Florais de Bach

(coletânea)

2

Não devemos exigir a perfeição de nosso corpo, mente e alma. Apenas respeitá-los e ouvi-los, assim eles mostrarão o caminho para o aperfeiçoamento. Ser apenas nós mesmos. E encontrar a verdade, a certeza e a paz no silêncio do nosso coração. Edward Bach.

3

FLORAIS DE BACH
As doenças se manifestam no corpo físico só depois de cristalizadas nos corpos sutis, isso significa que adoecemos primeiramente nesses corpos, como o emocional, mental e astral. Para corrigir essas disfunções e atingir esses corpos, tratando a doença onde ela surge inicialmente, é necessário então a administração de doses terapêuticas de energias sutis, de frequências específicas, que são encontradas apenas nos remédios vibracionais. Isso quer dizer que para alterar terapeuticamente os nossos corpos sutis temos de administrar energias que vibram em frequência que estão além do plano físico. Os florais, assim como a homeopatia, possuem essa característica, dessa forma, alterando nos corpos sutis, esses benefícios se reverterão ao físico. Atualmente existe uma quantidade muito grande de remédios vibracionais obtidos a partir da mãe natureza e a modalidade mais conhecida são as essências florais. Existem vários florais: Bach, Californianos, Minas, Deserto, Alaska, da A mazônia, Saint Germain etc. Mas o nome mais respeitado, e que primeiro desenvolveu a terapia floral, é o do dr. Edward Bach, da Inglaterra. No início do século XX, o dr. Bach era um respeitável médico de Londres, especializado em bacteriologia, trabalhava num grande hospital e desenvolvia vacinas administrando doses diminutas de substâncias tóxicas para curar doenças, semelhante à teoria homeopática de Hahnemann. No decorrer de seu trabalho observou que os pacientes que desenvolviam as mesmas doenças, possuíam um mesmo tipo específico de personalidade ou temperamento, e que a presdisposição geral para doenças era condicionada por diversos fatores relacionados com a personalidade e a estrutura emocional do paciente. Dentre esses fatores emocionais estão o medo e as atitudes negativas, que ele detectou como uma disfunsão entre a personalidade e o Eu Superior. Para realinhar essas desarmonias emocionais, Bach intuiu que deveria buscar na natureza, nas flores, o remédio que recolocaria esse indivíduo em contato com as energias superiores. Corrigindo esses fatores emocionais os pacientes teriam maior vitalidade física e mental, o que contribuiria para a cura da doença física. Ele descobriu os efeitos das várias flores através da observação do modo como elas o afetavam. Sendo um sensitivo, ao levar o orvalho matinal de uma flor aos lábios, sentia todos os sintomas físicos e estados emocionais para as quais a essência da flor servia de antídoto. Identificou 38 remédios florais e esse processo acabou por debilitar ainda mais sua natureza física e emocional, desencadeando sua morte prematura, em 1936, aos 56 anos de idade. Assim os florais de Bach são usados não só para tratar as reações emocionais às doenças, mas atambém os temperamentos que favorecem o eventual surgimento de patologias. Em 1979 foi fundada, nos EUA, a SEF (Sociedade de Essências Florais), por Richard Katz. A sociedade proporcionou uma estrutura para que pesquisadores e terapeutas pudessem trocar informações, além disso foram introduzidas diversas novas essências, preparadas a partir de plantas nativas da Califórnia. Numa análise clínica foi constatado que os florais californianos são particularmente eficazes nos processos de crescimento interior e de despertar espiritual, muito útil nas fases em que esses questionamentos começam a despertar nas pessoas. Após a introdução dos florais californianos, várias partes do mundo desenvolveram suas próprias essências florais, e ainda hoje há muito a ser desenvolvido, principalmente com relação às flores próprias de cada região, além de muitas delas e suas diversas variedades não terem sido ainda pesquisadas. Aqui em nosso país tem se mostrado extremamente eficazes as Essênc ias Florais de Minas, desenvolvidas pelo Dr. em Ciências pela USP, Breno Marques da Silva, e sua esposa Ednamara Batista Vasconcelos e Marques, e extraídas de flores do Quadrilátero Ferríferro de Minas Gerais, especialmente nas matas e roças de Itaúnas. Segundo Dr. Breno Marques a nossa flora é rica em espécies florais, chegando a cerca

4 de mais de 400 mil, nesse sentido tem incentivado outros pesquisadores a desenvolverem suas próprias pesquisas nessa área.

Atuação dos florais
Assim como as flores “florescem” no mundo físico, o mesmo ocorre na alma humana quando se faz uso dos florais. Um sensitivo que observasse o campo áurico de uma pessoa sob tratamento floral viria surgir “flores” no campo psicomental; estas “flores” seriam semelhantes àquelas com que os florais foram preparados, inclusive em forma, cor e tonalidade; elas inundariam esse campo, modificando as cores mórbidas deste campo. Mas assim como as flores têm um tempo de vida muito curto, também a sua permanência como vibração no campo áurico é temporária. Por esta razão, recomenda-se que um tratamento com florais seja mais prolongado e constante, quanto mais crônico for o problema. Nos casos mais crônicos, inclusive, para melhores resultados, recomenda-se a realização de algum tipo de psicoterapia durante o tratamento floral, ou que a pessoa se submeta a uma profunda auto-reflexão durante a fase, de modo a permitir que a influência das essências florais no seu campo psicomental abra ainda mais a consciência. Quem vai administrar os florais, no caso o terapeuta floral, deve ficar atento aos sintomas psíquicos comuns como angústia, ansiedade, medo, raiva, ódio etc., assim como características pessoais psicológicas típicas, ligadas ao temperamento individual e a idiossincrasias complexas, estes não devem ser o alvo do terapeuta, ele deve entender que estes fenômenos representam apenas aspectos externos, ou melhor são efeitos ligados a causas mais complicadas e centrais. Trabalhar apenas os sintomas superficiais com essências florais significa atingir apenas a superfície do problema, para tanto talvez seja necessário primeiramente fazer vir à tona a causa que desencadeou os sintomas apresentados, e assim usar os florais adequados. Por mais sutil e profunda que seja a atuação das essências, mesmo quando adequadamente selecionadas para cada caso, às vezes não se consegue atingir o núcleo principal dessas idiossincrasias psicomentais, que só podem desaparecer se compreendido o seu significado pela própria pessoa que passa por elas. Mesmo que remédios florais apresentem um padrão vibracional sutil, isto só pode obviamente ser conseguido através da abertura de discernimento e da capacidade de compreensão do paciente, ou mais especificamente pelo seu crescimento interior. Estes remédios por mais eficazes e sutis que sejam, podem ajudar bastante, mas não podem fazer pela pessoa aquilo que ela tem que fazer por si própria. Podemos ir com a terapia floral até certo ponto, até onde o próprio paciente permitir, quanto a isso não devemos nos iludir, nem pacientes, nem terapeutas.

5

COMO É O TRATAMENTO COM AS ESSÊNCIAS FLORAIS
A QUEIXA Todo paciente, quando marca uma consulta, sabe os motivos que o levaram à consulta. Suas queixas iniciais serão o foco da consulta e aquilo que durante o tratamento se procurará melhorar. A queixa pode ser física (crise de asma, pedra nos rins), pode ser emocional (tristeza, solidão), pode ser ideativa (“não consigo saber o que quero da vida”), pode ser relacional (“meu marido e eu não nos entendemos”) ou pode ser “ambiental” (“eu trabalho num lugar muito negativo”). A PRIMEIRA CONSULTA Na primeira consulta é determinado o foco do tratamento, ou seja, quais as queixas prioritárias que serão trabalhadas nesta fase do tratamento. Não se deve trabalhar muitas queixas ao mesmo tempo e todas as queixas que forem trabalhadas em conjunto devem estar significativamente relacionadas. Por exemplo: sou inseguro e não consigo dizer não para os outros. Ou, costumo chorar sem saber o motivo e não me interesso por nada. Depois de determinar o foco o próximo passo é determinar as “forças psíquicas” que ajudam a estruturar este foco. Todo comportamento, pensamento e sentimento humano só ocorre por que está enraizado em crenças, em experiências passadas, em determinantes espirituais ou em conflitos emocionais. Ou seja, eu só vou me sentir inseguro se eu acreditar que não sou capaz de fazer algo. Eu só vou ser uma pessoa rancorosa se eu não aprendi a perdoar. Eu vou estar predisposto a ter pedra nos rins se o meu corpo físico-etérico funcionar de uma determinada forma. Em uma paciente o foco do tratamento floral foram suas crises de asma (meus pacientes, que estão tratando de questões físicas, devem continuar com o seu tratamento médico) e uma grande insegurança, e uma das forças que mantinham esta situação de sofrimento era uma sensação de abandono materno. Neste caso, um tratamento floral adequado deve trabalhar o foco e este vínculo negativo com a mãe. A prescrição: uma boa receita de florais deve englobar essências que vão trabalhar o foco e as forças que o estruturam, pois assim trabalha-se o problema de forma completa. A orientação: este é o “braço direito” da terapia floral, pois é através dela que a pessoa vai poder se ajudar (de modo consciente) a melhorar. Em toda consulta é discutido com o paciente suas experiências e vivências, procurando deixar bem claro o porque a pessoa está enfrentando determinadas dificuldades e como ela pode se ajudar. A metodologia: para se chegar a um diagnóstico floral preciso (lembre-se: o diagnóstico floral é completamente diferente do diagnóstico médico) utilizamos de alguns recursos. O principal é o diálogo, mas também podemos usar teste de sensibilidade vibracional, desenhos artísticos e várias outras técnicas. AS OUTRAS CONSULTAS Quando o paciente sai da primeira consulta espera-se que ele leve duas coisas: a) a receita com os florais a serem tomados. b) uma maior clareza e entendimento do porque de suas dificuldades e como ele pode se ajudar. Quando ele volta para uma nova consulta serão discutidas suas transformações interiores, ele terá oportunidade de colocar mais

6
profundamente alguns aspectos de seu ser, poderá esclarecer dúvidas e o terapeuta fará a orientação. Enfim, ao final de cada consulta o paciente deve sair com uma nova receita, com mais conhecimento de si e sentindo sua transfor

mação interior. Tempo entre as consultas: há uma grande variabilidade no tempo entre uma consulta e outra. Mas o tempo médio é de um mês. Mudança de foco e alta: O foco do tratamento que é estabelecido na primeira sessão continua até que o problema seja plenamente superado. Neste momento a pessoa tem alta ou então trata-se outras queixas que não foram abrangidas no foco inicial. Na prática o estabelecimento de um novo foco é um novo tratamento que se inicia. Tempo de duração do tratamento: é extremamente variado, sendo impossível determinar o tempo de duração. Na maioria das vezes dura alguns meses.
Regis S. Mesquita de Oliveira Rua Barão de Jaguara, 655 sala 605 Centro Campinas - SP Fone: (19) 3236-7511 Consultas: Terapia Floral, Terapia de Vidas Passadas, Hipnose, Análise de Sonhos.

7

Agrimony*
(Grupo: para os que têm sensibilidade excessiva a influências e opiniões) Agrimônia Eupatoria VIBRAÇÃO da ALEGRIA - Descrição do Dr. Bach Para pessoas joviais, animadas, de bom humor, que gostam da paz e que se desagradam com discussões ou com brigas, a ponto de devido a isso renunciarem a muitas coisas. Essas pessoas, ainda que amiúde tenham problemas, tormentos e inquietações, e sintam perturbações na mente e no corpo, escondem suas aflições por trás do seu bom humor e brincadeiras, sendo consideradas ótimas amigas. Com frequência tomam álcool ou drogas em excesso para se estimularem e continuarem suportando suas atribulações com ânimo. Mesmo nas doenças sérias, farão pilhérias e troçarão de seu infortúnio. Mascaram seus problemas. Podem ser de aparência descuidada, são amáveis e cheios de interesse pela vida. Sente-se nelas uma tragédia oculta. Têm grande medo do presente e especialmente do futuro, o que pode levá- los ao suicídio. Não se preocupam com o perigo e são temerários em todos os sentidos. Não têm paz, são ativos, incansáveis, sempre fazendo alguma coisa. Precisam de poucas horas de sono e dormem tarde. Em geral têm muito interesse em ocultismo e magia. - Descrição Geral É indicado para pessoas com tendência a esconder seus sentimentos. Estas pessoas são aparentemente alegres, descontraidas mas de forma superficial. Apresentam conflitos emocionais e medo da solidão. É comum procurarem desculpas para não se conscientizar dos problemas. Apresentam tendência ao uso de alcool e drogas. - Regis Mesquita
Nome popular: agrimônia. Coloração: amarela. Floração: junho a agosto. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Fuchsia (Fuchsia sp / Brinco-de princesa).

A pessoa que necessita desta essência faz grandes esforços para não ter contato com o lado negro da vida. Para tanto ela evita ao máximo ficar sozinha, está sempre sorrindo e se esforçando para ser simpática e agradável. Se por um acaso adoece procura esconder o desânimo e a preocupação fazendo brincadeiras e pouco caso da doença. Interiormente, porém, estas pessoas estão angustiadas, aflitas, ansiosas e cheias de medo. Elas não encaram esta dura realidade interior e se refugiam numa aparência feliz. A noite, quando estão sozinhos, não costuma ser um momento apreciado pois é comum sentirem-se inquietos, angustiados e com muitos pensamentos na mente. Insônia, pesadelos e um despertar “sufocante” costumam acontecer. O uso de bebidas alcoólicas e drogas pode ser um recurso para “inebriar” seu estado interior. Outros tipos de estímulos também podem ser utilizados para este fim, como ida à festas, compras e esportes radicais. Para estas pessoas Agrimony é um poderoso ansiolítico.

8

Enquanto a pessoa tipo Agrimony evita comentar suas ansiedades e angústias, a pessoa tipo Heather procura de todas as formas comunicar aos outros suas dificuldades interiores. Esta essência ajuda a pessoa a ser honesta consigo mesma ao encarar o lado negro de sua vida. Seu prêmio é a paz de espírito e uma vida baseada na Verdade.  Agrimony pode ser bastante útil se a pessoa estiver tentando entrar em contato com recordações dolorosas e
sentimentos enterrados e reprimidos.

- Notas: Jessica Bear O engano de Agrimony é que seu valor pessoal está na importância que os outros mortais dão a ele, porém seu grande engano, certamente, é que possa viver de acordo com expectativas alheias. * Indicadores de Agrimony (Jessica Bear) 3 inquietude, sono agitado 3 armazenam emoções 3 temem não ser aceitos por sua história pregressa 3 lembranças os atormentam 3 precisam sentir-se seguros para contar a verdade 3 aprenderam a jogar com o sistema, mas não podem enganar-se 3 são a alma das festas, os piadistas 3 escondem-se atrás de uma cara alegre 3 gostam de esportes naturais, buscam a paz na natureza. * Uso em combinações: 3 relacionamentos- para uma comunicação honesta. 3 hábitos- muita ansiedade para largar um hábito. 3 aprendizado- para ficarem quietos, parados. 3 gripes e resfriados- sintomas acumulados. 3 depressão- tormento interno. 3 reação- põem tudo para fora. 3 insônia- sono agitado. 3 tratamento- para se tranquilizarem. 3 terminais - para os que negam a doença. * Indicadores Adicionais - (Mechthild Schefer) 3 na mulher: formas de comportamento social acentuadamente cortêses. 3 no homem: comportamento brincalhão, humor negro. 3 tendência a álcool, cigarros, consumo excessivo de pílulas, ânsia secreta por doces. * Benefícios - (Mechthild Schefer) 3 mais honestidade para consigo mesmo e para com os outros. Maior capacidade de enfrentar os conflitos.

9

Agrimony - GERAL
Sintomas-chave: fazem-se tentativas de esconder pensamentos torturantes e ansiedade interior por trás de uma fachada de jovialidade e liberação das preocupações. Sintomas do bloqueio de energia: - gosta de viver em paz, numa boa atmosfera, a discórdia e as perturbações no ambiente que cercam a pessoa causam-lhe tensão mental. - fará muita coisa só “por amor à paz”. - Fará, praticamente qualquer sacrifício para manter a paz de espírito, dentro e fora de si mesmo, e evitar confrontação. - Sua própria trubulência e desassossego interiores estão escondidos por trás de uma máscara de jovialidade e alegria. A divisa é “sorrir sempre...” - Dá-se grande importância à impressão que se causa. - Os problemas são minimizados e não se fala a respeito deles, nem sequer são admitidos quando o assunto é trazido à baila por outros. - Para escapar aos pensamentos persistentes, atormentadores, está permanentemente à procura de excitação e variedade - cinema, festas, ação de qualquer tipo. - É sociável, a fim de esquecer as próprias preocupações em boa companhia. - É o bom amigo, o pacificador, o grande sujeito, a vida e a alma da festa. - Recorre ao álcool, bolinhas, drogas, para superar tempos difíceis e abafar pensamentos desagradáveis. - Precisa estar sempre em movimento, para parar de pensar. - Doente, minimiza os incômodos, faz piadas até para divertir o grupo de enfermagem. - Dor e sentimentos internos secretos de solidão na infância, as crianças, porém, normalmente esquecem depressa os seus problemas. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Uniformidade de índole, discernimento, objetividade. - Alegria interior genuína. - Otimista confiante, diplomata talentoso, pacificador incansável. - Capaz de integrar os aspectos menos agradáveis da vida. - Os problemas são vistos à luz correta. - Capaz de rir-se das próprias preocupações, pois tem consciência da falta relativa de importância delas. - Consciente da unidade na diversidade.

* CARMEM MONARI: 3 Limpeza dos venenos: Agrimony limpa o elemento água (emoções, sentimentos); processos de hipersensibilidade alérgica; agindo principalmente no fígado e pulmão. Limpa os venenos do corpo e da alma. Lembremos que as emoções negadas se tornam veneno dentro de nós. 3 Em fases que damos a essência indicada e esta não mexe porque a pessoa não quer assumir o que é. Para assumirmos os nossos atos e vermos realmente o que estamos sentindo e até pensando. 3 Tem medo do abandono, da solidão, da perda afetiva, da rejeição. 3 Tendência alérgica. 3 Angústia no peito. 3 Problemas pioram à noite. 3 Tendências a doenças auto-imunes e auto -destrutivas. 3 Limpeza das vias digestivas sem provocar a catarse do Crab Apple. 3 Não usar junto com Aspen (duplo confronto).

10

Aspen
(Grupo: para os que sentem medo) Populus Tremula VIBRAÇÃO do DESTEMOR - Descrição do Dr. Bach Para medos indefinidos e desconhecidos, que não têm nem explicação nem razão de ser. O paciente também pode estar apavorado diante do pressentimento de que algo terrível vai acontecer, sem que saiba exatamente o que será. - Descrição Geral Indicado para estados emocionais em que as pessoas são tomadas por medo de algo que não sabem identificar. Neste estado há um aumento da ansiedade ,apreensão, podendo levar ao pânico. - Dr. Edward Bach Centre É o remédio para qualquer temor onde a causa não é conhecida. No final do espectro o medo de Aspen pode não ser mais do que um mau pressentimento, uma ansiedade preocupante que algo desagradável ou assustador vai acontecer. Por outro lado pode ser um terror real, com sintomas físicos, como queda de cabelos. Para este extremo Rock Rose também pode ser útil. Às vezes as pessoas pensam que Aspen é para medo noturno, quando sem causa aparente as emoções parecem misteriosas. E é claro que se você acordar em um quarto escuro assustado com algo mas não sabe o que é, Aspen pode ser o remédio. Mas de fato o Dr. Bach disse que para medo do escuro em si, Mimulus pode ser o remédio mais apropriado, desde que a causa do medo (o escuro) seja conhecida. E medos Aspen desconhecidos são justamente como os que ocorrem à luz do sol tanto quanto na noite escura. - Regis Mesquita
Nome popular: choupo. Coloração: verde e cinza. Floração: março e abril. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Passiflora (Passiflora edulis / Maracujá).

Os indivíduos que necessitam de Aspen sofrem por terem uma forte ansiedade inconsciente que inunda suas mentes com pensamentos e imagens que eles tem dificuldade de entender ou identificar. Desta tensão mental tem origem os maus-presságios e os medos do desconhecido, de fantasmas, de espíritos, medos de crendices, etc. São pessoas altamente influenciáveis e com pouca confiança em si. Ficam apreensivos com a possibilidade de ocorrerem fenômenos paranormais, com a opinião de “bruxos” sobre o futuro, etc. A maior parte tem estórias incríveis de fenômenos paranormais ou esotéricos que presenciaram. Sentem-se profundamente atraídas por ocultismo, esoterismo e paranormalidade. Algumas, inclusive, tornam-se estudiosos destes temas. Podem ocorrer ataques súbitos de ansiedade ou grande apreensão porque imaginam que

11

algum mal iminente está para acontecer ou porque sentem medo de serem perseguidos ou castigados. Na maioria das vezes o medo está relacionado à idéias de morte ou religião. A pessoa pode descrever este medo como um “medo de dar calafrios” ou como um “terror de suar frio”. Durante o sono é comum acontecer pesadelos. Muitos dos que necessitam de Aspen tem dificuldade em falar de seus medos com receio de serem considerados ridículos. Eles sabem que não conseguirão explicar o porque destes medos. A essência Aspen ajuda-os a desenvolver os conceitos de determinação, coragem e fé tão necessários para superar este problema. Estas qualidades permitem com que a pessoa confronte seus medos e derrote- os. Pois onde o medo chega, se a fé o recebe, ele desaparece. O medo Aspen se diferencia do medo Mimulus pois este é um medo de origem conhecida: medo de elevador, de acidente, de ser mordido por um cachorro, etc. No medo Aspen a origem é desconhecida: medo de maus-presságios, apreensões sem motivos, medo que um fantasma venha roubar seu corpo, etc.  Para indivíduos com ansiedade oscilante, inquietação, apreensão, pressentimentos ou ataques de pânico.
- Notas: Jessica Bear Aspen traz o destemor necessário para se viver em paz, permitindo-nos expressar verdadeiros sentimentos de alegria. Protege os indivíduos sensíveis das influências negativas projetadas por pessoas vindas de outros planos. É a proteção contra a energia abrupta do medo. Indicado para dores de cabeça em virtude da terceira visão. Órgãos sensíveis à luz: olhos, pele, baço, tireóide, pineal, terceira visão, hipotálamo. Sistema renal: medos. Baço: medo da ruína, apreensão em relação ao futuro. * Combinações mais comuns: Clematis: os tipos Aspen e Clematis são muito sensíveis a influências vibracionais e passam facilmente para o outro lado. Oak- para permanecerem centrados. Gentian: aos tipos inseguros de Gentian falta resistência para aguentar os problemas da vida, frequentemente projetando a imagem de vítimas. Aspen livra-os do medo de ser uma presa fácil e do temor de ficarem desamparados. Gorse- para evitar a desesperança. Agrimony: Aspen ajuda-os a acalmar a sua mente atormentada, a permanecerem sozinhos sem temer que lembranças os persigam. Em particular para o tipo Agrimony que tem dificuldade para dormir ou está tentando livrar-se de alguma droga. Gorse- para a desesperança. Cerato: aquieta os medos que Cerato tem de errar. Irá faze-los arriscar e serem mais espontâneos sem ter de pedir conselhos. Oak- para dar estabilidade. Heather- acalmar seu constante questionamento. Scleranthus: aquieta o conflito resultante da tomada de decisão, ajudando Scleranthus a optar sem oscilar. Olive- para lhes dar energia. Wild Oat- para acalmar a tensão do desemprego temporário. Mimulus: acalma o medo de Mimulus por todos os seus sentimentos de inadequação. Dá coragem para eles dizerem o que “desejam” sem receio de perseguição. Vine- para instilar autoridade e exigir o respeito dos outros.

* Indicadores Adicionais (M.S.) 3 Grande sensibilidade. 3 Tendência à superstição e ao misticismo. 3 O paciente exterioriza medos coletivos, tais como de assaltos, estupros, catástrofes atômicas, ou aranhas e cobras. *Benefícios (M.S.) 3 Avaliar de modo mais realista sua sensível natureza a fim de lidar melhor com ela.

12

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para medos vagos que tenham relação com algo desconhecido e nunca vivenciado pela pessoa. Surgem sem explicação ou motivo definido. Medos infundados que podem ser contínuos e ocorrem tanto quando a pessoa está só quanto acompanhada. - Para ataques súbitos de ansiedade, sem razão definida. - Para pessoas que têm pressentimentos inexplicáveis e terríveis. - Para terrores noturnos e pesadelos. A pessoa pode apresentar terror ao acordar de um pesadelo e, embora o tenha esquecido, teme dormir novamente. Para sonâmbulos que se deslocam e falam durante o sono. Para insônia sem causa. - Para medos do escuro, de desastres, de inimigos ocultos, de ficar só, do abandono e medos ligados a situações pessoais anteriores. - Para medos que estão ligados à morte e à religião, ao sobrenatural. - Dificuldade de compreensão; perplexidade; prejuízo nas funções associativas, em ocasiões de forte tensão emocional. - Diminuição da atenção em relação à clareza das percepções, tanto interiores quanto exteriores. - Tendência à percepção deformada dos objetos, por motivo afetivo (impulsos reprimidos, desejos, temores, etc.). - Diminuição em número e clareza das representações mnêmicas; as recordações estão inibidas por razões psicológicas. - Evocações deformadas ou distorcidas da ralidade ou com detalhes imaginários, sob influência afetiva. - Expressão verbal perturbada ou lentificada por causas afetivas: bradilalia, tartamudez, etc. - Pode mostrar pensamentos de cunho mágico (que não segue os princípios racionais da lógica) por influência emocional: dificuldades na coordenação coerente e lógica das idéias afins; idéias supervalorizadas de cunho místico, de perseguição, de maus presságios, de esoterismo, de mediunidade, de medos do sobrenatural. Ruminação obsessiva. Pensamento lentificado. - Incremento de sentimentos desagradáveis: mal estar vago e indefinido, melancolia, inutilidade, incapacidade para realizar atividades, perda de interesses, cansaço ou abatimento, ansiedade, medo, tensão, ambivalência, sentimento de irrealidade em relação a si e ao seu meio, perda da convicção da própria identidade e do sentido de identificação com o controle sobre o seu próprio corpo, estranheza em relação ao ambiente, sentimentos de cunho depressivo, angústia e hipersensibilidade. - Diminuição ou inibição das atividades motoras, acompanhada de tensão da musculatura voluntária; atos compulsivos (rituais); ambitendência; distúrbios do sono (insônia, sonambulismo, acordar mal e com medo de dormir novamente); enurese; distúrbios sexuais (impotência, frigidez, esterilidade, medo da definição sexual). - Isolacionismo, timidez, retraimento. - Sintomas neurovegetativos do medo: sudorese, tremores, náuseas, arrepios, taquicardia, sensação de falta de ar, palidez, desmaio, etc. - Espasmos vasculares com má circulação periférica (cianose nas mãos e lábios). - Cefaléia, cãimbras, prisão de ventre, perturbações alimentares. - Sintomas de patologias renais, do estômago e do fígado. - Dores musculares, problemas de coluna (por tensões). Precauções: - Scheffer cita que é bem indicado para pessoas muito vulneráveis às energias do ambiente e para quem, em consequência do uso de drogas, tenha feito “viagens de horror”. - Também o recomenda no tratamento dos alcoólatras, de pessoas com idéias obsessivas, de crianças maltratadas e de pessoas violentadas. - É recomendado associar Aspen primeiramente com Rescue, porque age profundamente na personalidade. - Por despertar o lado sombrio da pessoa, pode causar reação de pânico e/ou reações no coração e no pulmão. - Pessoas em estado Aspen podem resistir ao tratamento por se sentirem, intimamente, envergonhadas de serem ajudadas no que diz respeito a sua personalidade e também por temerem que seus problemas poderão ser interpretados de maneira crítica. - Para pessoas muito sensíveis a agressões, catástrofes, assaltos, guerras, etc.

13
- Para os que têm medo do próprio medo e não falam com os outros sobre esse sentimento por ser vago e indefinido. Crianças: A criança elabora fantasias, temores naturais e fatores traumáticos, principalmente através de suas atividades lúdicas. Daí a importância da permissão para o brincar. O jogo catártico constitui o melhor recurso egóico do qual ela dispõe, para solucionar seus conflitos de qualquer tipo. A criança que se mostra incapaz de brincar apresenta indícios de sério comprometimento em seu desenvolvimento. Isto simplesmente já é uma indicação para se dar Aspen. Seus medos e temores naturais (conscientes e/ou inconscientes) não estão sendo ab-reagidos e elaborados, podendo desenvolver, gradativamente, uma personalidade em estado Aspen desequilibrado. Neste estado apresenta, frequentemente, hipersensibilidade, perturbações de sono com pesadelos, terrores noturnos, medo de dormir sozinha, necessidade de luz ao dormir, fuga impulsiva e inesperada (por exemplo, de festas ou comemorações), inibição da agressividade, enurese, apegos excessivos, etc. Na puberdade, tal como explicado em profundidade através da teoria de Melanie Klein, as mudanças corporais e o aparecimento da menarca e da ejaculação podem estar acompanhados de intensa ansiedade persecutória, quando se faz necessária a indicação de Aspen. Nestes casos, o adolescente evita o “brincar” tal qual na infância, mas agora foge de festas e de encontros, do namorar e do “ficar”, das rodas de companheiros ou gangues típicas, que buscam desafios e aventuras (viajar, acampar), dos debates no colégio ou em grupos de jovens, onde poderia realizar atividades várias que o ajudariam a organizar-se emocionalmente e socialmente. Enfim, foge do enfrentamento com o novo período exploratório, próprio da adolescência. Retira-se destas atividades e realizações, isolando-se por medo. Também evita o esporte e a competição. Já o adolescente que se permite realizar os comportamentos citados está enfrentando o novo e as mudanças que daí decorrem, com qualidades Aspen positivas. O adolescente tipo “bode expiatório” também revela características Aspen em desequilíbrio por absorver demais, ou introjetar em excesso, as projeções do seu ambiente, normalmente do mundo dos adultos, com seus conteúdos não resolvidos. Sugestões de apoio: - Realizar atividades físicas e de contato com a terra, como jardinagem, modelagem panificação, artes plásticas... - Evitar tudo que possa perturbar a mente como álcool, filmes de terror, drogas, muita exposição ao sol, etc. - Realizar exercícios de respiração e postura (com ênfase na inspiração).

Aspen - GERAL
Sintomas-chave: medos vagos, inexplicáveis, apreensões, medo secreto de algum mal iminente. Sintomas do bloqueio de energia: - Medo sem fundamento, dia e noite. - Súbitos ataques de ansiedade quando a pessoa está só ou no meio de outras pessoas. - Sensação arrepiante de medo, como se a pessoa estivesse enfeitiçada. - Auto sugestão, ilusões. - A imaginação desembesta. - Fascínio assustador em relação a fenômenos esotéricos, supersticiosos. - Medo de perseguição, de castigo; medo de alguma força ou poder invisível. - Pesadelos, a pessoa acorda com medo e tomada de pânico, e não se atreve a dormir outra vez. - Medo de pensamentos e sonhos sobre assuntos religiosos, medo da escuridão e da morte. - Medo dos próprios medos, mas não se atreve a falar sobre isso com ninguém. - Acessos de ansiedade, acompanhados de tremores, suores, arrepios. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Capacidade de entrar em planos mais sutis de consciência, e em decorrência disso, introvisão de linhas de pensamentos esotéricos e religiosos. - Acesso a esferas espirituais superiores. A pessoa sente-se atraída por elas, e sem medo, põe-se a explorá-las, sem atentar para possíveis dificuldades.

14

* CARMEM MONARI: 3 Aspen é o confronto com a nossa sombra. 3 Não usar junto com Agrimony. 3 Tem muitas premonições e presságios, como o Red Chestnut (podemos associá-los). 3 Medo da morte e do escuro. 3 Tremores e arrepios pelo corpo. 3 Pânico e depressão (núcleo é o problema com o lado feminino ou com a Mãe). 3 Problemas no pulmão. 3 Muita sensibilidade no plexo solar. 3 Doenças no sangue ; alterações genitais. 3 Pessoas muito racionais, que tentam se espiritualizar e não conseguem. 3 Na terceira idade. 3 A energia do Aspen é a Energia Lunar, do cordão prateado, que é a força do Inconsciente, da recepção das mensagens do nosso Eu Superior. É a força do Novo, a força do Desconhecido, da Energia da Aventura do Viver. Já o Rock Rose é a energia Solar, fortalecendo nosso cordão dourado, na luta do herói em grandes provas do Consciente.

15

Beech
(Grupo: excessiva preocupação com o bem-estar dos outros) Fagus Sylvatica VIBRAÇÃO da TOLERÂNCIA - Descrição do Dr. Bach Para os que sentem necessidade de ver mais beleza e bondade em tudo o que os rodeia. E, mesmo que muitas coisas pareçam andar mal, necessitam ter a capacidade de ver o bem crescendo ali, para que possam ser mais tolerantes, indulgentes e compreensivos com as diferentes maneiras com que cada indivíduo e cada coisa caminha até sua perfeição final.

- Descrição Geral Neste estado emocional as pessoas mostram-se muito rígidas. Possuem critérios muito definidos ao fazer julgamento sobre os outros e tem dificuldade em aceitar seus próprios erros. OBS: muitas vezes também evidenciado no caso de falta de capacidade crítica (M.S.)

- Dr. Edward Bach Centre Foi descrito pelo Dr. Bach como o remédio para as pessoas que “sentem a necessidade de parecerem melhores e mais belas em tudo que se refere a elas”. Pessoas Beech - ou pessoas em um estado Beech - são intolerantes com quem não é como elas. Elas carecem de compaixão e entendimento das diferentes circunstâncias e diferentes padrões que outras pessoas têm, e falham em ver que os outros também estão trabalhando para atingir a perfeição, mas de maneiras diferentes. Algumas vezes a intolerância de Beech é manifestada como explosões de irritabilidade: o remédio ajuda a encorajar a tolerância e o entendimento, e quando isso acontece então a irritabilidade também desaparece.

- Regis Mesquita
Nome popular: faia. Coloração: vermelha. Floração: abril e maio. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Mirabilis (Mirabilis jalapa / Bonina).

O perfil de quem necessita desta essência é aquela pessoa cuja crítica, intolerância e arrogância é muito grande. Muitos a consideram “ranzinza”, chata, ranheta, petulante, etc. Aqueles que são mais frágeis sofrem com estas pessoas pois são criticadas e “crucificadas” o tempo todo. Não buscam as qualidades positivas nas outras pessoas ou situações, mas sim os defeitos. Carecem de humildade e sentem-se superiores. São indivíduos rígidos e tensos que não tentam entender e nem se colocar no lugar do outro. Muitas vezes demonstram um prazer sádico em julgar e condenar. São pessoas irritadiças que se incomodam com pequenas coisas, como gestos, modo de falar, hábitos, manias, etc. Sua tolerância a estímulos sensoriais (luzes, som, contato físico, dor, etc.) é bem baixa. Na realidade qualquer coisa que fuja daquilo que ele espera e gosta é fonte de irritação (baixa capacidade

16

de resistência a frustração). Muitos são racistas. Como são arrogantes perdem grandes chances de evoluir e aprender na vida, pois carecem da capacidade de percepção e avaliação dos próprios defeitos. São impacientes quando a situação não está de acordo com sua expectativa. A essência Beech ajuda-os a resgatar sua capacidade de tolerância e compreensão das dificuldades alheias. Ajuda-os a perceber o lado bom das situações e dos outros. Ajuda-os a restaurar a humildade e assim sua capacidade de aprender e superar seus próprios defeitos.  Para indivíduos excessivamente arrogantes ou extremamente preconceituosos.
- Notas: (Jessica Bear) Para que sejam mais tolerantes e menos juízes das imperfeições alheias. Frequentemente aquilo que Beech critica ou não tolera é um tema -chave em sua problemática. Alergias. Timo e estômago: gratidão. * Combinações mais comuns (Jessica Bear): Impatiens: um excelente assistente para os perfeccionistas do tipo Impatiens. Crab Apple- adicioná-lo para os que são muito exigentes com limpeza. Vervain: para a intolerância crônica. Rock Water- para a rigidez. Chicory: este tipo usa a crítica como uma forma de manipulação, para obrigar as pessoas a satisfazerem seus desejos. Agrimony: para os que são intolerantes com os outros. Para crianças que manipulam por meio de lamentação e choro. Heather- para a possessão, visando controlar os outros a fim de obter ganhos pessoais.

* Indicadores Adicionais: (M.S.) 3 Bom discernimento; modo de expressão professoral; feições austeras, tenso formalismo. 3 O paciente se queixa de hipersensibilidade do estômago e intestino. * Benefícios (M.S.) 3 Mais compaixão e tolerância.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para pessoas intolerantes, de vontade forte e opiniões fixas, arrogantes, que criticam e reprimem os demais, irritadas com pequenas coisas. - Para pessoas solitárias, que se mantêm distantes interiormente, com hipersensibilidade para com o social e para com o ambiente físico. - Para pessoas exigentes por ordem, disciplina e eficiência, escravas de horários e normas. - Intolerância a ruídos, à dor, a luzer e odores. - Hipercriticidade, incompreensão, tensão mental, onipotência, rigidez de pensamento. - Dificuldade de adaptação e relacionamento. - Conduta perfeccionista, controladora, detalhista, estereotipada e compulsiva. - Maneirismos, isolacionismo e negativismo. - Prepotência e agressividade encoberta. - Afeto rígido, repressão, “la belle indiference”. - Hipervigilância. - Hipersensibilidade cutânea. - Dispepsia, hiperacidez estomacal, dificuldades de digestão. - Constipação intestinal, problemas na vesícula biliar.

17
- Sequelas resultantes de rigidez existente no corpo devido a energia nelas concentrada: hipertonia muscular, rigidez e tensão no peito, braços, mandíbula (bruxismo), mãos (aferram os punhos) e parte superior do corpo. - Pode apresentar artrose. - Distúrbios imunitários.

Precauções: - É preferível não iniciar um tratamento com Beech para não privá-la de suas defesas, prematura mente. - O tratamento pode ser iniciado com Holly ou Centaury, que podem fazer aflorar o lado Beech, intolerante e crítico, quando houver. - Evitar ser metódico sem estabelecer objetivos muito rígidos para não forçar a obsessividade do cliente, usando técnicas ativas. - O terapeuta deve trabalhar mais tempo com as flores indicadas para pessoas cujo estado emocional se encontra cronicamente alterado, como no caso do Beech. Crianças: São as “certinhas”, queixosas, implicantes e intolerantes. Gostam de aliar-se a professores ou figuras de autoridade no controle de tarefas, disciplina e ordem. Chegam a tornar-se “puxa-saco” e “dedurar” seus companheiros em qualquer tipo de arte ou transgressão. Não conseguem ser livres e espontâneas, são menos criativas, são inseguras e carentes, o que escondem por trás de sua falsa segurança e pseudomaturidade. Sugestões de apoio: - Demostrar o que sente e pedir ajuda quando necessário. - Fazer as coisas como pode, no seu tempo e do seu jeito. - Ser mais delicado, bondoso consigo e com os demais. - Tomar consciência de que cada um vê uma parte do todo e não podemos nos arrogar de donos da verdade; que somos uma pequena parte dentro de um ser muito maior, buscando um sentimento de unidade e harmonia. - Fazer relaxamento, exercícios físicos, para atenuar a rigidez interna e externa, brincar, dançar, soltar-se... - Aprender a não projetar nos demais seus sentimentos negativos e apreensões. - Buscar dentro de si e dos outros os reais valores, mesmo em meio aos defeitos, incrementando a capacidade de percepção do todo.

Beech - GERAL
Sintomas-chave: Atitude crítica, arrogância, intolerância. Criticar sem ter a menor idéia dos pontos de vista e da situação dos outros. Sintomas do bloqueio de energia: - Incapaz de mostrar compreensão nem paciência pela incompetência alheia. - Incapaz de perceber os sentimentos dos outros, uma vez que os seus próprios sentimentos estão bloqueados. - Arvora-se em juiz dos outros, vendo-lhes os erros e confirmando-os. - Só vê o que está errado numa situação, as fraquezas, incapaz de enxergar os resultados positivos que podem sobrevir. - Não toma em consideração o fato de que nem toda a gente tem as mesmas vantagens e potenciais, e que cada pessoa só pode desenvolver-se de acordo com o próprio potencial interno. - Tem princípios firmes, estreitamente definidos, e procede interiormente como um severo capataz. - Reage mesquinha, pedantemente, e às vezes, de maneira desajeitada. - Pequeninos gestos e maneiras de falar dos outros irritam-no, o grau de irritação não tem relação alguma com a causa. - Tenso por dentro, rígido. - Hipercrítico, propende a manter-se isolado dos seus semelhantes. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Acuidade mental, capaz de captar os diferentes padrões de comportamento humano e desenvolvimento individual. - Tolerante, com os pés no chão, reconhece a unidade na diversidade.

18

* Revista Brasileira de Terapia Floral: 3 Beech resgata a tolerância, a compreensão e a habilidade de tecer críticas construtivas. Elimina o mau humor e a sisudez. 3 Estimula a respeitar as diferenças, conscientizar-se de que ninguém - nem mesmo ele- é perfeito, e aceitar isso. 3 Inspira a prestar mais atenção às qualidades do que aos defeitos dos outros, dissolvendo a mania de julgar e criticar. 3 Diminui a arrogância dos que se comportam assim para se protegerem das humilhações e decepções que estão sujeitos a sofrer, vítimas de racismo ou preconceitos sociais. 3 Quebra as barreiras emocionais de quem tem d ificuldade de expressar o que sente, por receio de parecer um fraco. 3 Ensina a pessoa a olhar para dentro de si, entrar em contato com suas experiências e emoções mal resolvidas, e digeri-las, a fim de que isso não se somatize em forma de problemas digestivos e tensão no peito, braços e mandíbula. 3 Traz maleabilidade e soltura ao tipo exigente, que vive reclamando, sempre impaciente demais com os erros alheios. Dissolve a rigidez e equilibra as emoções que podem gerar desde cansaço e dores nas pernas até problemas de coluna, artrose, artrite, cálculos renais ou biliares e hipocondria. 3 Conscientiza a pessoa sobre sua atitude mental super crítica e sobre o poder da palavra. Essa força pode levá-la a promover o crescimento pessoal de alguém, mostrando-lhe no que deve melhorar, ou então machucar e aniquilar a pessoa, usando sua língua ferina e afiada. A falta de equilíbrio entre essas polaridades costuma causar problemas de garganta. 3 Convida o moralista e os donos da verdade a ouvir o que os outros têm a dizer.

* CARMEM MONARI: 3 Beech é um grande floral para relacionamentos familiares e profissionais. Ele trabalha a Sabedoria que vem do coração para ajudar em todos os sentidos da educação, seja familiar ou escolar, desenvolvendo as qualidades da tolerância e do discernimento. No nível da educação no lar, ele ajudará os pais a transmitirem suas vivências e a conseguirem despertar o potencial positivo e a individualidade em seus filhos, respeitando suas opiniões. Trabalha o nosso lado interno do Pai Conselheiro e Orientador, aquele que nos acolhe em seus braços para nos ouvir e transmitir sua sabedoria. 3 Tensão e rigidez no quadril e lombar. 3 Falta de respeito pelo limite da mente do outro. 3 Medos de doenças (combinar com outros florais). 3 Pode somatizar nos genitais (miomas, hemorragias). 3 Trabalha o Pai interno (proteção).

19

Centaury*
(Grupo: sensibilidade excessiva a influências e opiniões) Erythroea Centaurium VIBRAÇÃO da AUTODETERMINAÇÃO - Descrição do Dr. Bach Para pessoas delicadas, silenciosas e suaves, que se mostram demasiadamente ansiosas em servir aos demais. Supervalorizam a própria força na ânsia de agradar. Seu anseio cresce de tal modo que elas se convertem mais em escravos do que em voluntários no auxílio aos outros. Sua bondade as leva a cumprir mais tarefas do que lhes é possível fazer e, assim, a descuidar da sua própria missão nesta vida.

- Descrição Geral Pessoas com a personalidade centaury geralmente tem dificuldade em impor sua vontade, suas idéias e são facilmente dominadas . Espera que os outros lhe digam que atitudes tomar e quais caminhos devem seguir. A essência vai ajudar a despertar as características positivas reconhecendo a própria individualidade sem se influenciar pelas opiniões alheias. - Dr. Edward Bach Centre É para as pessoas que têm dificuldade em dizer “não” às outras. Algumas vezes pessoas cruéis tirarão vantagem disso, e o Centaury se tornará como um escravo. O remédio não vai endurecer a personalidade do Centaury. Ao invés disso ele dará suporte ao desenvolvimento da coragem e auto-determinação para que a pessoa Centaury esteja mais apta a delinear um limite e ganhar espaço onde possa ser si mesma e livre dos desejos e comandos dos outros.

- Regis Mesquita
Nome popular: centáurea menor. Coloração: rosa. Floração: junho, julho, agosto e setembro. Preparação da essência: método solar. Floral de Minas: Ruta (Ruta graveolens / Arruda).

Para aquelas personalidades fracas e inseguras que se submetem à influência dos outros. Geralmente são pessoas prestativas, obedientes, de boa índole e boa vontade, que na ânsia de agradar esquecem de suas próprias necessidades. Não conseguem dizer não e nem colocar limites. Muitas vezes tornam-se capachos de pessoas inescrupulosas que se aproveitam de suas fragilidades. São pessoas que evitam disputas e que se moldam ao que supõe seja o esperado delas. Muitas vezes chegam a copiar gestos, modos de falar, modo de se comportar e idéias daqueles a quem servem. Os desejos alheios tornam-se os seus desejos, a vida dos outros a sua vida. Uma pessoa pode dizer: “depois que meu pai morreu, minha mãe me deu a incumbência de cuidar dela. E ainda hoje, tudo que eu faço na vida é cuidar dela.” Estes indivíduos abandonam seu próprio caminho na vida, e com isto perdem grande parte da alegria e da experiência que poderiam adquirir nesta vida. Como acumulam muitas responsabilidades é comum reclamarem de cansaço. Normalmente possuem baixa vitalidade.

20

Elas buscam agradar ao próximo e receber em troca reconhecimento e aprovação. Possuem egos frágeis e dependentes do afeto alheio. Nestas pessoas encontramos o desejo de ajudar e servir sendo utilizados de forma errada. A essência Centaury ajuda-os a sair da dependência e reassumirem o controle de suas vidas. Elas devem aprender a saber quando dizer sim e quando dizer não e ter força interior para decidir o que é o melhor para a realização de sua missão de vida.  Questões de co-dependência muitas vezes estão presentes.
- Notas: Jessica Bear O engano do tipo Centaury é achar que é seu dever sacrificar-se (ou renunciar à sua vontade) para ser útil e ajudar seus semelhantes. Então, se diminui com o intuito de acrescentar algo a outrem. Isto não acrescenta nada. * Indicadores de Centaury (Jessica Bear): 3 não podem dizer “não”. Pessoas obsequiosas. 3 não vivem para si mesmos, mas morrem pelos outros. 3 esperam até que todos estejam servidos. Ajudam na limpeza. 3 mães por natureza. A família é muito importante. * Uso em combinações (J.B.): 3 sucesso- para não serem passados para trás no trabalho. 3 rompimentos- aprenderem a viver por si mesmos. 3 hábitos- o poder de dizer “não”. 3 energia- quando se exaurem em favor dos outros. 3 ataques psíquicos- para manter a vontade. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 O paciente parece fraco, frágil, pálido ou cansado. 3 O paciente mostra pouco interesse pelo rumo de sua própria vida. * Benefícios (M.S.): 3 Estabelecer limites. Conhecer melhor suas próprias necessidades e expressá-las.

