 2 de Dezembro de 2011 Horas de trabalho do estudante Unidades curriculares Área Tipo Total (1) (2) (3) (4) Horas de contacto (5) (6) (7) Créditos Observações Antropologia Urbana . . . . . . PL: 32 T: 32. como opções do conjunto de opções condicionadas ou do conjunto de opções livres. . . . . PL: 38 T: 26. . . . . . e existindo disciplinas de opção previstas na licenciatura. .º Casos omissos Os casos omissos no presente Regulamento serão resolvidos pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. . . . . . . . . identificação do titular do grau. . . . . . . . . Artigo 18. . pelo Conselho Geral da Universidade Nova de Lisboa. . PL: 26 T: 26. . . . . Métodos Quantitativos para as Ciências Sociais . . n. . . .º Propinas O montante das propinas e respectivo regime de pagamento será fixado. . . Artigo 10. . . . . unidade orgânica. .unl. . . Antropologia Visual .º Coeficientes de ponderação e procedimentos para o cálculo da classificação final 1) Para efeitos de apuramento da nota final da licenciatura. . TP: Ensino teórico-prático. . . . . . . . . . . . . . . . . . Artigo 16. . . . . . . os alunos podem ser aconselhados. .fcsh. . . . . . designação do curso e respectiva área de especialização. . Artigo 14. . Artigo 9. Artigo 15. . data de conclusão do curso. . . . . . trimestral ou outra (que se caracterizará) (4) Número total de horas de trabalho do estudante (5) T: Ensino teórico. .º do documento de identificação do titular do grau.47366 Diário da República. . . . .

. . . pt/DGES/pt/Estudantes/Acesso/ Artigo 6. . confere o grau de licenciado em Ciências da Comunicação registado pela Direcção-Geral do Ensino Superior sob o n. . . 3) Desenvolver competências para a realização de trabalhos teóricos e ou práticos no campo das Ciências da Comunicação.º Objectivos do curso Objectivos e competências gerais da licenciatura em Ciências da Comunicação: 1) Possuir formação teórica e metodológica actualizada na área das Ciências da Comunicação. as ferramentas e as metodologias necessárias ao exercício profissional nas diferentes áreas da comunicação. CCTC Comunicação e Ciências Sociais. nas áreas científicas integrantes deste ciclo de estudos. 4) Conhecer as diversas realidades e possibilidades profissionais na área do curso. . Artigo 5. . . Doutor João de Deus Santos Sàágua. . . . em cumprimento do Decreto-Lei n. . .º 74/2006. . . . d) Nas relações públicas. dos Teoria da Comunicação . .º 1 Créditos Área científica Sigla Obrigatórios Optativos Teoria da Comunicação . . . CCDIR Metodologias das Ciências Sociais CCMET Opções livres ou minor . . . . d) Os recursos humanos e materiais indispensáveis para garantir o nível e a qualidade da formação. . adequado em número e constituído. . . . Artigo 7. . televisão e audiovisual. em especial nas questões relacionadas com o fenómeno da comunicação. .ª série — N. . . . . . Mudança de Curso e Transferência. 2) A licenciatura em Ciências da Comunicação entra em funcionamento no ano lectivo 2006/2007. CCECO Direito . . 6) Ser capaz de realizar projectos inovadores e experimentais na área de conhecimento do curso.º 16393/2011 A Universidade Nova de Lisboa (UNL). . .º 107/2008. . . .º 45. e) No campo da produção. . . . . . . . plano de estudos e créditos 1) O curso está organizado segundo o sistema europeu de acumulação e transferências de créditos (ECTS).dges. . . . . . Nos termos dos estatutos da FCSH-UNL. . . 24 de Novembro de 2011. CCTV ou Comunicação. Área opcional de Cinema e Televisão QUADRO N. . . . e ainda ao abrigo do Despacho (extracto) n.º Condições específicas de ingresso 1 — O ingresso no curso pode ser efectuado através do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior. . . . . . gestão e programação artística e cultural.º Duração do curso O curso de Ciências da Comunicação tem a duração de 6 Semestres.