You are on page 1of 6

LEITURA

A. Lê um conto tradicional, onde um corvo surge como uma personagem.

Verifica qual o simbolismo que se associa ao corvo. Responde depois às questões colocadas.

A NOIVA DO CORVO

Havia numa terra uma mulher, que tinha em sua companhia um corvo.

Defronte dela moravam três raparigas muito lindas. Como o corvo queria casar, mandou falar à mais velha; respondeu-lhe que não, e o corvo, raivoso, arrancou-lhe os olhos. Sucedeu o mesmo com a segunda, até que a terceira sempre se sujeitou a casar com o corvo.

Tempos depois de já viverem na sua casa, a rapariga falou a uma vizinha no seu desgosto de estar casada com um corvo; a vizinha aconselhou-a a que lhe chamuscasse as penas, porque podia ser obra de encantamento, e assim se quebraria. Quando à noite se foram os dois deitar, a rapariga chegou a candeia às penas do corvo; ele acordou logo, dando um grande berro:

- Ai, que me dobraste o meu encantamento! Se me queres salvar, vai pôr-te àquela janela, e todos os pássaros que vires, chama-os e pede-lhes assim: "Venham, passarinhos, venham despir-se para vestir el-rei que está nu." De facto, os passarinhos começaram a vir poisar na janela, e cada

um deixava cair uma pena com que o corvo se foi cobrindo. Depois que ficou outra vez emplumado, o corvo bateu as asas e desapareceu, dizendo para a mulher:

- Agora se me quiseres tornar a ver, sapatos de ferro hás-de romper. A pobre rapariga ficou sozinha toda aquela noite e logo que amanheceu foi comprar uns sapatos de ferro e meteu-se a correr o mundo.

Tinha os sapatos quase estragados de andar, quando encontrou um velho e lhe perguntou se não tinha visto um pássaro. O velho respondeu:

1.. onde estavam bastantes. Ela continuou o seu caminho e. Ao pé da fonte está uma casa e um velho que a guarda. Porto. 1. e entre eles estava o seu marido. Depois quebrou todas as gaiolas e os pássaros em liberdade tornaram-se príncipes que estavam encantados. que lhe disse: . antes de chegar à fonte. A rapariga chegou à fonte e fez como o corvo lhe tinha dito: lavou o vestido de penas e depois entrou na casa onde estava o velho.Eu venho da fonte Madrepérola. 66-68 (com atualização da ortografia e da pontuação). Liv. s/d. en- controu um corvo. Contos tradicionaes do povo portuguez.Olha. Universal. que era rei e lhes pôs obrigação de a servirem toda a vida. vai à fonte. Teófílo Braga. .1 Apresenta o motivo que levou a rapariga a aceitar o pedido do corvo. pp. Indica a situação a partir da qual toda a ação do conto se desenrola . tira-lho e lava-o tu. entra ai. fingiu que via vir pelo mar uma linda embarcação. mata o velho para poderes quebrar todas as gaiolas e dar a liberdade aos pássaros que ele lá tem presos. o velho chegou-se à janela e a rapariga pegou-lhe pelas pernas e deitou-o ao mar. se quiseres salvar o rei. onde estará uma lavadeira a lavar um vestido de penas.

Explica. 4. Indica a obrigação que.1 Indica as duas primeiras ações 3. 3. usa as expressões que se seguem Em primeiro lugar. a rapariga desenvolve três ações que desencadeiam a mudança da ação.2 A terceira ação é composta por um conjunto de pequenas ações.1 Apresenta-as pela ordem da sua realização. S. 3. . Para organizares o teu texto. 1. o rei impõe a todos os príncipes.. por palavras tuas.1 Apresenta uma frase que mostre que. Por fim. o corvo tinha sofrido um encantamento 3.2.. Depois.. 2. a expressão da vizinha: "porque podia ser obra de encantamento". A persistência tudo vence. . . . . Associa cada uma das personagens à lição de moral que a sua conduta evidencia. no final. De seguida. Ao longo do conto. de facto. .2.

2. 3 Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje. 4. onde se apresentam normas de conduta definidas em função do bem e do mal. O amor tudo vence 5 Quem espera sempre alcança. a) Rapariga b) Rei c) Outrps príncipes Moral Os textos populares podem conter uma lição de moral. Devemos ser sempre gratos a quem nos faz o bem. Seleciona a opção que refere o processo utilizado para flexionar o nome e o adjetivo da frase anterior: a) Para flexionar um nome ou um adjetivo em número. O que marca o sufixo -s utilizado no final do nome e do adjetivo sublinhados? 2. CONHECIMENTO EXPLICITO DA LINGUA "Defronte dela moravam três raparigas muito lindas." 1. acrescenta-se o prefixo .

acrescenta-se o prefixo -s à forma de base. acrescenta-se o sufixo -s à forma de base. Flexiona no plural os nomes e os adjetivos das seguintes frases: a) O corvo pediu água e pão doce à infeliz noiva. refere alguns exemplos de formas irregulares de flexão dos nomes em número. 4. 4. b) A jovem encontrou um leão assustador . Aponta uma palavra equivalente à expressão "muito lindas". 3. c) Para flexionar um nome ou um adjetivo em grau. d) Para flexionar um nome ou um adjetivo em grau.-s à forma de base.1 A partir do exercício.2 Indica o grau em que se encontra a palavra 4. 4. acrescenta-se o sufixo -s à forma de base. c) A dor do animal feroz ouvia-se no jardim . b) Para flexionar um nome ou um adjetivo em número. 3.3 Explicita o processo de flexão dessa mesma palavra .1 Assinala o tipo de flexão que a palavra que indicaste evidencia.

refere alguns exemplos de formas irregulares de flexão em grau dos adjetivos. Flexiona no grau superlativo absoluto sintético os adjetivos presentes nas seguintes frases: a) As belas raparigas não queriam casar com o feio corvo. 5. . b) O pobre corvo tinha sofrido um cruel encantamento c) A noiva fiel procurou o marido durante longos anos.5.1 A partir do exercício.