Centaury - GERAL
Sintomas-chave: vontade enfraquecida, reação exagerada aos desejos dos outros, boa índole facilmente explorada, incapaciadde de dizer não. Sintomas do bloqueio de energia: - Passivo, vontade fraca, guiado por outros. - Individualidade mal desenvolvida. - Disposto, obediente, servil, até subserviente. - Reage mais aos desejos alheios do que aos seus. - Permite que o desencaminhem, no desejo de agradar, a ponto de negar-se a si mesmo em casos extremos. - Às vezes um mártir. - Mais escravo do que auxiliar consciente. - Vive sob o jugo ou dominação de outra personalidade meio egoísta - pais, cônjuge, superior, etc. - Deixa-se persuadir facilmente. - Natureza dócil, facilmente explorada. - Muitas vezes Gata Borralheira para os outros, ou mero capacho. - Adota inconscientemente gestos, expressões e opiniões de uma personalidade mais forte. - Facilmente cansado, pálido, usado até a exaustão. - Evita disputa, não defende os próprios interesses. - Tende a dar mais do que tem. - Superestima facilmente os próprios recursos no desejo de servir.

21
- Perigo de não realizar sua verdadeira missão. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Sabe quando dizer sim, mas também é capaz de dizer não, se necessário. - É capaz de integrar-se bem em grupo, etc., mas preserva sempre a própria identidade. - Presta serviços sábia e discretamente, seguindo seus próprios objetivos interiores. - É capaz de viver de acordo com sua verdadeira missão.

* CARMEM MONARI: 3 Centaury é o simbolismo de Chiron: sente o sofrimento na carne. O Centaury provoca catarse em nossa ferida. Portanto, para melhorar o nosso sofrimento emocional, muitas vezes elimina pela pele (erupções) ou gripes, etc. 3 O Centaury não consegue esconder seu sofrimento. 3 Tem duas grandes tendências auto-destrutivas: - Depressão - Doenças auto-imunes 3 Tem dores de grande intensidade. 3 Somatização frequente na pele, principalmente no tronco (lembrar do Star of Bethlehem e Wild Oat para ajudar na cicatrização). 3 Para ajudar na valorização do Eu, lembrar do Crab Apple e Wild Rose. 3 Para ajudar a fortalecer a palavra, lembrar do Scleranthus. 3 Dificuldades na digestão (fraqueza do Eu). 3 Tensão na musculatura abdominal, dos quadris e coxas (área do centauro). 3 Nos casos em que há reação com a saída das raivas, mágoas e tristezas, não é oportuno dar o Beech, mas sim ajudar a superar essa fase com Holly, Willow, Cherry Plum ou Star of Bethlehem. 3 Walnut ajuda o Centaury a preservar a individualidade. 3 Não consegue dizer “não” por sua submissão ao outro; tem medo de perder seu carinho, sua aprovação. Uma característica sua é a fraqueza, pela personalidde fraca ou dominada.

22

Cerato*
(Grupo: para os que sofrem de indecisão) Ceratostigma Willmottiana VIBRAÇÃO da SEGURANÇA INTERIOR - Descrição do Dr. Bach Para os que não têm bastante confiança em si mesmos para tomar as próprias decisões. Estão constantemente pedindo conselhos aos outros, sendo muitas vezes mal-aconselhados. - Descrição Geral Pessoas com pouca confiança em si próprias. Tendem a duvidar de sua capacidade de julgamento. Tendência a imitar atitudes dos outros não assumindo responsabilidade por suas experiências. A essência do cerato vai devolver a autoconfiança e ajudar a lidar com o sentimento de incapacidade. - Dr. Edward Bach Centre Este é o remédio para pessoas que temem falhar em seu próprio julgamento. Deparadas com a necessidade de tomar uma decisão elas não se comportam como Scleranthus, que hesita e não toma a decisão, porque eles podem tomar uma decisão sem ter muita complicação. Mas tendo feito, então as dúvidas se arrastam e eles não têm certeza se o que decidiram está certo. Então eles vão por aí perguntando pelas opiniões e conselhos de outros. Terminam sem esperança e confusos ou fazendo algo que sabem em seus corações que não é o certo para eles. Cerato é o remédio que dá à pessoa um estado de mais fé em seu julgamento, então ela pode ouvir sua voz interior e confiar em sua intuição.

- Regis Mesquita
Nome popular: plumbago. Coloração: azul. Floração: agosto e setembro. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Emilia (Plumbago capensis / Bela-emília).

O tipo psicológico daqueles que necessitam de Cerato corresponde à pessoa que possui fraca convicção, que tem dúvidas na tomada de decisão (por mais simples que seja), e é dependente, passivo e sugestionável. Constantemente mudam de opinião, uma vez que é sempre difícil escolher entre as opções que a vida lhe oferece. Seu erro é não confiar em sua intuição e no seu conhecimento. Possuem uma opinião própria, mas não confiam nela. Ficam, assim, requisitando a opinião dos outros e acabam seguindo o que lhes é aconselhado. Muitas vezes admitem que erraram ao seguir a opinião alheia em vez da sua própria. Mas não aprendem a confiar em si e voltam a cometer o mesmo erro. Se ficam doentes, estão sempre inclinados a experimentar um novo tratamento que lhes recomendaram. Se vão comprar uma roupa sentem-se mais seguros se compram algo que está obviamente na moda. Desta forma estão sempre seguindo e imitando os comportamentos e idéias alheias.

23

A essência do Cerato vai ajudar este tipo a desenvolver uma forte convicção interior, segurança, liberdade de escolha e de pensamento. A dúvida do tipo Scleranthus é decidir entre duas alternativas. Quando decide é uma decisão pessoal. As dúvidas do tipo Cerato acontece por ele não confiar em sua própria opinião e pedir ajuda aos outros para decidir. Normalmente segue a opinião alheia.
- Notas: Jessica Bear O engano de Cerato é crer que o sentimentalismo é legítimo. Acreditam nisso tão radicalmente que, sem essa constante estimulação em suas vidas, acham que não há vida. Consequentemente, atraem naturalmente para si muitos relacionamentos difíceis, com o objetivo de produzir emoções. * Indicadores de Cerato (Jessica Bear): 3 fazem perguntas impossíveis de responder. 3 correm de um conselho para o outro ou de um médico para o outro. 3 têm medo de serem punidos por estarem errados. 3 sentem-se estúpidos; crédulos; ingênuos. 3 vítimas fáceis dos dominadores por não acreditar em sua própria sabedoria. 3 são, com facilidade, enganados mental e emocionalmente. Têm dificuldade em se manter firmes. 3 vampiros de energia. 3 são bobos do amor. Para as mulheres muito lindas ou iludidas por um homem charmoso. 3 complexo de Messias. Para os que acreditam que todos possam ser redimidos. 3 idealistas da humanidade. 3 para mulheres e homens que amam demais. * Uso em combinações (Jessica Bear): 3 relacionamentos- os ingênuos. 3 hábitos- para não desviarem da trilha. 3 aprendizado- distraem-se nos estudos. 3 vampirização- ligam para todos os amigos. 3 influenciáveis - facilmente explorados. 3 ansiedade (fórmulas)- mergulhados em confusão. 3 opressão- facilmente influenciados. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Grande necessidade de falar. 3 Roupas no rigor da moda. 3 Sempre com as informações mais atualizadas. 3 Forte crença na autoridade. * Benefícios (M.S.): 3 Reconhecer a própria intuição e confiar nela. 3 Formar sua própria opinião e mantê-la.

24  Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para os que não confiam em sua própria intuição e duvidam de suas decisões e julgamentos. Repetidamente buscam a confirmação e os conselhos dos outros. - Para os que são do tipo “Maria vai com as outras”. Seguem modismos e opiniões alheias. - Para os que falam muito, imiscuem-se nas conversas alheias, fazem muitas perguntas e deixam os outros irritados. - Para os que têm excessiva fome de informações, mas não utilizam os conhecimentos que possuem. - Para os que não acreditam no seu saber. Perguntam exatamente aquilo que já sabem para confirmar o seu conhecimento. - Diminuição da atenção concentrada. - A memória pode estar comprometida por dificuldades na fixação da atenção. - Expressão verbal comprometida por causas afetivas (questionamento contínuo que não leva a conclusões e resoluções). - Pensamento predominantemente lógico, porém de cunho mágico (pouco sujeito à lógica e aos fatos reais objetivos e de raciocínio não conclusivo, dificuldade em aprender com experiências vividas). - Pensamento egocêntrico, vincula-se mais à realidade subjetiva do que à realidade objetiva. - Empobrecimento da capacidade de julgamento crítico. - Leve tendência à fuga de idéias. - Ansiedade, tensão, inquietude mental, ambivalência, insegurança. - O afeto tende à hipomodulação, pela dificuldade de ligar-se em profundidade. - Multitendência ou multivalência na conduta, em função de sua imaturidade e vulnerabilidade (impulsos que se fazem conscientes simultaneamente). - Mostra uma obsessividade através de seus inesgotáveis questionamentos. - Disfunções endócrinas. - Tensão na região occipital, envolvendo boca, garganta, cordas vocais, traquéia, nuca e vértebras cervicais. - Inflamações e infecções em geral. - Dificuldades no sistema digestivo, envolvendo assimilação, elaboração e eliminação de alimentos. - Problemas nas articulações: ombros, joelhos, tornozelos, articulação coxo-femoral, etc. - Problemas no aparelho respiratório. Precauções: - Útil nas crises de identidade, de questionamento e de reavaliação da vida, como na adolescência, meia idade, terceira idade... - Para os que têm dificuldades em comunicação oral e escrita. - Em crianças libera o potencial da mente para o aprendizado e reduz a tendência à dispersão e à imaturidade. - Auxilia no medo do escuro e nos pesadelos noturnos. - Para terapeutas ou profissionais que necessitam desenvolver uma boa escuta de si mesmos e dos outros. - Aconselhado nos problemas alérgicos e suas complicações, desencadeados por emoções em desequilíbrio como: rinites, hipertrofia da adenóide, sinusite, amigdalite. - Para problemas de obstrução das vias aéreas que dificultam a oxigenação cerebral. - Nas psicoses, diminui a dispersão, auxiliando na concentração. - Algumas pessoas não devem iniciar um tratamento tomando Cerato, pois esta essência faz “mergulhar muito fundo”, podendo causar pesadelos. É recomendado, nestes casos, começar com Centaury, que dará à pessoa uma consciência maior para o corpo e uma base para a manifestação da intuição bloqueada. Também Larch pode ser necessário para proporcionar que a sabedoria bloqueada seja colocada em ação. Crianças: Desde pequenas tendem a ser superprotegidas ou criticadas. Demoram a aceitar a substituição do leite pelos alimentos salgados e a abandonar a mamadeira e a chupeta. Verbalmente foram estimulados, mas sem uma correspondente permissão interna da mãe, para crescer. Por isso também andam e falam mais tarde, mas, quando o conseguem, mostram uma independência motora e cognitiva rápida, como que buscando compensar a dependência subjacente. Da mesma forma, aprendem com facilidade o controle dos esfíncteres, mas mais para agradar, com submissão, do que para exercitar sua maior independência.

25
A criança em estado Cerato não aprendeu a vivenciar o grupo, a renunciar, a esperar, a colaborar, a competir, a dar sugestões, a ser liderada e liderar, a trocar papéis, etc. Evitam as concorrências de fato, com adversários poderosos (irmãos, pais, amigos), pois no fundo sabem que não estão preparados para aprender de fato com as derrotas e/ou vitórias. Todo esse funcionamento tende a se repetir na escola, onde é exigido que construa tarefas e contribua com seu grupo. Outra característica é a de se dar a brincadeiras solitárias, a sonhos e devaneios. É aí que consegue ser alguém forte e independente, uma criança especial ou um “príncipe”. Demora mais para experimentar a busca da própria identidade, por exemplo, não querendo esco

lher a própria roupa, pedindo que alguém diga com quem pode “ficar” ou “namorar”, aceitando uma carreira profissional imposta pela tradição familiar, adotando conceitos ou posicionamentos políticos e sociais sem contestálos, enfim, mostrando a mesma fragilidade emocional, em termos de negativismo e autonomia, que já vivenciou na primeira infância. Costuma viver uma adolescência muito prolongada, com dependência sócio econômica que excede as suas aquisições intelectuais. Mesmo já possuindo formação superior, demora muito mais para desgarrar-se da família. São aspectos narcisistas e regressivos que lhe custa muito a abandonar. Sugestões de apoio: - Aprender a usar e valorizar o conhecimento que possui. - Ouvir a própria intuição, deixando de lado a imitação de atitudes alheias, os modismos e o armazenamento de muitas informações não usadas. Colocar em prática sua própria sabedoria. - Não permitir que ninguém reprima suas energias, opiniões, idéias, conceitos, ideais. Aprender a perguntar-se e a responder-se, a pensar no que exatamente deseja. - Permitir a abertura para o real recebimento de afeto, toque, carinho e amor. - Realizar exercícios respiratórios que auxiliam a entrar em contato com o seu Eu Superior e com a natureza. - Realizar passeios, meditação, em ambientes abertos, em comunhão com a natureza. - Fortalecer o físico com trabalho corporal, como por exemplo, natação, caminhadas... - Realizar meditação sobre sons. Ouvir Mozart, Vivaldi, Bach... músicas bem estruturadas em relação à harmonia de composição.

Cerato - GERAL
Sintomas-chave: Falta de confiança nas próprias decisões. Sintomas do bloqueio de energia: - Não confia nos próprios julgamentos. - Pede constantemente conselhos aos outros. - Fala muito, dando nos nervos de outras pessoas, ao meter-se na conversa fazendo perguntas. - Tem sede excessiva de informações. - Os conhecimentos são acumulados mas não usados. - Deixa que as decisões dos outros o tornem inseguro. - Permite a si mesmo ser desencaminhado, contra a sua própria maneira de pensar e para sua desvantagem. - Precisa da aprovação dos outros. - Suas opiniões são incertas, mutáveis, vacilantes. - Parece crédulo ou simplório, até estúpido. - O sentimento de identidade é fraco. - Aprecia a convenção, e quer saber o que há “dentro” dela. - Propende a imitar atitudes alheias. - Concentração fraca, em virtude de falta de confiança no próprio julgamento. - Como não confia nos outros, tampouco confia no próprio julgamento. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Intuitivo e capaz de entusiasmo, curioso, ávido por aprender. - Capaz de coligir informações, organizá-las e usá-las. - Sente-se feliz transmitindo conhecimentos. - Boa coordenação do pensamento abstrato com o concreto. - Aceita a orientação da “voz interior”, confia em si, e defende as próprias decisões.

26
- Procede judiciosamente.

* CARMEM MONARI: 3 Diferenciamos o Clematis do Cerato porque o Clematis tem um olhar sonhador, e o Cerato tem um olhar penetrante de dúvida, em busca das respostas dentro do outro. 3 Podem ter problemas nos dentes e parte óssea. 3 Podem ter problemas de aprendizado e dificuldades de comunicação e expressão, apresentando certa imaturidade no corpo e na mente (ajudar com Chestnut Bud). 3 Linguagem confusa e abundante, buscando a compreensão do outro (diferente de Heather, que é o centro das atenções). 3 Somatização frequente na audição. Podem ter hipertrofia nas adenóides, otites, sinusites e rinites. 3 Se costumam ter pesadelos, tomar o Cerato durante o dia para trabalhar os conteúdos inconscientes enquanto estão acordados, principalmente se a pessoa tem estrutura física frágil. Nos casos de medo da escuridão, idem (associando com o Mimulus). 3 CRIANÇAS CERATO: olhar marcante, grandes olhos. Dificuldades no desenvolvimento estrutural e intelectual. Introvertidas e solitárias. Aparência imatura. Podem precisar do auxílio de Chicory. Também aqueles que falam e perguntam demais, mas ficam na superfície. Estimular o trabalho corporal.

27

Cherry Plum
(Grupo: para os que sentem medo) Prunus Cerasifera VIBRAÇÃO da SERENIDADE - Descrição do Dr. Bach Para quando se tem medo que a mente se esgote, de que se perca a razão, de que se faça coisas espantosas e horríveis, indesejáveis e prejudiciais, embora se pense nelas e se sinta impelido por elas. - Descrição Geral Esse Floral irá ajudar as pessoas que tendem a perder o controle sobre seus pensamentos e ações. Neste estado emocional podem apresentar impulsos violentos contra si mesmo e os outros tornando-se batante deprimidas.

- Dr. Edward Bach Centre É um dos remédios que o Dr. Bach agrupou sob o título de “Medo”. O medo Cherry Plum é muito específico: é o medo de perder o controle de si mesmo e fazer algo terrível, que pode incluir ferir outros ou se suicidar. Cherry Plum é também o remédio para a perda de controle quando ela já tem lugar. (Pense no medo de uma criança pequena numa briga de fúria irracional). Medos de enlouquecer e de agir irracionalmente são medos Cherry Plum. Ele é um dos ingredientes do Rescue Remedy. - Regis Mesquita
Nome popular: cerejeira. Coloração: branca. Floração: fevereiro a abril. Preparação da essência: método de fervura. Floral de Minas: Psidium (Psidium virescens / Gabirobeira).

Cherry Plum ajuda aqueles que temem perder o controle sobre seus atos e atitudes. Eles temem pelo que possa vir a acontecer se isto se concretizar. Uma pessoa em desespero, que perde o controle sobre si, é capaz de se matar ou de matar alguém. Eles sabem disto e pressentem que o limite de resistência de sua mente está próximo. Normalmente esta situação acontece quando a pessoa está desesperada, deprimida ou passando por situação de muito sofrimento. Uma paciente relata que “depois que meu filho morreu, nas horas que a tristeza vem mais forte, eu penso que a única solução é me matar para acabar com essa dor. Eu tenho medo de acabar fazendo isto...”. Alguns pacientes podem se definir como uma bomba ambulante, relatam que estão quase perdendo a cabeça ou que sentem que vão ficar loucos. Todos estes termos demonstram que eles temem sofrer um colapso nervoso. Eles temem mais ainda as consequências que este fato pode gerar: loucura, suicídio, agressão a entes queridos ou pessoas que são próximas e várias outras coisas terríveis. Estas pessoa também estão sujeitas a explosões emocionais, pois seu nível de tensão interior está muito elevado. Crianças que fazem birra são particularmente auxiliadas por esta essência.

28

Para a enurese noturna também é indicada esta essência. A essência floral Cherry Plum ajuda a pessoa a enfrentar as situações mais adversas da vida com coragem e força interior. O indivíduo aprende a superar estes momentos terríveis com consciência e serenidade. A essência Cherry Plum combate medos interiores (ex: medo da loucura, medo de agredir alguém), no caso da essência Rock Rose os medos extremos, pânico, estão projetados no exterior (ex: medo terrível de elevador ou que um assassino venha lhe matar).  Correm riscos desnecessários ou agem irrefletidamente. Também para aqueles que não conseguem controlar
sua dependência de drogas, alimentos, jogo ou mesmo gastar dinheiro em excesso.

- Notas: Jessica Bear Alivia o controle estressante mantido em benefício da humanidade ou por um dever assumido, permitindo que se expresse o que se deseja, renunciando ao “controle forçado”. Estômago: emoções suprimidas podem causar desequilíbrio ácido. Intestino grosso: obstipação; incapaz de deixar sair; diarréia, falta de controle. Perda do controle das funções corporais em geral. * Combinações mais comuns: Vervain: auxilia os fanáticos Vervain. Rock Water- suavizar a rigidez e fluir com as necessidades dos outros. Heather- meditar sobre si mesmo com calma. Chicory: assistir este tipo que perde o controle quando sente que não mais possui os outros. Acalma seu temperamento frequentemente violento. Cherry Plum e Chicory são dois grandes remédios dos viciados, pois ambos em seu estado negativo são presas de uma possessão. Vine- liderança equilibrada. Rock Water- excesso de teimosia. Heather- autopossessão. Agrimony: ajuda estes tipos a discutir seus problemas, sem necessidade de perder o controle. Auxilia o auto-controle nos tratamentos dos viciados. Water Violet: para libertá-los do controle de seu orgulho e aceitar a ajuda dos outros. Rock Water- para sua inabilidade em permitir o fluxo da vida. Centaury: para os pais que precisam se manter firmes quando um “amor severo” é necessário com os filhos. Oak- para o vigor da perseverança. Cerato: para controlar suas perguntas sem nexo. Heather- para acalmar seus medos autopossessivos. Mimulus: para o controle necessário nas situações que provocam medo. Rock Rose: para o medo de perder o controle da mente quando enfrentam terríveis desafios. Gorse- para não desistirem. Oak- para dar vigor. Olive- para suportar a exaustão das batalhas. - Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Forte tensão interior e muitas vezes, olhar fixo. 3 Aparência inflada e congestionada, ou então artificialmente tranquila. 3 Tendência à constipação. 3 Anamnese psiquiátrica. 3 Na criança: enurese noturna frequente. Benefícios (M.S.): 3 Desapego interior. Serenidade em situações tensas.

29

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para pessoas que têm medo de relaxar internamente, temendo perder o controle, “enlouquecer”, entrar em pânico. - Para pessoas com reações impulsivas súbitas e que temem explosões descontroladas de temperamento, que as levem a ações indesejadas e inadequadas. - Para as que passam por um sofrimento ou grande tensão mental e física prolongadas e têm medo de perder o controle de seus pensamentos e ações. - Para os que podem sofrer explosões emocionais intensas ou imprevisíveis, mas que não constituem um padrão característico de sua personalidade. - Para crianças descontroladas que se atiram no chão, batem com a cabeça na parede, machucam-se. - Para as pessoas que temem bater ou maltratar os outros, os filhos, os cônjuges, etc. - Para os desesperados que estão à beira de um colpso nervoso e que, para obter alívio, buscam saídas drásticas (homicídio, suicídio, etc.). - Obscurecimento (confusão), estreitamento ou obnubilação da consciência. - Desorientação quanto ao tempo, espaço e pessoa. - Bloqueio, diminuição, aumento da atenção (por estresse, estado tóxico ou lesão orgânica). - Ilusões, alucinações. - Alterações quantitativas e/ou qualitativas da memória (amnésia lacunar, ilusão de memória...). - Verborréia, lentidão na expressão verbal, etereotipia, mutismo, nologismo, paralogias. - Alterações na produção, no curso e no conteúdo do pensamento, predominantemente mágico, incoerente ou com afrouxamento na associação de idéias. Idéias de prejuízo, de suicídio, de temores ou medos, etc., podendo apresentar idéias delirantes. Atividade mental intensa, ruminação obsessiva. - Afetos inadequados, desprazerosos, angústia, ansiedade exacerbada, desespero, medo, tensão, ambivalência, pânico, despersonalização, êxtase, instabilidade afetiva, incontinência emocional. - Hiperatividade ou hipoatividade, ambivalência, insônia, pesadelos, agressividade, rituais compulsivos, impulso suicida ou homicida, agitação psicomotora, isolacionismo, sonambulismo, conduta bizarra, tiques, impulsividade, inapetência, bulimia, anorexia, distúrbios sexuais (medo do orgasmo, da penetração, ejaculação precoce). Crises conversivas. - Estresse violento. - Olhar vago ou perdido, parado, “esbugalhado”, “arregalado”. Pestaneja menos (espasmo do músculo orbicular das pálpebras). - Cãimbras, nevralgias, tensões e dores musculares. - Palidez, hipotensão arterial. - Distúrbios digestivos, enurese, encoprese. - Cefaléias, dor de ouvido aguda. - Amenorréia. - Sintomas súbitos (dores, inflamações, erupções, dispnéia, cólicas, diarréias, espasmo intestinal, taquicardia...). - Tumores e neoplasias. Precauções: - Quando na primeira entrevista já está indicado Cherry Plum, pode-se constatar que a pessoa tem um medo básico de se abrir para o processo de desenvolvimento. - É indicado na adolescência e para as pessoas instáveis, quando há exacerbação de impulsos. - Em caso de auto-agressão, dar sempre Cherry Plum, sobretudo se houver risco de suicídio.

30
- No modelo Cherry Plum, segundo Bárbara Espeche, o exemplo patológico é o da epilepsia, manifestação desorganizada e descontrolada com perda de consciência e descarga motora. - É útil como apoio na reabilitação de fumantes, alcoólatras, bulímicos e vícios com características compulsivas. - É usado como coadjuvante no tratamento de câncer e doenças afins, pois se supõe que a displasia é um fenômeno de descontrole celular. - Recomenda-se na enurese noturna e também no controle excessivo ou na encoprese. - Ajuda nas crises de pânico, no trabalho de parto, em intervenções odontológicas, no pronto atendimento de dores violentas, nas urgências, nos estados pré e pós operatórios, etc. - É recomendado para eczemas atópicos ou constitucionais. - Auxilia em intoxicações por substâncias psicoativas. - Para diabéticos (autodestrutivos), pessoas lastimosas e auto agressivas, que se mutilam com muitas cirurgias. Nestes casos, dar sempre Cherry Plum e por longo tempo. - Nos quadros psicóticos, dar Cherry Plum por muito tempo. - Esta essência pode fazer aflorar à mente idéias dolorosas, desagradáveis, que a pessoa, inconscientemente, estava controlando. Crianças: A descrição fenomenológica destas crianças pode ser facilmente vislumbrada reportando-se ao item “indicações”. Sugestões de apoio: - Realizar exercícios de relaxamento, de respiração de postura. - Adquirir hábitos e rotinas com vistas a uma melhor organização interna e externa. - Realizar caminhadas metódicas. - Ter contato com a água, brincar, boiar, mergulhar, fazer exercícios de respiração na água. - Praticar hobbies que envolvam trabalho manual. - Trabalhar a espontaneidade e o lúdico através de técnicas com argila, pintura, música, ritmos, dramatizações. - Aprender a centrar-se e ser observador de si mesmo. - Procurar o equilíbrio e a serenidade, mesmo sob estresse.

Cherry Plum - GERAL
Sintomas-chave: medo de desfazer-se por dentro, medo de perder a cabeça, de perder o controle; explosões descontroladas de mau gênio. Sintomas do bloqueio de energia: - Sente que já não é capaz de pôr a funcionar os mecanismos de controle interior. - Desesperado, está na iminência de sofrer um colapso nervoso. - Receia poder fazer alguma coisa terrível contra a própria vontade. - Contrariando sua disposição normal, impulsos brutais aparecem; teme ter de fazer alguma coisa que normalmente nunca faria. - Medo dos poderes incontroláveis da mente e do espírito. - Sente uma bomba interior de tempo tiquetaqueando. - Brinca com a idéia de pôr-lhe um fim. - Idéias compulsivas, ilusões. - Explosões súbitas e não controladas de raiva, sobretudo nas crianças, que se atiram ao chão, batem com a cabeça na parede, etc. - Os pais se preocupam com a possibilidade de bater nos filhos, de correr o risco de dispensar maus tratos a crianças. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Coragem, força, espontaneidade. - Capaz de penetrar profundamente no subconsciente e integrar em sua vida as percepções intuitivas ali adquiridas. - Ligado a um poderoso reservatório de força espiritual. - Capaz de passar pela maior tortura física e mental sem ferir a alma. - Capaz de grande introvisão espiritual, de reconhecer a verdadeira meta da vida, de fazer tremendos avanços no desenvolvimento.

* CARMEM MONARI: 3 Cherry Plum é a essência que clareia os sentimentos em conflito. 3 Geralmente seu uso vai provocar catarse em forma de secreção ou corrimentos. 3 Sempre colocar o Cherry Plum mais a essência do sentimento mal resolvido.

31 3 É a grande essência para ajudar a definição do nosso sentimento em relação a outra pessoa. Ele desfaz as projeções que criamos sobre o outro. Os mal entendidos provenientes de sentimentos formam nódulos ou manchas em nosso corpo emocional. O floral limpará esses nódulos, que podem se manifestar no corpo físico criando sinusites crônicas, problemas hormonais, irregularidades menstruais, gânglios linfáticos. A essência nos faz perguntar “O que sinto real

mente pelo outro? O que sinto perante essa situação difícil ?” (quando vivemos um conflito) 3 Para o terapeuta, quando um paciente causa conflito dentro de nós. 3 Nas decisões em relacionamentos: primeiro o Cherry Plum (para limpar as projeções), depois o Scleranthus para a escolha. 3 Em síndrome do pânico, reconectando a Alma ao corpo. 3 Em separações ou perdas nas quais a pessoa acha que vai morrer. 3 Filhos de pais em separação (Cherry Plum ou Star of Bethlehem). 3 Essência do contrôle em todos os níveis: das emoções, da divisão celular (metástases), hormonal (associar o Larch), da dor (associar ao Holly, ou Elm ou Willow), dos esfíncteres, de hábitos, de crises psicóticas, de cacoetes e manias. 3 BEBÊS CHERRY PLUM (C.M.): em bebês que tiveram sofrimento fetal, associar o Cherry Plum ao Star of Bethlehem ou Rescue, e nos bebês que não receberam aleitamento materno e têm defesas baixas, associar o Cherry Plum ao Crab Apple.

32

Chestnut Bud
(Grupo: falta de interesse nas circunstâncias atuais) Aesculus Hippocastanum VIBRAÇÃO da CAPACIDADE de APRENDIZADO - Descrição do Dr. Bach Para os que não tiram todo o proveito da observação e da experiência, e que levam mais tempo que os outros para aprender as lições da vida cotidiana. Embora uma experiência baste para alguns, essas pessoas necessitam de mais, às vezes de várias experiências, antes de aprender a lição. Por isso, para seu pesar, acabam tendo de cometer o mesmo erro em diferentes ocasiões, enquanto uma vez seria o bastante, ou enquanto uma observação do outros poderia evitar até esse único erro. - Descrição Geral É indicado para as pessoas com dificuldade de aprendizagem . Estas não conseguem aprender com as experiências e comentem sempre os mesmos erros. Também crianças que apresentam dificuldade escolar. - Regis Mesquita
Nome popular: botão da Castanheira-da-Índia. Coloração: verde. Floração: abril e maio. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Salvia (Salvia officinalis / Salvia).

Esta essência não é extraída de uma flor. Sua extração é feita a partir do botão da castanheira-da-índia. Quando este botão desabrocha se transforma na flor da essência White Chestnut. Esta essência está diretamente relacionada com a capacidade da pessoa transformar suas vivências e as vivências alheias em aprendizado e maturidade. Quando não há aprendizado repetimos os mesmos erros. Isto pode acontecer por falta de interesse, falta de observação, ou por esquecimento do passado. Possuem uma visão superficial das situações e estão pouco interessados em perceber quais são as suas dificuldades e erros. O auto-conhecimento não é buscado. Muito pelo contrário, as experiências, principalmente as ruins, são deixadas de lado rapidamente. É comum estas pessoas apresentarem doenças periódicas. As crianças que necessitam da essência de Chestnut Bud são distraídas, esquecidas e lentas no aprendizado. A essência Chestnut Bud ajuda estas pessoas a transformarem as experiências em aprendizado. Este processo de aprendizagem acontece a partir do ato da pessoa enfrentar seu passado. Ele avalia suas experiências, avalia seus erros e acertos, e assim consegue superar suas dificuldades.  Especialmente útil para aqueles indivíduos que estão constantemente se envolvendo em relacionamentos
abusivos. Também na recuperação de problemas de dependência.

33

- Notas: Jessica Bear Reter as memórias do passado para facilitar o crescimento e o entendimento futuros. Para corrigir quaisquer hábitos perniciosos. Baço-pâncreas: retrocessos em pretensões aguardadas. Pulmões: retrocesso por um pesar. * Combinações mais comuns(Jessica Bear): Cerato: é um perfeito assistente para estes tipos, que estão sempre perdidos nos caminhos viciados. Centaury: como estes tipos têm dificuldade em dizer “não”, não aprendem por si mesmos. Chestnut Bud os ensina a aprender uma primeira vez. Vervain: aprender a não interferir nos assuntos alheios com seus maravilhosos conselhos.

- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 O paciente parece relativamente despreocupado e ingênuo. 3 Na anamnese: com frequência doenças que se manifestam de modo esporádico em todos os sistemas orgânicos possíveis, embora o paciente não possa informar sobre suas observações ou experiências. 3 Na criança: problemas de aprendizado, desenvolvimento em atraso. - Benefícios (M.S.): 3 Transformação construtiva das experiências.

Chestnut Bud - GERAL
Sintomas-chave: Repetição dos mesmos erros, uma e muitas vezes, porque as experiências, na realidade, não são assimiladas e com elas não se aprende o suficiente. Sintomas do bloqueio de energia: - Os mesmos erros repetem-se muitas e muitas vezes, os mesmos argumentos, os mesmos acidentes, etc. - Parece muito lento em aprender com a vida, seja por falta de interesse, por indiferença, por pressa interior, seja por falta de observação. - Não extrai o bastante da experiência, os acontecimentos não são reconsiderados com profundidade suficiente. - Tenta esquecer experiências desagradáveis o mais depressa possível. - Prefere atirar-se a novas aventuras, em lugar de deixar que as aventuras passadas surtam algum efeito real. - Nunca pensa em aprender com a experiência alheia. - Parece ser ingênuo, atrapalhado, desatento. - Alunos lerdos, bloqueios mentais, desenvolvimento retardado. - Moléstias físicas aparecem regularmente, em intervalos periódicos, sem que se saiba por quê. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Mentalmente flexível, bom aluno. - Mentalmente ativo, também aprende pela observação do comportamento dos outros. - Segue os acontecimentos da vida com atenção, tomando nota sobretudo do que é negativo e dos próprios erros. - A atenção sempre focaliza o presente, e cada experiência é um ganho interior. - Saca o melhor do que a vida tem para dar. - Capaz de ver-se a si e às próprias faltas a distância, como os outros as vêem.

* CARMEM MONARI:

34 3 Chestnut Bud dá a compreensão que é o entendimento pelo nosso corpo: percepção corporal, agindo na memória celular que está latente. 3 Age na Pineal. 3 Importante nos processos de terapia, para a compreensão do passado e também de como fazemos as doenças. 3 Essência estrutural, dá suporte. 3 É a essência do aprendizado: motor, mental, escolar, da vida, dos relacionamentos, recuperações após derrames ou acidentes, imaturidade física ou mental, percepção corporal, entender o porquê de sentimentos que se repetem, doenças crônicas, entendimento do porquê dos vícios ou dependências.

Chicory*
(Grupo: excessiva preocupação com o bem-estar dos outros) Chicorium Intybus VIBRAÇÃO do AMOR INCONDICIONAL - Descrição do Dr. Bach Para os que pensam muito nas necessidades dos outros e tendem a cuidar excessivamente das crianças, dos familiares e dos amigos, e sempre encontram algo que precisam endireitar. Essas pessoas estão continuamente corrigindo o que lhes parece errado e se comprazem com isso. Querem que aqueles dos quais cuidam permaneçam perto delas. - Descrição Geral Essa essência poderá ajudar as pessoas muito possessivas que tendem a manter o controle sobre as outras e a dirigir suas vidas. São pessoas dominadoras, carentes, muito dependentes e presas a regras socias. - Dr. Edward Bach Centre Pessoas que estão cheias de amor e cuidado por seus familiares e amigos. Mas esperam receber de volta todo o amor que dão, com interesse, e sentem-se menosprezadas e desnecessariamente feridas se não recebem o que esperam. Além disso, seu grande amor pode levá-las a prender seus amados e tentar mante- los dependentes e presos. Isto pode asfixiar o desenvolvimento de outras personalidades, ou simplesmente dirigi- las. Quando alguém cai neste estado negativo de Chicory, o remédio é usado para traze-lo ao lado positivo da pessoa Chicory: amor doado incondicionalmente e em liberdade. - Regis Mesquita
Nome popular: chicória. Coloração: azul. Floração: julho a setembro. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Chicorium (Chicorium intybus / Chicória).

As pessoas que necessitam de Chicory são carentes afetivas e possuem muito medo de serem rejeitadas ou deixadas de lado. Por isto dão amor, mas cobram, exigem, controlam. Elas podem dizer: “eu faço tudo por você e você não faz isto por mim?”. Elas interferem na vida alheia “só para ajudar”. Organizam, criticam, mandam e cuidam dos outros e assim se consideram na condição de cobrar fidelidade, amor, obediência e dedicação daqueles a quem muitas vezes sufocam com seu amor egoísta. Facilmente ficam magoados, tristes, choram, e sentem-se desprezados. Nestas horas reclamam de ingratidão e mostram uma grande auto-piedade. São ciumentas e possessivas. Quando crianças são birrentas e querem ser mimadas. Adultos e crianças podem chegar a simular doenças com a única função de terem as pessoas à sua volta. Usam e abusam da chantagem emocional. Ótimo para as mães possessivas que tem dificuldade em permitir que seus filhos cresçam e sigam sua própria vida.

35 Chicory ajuda estas pessoas a elevarem seu amor e dedicação a categoria do amor e do

serviço desinteressado.  Para indivíduos possessivos, egocêntricos e manipuladores, com grande necessidade de receber atenção.
- Notas: Jessica Bear Só amam para diminuir sua insegurança de não serem amados e estarem sós.

* Indicadores de Chicory(Jessica Bear): 3 possuem aqueles a quem amam. 3 mães extremamente dedicadas. 3 crianças que mandam nos pais. 3 exigem respeito. 3 mestres da manipulação. 3 sentem-se presos numa armadilha. 3 não podem deixar ir (pessoas ou coisas). 3 a liberdade é a maior dádiva. 3 condições estagnantes -congestivas. * Uso em combinações(J.B.): 3 relacionamentos- dar e ter liberdade. 3 hábitos- deixar o hábito ir. 3 terminais - deixar-se ir para o outro lado. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Em geral, personalidade forte. Na mulher, muitas vezes a “mãe e dona de casa perfeita”, que segura firmemente as rédeas. 3 Na anamnese: problemas com a mãe; ou o paciente que na infância foi obrigado a desempenhar um papel para o qual não estava à altura em termos de desenvolvimento. 3 Variados sintomas de doenças, a fim de chamar a atenção ou conseguir cuidados extras, pequenos acidentes, asma, sintomas de histeria, etc. 3 O paciente está em uma situação (por exemplo, na profissão) na qual precisa, devido às circunstâncias, manipular ou usar de estratégias.

* Benefícios (M.S.): 3 Doar-se emocionalmente com mais espontaneidade. 3 Lidar melhor com as próprias necessidades.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para pessoas possessivas, egoístas e supercríticas com os outros. - Para os dominadores, controladores e dissimuladores com os que lhes estão mais próximos. - Para os egocêntricos, chantagistas emocionais, lastimosos e exigentes de atenção.

36
- Para os que superprotegem os que amam, principalmente as crianças, buscando a dependência dos outros para assim retê-los. - Para pessoas que choram com facilidade, que se irritam à toa ou que vivem a lastimar-se por sentimento de ingratidão para com elas. Precauções: - Como Chicory corta raízes e apegos, é importante indicar este floral também quando ocorrem mudanças. Chicory trabalha as emoções básicas, por isto é recomendado dá-lo antes de Water Violet e Walnut, que trabalham a renovação. - Útil para pessoas que evitam o contato físico íntimo com os outros. - Ajuda a trabalhar os aspectos obsessivos, especialmente por limpeza do lar. - Recomendado para ser utilizado em fórmulas florais indicadas para descontração e desapego. - Ameniza a possessividade de filhos únicos em relação a seus pertences. - Para acalmar crianças que choram, desesperadamente, quando deixadas sós ou que usam de chantagem afetiva. - Útil na elaboração de luto patológico (pelo apego doentio a lembranças do falecido ou da pessoa que a abandonou). - Importante na “síndrome do ninho vazio”. - Regulariza o ciclo menstrual em mulheres com disfunção hormonal. - Indicado para depressão pós-parto (quando a mãe não consegue desprender-se do bebê). - Útil em distúrbio cardiovascular e na hipotensão arterial, como acréscimo a tratamento com médico especialista. - Auxilia na asma, tanto de crianças como de adultos, porque o envolvimento emocional destas pessoas é muito forte, opressor e angustiante. - Recomendado sempre quando uma pessoa, sentindo-se vítima (do tipo histérico), tenta ou fala em suicídio. - Labilidade e instabilidade afetiva, imaturidade emocional. - Lástima e automiseração. - Medo, tensão, ansiedade, ambivalência e ciúme. - Depressão (sentimento de inutilidade). - Obsessividade, pensamento de cunho mágico e/ou incoerente. - Idéias supervalorizadas de auto-referência, de capacidades, fóbicas, de sofrimentos, etc. - Exacerbação ou retraimento da fala. - Dor no peito e sintomas ligados à patologia cardíaca, como taquicardia e outros. - Sintomas ligados a patologias respiratórias. - Sintomas ligados a problemas dermatológicos. - Tensão muscular. - Impotência sexual (fantasia da vagina dentada). - Transtornos ginecológicos tais como frigidez, herpes vaginal, dores pulsantes e permanentes, fibromas, quistos, tumores nas mamas, pólipos. - Obesidade, especialmente nos quadris. Crianças: Quando bebês, choram muito, reclamando muita atenção direta: colo, (choro de “manha”), atendimento imediato na fome e presença constante da mãe. Mostram por ela um apego excessivo e rejeitam com brabeza qualquer pessoa substituta temporária. A hora de conciliar o sono (separação da mãe) é a mais conflituada. A mãe, geralmente também em estado Chicory, não consegue ser continente às ansiedades naturais do processo de separação e individuação. A criança não passa tranquilamente da etapa simbiótica para a exploratória (com sucessivas aproximações e afastamentos). Assim, as etapas seguintes (competição e socialização) também ficam seriamente prejudicadas. Egocentricamente querem ter as pessoas à sua volta, principalmente os familiares. Em qualquer contrariedade ficam irritadiças ou apelam para a autocomiseração e o choro. Podem ser espalhafatosas, dizendo coisas inconvenientes e críticas. Provocam discussões e competições, tentam mais dividir para reinar do que juntar. Sugestões de apoio: - Aprender a amar sem possuir e sem esperar retribuições. - Aceitar a vida calmamente no aqui e agora. - Viver em paz, vencendo a paixão e sendo firme consigo mesma. - Sintonizar conscientemente com as dimensões mais profundas da vida, deixando a intuição e a sensibilidade fluírem livremente.

37
- Permitir contato físico com a água (mergulhar, contemplar, viver perto de um rio, de um lago, do mar). - Entrar em contato ou viver com pessoas intuitivas, que expressem claramente, seus sentimentos e nas quais possa confiar e se apoiar (modelos). - Realizar exercícios físicos moderados e aeróbicos para estimular o chakra do coração. - Relaxamento, massagens e alimentação leve (mais natural possível). - Em termos de trabalho e atividades, é útil relacionar-se com pessoas que se envolvam, intensa e prazerosamente, com o que estão fazendo.

Chicory - GERAL
Sintomas-chave: atitude possessiva, interferindo excessivamente e manipulando secretamente. Exigindo apoio total dos circunstantes e caindo na automiseração quando não vê satisfeita a sua vontade. Sintomas do bloqueio de energia: - Egoísta, dominador, exige muito, o que enerva os outros. - Presta atenção às necessidades, desejos e progressos da família e do círculo de amigos, como disciplinador menor. - Sente prazer em fazer comentários constantes sobre coisas, corrigindo, criticando. - Precisa ter “entes queridos” à sua volta, como uma corte, a fim de lhes monitorar e dirigir discretamente a vida. - Faz tudo pelos outros, obrigando-os praticamente a aceitar suas boas ações. Note: “Você o terá, ainda que isso o mate!” - Egoísmo, amor condicional. Eu o amo, contanto que... - Com certo orgulho íntimo de propriedade, brinca com a afeição oferecida pelos outros. - Brincando de diplomata, manipula e habilmente consegue angariar a vontade de outrem, ou conservar sua influência sobre ele. - Chantagem emocional. - Quer manter laços emocionais que já tiveram o seu momento, como por exemplo o relacionamente entre mãe e filho, a situação entre a noiva e noivo, etc. - Acha difícil perdoar e esquecer. - Medo secreto de perder amigos, relações ou propriedade. - Sente-se facilmente desprezado, deixado para trás ou ferido. - Exagera na descrição do seu suplício. - Pode recorrer à doença, em determinadas ocasiões, para ganhar simpatia ou lograr os seus fins. - Fica muito zangado quando as coisas não correm de acordo com os seus desejos, possivelmente bancando o mártir; pode debulhar-se em lágrimas diante da ingratidão alheia. - Fala do que “o outro me deve”. - Supermães, seguram com firmeza as rédeas da família. - Crianças constantemente necessitadas de atenção, não gostam de ver-se independentes, agarram-se, etc. - Evita o contato físico com os outros. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - A “mãe eterna” (arquétipo). - Dedica-se aos outros com muito amor e devoção. - Dá sem nada esperar em troca ou sem precisar disso. - Calor, bondade, sensibilidade, seguro de si. - Proporciona segurança e um sentido de proteção aos outros.

* CARMEM MONARI: 3 Chicory age desgrudando as raízes profundas que o nosso Eu prendeu pelas carências. Que os nossos sentimentos não nos engulam. Preenche o Vaso de Base. 3 Preenche nossas perdas e abandonos. 3 Olhar marcante (olhos escorpioninos). 3 Somatizações no trato genital e digestivo (constipação). 3 Desapego de órgãos retirados em cirurgias. 3 Problemas nos rins e/ou infecções no trato urinário. 3 Desapego em relacionamentos, inclusive nos homosexuais. 3 Para as meninas irritadas, ansiosas e agitadas. 3 Para os homens possessivos e ciumentos. 3 Chicory + Aspen = quando o vazio do vaso da base gera pânico. 3 Nas fases de mudança hormonal feminina: menarca/menopausa. 3 Não usar em pacientes terminais ou muito debilitados.

38 3 Mulheres: possessividade com insatisfação (+ Heather), descrença em sua capacidade feminina (+ Larch), cansaço no baixo ventre e dor no quadril (+ Hornbeam - não usar no período menstrual). 3 CRIANÇAS CHICORY (c.m.): que sofreram o abandono, para ajudar no desmame e retirada da chupeta. Se a criança é muito apegada à mãe, as duas devem tomar Chicory.