º Estrutura curricular. . . . . . . do Senhor Reitor da UNL. . Artigo 3. .º Condições e início de funcionamento 1) A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas assegura as condições necessárias e suficientes para o funcionamento do ciclo de estudos conducente ao grau de licenciatura em Ciências da Comunicação.ª série do Diário da República. . . . 7) Ser capaz de perspectivar o seu desenvolvimento pessoal em articulação com a natureza das matérias cientificamente relevantes no contexto das Ciências da Comunicação. . CCCA ou Cinema e Televisão . . CCCEM Cinema e Televisão . dos Regimes Especiais. . . Linguagens e Imagem. . . — O Director. .º 2 Créditos Sigla Obrigatórios Optativos } 30 12 30 24 – } 30 – – – – . . . . . . de 25 de Junho. . . científico e cultural próprio. . . . CCTC Comunicação e Ciências Sociais . . . CCCA Ciência Política . . . 2) Compreender criticamente o mundo. . . . . . 3) As áreas científicas e créditos que devem ser reunidos para a obtenção do grau ou diploma são os que constam dos quadros 1 a 5. c) Na comunicação estratégica e política. b) No cinema. . 5) Conhecer os conceitos. . de 24 de Março. CCCLI Estudo dos Media. . por titulares do grau de doutor ou especialistas de reconhecida experiência e competência profissional nas áreas científicas integrantes deste ciclo de estudos. .º 170/2010. . . . . . republicado pelo Decreto-Lei n. . . . de 13 de Janeiro. . de 5 de Março de 2010. . designadamente: a) No jornalismo e na comunicação social. . Cultura e Artes. 205398379 Despacho n. . . CCCP Economia . . . .º 231 — 2 de Dezembro de 2011 Antropologia publicado pelo regulamento n. . . .º e 10. c) Desenvolvimento de actividade reconhecida de formação e investigação ou de desenvolvimento de natureza profissional de alto nível. republica-se na íntegra o Regulamento incluindo a alteração introduzida às normas regulamentares da licenciatura em Ciências da Comunicação. nomeadamente: a) Um projecto educativo. . . . .º dos Estatutos da UNL. . Cultura e Artes QUADRO N. comunicada em 22 de Novembro de 2011 à Direcção-Geral do Ensino Superior. bibliotecas e laboratórios adequados. através da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH). . 2) O número total de créditos necessário à obtenção do grau de licenciado é de 180 créditos. ao abrigo dos artigos 2. . . designadamente espaços lectivos. .º R/B-AD 21/2006. 2. CCCEM Comunicação. . . CCCCS Comunicação. . na 2. os estudantes devem satisfazer as condições descritas pela Direcção-Geral do Ensino Superior em http://www. . . . 30 12 30 24 – 6 6 6 6 – 120 – – – – – – – – } } 30 30 60 (1) Área Opcional de Comunicação. . . 2 — Para se candidatarem ao ensino superior através do Concurso Nacional de Acesso. . . . Cultura e Artes . . b) Um corpo docente próprio.º Criação A Universidade Nova de Lisboa através da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas confere o grau de licenciado em Ciências da Comunicação.º 854/2010. . Licenciatura em Ciências da Comunicação Regulamento (Registado na DGES sob o número: R/B-AD 21/2006) Artigo 1. Artigo 2. . . CCTV Área científica 47367 Concursos Especiais de Acesso ou dos Regimes de Reingresso. . . . . . – Total. .Diário da República. . Linguagens e Imagem CCCLI Estudo dos Media. . . na sua maioria. . . . . . CCCCS Comunicação.mctes. adequado aos objectivos fixados neste ciclo de estudos. . . . Artigo 4. . Objectivos e competências específicas do minor em Ciências da Comunicação: 1) Fornecer os fundamentos das teorias a comunicação que permitam analisar e compreender as dimensões fundamentais da interacção da sociedade bem como ajudar a preparar para a respectiva aplicação aos diversos campos da comunicação.º Área científica O curso de licenciatura em Ciências da Comunicação está integrado na área científica de Ciências da Comunicação. equipamentos. . n. .