3 Podemos combinar o Chicory a outras essências, para nos ajudar a ter o entendimento da nossa Mãe Interna: 3 Nas pessoas que vêem a mãe como uma sombra ou não sabem quem é sua mãe verdadeira, ou seja, nos casos de filhos que não aceitam a mãe adotiva e vivem à sombra da mãe biológica (a que os gerou). Nunca estão felizes, podem se sentir insatisfeitos, vazios, porque não receberam o amor da mãe adotiva, por mais que ela os ame e doe o seu amor, eles não querem receber. A sombra atrapalha tudo. Neste caso é importante trabalharmos o floral Aspen, que desvelará a sombra da mãe do inconsciente, e o Chicory para preencher seus vazios e a carência, doando o amor de Mãe Divina para os acolher e sentirem-se amados. Toda pessoa adotiva sempre tem uma ligação muito forte com sua mãe biológica. Se não resolver esse problema de rejeição, formará um vazio que será muito difícil de ser preenchido por qualquer outra mãe. 3 Nos casos que a mãe morreu, por exemplo, quando a criança nasceu, ela será criada por outra pessoa, mas o vazio da mãe que se foi poderá ser preenchido com o Chicory e daremos o Star of Bethlehem para o trauma da perda. 3 Naqueles casos em que a mãe abandonou os filhos, deixou-os com o pai ou com outra pessoa, ficará a ausência da Mãe, novamente o Chicory será o floral de como cada pessoa reagiu perante o abandono. Nestes casos também pode se criar uma sombra sobre esta mãe e novamente podemos associar o Aspen. 3 Naqueles que mataram a Mãe interiormente, que têm ódio dela por algo que ela lhes fez, devemos nos lembrar da associação dos florais Holly e Chicory. O Holly fará com que perdoem sua mãe. Como já disse, o maior crime que alguém pode cometer é matar a mãe; estará matando parte de si mesmo, o seu interior ficará morto. 3 Naqueles para quem a Mãe é um modelo de Anima do homem, que se fixa nesse modelo e nunca encontrará uma mulher que a supere, pois eles têm um sentimento doentio pela mãe. Lembremo-nos do Chicory para trabalhar a mãe interna verdadeira e o desapego à mãe, com o intuito de ele buscar uma mulher como companheira. E a ajuda do floral Wild Rose para auxiliá-lo a sair da apatia e da resignação da vida, para trabalhar a Anima desse homem dando-lhe luz e fazendo com que ele se abra para um feminino exterior. 3 Para as mulheres que necessitam de uma estruturação do seu Modelo Feminino, quando o Vaso de Base está sem energia, é importante lembrar a associação dos florais Hornbeam e Chicory; por exemplo, uma mulher que fez uma cirurgia ginecológica e retirou o útero, os ovários e fica o vazio da retirada dos órgãos, o Chicory será muito importante e o Hornbeam ajudará a estruturar o espaço vazio e dará energia criativa para o Vaso de Base material que ficou ausente, trabalhará o espaço energético.

39

Clematis*
(Grupo: falta de interesse pelas circunstâncias atuais) Clematis Vitalba VIBRAÇÃO do IDEALISMO CRIATIVO - Descrição do Dr. Bach De grande utilidade para as pessoas sonolentas, indolentes, que nunca estão totalmente despertas, nem demonstram grande interesse pela vida. Para pessoas paradas, que não estão muito felizes com a situação em que se acham, e que vivem mais no futuro do que no presente, alimentando esperanças de que cheguem melhores dias, quando seus ideais tornar-se-ão realidade. Algumas dessas pessoas, quando estão doentes, se esforçam muito pouco para se recuperar e, em alguns casos, chegam a desejar a morte, na esperança de tempos melhores ou de encontrar uma pessoa querida que tenham perdido. - Descrição Geral Pessoas com grande dificuldade de concentração e de viver o presente devido à falta de interesse pelas coisas. Aquelas pessoas que parecem estar sempre com o pensamento distante e tem dificuldade em memorizar. - Dr. Edward Bach Centre É para pessoas cuja mente tende a fugir do presente para fantasiar o futuro, ou para versões alternativas do presente. Muitas vezes seus sonhos são de um futuro de grande sucesso, empreendimentos criativos e aquisições, mas o perigo da pessoa neste estado é que seus sonhos permanecerão fantasias pois a pessoa Clematis não está suficientemente ancorada na realidade para fazer acontecer. O remédio ajuda a trazer esta pessoa para a terra e para si mesma para que possa construir castelos na terra em vez de no ar. Algumas vezes o estado Clematis é confundido com o estado Honeysuckle, mas de fato os dois são realmente diferentes. No estado Honeysuckle a pessoa está vivendo em fantasias nostálgicas do pessado ou revivendo velhos pesares; mas a pessoa Clematis tende a imaginar o futuro. Clematis é um dos ingredientes do Rescue Remedy, onde é utilizado para ajudar na confusão, iluminando sentimentos que podem aparecer em momentos de emergência. - Regis Mesquita
Nome popular: clematis. Coloração: branca. Floração: julho a setembro. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Rosmarinus (Rosmarinus officinalis / Alecrim).

40 Existem pessoas que não conseguem se fixar no aqui-agora. Elas estão sempre “voando”, buscando nos sonhos o prazer que não conseguem desfrutar no presente. Acabam vivendo superficialmente o presente, e por isto tem dificuldade em guardar detalhes. A memória fica, assim,

prejudicada. Como são distraídos, estão mais propensos a se envolverem em acidentes. Cair, trombar, cortar, etc. tende a ser mais comum neste tipo de personalidade. Sua capacidade de concentração é baixa, o que pode levar a baixos resultados na aprendizagem. Eles vivem presos em seus próprios mundos de fantasias. Com isto seu interesse pelo mundo real decai. Costumam ficar sozinhos curtindo seus devaneios sem sentir a falta de ninguém. Seu olhar fica “solto” ou “perdido”, se tornam mais passivos e indiferentes ao que acontece. As atividades cotidianas podem ser prejudicadas pois é comum apresentarem soluções “fora da realidade” para os problemas mais corriqueiros. São imaginativos e criativos, mas com pouco senso prático. São sonolentos. É muito útil quando ocorre perda dos sentidos, estados de coma, em caso de acidentes e em situações estressantes em que a pessoa tem que manter o pé no chão. A essênc ia Clematis ajuda estas pessoas a “encarnarem-se de verdade” no aqui-agora. Ajudaos a aprender a viver o mundo real tendo prazer.  Para pessoas que perderam o interesse pela vida cotidiana. Geralmente são infelizes em sua vida real. Pode
ser muito útil para crianças com dificuldades de aprendizado.

- Notas: (Jessica Bear) O engano é achar que podem escapar dos desafios da vida no plano material, ignorando-os e fixando-se nos próprios sonhos e pensamentos.

* Indicadores de Clematis (J.B.): 3 os s onhadores 3 procrastinadores; falta-lhes ação para manifestarem seus pensamentos. 3 sensíveis a dramas ecológicos e à vida. 3 passam facilmente para o “outro lado” (anímico-espiritual). 3 médiuns naturais, intuitivos. 3 vivem com naturalidade em outros planos. * Uso em combinações (J.B.): 3 sucesso- materializa os dons. 3 hábitos- iniciar e fixar-se num hábito. 3 aprendizado- aumenta a concentração. 3 exames- permanecerem focados e alertas. 3 viagens- permanecerem acordados, centrados. 3 energia- para os que adormecem facilmente. 3 resgate- para situações de inconsciência. 3 meditação- para não entrar em devaneios. 3 terminais - para condições comatosas. 3 paralisias- restitui as sensações.

41
* Indicadores Adicionais (M.S.): 3 O paciente parece sonolento, desatento, ausente, “cabeça-de-vento”. 3 Na criança: olhar perdido ao longe. 3 Fraco instinto de conservação, o paciente mostra, em caso de doença, pouca pressa em recuperar rapidamente a saúde. 3 Eventualmente talentos artísticos e idéias românticas, ou também irreais ou enganosas. 3 O paciente se queixa de tendência a desmaios, distúrbios visuais ou auditivos, tendência a fraca circulação sanguínea periférica. * Benefícios (M.S.): 3 Estar mais presente. 3 Utilizar os dons criativos em coisas práticas.

Clematis - GERAL
Sintomas-chave: sonhador, pensamentos sempre em outro lugar; escassa atenção ao que acontece à sua volta. Sintomas do bloqueio de energia: - Perdido nos seus pensamentos, distraído, raro plenamente acordado. - Desatento, disparatado, fantasioso. - Nenhum interesse agudo pela situação presente, vive mais em seu próprio mundo de fantasias. - Errante entre os mundos, frequentemente não se sente em casa na realidade. - Idealista, espera um futuro melhor, o interesse pelo presente, portanto, é indiferente. - Parece um tanto confuso, um pouco desorientado. - Alimenta idéias ilusórias quando sobrevêm problemas. - O olhar sem concentração e os olhos de visionário são típicos. - Parece sonhador e nunca inteiramente desperto. - Reage com a mesma indiferença a boas e más notícias. - Raras vezes alguma agressão ou ansiedade, porque não está todo no presente. - Falta de vitalidade, apático, de quando em quando muito pálido. - Experimenta facilmente a sensação de mãos e pés frios ou “mortos”, ou a sensação de vazio na cabeça. - Sensação de flutuação, não raro sentindo-se dopado, como anestesiado. - Precisa de muito sono, gosta de dormir, cabeceia nos momentos mais esquisitos. - Desfalece com facilidade, tendência para desmaiar. - Fraca imagem do corpo, propende a se chocar com as coisas. - Memória fraca, não tem o sentido do pormenor, porque, desinteressado, não se esforça para prestar a devida atenção. - Sujeito a apresentar problemas de visão ou de audição, pois os olhos e os ouvidos são mais ligados ao interior do que ao exterior. - Mostra pouco desejo de sarar depressa quando está doente; o instinto físico de conservação é fraco. - Em certas ocasiões não faz objeção a morrer, embora não tenha intenções suicidas ativas. - Imaginativo, artístico, romântico, excêntrico, mas desajeitado na vida cotidiana. - Dons criativos não aproveitados, detentor de dotes artísticos, exerce cargos vulgares só para prover a sua subsistência. - Grande atenção pela forma, pela cor, pelos sons e pelas fragrâncias. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Tem o domínio do mundo das idéias e encontra, todos os dias, novo interesse pelo mundo real, porque as conexões entre os diferentes mundos e o sentido mais profundo por trás deles são compreendidos e aceitos. - Decidido a dar à criatividade expressão física, como escritor, ator, desenhista, etc.

* CARMEM MONARI: 3 Clematis coloca a pessoa num plano mais prático. 3 Dificuldades em lembrar o passado e também no pensamento analítico. 3 Importante fazer trabalho corporal para puxar a pessoa à terra. 3 É superficial nos sentimentos. Pode desenvolver alergias para transformar o sentir (alergias/psoríase/vitiligo - fotosensibilidades). 3 Naqueles que trocam o dia pela noite. 3 Flutuações homonais e no sistema linfático. 3 Podem desenvolver doenças para a consciência corporal.

42 3 Combina bem com: Wild Oat (fortalece o propósito), Chestnut Bud (fortalece a consciência corporal), Larch (fornece o empurrão para os “enrolados”), Hornbeam (fortalece a estrutura, o pisar firme, energia da terra).

Crab Apple
(Grupo: desalento ou desespero) Malus Pumila VIBRAÇÃO da PUREZA - Descrição do Dr. Bach É o remédio da limpeza. Para os que sentem como se tivessem em si algo não muito limpo. Às vezes trata-se de algo aparentemente de pouca importância, em outros casos pode haver uma doença mais grave que é quase ignorada em comparação com o problema que os perturba no momento. Em ambos os casos se encontram ansiosos por se verem livres de uma coisa em particular que a eles parece maior e tão importante que é preciso curar-se dela. Ficam muito abatidos se o tratamento fracassa. Este remédio limpa e purifica as feridas, se o paciente tem motivos para crer que ingeriu algum veneno que deva ser eliminado. - Descrição Geral Essa essência vai limpar a mente trazendo à tona os sentimentos de impureza, de autodesaprovação, tudo aquilo que causa desequilíbrio podendo se transformar em doença . Uma vez conscientizadas de suas dificuldades as pessoas serão capazes de ver os fatos em suas reais proporções. - Dr. Edward Bach Centre É conhecido como o remédio da limpeza, e como o “sexto ingrediente” adicionado no Rescue Creme. É usado para ajudar pessoas que sentem que há algo sujo ou tóxico sobre elas, ou que abominam algum aspecto de sua aparência ou personalidade. Às vezes pode haver algo errado verdadeiramente real, mas a pessoa ignorará os grandes problemas e se concentrará obssessivamente naquilo em que se fixou. Este é o porque de Crab Apple é algumas vezes dado a pessoas obcecadas por limpeza, comportamentos repetitivos como lavar as mãos, checar constantemente se os aparelhos elétricos estão fora das tomadas, e coisas deste tipo. - Regis Mesquita
Nome popular: macieira. Coloração: branca.

43
Floração: maio. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Malus (Malus pumila / Macieira).

Os tipos que necessitam de Crab Apple são obcecados por limpeza, ordem e perfeição. Tudo tem que estar perfeito para que eles se sintam puros e seguros. O meio ambiente poluído significa correr risco de se contaminar. Uma espinha no rosto de um adolescente é capaz de fazê-lo ficar dias sem sair de casa tamanho desgosto e vergonha que causa tal “imperfeição”. Alguns tomam vários banhos por dia com a intenção de manterem-se limpos. Outros tornam-se obcecados por manter uma boa aparência física.

Suas mentes são detalhistas. Um pequeno detalhe que não está perfeito é capaz de estragar todo o esforço de um trabalho muito maior e mais importante. A pessoa que necessita de Crab Apple pode organizar uma linda festa de aniversário e sentir que todo o seu esforço foi estragado por um pequeno detalhe que não ficou como gostaria. Muitos são hipocondríacos, porque qualquer detalhe diferente no corpo já é interpretado como mais uma doença (imperfeição e impureza). São pessoas que sofrem porque consideram seus pensamentos e sentimentos impuros. Seu corpo é, comumente, fonte de aversão, vergonha e impureza. Nutrem desgosto e aversão de si ou de algo exterior. Esta situação gera um sentimento persistente de angústia e insatisfação. Com estes sentimentos fica difícil conseguirem apreciar o que de belo acontece a sua volta. Possuem tendência a sofrer de alergia e a terem doenças psicossomáticas. Este quadro aparece comumente em adolescentes. Esta essência é utilizada como depurativo. A essência Crab Apple ajuda-os a perceber seus problemas na real dimensão. Ajuda-os a perceber que apenas a obra de Deus é pura e perfeita e que a obra humana, com toda sua imperfeição, é o reflexo de sua pequena evolução e do materialismo que o tem guiado.  Também indicado para pessoas que sentem vergonha de sua doença ou deficiência. Para anorexia nervosa ou
bulimia. Para vítimas de estupro e incesto que se sentem sujas.  Um Crab Apple típico é o fictício detetive da série “Monk”.

- Notas: (Jessica Bear) Para ter uma saudável auto-estima. Para limpar-se de vergonha e culpa. Para todo tipo de lesão de pele que cause autoreprovação: acne, manchas, etc. Congestão ou estagnação sob forma de secreções catarrais ou purulentas, como sinusite, otite, bronquite, abcesso, etc. * Combinações mais comuns (J.B.): Agrimony: quando da vergonha do passado. Gorse- para a desesperança de que jamais se livrarão dessa vergonha. Chicory: sua possessividade envenena e congestiona seu sistema e todos ao redor. Heather- para os venenos acumulados devido à autopossessão. Cerato: quando sofrem de um estado tóxico causado por sua baixa autovalorização, que provém de acharem que os outros os vêem como estúpidos. Holly- para auto-aceitação. Pine- para a culpa. Vine- para que venham para um estado de autoridade e respeito. Mimulus: para o auto envenenamento causado por odiarem e se ressentirem do que a vida lhes fez. Holly- para a negatividade. Rock Rose: quando envenenados por seu estado mental altamente excitado e em pânico, que sobrecarrega as supra-renais. Olive- para o estado mental que exaure as supra-renais.

44
- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Aparência exterior cultivada com esmero. 3 Aversão por si mesmo quando com erupções cutâneas, cheiro de suor nos pés, etc. 3 Grande necessidade de limpeza (lavar-se obsessivamente / muitas vezes associado com Vine). 3 Medo exagerado de bactérias, insetos, lixo, etc. 3 Forte atividade excretora do corpo, por exemplo, resfriados crônicos e outros. - Benefícios (M.S.): 3 Consciência das conexões mais elevadas. 3 Melhor compreensão da própria corporalidade.

Crab Apple - GERAL
Sintomas-chave: sente-se sujo, infectado; aversão por si mesmo. Perde-se em pormenores. Sintomas do bloqueio de energia: - Ênfase demasiada dada ao princípio da pureza da alma e do espírito e/ou do físico. - Aversão por si mesmo, à conta de pensamentos negativos, palavras descarinhosas proferidas, comportamento egoísta em relação aos outros. - Condenação de si mesmo por haver feito alguma coisa em desacordo com a própria natureza interior. - Sente que precisa limpar todos os pensamentos impuros. - Sente-se pecaminoso, emporcalhado. - Superestima o pormenor perdendo de vista o plano global. - Perde-se em minúcias, deixa-se tiranizar por coisas de somenos. - Dona de casa perfeita, mostra uma exatidão pedante. - Tudo tem de estar sempre limpo como um alfinete. - Os de fora dizem: “Ela tem macaquinhos no sótão”. - Sensível à falta de ordem, tanto em público quanto na vida particular. - Tem problemas, às vezes, com todos os atos terrenos e físicos, como por exemplo dar de mamar e beijar. - Acha repugnante os que têm erupções cutâneas, pés suados, manchas, verrugas, etc. - Aflição provocada por todas as formas de sujeita, insentos, perigos de bactérias, etc. - Grande necessidade de asseio, e até necessidade de banhar-se com frequência. - Medo de comidas que podem estar estragadas, medo de sanitários sujos, drogas erradas, poluição ambiental, etc. - Grande necessidade de exteriorizar-se: tosse nervosa, coriza crônica, descarga, etc. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Generoso, as pequenas coisas não lhe alteram a compostura. - Vê tudo em sua perspectiva apropriada. - Sentido do quadro global. - Reconhece as questões não resolvidas e é capaz de transformá-las.

* CARMEM MONARI: 3 Catarse e limpeza por meio de secreções. 3 Catalizador, ajuda outras essências limpando as “capas”. 3 Antídoto para neutralizar o efeito de um floral que não foi dado no momento certo . 3 Antibiótico Natural e fortalecedor da imunologia. 3 Para piolhos, escabiose (sarna), carrapatos, acnes, odores. 3 Infecções purulentas, bacterianas e catarros. 3 Ajuda nas constipações do tipo Chicory. 3 Corrimento e doenças venéreas (+ a essência do sentimento). 3 Auxilia nas infecções renais e cistites.

45 3 Depurador do sangue. 3 Catapora, rubéola, caxumba e sarampo infantis. 3 Limpa venenos internos (o Agrimony é menos catártico). Crab Apple é usado se por exemplo comemos algo pesado, gorduroso ou estragado no sentido material, e Agrimony se a comida caiu como um veneno por causa de qualquer emoção que possamos ter tido durante sua ingestão. 3 Resgata o senso de proporção para vermos as coisas de seu real tamanho; porque às vezes nos prendemos a um defeito ou a aspectos negativos de algo e perdemos a visão do Todo. É o espelho para a limpeza da auto-imagem (“Como eu sou? Como gostaria de ser?”). 3 NÃO USAR: - Em casos terminais / fragilizados / aidéticos que já têm somatizações (usar preferivelmente o Gorse). - Em hemorragias digestivas ou ginecológicas (usar Rescue). - Em fases de metástase de câncer (usar Cherry Plum). - Em fases de herpes ou vírus se espalhando.

Elm
(Grupo: desalento ou desespero) Ulmis Procera VIBRAÇÃO da RESPONSABILIDADE CORRETA - Descrição do Dr. Bach Para os que estão fazendo um bom trabalho, seguindo a vocação de sua vida, que esperam fazer algo importante e, com frequência, em benefício da humanidade. Em certas ocasiões, essas pessoas podem ter momentos de depressão, quando sentem que a tarefa que empreenderam é demasiado difícil e que ultrapassa as forças de um ser humano.

- Descrição Geral É prescrito para as pessoas que tem grande senso de responsabilidade. Pessoas autoconfiantes, seguras, com capacidade de liderança, que momentâneamente se sentem incapazes de dar continuidade ao trabalho que vem assumindo por ser muito exigentes e perfeccionistas.

- Dr. Edward Bach Centre É o remédio para pessoas que sofrem uma perda temporária da auto-confiança devido a uma devastadora soma de responsabilidades tomadas. Tipos Elm genuínos são pessoas que têm sucesso e conduzem sem trabalho no qual acreditam, mas às vezes sentem o peso da carga e se tornam deprimidos e preocupados de que não serão capazes de prosseguir. O remédio ajuda a dissipar esses sentimentos para que a pessoa Elm possa retomar sua vida sem pensar em falhar. O estado Elm pode ser usualmente contrastado com o estado Larch: apesar dos primeiros terem boa vontade para mudar, somente ocasionalmente duvidam de suas habilidades, enquanto as pessoas Larch estão convencidas de que irão falhar mesmo antes de começar, e então tendem a não tentar coisas logo de início. - Regis Mesquita
Nome popular: olmo. Coloração: marrom-avermelhado.

46
Floração: março e abril. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Basilicum (Ocymum basilicum / Manjericão).

Os que necessitam da essência Elm são comumente fortes, altruístas e assumem muitas responsabilidades. São considerados confiáveis, responsáveis, seguros e confiantes. Devido às suas notórias capacidades tendem a tornarem-se líderes, comandantes e chefes. Estas pessoas correm o risco de identificarem-se com os papéis sociais que assumem e passarem a viver demasiadamente estes papéis (ex: o profissional que se orgulha de trabalhar 15 horas por dia, esquecendo-se que ele e sua família possuem necessidades que o trabalho não supre). Elas perdem a noção de seus limites interiores, pois sua atenção e motivação estão direcionadas à satisfação dos papéis sociais em detrimento da realização das necessidades do Eu Superior.

A conseqüência desta atitude errada é que momentaneamente e de repente, vivem a polaridade oposta de sua personalidade. Ou seja, sentem-se incapazes, inseguros e sem força para realizar as tarefas cotidianas. São bons exemplos desta situação o empresário que construiu uma empresa de sucesso e que de repente se sente inadequado e incapaz de levar a empresa adiante. Ou a mãe zelosa e carinhosa no cuidado de todos os membros da família que de repente se sente sozinha e desanimada. São pessoas que se sobrecarregam de tarefas e responsabilidades e que acabam vivenciando situações de esgotamento momentâneo. Esta situação psíquica momentânea pode provocar insônia, dores, nervosismo, confusão mental, etc. A essência Elm ajuda estes indivíduos a “recolocar os pés no chão” afim de voltar a enxergar os problemas em suas devidas dimensões. Eles devem aprender a ter limites em suas atividades e nas responsabilidades que assumem. Eles devem aprender a se desapegarem de seus cargos e de suas funções e saber que seguir as orientações de nosso Eu superior é o melhor caminho para a paz e a tranqüilidade.
- Notas: Jessica Bear Mantem a atitude de “tudo a seu tempo” quando a vida se torna insuportável. Manter-se calmo, mesmo estando no centro da tempestade. Manter a atenção em seu objetivo. Sensação de opressão por muitos estimulantes, pólem ou poluição. Opressão aguda, de curta duração, que venha a causar depressão.

* Combinações mais comuns(J.B.): Gentian: situações desagradáveis que causam opressão. Gorse- nenhum insight, desesperança. Olive- situação exaustiva. Oak- curvar, mas sem quebrar. Vervain: este tipo facilmente se angustia, pois planeja cada minuto de sua vida. Pensa ter um propósito a ser alcançado. Oak- para o suporte energético na conquista de sua meta. Rock Water- para as metas irreais ou inalcançáveis; cria uma atitude mais fluente, permitindo que o Eu Superior esteja no comando. Centaury: para as pessoas que fazem favores e não sabem dizer “não”, e que são oprimidas por pedidos e exigências alheias. Oak- lutar sem se quebrarem. Cerato: vivem sempre num estado mental oprimido. Sua preocupação constante em não tomar decisões erradas oprime a todos a seu redor. Heather- para escapar do torvelinho mental.

- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Forte senso de responsabilidade; o paciente se identifica intensamente com sua tarefa ou com sua profissão. 3 As circunstâncias de vida, no momento, são objetivamente estressantes (por exemplo, uma crise na família ou profissão).

47
Benefícios (M.S.): 3 Melhor distinção entre as necessidades pessoais e a identificação com uma tarefa.

Elm - GERAL
Sintomas-chave: sentimento temporário de inadequação. Subjugado pelas responsabilidades. Sintomas do bloqueio de energia: - Sente-se de improviso, avassalado por uma tarefa. - Sente que as responsabilidades são muitas. - Sente que não tem forças para realizar tudo o que precisa e deseja realizar. - Fases de depressão e exaustão em caracteres fortes, cuja confiança em si mesmo, normalmente excelente, desaparece temporariamente. - Exaustão momentânea, mercê dos esforços constantes para sair-se num nível ótimo. - Duvida transitoriamente de suas capacidades e adequação a uma função determinada. - Tem a sensação de que poderá esmorecer. - Está numa situação em que se tornou indispensável e agora acredita não poder abrir mão da responsabilidade. - Trabalho em demasia e tarefas demasiado diferentes assumidas no momento. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Altruísmo inerente. - Segue o chamado interior. - Talentos acima da média, grande potencial. - Líder natural, positivo. - Grande senso de responsabilidade. - Senhor de si, confiante. - Responsável, digno de confiança. - Convicção inabalável de que a ajuda chegará sempre no momento certo. - Pronto para tentar o impossível se for uma questão de superar dificuldades relacionadas com o todo. - Capaz de ver problemas em sua perspectiva adequada.

* CARMEM MONARI: 3 Elm precisa resgatar a alegria de estar no mundo com simplicidade. 3 O erro de Elm é que ele não recarrega suas forças pedindo ajuda ao alto, ao Eu Superior. Acaba se rodeando de pessoas e dando proteção aos outros, esquecendo de pedir para si mesmo. 3 A diferença entre o Elm e o Oak (já que ambos são lutadores e altruístas), é que a sobrecarga de obrigações que lhe são impostas, somente poderá ser executada por ele próprio. É um papel que lhe atribuem, faz parte de sua missão. 3 Desbloqueia os 7 chakras e coluna (que é seu ponto vulnerável). Nos ajuda a trabalhar os sete centros de energia para propulsioná-los onde houver bloqueios. Ele desencadeia o processo de inciação da pessoa que possui muitas virtudes e não sabe usá-las com responsabilidade em benefício do próximo. É a luz que direcionará a Missão Pessoal, por meio do Fogo da Responsabilidade. 3 Costuma sofrer com fungos e viroses de repetição, pela baixa imunidade.

48 3 O Elm libera endorfinas no alívio das dores. 3 Pode sobrecarregar os rins pela expectativa de vida, assim como ter perturbações nos intestinos (lembrar do Agrimony em diarréias e do Crab Apple nas constipações). 3 CRIANÇAS ELM (C.M.): geralmente sérias, amadurecem cedo. É preciso que sejam mais soltas, livres e alegres. Por outro lado pode ser dado também para aquelas que precisam despertar o senso de responsabilidade. Combinações úteis nas crianças: - Elm + Wild Rose = se forem muito apáticos. - Elm + Water Violet = fechadas, sérias ou tristes. - Elm + Agrimony = para serem mais alegres e felizes. 3 Elm + Scleranthus para aqueles que estão bloqueados, irritados, e não se definem para assumir seu papel.

Gentian*
(Grupo: para os que sofrem de indecisão) Gentiana Amarella VIBRAÇÃO da FÉ - Descrição do Dr. Bach Para os que desanimam facilmente. Essas pessoas podem fazer progressos satisfatórios no que diz respeito à enfermidade e aos negócios da vida cotidiana, mas diante do menor imprevisto ou entrave, começam a vacilar e logo desanimam.

- Descrição Geral Para pessoas que desanimam frente as dificuldades que surgem ,seja no trabalho ou problemas de saúde e outros. O remédio floral vai devolver uma perspectiva positiva ajudando a compreender e superar a situação.

- Dr. Edward Bach Centre Este é o remédio para as relativamente moderadas depressões e desânimos que se seguem quando algo dá errado. Tão logo as coisas começam a dar certo este tipo de desânimo tende a ir embora por si mesmo, mas o remédio pode ser usado para abreviar este tempo enquanto a pessoa se sente mais capaz de fazer as coisas darem certo, ao invés de somente dar- lhe esperança de que as fará. Gentian é muitas vezes confundido com Gorse, mas de fato eles podem ser ordenados e separados muito facilmente. Pessoas num estado Gorse decidiram desistir e se sentem completamente sem esperança. Eles jogaram fora suas tentativas e se recusam a ser encorajados, e até mesmo se são persuadidos a tentar encontrar um modo, eles o farão rancorosamente, assegurando a todos que não há utilidade em qualquer tentativa. Pessoas num estado Gentian estão desencorajadas: mas eles voltarão a estar encorajados tão logo as coisas voltem a dar certo. - Regis Mesquita
Nome popular: genciana. Coloração: roxa. Floração: agosto e setembro. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Sonchus (Sonchus oleraceus / Serralha).

49 Para os indivíduos que são tão negativos e sem fé que qualquer obstáculo torna-se intransponível. São pessoas que desistem facilmente e por este motivo amargam inúmeras derrotas, o que torna-os ainda mais desanimados e negativos. Seu ceticismo faz com que dificilmente tentem uma mudança no seu modo de ser e assim não há melhora na situação de vida. Quando estão desanimados ou depressivos sabem dizer o porque. Seu estado de humor inclui depressões profundas e melancolia, sempre com causa definida. A causa pode ser a morte de um filho, um emprego que não foi conseguido ou uma prova que será muito difícil. O sofrimento destas pessoas se perpetua por elas não perceberem que o maior obstáculo a ser superado é sua falta de fé e perseverança, que mina toda a motivação de uma transformação da vida. A essência floral Gentian ajuda estas pessoas a resgatarem a fé e a esperança, que são a base para que elas perseverem e venham a ser

vitoriosas na vida. Os obstáculos e problemas de nossa vida devem ser considerados como um estímulo para que estejamos sempre nos aperfeiçoando e evoluindo. Portanto, a vida nos cobra que tenhamos força interior, confiança e fé para que possamos superar estes obstáculos. Esta é a lição que a essência Gentian nos ensina. Útil para as crianças que não perseveram na escola, em cursos e nos deveres em geral. Gentian atua sobre depressões de causa definida, Mustard atua sobre depressões cujas causas são desconhecidas.  Para aqueles que estão desanimados com repetidas contrariedades e adiamentos.
- Notas: Jessica Bear O engano é de que os reveses da vida indicam uma queda de seu poder pessoal. Estão sempre em dúvida por doarem energia a estes reveses. Na verdade, não acreditam em quem são.

* Indicadores de Gentian(J.B.): 3 quando dizem que não tentarão. Facilmente se entregarão. 3 perdem a fé ao longo dos empreendimentos. 3 falta-lhes perseverança em face das dificuldades. 3 dificuldade em manter a fé quando separados dos entes queridos, em períodos de guerras, catástrofes naturais, em virtude da natureza do trabalho, etc. 3 nas depressões diante dos reveses. 3 situações da vida que tenham ocasionado um atraso atrás do outro. * Uso em combinações(J.B.): 3 sucesso- para os derrotados pela auto-dúvida. 3 hábitos- para os desencorajados diante dos insucessos. 3 aprendizado- quando des encorajados pelos colegas ou pela escola. 3 gripes e resfriados- para as recidivas. 3 depressão- para as dificuldades e a perda de fé. 3 terminais - para superarem as recaídas e ganharem alguns dias. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 O paciente interrom a entrevista com perguntas e mostra pouca condescendência. pe 3 O paciente sofreu sério revés do qual ainda não conseguiu se recuperar, tal como a morte de cônjuge, a perda de um emprego, etc. (desolação reativo-depressiva).

50
3 Uma terapia já iniciada, em especial a psicoterapia, não está trazendo nenhuma ajuda significativa. O paciente passa a impressão de que não se importa com isso ou até de que isso está certo.

* Benefícios (M.S.): 3 Expectativa e filosofia de vida mais positivas.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para as pessoas que se deprimem e se desinteressam devido a reveses de causas conhecidas. Depressão não profunda ou sentimentos depressivos (do tipo reativo), evocados por circunstâncias conhecidas, como perda de pessoa amada, de emprego...

- Para os que sentem facilmente desanimados, negativos, desencorajados, esmorecem e se decepcionam com facilidade diante de dificuldades inesperadas. Vêem tudo como obstáculos. - Para os tristes e pessimistas que se desencorajam devido a contratempos; não iniciam tarefas ou interrompem-nas quando não têm êxito logo. - Para os céticos e para os que sofrem de incertezas devido à falta de fé e de confiança. - Atenção aumentada em relação a reações do outro; hipervigilância, hipovigilância. - Idéias supervalorizadas de menosvalia ou de grandeza (não expressadas), de referência ou persecutórias, idéias preconceituosas e de cunho moralista. - Pensamento e linguagem verbal lentificados, mutismo. - Humor deprimido, perda de interesse ou diminuição da capacidade para obter prazer; sensibilidade aumentada, insegurança, sentimento de vazio interior, de abandono ou solidão, de humilhação ou vergonha; baixa auto-estima ou autodepreciação. - Afetos desprazerosos (sentimentos de mal estar, de tristeza difusa, inutilidade ou incapacidade, pessimismo ou ceticismo, ansiedade, angústia, medo, tensão emocional, ambivalência). - Afeto hipomolulado, desânimo e falta de confiança. - Perfeccionismo que encobre os aspectos anteriores. - Fatigabilidade aumentada, atividade motora diminuída (nos estados depressivos). - Tendência ao isolamento ou retraimento; negativismo, rituais. - Inibição, timidez, certa evitação. - Postura pseudo auto-suficiente. - Perturbações do sono (aumento ou insônia). - Adicções, inapetência. - Tensão corporal geral. - Problemas nos órgãos de descarga (órgãos sexuais, intestino e bexiga). - Dificuldades nas vias aéreas superiores. - Problemas na vesícula biliar, pâncreas ou no fígado. - Diminuição da ingesta de alimentos, com consequente perda de peso. - Defesas imunológicas rebaixadas, com aumento na suscetibilidade a contrair enfermidades. Precauções: - Ajuda crianças desestimuladas, durante o período escolar, nos trabalhos escolares e nas provas. Revela-se útil para crianças nervosas e desanimadas em razão de dificuldades surgidas na classe e que por isso não querem mais voltar para a escola. - Para filhos de pais divorciados que devem dividir-se entre a casa do pai e da mãe, tendo perdido um lar onde os dois estavam juntos. - Util para pessoas idosas que devem ser internadas em asilos ou em casas geriátricas, o que ocasiona a perda de sua casa, de seu lar.

51
- Age como um bom tônico na convalescença, na recaída física e emocional ou nas doenças crônicas que desencorajam o paciente, bem como nas regressões temporárias que ocorrem no curso de qualquer tratamento. - Indicado para quando a terapia “não vai adiante” e o cliente apresenta tendência a desistir. Auxilia a trabalhar a aliança terapêutica e a superação da resistência normal ou aumentada em qualquer tratamento, como também na dúvida que tenham a respeito da eficácia do mesmo. - Para estas pessoas o clima terapêutico necessita ser, especialmente, acolhedor e de aceitação (sem muitas interpretações) já que, antes de tudo, ainda há busca de uma adequada maternagem. É aconselhada durante um período de terapia mais longo, onde deve haver o reconhecimento e a confirmação explícita dos aspectos mais saudáveis do cliente. Crianças: Quando em desequilíbrio, em função de inseguranças básicas, arriscam-se mas desistem e “caem fora” quando sofrem fracassos e derrotas. Suas tarefas ou empreendimentos ficam então pela metade. O entusiasmo inicial facilmente desmorona, apesar do seu idealismo. Este tende a permanecer em nível de sonhos, devaneios e fantasias de sucesso e glórias, para compensar uma “triste” realidade. Neste ponto, recolhem-se para ocupações mais solitárias e “apagam-se”. Refugiados em leituras e jogos de computação, preferem os interesses intelectuais aos esportes, às festas ou aos brinquedos em grupo. Podem regredir ao choro e queixas do tipo, “eu não brinco mais, todo mundo aqui é chato” ou “o fulano não gosta de mim... ninguém aqui é legal”. É comum também ouvirmos “eu não consigo”, “eu não gosto de fazer isso”, esta afirmação é uma racionalização. Temem a própria iniciativa ou outras formas de independência. Ávidas por elogios, são crianças e adolescentes com comportamentos exemplares, procurando agradar pais ou professores para obter psudocarícias. Na escola mantêm ótimo comportamento e costumam ser chamados de “puxa-sacos” pelos colegas mais arteiros e opositores. Experimentam uma secreta vitória quando algum “capeta” ou “bode expiatório” é repreendido. Temem e evitam muito a críticas, porque estas as deprimem. Escondem sua forte emotividade por trás de uma fachada intelectual e comportamento de “bonzinho”. Utilizam a sensibilidade aguçada para “captar” dos pais as mensagens do tipo “sê perfeito”. Assim, prestam-se a tentar realizar as necessidades narcisistas (encobertas) do pai ou da mãe. Secretamente alimentam sonhos, o que pode constituir um risco elevado de alienação e fuga para uma conduta de adição, já que, na realidade, não desempenham o bastante para alcançar ideais. Tal círculo vicioso ainda é mais reforçado por estabelecerem objetivos muito idealizados e praticamente inalcançáveis, internalizados sem base em si próprios. Sugestões de apoio: - Realizar, sistematicamente, caminhadas ao ar livre, observando o mundo ao seu redor, bem como as pessoas e a realidade circundante. - Fazer coisas simples com as próprias mãos, tais como: tricô, carpintaria, jardinagem, cerâmica, culinária, praticar um hobby... - Mascar chicletes, jogar tênis ou paddle ou outro esporte para facilitar a descarga de tensões. - Prestar atenção nos seus pensamentos e tentar compreender a relação entre eles e o que está acontecendo realmente. - Pensar que cada obstáculo superado representa uma lição de vida e que nada acontece por acaso. Todas as coisas têm um significado. - Encarar as dificuldades como oportunidades de crescimento, acreditando em si e confiando que vai superar os problemas. - Ler biografias de grandes figuras da História, que tiveram que superar obstáculos grandes para vencer na vida.

Gentian - GERAL
Sintomas-chave: cético, hesitante, pessimista, facilmente desalentado. Sintomas do bloqueio de energia: - Sente-se deprimido e sabe por quê. - Às vezes parece até gostar do seu pessimismo. - Ceticismo. - As dúvidas são proclamadas, seja qual for a situação. - Incerteza de vida à falta de fé e de confiança. - Esmorece e decepciona-se facilmente ao surgirem dificuldades inesperadas.

52
- Recaídas temporárias “derrubam a gente”. - Sente-se facilmente desanimado. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Capacidade de viver com o conflito. - Convicção de que, se fizermos o melhor que pudermos, não haverá malogro. - Certeza de que os problemas poderão ser superados. - Confiança inabalável, apesar das circunstâncias difíceis. - Capaz de ver “a luz na escuridão” e de transmitir essa sensação aos outros.

* CARMEM MONARI: 3 Certeza de cura para toda dúvida. 3 Força estrutural para o Vaso do Coração. 3 É uma essência protetora como o Walnut e o Red Chestnut, dando a proteção Divina para ninguém nos derrubar. 3 Com Elm ajudará a entender a Missão existencial. 3 Vence a inércia no início de um tratamento. 3 Associar com os Chestnuts para o entendimento da Vida. 3 Nos deprimidos deve-se usar por muitos meses ou anos. 3 Para melhorar o ânimo (Timo) e a resistência, associar com Olive e Crab Apple, pois a tristeza pode comprometer o pulmão. 3 Para abrir a espiritualidade nos céticos, ateus, etc. - pode-se associá-lo ao Pine. 3 Coração: problemas de nascença ou adquiridos (cardíacos), cirurgias, marca-passos, etc. Abertura do Vaso do Coração por iniciar um caminho espiritual, sentindo alguma reação ou somatização no coração. 3 Associar com Chicory para suprir a carência afetiva e dar mais estrutura física ao Vaso da Base. CRIANÇAS GENTIAN (C.M.): 3 Nascidas com má formação cardíaca ou alterações no ritmo. 3 Tristes, com problemas respiratórios (+ Olive ou Crab Apple). 3 Pai ou Mãe deprimidos passando o padrão à criança, ou depressão na gravidez (+ Honeysuckle). 3 Muito medo do escuro. Falta de fé e/ou religiosidade. 3 Muito grudadas à mãe (+ Chicory): para ambas. 3 Fragilidade nas vias urinárias, infecções (+ Wild Rose). 3 Tristes, com verminoses, apatia (+ Wild Rose ou Centaury ou Willow).

53

Gorse
(Grupo: para os que sofrem de indecisão) Ulex Europaeus VIBRAÇÃO da ESPERANÇA - Descrição do Dr. Bach É um remédio apropriado para casos em que há grande desesperança. Para a pessoa que perdeu toda a fé em que se possa fazer algo por ela. Quando persuadida ou para satisfazer aos demais, pode experimentar tratamentos diferentes, ao mesmo tempo assegurando a todos que a rodeiam de que há pouca esperança de alívio.

- Descrição Geral A essência do Gorse vai ajudar as pessoas que se encontram num estado de desespero, pessimismo , a assumir uma postura diferente frente a vida adquirindo mais energia para superar os problemas.

- Dr. Edward Bach Centre Este é o remédio para pessoas que desistiram de acreditar que haja alguma esperança para elas. É um tipo pior de depressão do que o estado de Gentian, porque Gorse quase que deliberadamente recusa ser encorajado, tão certo está de que seu caso é sem esperança. Se doentes, eles podem pensar em si mesmos como incuráveis, ou dizer aos seus herdeiros e familiares que nada pode ser feito por eles. Gorse é, no entanto, classificado pelo Dr. Bach como remédio para incerteza, e não um remédio para desespero, como por exemplo o Sweet Chestnut. Isto demonstra que o problema principal com as pessoas Gorse é a perda da certeza : se elas puderem ser persuadidas a ver as coisas sob uma ótica diferente, sua fé na vida poderá ser renovada e poderão prosseguir num passo certo. Isto é o que o remédio Gorse ajuda a adquirir. - Regis Mesquita
Nome popular: tojo. Coloração: amarelo. Floração: abril, maio e junho. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Aleluia (Oxalis corniculata / Aleluia do campo).

54 Os indivíduos que necessitam de Gorse acostumaram a ver a vida de forma negativa, fatalista e derrotista. Desta forma a vida torna-se pesada e a pessoa fica desesperada e desalentada. Gorse ajuda-os a sentila de forma mais leve, sustentada por otimismo, fé e esperança. Para a pessoa lutar ela tem que achar que vale a pena. Uma pessoa que padece de doença crônica e que já tentou inúmeros tratamentos pode chegar a conclusão que o melhor é se resignar e “não se iludir mais”. A perda da fé é o aceitar da derrota. Seu final é certo e infeliz. Nestas horas, fazer o mínimo torna-se desnecessário e difícil. Normalmente são pessoas que já fizeram muitas tentativas e que não foram bem sucedi das. Elas acabaram desistindo. Seu único pensamento é que é inútil continuar a luta. Com a perda da fé o indivíduo torna-se apático, desvitalizado e com um olhar sem brilho e “perdido”. Esta essência deve ser utilizada sempre que existam situações que estão minando a fé e a esperança da pessoa. Situações como crises, doenças, momentos de transformação na vida, etc. Quando o quadro é crônico é comum que a pessoa já esteja acostumada à situação e não perceba o quanto está sem fé e esperança. Neste caso o sofrimento se mantém, mas o desconforto com o inusitado da situação diminui.  Para aqueles que se sentem realmente sem esperança. A depressão é muito mais profunda do que aquela
associada a Gentian.

- Notas: Jessica Bear Desesperança, usualmente preocupado com uma queixa física, parece que nada pode ser feito. Círculos escuros sob os olhos. Desânimo, o brilho do olhar sumiu. Um sofrimento crônico o abateu, levando-o à desesperança. Assuntos não resolvidos com o pai. Temperatura corporal cronicamente baixa. Depressão. Todos os tratamentos falharam ou não trouxeram alívio. * Gorse como suporte aos tipos: Gentian: estabiliza a esperança durante longos desapontamentos e reveses. Ajuda a manter a fé. Mimulus: contribui com a força adicional necessária para se manter sob o estresse da desesperança ou envolvimento em relacionamentos abusivos passados ou presentes. Agrimony: alivia este tipo atormentado de sua desesperança na vida. Water Violet: para recuperar a esperança quando toda a alegria se foi. Rock Rose: a esperança necessária para manter a coragem em ocasiões traumáticas.

* Uso em combinações: 3 relacionamentos- recuperar o brilho no olhar. 3 hábitos- sem esperança e impotente para quebrar um hábito. 3 alergia - sem esperança por alergias crônicas. Olheiras escuras. 3 energia- a total falta de energia do estado de ser de Gorse. 3 competição- para os que dizem que jamais ganharão qualquer coisa. 3 TPM- crônica com falta de esperança. Para os assuntos do pai. Olheiras escuras. 3 terminais - para a desesperança na recuperação. 3 quando nada funciona- quando a desesperança é completa. Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Rosto amarelo pálido, olheiras escuras. 3 Doenças crônicas na anamnese; o paciente, por exemplo, teve pólio quando criança. 3 Ocorrências crônicas na anamnese familiar; por exemplo, o pai voltou da guerra com uma perna amputada. Benefícios (M.S.): 3 Novas perspectivas cheias de esperança nas situações de vida difíceis e até nas irreversíveis.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para os que sofrem e já não esperam mais nada da vida. Vivem grande desesperança. Abandonam a fé de que se possa fazer ainda algo por eles.

55
- Para quem perdeu todo o ânimo e está resignado com a situação para a qual não vê possibilidade de mudança ou pelo fracasso de muitos tratamentos feitos. Para pacientes terminais, apáticos e incrédulos. - Para quem sente ser inútil tentar outro tratamento, mas, para satisfazer parente ou amigo, concorda em “tentar de novo”, embora saiba que não vai adiantar. - Para quem se desespera diante da perspectiva de que nada pode ser feito para consertar uma situação qualquer. Está desesperançado para “além das lágrimas” e com falta de auto-estima. - Vigilância e tenacidade diminuídas. - A memória pode estar comprometia, seletiva para acontecimentos desagradáveis. Pode mostrar-se desorientada, o que inclui hipomnésia que pode ser decorrente do uso de psicofármacos ou de sequelas diversas. - A consciência pode chegar à confusão e obnubilação em alguns casos. - Pensamento empobrecido, possui idéias supervalorizadas de pessimismo, de inferioridade, de prejuízo e, às vezes, com conteúdos persecutórios e/ou de suicídio. O curso tende a estar lentificado ou inibido. A produção de pensamento não é, predominantemente, lógica, tendendo ao pensamento mágico. - A linguagem verbal é monossilábica, “engrolada”, pobre e monótona, quando não existe até um mutismo por melancolia ou por apatia. Não há modificação da voz que está fraca e regressiva. - A afetividade está embotada ou hipomodulada, apresentando indiferença emocional, melancolia, apatia, resignação, aniquilamento, falta de auto estima e um vazio de sentimentos. Profundo sentimento de tristeza. Mostra um grau de depressão muito profundo: marasmo, desalento, abatimento, perda de interesse pela vida. Possível despersonalização. - Na conduta aparece inércia, hipoatividade, lentidão ou inexpressão de qualquer interesse por estímulos externos; passividade, chegando por vezes a um quase paralisia. Anorexia; apatia; incapacidade para qualquer tarefa (inclusive para o autocuidado e higiene), dependência para sobreviver; obediência automática, insônia ou sonolência, isolacionismo, impotência sexual. - Fisionomia e postura de profunda tristeza e de envelhecimento precoce (aparenta ser mais velho do que é). Traços contraídos e, em alguns casos, a inibição motora é acompanhada de um estado de tensão da musculatura voluntária. - Evidentes sintomas somáticos, tais como: cianose nas mãos, lábios e extremidades em geral; espasmos vasculares; palidez, olheiras, olhos fundos, prisão de ventre, inapetência, anorexia, debilidade física, etc. - Em geral, qualquer órgão ou sistema do corpo pode ser afetado facilmente, já que as defesas imunológicas estão fortemente afetadas. - O estado Gorse pode manifestar-se por doenças crônicas terminais, tais como tumores malignos, Aids, insuficiência renal crônica, doenças auto-imunes, etc. - Também podem manifestar-se psoríase, asma, bronquite, gripes crônicas, etc. Precauções: - Esta essência auxilia muito quando dada logo no início de qualquer doença crônica, pois dá vontade e esperança de recuperação e o desejo de lutar, o que constitui o primeiro passo para a cura. - É recomendado sempre que se detecte o sentimento de desesperança em um paciente, mesmo que o caso não seja grave. - Usado em doenças prolongadas, quando houve uma melhora e depois uma estagnação do quadro. - Para pessoas que se desesperam e acham que tudo acabou porque perderam emprego, não passaram no vestibular, entraram em falência, etc. - Para pessoas que perderam um ente querido e não querem mais viver. - É útil nas doenças que surgem na velhice, bem como em face da amputação de membros, sequelas neurológicas ou de qualquer dano irreversível. Para pacientes com Aids, câncer, porque ajuda a aumentar as defesas imunológicas. - Para pais de excepcionais. - Para pessoas institucionalizadas, prevenindo e tratando quadros de hospitalismo, em qualquer idade. - Importante em doenças crônicas, genéticas, graves e prolongadas. Nos fracassos repetidos ou perdas irreparáveis. Quando a pessoa deve ser encorajada a aceitar e aprender o sentido do seu sofrimento. Também para a família da pessoa em questão. - É importante ser administrado logo após tentativas de suicídio. - Este floral é difícil de diagnosticar por se tratar de um estado inconsciente para a pessoa. - Para quem não reconhece a sua depressão. Pode ser uma etapa posterior à Gentian. A pessoa desanimou e não tenta mais tratar-se, mas não há angústia. Crianças:

56
Em geral, quando em desequilíbrio, estão quietas e abatidas, pálidas e com profundas olheiras. Alimentam-se pouco, são magras e podem estar com o peso e altura aquém da média. Dormem mal e suas condições de saúde estão precárias: anêmicas, com doenças crônicas, pois suas defesas imunológicas estão bastante diminuídas. Necessitam de uma avaliação pediátrica completa, pois seu estado geral encontra-se debilitado. Lembram uma plantinha murcha, agonizante, sem forças para viver e necessitam de cuidados intensos. A agressividade está embotada. Comunicam-se mais pelo choro e são extremamente regressivas e passivas. Gorse também se faz necessário para crianças hospitalizadas, bem como às famílias, em casos de doenças terminais. São crianças que falam acerca da impossibilidade de voltar para casa e para a escola, perguntam-se se vão ficar boas e pedem para que não as deixemos morrer. Pensamos que as equipes que lidam com tais pacientes, os quais mobilizam intensos sentimentos de impotência frente à morte, necessitam trabalhar os próprios sentimentos face ao processo de morrer. Sem dúvida Gorse também é indicado para os profissionais que trabalham nessas circunstâncias. Lembramos que, por natureza, a criança apresenta um estado Gorse em equilíbrio. É positiva, confiante, esperançosa, não se deixa abater, recupera-se facilmente, mantém a fé na vida e, com criatividade, encontra sempre a melhor “saída” para o sofrimento. Sugestões de apoio: - Integrar-se à natureza. Receber muito sol, caminhar e realizar atividades ao ar livre. Conforme Bach, “os do tipo Gorse necessitam que brilhe o sol em suas vidas para afugentar as nuvens”. - Compreender que a recuperação só pode vir de dentro, sem esperar o salvamento através de um milagre. - Refletir sobre o sentido do sofrimento e cultivar a esperança de que cada dia traz novas oportunidades. - Conscientizar que a perspectiva da morte pode até oferecer uma nova oportunidade de crescimento e de mudança. Face à proximidade da morte, pode precipitar-se um novo estágio de desenvolvimento emocional, até então muito além de nossas capacidades, como se isso fosse o “último passo para a frente”. - Aceitar que, inclusive no último estágio da vida, o ser humano é capaz de provocar transformações notáveis e inesperadas. Pode ser uma experiência que “coroa” a vida. - Encarar a boa morte como aquela na qual a pessoa tem tempo para experimentar a própria morte. Pode, bem antes do instante de morrer, enriquecer a sua vida. - Se a pessoa puder alcançar em vida um projeto que seja só seu e único, então, face à morte, pode estar mais contente, tranquila e menos angustiada. Na certeza de que teve uma vida plena, está, de certa maneira, triunfando sobre a morte e, certamente, mais preparada para morrer.

Gorse - GERAL
Sintomas-chave: desesperança, completo desespero. Uma atitude de “ora, o que adianta?” Sintomas do bloqueio de energia: - Bem no fundo, estagnação no processo de chegar a um acordo com o próprio destino. - Já não é capaz de esperar melhorar, em especial no caso de uma moléstia crônica. - Desesperado, porque lhe disseram que nada mais pode ser feito. - Deprimido, resignado, desistiu. - Já não tem energia bastante para fazer outra tentativa. - Desistiu intimamente, e espera que alguma coisa lhe venha de fora. - Permite aos parentes que o persuadam a tentar outro tratamento, contrariando sua convicção íntima, depois fica desapontado quando ocorrem recidivas sem importância. - Pálido, tem anéis escuros em torno dos olhos. - Teve, anos atrás, uma doença crônica que durou muito tempo. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Convencido de que tudo acabará bem. - Assume uma atitude diferente em face de sua posição sem esperança, capaz de aceitar o destino. - Compreende que a desesperança impede o processo de cura e que “todos temos nosso fardo para carregar”. - Sabe que não devemos dizer “nuca”, e que podemos esperar. - Em casos menos graves, surge uma nova esperança de cura, e esse é o primeiro passo no sentido da recuperação.

* CARMEM MONARI:

57 3 Usa o Gorse em sua clínica para claustrofobias, medos de locais sufocantes. 3 Pessoas a quem falta onde se apegar para suportar o sofrimento. Geralmente ficam isoladas num canto. Olheiras fundas. 3 Traz lucidez à mente. Bom para esclerose mental. 3 Pacientes psiquiátricos ou depressivos (com Mustard ou Gentian). 3 Pacientes com doenças auto-imunes, câncer, Aids (nos tratamentos agressivos associar ao Rescue, e evitar o Crab Apple para não provocar uma catarse agravante). 3 Gorse e Agrimony são os dois grandes purificadores de venenos. 3 Pacientes terminais (auxiliar sua passagem). 3 Gorse / Gentian / Larch: - Gorse: ajuda na liberdade da alma em transcender os espinhos do sofrimento terrestre (trabalha água e fogo). - Gentian: dá a estrutura para nosso corpo físico vencer a dúvida da existência (trabalha terra). - Larch: ajuda a liberdade da alma para ela usar todas as suas capacidades físicas e espirituais para cumprir sua Missão existencial (trabalha ar).

Heather
(Grupo: para a solidão) Calluna Vulgaris VIBRAÇÃO da EMPATIA - Descrição do Dr. Bach Para os que estão constantemente buscando a companhia de alguém que esteja disponível, pois sentem necessidade de discutir seus problemas com os demais, seja quem for. São pessoas muito infelizes quando têm de ficar sozinhas por algum tempo.

- Descrição Geral Indicado para as pessoas que tem necessidade de falar compulsivamente. São muito preocupadas consigo mesmas e não conseguem ouvir o outro. Tendem a monopolizar uma conversa pelo impulso de relatar tudo que vive. Essas Pessoas são carentes embora transmitam uma imagem de segurança.

- Dr. Edward Bach Centre É para as pessoas que estão obcecadas consigo mesmas, mas que não gostam de estar sozinhas. O Dr. Bach os chamava de “exibidos” porque eles fazem qualquer coisa para manter as pessoas consigo, todo o tempo falando exaustiva e prolixamente sobre seus problemas e doenças, grandes e pequenas, até que as pessoas comecem ativamente a evitá- los. Assim a coisa que a pessoa Heather mais teme - solidão - acontece por causa do seu próprio comportamento. O remédio é dado para ajudar a pessoa Heather a ver suas próprias preocupações no contexto das outras pessoas. Tendo sofrido em si mesmos a necessidade de falar, eles se tornam bons ouvintes e grandes suportes para os outros. Como resultado, as pessoas os procuram por sua compaixão mais do que os evitam por serem auto-centrados.

58 - Regis Mesquita
Nome popular: urze. Coloração: malva. Floração: julho a setembro. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Helianthus (Helianthus anuus / Girassol).

Todos nós, em algum momento da vida, passamos por uma fase Heather. Nesta fase queremos alguém que nos escute falar dos nossos problemas, das nossas ansiedades, dúvidas e realizações. Queremos atenção e afeição. Estamos profundamente carentes. O outro deve ser paciente para escutar nosso desabafo. Neste momento só estamos preocupados conosco, não nos preocupamos em dar espaço para o outro se colocar. Estamos absorvidos demais pelos nossos problemas para podermos dialogar, é monólogo que queremos. Nos sentimos sozinhos e ansiamos por companhia. Algumas pessoas não passam por fases assim, elas são assim. Procuram público para escutar a sua verborragia, monopolizam a conversação, cansam os ouvintes com suas falas intermináveis, onde um assunto se acopla no outro e nunca termina. Geralmente falam rapidamente de tal forma que não dá espaço para que outro se coloque. As pessoas tendem a se esquivar, a saírem de perto. Mas eles são pegajosos e não deixam os outros se afastarem. Tentam manter o monólogo a qualquer custo, mesmo que tenha que segurar o braço do ouvinte. Sempre dizem “eu fiz isso”, “eu estava em tal lugar”, “eu sou capaz de”, eu, eu, eu. Dramatizam e exageram as emoções. São carentes e necessitam de atenção. Como são um incômodo, quem está perto quer ir embora. As pessoas de tipo Centaury, que tem dificuldade em se defenderem, é quem, muitas vezes, ficam agüentando-os. Odeiam a solidão. São egoístas e egocêntricos. A essência Heather ajuda-os a desenvolver uma verdadeira empatia e preocupação pelos outros, de tal forma que diminua seu egoísmo e o egocentrismo.  Pessoas que parecem ficar atoladas em seus problemas e costumam ficar hipocondríacas diante do mais
ligeiro problema de saúde.

- Notas: Jessica Bear Absorvidos em si mesmos. Requerem atenção constante. Falam ao telefone sem parar e/ou se alongam demais nas saudações. Necessitam ser o centro das atenções. Manipulam a conversa para ser o foco das atenções. Vampiros de energia. Não ouvem os conselhos nem os desejam. Assuntos com a mãe. Nenhuma conexão com a mãe. A qualquer momento sentem suas bases ameaçadas.

* Heather como suporte aos tipos(J.B.): Cerato: liga estes tipos à “mãe” (tema do abandono), possibilitando uma base segura onde podem ganhar respeito por sua própria sabedoria, com grande auto-confiança. Mimulus: temas relativos ao abandono. Para os que se sentem ignorados (pela mãe). Heather cria uma boa base de sustentação para este tipo tímido. Gentian: base sólida para manter a fé. Agrimony: para o tipo que necessita de atenções, sendo o palhaço e a alma da festa. Impatiens: para os tipos impacientes e presunçosos, cheios de expectativas para com os outros. Frequentemente, sentem que suas mães foram cruéis com eles e que não conseguiram corresponder às suas expectativas. Rock Rose: Heather acalma este tipo superexcitado, ao lhe oferecer uma base sólida (ligação com a mãe), propiciando que se sinta seguro para manter a coragem. Chicory: Heather equilibra este tipo possessivo e auto-absorvido, que crê que o mundo todo gravita em torno dele.

* Uso em combinações (J.B.): 3 relacionamentos- não falar incessantemente e se tornar enfadonho ou dominador. 3 TPM- aquietar a tempestade emocional causada pelos hormônios. 3 hábitos- para tapar os “vazios”. 3 quando nada funciona- para sossegar a tempestade emocional e recomeçar mais calmamente. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Na primeira conversa pode chegar a ficar sem fôlego. 3 Puxa o interlocutor para perto de si, e pode falar acentuadamente devagar e com clareza.

59
3 No tipo extrovertido: o hipocondríaco loquaz. 3 No introvertido: irradia grande preocupação com seus assuntos pessoais, mesmo quando não fala deles. 3 Frequentemente, na anamnese: quando criança, o paciente foi deixado por muito tempo entregue a si mesmo, ou foi emocionalmente negligenciado na primeira infância, ou criado em internato, etc. 3 No estado agudo: o paciente está gravemente doente, ou seja, encontra-se objetivamente como a “criança carente”. * Benefícios (M.S.): 3 Desviar a atenção de sua própria problemática. 3 Capacidade de compaixão, melhor observação da situação dos outros.

Heather - GERAL
Sintomas-chave: Centrado em si mesmo, obcecado pelos próprios problemas e assuntos, necessita constantemente de um auditório, é a “criança carente”. Sintomas do bloqueio de energia: - Pensamentos inteiramente concentrados em problemas pessoais, leva-se terrivelmente a sério, “hipocondríaco falador”. - Deseja ser o centro das atenções, necessita quase compulsivamente de um auditório. - Toma conta da conversação e imediatamente lhe dirige o assunto para si mesmo. - Agarra os outros no desejo de demonstrar o seu ponto de vista, segura as mangas do interlocutor, não o deixa escapar. - Mina a força dos outros com um matraquear incessante, provocando-lhes tensão nos nervos e nos modos. - Necessita dos seus semelhantes, vive-lhes das energias. - Não pode ficar só. - Tende a exagerar emocionalmente, transformando montinhos em montanhas. - Absorto em si mesmo, preocupado consigo mesmo. - Não sabe ouvir. - Provém amiúde de um lar em que não havia calor, subnutrido emocionalmente em criança. - Frequentemente nos primeiros estágios do desenvolvimento espiritual, quando nos vemos diante do ego e precisamos exteriorizar inúmeras experiências interiores. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - O adulto simpático, grande empatia. - Bom ouvinte, parceiro interessado na discussão. - Capaz de entrar completamente nos assuntos de outrem ou em alguma coisa que precisa ser feita. - Irradia força e confiança.

* CARMEM MONARI: 3 Simbolismo da comunicação. 3 Para os que têm compulsão de dominar o outro pela palavra. 3 Para os Terapeutas desenvolverem a “palavra de cura”. 3 A área da garganta tem como o outro pólo a área genital / urinária. 3 Pessoas inquietas, com excesso de Yang, insatisfeitas. 3 Podem manifestar sua carência de afeto pelo falar loquazmente ou comer/fumar com voracidade. Precisa aprender a linguagem do silêncio, da quietude. 3 Heather + Honeysuckle: para livrar-nos das maldições sobre nossa vida. 3 Para os problemas com a sexualidade, com os órgãos genitais e/ou renais: Heather + Wild Rose + Hornbeam e opcionalmente Chicory. (Pode haver somatizações como miomas, cistos e tumores, e nos homens pode haver problemas de próstata e cálculos renais). 3 Crianças com amigdalites de repetição (provável insatisfação afetiva sentida pela mãe e passada na gestação).

60

Holly
(Grupo: para os que têm sensibilidade excessiva a influências e opiniões) Ilex Aquifolium VIBRAÇÃO do AMOR DIVINO - Descrição do Dr. Bach Para os que se vêem às vezes atacados por pensamentos tais como a inveja, o ciúme, a vingança, a suspeita. Para os diferentes tipos de desgosto que se pode sofrer. Tais pessoas podem sofrer muito, sendo que, com frequência, não existe uma causa real para a sua infelicidade.

- Descrição Geral Indicado para pessoas que se encontram em estado de muita raiva, ciúme, inveja, constante expressão de mau humor. O Holly vai ajudar a equilibrar essas emoções retomando a harmonia interior. - Dr. Edward Bach Centre É muitas vezes pensado como um remédio para a raiva - mais não é necessariamente o caso. Onde Holly é para raiva, isso se dará por a raiva ser baseada especificamente no ódio, suspeita, inveja ou ciúme. Mas em outros casos, outros remédios podem ser necessários, como o Impatiens, quando a raiva é por impaciência, o Vervain quando a raiva é causada por um senso de injustiça, ou Chicory quando a pessoa raivosa sente que foi preterida e ferida pela ingratidão dos outros. Holly é para sentimentos muito negativos e agressivos dirigidos a outros. O problema básico é uma ausência de amor, e o remédio funciona encorajando a generosidade do espírito e a franqueza em direção aos outros.

61 - Regis Mesquita
Nome popular: azevinho. Coloração: branca. Floração: maio. Preparação da essência: método da fervura. Florais de Minas: Camelli (Camelia japonica / Camélia).

O tipo que necessita de Holly vive as emoções de modo muito intenso. Neles é comum explosões de ira e de mau humor. Isto acontece porque no decorrer da vida fechou seu coração para os sentimentos benevolentes e hoje alimenta o ódio dentro de si. Desconfia das pessoas, sente que pode estar sendo passado para trás. Muitos tornam-se pessoas rudes e ariscas, que tem profunda dificuldade em viver em harmonia. São invejosos, raivosos, vingativos, amargurados, racistas e agressivos. Alguns seguem o caminho do crime e da trapaça. Outros alimentam inveja de um e desavença com outro. Sua dificuldade básica está em vivenciar o amor e se entregar nos vínculos afetivos e sociais. Não conseguem perdoar e nem perceber que a vida com amor é mais satisfatória e mais agradável. A essência Holly ajuda-os a perceber que existe uma unidade básica no universo e que o amor é a fonte de coesão de tudo.
- Notas: Jessica Bear Cura as feridas e as humilhações afetivas. Para perceber que a raiva é o medo da perda, e que nossa vulnerabilidade a ela é uma atitude de defesa. Acne juvenil. Sinais ou defeitos que possam causar dificuldades de auto-aceitação. * Combinações mais comuns (J.B.): Agrimony: libera as raivas do passado que ainda perseguem e atormentam os tipos Agrimony. Cerato: para assistir este tipo na auto aceitação de sua sabedoria e liberar raivas guardadas por ter sido considerado tolo no passado. Mimulus: le mbrar que o nível mais profundo de Mimulus é o rancor originado do acúmulo da ira pelo mundo que o ignorou ou molestou. Holly promove a auto aceitação. Chicory: para neutralizar sua natureza agressiva. Impatiens: por sua natureza incisiva, estes tipos frequentemente deixam-se levar pela cólera e pela frustração diante de pessoas que consideram lentas e irritantes. - Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Personalidade emocionalmente forte. 3 Em termos emocionais, o paciente está negativamente envolvido: ele expressa, por exemplo, ódio pela sogra. 3 Na criança: frequentes acessos de raiva e teimosia, eventuais sentimentos de ciúme quando nasce um irmãozinho. 3 Tendência a doenças inflamatórias ou afecções cutâneas dolorosas. 3 Na situação aguda: problemas conjugais, por exemplo. 3 Sentimentos de paranóia. - Benefícios (M.S.): 3 Observar seus sentimentos de uma nova perspectiva. 3 Generosidade. 3 Compreensão mais profunda pelas emoções humanas.

Holly - GERAL
Sintomas-chave: ciúme, desconfiança, sentimentos de ódio e inveja em todos os níveis. Sintomas do bloqueio de energia: - O coração endurece. - Está descontente, infeliz, frustrado, mas nem sempre sabe porquê. - Sentimentos de inveja e ódio. - Ciúme, desconfiança, espírito de vingança. - Maldade. - Medo de estar sendo enganado. - Incompreensões, queixa-se dos outros. - Suspeita de um aspecto negativo em muitas coisas. - Desconfia facilmente dos outros. - Sente-se frequentemente magoado ou ofendido. - É supersensível a desconsideração real ou imaginada. - Deprecia os outros em seu coração. - Raiva, cólera, explosões violentas de mau-humor, que podem encontrar expressão física (amiúde em crianças). TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Vive em harmonia interior, irradia amor.

62
- Produnda compreensão das emoções humanas. - Capaz de sentir prazer com as realizações e sucesso dos outros, ainda que ele mesmo tenha problemas. - Tem um sentido do plano das coisas, e é capaz de reconhecer cada pessoa em seu devido lugar.

* CARMEM MONARI: 3 Para os diferentes tipos de desgosto que se pode sofrer. 3 Para reações tipo “do contra” (raiva fria). 3 É a mais purificadora das essências (que faz a mior catarse). 3 Pessoas fechadas para o mundo ou em posição de defesa. 3 Pode sentir dores no coração, apertos no peito. 3 Pode ter bruxismo e gengivite . 3 Para todos os tipos de dor. 3 Cólicas menstruais fortíssimas. 3 Para os processos de negação ou não aceitação de doenças ou reveses. 3 É uma essência protetora, limpando pensamentos destrutivos contra nossa pessoa. É melhor nesses casos, do que o Walnut. O Holly nos protege do mal. 3 Para cócegas exageradas. 3 Para problemas de pele, estômago, alergias respiratórias, febres, dores, deformações na coluna. 3 Nos casos de não-aceitação da mãe, pessoas que não aceitam a mãe que têm. Quando a pessoa “mata” a mãe “internamente”, essa energia da não-aceitação se transforma em grande energia de autodestruição e a pessoa pode desenvolver alguma doença ou se autodestruir por outras atitudes, como drogas, vícios, etc. O Holly ajuda a transformar o ódio e a revolta contra a mãe em perdão e amor.

Honeysuckle
(Grupo: falta de interesse nas circunstâncias atuais) Lonicera Caprifolium VIBRAÇÃO da CAPACIDADE de MUDAR - Descrição do Dr. Bach Para os que vivem muito no passado, lembrando-se talvez de uma época de grande felicidade, ou de um amigo morto, ou pensando em sonhos que não se tornaram realidade. Não acreditam que possam ter felicidade como a que um dia tiveram. - Descrição Geral Quando as pessoas se encontram com dificuldade de se desligar do passado. Vive em função daquilo que já aconteceu sem usufruir dos acontecimentos presentes. A essência vai ajudar a se desprender do passado permitindo usar a energia de forma mais produtiva. - Dr. Edward Bach Centre É para pessoas que vivem no passado ao invés de no presente. Elas sentem que seus melhores dias ficaram para trás e que há pouco para olhar adiante, e como consequência preferem morar num passado feliz (ou infeliz). Em maior ou menor grau, saudades de casa e nostalgia são também estados Honeysuckle. O remédio ajuda a pessoa neste estado a aprender com o passado sem necessidade de vevivê-lo, então ela pode progredir dentro do presente e aproveitar o hoje e o amanhã. - Regis Mesquita
Nome popular: madressilva. Coloração: rosa escuro e branca. Floração: junho, julho e agosto.

63
Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Madressilva (Lonicera caprifolium / Madressilva).

As pessoas que necessitam da essência Honeysuckle possuem uma grande limitação na capacidade de se adaptar a novas situações. O presente chega, mas elas ainda estão emocionalmente ligadas ao passado. Elas sentem saudades de sua terra natal, lembram-se de suas infâncias, dos entes queridos que partiram, do namoro que não deu certo. Em vez de reconstruírem a vida no presente eles refugiam num passado idealizado. Geralmente são indivíduos sentimentais que não conseguem se desapegar dos lugares, pessoas e situações. Qualquer separação, despedida, distância, ou mudança de vida significa um sofrimento muito grande. Eles ocupam suas mentes com o passado, o presente perde o “brilho” e o futuro fica sem razão de ser. São nostálgicos e saudosistas. Muitas vezes passaram por situações traumáticas que fazem questão de “não resolver” (um luto de anos pela morte de um ente querido, por exemplo). Uma grande parte destes indivíduos são conservadores. Eles se apegam a hobbies e valores que identificam como ligados ao passado, como música clássica, modelos de roupas mais tradicional, etc. Muitos se ligam a movimentos de preservação da memória ou movimentos folclóricos. Estas pessoas tem uma grande dificuldade em transformar os acontecimentos do passado em amadurecimento na vida presente. Ao ficarem presos ao passado perdem a chance de evoluírem no presente e construir um futuro melhor. A essência Honeysuckle ajuda estas pessoas a se desapegarem do passado, transformarem suas vidas no presente e estabelecerem novos vínculos com novas pessoas, lugares e situações. O passado passa a fazer parte da vida de modo equilibrado.  Também pode ser usado para aqueles que se divorciaram, mas continuam apegados às memórias do passado.
Para os que sofrem ansiedade de separação ou que sentem saudades de casa.

- Notas: Jessica Bear Para aceitar a alegria de viver no “agora” e ainda antecipar a alegria do futuro. Aprender com o passado e não ser por ele destruído. Intestino delgado: vontade de viver; uma assimilação pobre. Coração: doença de amor; a perda de um ser amado; a pressão arterial baixa. Fígado: uma profunda tristeza. Pulmão: a solidão. * Combinações mais comuns (J.B.): Mimulus: quando se detém no passado, temendo o futuro com suas lutas e desafios insuperáveis. Lembranças são seguras, porém as ações podem nos amedrontar. Wild Oat- para abrir novas oportunidades. Chicory: para evitar ficar preso a um amor passado. Para libertar o outro e a si mesmo. Rock Water- para os muito teimosos. Heather- para os que contam sempre a mesma história. Para seguir vivendo. Agrimony: para se libertar das memórias torturantes (ocultas) do passado. Gorse- para quem perdeu a esperança de uma vida em paz. Water Violet: para facilitar o processo de mortificação, quando ocorre uma perda traumática. Gorse- para a desesperança de ter perdido alguém. Oak- para um suporte energético à perda emocional. Star of Bethlehem- para o trauma. Rock Rose: para liberar a mente dos pensamentos do passado.

- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Pessoa tipicamente conservadora, inclusive na aparência externa. 3 Interesse por hobbies clássicos ou nostálgicos. Colecionadores. 3 O paciente tem dificuldade para se desapegar de alguma coisa: local de moradia, amigos, sentimentos já vividos, souvenirs sentimentais, etc. 3 Os pacientes mais velhos vivem totalmente em suas recordações, sem nenhum interesse pelo presente. 3 Na situação aguda: o paciente precisa deixar a casa, mas não consegue se desfazer de coisa alguma. 3 Na criança: quando no internato, sente saudade de casa. - Benefícios (M.S.): 3 Confronto construtivo com o próprio passado.

Honeysuckle - GERAL
Sintomas-chave: Saudade do passado, sente pesar pelo passado, não vive no presente. Sintomas do bloqueio de energia: - Refere-se constantemente ao passado, em sua mente e na conversação com outros. - Glorifica o passado, esperando que ele volte. - Rememora, melancólico, os bons velhos tempos. - Não consegue recuperar-se da perda de uma pessoa amada (pai, filho, cônjuge). - Às vezes, as lembranças da infância são inusitadamente pobres. - Não consegue esquecer certo acontecimento do passado. - Saudades do lar. - Lamenta haver perdido uma oportunidade ou não ter realizado um sonho. - Anseia por poder recomeçar. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Tem um relacionamento vivo com o passado, mas vive no presente. - Aprendeu com a experiência passada, mas não se agarra a ela. - É capaz de preservar, no presente, o que era belo no passado. - É capaz de trazer o passado de volta à vida (como, por exemplo, um escritor, um arqueólogo, um historiador).

64

* CARMEM MONARI: 3 Não é só para situações tristes e difíceis do passado, mas também para aqueles que tiveram vivências positivas, mas que não se desligam delas e tentam colocá-las de novo no presente. 3 Para “heranças familiares” como tendências genéticas. 3 Para os processos terapêuticos. 3 Para casos de amor mal resolvidos do passado. 3 Após cada etapa de um processo, adicionar o Chestnut Bud para completar o aprendizado. 3 Para buscar a raiz de um problema presente que pode ter sua origem no passado, associar com Chicory / Pine / Holly / Willow, conforme a emoção que se apresenta. 3 Nos idosos, ajuda a viver melhor o presente. 3 Pessoas com muitos nódulos de tensão nas costas ou muita formação de cistos cebáceos antigos (as costas representam o passado).

65

Hornbeam
(Grupo: para os que sofrem de indecisão) Carpinus Betulus VIBRAÇÃO da VITALIDADE INTERIOR - Descrição do Dr. Bach Auxilia os que sentem que não têm força suficiente, tanto mental quanto física, para carregar o fardo da vida que lhes foi colocado sobre os ombros; as solicitações da vida cotidiana lhes parecem excessivas, se bem que costumem cumprir com suas obrigações de modo satisfatório. Aconselhável para os que crêem que uma parte, da mente ou do corpo, necessita fortalecer-se antes que possam fazer bem o seu trabalho. - Descrição Geral Indicado para sensanções de cansaço, exaustão mental. Essa exaustão está ligada ao excesso de rotina. A essência funciona como um tônico que vai ajudar a adquirir mais energia para lidar com o cotidiano.

- Dr. Edward Bach Centre É usado contra sentimentos de exaustão e fadiga que vêm antes que um esforço tenha sido feito. A pessoa neste estado sente que está demasiado cansada para lidar com as demandas do dia. É fácil ficar na cama - mas se um esforço puder ser feito para dar o início, o desgaste desaparecerá, um sinal diferente do estado Olive, de que isto é mais mental do que desgaste físico. - Regis Mesquita
Nome popular: carpino. Coloração: verde. Floração: abril e maio. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Foeniculum (Foeniculum vulgare / Funcho).

66 O indivíduo que necessita de Hornbeam apresenta fadiga mental e física cuja origem está principalmente no plano mental. A pessoa pode acordar de manhã exausta e com dificuldade de encarar mais um dia pela frente, mas tão logo entra no ritmo de trabalho o cansaço vai embora. Ela pode passar o dia fadigada, mas se algo diferente acontece e a desperta para a vida, a fadiga simplesmente desaparece. Apesar de acreditar que não tem forças para agüentar a sobrecarga em sua vida, ela consegue realizar suas tarefas diárias. A origem do problema está no fato da vida ter se tornado automática e sem entusiasmo. As tarefas rotineiras são tediosas. Projetos e planos não conseguem entusiasmá-los. A mente está bloqueada e desvitalizada. Não conseguem ter prazer com o que fazem. Desta forma a vida torna-se um fardo difícil de carregar. O seu dia-a-dia é rotina. Como falta envolvimento, estão sempre adiando ou realizando as coisas de forma lenta. É comum serem indivíduos que possuem ocupações sedentárias nas quais o plano mental ocupa um espaço desproporcional e que quase não praticam exercícios físicos. É muito útil nos momentos em que vivemos processos de readaptações, quando a quantidade de novidades na vida é tão grande que precisamos fazer um esforço enorme para conseguirmos “digerir” tudo o que acontece. São situações como casamento, luto, mudanças de cidades, de emprego, etc. Vitalidade e envolvimento com a vida, estas são as duas qualidades que Hornbeam ajuda a desenvolver. Como prêmio as idéias ficam mais claras, o corpo com mais força e a vida mais prazerosa. Diferenças entre o cansaço Hornbeam e Olive: o cansaço Olive se origina de uma fadiga física e mental extrema decorrente da exposição da pessoa a situações internas ou externas extenuantes. O cansaço Hornbeam tem origem mental, e tão logo sua situação mental muda a fadiga desaparece. Em Olive a pessoa precisa regenerar e renascer. Em Hornbeam há a necessidade de vitalidade e envolvimento.  Para os que sentem necessidade de revitalizar sua vida, e também para aqueles que acreditam não estar
suficientemente fortes fisicamente.

- Notas: Jessica Bear Ter energia para enfrentar os desafios da vida. Ajudar a determinar se uma perda de energia é resultante de um estado mental ou emocional que está sendo evitado ou se a monotonia esgotou essas energias, diminuindo o interesse pela vida. Intestino delgado: ser mais ativo e produtivo. Para os sintomas de pressão arterial baixa: quando se necessita de mais energia. * Combinações mais comuns (J.B.): Agrimony: quando evitam um confronto com um determinado assunto ou pessoa. Clematis: para ajudar os que “arrastam os pés”. Wild Oat- para projetar uma motivação. Mimulus: para os medos que estão por trás do fato de não quererem enfrentar uma situação. OBS: para todas as personalidades que experimentam uma crise profissional: Hornbeam, Wild Rose, Sweet Chestnut e Olive. - Indicadores Adicionais (M.S.): 3 O paciente tem hábitos unilaterais e falta-lhe variedade em sua vida. Por exemplo, excesso de leitura ou televisão, juntamente com o descuido do corpo. 3 Irradiação de fraca a entediada, frequentemente também nos jovens. 3 Ardor ao redor dos olhos. Tendência à fraqueza dos tecidos conjuntivos. - Benefícios (M.S.): 3 Vigor emocional. Alerta mental. 3 Percepção dos ritmos vitais mais importantes (excitação / relaxamento).

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para os que se vêem sem força para enfrentar a rotina diária e acabam fazendo-a sem gosto. O cansaço está associado à tarefa que devem realizar. Principalmente na segunda feira é muito penoso levantar e iniciar uma nova semana. - Para os que se sentem desgastados e exaustos, sobretudo mentalmente.

67
- Para os que sentem não ter forças mentais e físicas suficientes para levar a vida adiante. Os assuntos cotidianos parecem muito pesados, embora tenham condições de realizá-los bem. - Diminuição da atenção e da capacidade de raciocínio, por fadiga; cansaço mental em forma de ressaca ou até certo bloqueio mental. - Sensibilidade e irritabilidade aumentadas; grau moderado ou leve de indiferença, com empobrecimento das relações afetivas. - Inquietação; estados de angústia; sentimentos de inferioridade. - Diminuição do desejo sexual; ausência de orgasmo ou ejaculação precoce por tensões emocionais e/ou físicas. - Sensação de fadiga, desânimo e certa apatia são comuns. - Tédio e certo vazio existencial; diminuição da capacidade de trabalho. - Conduta lentificada. Às vezes observa-se letargia, e no mínimo, falta de iniciativa. - Perturbações do sono ou sono não reparador, estresse. - Fadiga e cansaço. - Cefaléias ou sensação de cabeça pesada. - Pressão e sensação de ardência nos olhos ou em torno deles. - Problemas na coluna: dores na região sacral e cervical, nos quadris e no ciático; bloqueios e nós na coluna. - No sistema circulatório: varizes, hemorróidas. - Constipação e tensões musculares, podendo apresentar espasmos e rigidez muscular. - O tecido conjuntivo pode sofrer degeneração e o sistema hormonal pode desequilibrar-se. - Observação: deve-se diferenciar bem a fadiga psíquica da depressão (esta sofre perda da auto-estima e o astênico neurótico não). Precauções: - Para pessoas irritadas (porque estão cansadas). - Útil no combate ao cansaço e à fadiga mental; para esportistas é tônico vitalizante. - Para jovens e idosos que se sentem cansados, sem elã. - Para quem precisa fazer muitas provas e exames em tempo prolongado. - Útil na fase da adolescência, devido ao desgaste de energia. - É bom auxílio para quem faz fisioterapia (problemas na coluna, região sacral, quadris). - Pode ser usado durante gripes com dores musculares (gripe é algo querendo quebrar uma couraça). - Na convalescença é bom auxílio para quem duvida em usar o seu corpo ou andar novamente. Excelente depois de doenças prolongadas, para preparar o reinício à vida e ao trabalho. - Para crises de bronquite ou asma, ajuda a superar a fadiga. - Recomendado para acnes, furúnculos (para tudo o que está “parado e não sai para fora”). - Pode ser usado em compressas para os olhos cansados e irritados e também para aliviar o cansaço proveniente de veias varicosas. - Na reabilitação dos drogados, pelo seu efeito tônico sobre o desgaste das energias. Útil na ressaca. - É necessário diferenciar o estado Hornbeam da fadiga psíquica da depressão. - Precisa ser observado que atrás de um estado Hornbeam pode existir patologia com afecções endócrinas, neurológicas, hematológicas (anemias, leucemia), oftalmológicas, estados infecciosos crônicos. Crianças: Assumem, principalmente nas primeiras horas do dia, um comportamento mais monótono e repetitivo, com menos expressão criativa, espontânea ou concentrada. Falta-lhes uma atitude mais barulhenta e exploradora ou ainda certa audácia e competitividade, do jeito próprio de crianças e adolescentes cheios de energia. Por isso recebem apelidos do tipo “dorminhoco”, “lunático”, etc. Podem apresentar palidez, dores de cabeça, queixas de fadiga ou falta de vontade para as atividades comuns de sua idade. No entanto, se o dia promete algum programa fora da rotina ou frente a situações inusitadas, conseguem acordar-se com mais facilidade. Caso o motivo de sua fadiga seja um desequilíbrio emocional, constatamos, na avaliação diagnóstica, tratar-se de família onde a expressão energética de sentimentos (especialmente a raiva e a alegria) traz conflitos e complicações. Assim, estas crianças aprendem, desde cedo, que existe algum “perigo” na liberação desta energia e que o dever está acima de todo o prazer. As tarefas tornam-se, então, insossas e sem graça. Por conta própria, em geral, não conseguem mostrar o brilho e a felicidade de uma criança livre. Se os deveres já esgotaram sua energia, tendem à passividade. Ficam um longo tempo assistindo televisão, por exemplo. Sugestões de apoio:

68
- Quebrar a rotina com lazer e seguindo os próprios sentimentos. Mudar de ambiente, sempre que possível. - Realizar caminha das diárias, de preferência com respiração abdominal e variando o trajeto. - Fazer Yoga, meditação, para conscientizar os sentimentos e alcançar uma melhor organização interna. - Realizar exercícios de musculação e outros, para desenvolver a musculatura e assim compensar a moleza e falta de firmeza ou para aliviar tensões. - Procurar desenvolver e criar tarefas que proporcionem satisfação e a vivência de um início, de um meio e de um fim. - Compensar as frustrações do sub aproveitamento de potencialidades pessoais no trabalho profissional, com hobbies, com atividades paralelas, etc. - Fazer ginástica, natação, dança, atividades diversificadas para fugir da rotina diária.

Hornbeam - GERAL
Sintomas-chave: Cansaço, exaustão mental, passageira ou prolongada, procrastinação. Sintomas do bloqueio de energia: - Cabeça pesada, cansado e exausto. - Ressaca mental, “sensação de segunda feira de manhã”. - Dor de cabeça depois de assistir à televisão por muito tempo, depois de ler muito, e outras exigências feitas aos sentidos. - Sensações privadas de vigor, bloqueio mental. - Ao acordar, dúvidas de que as tarefas do dia poderão ser levadas a bom termo, mas isso melhora depois que começa a enfrentá-las. - Exausto ao pensar que tem de enfrentar outra semana cinzenta. - Depois de uma doença prolongada: recupera lentamente a vontade de voltar ao trabalho. - Acredita ser impossível encetar o trabalho sem estimulantes, como o café, o chá, ou alguma outra forma de tônico. - Reanima-se quando ocorre inesperadamente alguma coisa interessante. - A vida está exageradamente organizada e tem um excesso de rotina. - Levanta-se mais cansado da cama, pela manhã, do que se sentia ao deitar. - Pressão ou sensação de queimaduras nos olhos ou em torno deles. - Frequente degeneração dos tecidos conjuntivos. - Exaustão, através dos anos, em virtude de um estilo de vida unilateral, de uma ocupação sedentária, ou exercícios muito reduzidos. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Mente vivaz, cabeça clara e fria, aprecia a variedade. - É claro que seremos capazes de cumprir as tarefas que temos pela frente, ainda que pareçam estar acima de nossas forças.

* CARMEM MONARI: 3 São inseguros em relação à sua energia para a realização do trabalho e das obrigações, mas têm energia para o prazer. 3 Trabalha os elementos Terra e Fogo, e sua grande ação é sobre a coluna. 3 Pode ser tônico para o órgão coração, nas pessoas desanimadas e com baixa resposta. 3 Para pessoas que foram rejeitadas pela mãe durante a gravidez e têm dificuldade de sentir o prazer do mundo e só se dedicam à construção material. Para crianças adotivas e as que nasceram com defeitos genéticos. Para as mulheres que geraram filhos sem querer. Existe algo importante sobre a formação de um ser, segundo os egípcios: o pai dá força para a criança desenvolver toda sua parte estrutural (óssea, articular, e muscular) e o sistema nervoso. A mãe dá a força para gerar todos os órgãos internos. Por isso, quando um pai não participa da gestação do filho, ou a mãe gera sozinha sem ajuda dele, esta criança terá problemas em sua parte estrutural, logo ao nascer ou em fases do seu crescimento. É o caso das mães solteiras ou das mães que não sentem o papel do pai. É o famoso “pai ausente”. Por isso o Hornbeam é muito importante para ajudar em casos de doenças estruturais – sejam deformações ósseas na coluna, nos dentes (arcada dentária) ou articulações com alterações. Ele dá a força de estruturação da nossa matéria interna (corpo) ou externa (vida), e ele é uma força criativa. 3 É importante tomarmos Hornbeam nas fases em que necessitamos organizar nossa vida, pois, às vezes, temos preguiça ou nem sabemos por onde começar. Ou então para as pessoas desorganizadas desde que nasceram. 3 A energia da Hornbeam é a que dá estrutura à matéria, a criação material, a organização. 3 Usado em todos os casos de deformações estruturais, ósseas, articulares, musculares e circulatórias. 3 Tonifica a musculatura flácida.

69 3 Chakra de Base em congestão circulatória. 3 Nos casos de osteoporose grave ou metástases ósseas de câncer, é melhor dar o Wild Oat em vez do Hornbeam porque a energia vital da pessoa está fraca. 3 É a grande essência de mobilizar os processos crônicos que ficam mal resolvidos. Vai provocar, às vezes, a agudização para que ocorra a resolução do processo crônico. Ás vezes, em um processo depressivo, pode jogar uma manifestação no corpo para que melhore o mental. Ás vezes uma grande gripe pode quebrar todas as couraças e começar a melhora de artroses ou artrites. 3 Comparado ao Larch, este último age mais nos processos agudos. 3 Comparado ao Olive, este último age revitalizando mais o ânimo e o mental, enquanto o Hornbeam age nas dificuldades corporais. Ambos são bons para anêmicos. 3 Para crianças e adolescentes desorganizados, sempre cansados e com má higiene corporal. E as que foram adotivas ou cujo pai foi ausente durante a gestação. 3 Ajuda em fisioterapia, RPG e trabalho postural. 3 Ajuda tudo o que precisa aflorar ou brotar e está sem força. 3 Alergias de todo tipo: Hornbeam + Rescue. 3 Para varizes, hematomas, cansaço nas pernas, hemorróidas e miomas uterinos com “peso no ventre” ou “dor na lombar” (dar somente nos períodos fora da menstruação). 3 Uso tópico em varizes ou deformações ósseas. 3 Não recomendado nos casos de Aids. 3 Auxilia o Aspen a manter os pés no chão.

Impatiens*
(Grupo: para a solidão) Impatiens Grandulifera VIBRAÇÃO da PACIÊNCIA - Descrição do Dr. Bach Para os que são rápidos de pensamento e ação, e que querem que tudo se faça sem hesitação nem atraso. Quando estão doentes, ficam ansiosos para se reestabelecerem rapidamente. É- lhes muito difícil ter paciência com pessoas lentas, pois isso lhes parece errado e uma perda de tempo; assim, se esforçarão para fazer com que essas pessoas sejam mais rápidas de qualquer modo. Frequentemente preferem trabalhar e pensar sozinhos, para que possam fazer as coisas em seu próprio ritmo.

- Descrição Geral Para pessoas muito rápidas de pensamento que perdem a paciência em aceitar o ritmo dos outros. Ficam tensas, frustradas quando as coisas não acontecem com rapidez.

- Dr. Edward Bach Centre Como seu nome sugere, o remédio é contra a impaciência, a frustração e irritabilidade causada pela impaciência. Qualquer um pode entrar neste estado da mente, mas há também genuínos tipos Impatiens, que vivem a vida como uma corrida e odeiam ficar presos atrás de pessoas mais metódicas. Para evitar esta irritação eles tentam se possível trabalhar sozinhos: o chefe Impatiens é o que manda sua equipe para casa cedo para que ele possa terminar o trabalho rapidamente! O remédio ajuda essas pessoas a ser menos apressadas e mais relaxadas e pacientes com os outros. Ele também é um ingrediente do composto Rescue Remedy, onde é usado para ajudar a acalmar a agitação de pensamentos e sentimentos. - Regis Mesquita

70
Nome popular: beijo. Coloração: lilás. Floração: julho, agosto e setembro. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Impatiens (Impatiens balsamina / Beijo).

Para aquelas pessoas onde tudo acontece rápido. Elas são rápidas para pensar, para andar, para falar, para se irritarem, para perder a paciência. Tomam decisões precipitadamente e esperam resultados rápidos. Geralmente são pessoas tensas e nervosas, pois não conseguem caminhar no ritmo dos outros. Gostam de trabalhar sozinhas para não sofrerem com a lerdeza alheia. Estão sempre estressadas. Em conseqüência é comum terem problemas digestivos e também musculares (cãibras, torções, dores, etc.). Devido a sua natureza rápida e impetuosa são pessoas propensas a sofrerem acidentes. A essência Impatiens é um ótimo ansiolítico. Atua também sobre a insônia e a hipertensão ao desacelerar estes indivíduos. São altamente irritáveis, intolerantes e inquietos, demonstram facilmente sua contrariedade e raiva com a situação que não lhes agrada. Eles tem uma grande dificuldade em “perdoar” os outros por não serem tão rápidos e hábeis quanto eles gostariam. Mas, o sofrimento maior é de quem não sabe perdoar. Eles sofrem porque estão constantemente frustrados e tensos pelas situações não ocorrerem exatamente na velocidade que gostariam. A essência floral Impatiens ajuda-os a serem mais tolerantes, mais gentis e compreensivos. Desta forma poderão readquirir a tranqüilidade perdida.
- Notas: Jessica Bear A ilusão de que o tempo é limitado e real cria uma antecipação falsa de que as coisas se aproximam. * Indicadores de Impatiens (J.B.): 3 extremamente ansiosos, hábitos nevosos. 3 ansiosos, sempre com pressa. 3 fazem os outros se sentirem inferiores. 3 dores, nevralgias. 3 exigentes. 3 problemas com os nervos. 3 perfeccionistas. 3 o tempo é um fator importante. 3 falta de compaixão. * Uso em combinações (J.B.): 3 sucesso- para a impaciência. 3 relacionamentos- expectativas do encontro. 3 hábitos- comem depressa. Muito seletivos. 3 gripes e resfriados- impacientes para melhorar. 3 resgate- para a dor. 3 reação- ao experimentarem ansiedade. 3 TPM- cruel; não se submete. 3 terminais - para a dor. Tempo de perdoar. 3 artríticos- para a dor. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Personalidade ativa e energética que parece estar sob tensão. 3 Eventualmente, gestos nervosos, tais como coçar a cabeça, estalar os dedos, balançar-se na cadeira. 3 Tendência a tensões repentinas: na nuca, no pescoço, nas costas, mãos, maxilares. 3 Eventualmente, erupções cutâneas que se manifestam de repente. 3 Eventualmente, distúrbios nervosos do trato estomacal e intestinal. 3 Intensos acessos de fome. 3 Na criança, sintomas hipercinéticos. * Benefícios (M.S.): 3 Paciência e compreensão pelos outros tipos de pessoas.

Impatiens - GERAL

71
Sintomas-chave: Impaciente, irritadiço, reações excessivas. Sintomas do bloqueio de energia: - Tensão proveniente de rápida atividade mental. - Espera que tudo ande depressa e suavemente. - Acha difícil aguardar que as coisas sigam o seu curso. - As pessoas que trabalham mais devagar causam-lhe frustração. - Espontâneo, ativo, enérgico. - Impaciente e falta de tato com os outros, mais lentos. - A impaciência o faz tirar palavras da boca dos outros. - Impacientemente, toma as coisas nas próprias mãos. - A impaciência leva-o a decisões precipitadas. - Insta com os outros que se apressem. - Prefere trabalhar só, no próprio ritmo. - Não suporta os tolos com alegria. - Grande desejo de independência. - Esquenta-se com facilidade e é seco e brusco, mas a raiva passa com a mesma rapidez. - Tensão interior extrema torna-o sujeito a acidentes, embora seja capaz de reagir prontamente. - Exausto a curto prazo: fome súbita porque os recursos energéticos são esvaziados pelo ritmo acelerado. - Reações físicas possíveis: dor súbita procedente da tensão nervosa, indigestão nervosa, ondas de calor. - Indiges tão nervosa. - Ondas de calor. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Apanha rapidamente as coisas, pensa e age depressa. - Mente independente. - Dons acima da média. - Paciência, delicadeza de sentimentos. - Delicadeza, empatia e compreensão dos outros. - Capaz de us ar os próprios talentos diplomaticamente em benefício de todos.

* CARMEM MONARI: 3 Para o Terapeuta respeitar o ritmo de resposta de cada paciente. 3 Equilibra o ritmo interno, o princípio da Ação (Yang). 3 Pessoas hipersensíveis à dor, querem logo alívio. 3 Em fases agudas, como febres, dores violentas, inflamação, sangramento nasal, queimaduras, hemorragias digestivas, crises hipertensivas (só se a pessoa é do tipo Impatiens). 3 Muita transpiração, erupções e doenças de pele. 3 Agitação, ansiedade, por vezes gagueira. 3 Se não souber a causa da ansiedade, é melhor prescrever o Rescue (e em geral para as Mulheres). 3 Quando a mulher está ansiosa, com agressividade, é porque seu lado feminino não está bem trabalhado e o lado masculino pode predominar pelo desequilíbrio. Neste caso, antes de dar o Impatiens deve-se verificar se necessita: Chicory (Yin - não usar com Impatiens ao mesmo tempo); Heather (satisfação pela vida); Wild Rose (amor pessoal, desabrochar do feminino); Holly (tensão, dores). 3 Impatiens trabalha nosso lado Marte, nossa libido. 3 Para as mulheres masculinizadas e/ou homossexuais, associar o Impatiens com: Holly / Cherry Plum (conflito de aceitação do seu lado feminino); Wild Rose (aumento de hormônios masculinos).

72

Larch
(Grupo: para o desalento ou desespero) Larix Decidua VIBRAÇÃO da AUTOCONFIANÇA - Descrição do Dr. Bach Para os que não se consideram tão bons nem tão capacitados quanto quem os rodeia, e que esperam o fracasso, sentindo que nunca farão nada bem, e que, por isso, não se arriscam nem se esforçam o suficiente para obter êxito.

- Descrição Geral Indicado para as pessoas inseguras ,que não acreditam em sua capacidade. Devido ao valor que dá às experiências negativas do passado, não reconhecem seu potencial para atingir os objetivos. São convictas de sua inferioridade.

- Dr. Edward Bach Centre Este é o remédio das pessoas que sentem que não são tão boas quanto as outras e que estão no limite de falhar. Eles carecem de confiança em suas habilidades para ser bem sucedidos e muitas vezes até nem se aborrecem de tentar. O remédio ajuda as pessoas neste estado a seguir adiante apesar dos pensamentos de sucesso e fracasso. Mais capacidade de correr riscos e se envolver na vida. - Regis Mesquita
Nome popular: lariço. Coloração: vermelha (feminina) e amarela (masculina). Floração: abril e maio. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Lavandula (Lavandula officinalis / Alfazema).

Aqueles que necessitam da essência Larch não acreditam em si e no seu potencial. Se consideram inferiores e incapazes. Geralmente estão sempre na expectativa de fracassar. Assim ficam receosos e se autolimitam em suas ações e planos. Podem ser bons funcionários, mas se surge uma vaga para uma promoção não

73 se sentirão com méritos para pleitear este novo cargo. Uma outra pessoa acaba ocupando o lugar e crescendo, enquanto eles ficam estagnados. Como pessoas inseguras, evitam correr riscos. Normalmente elas se contém e se auto-censuram, o que faz com que a espontaneidade e a criatividade sejam limitadas. Elas também limitam suas expectativas e esperanças. O principal erro destes indivíduos é se apegarem a experiências negativas do passado. Presas ao polo negativo do passado não conseguem enfrentar verdadeiramente os desafios da vida. A conseqüência é que se tornam pessoas com poucas experiências positivas e muito imaturas. Esta é a principal essência indicada para aqueles que são imaturos e para os momentos em que uma criança regride um comportamento (ex: voltar a fazer xixi na cama). Geralmente são pessoas desmotivadas e frustradas. Mas não são invejosas. Pelo contrário, admiram aqueles que conseguem o que eles não se consideram capazes de obter. Quando iniciam algo, dificilmente terminam. Em alguns casos possuem motivação o bastante para planejar e iniciar um novo projeto. Mas não conseguem concretizá- lo, pois estão presas a poderosas forças negativas que minam sua vontade de realização e concretização. As pessoas tipo Cerato e Larch são inseguras, mas por motivos diferentes. O tipo Cerato duvida da sua capacidade de julgar e pede a opinião do outro para resolver esta dúvida. O tipo Larch duvida da sua capacidade de realização, ele não se sente capaz. Esta essência ajuda a pessoa a romper com suas crenças negativas que tanto limitam sua vida. Permite com que elas enfrentem a vida, lutem por vitórias, aprendam e amadureçam.
- Notas: Jessica Bear A confiança para tomarmos as rédeas da vida, sabendo que não existe o fracasso, mas apenas o incompleto. Larch estimula uma visão interna de forças. Uma transpiração de confiança externa. * Combinações mais comuns: Gentian: a natureza desanimada deste tipo frequentemente tende a perder a confiança. Vine- para reconquistar respeito e direção. Wild Oat- para a confiança de atingir o objetivo da vida, sem desistir. Mimulus: Larch apresenta confiança ao envergonhado e tímido Mimulus. Vine- para que o poder da autoridade os acompanhe. Rock Rose: para permanecerem confiantes diante de situações altamente estressantes. Cerato: para permanecerem confiantes com as escolhas feitas. Scleranthus: para permanecerem firmes em suas decisões internas.

- Indicações Adicionais (M.S.): 3 Personalidade com estrutura emocional frágil. 3 O paciente pode usar a doença como pretexto para não precisar fazer alguma coisa. 3 O paciente teve uma educação muito rígida. 3 Gagueira temporária, perturbações de potência. 3 Eventualmente, alcoolismo na anamnese. 3 Na criança: sente-se um fracasso na escola. 3 Auto-estima cronicamente baixa. - Benefícios (M.S.): 3 Autoconfiança. Saudável senso do próprio valor.

Larch - GERAL
Sintomas-chave: Espera falhar, em razão da falta de confiança em si próprios, complexos de inferioridade. Sintomas do bloqueio de energia: - Sente-se automaticamente inferior aos outros. - Admira os outros, não se acredita capaz de triunfar. - Nunca espera coisa alguma senão o fracasso. - Como está firmemente convencido de que não pode fazer alguma coisa, nem tenta fazê-la. - Hesitante e passivo, em virtude da falta de confiança em si. - Sente-se inútil e impotente. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - É realista no enfrentamento dos problemas. - Persevera, até quando há impedimentos. - É capaz de avaliar situações objetivamente.

74 * CARMEM MONARI: 3 Simbolismo de Ícaro. 3 Útil após experiências difíceis, quando sofremos traumas ou fomos destruídos, para recomeçar com coragem e auto-estima, principalmente após as fases de Star of Bethlehem ou Sweet Chestnut. 3 O Larch é a essência que empurra para a Ação, ele dá o “vai!”. 3 Para os que têm complexo de inferioridade, falta de auto estima, negativistas, valorizam o erro. Podem se transformar num Willow negativo. 3 Sentimentos e libido contidos, podendo causar impotência física. Se houver medo de se entregar ao outro, associar ao Rock Rose. Se for bloqueio no sentir o outro, associar ao Wild Rose. Na impotência masculina, associar ao Hornbeam. 3 Medos mais comuns: do fracasso, de recomeçar, de alturas, de voar, de pontes ou lugares estreitos, de pular em piscinas, de esquiar, de ir de peito nas situações, de pássaros e animais voadores (baratas, borboletas, etc.), do “vai”. 3 Sonhos: que voa sobre as águas, que cai em abismos ou buracos negros, com pássaros, de se lançar, de iniciar algo. 3 Gravidez: nas mulheres que se desvalorizam pelo seu estado, algumas vezes porque se lançaram em uma paixão e se enganaram, foram abandonadas e se sentem fracassadas. Passam o fracasso ao bebê. Pode-se dar Larch e Hornbeam para suprir a falta do pai na gestação. Se não for possível dar durante a gestação, dê logo ao nascer ou em qualquer idade para limpar o negativismo de sua concepção. 3 Garganta: irritação, inflamação, pigarros. 3 Distúrbios de mal funcionamento hormonal da Tireóide, de ovários policísticos, de disfunções na Hipófise. 3 No grupo dos “poderosos”, quando perdem seu poder e sentem o fracasso. 3 Larch: merecimento terrestre / Pine: merecimento divino. 3 Fases de mudança de profissão / de vida.

75

Mimulus*
(Grupo: para os que sentem medo) Mimulus Guttatus VIBRAÇÃO da CORAGEM - Descrição do Dr. Bach Bom para quando se tem medo das coisas do mundo, da enfermidade, da dor, dos acidentes, da pobreza, da escuridão, de estar só, da desgraça. Para os temores do dia-a-dia. Para pessoas que carregam consigo medos em silêncio e secretamente, sem falar disso livremente com os outros.

- Descrição Geral Para quem tem medo de algo conhecido. Por exemplo medo de andar de elevador, avião, de escuro , de doenças e outros. Essas pessoas estão constantemente ansiosas por estar sujeitas a se deparar com situações que lhe causam ansiedade a qualquer momento. O floral ajudará a compreender essa ansiedade trazendo equilíbrio para uma vida mais saudável.

- Dr. Edward Bach Centre É o remédio para os medos conhecidos. Em outras palavras, quando você está assustado com algo ou está ansioso em relação a algo, e pode dizer o que é este algo, então Mimulus é o remédio a tomar. Medos Mimulus são os medos de todo dia - medo de falar em público, do escuro, de cães agressivos, da doença ou da dor. Fobias como o medo de aranhas ou pássaros também são medos Mimulus, já que a causa do medo é conhecida. Onde a fobia é muito grande e causa terror absoluto, então Rock Rose pode ser dado junto ou ao invés de Mimulus. E quando o medo é difuso e há uma ansiedade generalizada e apreensão sem uma causa específica, Aspen é o remédio a ser considerado. Mimulus é usado como um remédio de tipo para pessoas que tendem a ser nervosas, tímidas e geralmente envergonhadas. Frequentemente pessoas deste tipo podem facilmente corar ou gaguejar, e usualmente evitarão ocasiões sociais e qualquer evento onde possam estar em evidência. Mimulus é o remédio para trazer a tranquila coragem e força escondidas nessas pessoas, então elas podem enfrentar os desafios da vida diária com estabilidade.

76 - Regis Mesquita
Nome popular: mimulus. Coloração: amarela. Floração: julho a agosto. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Mimosa (Mimosa puddica / Sensitiva).

Os indivíduos que necessitam de Mimulus são hipersensíveis aos estímulos externos. Se vêem como frágeis e não tem confiança na sua capacidade de enfrentar inúmeros eventos rotineiros da vida. Vivem com vários e pequenos medos. Se retraem da vida, tornam-se tímidos, reservados, introvertidose nervosos. Sofrem com medo de coisas cotidianas como medo de dirigir, de sentir dor, da solidão, de ser assaltado, de viajar, etc. Este medo constante os faz restringir sua liberdade. Se estão convalescentes de uma doença tomam muito mais cuidado que o necessário pois tem medo de uma recaída. Se estão num emprego temem tomar certas atitudes com medo de serem punidos ou humilhados. Assim, tendem a ocultar seus medos e ansiedades. Sentem muito desconforto quando estão em evidência, podendo gaguejar ou se confundir na hora de se expressar. Esta foi uma das primeiras essências que Bach descobriu. Eis como ele descrevia esta essência: “Você é
daqueles que tem medo; medo das pessoas ou das circunstâncias.... assim sua vida é despojada de alegria pelo medo; medo daquelas coisas que nunca acontecem; medo daquelas pessoas que na verdade não tem nenhum poder sobre você; medo do amanhã e do que ele possa trazer; medo de adoecer ou de perder os amigos; medo de uma centena de coisas? Você quer construir uma base para sua liberdade, mas não tem coragem de romper seus laços? ... Mimulus ... o tornará livre para amar sua vida ...” ( tradução do texto Free Thyself citado no livro Padrões de Energia Vital de Julian Bernard, Ed. Aquariana).

Mimulus ajuda o indivíduo a se ver livre de seus medos e ansiedades de origem conhecida. Ajuda-o a recuperar a liberdade de ação, a auto-confiança, a segurança e a coragem. Obs: Mimulus é a essência recomendada quando o medo é de origem conhecida. Quando o medo for devido a uma apreensão, presságios ou ansiedade sem origem conhecida a essência recomendada é Aspen. Quando o medo evolui para pânico ou terror a essência é Rock Rose.
- Notas: Jessica Bear O engano é acreditar que a escuridão existe. Optam por viver nas sombras do medo e se ressentem quando a Luz não os procura. * Indicadores de Mimulus (J.B.): 3 dormem mal 3 são sensíveis aos ruídos 3 detestam confrontos 3 escondem-se atrás da saia da mãe 3 buscam a sombra, mas ressentem-se por não ser notados 3 quando não reagem ao tratamento, especialmente quando se entregam a relacionamentos desgastantes. * Uso em combinações (J.B.): 3 sucesso- para o medo do fracasso e para os que permanecem ocultos nas sombras. 3 relacionamentos- para arriscar! marcar presença. 3 rompimentos- para o medo da perda; temas do abandono. 3 hábitos- medo de perder uma parte de si mesmos. 3 aprendizado- ficar parado no cérebro posterior. Gagueira. 3 exames- quando forças desgastantes vão ao cérebro posterior. 3 viagens- medo de voar, da água, de lugares novos, etc. 3 insônia- para os de sono leve. 3 terminais - para o medo de morrer. 3 competição- para o medo de arriscar. 3 ansiedade- para liberar os medos.

77
* Indicações Adicionais (M.S.): 3 Pessoas muito sensíveis, geralmente de constituição frágil e delicada. 3 O paciente adoece facilmente quando tem de enfrentar aquilo de que tem medo. 3 Manifestações físicas de medo, como distúrbios psiconeurovegetativos. 3 Medo da rejeição. * Benefícios (M.S.): 3 Coragem pessoal. 3 Melhor trato com a própria sensibilidade. 3 Superação de determinados medos.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para qualquer tipo de medo de origem conhecida. Medos do dia-a-dia, de coisas concretas e mundanas, tais como: de doenças e suas consequências, da morte, de envelhecer, de acidentes, da dor, da privação, da pobreza, do frio, da umidade, da água, de lugares fechados e/ou abertos, de andar de elevador, de escada rolante, de usar o telefone, de animais, de pessoas, de falar em público, de perder amigos, de ser atacado, de ser invadido, de perder o emprego, de ser flagrado, de errar, da solidão, do escuro, do futuro, de altura, de avião, do mundo, de dentista, de um novo emprego... - Para pessoas muito sensíveis, retraídas, reservadas, evasivas e envergonhadas. - Medo, tensão, ansiedade, angústia, ambivalência, pânico, apreensão, vergonha, etc. - Facilidade de apresentar reações afetivas acompanhadas de incapacidade para inibi -las. - Extrema facilidade para emocionar-se; tendência ao choro fácil e/ou riso inadequado (nervoso). - Estado emocional com expectativa de ameaça de perigo. - Ansiedade frente a autoridades; dificuldade para tolerar frustrações, por hipersensibilidade. - Sentimentos contidos e inibidos; sensação de inadequação de si mesmo. - Perplexidade, atordoamento, dificuldade de compreensão; algum grau de confusão, causado por interferência emocional. - Hipersensibilidade ao inusitado (fatos, ruídos inesperados, por exemplo). - Hipervigilância e hipotenacidade; lentidão e diminuição da atenção concentrada (por interferência emocional). - A memória pode estar momentaneamente bloqueada, podendo haver abolição das representações por causa afetiva (“deu branco”). - O desenvolvimento cognitivo pode estar afetado por déficit da capacidade para relacionar-se com o ambiente e para tirar proveito da experiência. - Dependendo das influências afetivas, o pensamento pode mostrar produção pré-lógica, com pobre coordenação e desenvolvimento das idéias. No conteúdo, idéias supervalorizadas de medo a algum tipo específico de estímulo ou situação; ruminação sobre um tema ou problema; idéias pessimistas; tendência a devaneios. No curso, pode haver diminuição na velocidade da associação de idéias. - Na linguagem verbal apresenta perturbações por problemas afetivos: aceleração ou diminuição na velocidade de expressão, tartamudez ou inibição. - Atividade psicomotora aumentada, com exagero da necessidade de estar ocupado. Diminuição ou retardo da atividade, com lentidão física e intelectual. - Tiques, maneirismos, conduta regressiva, acanhamento, inquietação, inibição, timidez, insônia, ambivalência e ambitendência, isolamento, retraimento. - Medo do contato íntimo, sexual e social. Pode haver impotência sexual, rejeição às relações sexuais, vaginismo. Nas crianças, enurese. - Problemas respiratórios (dispnéia, asma, rinite alérgica, inflamação de garganta e ouvido, afonia, respiração curta, tontura, vertigem, problemas nasais). - Problemas digestivos (dor de estômago, náuseas, vômitos, diarréia, fome injustificada, anorexia, azia, inapetência, problemas de fígado). - Problemas cardiovasculares (taquicardia, palpitações, dor no peito, rubor, prolapso da válvula mitral). - Hipoglicemia, aumento da sudorese com destaque para as palmas das mãos úmidas e frias, problemas renais. - Pode apresentar sintomas na pele: alergias, acnes, furúnculos... - Diminuição das defesas imunológicas (viroses, verminoses, herpes, corrimentos vaginais, micoses e outras infecções).

78
Precauções: - Esta é a essência para a timidez e a fobia. - Pode-se iniciar um tratamento com Mimulus para perder o medo de começar um caminho novo. - Ajuda a formar a aliança terapêutica. - Indicado para pessoa que não tem coragem de continuar o tratamento. Prepara-se para poder aprofundar-se na análise. Auxilia a pessoa superficial, que é muito apegada ao aparente, a “mergulhar” no seu próprio ser. - Auxilia pessoas que não conseguem se equilibrar e se firmar na vida. - É inútil usar Mimulus se a origem do medo não está identificada (caso de usar Aspen). - Para pessoas que adoecem com facilidade, quando estão diante de circunstâncias que lhe dão muito medo. - Quando, na convalescença, existe medo de movimentar-se ou usar o corpo novamente. - Para pessoas com manifestações psiconeurovegetativas de medo: suor, enrubescimento, taquicardia, gagueira, vertigem... - Para o contato íntimo na relação sexual e/ou para pessoas puritanas. - Nos casos de impotência sexual, quando há medo de voltar a praticar a relação, recomenda-se Mimulus para o casal. - Útil na gravidez quando há rejeição das relações sexuais por medo de agressão ao feto. - Para pessoas que têm rechaço a odores e a fluidos corporais. - Para superar o medo arquetípico do recém nascido, que teme enfrentar o mundo e por isso chora sem motivo aparente, quando acorda. - Para bebês assustados com ruídos ou movimentos rápidos. - É recomendado para pessoas idosas ou pacientes terminais que têm medo da morte. - Nas fobias muito estruturadas a pessoa deve fazer uso prolongado deste floral. Crianças: São tímidas, retraídas, “boazinhas”, excessivamente obedientes e bem comportadas. Dão a sensação de terem sido “podadas”. Podem apresentar ou não o quadro e os sintomas típicos das fobias, tal qual o adulto em estado Mimulus. Cresceram num ambiente excessivamente carregado de proibições e medos, expressos de forma verbal ou não, principalmente por seus pais. Os próprios pais são fóbicos e as crianças são extremamente sensíveis a estas mensagens. Fisicamente, com frequência, são magras e parecem frágeis e sem energia, podendo apresentar anemia. O oposicionismo natural não pôde ser usado por estas crianças para o crescimento da autonomia, da individuação e da auto-estima satisfatória. Não sabem lidar com seus sentimentos e, em especial, com a agressividade. Aparece, frequentemente, o roer unhas, enurese, crises de choro e, eventualmente, de pânico, sono agitado, sonambulismo, etc. Sugestões de apoio: - Aceitar e aprender a conviver com a hipersensibilidade, vivenciando-a como uma virtude e não como um defeito. - Retirar-se do ambiente sem culpa, sempre que as pressões forem muito grandes, pois precisa “recarregar energias” e aliviar-se das tensões. - Respirar profundamente frente a uma ansiedade maior, possibilitando irrigar o cérebro, o que permite pensar e não só sentir. - Compreender que o medo é uma emoção básica, que serve como proteção diante do perigo, mas também pode servir como impedimento à liberdade. - Aceitar os desafios da vida como oportunidades para crescer, aceitando mudanças com coragem. - Aprender a enfrentar cada situação de medo, passo a passo, sem deixar que se acumulem de uma forma insuportável.

Mimulus - GERAL
Sintomas-chave: Medos específicos que podem ser nomeados, acanhamento, timidez, medo do mundo. Sintomas do bloqueio de energia: - Acanhado, tímido, reservado, muito sensível fisicamente. - A confusão da vida é assustadora, mas os medos são mantidos em segredo. - Ansiedades e fobias específicas, como: medo do frio, medo do escuro, medo de doença e da dor, medo do câncer, medo da morte, medo do futuro, medo de acidentes, medo pela saúde, medo de perder os amigos, medo do telefone, medo de aranhas, ratos, cães, etc. - Todas as espécies de hipersensibilidade: ao frio, ao ruído, à rudeza, às palavras pronunciadas em voz alta, ao conflito, às contradições, à agressão, a pessoa não quer que lhe dirijam a palavra, etc.

79
- Inseguro em virtude do nervosismo, tem dificuldades ocasionais para falar ou gagueja, riso nervoso. - Enrubesce com facilidade. - Tem medo de ficar sozinho, mas mostra-se acanhado e nervoso na companhia de outros. - Fica muito ansioso quando encontra oposição ou quando as coisas não dão certo. - A presença de outros o enerva. - Excessivamente cauteloso durante a convalescença, não se atreve, por exemplo, a movimentar a perna quebrada com medo de machucá-la ou de desarrumar o curativo. - Adoece com facilidade quando enfrenta as coisas de que tem medo. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Belo caráter, sensível. - Ultrapassa as ansiedades, é capaz de enfrentar o mundo com equanimidade. - Coragem pessoal e compreensão dos que se encontram em situação semelhante.

* CARMEM MONARI: 3 Pessoas que carregam seus medos em silêncio, sem falar disso livremente com os outros. 3 Indicado também para timidez. 3 Ser corajoso é saber que o medo não oferece resistência ao Amor. 3 Essência estrutural que trabalha o elemento Terra. 3 Todas as essências do Medo (Mimulus, Aspen, Cherry Plum, Rock Rose e Red Chestnut) resgatam a Harmonia e trabalham somatizações no coração e rins. 3 Comparando as essências: - medo por expectativa: Red Chestnut (rins, coração, baço-pâncreas). - medo de assumir seu papel: Mimulus (rins, coração, timo, cabeça). - medo do descontrole da mente: Cherry Plum (rins, coração, cabeça). - medo com a luta interna no inconsciente: Rock Rose quando é no plexo solar (rins, coração) / Aspen quando a batalha é no pulmão vencendo o cinzento (rins,coração). Às vezes se manifesta o pânico. 3 Mimulus ajuda no início do tratamento, quando o processo de transformação provoca reações. Medo de conhecer a si mesmo. 3 Mimulus para: medo de ser / medo da vida / medo de viver. 3 Medo de sintomas percebidos / hipocondria. 3 Atração de situações negativas por medo. 3 Sonhos ruins ou pesadelos. 3 Associar Mimulus às essências de pânico para dar estrutura.

80

Mustard
(Grupo: falta de interesse pelas circunstâncias atuais) Sinapsis Arvensis VIBRAÇÃO da ANIMAÇÃO - Descrição do Dr. Bach Para os que estão sujeitos a períodos de melancolia, e até de desespero, como se pairasse sobre eles uma nuvem gélida e sombria, encobrindo a luz e a alegria da vida. Essas crises podem não ter nenhuma razão ou explicação aparente. Nessas condições, é praticamente impossível mostrar-se feliz ou animado. - Descrição Geral Caracterizada por uma tristeza inesperada, depressão profunda. Tendem a canalizar sua energia totalmente para dentro de si levando a um comportamento de introversão e à falta de sociabilidade. A essência do Mustard irá proporcionar mais serenidade de pensamento e clareza nos seus sentimentos. - Dr. Edward Bach Centre É o remédio para profunda melancolia e depressão que vem de razão não aparente. Pessoas neste estado muitas vezes listam todas as razões que têm para sentir felicidade e contentamento, mas ainda assim tudo parece negro e sem esperança para elas. O remédio ajuda a dissipar as nuvens para que a pessoa possa novamente encontrar prazer e paz na vida. - Regis Mesquita
Nome popular: mostarda. Coloração: amarela. Floração: maio, junho e julho. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Sinapsis (Sinapsis arvensis / Mostarda).

A essência Mustard ajuda aquelas pessoas que de repente e sem motivo aparente se vêem desesperadas, profundamente melancólicas e depressivas. Um paciente descreve esta situação assim: “é como se de repente o sol começasse a ir embora e uma noite feia, sem lua e estrelas tomasse conta da minha vida. Eu só sinto vontade de chorar...”. Nesta situação podem ficar por dias, semanas, meses e nos casos mais graves por anos. Da mesma forma que apareceu vai embora. O problema normalmente é cíclico, com inúmeras fases de recaída.

81 Quando em crise, estas pessoas perdem o interesse no que acontece ao seu redor, tendem ao isolamento e a introversão, se tornam letárgicos, sem prazer nos alimentos, na música, etc. Apresentam um olhar opaco e triste. Muitas vezes a depressão pode ser mascarada por dores de cabeça, insônia, distúrbios digestivos, etc. Tudo acontece sem uma razão aparente ou um fato exterior que seja reconhecido como desencadeante. Porém, no mais íntimo da alma, no plano do inconsciente, estão escondidas forças cármicas que atuam sobre nossa mente nos forçando a passar por experiências importantes para a nossa evolução. Possivelmente, a origem do problema está em compromissos cármicos cuja origem e compreensão estão além dos limites desta vida. A essência Mustard ajuda o indivíduo enfrentar a situação com serenidade e compromisso com sua evolução, pois a superação do problema envolve o esforço de todo o ser para reorientar sua vida. 
Caso clínico: homem, 43 anos, há 13 anos sofria de crises periódicas de depressão. Elas vinham e iam sem um motivo aparente. Quando estava em crise passava dias deitado e dormindo. Relatava sentimentos de menos -valia, desinteresse pela situações da vida e outros tantos que confirmavam a sintomatologia depressiva. Fazia tratamento psiquiátrico há mais de 10 anos, sem resultados satisfatórios. Ele era uma pessoa prestativa que estava sempre servindo aos outros. Dizia que no fundo era um bobo, pois todos se aproveitavam dele. Era orgulhoso de seu padrão moral e ético e no fundo desprezava aqueles que abusavam dele. Se sentia superior. Era reservado e de poucas palavras. Foi prescrito Mustard, Centaury (para a subserviência), Water Violet (para a personalidade orgulhosa, reservada). Com poucas modificações esta formulação foi tomada até que superou sua depressão e teve alta. Ele aprendeu a colocar lim ites e a ser menos orgulhoso. Observação: é importante notar que a terapia floral não promove apenas o fim dos sintomas, mas promove uma transformação no modo de ser, agir, pensar, sentir e se relacionar da pessoa. Ela é uma terapia que permite à pessoa evoluir e se desenvolver enquanto indivíduo.

- Notas: Jessica Bear Instilar esperança de que há uma luz no fim do túnel. - Indicadores Adicionais (M.S.): 3 O paciente tem uma irradiação “pesada”, tal como a que se encontra com frequência entre os nórdicos e eslavos. 3 Anamnese familiar: estados depressivos endógenos existentes em um dos pais ou na geração dos avós. 3 Possíveis sintomas físicos: abulia, dor de cabeça, reações lentas, distúrbios do sono, perda de apetite, etc. 3 Depressão pós-parto. - Benefícios (M.S.): 3 Serena despreocupação, grandeza de alma.

Mustard - GERAL
Sintomas-chave: Períodos de melancolia profunda, desalento, aparecem e desaparecem de repente sem nenhuma razão manifesta. Sintomas do bloqueio de energia: - Alguma coisa pesada, negra, desconhecida desce, a alma está de luto. - Sentimentos melancólicos, depressivos, chegam de repente, de um momento para outro, envolvendo a personalidade qual nuvem negra. - A pessoa sente-se excluída da vida normal. - Não vê nenhuma condição lógica entre essa condição e o resto de sua vida. - Completamente introvertida, presa nas redes da melancolia, todas as suas energias estão voltadas para dentro. - Incapaz de esconder dos outros esse estado de espírito. - Incapaz de vencer esse estado de espírito com argumentos sensatos. - Fica à mercê desse sentimento, até que ele se vai de modo próprio; depois se sente como se tivesse acabado de sair da cadeia. - Tem medo dos acessos, porque é incapaz de fazer alguma coisa para debelá-los. - Uma raiva não reconhecida, diante de uma situação ou de outra pessoa, pode ser um fator contribuinte. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Serenidade interior, jovialidade e estabilidade nos dias serenos e nos enfarruscados.

* CARMEM MONARI: 3 Para pessoas depressivas, com falta de Vida no falar e no agir, com couraças musculares muito fortes, perda das reações espontâneas, não vibram com nada. 3 Para as pessoas com aspecto de robô, impregnadas por drogas antidepressivas que matam a vontade de Ser. 3 Fala dos sentimentos, mas sem emoção. 3 Variados sintomas físicos. 3 CRIANÇAS MUSTARD (C.M.): perfeitas, fazem tudo o que os pais querem, matando sua própria vontade.

82 3 No Mustard, o grau de falta de prazer pela vida é muito maior que no Wild Rose. 3 Veias das mãos e do corpo bem salientes. 3 Em relação à Fé: - Mustard: pela falta de fé e vontade = depressão. - Swet Chestnut: pela falta de fé e desespero = desolação. - Gentian: pela falta de fé e dúvida = depressão. 3 A maior indicação são as depressões tipo “robô”. Em geral o diagnóstico é de depressão endógena. Também nos casos de neuroses ou psicoses depressivas. Associar ao Gorse para limpar as drogas alopáticas, mas não retirar os remédios de imediato. 3 O Mustard traz luz e limpa as nuvens escuras de morte. 3 Para quem trabalha com energias radioativas, que são de Morte, e acabam causando destruição às células normais, ajudar com: Mustard + Gorse ou Mustard + Agrimony. 3 Para os adictos (desintoxicação) também pode-se associar o Mustard ao Gorse ou Agrimony. 3 Para doenças auto-imunes só dar o Mustard se a pessoa não tem consciência de seu estado ainda. 3 Para transformar a tristeza ou melancolia que vem do nosso inconsciente, por não sermos nós mesmos e estarmos afastados do Pai (Yang). Ajuda a transformar a tristeza existencial.

Oak
(Grupo: desalento ou desespero) Quercus Robur VIBRAÇÃO do AUTO-LIMITE - Descrição do Dr. Bach Para os que se debatem e se empenham denodadamente para serem bem-sucedidos ou pelas coisas da vida cotidiana, tentando uma coisa atrás da outra, ainda que seu caso pareça desesperado. Continuarão lutando. Ficam descontentes consigo mesmos na enfermidade, se esta interfere com seus deveres ou os impede de ajudar aos demais. São pessoas corajosas, que enfrentam as grandes dificuldades sem perder a esperança nem deixar de se esforçar.

- Descrição Geral Para pessoas obstinadas com o trabalho, cumpridoras do dever , corajosas e com grandes ideais. Estas não se permitem o prazer que não venha da realização e de um esforço excessivo. O floral vai devolver a alegria e a vitalidade.

- Dr. Edward Bach Centre È o remédio para pessoas fortes, firmes, que nunca desistem sob as adversidades. Em vez disso eles lutam com determinação, e nunca consideram descansar até passarem do ponto de exaustão. Por serem fortes, eles muitas vezes têm muitas pessoas contando com eles. Por terem forte senso de dever, eles podem se sentir frustrados e infelizes se adoecerem ou a exaustão trouxer um modo de descarregar responsabilidades. Muitas coisas são positivas sobre a pessoa Oak, mas o lado negativo é a teimosa recusa em descansar ou sentar quando a necessidade do descanso é óbvia para todos ao redor. O remédio é usado para ajudar o Oak a permanecer forte nas adversidades e não se quebrar sob a tensão, enquanto ao mesmo tempo uma compreensão diferente é aprendida, que a pessoa neste estado pode aprender quando não está sob pressão.

- Regis Mesquita

83
Nome popular: carvalho. Coloração: amarelo-esverdeada. Floração: abril e maio. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Agave (Agave americana / Piteira).

O carvalho é uma grande árvore que chega a viver até 2.000 anos. Em várias culturas é considerada sagrada, sendo um símbolo de força, resistência e majestade. O tipo que necessita de Oak é o chamado “pau para toda obra”. São pessoas com muita força de vontade, determinação, amor ao trabalho e senso de responsabilidade que não percebem que estão ultrapassando o limite de suas resistências. Quando chegam ao limite de suas forças procuram não demonstrar fraqueza externamente, assim não reclamam, não desistem e nem pedem por ajuda. Muitas vezes somente uma doença grave é capaz de fazê- las parar e refletir sobre sua situação. Masmesmo doente sua tendência é ficar inquieta por não estar trabalhando e sendo um “peso” para os outros. São pessoas que possuem uma grande resistência, força de vontade, coragem, senso de dever e que estão sempre dispostas a ajudar a todos. São capazes de enfrentar as mais profundas adversidades sem perder a coragem e a força moral. Eles trabalham compulsivamente e jamais desistem. O erro destes indivíduos ocorre quando trabalham apenas seguindo seu senso de dever e o coração, a alegria e a autorealização são deixadas de lado. Eles perdem a percepção de suas reais necessidades e por isto a vida torna-se mais difícil, desgastante e com menos prazer. Com o tempo ocorre o colapso físico e psíquico. Em alguns casos a exaustão pode ser crônica. A essência Oak ajuda estas pessoas a retomar a alegria de viver, somando flexibilidade e conhecimento de seus limites e necessidades à sua grande força moral e física. Enquanto o tipo Oak nunca desiste, o tipo Gorse desiste na primeira dificuldade.
- Notas: Jessica Bear Quando a vida se torna uma batalha. Para o colapso causado pela sobrecarga das responsabilidades. Para os viciados em trabalho; a mente está muito ocupada para se divertir. Para os que não assumem suas responsabilidades. Para as pessoas “costas largas”, que começam a vergar sob o peso das responsabilidades. * Oak como suporte aos tipos (J.B.): Mimulus: Oak auxilia estes tipos sensíveis a suportar as vicissitudes da vida. Gentian: ampara estes tipos que perderam a fé diante dos reveses. Centaury: Oak é requerido pelos tipos Centaury, que tendem a ser muito rigorosos e exigentes consigo mesmos. Agrimony: Oak ajuda este tipo a encarar seu passado e instila energia para enfrentar as lutas. Water Violet: Oak o auxilia em seu processo de pesar. Vervain: Oak é um clássico auxiliar dos tipos Vervain, que se acham predestinados a consertar o mundo e por isso exigem muito de si mesmos. Rock Rose: Oak auxilia este tipo a manter a coragem pela aceitação da realidade, sem se sentir aterrorizado.

* Uso em combinações (J.B.): 3 sucesso- para não abandonar a luta. 3 hábitos- persistência para derrotar o hábito. 3 energia- infundir stamina e coragem. 3 depressão- quando se rendem às pressões da vida. 3 competição- jamais vence quem desiste. 3 terminais - a força de Deus para lutar até o momento derradeiro. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Personalidade responsável e confiável. 3 O paciente está visivelmente sobrecarregado de trabalho, mas não se queixa e ainda assume o trabalho dos outros. Irradiação esgotada, “burro de carga”. 3 Em caso de doença, o paciente faz todo o possível para se reestabelecer rapidamente. 3 Na anamnese: colapso nervoso. 3 Na criança: dificuldade em suportar a rotina escolar diária.

84
* Benefícios (M.S.): 3 Reconhecimento e aceitação dos próprios limites de desempenho.

Oak - GERAL
Sintomas-chave: o lutador, exausto e obrigado a ajoelhar-se, mas que não obstante, continua a lutar corajosamente, e nunca desiste. Sintomas do bloqueio de energia: - Cumpridor de seus deveres, digno de confiança. - Pé de boi. - Tende a trabalhar com excesso e fica, então, deprimido e desanimado. - Está completamente esfalfado e exausto, mas nunca se queixa. - Resistência e paciência quase sobre-humanas. - Infatigável e persistente em suas diligências, nunca desiste. - Luta brav amente em condições de inferioridade, e nunca perde a esperança. - Muitas vezes só continua a trabalhar por um sentimento do dever. - Ajuda a carregar o fardo dos outros. - Fica insatisfeito quando problemas de saúde o impedem de cumprir suas obrigações, ou lhe restringem a capaciadde de ajudar. - Não dá importância ao impulso natural para descansar. - Forceja por impedir que o cansaço e a fraqueza se manifestem externamente. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Resistência, fidedignidade, perseverança, força, sensatez. - Capaz de suportar muito bem grandes tensões. - Supera todas as vicissitudes da vida com coragem e persistência.

* CARMEM MONARI: 3 Nos indivíduos Oak é necessário desenvolver a flexibilidade para vencer a rigidez que se desenvolve por ele ser metódico. Aprendendo a ter flexibilidade, respeitará o limite de seu corpo, para que este não “quebre”. 3 Trabalha nosso modelo de Pai Interno. É importante usar Oak para o modelo de Pai Herói frágil. A reação dessa pessoa que tem modelo frágil é a de ser rígida, não perceber seus limites até se quebrar; ajuda a todos e se esquece do seu papel pessoal. As pessoas que não receberam essa força do seu pai terrestre podem recebe-la do Pai Celeste, por meio do floral Oak, que traz a força do herói para cumprir seus trabalhos na terra. 3 Na realização dos nossos Trabalhos Existenciais, quando trabalhamos a Terra, é papel do Oak, e quando trabalhamos o Fogo é papel do Vervain. A Missão Existencial é trabalho de Elm. 3 Três essências trabalham muito o modelo do nosso Pai Interno: - Oak: pai-herói (a força). - Beech: pai-amigo, conselheiro, senso de justiça (sabedoria). - Sweet Chestnut: pai-sentimento. 3 Musculatura rígida, com tensão nos ombros e braços. 3 Pode ter visão limitada, alterações visuais, ou desequilíbrios e tontura nos inseguros. 3 Importam-se muito com a opinião alheia, querendo ser um modelo de perfeição, para que ninguém possa falar deles. Comparado ao Rock Water (perfeccionista, busca a perfeição para agradar a si mesmo e é poderoso), o Oak faz o “certo” para os outros. 3 Prezam a fidelidade, não toleram traição. 3 Difícil de mudar de opinião (“cabeçudos”). 3 Metódicos, só conseguem resolver bem situações antigas, tendo dificuldades em situações novas que a vida lhes coloca. 3 Rigidez, fraturas ósseas e artroses ou artrites. 3 Quando há cansaço nas extremidades, deformações ósseas ou problemas vasculares, associar Oak + Hornbeam. 3 Tendência a problemas renais pela sua expectativa de como é visto pelosoutros. 3 Sensibilidade digestiva. 3 Comparando o “idealismo”: - Oak: muito idealista, sobrecarrega-se fazendo o trabalho pelos outros, morre por um ideal.

85 - Vervain: idealista que quer convencer os outros, mas não morre por ninguém, não faz o autosacrifício. - Elm: idealista, busca sua Missão e sobrecarrega-se de obrigações, também pode fazer o autosacrifício. As doenças do Elm são mais do tipo “espalhamento” e atingem muito a parte nervosa, tendo bloqueios de energia.

Olive
(Grupo: falta de interesse pelas circunstâncias atuais) Olea Europaea VIBRAÇÃO da REGENERAÇÃO - Descrição do Dr. Bach Apropriada para os que muito sofreram, mental ou fisicamente, e que se encontram tão exaustos e esgotados que sentem faltar- lhes as forças para fazer o que quer que seja. Para eles, a vida cotidiana implica um grande esforço, e não lhes proporciona prazer.

- Descrição Geral Para esgotamento mental. Quando as pessoas gastam inconscientemente muita energia com preocupações e chega ao limite de suas forças, podendo gerar doença físicas. A essência do Olive vai ajudar a administrar adequadamente a energia vital.

- Dr. Edward Bach Centre Este é o remédio para fadiga e exaustão depois de um esforço de algum tipo, como um trabalho físico ou mental, ou uma longa luta contra a doença. Ele pode ser usado contrastando com Hornbeam, que é o remédio para fadiga sentida sempre antes de um esforço ter sido feito. O remédio é dado para restaurar sentimentos de força e de fé necessários para continuar. - Regis Mesquita
Nome popular: oliveira. Coloração: branca. Floração: varia de acordo com o local, mais comum em maio. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Sempervivum (Helichrysum bracteatum / Sempreviva).

86 A oliveira, que é nativa do Mediterrâneo, é bastante conhecida devido ao tão popular azeite de oliva. Ela também é conhecida pela sua participação em momentos chaves da história, é um ramo de oliveira que Noé recebe como prova do fim do dilúvio, e é no Jardim das Oliveiras que Jesus reza nos seus derradeiros momentos de liberdade. O simbolismo relacionado a oliveira nos fala de paz, harmonia, regeneração, renascimento e força. A essência floral desta planta ajuda a restabelecer a paz na mente e a fortalecer o corpo daqueles que sentem que sua reserva de força está se esgotando. Esta exaustão pode aparecer naque les que lutam contra enfermidades prolongadas, naqueles que levam uma vida estressante com pouco tempo de repouso e laser, naqueles que estão submetidos a pressões internas ou externas fortes, naqueles que estão submetidos a acúmulos de atividades e esforços desgastantes. A essência Olive ajuda na superação desta fadiga física e mental extrema. Ela ajuda na regeneração do equilíbrio vital e desperta a pessoa para a necessidade de aprender a utilizar mais adequadamente sua energia. Esta essência se mostra particularmente útil quando utilizada com aqueles que passam por convalescência prolongada ou se submetem a tratamentos de saúde bastante delicados.
- Notas: Jessica Bear Para uma grande exaustão após uma longa provação física ou emocional. Quando são incapazes de cumprir as tarefas cotidianas, sem ambição para isso. Quando a energia foi usurpada pelas personalidades dominadoras. Palidez. Pele seca. * Olive como suporte aos tipos (J.B.): Mimulus: quando está exausto por sofrer o domínio de um parente tirano. Cerato: exausto após o encargo de uma provação emocional. Centaury: exausto por se ocupar com as exigências dos outros. Scleranthus: exaurido por um conflito interior. Vervain: cansado por tentar salvar o mundo. Rock Rose: cansado pela constante estimulação.

* Uso em combinações (J.B.): 3 exames- exaustão resultante de muito estudo. 3 energia- para maior estímulo energético. 3 depressão- a exaustão é um sintoma de depressão. 3 TPM- para a exaustão do sistema glandular. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 O paciente se exauriu muito em termos energéticos durante um período prolongado, como por exemplo: cuidando de doentes graves, mantendo dois empregos ao mesmo tempo, cursando duas faculdades ou passando por um intenso processo pessoal de desenvolvimento interior. 3 Na anamnese familiar: fraca constituição física e nervosa. Muitas vezes o pai ou a mãe eram alcoólatras. * Benefícios (M.S.): 3 Fortalecimento, recuperação. 3 Trato mais cuidadoso com a energia vital.

Olive - GERAL
Sintomas-chave: Completamente exausto, fadiga física e mental extremas. Sintomas do bloqueio de energia: - Exaustão que se segue a um longo período de tensão ou doença física. - A pessoa sente-se completamente sem forças, acabada. - Não lhe sobraram reservas. - Tudo é es forço. - Cansaço interior profundo depois de períodos de grande luta e transformação internas, que gastaram muitas energias psíquicas. - Exaustão após longo período de dedicados cuidados de enfermagem. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Grande força e vitalidade.

87
- Durante os períodos de estresse, confia completamente na orientação interior, e dessa maneira, é capaz de enfrentar até exigências extremas com jovialidade.

* CARMEM MONARI: 3 Traz a força para nossa Alma e para nossa Mente. Para o cansaço mental. 3 Como é uma essência energizante, deve preferencialmente ser usada durante o dia, para não atrapalhar o sono. 3 Regeneração da Vida durante e após nossas grandes batalhas. 3 Preenche o Vaso do Coração, trazendo a paz para o cansaço da batalha. No Agrimony a paz vence a angústia do confronto consigo mesmo (também no Vaso do Coração). 3 Trabalha o elemento Ar (força que vem do céu). 3 Ação re-hidratante quando ocorrem perdas de líquidos, vômitos, diarréias, queda de pressão (associar ao Rescue). 3 Dores de cabeça por cansaço intelectual. 3 Ativação do Timo e defesa imunológica. 3 Útil nas anemias debilitantes (+ Wild Oat). 3 Pulmão: pode ficar vulnerável pela tristeza, ficando sujeito a gripes e pneumonias. Dar Crab Apple na fase catarral e Olive durante a convalescença. 3 Convalescenças: - Olive + Gentian: quando falta fé para recomeçar; depressões. - Olive + Larch: quando falta confiança na capacidade do corpo. - Olive + Wild Oat + Wild Rose: quando falta reação de Vida, teve-se muitas perdas ou anemias e é preciso muita estrutura. 3 Na fase de recuperação de pessoas viciadas - útil para preencher os espaços de vazio, que causam angústia (associar também o Wild Oat para fortalecer a vontade e dar nova estrutura a estas pessoas + a essência para a causa que levou ao vício). 3 Cansaço da voz. Ativa a musculatura do laríngeo.

88

Pine
(Grupo: para o desalento ou desespero) Pinus Sylvestris VIBRAÇÃO do MERECIMENTO - Descrição do Dr. Bach Para os que culpam a si mesmos. Até mesmo quando algo lhes sai bem, pensam que poderiam tê- lo feito melhor, e nunca estão satisfeitos com o próprio esforço nem com os resultados que obtêm. Trabalham demais e sofrem muito com os erros que atribuem a si mesmos. Às vezes, os erros se deve m aos outros, mas essas pessoas também se sentem responsáveis por eles.

- Descrição Geral Indicado para aqueles que apresentam como sintomas sentimento de culpa, autocensura, são rigorosos ao julgar sus comportamentos. O tratamento irá ajudar as pessoas a aceitarem melhor suas falhas e se perdoarem.

- Dr. Edward Bach Centre Para pessoas que culpam a si mesmas por algo que sentem que fizeram no passado, algo que negligenciaram de um dos pais, alguma falha em si mesmos, alguma coisa que deixaram sem fa zer, e por aquilo que reprovam em si mesmos, até apesar de poderem ter sucesso no trabalho, eles gostariam de ter sido melhores. Eles nunca estão, como o Dr. Bach escreveu em “The Twelve Healers”, contentes com seus próprios esforços ou resultados. Eles também às vezes tendem a assumir a responsabilidade pelos erros dos outros. São perfeccionistas e colocam a si mesmos em altos padrões, e isto pode lhes causar excesso de trabalho e pressão de ser melhor, e quando a pressão se torna maior que o físico, eles culpam a si mesmos pela doença subsequente sentindo que falharam no seu dever para com os outros, com seu trabalho e responsabilidades

89 familiares. Este complexo de culpa tira muito do prazer de suas vidas e eles se tornam deprimidos e começam a se desesperar. Podem muitas vezes sentir tanta culpa sobre questões menores que esses pensamentos preenchem suas mentes e estarão sempre pedindo desculpas. Dr. Bach diz que este sentimento de culpa e auto-reprovação é um desperdício de tempo, pois as falhas no passado são experiências que nos ensinam como não repetir os mesmos erros no futuro. O aspecto positivo de Pine é visto naqueles que aprendem com suas falhas mas não perdem tempo habitando nelas, tendo aprendido delas para evitar a repetição. Eles estão desejosos de tomar as responsabilidades e sustentar a carga de outros se isto verdadeiramente ajudá- los, mas tendo a inteligência de saber que isto nem sempre é o melhor meio de ajudar. Eles têm grande poder de perseverança e são humildes sobre esses dons.

- Regis Mesquita
Nome popular: pinheiro. Coloração: vermelha (feminina) e amarela (masculina). Floração: maio e junho. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: no sistema floral de Minas existem três essências que atuam sobre o sentimento de culpa: a) Pinus (Pinus elliottii / Pinheiro). Sentimento de culpa de uma maneira geral. b) Aristoloquia (Aristoloquia brasiliensis / Cipó-mil-homens). Quando o sentimento de culpa tem origem em motivos religiosos, como o pecado. Quando a culpa e o remorso são tão fortes que geram autopunição. c) Cassia (Cassia alata / Fedegoso-de-folhas-largas). Quando a culpa tem origem em atitudes que ferem os valores sociais, culturais e éticos. Vergonha, sentimento de impureza ou que é objeto de condenação e execração por parte das outras pessoas.

Os indivíduos que necessitam de Pine estabelecem para si objetivos e padrões de conduta os mais elevados. E eles dão o melhor de si para alcançá- los. Porém, culpam-se quando não atingem seus propósitos. São pessoas que cons tantemente sentem- se culpadas, sentem remorsos e arrependimento e se auto-condenam. Para eles é difícil satisfazerem-se com o que conseguem realizar. Se consideram fracassados e culpados por não terem feito mais. Não se sentem merecedores de nada bom. Acham que não merecem a alegria, prêmios, prazeres e até serem felizes ou serem amados. A vida torna-se dura e triste. Uma frase comum é: “se eu tivesse me empenhado mais tal coisa não teria acontecido”. Eles acreditam sempre há algo que poderiam ter feito que mudaria o destino das coisas. Desculpam-se o tempo todo. Sentem-se desconfortáveis em várias situações, pois é como se estivessem em dívida para com os outros. Podem sentir, também, que estão desagradando ou prejudicando alguém. É comum se culparem pelo erro das outras pessoas. Pine ajuda estas pessoas a se perdoarem. Promove um renascimento interior no qual a pessoa se vê como alguém digno, capaz de ser feliz e de fazer o bem. Pine ajuda-os a reconhecer que suas responsabilidades frente ao próximo terminam na liberdade que o outro tem de agir segundo seus próprios desígnios.  Para os perfeccionistas, altamente críticos em relação a si mesmos.
- Notas: Jessica Bear Para manter um alto conceito sobre si mesmo, não sentindo a necessidade de se tornar “menos que” para ser aceito. Para evitar a atitude “eles vão me amar se eu for bonzinho”, sendo verdadeiro consigo mesmo . Não tentar obter aprovação por meio de excesso de realizações. Aprender que possui valor próprio.

* Combinações mais comuns (J.B.): Agrimony: desde cedo este tipo perdeu o respeito por si mesmo, frequentemente devido a pais abusivos. Jamais se sente inteiro e frequentemente usa uma máscara para ocultar o seu tormento. Gorse- pela desesperança desse “não ser”. Cerato: Pine ajuda a construir uma elevada auto imagem. Centaury: com Pine estes servidores naturais passam a se ver como auxiliares capazes e não como capachos. Vine: é uma poderosa combinação para os Facilitadores.

90
- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Na entrevista são usadas muitas frases apologéticas. 3 Em geral, o paciente exerce uma atividade que exige sacrifícios (enfermeiros, assistentes sociais, médicos, curadores) ou está ligado a um parceiro gravemente doente. 3 Os pacientes tendem a adotar conceitos religiosos equivocados. 3 Na anamnese: o paciente foi um filho não desejado; seus pais pensaram em uma interrupção da gravidez ou ele não nasceu com o sexo esperado pelos pais. Na maioria das vezes, ele não sabe disso ou só vem a saber depois de adulto. - Benefícios (M.S.): 3 Sentimento realista de responsabilidade. 3 Poder aceitar a si mesmo tal como é.

Pine - GERAL
Sintomas-chave: Autocensura, sentimentos de culpa, abatimento. Sintomas do bloqueio de energia: - Muitas vezes emprega frases de feitio excusatório na conversação. - Sente-se frequentemente culpado, tende a recriminar-se. - Introv ertido, tem pouca alegria na vida. - Sente-se em parte responsável pelos erros alheios. - Estabelece os padrões mais elevados para si mesmo - mais do que para os outros - e sente-se culpado no fundo, por não poder viver de acordo com eles. - Ainda que bem sucedido, sente que poderia ter feito isso ou aquilo melhor ainda. - Olha mais para os seus limites do que para os seus potenciais; autodestrutivamente, solapa-se a si mesmo com uma auto-imagem negativa. - Sente-se culpado quando surge a necessidade de falar aos outros com firmeza. - Sente que não merece o amor, recusando-se o direito de existir; “perdoe-me por haver nascido”. - Às vezes masoquista, almeja o sacrifício. - Subestima-se extremamente. Narcisismo negativo. - Tem conceitos inconscientes do bem e do mal, eivados de um sabor fortemente religioso, vê a sexualidade como um pecado, abriga noções do pecado original, etc. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Admite as próprias faltas, aceitando-as, mas não se agarra a elas. - Mais do que culpa, sente um pesar genuíno capaz de perdoar-se e esquecer.

* CARMEM MONARI: 3 Aprender a perdoar-se. Quando preciso, associar ao Honeysuckle para o núcleo de culpa que vem do passado. 3 A palavra chave do Pine é o merecimento. É a essência mais existencialista. 3 Ajudará as pessoas que sentem o afastamento da Luz do Pai primordial, porque sentem culpa e se esqueceram de que são Filhos do Pai, que Ele as criou e que merecem estar na existência e serem felizes. Estas pessoas querem ter seus atos perfeitos e se culpam se não atingem a perfeição aqui na Terra, sofrendo grande angústia existencial. 3 Pode somatizar como “nódulos” (de mama, de tireóide, etc.), gânglios, nós de tensão nas costas, patologias de retração. 3 Pulmão é vulnerável no Pine negativo. Algumas vezes, ao tomar a essência, pode provocar um resfriado para limpar a tristeza do pulmão e das vias respiratórias. 3 Postura retraída, cifose, nós de tensão nas costas. 3 Estados crônicos da pele, eczemas, psoríases, vitiligo. 3 Doenças auto-destrutivas ou auto-imunes. 3 Reumatismos, artroses, artrites (+ Willow). 3 A culpa é raiva de si mesmo, uma raiva contida. 3 Processos de angústia existencial. 3 A pessoa pode oscilar de Pine a Holly e vice-versa. Não usar os dois juntos: Pine: - fase Yin (ar) - peito curvado mais no pulmão - peito curvado / coluna sensível - braços fechados

91 - gânglios / nódulos - processos mais latentes - boca travada, tensa. Holly: - fase Yang (fogo) - manifesta mais no plexo solar - coração fechado / abodome sensível - mãos e pés em “garra” - processos mais explosivos, quentes - boca com bruxismo.

Red Chestnut
(Grupo: para os que sentem medo) Aesculus Carnea VIBRAÇÃO da SOLICITUDE - Descrição do Dr. Bach Para as pessoas às quais é difícil não ficarem aflitas pelos demais. Com frequência não se preocupam consigo mesmas, mas chegam a sofrer muito pelas pessoas que amam, antecipando as desgraças que podem ocorrer- lhes.

- Descrição Geral Para pessoas que se preocupam excessivamente com os outros. São superprotetores, sacrificam -se em função dos problemas alheios.

- Dr. Edward Bach Centre Para pessoas que sentem medo pelo bem-estar dos outros: o marido teme quando sua esposa sai sozinha depois de escurecer, a mãe enerva-se com o que pode acontecer a seu filho na escola. Medos Red Chestnut são naturais, preocupações normais aumentadas ao ponto em que podem ter um efeito negativo na pessoa que é o objeto da preocupação, destruindo sua confiança e minando sua auto-crença. O remédio ajuda as pessoas neste estado a obterem calma, pensamentos despreocupados por seus entes queridos.

92 - Regis Mesquita
Nome popular: castanheira vermelha. Coloração: vermelha. Floração: maio e junho. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Trimera (Baccharis trimera / Carqueja).

Para aquela pessoa super-preocupada e super-ansiosa que sofre profundamente todas as vezes que seus entes queridos estão tendo experiências de vida das quais não podem protegê- los. Um bom exemplo é a mãe preocupadíssima esperando seus filhos chegarem em casa. Enquanto eles não chegam ela fica acordada e com o pensamento nas coisas negativas que podem acontecer. Ela pode suar frio, o coração bater mais forte, ficar angustiada. Se pudesse, estaria junto só para protegê-los. Neste caso, o desejo positivo de cuidar e amparar ficou exagerado e deturpado. A mãe passa a sufocar os filhos cada vez que eles vão caminhar sozinhos. Sua preocupação é tão grande que eles facilmente se transformam em pessoas inseguras e medrosas. O medo e a insegurança que originalmente era da mãe acaba influenciando e “contaminando” os filhos. Para aquele que necessita de Red Chestnut é difícil conviver em paz com a liberdade daqueles de quem gosta. Eles não são nem egoístas e nem possessivos, eles possuem é um desejo compulsivo de proteção e um medo obsessivo de que algo negativo aconteça. Seu erro básico está em não ter confiança na capacidade de cada um se defender frente aos obstáculos da vida. E também em alimentarem uma grande desconfiança do mundo exterior e assim não conseguirememanar vibrações de paz e tranqüilidade. Toda pessoa que tende a superproteger alguém, que se preocupa em excesso com o bem estar do outro, que sofre e fica muito ansiosa com os obstáculos de vida que o outro tem que enfrentar, necessita da essência Red Chestnut. Algumas vezes encontramos casos em que o vínculo afetivo entre duas pessoas é tão forte que a individualidade fica profundamente comprometida. São vínculos profundamente patológicos (simbiótico) que requerem justamente esta essência para conseguirem diferenciar suas individualidades. A essência Red Chestnut ajuda estas pessoas a terem paz e a entenderem que cada um vai passar pelas provações necessárias para seu desenvolvimento. Assim elas podem recuperar a dimensão positiva do cuidar, amparar e orientar.
- Notas: Jessica Bear Para adquirir a capacidade de esperar o melhor e ter fé que acontecerá. Para acreditar que todas as experiências da vida existem para uma boa finalidade. Pericárdio: relaxe, não se preocupe. Baço-pâncreas: não preocupar-se com o futuro. Rim: hesitação. * Combinações mais comuns (J.B.): Chicory: para as mães muito preocupadas com seus familiares. Centaury: para as mães preocupadas com o bem estar dos seus filhos. Gentian: para os preocupados com os efeitos da própria dúvida. Cerato: para a preocupação de tomar a decisão correta. Scleranthus: para a preocupação com a decisão a ser tomada.

OBS: as emoções negativas de Scleranthus e Red Chestnut podem enfraquecer os rins e esgotar as supra-renais.

- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Na anamnese: vínculo excessivamente forte com o pai ou com a mãe. 3 Paciente com irradiação forte e intensa. 3 Frequentemente, interesse por curas espirituais ou hipnose. 3 O paciente parece estar sob uma influência que lhe é desconhecida. 3 Na criança: mudança totalmente inexplicável de comportamento de um momento para o outro. - Benefícios (M.S.): 3 Proteção e delimitação da própria personalidade.

93  Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para pessoas que são devotadas demais aos outros e que têm medo excessivo de que alguma coisa de mal lhes aconteça. - Para mães e pais extremamente ansiosos, que antecipam desgraças enquanto os seus filhos ou os seus familiares não estão por perto. - Para aqueles que, em pequenos sintomas, já vêem uma grave enfermidade. - Para as pessoas superpreocupadas e superansiosas em relação aos que amam, sem sentirem o mesmo em relação a si mesmas. - Medo excessivo e constante pelos outros, culpa, timidez, hipersensibilidade, ansiedade de separação, angústia, hiperemotividade, tensão, ambivalência, inibição e repressão. Pode chegar ao pânico. - Insônia e inquietude. - Hipervigilância, alocentrismo e baixa atenção concentrada. - Linguagem regressiva e/ou verborréia. - Tendência à distorção da realidade através da inclusão de detalhes imaginários e acentuação de determinados fatos sob influência afetiva. - O pensamento pode não seguir os princípios racionais da lógica e pode depender das influências afetivas. Aderência viscosa ao assunto. Idéias supervalorizadas e ruminantes de conteúdo pessimista, de medo... - Fadiga, debilidade física (por estresse), anemias. - Problemas circulatórios, hipotensão arterial, inchaço nos pés e pernas (retenção de líquido, podendo haver problemas renais). - Problemas respiratórios: resfriados, asma, pneumonia. - Constipação intestinal, problemas de bexiga. - Obesidade, tabagismo. - Problemas de parto e no aleitamento materno; problemas sexuais. - Pode haver doença de pele. - Dores lombares. Precauções: - Aos enfermos e seus familiares para que a preocupação demasiada não retarde o processo de cura. - É recomendado durante a gravidez, puerpério e desmame. - Para aqueles cujos laços, mesmo depois da morte, persistem com excessiva intensidade. - Para famílias onde pais e filhos são possessivamente apegados entre si. - Para profissionais da área da saúde que necessitam estabelecer uma identificação madura com o outro. - Para terapeutas que têm medo excessivo do que possa vir a acontecer com os seus clientes. Os medos do terapeuta podem aumentar os medos e ansiedade do seu cliente. - Para clientes muito influenciáveis e dependentes. - Em casos de obesidade e tabagismo, para auxiliar a “cortar a dependência”. - Para crianças com reações inesperadas e contraditórias de um movimento para outro. - É conveniente indicar junto com White Chestnut, porque um potencializa o outro. Ambos referem-se a pessoas que pensam que vai acontecer algo mau aos outros e atormentam-se com estes pensamentos. - É comum a intensificação de sonhos, o que pode ser bem aproveitado no trabalho psicoterápico, na integração consciente e inconsciente. Crianças: Apresentam as tão comuns fobias escolares, nas quais a criança expressa toda a carga de sentimentos que lhe é projetada pela mãe e negada nela própria. Ambas, mãe e criança, funcionam simbioticamente, isto é, o que uma sente e expressa é sentido por ambas “na própria carne”. Nos consultórios, não conseguem separar-se, ao natural, na sala de espera. É comum ver-se crianças aos berros e a mãe afirmar algo do tipo: “Eu sabia que isto iria acontecer, sempre foi assim, ele não fica sem mim”. Examinados em profundidade, estes são os temores de ambos ao processo de individualização. Outro aspecto dinâmico essencial nesta família é o pai distanciado, mais ausente do que presente emocionalmente. Parece haver um pacto secreto entre todos para evitar romper vínculos arcaicos (o corte do cordão umbilical, facilitado pelo pai, para o

94
nascimento emocional da criança). O pai está aí mais no papel de provedor material e a conflitiva edípica não é enfrentada. Objetos transicionais podem ser usados, mas também não ocorre o desgrude ou desligamento espontâneo dos mesmos. Os objetos típicos (paninhos, chupetas, bichos de pano...) não podem ser lavados ou substituídos, nem retirados, o que representa a dificuldade em aceitar mudanças e a desprender o antigo (a vinculação simbiótica). A terapia com as crianças, nestas famílias, já alcança razoável sucesso se for conseguido o objetivo de facilitar uma separação ótima entre mãe e filho, fazendo-as sentir que tal processo não implica abandono (conteúdo fantasiado) e sim uma despedida temporária, onde sempre há o renovado reencontro. É comum observar que, quando a criança apresenta melhora, há tentativas da mãe para obstaculizar o processo terapêutico através das mais diversas formas. Por isso a mãe necessita ser trabalhada junto com a criança. Podem ocorrer recaídas temporárias. Sugestões de apoio: - Manter uma atitude de otimismo para poder compartilhar a paz interior e a harmonia com os outros. - Rezar pelos entes queridos que não estão presentes e pensar que Deus está com eles. - Meditar, caminhar, praticar Yoga, entregar-se à relaxação profunda. - Ter sempre em mente que pensamentos negativos prejudicam a própria pessoa e aos que a rodeiam. - Desenvolver ou buscar um desapego saudável dos problemas dos outros, mantendo sua própria realidade psíquica.

Red Chestnut - GERAL
Sintomas-chave: excessiva solicitude e preocupação com os outros. Sintomas do bloqueio de energia: - Tem grande apego às pessoas, sobretudo às queridas. - Preocupa-se em excesso pela segurança dos outros (filhos, cônjuges), sem medo algum em relação à própria pessoa. - Preocupa-se com os problemas alheios. - Superprotetor, superdesvelado. - Sacrifica-se a si próprio. - Pensa que alguma coisa pode ter sucedido à outra pessoa se ela estiver atrasada. - Receia que um sintoma insignificante possa ser sinal de moléstia grave em outra pessoa. - Compreendendo que se tratou de um caso de “salvo por um triz”, imagina todas as coisas terríveis que poderiam ter acontecido à outra pessoa. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Capaz de irradiar sentimentos positivos de segurança, bem estar e coragem a outros que se encontram em situações difíceis. - Capaz de proporcionar influências e orientação positivas a outros a distância. - Mantém a cabeça fria nas emergências, capaz de enfrentá-las mental e fisicamente.

* CARMEM MONARI: 3 A compreensão do Outro dentro de nós. Trabalha a relação com o outro, fora e dentro de nós. O que a pessoa em questão representa para nós. 3 Resgata a integração com o nosso Anjo Protetor. 3 Ajuda a desfazer muitas projeções que colocamos em cima do outro, tirando as fantasias e mostrando o que ele está fazendo ao nosso lado. 3 Podem ter pensamentos repetitivos e presságios, acabando por atrair esse estado negativo para si ou seus entes queridos. Têm a sensibilidade muito aumentada para os estímulos externos. 3 Podem ter o coração e os rins afetados pelo medo e expectativas. Também a glicemia no sangue pode ficar aumentada devido ao consumo de insulina por excesso de adrenalina no sangue. Podem também ter um “vazio” no estômago. 3 Bom para insônia por preocupações, e auxiliar na Síndrome do Pânico. 3 CRIANÇAS RED CHESTNUT (C.M.): são muito compassivas com pessoas e animais, mas esquecem de si mesmas. Têm muita sensibilidade, intuição e facilidade para ter “amgos invisíveis” e contato com seres angélicos. Pode-se associar o Red Chestnut ao Chestnut Bud para ajudar seu entendimento, e também o Gentian (proteção estrutural, pela fé, que dá chão para a pessoa). 3 Quando há um conflito de sentimentos em relação a outra pessoa, dar Cherry Plum; e após esta fase, dar o Red Chestnut se queremos saber o que o outro representou em nossa vida. 3 Ajuda também a transformar o sentimento de pena ou dó que temos pelo outro, com intuito protetor.

95

Rock Rose*
(Grupo: para os que sentem medo) Helianthemum Nummularium VIBRAÇÃO da ESTABILIDADE - Descrição do Dr. Bach É o remédio da salvação. É aplicado nos casos de emergência para os quais parece não haver nenhuma esperança. Útil em acidentes ou em enfermidades que surgem repentinamente, ou nos momentos em que o enfermo está muito assustado ou aterrorizado, ou quando o estado é grave o bastante para causar inquietação nos que estão ao seu redor. Se ele estiver inconsciente, pode-se umedecer- lhe os lábios com este remédio. Outros remédios podem ser também necessários; no caso, por exemplo, em que há inconsciência - ou seja, num estado de profunda sonolência - Clematis; no caso de o paciente encontrar-se atormentado, Agrimony, etc. - Descrição Geral Para sentimento de terror, ansiedades que aumentam progressivamente e a pessoa fica paralizada em função do medo. - Dr. Edward Bach Centre É o remédio contra o terror, e um importante ingrediente no Rescue Remedy. O estado Rock Rose pode começar como um Mimulus, Aspen ou Red Chestnut, mas mais adiante o padrão de qualquer deles torna-se um pânico, medo aterrorizante que torna o pensamento consciente e a próxima decisão impossíveis. O remédio provê calma e coragem. O ego é esquecido e a coragem reaparece.

96

- Regis Mesquita
Nome popular: cisto. Coloração: amarela. Floração: junho a setembro. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Bipinatus (Cosmos bipinatus / Cosmos).

As vezes o ser humano passa por momentos nos quais as emoções, principalmente o medo, tomam conta da sua mente. Geralmente ocorrem em situações extraordinárias na qual o indivíduo confronta uma situação inesperada, desconhecida ou ameaçadora. São situações como acidentes, catástrofes da natureza e violência urbana na qual o indivíduo se vê envolvido e se sente impotente frente a situação. A tensão emocional fica tão grande que ele vivencia o pânico: medo extremo que pode vir acompanhado de ansiedade e angústia extremas, taquicardia, transpiração exagerada, perda de memória, surdez, mudez, extrema tensão muscular, paralisia, perda do controle sobre os pensamentos e atitudes extremadas. Alguns indivíduos, porém, entram em pânico por motivos que muitos consideram pequenos. Se ver frente a frente com um sapo ou ficar preso em um elevador pode ser o bastante para provocar a perda completa do controle sobre si. Outro momento em que vivenciamos o pânico é durante os pesadelos. Algumas pessoas entram em pânico sem motivação externa aparente. Quando acordamos, estamos longe do motivo do pânico ou quando o estresse diminui, o indivíduo retorna ao seu estado normal. A situação de pânico é sempre temporária. A essência Rock Rose ajuda a pessoa a enfrentar a situação momentânea de crise com coragem e força. Ela ajuda com que o indivíduo, mesmo sob grande tensão física e psíquica, consiga encontrar uma solução para o problema que está vivenciando.
- Notas: Jessica Bear O seu engano é que a vida seja calma ou, ao contrário, que ela esteja num constante estado caótico. * Indicadores de Rock Rose: 3 dificuldade em aceitar a realidade. 3 extremamente excitáveis. Histéricos. 3 exagera a importância das coisas. 3 a alma da festa. 3 requerem que a vida seja estimulante. 3 meninas barulhentas na escola. 3 paranóia, fobias. 3 hipocondria. * Uso em combinações: 3 sucesso- terror frente a novas circunstâncias. 3 exames- para o pânico; o vazio da mente. 3 viagens- fobias de avião, etc. 3 insônia- pesadelos. 3 resgate- terror e pânico. 3 ansiedade- ataques de ansiedade. 3 terminais - terror da morte. 3 TPM- para as excessivamente preocupadas. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Na anamnese: já na infância, sistema nervoso fraco. O paciente precisou desde cedo tomar sedativos. 3 Frequentemente nos casos de psoríase e toxicodependência. 3 Dores ou sensação de bloqueio no plexo solar.

97
* Benefícios (M.S.): 3 Melhor trato com a própria constituição nervosa. 3 Calma.

Cecília Brito (Terapeuta e Astróloga)

Rock Rose é um dos 5 florais que compõe o Rescue Remedy [1]. O medo do tipo Rock Rose é originário do próprio subconsciente do indivíduo, trazendo pertubações psicológicas e alterações nas funções glandulares e metabólicas. Muitas vezes as pessoas têm pesadelos e crises de pânico e uma alteração no ritmo respiratório. O floral Rock Rose restaura a energia, alivia as perturbações psicológicas e crises asmáticas, já que equilibra o ritmo da respiração dissipando o medo.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para pessoas cujo medo gera pânico e terror, como o causado por doenças repentinas e onde haja risco de vida. - Para pessoas envolvidas em acidentes, acontecimentos trágicos e casos de emergência, onde pode haver paralisação da conduta e/ou do organismo, por medos. - Obscurecimento e estreitamento da consciência. - Atenção muito concentrada no objeto fobígeno, com dispersão em relação a demais aspectos ao seu redor. - Ilusões (percepção deformada do objeto). Aumento da intensidade dos estímulos (hiperpercepção). - Surdez e mudez repentinas e passageiras. - Fala, visão e audição em níveis rebaixados. - Tartamudez, taquilalia e prolixidade. - Produção do pensamento não predominantemente lógica; perseveração ou inibição; idéias supervalorizadas de cunho fóbico, ruminação obsessiva. - Ansiedade e angústia extremas, terror, pavor; pânico com reações psicossomáticas (paralisia motora ou visceral, transpiração abundante, calafrios, tremores, palidez, olhos arregalados, respiração ofegante, sensação de sufoco e de frio na “boca do estômago”, boca seca). - Tensão, ambivalência, instabilidade afetiva, forte invasão de ansiedade. - Crises de choro com ou sem razão aparente, em função de medo intenso. - Terror noturno, pesadelos, sonhos recorrentes e insônia. - Tensão muscular súbita, paralisias da musculatura lisa ou estriada, maxilares endurecidos. Rigidez em olhos e ombros. - Disfunções metabólicas, principalmente de glândulas supra-renais ou da tireóide. - Dores agudas provocadas por litíase renal (cálculos). - Taquicardia, dispnéia, crises asmáticas. - Hemorragias; sangramento nasal e digestivo (úlcera hemorrágica). - Hipoglicemia, diabetes melito decorrente de acentuado estado de estresse. - Hipermenorréias, urgências obstétricas (trabalho de parto prematuro, descolamento prematuro de placenta), vaginismo, impotência sexual, ejaculação precoce. - Paradas intestinais bruscas ou diarréias violentas, problemas intestinais e na área abdominal, peristaltismo alterado. Incontinência esfincteriana. - Quadro de anorexia nervosa; anemias profundas; desidratação em bebês, desmame precoce súbito. - Erupções súbitas de pele (quadros alérgicos agudos e de outras doenças de pele). Precauções: - É recomendado como adicional aos demais procedimentos de urgência, ministrados quando a percepção do mundo é sentida exageradamente nas entranhas, caso em que é consumida muita energia, que desgasta a pessoa. Pode ser útil em: - Paralisias intestinais ou diarréias. - Manifestações de pânico nos tratamentos odontológicos. - Pesadelos assustadores, terror noturno, sonhos repetitivos, pânico de provas e vivências traumáticas.

98
- Náuseas dos primeiros meses da gravidez (se estas não cessarem com Scleranthus). - Cólicas de recém nascido (administrar a essência sem conservante alcoólico). - Crises asmáticas e nos momentos críticos da drogadicção. - Situações de paralisia da musculatura lisa ou estriada. - Episódios de insolação e como tratamento adicional para queimaduras de sol ou de fogo. - Procedimentos de risco, tais como cirurgias com grandes sangramentos, nas patologias sanguíneas, na quimioterapia, nos exames diagnósticos complexos, etc. - Urgências obstétricas, como trabalho de parto prematuro, descolamento prematuro de placenta, desmame precoce súbito, etc. - Estados de coma ou semicoma, inconsciência (algumas gotas de Rock Rose são colocadas nos lábios). - Não é recomendado o uso de Rock Rose isoladamente por tempo prolongado, pois é uma essência de socorro e de urgência. - Faz-se necessário o uso de Rock Rose durante exacerbação de sintomas fóbicos. Crianças: Não raro vêem-se estas crianças em famílias onde as fraquezas, as imperfeições ou os defeitos são negados ou escamoteados, já que provocariam muito medo. Tais aspectos passam a existir de forma vaga e imprecisa, não assumida individualmente por cada membro. São conteúdos envoltos em mistérios e fantasias, que tendem a ser projetados em um elemento do grupo familiar. Este elemento passa a ser o identificado e, em função da maior sensibilidade e autenticidade da criança, é ela que passa a assumir o papel do imperfeito ou do “errado”. No momento em que a criança não suporta mais desempenhar tal papel, tende a projetá-lo em situações que simbolizam o conflito familiar oculto. Por exemplo, pode entrar em pânico ao defrontar-se com portadores de deficiências mentais ou físicas. O estado Rock Rose em desequilíbrio possui um funcionamento fóbico claramente subjacente. São crianças que facilmente passam do estado Mimulus e/ou Aspen para uma agudização de sintomas (medos), apresentando transitoriamente o pânico, seguido ou não de reações catastróficas. Assim, um estado Rock Rose (transitório) pode mostrar-se através de algum medo ou terror específico (o objeto que simboliza o conflito). Quando tal situação ou objeto é mais inespecífico, estamos diante de um quadro ainda mais sintomático, com vômitos, diarréia, terrores noturnos, pesadelos frequentes, reação de pânico frente a sonhos recorrentes, paralisação da fala ou gagueira súbita, etc. Sugestões de apoio: - Aprender a proteger o plexo solar mentalmente, por exemplo, visualizando um “escudo de luz” que o cobre por inteiro. - Terapia respiratória, técnicas de controle da respiração e relaxamento. - Orações, mantras, meditação sobre o sentido pacífico do bem estar. - Realizar o seu dia-a-dia, passo a passo com maturidade, pois os ideais só podem ser realizados à luz da consciência. - Conscientizar-se de que pode enfrentar os mais extremos desafios com coragem inabalável.

Rock Rose - GERAL
Sintomas-chave: estado acutíssimo de medo, terror e pânico. Sintomas do bloqueio de energia: - As súbitas ansiedades que aumentam progressivamente em situações física ou mental de emergências. - Terror, horror, medo puro e simples. - Fica inteiriçado de medo, terror, e tomado de pânico. - Como se o medo o tivesse deixado fora de si - não ouve, não vê, não fala. - O coração quase pára de bater de tanto medo. - As energias nervosas são precárias. - O medo ainda se faz sentir nos ossos, depois que a pessoa escapa por um triz de um acidente qualquer. - Pânico oriundo de pesadelos (especialmente crianças). - Amiúde necessário às pessoas dadas às drogas. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Heroísmo. - Capaz de crescer além de si mesmo em emergências e situações críticas, e mobilizar forças quase sobre humanas. - Faz coisas em benefício de outros, sem atentar para os possíveis riscos que corre a sua própria pessoa.

* CARMEM MONARI:

99 3 O Rock Rose trabalhará em nossas entranhas, e precisamos ver como está o nível de Consciência da pessoa. Muitas vezes precisamos trabalhar primeiro com Mimulus. Nosso intestino é que faz a limpeza de nossas sujeiras, de nossos elementos mais telúricos. Faz a descarga de grandes medos e pânicos. 3 Comparado a outras essências do medo: - Cherry Plum: sente tudo em sua cabeça. - Aspen: sente tudo em seu pulmão, sua respiração. - Mimulus: sente tudo em sua mente e o corpo sofre. - Red Chestnut: sente tudo em seu coração. 3 A energia do Aspen é a Energia Lunar, do cordão prateado, que é a força do Inconsciente, da recepção das mensagens do nosso Eu Superior. É a força do Novo, a força do Desconhecido, da Energia da Aventura do Viver. Já o Rock Rose é a energia Solar, fortalecendo nosso cordão dourado, na luta do herói em grandes provas do Consciente. 3 Usado em casos em que a pessoa ficou com medo de se entregar ao outro, de doar seu Amor, por um trauma. Pode-se associar com Wild Rose (Amor Pessoal), inclusive em pessoas que têm problemas com o orgasmo. 3 Os tipos Centaury e Water Violet têm que trabalhar muito seu lado Rock Rose da entrega. 3 Nos intestinos: constipação crônica (Rock Rose + Crab Apple); intestino parado, olheiras (Rock Rose + Olive); cansaço, falta de força motriz no intestino (Rock Rose + Hornbeam); colites com dor (Rock Rose + Holly); colites com mágoa e tristeza (Rock Rose + Willow); entendimento dos problemas intestinais (Rock Rose + Chestnut Bud); conflitos afetivos descarregados no inte stino (Rock Rose + Cherry Plum). 3 Anemias agudas, anemias genéticas (+ Honeysuckle), hemofílicos, leucemia, transfusões, pêrdas sanguíneas, hemorragias externas e internas, hemorragias ginecológicas, epistaxe (sangramento nasal). 3 Bexiga e rins, cistites, dor ao urinar. 3 Enurese noturna (Rock Rose + Cherry Plum + Chestnut Bud). 3 A energia do Rock Rose é a Energia Solar, a energia dourada da salvação da nossa vida. Protegenos e nos previne da morte . Nos casos de violência, uso de drogas, de terror ou até de doenças em que sentimos a morte, essa energia solar é consumida e a pessoa fica bloqueada em sua ação. Forças espirituais negativas podem penetrar no plexo solar e a pessoa é consumida em seu sangue. O Rock Rose δ〈 α χονσχινχια δεσσα 〈ρεα δο πλεξο σολαρ παρα ελε γιραρ νο σεντιδο ποσιτιϖο δε ϖιδα ε εξπ υλσαρ α µορτε δε δεντρο δε σι. Ελε ϖενχε ο µεδο δα εντρεγα, ο µεδο δε σε δοαρ παρα ο Τοδο, δ〈 α φορ α δε λυτα πελα ϖιδα. 3 Os Médiuns têm o plexo solar muito débil. Permitem que a energia do outro entre em seu plexo solar e utilize sua energia. Assim, consome-se parte de sua energia de vida interior.

100

Rock Water
(Grupo: excessiva preocupação com o bem-estar dos outros) Água de Fonte VIBRAÇÃO da FLEXIBILIDADE - Descrição do Dr. Bach Para os que são muito austeros em seu modo de viver; privam a si mesmos de muitas alegrias e prazeres da vida porque consideram que isso poderia interferir no seu trabalho. São mestres severos para si mesmos. Desejam estar bem, fortes e ativos, e farão qualquer coisa que julgarem conveniente para se manterem assim. Esperam servir de exemplo que atraia as outras pessoas que podem então seguir as suas idéias e, consequentemente, se tornarem melhores. - Descrição Geral Pessoas perfeccionistas, possuem ideais exagerados e se obriga a viver de acordo com eles. Com o uso da essência tenderá a ser menos rígido, ter uma mente mais aberta. - Dr. Edward Bach Centre É o remédio para a pessoa que leva a auto-repressão e a auto-negação aos extremos. São muito fechados em si mesmos, perseguindo sempre sua própria perfeição de algum modo e estabelecendo metas para si mesmos e sendo cruéis consigo se falham em viver de acordo com suas próprias regras. Se tentarem influenciar os outros não será diretamente, mas somente pelo exemplo. O remédio não impede a pessoa de ter altos ideais ou tentar encontrá-los. Mas ele ajuda a abrandar os excessos da personalidade Rock Water, e a pessoa pode mostrar mais flexibilidade quando ela é necessária, e não ser tão dura consigo mesma.

101 - Regis Mesquita
Nome popular: água de fonte. Origem: fonte de propriedades curativas. Coleta: junho e julho. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Phyllanthus (Phyllanthus niruri / Quebra-pedra).

Nem todas as essências tem sua origem em flores. Esta é uma delas (a outra é Chestnut Bud). Esta essência é feita a partir de água colhida de uma fonte reconhecida por seus poderes curativos e que se localiza em área onde não há poluição. Rock Water é recomendado para aquelas pessoas que buscam altos ideais em suas vidas e que em nome destes ideais perdem sua flexibilidade e liberdade interior. Neste caso está o vegetariano radical que se impõem enormes restrições alimentares em nome de um ideal de saúde. Está também o religioso que se impõem um comportamento demasiado rígido. Está o pai de família que, desejoso de ser um exemplo perfeito para os filhos, adota uma postura excessivamente conservadora e tradicionalista. E outros tantos que, em nome de nobres ideais, acabam perdendo sua capacidade de adaptação e sua liberdade de ação. Eles deixam de governar suas vidas e passam a ser governados pelos ideais e teorias que aceitaram como sendo a verdade e o certo. Eles se ligam a nobres e altos ideais, o que os faz sentir pequenos frente aos mesmos. Somente através da disciplina rígida e da máxima exigência eles sentem que poderão se aproximar destes ideais. Muitas vezes chegam ao ponto de martirizarem-se fisicamente, como no caso dos faquires. O mais comum é o martírio psíquico que se origina da disciplina excessiva a que se submetem. Nestas condições o prazer e o laser são vistos, muitas vezes, como perda de tempo. Eles perseguem a auto-perfeição e querem servir de exemplo para a sociedade. São pessoas que possuem um rígido código de valores e regras morais. São sistemáticos, metódicos, perfeccionistas e sóbrios. Eles acreditam profundamente nos valores morais, éticos, religiosos e políticos que professam e se fecham para novas experiências e questionamentos. Seus pensamentos e sentimentos ficam enrijecidos e assim eles se afastam da possibilidade de aprendizagem e evolução constante. Esta rigidez psíquica quase sempre provoca uma rigidez na musculatura corporal e uma tensão que se reflete no sistema circulatório. Problemas advindos deste processo podem ter sua resolução ajudada por esta essência. Enquanto o tipo Vine busca dominar as outras pessoas. O tipo Rock Water busca se dominar. A essência Rock Water ajuda estas pessoas a retomarem sua liberdade interior e a flexibilidade de adaptação ao mundo. Podem aprender a ser um pouco mais indulgente consigo mesmo e assim buscar seus ideais de forma mais suave.
- Notas: Jessica Bear Crenças políticas e religiosas muito rígidas. Muito frugais. Não gostam de ser tocados ou abraçados. Tudo ou nada. Não flexibilizam as regras. Professores e pais muito rígidos. Tipos “Gestapo”: sem remorsos por suas atitudes, sempre de acordo com as regras. Pessoas do tipo “apenas negócios”, sem coração. * Rock Water como suporte aos tipos (J.B.): Mimulus: ajuda Mimulus a esquecer seus molestadores, quando suas emoções degeneram em ódio. Agrimony: ajuda este tipo a expressar seus sentimentos através do chakra laríngeo, reestabelecendo a comunicação entre a mente e o coração. Water Violet: ajuda este tipo intelectual a ser mais participante, removendo-o da sua “concha”, fazendo-o sentir emoções sem intelectualizá -las. Impatiens: suaviza este tipo cruel e crítico. Vervain: auxilia este tipo a ensinar com exemplos, e não com palavras vazias.

* Uso em combinações (J.B.): 3 relacionamentos- para serem menos críticos e frugais; adoça o relacionamento. 3 competição- para os idealistas que têm restrições em arriscar. 3 insônia- para os que possuem postura rígida e por isso têm dificuldades para relaxar e dormir.

102
* Indicações Adicionais (M.S.): 3 Feições duras ou angulosas. 3 Tendência a tensão na nuca ou rigidez nas articulações. 3 Na mulher: distúrbios menstruais espásticos. * Benefícios (M.S.): 3 Relaxamento interior. 3 Ser capaz de atender as próprias necessidades vitais. 3 Liberdade interior.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para pessoas com mente muito rígida, com idéias extremistas. Teoréticas, distanciam-se muito da realidade. Pessoas inflexíveis, auto-repressivas e que negam a si mesmas. - Para pessoas que se impõem uma autodisciplina severa, que formam uma couraça repressiva tornando-se muito duras para consigo mesmas. - Para pessoas que, preocupadas com o desenvolvimento espiritual, crêem que o mesmo fica inibido pela vivência dos prazeres da vida, então suprimem necessidades e atêm-se a uma forma muito restrita de viver. Precauções: - Este floral não é recomendado para pessoas estressadas. Neste caso, outros sintomas devem ser aliviados antes. É importante que a pessoa seja preparada para este floral, pois ele mexe fundo na estrutura da personalidade. - Útil para as pessoas fanáticas, que, por exemplo, pertencem a seitas religiosas ou que fazem dietas alimentares muito rigorosas. - Importante para pessoas que expressam, em nível físico e muscular, a rigidez em que vivem. Esta manifesta-se principalmente, nas juntas e articulações, o que as fazem sofrer de artrose, problemas de coluna, dor no pescoço e ombros, má circulação nos membros inferiores, problemas ósseos, descalcificação... - Pode ser usado como colírio (sem álcool). - Este floral é muito relaxante, podendo, inclusive, provocar sono. - Rigidez de percepção expressa na forma de viver. - Tensão afetiva (por medo) e ansiedade por perfeição. - Rigidez afetiva ou afeto inapropriado. - “Belle indiference” (pseudo hipermodulação afetiva). - Centrada em elocubrações subjetivas. - Fuga para intelectualização e racionalização. - Perseveração de idéias. - Aumento da atenção concentrada em si mesmo, com diminuição da capacidade para fixar-se ou interessar-se por objetos externos. - Aumento ou diminuição da linguagem falada. - Linguagem egocêntrica, com uso de metáforas e de expressões excêntricas. - Podem ocorrer estereotipias, maneirismos, atos compulsivos. Ativismo escapista. Isolacionismo. - Insônia. - Nódulos. - Mulheres frequentemente dismenorréicas, espasmos e cólicas menstruais. - Homens com ejaculação precoce. - Tendência a litíase (pedras nos rins). - Problemas alimentares. - Doenças nos olhos. Crianças: Buscam sua confirmação pelos adultos significativos através de atitudes de agrado e um comportamento exemplar. Nelas foi rejeitada sua natureza criança. Desde pequenas mostram-se dóceis e reservadas, não explodindo com

103
raiva, alegria ou afetividade. Se expressarem seus sentimentos autênticos, que na terapia serão qualificados, devem ser lentamente estimuladas a realizar uma boa catarse para perderem o medo ao descontrole. Sugestões de apoio: - Sentir o ritmo da vida e perceber sua ordem, vendo assim a beleza do mundo. - Permitir-se ser e desfrutar os prazeres e divertimentos da vida. - Deixar aflorar a intuição, que auxilia na flexibilização de pensamentos e hábitos. - Conscientizar-se da distinção entre teoria e prática. - Viver novas experiências com pessoas que pensam de maneira diferente. - Aprender a julgar por si mesma o que é bom e o que não é, não se deixando fanatizar por teorias e crenças. - Realizar exercícios físicos sem regras fixas para que não se prenda a eles. Experimentar vários tipos: caminhadas, ciclismo, natação, respiratórios, de relaxamento... trabalhando bastante o corpo.

Rock Water - GERAL
Sintomas-chave: para os que são duros consigo mesmos, têm opiniões rigorosas e rígidas, necessidades internas suprimidas. Sintomas do bloqueio de energia: - Grande perfeccionista. - Submete a vida a teorias dogmáticas e, às vezes, a ideais exagerados. - Nega-se a si mesmo muita coisa, na crança de que não é compatível com o seu conceito de vida, perde muito do prazer da vida. - Estabeleceu os padrões mais elevados para si mesmo e obriga-se, quase a ponto de chegar ao abandono de si próprio, a viver de acordo com eles. - Não se dá conta das compulsões sob as quais vive. - Tem um conceito errado de espiritualidade: agarra-se a determinado aspecto acessível (técnica de meditação, dieta especial, etc.) e faz dele uma vaca sagrada. - Acredita que os desejos mundanos inibem o desenvolvimento espiritual, deseja ser santo enquanto está na terra. - Suprime necessidades físicas e emocionais importantes, nega-se a si próprio. - Cai na própria armadilha quando medita, porque “quer” em demasia. - Não interfere na vida dos outros, pois está inteiramente preocupado com a perfeição pessoal. - Recrimina-se quando se vê incapaz de manter a disciplina imposta a si mesmo. - Suas necessidades físicas não estão integradas, mulheres frequentemente dismenorréicas. - Muita tensão no corpo físico, especificamente nos músculos e juntas. TRANSFORMAÇÃO POST ERIOR: - Idealista de mente aberta, capaz de abrir mão de teorias e princípios se for confrontado com novas introspecções e verdades mais profundas. - Não se permite ser influenciado por outros, sabendo que as introspecções certas deverão ser encontradas dentro de si mesmo ou no momento certo. - Capaz de trazer à fruição grandes ideais. - A alegria da vida e a paz interior fazem dele um exemplo natural para os outros.

* CARMEM MONARI: 3 Precisa ter flexibilidade para vencer as cristalizações em sua mente e corpo, para voltar a ter o prazer verdadeiro. É a essência mais pura para agir em nossas cristalizações (essência estrutural) e medo da Transformação. 3 Traços duros, lábios finos e retraídos, olhar sério e duro, gosta de se vestir bem, importa-se com o que os outros vão pensar, orgulhoso, vaidoso, moralista, egoísta e narcisista. 3 Deformações ósseas e articulares, musculatura tensa, artrose, cãimbras, osteoporose. 3 Não se permitem viver seus reais sentimentos, não se permitem demonstrar suas “fraquezas”. 3 Nega-se o prazer espontâneo e a sexualidade. Pode-se auxiliar associando-o às essências Heather (Don Juan), Hornbeam (rígidos), Wild Rose (abrir-se ao prazer), Rock Rose (medo da entrega), Cherry Plum (conflito), Star of Bethlehem (idealização frustrada do primeiro ato sexual nas mulheres). 3 Rigidez mental, medo de mudanças, modo de pensar fechado. 3 Tipos muito racionais, questionam muito o terapeuta. 3 Dificuldade em espiritualizar-se (adicionar Aspen). 3 Nos desconfiados e sem fé, somar ao Gentian. 3 Se desenvolverem doenças auto-imunes e estiverem descompensados, trabalhar primeiro o Star of Bethlehem e o Cherry Plum; e só depois mexer em sua rigidez com o Rock Water. No câncer com metástases ósseas e dores, usar Elm, Holly e Wild Oat. 3 Quando seguram seus medos dentro de si, associar, dependendo do caso, Aspen, Mimulus, Cherry Plum, Rock Rose, Red Chestnut. 3 Não usar essências do grupo dos poderosos juntas ao mesmo tempo.

104

Scleranthus*
(Grupo: para os que sofrem de indecisão) Scleranthus Annus VIBRAÇÃO do EQUILÍBRIO - Descrição do Dr. Bach Para os que são incapazes de se decidir entre duas coisas, inclinando-se ora em direção a uma, ora a outra. São geralmente pessoas tranquilas, caladas, que carregam sozinhas a sua dificuldade, pois não se sentem inclinadas a tratar dela com os outros.

- Descrição Geral Para pessoas incapazes de tomar uma decisão. Vacilam entre dois caminhos gastando um tempo valioso em seus raciocínios. Apresentam grande flutuação de humor.

- Dr. Edward Bach Centre Remédio para pessoas que encontram dificuldade em fazer mentalmente a opção entre duas ou mais escolhas. A indecisão Scleranthus comumente afeta as pequenas decisões da vida tanto quanto as grandes. Algumas vezes a incerteza crônica da pessoa Scleranthus se manifesta de outros modos. Ela talvez tenha humor flutuante e até tendência à doença: ainda que estes sintomas não sejam em si mesmos guias infalíveis de Scleranthus, mas somente sinais de que o remédio deve ser considerado. Em qualquer caso, o remédio é dado para ajudar a pessoa a agir mais decisivamente e conhecer sua própria mente.

105 - Regis Mesquita
Nome popular: craveiro. Coloração: verde. Floração: julho e agosto. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Ficus (Ficus carica /Figueira).

Na vida temos que escolher entre duas opções a todo momento. Decidimos se uma roupa está boa ou não, se vamos à uma festa ou não, se vamos viajar com uma turma de amigos ou não. Para algumas pessoas esta tomada de decisão é algo tão penoso que gera muita angústia. Elas simplesmente não são capazes de tomar uma decisão e se fixarem nela. Elas ficam desorientadas, hesitam em suas decisões e opiniões, mudam de idéia e de humor. Aqueles que convivem com estas pessoas as consideram volúveis e pouco confiáveis. O humor pode oscilar entre extremos. Em um momento podem estar bem, para em seguida estarem tristes. Esta oscilação reflete um forte desequilíbrio interno. São constantemente pessoas excêntricas. Quando criança querem brincar com todos os brinquedos ao mesmo tempo pois não sabem qual escolher. E não param quietas, porque suas oscilações as levam “para lá e para cá”. Esta instabilidade pode se refletir inclusive no plano corporal. Desequilíbrios físicos, tonturas, enjôos, podem ser sintomas de que a pessoa precisa desta essência. A essência Scleranthus ajuda estas pessoas a adquirirem um equilíbrio pessoal e a terem uma direção em suas vidas. As pessoas que necessitam de Scleranthus mudam facilmente de opinião e após decidir algo ainda existe dúvida, mas sempre decidem pela sua cabeça. As pessoas que podem ser ajudadas por Cerato tem dúvidas sobre sua capacidade de decidir. Elas solicitam a opinião alheia para terem um outro parâmetro para seguirem como exemplo.  Scleranthus trata dos tipos que nunca podem se decidir, de uma forma ou de outra, contudo também ajuda os
que sofrem de variação de humor ou alguma forma de desequilíbrio, independente de tipo.

- Notas: Jessica Bear O engano consiste em achar que as decisões insignificantes do dia-a-dia têm uma carga monumental em sua qualidade de vida. Imaginam que desperdiçarão a vida se tomarem a decisão errada.

* Indicadores de Scleranthus (J.B.): 3 mente oscilante, indecisos. 3 humor variável, feliz e triste, com e sem energia. 3 condições unilaterais. 3 sistema fora de equilíbrio: pH, hormônios, etc. 3 fadiga constante. Esgotamento dos rins e das supra-renais. 3 tendência à hipoglicemia. 3 maníaco-depressivo (distúrbio bipolar); esquizofrenia; autismo; síndrome de Down. * Uso em combinações (J.B.): sucesso- para decisões firmes. relacionamentos- para escolherem se ficam ou se vão. aprendizado- para a comunicação entre os hemisférios cerebrais. viagens- para os enjôos. energia- esgotamento das supra-renais. TPM- equilibrar o humor e os hormônios. terminais - decidir ficar ou partir.

Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Frequentemente: biotipo alto e magro demais. 3 Sintomas físicos que assinalam falta de equilíbrio energético: variações no peso e na pressão sanguínea, alternância entre diarréia e constipação. 3 Perturbação do equilíbrio: tonturas, enjôo em viagens, dis túrbios auditivos. 3 A atividade em frente ao computador é difícil de ser tolerada. 3 O paciente é errático e não se concentra na conversa, com gestos distraídos ou abruptos.

106
3 Enjôos matinais na gravidez. 3 Sucessão rápida de todos os sintomas. Benefícios (M.S.): 3 Equilíbrio interior e determinação. Estabilidade.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para pessoas que variam de estado de espírito de um momento para outro. - Para os que sofrem de angústia e ansiedade por causa da indecisão, da dúvida, da instabilidade. - Para pessoas que sofrem muito com a dificuldade de se decidir entre duas coisas. Ora vão para uma, ora para outra direção, sem conseguirem decidir-se. - Para os que necessitam integrar polaridades. - Labilidade afetiva, mudanças de humor, ambivalência. - Inquietude, ansiedade, tensão, podendo apresentar sinais de estresse. Insegurança e sensação de inadequação. - Afeto deprimido e elação, podendo chegar à euforia. - Distraibilidade, dificuldade para concentrar a atenção. - Idéias ruminantes de cunho contraditório, de dúvida e indecisão, de fatos passados ou de conteúdo antecipatório. - Aumento ou diminuição da atividade (conforme o estado de humor). Pode haver conduta imatura e ambivalente, adicção a substâncias psicoativas, ingesta compulsiva de alimentos alternada com inapetência. - Insônia (por sentimento de dúvida e idéias ruminantes). - Incremento ou diminuição da linguagem verbal e corporal (conforme o estado de humor). - Vertigens, náuseas, enjôos de viagem. - Problemas do ouvido médio; labirintite. - Hipo e hipertensão arterial; taqui e braquicardia (oscilações de polaridade); angina. - Cefaléias periódicas, enxaquecas. - Mudanças de níveis hormonais (e do humor), que se manifestam na tensão pré-menstrual, na gravidez, parto e puerpério, na menopausa e no climatério. - Tensão e “calorões” no climatério, acentuados principalmente nas variações climáticas. - Problemas digestivos, hiperacidez estomacal, dispepsia e úlceras. - Manifestações no fígado e vesícula biliar. - Constipação intestinal, flatulência e diarréia; colites; estados de anorexia e bulimia, oscilações de peso corporal (efeito “sanfona”). - Afecções glandulares (fígado e vesícula biliar); disfunções endócrinas e metabólicas, particularmente da tireóide. - Febres recorrentes; amigdalites; faringites; rinites; bronquites e asma periódicas. Tosses e pigarro. - Eczema; hipersensibilidades e alergias. - Tensão muscular com manifestação na coluna cervical; dores de cabeça, fadiga e insônia. - Manifestações de estresse. - Em casos extremos, poderão aparecer doenças degenerativas, atrofias, neoplasias (por retenção excessiva de energia) ou processos inflamatórios agudos (por fluxo excessivo de energia). Precauções: - Útil sempre que haja desequilíbrio físico, mental ou emocional. - Para as oscilações frequentes de humor, especialmente as periódicas, como as do ciclo menstrual e do sono. - Indicado para equilibrar o ciclo dos estados anímicos: variações de ânimo conforme o turno do dia. - É útil como complemento no tratamento de transtornos uni e bipolares, nas hipomanias, nas formas cíclicas ou intermitentes da esquizofrenia, na fobia às alturas, na insônia periódica ou por pensamentos de dúvida. - Para pessoas dispersivas, desconcentradas e digressivas. - Indicado para pessoas sujeitas a náuseas de viagens e de gravidez, especialmente pela manhã ao levantar. - Recomendado em sintomas recorrentes, que aparecem com certa periodicidade, como: eczemas, cefaléias, febres, tonturas, vertigens, etc. - Para pessoas muito sensíveis às variações e mudanças climáticas. - Ajuda a equilibrar o ritmo do trabalho de parto.

107
- Útil no puerpério e durante o período de amamentação. Auxilia e regulariza a produção de leite e os intervalos nas mamadas do bebê. Recomendado para mãe e filho. - Recomenda-se em períodos tanto de crises como nos assintomáticos. Crianças: É indicado para a dupla mãe-bebê. Para a mãe quando esta custa mais a retornar ao ritmo normal de vida após o parto e quando precisa conciliar suas necessidades emocionais e físicas com as do bebê. A delicada e singular sintonia, na vida cotidiana de ambos, é uma tarefa complexa que somente pode ser descoberta lentamente, através da experimentação paciente e do convívio continuado e estável. Scleranthus ajudará nos casos de um bebê instável e de uma mãe insegura, rodeada de “coma dres” dispostas a darem sempre o melhor palpite (que são, em geral, mensagens de conteúdos contraditórios). Instala-se a ambivalência, a instabilidade e a dúvida. Scleranthus facilitará a descoberta natural do equilíbrio, muito singular na sintonização dos ritmos mãe-bebê. Por um lado existe ainda um bebê não equilibrado: sono-vigília, fomesaciedade, etc.; por outro lado, uma mãe que precisa encontrar seu novo equilíbrio em relação à produção do leite, a um sono restaurador, à atenção aos outros filhos, ao marido, às atividades domésticas e profissionais e ainda enfrentando as profundas mudanças corporais, internas e externas. Em geral, uma criança em estado Scleranthus em desequilíbrio é carente de autoconfiança. É muito difícil para ela escolher e tomar decisões a respeito de qualquer coisa. Inquieta, expressa dúvidas acerca do que fazer, o que brincar, o que comer e a quais tarefas se dedicar. Em casa, na escola e nas sessões de ludoterapia apresenta períodos de inquietude e instabilidade física e emocional, alternados com períodos de introversão (aparente depressão). Sua inquietude provém de pressões de estímulos externos (não aceita que lhe ordenem e lhe mandem fazer determinada coisa); tende a ser uma criança rebelde. Pode realizar várias atividades ao mesmo tempo, sem concluir nenhuma. Não pergunta muito; quer obter orientação e direcionamento consigo mesma, buscando em seu interior. É especialmente vulnerável quando impõem-se novas situações e ritmos de vida, ficando inquieta e insegura. Por exemplo, no período de férias ou quando exposta à maior liberdade de determinação acerca do seu tempo, fica perdida e confusa. Não foi suficientemente qualificada e respeitada, desde cedo, em sua espontaneidade e autonomia para ter liberdade nas decisões rotineiras. Não lhe permitiram escolher o que comer, vestir, brincar... Por medo de crítica, sua indecisão e ambivalência “servem” para buscar aprovações. Fica estagnada quando percebe que não pode agradar a todo o mundo ao mesmo tempo. Sugestões de apoio: - Harmonizar e movimentar-se na direção de uma meta. Procurar ligações entre a consciência e o eu profundo para alcançar o próprio centro na mente e no corpo; encontrar o próprio ritmo interno integrando polaridades. - Realizar exercícios respiratórios e de relaxamento para restabelecer o ritmo regular. Ouvir música tranquila, realizar caminhadas diárias; praticar Yoga, meditação, Tai Chi Chuan... - Realizar jogos de salão, esportes, jogos infantis... - Transformar a hora das refeições em um momento de prazer: comer devagar e mastigar bem os alimentos. A tensão na hora da alimentação estimula o apetite “psicológico” e provoca todos os males da digestão, como gastrite, úlceras, colite, mau hálito, acúmulo de gases... - Descansar, se possível, trinta minutos após as refeições. - Evitar fumo, café, álcool, que podem agravar gastrites e úlceras. Dar preferência à ingesta de água. - Evitar o excesso de comida e de gordura que dificultam a digestão e agridem o sistema digestivo. - Trabalhar os medos, ansiedades e inseguranças que sugam a vitalidade, contaminam a mente e somatizam problemas estomacais. - Trabalhar a raiva e o mau humor que intoxicam o organismo, agem no aparelho digestivo, comprometem o fígado... - Organizar os compromissos e as preocupações, fazendo listas escritas com os compromissos reais que tenha, ordenando-os no tempo disponível.

Scleranthus - GERAL
Sintomas-chave: indeciso, excêntrico, carente de equilíbrio interno. As opiniões e estados de espírito modificam-se de um momento para outro. Sintomas do bloqueio de energia: - É indeciso por causa da agitação interior. - Seus pensamentos vacilam constantemente entre dois caminhos possíveis. - Extrema flutuação de estado de espírito, chora e ri, sente-se no sétimo céu ou nas profundas do inferno. - Mente de gafanhoto.

108
- Parece indigno de confiança, por causa de opiniões variáveis. - Falta de equilíbrio exterior e interior, colapsos nervosos. - Não se concentra, salta de um assunto para outro durante a conversação. - A falta interna de decisão custa um tempo valioso, e muitas boas oportunidades se perdem, assim paticular como profissionalmente. - Não pede conselhos aos outros quando se acha às voltas com um conflito interior, e tenta chegar sozinho à decisão. - Faz com frequência gestos desencontrados, espasmódicos. - Os sintomas físicos provenientes da falta de equilíbrio da energia podem ser: transformação extrema entre a atividade e a apatia, subindo e caindo rapidamente a temperatura do corpo, alternância entre a fome e a perda do apetite, ou entre a prisão de ventre e a diarréia, enjôos provocados por viagens, enjôos de manhã ao despertar, etc. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Tem poder de concentração e determinação. - Mantém o equilíbrio interior, sejam quais forem as circunstâncias. - Versátil e flexível, é capaz de integrar mais e mais potenciais em sua vida. - Toma decisões corretas instantaneamente. - Sua presença é calmante para os outros.

* CARMEM MONARI: 3 São geralmente calados, carregam sozinhos suas dificuldades. O pensamento fica confuso e bloqueiam a ação. Dificuldade de expressão pela vontade fraca, por não aceitar o dinamismo da Vida. Resgata a Integridade. 3 Associar às essências para coragem: Mimulus, Rock Rose, Gorse (coragem espiritual); Mustard (deprimidos); Agrimony (coragem de ser verdadeiro); Larch (coragem da ação). 3 Os librianos se beneficiam de Scleranthus e Beech. 3 A essência define quadros oscilantes, tanto mentais quanto físicos (sintomas que mudam). Associar com Hornbeam. 3 Para aquelas pessoas que não conseguem mostrar o que são, cada hora estão de um jeito. 3 Desequilíbrios, labirintites e deformações ósseas. 3 Geralmente são hipocondríacos, pelos muitos sintomas. 3 Estômago fraco, enjôos. 3 Humor instável e grande irritabilidade, podendo ser confundido com Impatiens (mas este toma decisões). 3 Pessoas que pensam demais e agem pouco. Olham para o outro e não conseguem dizer o que querem. Podem ser associados a Olive (cansaço mental), Chestnut Bud (compreensão para a mente), White Chestnut (quebrar a rigidez de pensamentos obsessivos), Walnut (fortalecer a individualidade), Crab Apple (clareza mental). 3 Crianças tímidas em certos lugares e extrovertidas em outros. 3 Gravidez: a essência mais usada é o Walnut, mas se tiver enjôo pode ser o corpo não aceitando a gravidez (e a mente aceitando), então associar o Scleranthus. 3 Scleranthus + Larch: nos casos em que damos o Scleranthus, ele toma a decisão, mas não se define pela ação. Falta o vermelho do Larch. 3 É a essência de definição perante o mundo.

109

Star of Bethlehem
(Grupo: para o desalento ou desespero) Ornithogalum Umbellatum VIBRAÇÃO da RESTAURAÇÃO - Descrição do Dr. Bach Para os que estão muito angustiados, em circunstâncias que geram uma grande desdita momentânea. O choque de uma notícia grave, a perda de um ente querido, o medo que se segue a um acidente, etc. Para os que, num determinado período, se recusam a ser consolados, este remédio traz alívio. - Descrição Geral Star of Bethlehem é prescrito em função de experiências traumáticas que uma pessoa tenha vivido. Estas podem ser físicas, emocionais ou espirituais. É capaz de restaurar o poder autocurativo do corpo neutralizando os sintomas do trauma independente se este é recente ou tenha acontecido há muito tempo.

- Dr. Edward Bach Centre É um dos ingredientes do Rescue Remedy. Ele é o remédio para os efeitos após qualquer choque, como notícias ruins inesperadas ou um acontecimento ruim inesperado. E pode ser usado também para os efeitos de um choque recebido muitos anos atrás, até muito cedo na infância. É também o remédio para a sensação de vazio e perda que muitas vezes ocorre quando uma pessoa amada morre ou se vai, visto que isto também pode ser um grande choque para o sistema. Star of Bethlehem é o remédio reconfortante dado nessas circunstâncias.

110 - Regis Mesquita
Nome popular: estrela-de-Belém. Coloração: brancas com listas verdes. Floração: abril, maio e junho. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Tagetes (Tagetes patula / Cravo-de-defunto).

A pessoa que necessita desta essência está com enorme dificuldade em aceitar e enxergar a realidade de alguma situação particularmente dolorosa. Como conseqüência esta situação se cristaliza em sua mente tornando uma fonte constante de desgaste emocional. A essência de Star of Bethlehem ajuda no dissolver deste núcleo emocional traumático, ao favorecer o entendimento de todo o processo traumático. A área da vida onde o trauma aconteceu (e as vezes o todo da pessoa) fica estagnado e paralisado. A pessoa se fecha para tudo que tenha qualquer relação com a situação dolorosa. Uma mãe pode recusar-se a viajar só para evitar transitar pela estrada na qual o filho morreu. Este é o sinal de que o luto pela morte do filho não está sendo elaborado, que este processo está estagnado. Paralisado, o sofrimento se perpetua. O resultado são pessoas desvitalizadas, tristes, frustradas e lentas. Esta essência é particularmente útil nas situações de emergência, nas quais o choque emocional e físico assume uma importância única. É o principal componente do composto floral Rescue. Crianças e adultos que tiveram partos traumáticos, que foram vítimas de violências físicas e/ou emocional, que perderam entes queridos, que vivenciaram acidentes ou doenças graves, ou seja, que passaram por qualquer choque ou trauma, em qualquer época de suas vidas, podem encontrar nesta essência um confortador para seus traumas. Note-se que o trauma pode permanecer “adormecido” por muitos anos. Quando finalmente manifesta-se pode provocar problemas tanto a nível comportamental / ideativo, quanto a nível físico. Paralisias, perda de memória, mudez, e câncer são alguns dos efeitos físicos que um trauma pode provocar.  Esta essência floral parece atuar até no nível celular, liberando a vibração e a memória celular de qualquer
experiência traumática que o corpo possa estar armazenando. Os traumas antigos codificados na memória celular frequentemente podem bloquear o processo de cura.

- Notas: Jessica Bear Conforta os efeitos do trauma. Energia do tipo materno. Sempre que o corpo for atacado, ou quando parecer que não está melhorando. Quando houver dificuldades de estabelecer a causa da doença. * Combinações mais comuns (J.B.): Mimulus: para confortá-lo em seus medos. Mustard: particularmente eficiente durante o ciclo menstrual, quando a mulher necessita ser amparada, confortada. Rock Rose: para confortar após uma situação de pânico. Water Violet: para o trauma e a tristeza, devido à perda de um ente querido. Sempre que houver alguma tristeza, seja qual for a razão. Gorse- para instilar esperança. Oak- para suportar a luta.

- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 O paciente é incapaz de aceitar consolo; mostra um pesar silencioso, mas nenhum medo. 3 Resistência à terapia no caso de doenças crônicas (tais como artrite, asma de fundo nervoso, cardiopatias, etc.). 3 Fisicamente: leve rouquidão ou falha na voz; apatia, andar vacilante, palidez, pele descolorida. 3 Distúrbios da tireóide. 3 Congestão do sistema linfático. 3 Forte fluxo menstrual ou ausência de regras. 3 Resultante de anestesia forte demais. - Benefícios (M.S.): 3 Melhor processamento das experiências. Força interior.

Star of Bethlehem - GERAL

111
Sintomas-chave: após os efeitos de experiências físicas, mentais ou psíquicas assustadoras, não importando que tenham ocorrido recentemente ou há muito tempo. Confortador e mitigador de dores e tristezas. Sintomas do bloqueio de energia: - Infeliz, triste, uma tristeza paralizante, que se segue a decepções, más notícias e outros acontecimentos sobressaltantes. O evento pode remontar à infância, e pode ser inconsciente. A situação talvez exija que se conforte o paciente, embora ele seja incapaz de aceitar o conforto. - Pode propender para a magia e o misticismo. - Possível falta de sensação, andar incerto, decrescimento da fala. - Pode ser levado em consideração como auxiliar em condições psicossomáticas de todos os tipos que resistem ao tratamento. - Pode ter história de abuso de drogas. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Vitalidade interior, mente clara e força interior. - Capaz de adaptar bem o sistema nervoso às mudanças de energia. - Capacidade de pronta recuperação.

* CARMEM MONARI: 3 Consolo da Alma. Bênção. Serenidade. A autora sempre o toma em fases nas quais necessita dar um rumo à sua vida como um todo, quando passa por situações difíceis. É a luz no meio da escuridão. 3 Usado para não formar uma couraça, no futuro, no ponto do trauma. 3 É o raio branco regenerador para que as cicatrizes se processem. Reconecta o corpo à alma após um choque. 3 Nas doenças auto-imunes e auto -destrutivas ocorre antes um trauma que provoca uma desarmonia, uma quebra na ordem das células, e conforme o modo como foi vivenciado o conflito, vai se manifestar em uma parte específica do corpo (Dr. Hamer). Por isso são muito importantes o Star of Bethlehem para o trauma e o Cherry Plum para o conflito. 3 Tireóide: pode ser afetada por uma descarga de um estado de choque. 3 É um grande cicatrizante, útil em cirurgias, queimaduras, fraturas ósseas, partos traumatizantes, etc. 3 Protege nosso corpo físico de acidentes e traumas. 3 Pode provocar diurese, pois a essência mobiliza e purifica as águas celulares.

Sweet Chestnut
(Grupo: para o desalento ou desespero) Castanea Sativa VIBRAÇÃO ALENTADORA - Descrição do Dr. Bach Para os momentos em que a angústia é tão grande que parece absolutamente insuportável. Quando a mente ou o corpo se sentem no limite de suas forças e nada mais podem fazer. Para quando se tem a impressão de que só resta a destruição e o aniquilamento.

- Descrição Geral Quando uma pessoa sente-se desamparada e desprotegida, chegando ao limite de suas forças. Sentimento de extrema angústia e desespero.

- Dr. Edward Bach Centre É o remédio para as pessoas que alcançaram os limites de sua tolerância, que tem explorado todos os caminhos mas não parece haver um jeito para acabar com suas dificuldades, e que sentem que não lhes resta nada a não ser aniquilação e vazio. Enquanto as pessoas num estado Gorse caem num estado de desesperança quando há reais soluções possíveis ao redor, a pessoa num estado Sweet Chestnut está genuinamente no fim da linha: está aterrorizada, em desespero terminal. O remédio ajuda a pessoa nesse estado extremo a permanecer

112 no controle de sua vida e renovar a esperança e a força. E muitas vezes é uma maneira de talvez até abrir um outro estágio da vida.

- Regis Mesquita
Nome popular: castanheiro. Coloração: verde (feminina) e amarelo (masculina). Floração: junho, julho e agosto. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Heliotropium (Heliotropium peruvianum / Heliotrópio).

Para quando o indivíduo pressente que não tem forças para resolver seus conflitos. Ele está no limite de sua resistência. Está desesperado. É um momento extremo na vida da pessoa. Para ele não há esperança e nem futuro. Ele se sente sozinho e isolado de todos. É um sofrimento interior que é agravado pelo fato da alma estar presa em va lores, idéias e comportamentos que nada colaboram para a resolução do seu sofrimento. Edward Bach descrevia este sofrimento como se a própria alma da pessoa estivesse sendo destruída. O momento em que o indivíduo necessita da essência floral Sweet Chestnut é um momento em que a dor está provocando o nascimento de um nova consciência. Os antigos padrões que vinham governando o indivíduo estão sendo rompidos e o novo ainda não se impôs. Neste momento ele ainda sofre maciçamente a perda e o rompimento. O que sobra é um grande vazio, uma escuridão, a exaustão e uma angústia extrema. Com a nova consciência que emergirá desta situação ele irá vivenciar a libertação do sofrimento e das velhas estruturas mentais. Indivíduos que se dedicaram a vida inteira a uma out ra pessoa, que fizeram dela o centro de sua vida e de repente se vêem sem esta pessoa podem vivenciar este sofrimento extremo. Neste caso, o desespero e a sensação de destruição interior irá tomar conta da vida até que a pessoa se liberte dos seus antigos padrões e aprenda a viver de um modo diferente. O sofrimento em seu limite, o desespero, a falta de saída, de esperança e a solidão interior são o prenúncio de uma nova etapa da vida que é atingida mais facilmente quando tomamos Sweet Chestnut.  Para aqueles que estão ou são tão fracos e desanimados que nem sequer têm energia para tentar pôr um fim
ao seu sofrimento.

- Notas: Jessica Bear A realização da ilimitada energia do Eu Superior que nos levanta das profundezas do inferno. Para saber que contamos com a energia ilimitada e inabalável, mesmo em situações de necessidade. O Ego percebe sua impotência, percebe que não pode fazer sozinho, que deve buscar a solução numa fonte superior. * Combinações mais comuns (J.B.): Agrimony: quando recorrer às drogas por se acharem no limite de suas forças. Durante um processo de desintoxicação. Oak- força para suportar. Rock Rose: quando o extremo desgaste e a exaustão das supra-renais são evidentes. Olive- para a exaustão. Mimulus: quando seus medos os envolvem e eles se sentem num beco sem saída. Heather- para que saiam do redemoinho de seus medos. Vervain: para energizar este tipo que não tem descanso. Oak- fortalecimento para não quebrar sob tensão. Water Violet: quando o pesar os leva aos limites. Gorse- para trazer a luz de volta às trevas.

- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Muitas vezes, a vida pessoal do paciente é extremamente dramática. 3 No estado agudo: as mais árduas situações de crise, situações difíceis. 3 No estado crônico: tipo psicológico marginalizado, emocionalmente vai sempre até os limites. Muitas vezes não está consciente disso.

113
- Benefícios (M.S.): 3 Autodescoberta. Percepção da existência de uma Vontade Superior. 3 Disponibilidade interior para a a transformação emocional dentro dos limites do que é possível a cada momento.

Sweet Chestnut - GERAL
Sintomas-chave: sentimentos do mais absoluto abatimento. Acredita haver atingido os limites da resistência. Sintomas do bloqueio de energia: - Tem a sensação de estar de costas para a parede. - Sente que foi atingido o limite máximo da resistência. - Sente-se completamente perdido no íntimo, impotente no vazio e no isolamento total. - Desespero extremo, mas sem pensamentos de suicídio. - Noite negra da alma. - Já não pensa no ontem nem no amanhã, acha que não há mais nada senão o caos e a destruição à sua volta. - Abre mão de todas as esperanças (mais agudamente do que no caso do Gorse), mas não fala sobre isso a ninguém. - Tem medo de poder sucumbir à pressão, contra a sua vontade. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Experiência do nada no limiar de novo horizonte. - Estava perdido e reencontrou-se. - Fênix renascendo das cinzas. - Reconheceu ser possível uma mudança crucial, a jornada interior começou. - Capaz de acreditar outra vez, experiências pessoais de Deus.

* CARMEM MONARI: 3 É a essência que será usada no maior grau de desespero que sentirmos em uma pessoa, quando ela está em uma situação que acha que nem a morte vai resolver. 3 Seu erro é pelo afastamento de seu Eu Superior, não pede ajuda a Ele, vai perdendo a fé e entra em desolação, que é uma solidão que vem da Alma. Muitas vezes está preso a relacionamentos destrutivos de longa duração, que o deixam em um grau de esgotamento muito grande, o que vai conduzir a essa desolação. 3 A vitalidade é baixa, falta reação de luta. Pensamentos confusos, preocupação em excesso. Associar Olive. 3 Em fases terminais. 3 Pulmão: pode somatizar, por causa da tristeza. Acaba por paralizar também o intestino grosso. 3 Junto com Pine, dá entendimento espiritual da existência. 3 Na experiência clínica, a autora usa o Sweet Chestnut em fases agudas de desespero ou dores muito fortes. Costuma usar 2 gotas do stock em um copo d’água, tomando em duas ou três horas, até melhorar. Não costuma usar por longo prazo. Ele logo abre caminho para outras essências. Ela utiliza em sua vida pessoal todas as vezes que necessita de entendimento do porquê de seus sofrimentos profundos e isso a deixa desesperada. 3 Após o Sweet Chestnut, quando a pessoa vai recomeçar a vida, lembrar do Wild Oat, Walnut, Olive, Larch (se falta um empurrão), Gentian (se falta fé) e Chestnut Bud (para o aprendizado).

114

Vervain*
(Grupo: excessiva preocupação com o bem-estar dos outros) Verbena Officinalis VIBRAÇÃO do COMEDIMENTO - Descrição do Dr. Bach Para os que têm princípios ou idéias fixas, que estão certos de estarem com a verdade e, por isso, raras vezes mudam. Tais pessoas desejam veementemente converter para o seu modo de ver a vida todos aqueles que as rodeiam. Têm grande força de vontade e muita coragem quando estão convencidas das coisas que querem ensinar. Na enfermidade, ainda lutam, quando outros já teriam desistido de tudo.

- Descrição Geral Para aquelas pessoas que se sentem donas da verdade e não aceitam as diferenças individuais. Querem convencer os outros de suas idéias e crenças.

- Dr. Edward Bach Centre Pessoas perfeccionistas com um afiado senso de justiça e extrema energia mental que de todo o coração arremetem atrás daquelas causas em que acreditam. O entusiasmo pode ser contagioso e eles sentem uma forte necessidade de persuadir os outros para seu próprio ponto de vista. Uma pessoa Vervain ao extremo pode se

115 tornar fanática, incapaz de ouvir pontos de vista alternativos, e pode se colocar sob uma grande quantidade de stress porque acredita ser muito difícil se desligar e relaxar. O remédio é dado para ajudar a pessoa neste estado a se restaurar. Ele encoraja a compreensão para aproveitar a vida e a passagem do tempo ao invés de sentir sempre a necessidade de estar ativo.

- Regis Mesquita
Nome popular: verbena ou camaradinha. Coloração: lilás. Floração: julho a setembro. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Vervano (Stachytarpheta dichotoma / Gervão).

O indivíduo que necessita de Vervain é um sujeito idealista, impulsivo, impaciente, com muita força de vontade e energia interior. São pessoas capazes de realizar altos sacrifícios em nome de uma boa causa. E sempre encontram esta boa causa. Eles ficam profundamente entusiasmados com um ideal e realizam enormes esforços para levá-lo adiante. Um paciente se descreve: “quando a professora pedia para eu olhar a classe eu me sentia como um xerife e não deixava uma única coisa passar sem que eu percebesse e anotasse. Eu era odiado...”. Estas pessoas são assim, se esforçam até o último grau, e seus esforços são fontes de tensão para eles e para quem os rodeiam. Quando defendem uma causa tentam a todo custo conquistar apoiadores. Falam sem parar e expõem mil argumentos sem deixar espaço para o outro argumentar. Se contrariados ficam profundamente irritados e nervosos. São pessoas trabalhadoras que raras vezes se permitem um descanso, pois “a causa me cha ma”. Estão sempre pensando no que tem que ser feito. Eles utilizam demais a mente. Por serem ansiosas não conseguem relaxar a mente e o corpo. Estão sempre tensos e estressados e com isto são vítimas de dores de cabeça e tensão pelo corpo. Quando crianças são bastante agitadas e muito ativas. Esta é uma das essências recomendadas para crianças hiperativas. Alguns ficam fanáticos, outros viram mártires. Muitos revelam uma ânsia e um desejo enorme de punição e agressão quando são frustados. Não aceitam a injustiça. Quando participam de uma situação onde consideram que há uma injustiça sentem-se impelidos a tomar partido. A essência floral Vervain ajuda estes indivíduos a agir com mais equilíbrio e serenidade. Paz na mente e harmonia no ambiente passam ser tão importante quanto desenvolver um bom trabalho em prol de uma causa boa.
- Notas: Jessica Bear O engano é sentir que foram enviados para ser os salvadores dos outros. Despendem tanta energia salvando os outros que não sabem como salvar a si mesmos, restando então pouca razão para viver; frequentemente acreditam que podem até perecer se estiverem falhando em sua missão. * Indicadores de Vervain (J.B.): 3 muito intensos. 3 excessivamente sérios. 3 acreditam que foram destinados. 3 fanáticos por trabalho. 3 energia sem fim. 3 idealistas, sempre lutando por uma causa. 3 focados no mundo, a família é secundária. 3 sempre filosofando.

* Uso em combinações (J.B.): 3 relacionamentos- para os muito sérios, que não se divertem. 3 alergia - aumenta os níveis de tolerância. 3 energia- (drenando) para os muito dominadores com suas exigências. 3 TPM- para as muito intensas. Influência da tireóide. 3 competições- quando não estão tendo um bom desempenho.

116
3 insônia- para os “muito acesos”. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Irradiação positiva, calorosa, aberta e ativamente participante. 3 Com frequência, participa de atividades beneficentes. 3 Quando criança: hiperativa, principalmente à noite. 3 Fortes tensões, que o paciente não consegue controlar nem mesmo através de meditação, treinamento autógeno ou similares. 3 O estado também pode se manifestar quando o paciente, inconscientemente, precisa pôr à prova a sua vontade. * Benefícios (M.S.): 3 Moderação, senso de relatividade.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para pessoas super entusiasmadas, que exageram na dedicação a uma boa causa e abusam de suas próprias forças. - Para pessoas fanáticas, perfeccionistas, com idéias fixas e rígidas, o que não lhes permite relaxar. - Parapessoashiperativas,hipercinéticas,muitoansiosaseirritáveis,comsentimentosdepressãoetensão. - Conduta hiperativa (ativismo defensivo), podendo tornar-se sedutora, arrogante, impulsiva ou atuadora, de forma compulsiva ou não. - Hipervigilância e diminuição da atenção concentrada. - Fluência verbal e expressão gestual aumentada. - Falsa hiperemocionalidade. - Irritabilidade e impaciência, tensão por incapa cidade de relaxar, insônia. - Problemas sexuais, que podem manifestar-se, desde a diminuição do desejo, até a anorgasmia. Ejaculação precoce. - Oscilações de humor, predominando euforia ou hiperentusiasmo e afeto, temporariamente deprimido. - Instabilidade emocional, com crises e stress. - Hiperacidez gástrica e/ou produção excessiva de saliva (problemas estomacais e intestinais). - Tensão muscular nas costas e contraturas na parte superior dos ombros, pescoço e braços, transtornos da coluna, principalmente artrose cervical. - Dores por tensão (dor de dente, de cabeça, e nos olhos). - Colapso por impossibilidade de relaxamento. - Enfraquecimento do sistema imunológico (febres, gripes, má cicatrização, abcessos...). - Sudorese aumentada e seborréia. - Problemas circulatórios, principalmente nos membros inferiores. - Problemas cardio vasculares. - Problemas ginecológicos, patologias uterinas, fibromas, tumores. Precauções: - Indicado para mulheres com apatia ou frigidez sexual, que acumulam toda a energia na parte superior do corpo, não conseguindo relaxar. - Para crianças cheias de caprichos, que gritam quando querem algo e só param quando lhes fazem as vontades. - Bom para crianças hiperativas ou hipercinéticas, com excesso de energia e vitalidade ou, ainda, que nunca querem dormir à noite. Também para bebês agitados. - Para pessoas que dormem mal, pelo excesso de tensão e pela má distribuição de sua energia. - Indicado antes do parto, junto com Rescue, por ser relaxante. - Para pessoas despóticas, que não têm consciência disso. - Para pessoas que programam, mentalmente, todo o seu tempo. - Para situações traumáticas e dramáticas, que envolvam perdas, paixão e ódio. - Em geral procuram o terapeuta na fase do estresse. Neste caso, indica-se uma impregnação com este floral e um acompanhamento cuidadoso do terapeuta, devido ao risco de depressão aguda.

117
- Recomenda-se dar Vervain à noite, pois necessitam sentir seu espaço interno (interiorizar-se) uma vez que são pessoas tensas. - Deve-se observar que estas pessoas, hiperativas ou hipomaníacas, ao se tranquilizarem, podem deprimir-se, quando recomenda-se associar Gentian ou Chicory. Crianças: Bebêsmuitoinquietos,tensoseagitados.Maistarde,nãoencontrandoumsolofértilparaproduzircomtodaessaenergiaquepossuem,tendemafazertudoaomesmotemposem poderemconcentrarsuaatenção.Espalhambrinquedossemexplorá-losafundo.Apresentam confusaseperdidasporfaltadelimites.Tendemaderrubarequebrarobjetos. -se Pobrecontrolenamotricidadefinaetensãomuscularexageradanosdedos.Suafaceétensaedenotaansiedade,principalmentenaalturadassombrancelhas,entreasquaisjá apareceumarugadeexpressão.GeralmentepossuempaisRockWater. Sugestões de apoio: - Usar suas energias com mais carinho e tolerância, sem esbanjá-las. - Cultivar um tranquilo e calmo estado de contentamento, para evitar o desgaste e a tensão. - Aceitar a vida no aqui e agora. Cultivar a serenidade para ponderar o uso extremo de energia. - Respeitar suas condições físicas. - Aprender a relaxar durante períodos de intensa atividade. - Compreender que a pressão só produz contrapressão. - Praticar exercícios que envolvam meditação lenta e movimentos harmoniosos, tal como Yoga e Tai Chi Chuan. - Dar lugar à prática de relaxação, ao descanso e exercícios respiratórios no programa diário. - Absorver muito sol, ficar ao ar livre e realizar atividades físicas. Evitar ficar confinado por muito tempo (doenças que causam imobilização, para este estado, tem consequências psicológicas bastante sérias). A pessoa pode armazenar energia durante o verão, com banhos de sol e ar livre que será usada no inverno, tempo frio ou chuvoso. - Praticar esportes competitivos ou dança para canalizar as energias e os poderes de concentração de forma positiva. - Aprender a renunciar ao fanatismo. - Esforçar-se para estruturar o seu tempo interno.

Vervain - GERAL
Sintomas-chave: entusiasmo excessivo em apoio a uma boa causa. Leva além do limite de suas energias, altamente sensível e até fanático. Sintomas do bloqueio de energia: - Entusiasmado em relação a uma idéia, deseja levar outros consigo. - Tem princípios firmes, raramente se desvia deles, e está sempre querendo convencer os outros da sua correção. - Muito intenso, focaliza as coisas com força excessiva, quer realizar cento e cinquenta por cento. - Impulsivo, idealista, até extravagantemente impulsivo e idealista. - Tem grande consciência da missão, está sempre na estacada. - Em sua impaciência desmedida, diz aos outros como fazer as coisas, age por eles, tenta forçá-los a fazer o que é bom para eles. - Quer converter os outros, afogando-os em sua própria energia, esfaltando-os. - Faz as coisas em excesso, ultrapassa-se a si mesmo, quer “vender” uma idéia a outros, e com isso não serve à causa. - Esgota o assunto, fanático. - Exaspera-se com as injustiças. - Corajoso, aceita os riscos, preparado para fazer sacrifícios a fim de alcançar suas metas. - Utiliza enormes energias para que as coisas prossigam, até quando lhe falta a força física. - Irritável e nervoso, com os nervos em ponto de bala, quando as coisas não progridem tão bem quanto esperava. - Tende a ser do tipo rijo, fala e movimenta-se rapidamente. - Vive dos nervos, sujeito a estados de exaustão e a colapsos nervosos. - Totalmente estimulado, incapaz de relaxar-se, sofre de tensão muscular, dor nos olhos, dores de cabeça, etc. - Crianças hiperativas que não se persuadem a ir para a cama à noite. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Defende suas idéias, mas também dá a outros o direito de ter as próprias opiniões. - Deixa-se converter a outra opinião por meio de bons argumentos, numa discussão. - Vê as coisas num contexto mais amplo. - É capaz de usar suas grandes enerngias com eficácia e com amor para uma finalidade que vale a pena. - O portador do archote, capaz de entusiasmar e inspirar os outros se fazer força, e arrebatá-los.

* CARMEM MONARI:

118 3 A conquista do Espaço Sagrado. 3 Quando chegar a hora de trabalharmos a nossa alegria verdadeira e a sua comunicação com o mundo, podemos associar Vervain + Agrimony. 3 O problema do Vervain negativo é de queimar todo o seu potencial, dispersar a direção e perder a força de luta, assim não cumpre o seu ideal. 3 Trabalha o nosso espaço interno e o do outro (respeito). 3 Podemos ter o Vervain apático e medroso, e o Vervain irritável e explosivo, apaixonado. Aos que oscilam entre fases diferentes, associar o Scleranthus. 3 Têm muitas couraças musculares. A essência relaxa a tensão. Pode ter o auxílio de Star of Bethlehem (reações de tensão a traumas) e Holly (dores e rigidez “do contra”). 3 Têm mil idéias, mas pouca realização. Inteligentes. Pulam de um estudo ou de uma profissão para outra. 3 Mulheres: em fases de mudanças hormonais, de vida, TPM, ausência de libido, tumores uterinos (tensão), cólicas, tumores malignos (+ Holly e Elm), anemias por hemorragias. 3 Homens: falta de libido por descarregar seu excesso de Fogo. 3 Rins: Oak e Vervain jogam muita expectativa dos outros em si mesmos. 3 Coração: Vervain + Gentian mostram o “caminho do meio”. 3 Febres, ferimentos abertos, dores de dente (+ Crab Apple), dores violentas crônicas, dores violentas agudas (+ Impatiens), colites. 3 Para crianças sem limites, que não têm respeito por sua casa e a dos outros. 3 Tiques ou manias ritualísticas, compulsões (+ Crab Apple). Distúrbio bipolar, na fase da mania (+ Scleranthus). 3 Depressões por estresse: Vervain + Wild Rose + Wild Oat. 3 Vervain + Heather: expressar-se com equilíbrio, sem lutar para convencer. 3 Artroses ou deformações articulares. 3 Vervain + Mimulus + Holly: bloqueios na ação, inquietação, medo de tudo, sem entusiasmo, arrogantes, sabem tudo sobre os outros e nada de si mesmos.

Vine
(Grupo: excessiva preocupação com o bem-estar dos outros) Vitis Vinifera VIBRAÇÃO do USO CORRETO da LIDERANÇA - Descrição do Dr. Bach Para as pessoas muito capazes, seguras da própria competência, com fé no êxito. Por serem tão seguras, acreditam que seria útil convencer os demais a fazerem as coisas à sua maneira, ou como estão convencidas de que é certo. Mesmo enfermas, dão instruções a quem cuida de seu tratamento. Podem ser muito valiosas em casos de emergência.

- Descrição Geral Indicado para pessoas àvidas de poder, críticas, dominadoras e inflexíveis em suas atitudes. São muito capazes, seguros de si e não valo rizam as opiniões dos outros.

119 - Dr. Edward Bach Centre É para pessoas que conhecem sua própria mente e pensam que sabem o que é melhor para os outros. São mentalmente fortes e usufruem o exercício do poder, mas nos seus estados negativos isto pode levá- los a dominar outros somente pela força. Pais tirânicos e chefes autoritários são típicos Vine negativos, e esperarão absoluta obediência dos outros sem se preocupar muito em dominar corações e mentes tão logo quanto suas ordens forem seguidas. A este respeito eles são muito diferentes de Vervain, que tentará converter os outros ao seu próprio modo de pensar. Vine se contenta com a simples imposição da disciplina. No seu aspecto positivo a pessoa Vine é um guia sábio, gentil e amoroso que pode inspirar e liderar os outros sem o uso da força. O remédio é dado para encorajar este lado positivo da sua natureza.

- Regis Mesquita
Nome popular: videira. Coloração: verde. Floração: varia de acordo com o local, normalmente em maio. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Thumbergia (Thumbergia alata / Carólia).

As pessoas que necessitam de Vine possuem uma personalidade forte. São líderes natos, pois possuem grande força de vontade, sede de poder e habilidade para resolver as situações mais difíceis. São seguros e confiantes. Porém, tendem a querer controlar tudo, pois desconsideram a capacidade alheia. São centralizadores e assim assumem uma enorme carga de responsabilidades. Toda esta capacidade é usada de modo egoísta. Eles buscam a dominação e a imposição de suas vontades. São autoritários, exigentes, insensíveis e não toleram desafio à sua autoridade. Por vezes são cruéis e sádicos. Não levam em consideração a opinião alheia, pois acreditam estar sempre certos. Não discutem, impõem. São inflexíveis, rígidos e se consideram superiores. São indivíduos tirânicos que não conseguem ser amorosos ou compreensivos. Muitas pessoas que sofrem com doenças como hipertensão, tensão muscular, impotência sexual e dores na coluna podem necessitar desta essência. Para atingir seus ambiciosos objetivos não poupam esforços, passam por cima de quem precisar, manipulam, tratam mal, são duros e arrogantes com os outros. Mas quando lhes interessa podem se mostrar mais suaves e respeitadores. A essência Vine ajuda estas pessoas a respeitarem a liberdade de ação dos outros. Aprendem a descentralizar seu poder e a usar a sua capacidade de liderança com respeito e benevolência. Eles aprendem a unir humildade com força de vontade e capacidade de realização.
- Notas: Jessica Bear Para os dominadores, que exigem obediência sem questionamentos. Para os “sabe-tudo”, que acham que Deus se esqueceu de dar um cérebro aos outros e, por isso, sentem que devem dirigir e controlar todos ao seu redor. Não respeitam os outros. Líderes natos. Muito corados. Transpiram arrogância. Mantêm-se eretos, altos e arrogantes. * Vine como suporte aos tipos (J.B.): Mimulus: Vine estimula a soberania e o poder no tímido Mimulus, empurrando-o das sombras para a luz. Gentian: estabiliza a força interior destes tipos para que permaneçam orgulhosos do que são, mesmo quando desafiados pelo desencorajamento na vida. Cerato: para que consigam o respeito dos outros, que os acham tolos. Agrimony: para recuperarem o respeito próprio. Water Violet: para temperar sua natureza intelectual e arrogante. Impatiens: para suavizar sua natureza arrogante, exigente e autoritária. Vervain: para temperar sua natureza “sabe tudo”. Chicory: para temperar sua natureza possessiva, para libertar os que estão sob o seu domínio quando estes se tornam capazes de completar sozinhos as tarefas destinadas a eles. * Uso em combinações (J.B.): 3 sucesso- para manter o respeito, a autoridade e a liderança. 3 exames- para uma capacidade dinâmica de falar. 3 competição- para serem notados e escolhidos durante uma competição.

120
* Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Personalidade muito forte. 3 No homem: aparência segura de si, e até mesmo autoritária / agressiva. 3 Na mulher: muito determinada; sua irradiação latente pode ser fria ou dura. 3 No estado agudo: há um problema real de autoridade. 3 O traço de caráter é encontrado com frequência nos pacientes com os seguintes quadros clínicos: hipertonia, arteriosclerose, vasoneuroses, enxaquecas, esclerose múltipla, neuroses obsessivo-compulsivas (tal como a mania de lavar as mãos), bem como em muitas doenças que provocam dores intensas. 3 Na criança: tendência à crueldade. * Benefícios (M.S.): 3 Generosidade interior; pensar com o coração em vez de pensar com a cabeça. Diferenciação entre a ambição saudável e a doentia.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Sc hmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para pessoas eficientes, de mente forte, com tendência a dominar e impor o seu poder sobre os outros; voltadas para si mesmas e para a conservação do poder. - Para líderes inflexíveis, ditadores, manipuladores, agressivos e tirânicos. - Para todo tipo de pessoas ambiciosas demais e que, por sua compulsão de poder e sucesso, impõem uma disciplina de ferro. - Afeto inadequado, falta ou diminuição da modulação do afeto. Afeto exaltado. - Desconfiança, irritabilidade e baixa tolerância à frustração. Arrogância. Sentimento de vazio. - Conduta amoral, agressiva, compulsiva, perversa, rebelde, impulsiva e dominadora. Sedutora e manipuladora; adicção a drogas. Promiscuidade. - Idéias fixas ou supervalorizadas de auto-referência, de prejuízo, de grandeza, de fanatismo, etc. - Pobre ajuizamento crítico da realidade interna e externa. - Linguagem exacerbada. - Rigidez física que dá poderosas tensões internas; problemas nas costas (na coluna vertebral ou na base da coluna), artrite, artrose, postura rígida. - Dores de cabeça. - Problemas dermatológicos (dermatites crônicas, quando as pessoas sentem mais irritação do que dores: o que lhes incomoda é o aspecto da dermatite); psoríase. - Hipertensão arterial. Triglicerídeos e colesterol alterados. Arteriosclerose. - Pâncreas afetado podendo instalar-se diabetes. - Cálculos biliares e renais. - Doenças no reto, hemorróidas, inclusive tumores. - Impotência sexual. Precauções: - Pode-se tomar Vine depois de uma perda ou trauma, quando a pessoa deixa de entrar em contato comsigo mesma, transformando-se em um corpo sem alma. - Às vezes, o estado Vine pode aparecer depois da pessoa ter tomado Agrimony. - Útil como suporte para superação de problemas emocionais que envolvem perda de poder, de status e de autoafirmação. - É importante que o terapeuta observe os limites de enquadramento, não fazendo concessões. Estas pessoas podem ser muito enganadoras e fazer uso de manipulações. - Recomendado para pessoas que expressam sua ansiedade através de atuações e/ou somatizações, pois não dão conta de seu sofrimento psíquico. Não conseguem simbolizar ou ter insight. Crianças: Mostram-se voluntariosas e briguentas. Despertam a irritação dos adultos. Violentas e cruéis, provocam situações de conflito aberto na escola ou em grupo de iguais. São os típicos líderes negativos na sala de aula. Na escola,

121
tendem a ser o “bode-expiatório” do grupo. Buscam a punição contra si próprias, para satisfazerem seu masoquismo latente. É comum os pais serem intimados a procurar outra escola para seu filho, o que atribuem, geralmente, a defeitos da professora ou da escola. A família inteira tende a desqualificar a quem lhes mostra as suas dificuldades ou os seus defeitos. Esse modelo a criança introjeta e não consegue estruturar limites internos. Por outro lado, frequentemente é porta voz dos conteúdos depreciados que a família deposita nela, os quais ela atua no lugar dos outros membros. Estes mostram conduta adaptada às normas sociais, projetando os “aspectos maus” para manterem-se a salvo. Assim, tal criança ou adolescente provém de famílias que operam com profundas dissociações de papéis. Na adolescência, num grau mais patológico, poderá ter distúrbios de conduta com características sociopatas evidentes, sendo comum a identificação com o agressor. Envolve-se com companheiros (gangues) para furtar, pichar, abusar sexualmente de menores ou deficientes, usar ou envolver-se no tráfico de drogas e até assaltar à mão armada. Sugestões de apoio: - Aprender a ser um entre muitos, trabalhando em equipe e reconhecendo o valor dos outros. - Fazer as coisas no seu próprio tempo, dentro do seu próprio ritmo. - Cultivar conscientemente a serenidade e um estado tranquilo e calmo para moderar o uso extremo da energia que causa tensão. - Alimentar-se leve e corretamente, evitando alimentos pesados e de difícil digestão. - Conscientizar-se de que não precisa ser forte, basta que seja ela mesma, humana e afetiva, fazendo as coisas do jeito que pode. - Realizar atividades físicas, para aliviar as tensões. - Na comunicação procurar a comunhão com o Eu Superior da outra pessoa. - Praticar Tai Chi Chuan, Yoga e meditação para experimentar o fluxo e harmonizar o campo da energia. - Aprender a não ser dominador e autoritário, respeitando o próximo.

Vine - GERAL
Sintomas-chave: dominador, inflexível, luta pelo poder. Sintomas do bloqueio de energia: - Muito capaz, extremamente seguro de si, dotado de grande força de vontade. - Ambicioso e presunçoso. - Julga saber exatamente o que é certo para os outros, e todo o mundo tem de dançar de acordo com a sua música. - O homem ou a mulher que, com presença de espírito e decisão firme, salva a situação; bons líderes. - Corre o risco de usar mal seus grandes dotes por ambição pessoal de poder. - Menospreza as opiniões dos outros, exigindo obediência absoluta. - Ávido de poder, quer autoridade, agressivo, não escrupuliza na escolha dos próprios métodos. - Nunca duvida, nem mesmo por um segundo, da sua superioridade, e por conseguinte, impõe sua vontade aos outros. - O tirano doméstico, o pai severo, o ditador. - Disposição dura, impiedosa, até cruel, sem quaisquer dores de consciência. - Governa inspirando conscientemente medo aos outros. - Até na cama doente, dirá ao médico o que deve fazer. mantém o corpo de enfermagem em constante rebuliço. - Recusa-se a discutir as coisas, porque de qualquer maneira, quem está certo é ele. - As pessoas que se recusam a participar do jogo do poder não lhe merecem a atenção. - Pode adular os superiores, mas trata os subordinados com casca e tudo. - Não cede por dentro, do que resulta extrema tensão interna e possíveis condições físicas dolorosas. - Crianças que intimidam os colegas. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Líder sábio, compreensivo, professor querido, com autoridade natural, bom pastor. - Capaz de delegar e colocar suas qualidades de liderança a serviço de uma tarefa maior. - Ajuda os outros a se ajudarem e encontrarem o próprio caminho.

* CARMEM MONARI: 3 São pessoas que estão com o lado do Pai apagado, com o sangue frio, sem vida, a alma se afasta do corpo. 3 Ensina a usar o Poder Espiritual quando não acreditamos nele ou o usamos mal. 3 Vine + Agrimony: para desintoxicação de adictos. 3 Vine + Wild Rose: resgatam a sensibilidade degenerada.

122 3 Alergias de pulmão, dermatites, psoríases, vitiligo. 3 Desequilíbrio no plexo solar (desde a boca até os intestinos podem ser afetados). Dar: Vine + Rock Rose (para não se desvitalizar/médiuns curadores), Vine + Agrimony (falsos consigo mesmos), Vine + Olive (intolerância a verduras). Para diabetes usar Vine + Crab Apple. 3 Para limpar o Modelo de Pai: Vine + Gorse. 3 Após traumas e perdas, quando a pessoa “mata” seu corpo físico e sobrevive só a nível material: Vine + Star of Bethlehem. 3 Crianças controladoras. 3 Problemas frequentes nos pés. 3 Problemas de insatisfação sexual, alterações ginecológicas. 3 Fugas para vícios. Agem conscientemente. 3 Não sente culpa. 3 Alterações nas gorduras do sangue (Vine + Gorse ou Crab Apple). 3 Alterações cardíacas, hipertensão (Vine + Gentian ou Holly). 3 Vine + Walnut + Red Chestnut: livra-o dos processos de perda de energia por mal contato com o outro (vampirismo energético).

Walnut
(Grupo: para os que têm sensibilidade excessiva a influências e opiniões) Juglans Regia VIBRAÇÃO da IMPERTURBABILIDADE - Descrição do Dr. Bach Para os que têm ideais e ambições bem definidos na vida e que os estão concretizando, mas algumas vezes se vêem tentados a se afastar de suas próprias idéias, de seus objetivos e do próprio trabalho diante do entusiasmo, das convicções ou das convincentes opiniões dos demais. É o remédio adequado para proporcionar constância e proteger o indivíduo de influências externas. - Descrição Geral Vai ajudar na adaptação às mudanças tanto emocionais como corporais .Pessoas que tendem ase deixar influenciar pelos outros e não confiam em seus próprios valores.

123 - Dr. Edward Bach Centre É o remédio que ajuda a progeter contra influências externas em geral, e contra os efeitos da mudança em particular. Os tipos Walnut são pessoas que estão realizando seu propósito na vida mas estão sob influência de opiniões, teorias ou crenças de outros, ou de circunstâncias externas em geral, talvez sendo levados a duvidar de seu padrão. Elas não são como as pessoas Cerato, que ativamente procuram as opiniões dos outros, mas ao invés disso talvez sejam afetadas quase a despeito de si mesmas. Como um remédio contra os efeitos da mudança, Walnut é usado para todas as transições da vida, para a fase de rompimento da dentição, a ida à escola, a puberdade, o casamento, a maternidade, a aposentadoria e além. Ele ajuda a romper ligações com o passado para que a pessoa possa se mover adiante com confiança e sem sofrimento indevido.

- Regis Mesquita
Nome popular: nogueira. Coloração: verde. Floração: abril e maio. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Millefolium (Achillea milefolium / Milefólio).

As grande mudanças e os períodos de transição são momentos de profundas transformações interiores. Esta transformação interior é a causa de estresse, medo, dúvida e angústia. Nesta situação muitas pessoas podem se tornar inseguras e incapazes de dar os passos necessários para que este novo recomeço reflita seu verdadeiro caminho interior. O principal erro que eles podem cometer é deixarem-se influenciar pelas idéias daqueles que os rodeiam ou por antigas experiências, decisões ou hábitos. Nestes momentos de transição os laços de família, a busca de status, as convenções sociais, a rotina do dia-a-dia, o medo da opinião alheia e outros tantos, podem se revelar barreiras insuperáveis. Para superá- las temos que juntar nossas forças interiores e nos apoiarmos em nossa própria missão de vida. Em todos os momentos de transições “biológicas” a essência floral Walnut é muito útil. Momentos como: nascimento, morte, dentição, adolescência, menopausa e gravidez. Nos grandes momentos da vida, como novo emprego, escolha de profissão, início e fim de vínculos afetivos, esta essência também é útil. Quando o indivíduo quer romper com um hábito muito forte esta essência é indicada. Ela é utilizada nos casos em que se quer livrar de todo tipo de vícios. É utilizada, também, quando o meio ambiente está influenciando excessivamente o indivíduo. Ambientes com muita energia negativa pode causar cansaço, desconforto e desvitalização. Aqueles que acreditam estarem sendo vítimas de “mau-olhado”, pragas e invejas também podem utilizar desta essência. Esta essência serve sempre que a pessoa estiver sendo excessivamente influenciada por qualquer coisa que a desvie do seu caminho interior. A essência Walnut ajuda o indivíduo a seguir seu próprio destino, com determinação e fé. Ajuda a pessoa a se livrar das pesadas cargas do passado e do presente que não servem mais para o futuro.  Também para libertar-se dos comportamentos dependentes, sintomas alérgicos (“influências externas”) e nas
profissões curativas.

- Notas: Jessica Bear Protege criando uma zona de neutralização (selagem) contra influências que venham de fora. Estabiliza a personalidade durante os processos de transição da vida afetiva. É um escudo de proteção quando um novo ambiente exige adaptação. Uma vigorosa bainha de proteção. * Combinações mais comuns (J.B.): Agrimony: este tipo evita o confronto e se recolhe sob pressão. Oak- para uma velha batalha. Centaury: deixa escapar seu poder e fica indefeso. Cerato: são muito indecisos e persuadidos a cumprir os desejos dos outros. Gentian: por sua dúvida, vitimizam-se. Mimulus: para os que não lutam por si mesmos.

124
- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 O paciente se encontra numa fase de transição biológica: dentição, puberdade, gravidez, menopausa. 3 O paciente está perto de uma mudança em atuais circunstâncias da sua vida: emprego ou residência, divórcio, aposentadoria, etc. 3 O paciente está em vias de repensar toda a sua cosmovisão. 3 O paciente sempre tem problemas dentários. - Benefícios (M.S.): 3 Força de caráter. 3 Melhor adaptação às transformações biológicas e psicológicas.

Walnut - GERAL
Sintomas-chave: dificuldades de ajustamento em períodos de transição da vida. A pessoa quer resistir à influências poderosas e seguir suas próprias e verdadeiras ambições. Sintomas do bloqueio de energia: - Normalmente sabe o que quer, mas tende a vacilar numa situação específica nova. - Tomou uma decisão importante, que lhe afeta a vida, só que o último passo ainda não foi dado. - Enfim, quer deixar para trás todas as restrições e influências, mas não é totalmente bem sucedido. - Acha difícil escapar à influência de uma personalidade dominante, quando está tomando decisões a respeito da própria vida - pais, parceiros, professores, etc. - Um inesperado acontecimento externo obriga-o a repensar todo o seu enfoque de vida. - Mudanças cruciais ocorrem na vida: mudança de ocupação, divórcio, aposentadoria, mudança para outra cidade, mudança para um asilo de velhos, etc. - Mudanças biológicas importantes estão a ponto de ocorrer, menopausa, gravidez, puberdade, aparecimento dos primeiros dentes, fases terminais de uma moléstia. - Afinal, quer ter a mente realmente clara no que diz respeito à mudança. - Renunciou a um relacionamento, mas, em que pese à separação física, ainda se sente sob o fascínio do antigo parceiro. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - O pioneiro que permanece fiel a si mesmo. - Segue a meta de sua vida sem tegiversar, apesar das circunstâncias adversas, e sem se deixar influenciar pelos outros. - Reconhece as leis por detrás das mudanças que ocorrem. - Está imune a influências externas e aberto à inspiração interior. - Acha-se finalmente capaz de libertar-se das sombras do passado.

* CARMEM MONARI: 3 Proporciona constância e protege o indivíduo de influências externas. Nos liberta das influências do presente e do passado. 3 Pessoas que sabem o que querem, mas por influências externas se desequilibram e sofrem no físico ou no emocional. Ficam com o aspecto “sugado de energia”, podendo ter olheiras marcantes. Pode-se associar o Olive. 3 Sensibilidade exacerbada: Walnut + Aspen. 3 Pele muito sensível, alergias, manchas roxas, coceiras. 3 Rinites, bronquites, sinusites ou dermatites (todas alérgicas). 3 Aumenta a integração entre os hemisférios cerebrais (capacidade associativa). Abre o terceiro olho (visão interior). 3 Associações com as essências: Red Chestnut (proteção pessoal), Chestnut Bud (aprendizado e memorização), White Chestnut (tipos racionais, com idéias rígidas), Sweet Chestnut (nas fases de renascimento), Olive (cansaço na renovação dos ciclos), Scleranthus (aos que oscilam demais em cada minuto), Beech (ajuda a dar clareza), Cherry Plum (ambos trabalham muito a cabeça). 3 O Walnut é o floral que cria um halo protetor sobre nossos corpos físico e sutil, por meio da luz da individualidade - um manto dourado que nos protege de influências e interferências externas que querem afetar nossa vida, nosso eu. 3 Limpeza de ambientes: para sair os pensamentos ruins de outras pessoas. Pode-se fazer uma fórmula com Walnut, Crab Apple, Willow e Holly. 3 Para o Terapeuta, quando acontece de um paciente o tocar ou causar desequilíbrio, o Walnut delimita seu mundo pessoal. 3 Walnut + Chicory: para o apego excessivo ao outro.

125 3 Para aquelas pessoas de mente rígida, como Oak, Beech, White Chestnut, etc., que não aceitam as mudanças dos tempos, associar Walnut + a essência do tipo rígido. 3 Para quebrar os elos do passado: Walnut + Honeysuckle. 3 Em fases terminais, para a aceitação da passagem. 3 Em fases de mudanças hormonais como gravidez, puberdade, menopausa, etc. 3 Bebês sensíveis a visitas ou mudanças de ambiente. 3 Para regular o ciclo menstrual: Walnut + Larch. 3 O Hornbeam fortalece o Walnut quando falta força para a mudança de fase. 3 Em fases de mudança religiosa.

Water Violet*
(Grupo: para a solidão) Hottonia Palustris VIBRAÇÃO da HUMILDADE - Descrição do Dr. Bach Para os que, na saúde ou na doença, apraz ficarem sós. Pessoas muito silenciosas, que andam sem fazer ruído, que falam pouco e com suavidade. Essas pessoas são muito independentes, capazes e seguras de si. Não são influenciadas pelas opiniões alheias. Reservadas, deixam as pessoas sozinhas e seguem o próprio caminho. Com frequência, são pessoas inteligentes e talentosas. Sua paz e serenidade são uma bênção para quantos as rodeiam.

- Descrição Geral

126 Para as pessoas que tendem a ser mais reservadas, distantes, têm medo de se expor e buscam o isolamento.

- Dr. Edward Bach Centre É o remédio para os talentosos, pessoas capazes cuja independência e auto-realização podem fazer com que pareçam arrogantes e distantes dos outros. O verdadeiro Water Violet é quieto e digno e prefere sua própria companhia ou a de um pequeno grupo de amigos chegados, mas sua natural reserva constrói uma barreira entre ele e os outros e pode realmente torná- lo solitário e incapaz de ter contato com os demais. Quando isto acontece o remédio pode ajudá- lo a construir um equilíbrio para que possa se envolver mais com a humanidade.

- Regis Mesquita
Nome popular: violeta d’água. Coloração: lilás claro. Floração: maio e junho. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Tropaeolum (Tropaeolum majus / Capuchinha).

As pessoas que necessitam de Water Violet perderam sua humildade no isolamento a que se impuseram. Estão dominadas por sentimentos como arrogância, superioridade, desprezo, desdém, etc. Estes sentimentos refletem seu sofrimento interior que se origina do fato de não conseguirem se doar, se entregar e compartilhar com os outros. Prezam tanto sua independência que normalmente se mostram indiferentes ao que acontece aos outros. Desta forma mantém uma distância salutar das outras pessoas. Poucos conseguem furar este bloqueio e serem seus amigos íntimos. Elas não se sentem atraídas para terem um bom vínculo social. Pelo contrário, as relações sociais e afetivas podem ser encaradas como risco de perda de liberdade. São solitárias, reservadas e não gostam de ser o centro das atenções. Geralmente são pessoas talentosas e seguras que desempenham bem suas atividades profissionais. Isto é motivo de orgulho e deleite interior. Se estão consigo mesmas elas estão felizes e tranqüilas. Elas se guem o seu caminho, não interferindo no caminho dos outros e sem admitir que interfiram no seu caminho. Sendo assim, não é de estranhar que muitas façam a opção por uma vida mais isolada, seja como intelectual, cientista, ou monge. Estas pessoas se sentem superiores e são orgulhosos, mas evitam comunicar seus sentimentos interiores. É por isto que são reservados e contidos. Esta atitude se revela no desprezo e no desdém com que se vinculam aos outros. A vida alheia não é problema meu, diria o tipo Water Violet. Estas pessoas precisam aprender a conjugar sabedoria e humildade. Precisam aprender a retomar o prazer em compartilhar, em conviver e trocar com o próximo. Elas precisam reaprender a ter alegria e prazer em fazer parte da vida humana.  Para os orgulhosos e alienados.
- Notas: Jessica Bear O engano consiste em achar que as circunstâncias da vida possam roubar deles a alegria de viver. Sendo intelectuais por natureza, desconfiam, sendo condescendentes com os que são tangidos pelas emo ções, achando que não têm controle suficiente, reservando pouca paciência a essa “espécie” de gente. Encontram consolo no silêncio e na solidão. Na verdade, sua única perda é a da Visão Divina substituída pela humana, na expectativa de que sejam igualmente inteligentes.

* Indicadores de Water Violet (J.B.): 3 passando por um pesar após a perda de um amor. 3 intelectualiza as emoções, não entra em contato com elas. 3 não interage bem com as pessoas. 3 quieto, solitário, introvertido.

127
* Uso em combinações (J.B.): 3 rompimentos- para o processo pesaroso. 3 depressão- pesaroso pela vida. 3 reação- lágrimas, choro. 3 terminais - pesar pela morte. * Idicadores Adicionais (M.S.): 3 O paciente age com superioridade e se esforça para manter a pose. 3 A aura dos privilegiados ou elitistas o envolve. 3 O paciente se encontra numa situação na qual busca distanciar-se, por exemplo, dos relacionamentos profissionais ou de um círculo de amigos. 3 Na anamnese ou no estado agudo: rigidez das articulações, problemas nos joelhos, eczemas nas mãos. * Benefícios (M.S.): 3 Sentimento de camaradagem. Comunicação mais fácil com seus semelhantes.

Water Violet - GERAL
Sintomas-chave: reserva interior: afastamento orgulhoso, sensação de superioridade no isolamento, escasso envolvimento emocional. Sintomas do bloqueio de energia: - Sente-se às vezes, isolado, por causa da superioridade. - Sendo fora do comum, mostra-se às vezes reservado, e é então considerado pretensioso ou orgulhoso. - Não permitirá aos outros que interfiram em sua vida. - Separa sozinho as coisas, pois não quer sobrecarregar os outros com seus problemas. - Quer ficar a sós quando não se sente bem. - Acha difícil, às vezes, aproximar-se dos outros à vontade. - Ás vezes, sente vontade de retirar-se completamente, “meu lar é meu castelo”. - É difícil para os outros romper a “barreira” e estabelecer um autêntico contato pessoal. - Evita disputas com implicações emocionais, que lhe parecem extenuantes. - Não lhe agrada tomar decisões duras, pois é sempre capaz de ver a situação de toda a gente envolvida. - É muito procurado para dar conselhos. - Raramente grita, procura manter o lábio superior rígido. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Encantador, delicado, mostra uma reserva cheia de tato. - Sua atitude independente, igual, tende para o lado calmo. - Capaz, competente, muitas vezes superior aos outros. - Confia em si mesmo, sabe quem é. - Satisfeito consigo mesmo, gosta de estar no que é seu. - Em regra geral, tem as rédeas da vida nas mãos. - Movimenta-se com calma, de um jeito bonito, e com discrição. - Fala frequentemente em voz baixa, polida e insistente. - Sua atitude é tolerante - vive e deixa viver. - Não lhe agrada interferir, nem mesmo quando vê as coisas de maneira muito diferente. - Coloca-se, geralmente, no topo das coisas, “rocha no seio das águas espumejantes”. - Trabalha de maneira excelente, conscienciosa, prefere permanecer nos bastidores. - Para os outros é a imagem de uma pessoa de mente equilibrada e independente. - Age com humildade, amor e sabedoria. - É capaz de criar uma atmosfera de calma, confiança e tranquilidade. - Vive a vida com elegância e dignidade interior.

* CARMEM MONARI: 3 Não compartilha com o outro seu conhecimento de Vida. 3 Uma essência que vai ajudar muito é o Holly. Nos casos depressivos, associar ao Mustard. 3 Rigidez - joelhos: o ponto da humildade. 3 Problemas oculares. 3 Às vezes a pessoa precisa primeiro trabalhar seu Wild Rose, de dar amor a si mesmo, para depois trabalhar o Water Violet. Para completar o relacionamento, nos casos em que há medo de entrega, associar o Rock Rose. Precisa aprender a dar o afeto sem esperar nada em troca, mesmo que já tenha sido muito machucado. 3 Timo afetado. Infecções de repetição.

128 3 Crianças fechadas, sérias, que não socializam. Com infecções de repetição ou verminoses que nunca terminam. 3 Tendência a artroses ou doenças reumáticas, pela rigidez. 3 Somatizações nas mãos (contato com o mundo).

White Chestnut
(Grupo: falta de interesse pelas circunstâncias atuais) Aesculus Hippocastanum VIBRAÇÃO da CLAREZA MENTAL - Descrição do Dr. Bach Para os que não conseguem evitar pensamentos, idéias e deduções que não gostariam que entrassem em suas mentes. Isso costuma acontecer em épocas nas quais o interesse do momento não é intenso o bastante para ocupar sua mente por completo. Os pensamentos preocupantes não os abandonam ou, se se desfazem por

129 alguns momentos, retornam em seguida. Parecem dar voltas e voltas, causando um tormento mortal. A presença de tais pensamentos desagradáveis põe fim à calma e interfere na capacidade de se concentrar somente no trabalho ou na diversão do dia.

- Descrição Geral Quando pensamentos não desejados circulam compulsivamente a cabeça. Esta falta de controle sobre o pensamento leva à depressão, à falta de concentração e a pessoa fica em constante conversação mental.

- Dr. Edward Bach Centre O remédio é usado para ajudar a pessoa a controlar seus pensamentos contrários para então deliberar calmamente e racionalmente as questões fundamentais que podem estar causando o problema.

- Regis Mesquita
Nome popular: castanheira-da-Índia. Coloração: branca. Floração: maio e junho. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Momordica (Momordica charanthia / Cipó-de-São-Caetano).

Para aquelas pessoas cuja própria mente tornou-se fonte de seu tormento. Elas são tomadas por pensamentos persistentes e recorrentes que não permitem um minuto de descanso. Elas tentam, mas não conseguem deter este verdadeiro jorro de pensamentos. Pode-se ficar por dias repassando obsessivamente uma situação sem maior importância. É como se a pessoa estivesse com um disco furado tocando e aquele pedaço da música ficasse sempre repetindo. A tensão mental fica muito grande, predispondo a irritação, insônia, depressão, baixa de aprendizado, dificuldade de memória, cansaço, baixa concentração, etc. Sua mente também se transforma em sede de diálogos internos intermináveis. Possuem uma sede enorme de entender tudo o que acontece. Dia e noite, noite e dia, a mente está funcionando a mil por hora. Não há momento de paz e nem de sossego. As pessoas que necessitam de White Chestnut são prisioneiras dos seus pensamentos e gostariam de verem-se livres desta prisão. As pessoas que necessitam de Clematis usam seus pensamentos para fugir da realidade, geralmente eles obtém prazer com suas fantasias. A essência White Chestnut ajuda estas pessoas a retomarem algum controle sobre seus pensamentos. Restitui a paz na mente, a calma e a serenidade.
- Notas: Jessica Bear Clareza de pensamento. Para a confusão relacionada à demência.

* Combinações mais comuns (J.B.): Agrimony: para os pensamentos constantes, obstinados e atormentadores, especialmente quando sozinhos. Clematis: para permanecerem no presente, realizando os pensamentos criativos destes sonhadores. Rock Rose: para bloquear os pensamentos indesejados, assegurando a liberdade da mente. Gentian: interrompe o círculo vicioso da dúvida, encorajando-os a ter fé em si mesmos. Water Violet: para oferecer um pouco de paz mental àquele que experimentou uma perda traumática e se sente incapaz de libertar a mente do pesar. Scleranthus: para acalmar o estado de indecisão. Olive- para o cansaço da hesitação. Wild Oat- para abrir novas oportunidades de agir com decisão. Cerato: alivia-os de seu tormento por terem de tomar u ma decisão exata.

130
- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Irradiação “árida” e “sibilante”. 3 O paciente se queixa de sentir a cabeça cheia; ranger os dentes, ter problemas de concentração e distúrbios do sono. 3 Na anamnese: meinigite. - Benefícios (M.S.): 3 Serenidade espiritual. 3 Clareza de pensamentos.

White Chestnut - GERAL
Sintomas-chave: pensamentos não desejados continuam girando na cabeça, que não consegue livrar-se deles, discussões e diálogos mentais. Sintomas do bloqueio de energia: - Pensamentos não desejados acodem de contínuo à mente, e não podem ser detidos. - Uma preocupação ou um acontecimento não o deixa, consumindo-lhe a mente. - Pensa reiteradamente no que poderia ter dito ou no que deveria ter dito. - Sensação de um disco de gramofone que não pára de saltar do sulco. - Biando mentalmente, sem nenhuma utilidade, sente-se como um hamster na roda. - Repisa mentalmente os mesmos problemas, uma e muitas vezes. - Constante conversação mental, a cabeça transformada em sala de ecos. - Hiperatividade mental, em consequência disso, carece de concentração na vida de todos os dias (por exemplo, não ouve quando alguém se dirije a ele). - Não pode dormir em virtude dos pensamentos que lhe andam à roda na cabeça, particularmente nas primeiras horas da manhã. - Cansado e deprimido durante o dia, a cabeça dá-lhe a impressão de estar cheia. - Pode ter dor de cabeça frontal, dor nos olhos. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Estado de espírito equilibrado. - Cabeça clara e calma. - A solução para todos os problemas aflora espontânea, vinda da mente calma. - É capaz de usar construtivamente os poderes do pensamento.

* CARMEM MONARI: 3 Para as pessoas muito racionais, que não conseguem ter o controle sobre os seus pensamentos preocupantes. Aqueles que não conseguem parar de pensar e relaxar. Nosso corpo precisa ter compreensão das experiências vivenciadas, para que não somatize em certos órgãos que fiquem buscando a resposta que a mente não entendeu. 3 Falta vitalidade, pois ela é gasta em pensamentos (associar ao Olive ou Hornbeam). 3 Precisam trabalhar seu movimento de exteriorização psíquica. 3 O tipo Oak se beneficia da ajuda do White Chestnut. 3 Somatizações na cabeça: enxaquecas, sinusites, etc. (ajudar com Crab Apple). 3 São por vezes repetitivos (associar ao Heather). 3 Muita tensão na área da boca, bruxismo, gengivites, ATM, maxilar inferior, etc. Ajudar com Olive. 3 Tensão muscular, cãimbras, tensão no pescoço. 3 Artroses ou artrites. 3 Insônia. 3 Problemas no estômago. 3 Manias ritualísticas, obsessivas, fixações, cacoetes. 3 Ajuda a rigidez mental do grupo dos controladores: Beech, Vine, Vervain, Chicory, Rock Water. 3 White Chetnut e Pine: ambos buscam o entendimento da Vida. O primeiro para o entendimento de certas experiências e o segundo para o entendimento da existência. 3 Para dar White Chestnut e Chestnut Bud, usar alternadamente, e não os dois juntos. 3 Tendência a formar nódulos no corpo, gânglios, cálculos renais ou de vesícula, miomas uterinos, etc.

131

Wild Oat
(Grupo: para os que sofrem de indecisão) Bromus Mamosus VIBRAÇÃO da INTENCIONALIDADE (& Grounding) - Descrição do Dr. Bach Apropriada para os que têm abições quanto a realizar algo importante na vida, os que querem adquirir muita experiência, desfrutar de tudo que está ao seu alcance e viver a vida ao máximo. Sua dificuldade consiste em determinar a que ocupação desejam se entregar, pois, embora suas ambições sejam fortes, não têm uma vocação que os atraia acima das demais. Isso pode trazer-lhes perda de tempo e insatisfação.

132

- Descrição Geral Para aqueles que não definiram um caminho na vida. Não tem uma meta a seguir. O floral vai ajudar a reconhecer o próprio pontencial e a desenvolvê- lo.

- Dr. Edward Bach Centre É o remédio para pessoas que sentem que podem fazer alguma coisa que vale a pena com suas vidas mas não sabem qual direção devem tomar. Então elas se movem de ocupação em ocupação, mas sem encontrar seu verdadeiro caminho, sendo levadas a sentimentos de frustração e consequente depressão. Este estado de indecisão não é como o Scleranthus, porque no caso do Scleranthus o caminho em si não tem dúvidas, mas os diferentes modos de segui- lo: diferentes opiniões são conhecidas. As pessoas Wild Oat não sabem quais são as suas opiniões porque suas metas não estão definidas. O remédio ajuda a pessoa a encontrar sua verdadeira função, colocando-a em contato com seu próprio propósito na vida e então a maneira de prosseguir parecerá óbvia.

- Regis Mesquita
Nome popular: bromo. Coloração: verde. Floração: julho e agosto. Preparação da essência: método solar. Florais de Minas: Origanum (Origanum majorana / Manjerona).

Esta essência ajuda aqueles que ainda não descobriram sua vocação e seu caminho nesta vida. Por isto estão sempre “pulando de galho em galho” sem que fiquem satisfeitos ou sintam-se realizados. É para aquele sujeito que muda várias vezes de emprego porque não sabe o que quer. Para a pessoa que tem inúmeras idéias e projetos e que termina por fazer várias experiências na vida sem se firmar em nenhuma. São pessoas que, por não terem idéias definidas, por não conhecerem sua vocação e nem saberem de suas reais potencialidades e aptidões, não conseguem encontrar satisfação com o que fazem. Geralmente são ambiciosas e pensam em concretizar projetos importantes. Não conseguem realizar estes projetos, assim ficam frustradas e desiludidas. O dia-a-dia torna-se um tédio. A essência floral Wild Oat ajuda estas pessoas a encontrar sua vocação interior. Ajuda a que os projetos e idéias fiquem mais definidos e de acordo com suas aptidões e potencialidades. Assim é possível planejar e administrar os pequenos passos que vão levar a realização dos objetivos maiores da vida. Muito utilizado para ajudar os adolescentes a escolher a profissão. Importante também quando adultos estão pensando em mudar de profissão mas tem dúvidas do caminho a seguir.
- Notas: Jessica Bear Têm energia e ambição, porém não são capazes de achar uma vocação que lhes agrade. Abre portas para novas oportunidades; dessa forma, incrementa os negócios. Quando todos os remédios falham. * Wild Oat como suporte aos tipos (J.B.): Gentian: para mantê-los vocacionalmente amparados e não se desencorajarem. Cerato: para assisti-los em seu caminho pela vida e não serem desviados por influências alheias. Centaury: para permanecerem fiéis a seu destino e não se subordinarem aos desejos dos outros. Clematis: para permanecerem concentrados e manifestarem seus talentos. Scleranthus: para serem mais firmes quando se decidirem por uma vocação. Water Violet: quando se queixam da vida, lastimando não ter aproveitado ou realizado sua verdadeira vocação. * Uso em combinações (J.B.):

133
3 sucesso- abre as portas para as oportunidades, incrementa os negócios. 3 relacionamentos- abre as portas para os relacionamentos. 3 energia- traz vitalidade quando a vida está aborrecida. 3 competição- abre as portas para a vitória. 3 quando nada funciona- quando todos os outros florais parecem falhar. * Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Personalidade dotada de muitos talentos. 3 Frequentemente, roupas não convencionais. 3 O paciente se queixa de distúrbios sexuais. 3 Na anamnese: doenças que nunca chegam a se manifestar totalmente. 3 O paciente não vive no nível profissional ou familiar que lhe corresponde. 3 Na situação aguda: o aluno precisa se decidir por uma carreira profissional. * Benefícios (M.S.): 3 Determinação, clareza no estabelecimento de objetivos, coerência interior.

 Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Indicações: - Para pessoas que têm dúvidas a respeito de sua vocação e, apesar de terem ambições fortes, não possuem uma ocupação que as atraia sobre as outras (esta é uma essência relacionada mais com a questão do que fazer). - Para os que não conseguem escolher entre várias opções vocacionais excitantes. - Para as pessoas que já possuem uma vocação e profissão, mas estão insatisfeitas e desejam mudar de estilo, de área ou de campo em suas atividades. - Para os que estão descrentes de que a vida possa lhes dar novas oportunidades, que não sabem criar novas situações ou encontrar novas relações. - Para os que estão insatisfeitos por não terem encontrado sua missão e duvidam de que isto ainda possa lhes acontecer. Sentem-se deprimidos e abatidos por não saberem o que fazer. Diversificam as atividades sem que nenhuma lhes satisfaça. - Dificuldade de fixar a atenção num objeto determinado, por período prolongado. - Sentimento de mal estar pela incapacidade para realizar atividades prazerosas; sentimento de vazio interior, tédio, ansiedade, insegurança, tensão, ambivalência, frustração (raiva reprimida), desalento. - Ruminações sobre dificuldades para realizar-se profissionalmente; tendência a pensar superficialmente. - Devido ao pensamento pouco ou quase nada elaborativo e conclusivo, não alcança mudanças conativas significativas. - A ação e o afeto caracterizam-se por impulsos em diversas direções, que se fazem simultaneamente conscientes (multivalências e multitendências da conduta). - Insônia, cansaço; pode chegar ao estresse. - Pode aderir ao álcool, à droga, a jogos, à alimentação ou às compras compulsivamente. - Dificuldade para estabelecer relações íntimas e estáveis, incluindo problemas de relacionamento sexual. - Problemas digestivos: azia, má digestão, aerofagia. - Problemas respiratórios devido à ansiedade; baixa imunidade que se manifesta pela tendência a gripes, resfriados, tosse, faringite, etc. - Tensão muscular, principalmente em pernas e ombros. - Tensão física em geral, com leves sintomas de descarga simpática (sinais psicossomáticos de ansiedade, mas que não possuem a intensidade de um quadro de pânico). - Em estado mais comprometido, podem apresentar doenças psicossomáticas em geral. Precauções: - Útil para adolescentes que devem escolher uma carreira e não sabem qual. Necessitam orientação profissional ou vocaciona l. - Indicado sempre que uma pessoa se sente insatisfeita com o desenvolvimento que está tendo no campo de sua atividade e deseja mudar.

134
- Recomendado nas crises de trinta e quarenta anos, quando homens e mulheres, em idade madura, reavaliam sua trajetória e sentem vontade de mudá-la. - Indicado para os problemas sexuais e de voracidade causados por ansiedades de falta de realização, como, por exemplo, os que acontecem na “idade do lobo” ou da “loba”. - Para pessoas que, por insatisfação na realização de suas potencialidades, aderem ao álcool e a drogas. - Para os sedentos de aventura, que procuram sempre novos caminhos e emoções, permanecendo frustradas. - Para pais autoritários que não permitem que seus filhos decidam-se por si mesmos, enfraquecendo o desenvolvimento da personalidade deles (ambos, pais e filhos, devem tomar a essência). - Wild Oat tem ação catalisadora para pessoas do tipo passivo. Quando está difícil escolher as essências ou quando surgirem várias indicações após a consulta, Wild Oat clareia qual a essência mais conveniente. Crianças: Mostram características de ansiedade, de inquietude, estão frustradas, não se aprofundam em ocupações, pouco sabem o que fazer e manifestam necessidade de valorização. Sua livre expansão encontra-se reprimida, quer pelo ambiente familiar, quer pelo regime escolar. Embora inteligentes, há sinais de tensão em relação aos estudos, o que parece ser reflexo de exigências demasiadas ou preocupações exageradas dos pais neste setor. São crianças que precisam de estímulos ou de ambientes organizados para a exploração e a expressão, para romperem limitações excessivas, podendo conectar-se com suas ricas potencialidades internas. Os pais talvez necessitem de orientação para não darem à criança responsabilidades que estão além ou aquém de sua idade, adotando atitudes de maior compreensão e tolerância. Convém também que ingressem em atividades grupais onde determinados objetivos sejam escolhidos e perseguidos com vontade e perseverança e orientação permissiva, por exemplo no campo das artes, dos esportes, ou atividades de escotismo, entre outras, que estimulam o “aprender fazendo” passo a passo. Sugestões de apoio: - Elaborar projetos possíveis de serem concretizados, hierarquizando as ambições, desejos e interesses ao invés de fazer planos fantasiosos. - Fazer planejamentos de curto prazo, inseridos em um plano maior. - Dar a cada atividade, seja passatempo, trabalho ou intimidade, a organização do tempo adequada para cada uma. - Ouvir melodias ou músicas como as de Bach, Mozart, Haendel... que auxiliam na “arquitetura” das idéias.

Wild Oat - GERAL
Sintomas-chave: indefinido quanto às ambições, insatisfação por não ter encontrado sua missão de vida. Sintomas do bloqueio de energia: - Tem noções vagas no tocante a metas, não encontra direção na vida, o que acarreta insatisfação, frustração e tédio. - É ambicioso, quer fazer alguma coisa especial, mas não sabe exatamente o quê. - Embora ambicioso, não se sente inclinado a nenhuma profissão especial, e esse “estar pendurado no ar” conduz ao desânimo. - Está deprimido porque as coisas não são tão bem delineadas para ele quanto para os outros. - Tem muitos talentos, tenta fazer todo o tipo de coisas, mas não encontra satisfação verdadeira. - Talentos e capacidades não canalizadas. - Não quer comprometer-se, por isso, tende inconscientemente a acabar na mesma situação insatisfatória muitas vezes. - Malbarata facilmente seus talentos e energias. - Não sabe a que lugar se ajusta. - A vida profissional e a vida particular não são do ti po certo. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Capacidade de reconhecer o próprio potencial e desenvolve-lo em toda a sua plenitude. - Ampla variedade de talentos, é capaz de seguir uma diretriz mais elevada e terminar o que começa. - Tem idéias e ambições claras e não permitirá a si mesmo desviar-se delas. - Capaz de fazer bem muitas coisas, e até exercer vários cargos simultaneamente com êxito.

* CARMEM MONARI:

135 3 O Propósito é uma qualidade estrutural, dá firmeza à personalidade. É para o nosso momento de estruturar a vida e criar raízes em lugar de poder. 3 O propósito é algo perante a si mesmo (Wild Oat). O ideal é nosso sonho mais puro, é algo do eu perante o mundo (Vervain). Elm trabalha a Missão, e Oak trabalha os Trabalhos da Alma. Antes de tudo devemos ter o Wild Oat forte. 3 Ajuda a pessoa a trabalhar muito com a realidade. Ajuda a direcionar a vida pessoal em relação ao propósito de vida, o porquê estamos aqui. Quando necessitamos de persistência, perseverança, para não perder a direção do caminho, tomamos este floral. 3 Tendência a ter manchas na pele (manchas senis) e palidez. Tem ação cicatrizante e regeneradora em queimaduras, e pode-se usá-lo em creme, associado ao Rescue. 3 Dá estrutura à postura e coluna vertebral. 3 Dá GROUNDING. 3 Convalescença: pós-depressão, recuperação de adictos, pós-enfermidades agudas ou crônicas debilitantes (Soro da Vida: Wild Oat + Olive + Wild Rose), pós-cirúrgico (Star of Bethlehem + Wild Oat), fases senis. 3 CRIANÇAS WILD OAT (C.M.): inseguras, sem os pés no chão. Ficam muito elétricas com tudo, mas não terminam nada (podem se parecer com Vervain). Gostam de mexer com eletricidade, ou só brincam com vídeo-games. Para os que começam a andar, pisar firme. 3 Ajuda os que vivem mudando de casa ou de cidade. 3 Definição vocacional. 3 Vesícula Biliar: núcleo da insegurança. 3 Regeneração da mucosa gastrointestinal após intoxicações alimentares ou intolerância a certos alimentos (+ Agrimony ou Crab Apple). 3 Melhora a qualidade do sono. 3 Essência ótima para os adolescentes. 3 Insegurança para caminhar, nas pessoas idosas.

Wild Rose

136 (Grupo: falta de interesse pelas circunstâncias atuais) Rosa Canina VIBRAÇÃO da MOTIVAÇÃO INTERIOR - Descrição do Dr. Bach Para os que, aparentemente sem razão suficiente, se conformam com tudo o que acontece à sua volta, e se limitam a passar pela vida aceitando-a como ela é, sem se esforçarem por melhorar as coisas nem por encontrar alegria. Renderam-se, sem se lamentar, na luta pela vida.

- Descrição Geral Indicado para estado de apatia, resignação, falta de interesse e objetivos a seguir.

- Dr. Edward Bach Centre Para pessoas que têm aceitado tudo que a vida lhes apresenta e têm desistido de se esforçar. São resignados com o modo como as coisas estão, até o ponto em que não reclamam ou ficam particularmente infelizes. Ao invés disso eles encolhem os ombros - não é o ponto de reclamar ou tentar mudar - e parecem felizes só em se arrastar pela vida. O remédio é dado para redespertar o interesse na vida. As pessoas Wild Rose positivas estarão sendo o tipo feliz e afortunado ao invés de apáticas, e com um senso de propósito que trará aumento da felicidade e do prazer.

- Regis Mesquita
Nome popular: rosa canina ou rosa silvestre. Coloração: rosa ou branca. Floração: junho a agosto. Preparação da essência: método de fervura. Florais de Minas: Rosa Canina (Rosa Canina / Rosa-silvestre).

A essência Wild Rose ajuda a retomar o interesse e o gosto pela vida, pois estas pessoas desistiram de vida. São pessoas desvitalizadas, frustradas, infelizes, sem iniciativa ou vontade de transformar sua condição. São extremamente passivas e insensíveis emocionalmente. Não ligam para o que acontece porque não gostam e nem deixam de gostar. Alimentam esta indiferença e esta falta de vontade em todos as áreas da vida. São apáticos e resignados. Sente que a vida familiar, social e profissional é insatisfatória. Mas não procuram melhorar porque estão acomodados e também porque estas mudanças requerem esforço. Muitos são preguiçosos, letárgicos, sonolentos e possuem uma feição que não expressa sentimentos. Levam uma vida monótona, cansativa e com perspectivas pessimistas. Falta- lhes dinamismo, alegria pela vida, vontade de lutar e de vencer. Falta- lhes acreditar que eles tem em suas mãos a capacidade de transformar suas vidas. Falta- lhes acabar com a resignação frente as condições adversas da vida. São pessoas aborrecidas e monótonas, que pouco contribuem com os outros. Algumas destas pessoas desenvolveram esta forma de ser em conseqüência de situações traumáticas que não conseguiram superar. Um bom exemplo é a pessoa que sofreu uma profunda desilusão amorosa e que não consegue mais estabelecer vínculos afetivos, deixando de lado qualquer ilusão ou esperança de um novo recomeço. Neste caso, os homens tornam-se todos iguais: não despertam seu afeto, que permanece entorpecido. A essência Wild Rose ajuda a pessoa a romper com a apatia frente a vida. Ajuda a que a vida verdadeira volte a pulsar e a vitalidade renovada crie novas oportunidades, traga novas amizades e interesses. Alegria e realização pessoal são ideais que estes indivíduos passam a buscar.  Também para diferentes tipos de deficiência ou atraso no desenvolvimento, ou pessoas que vêem a si mesmas
como vítimas de abusos.

137
- Notas: Jessica Bear Injeta na vida uma alegria infantil. Coloca vitalidade no lugar da apatia. Entusiasmo. Para o cansaço, abatimento, indisposição.

* Combinações mais comuns (J.B.): Agrimony: ajuda a abrir uma comunicação sincera e a aproveitar as ocasiões, sem precisar recorrer a alguma substância excitante. Clematis: oferece aos procrastinadores uma oportunidade de aproveitarem o presente. Oak- para que se mantenham na terra e terminem seus projetos. Vervain: ajuda a quebrar sua intensidade e sobriedade. Rock Water- para mais diversão e atitude mais fluída. Oak- para superarem a necessidade de consertar o mundo. Wild Oat- para serem mais receptivos ao fluxo das oportunidades. Water Violet: para estimular a alegria latente escondida atrás do jeito calmo e solitário de viver. Rock Water- para suavizar seu contato com a vida. OBS: parece que, hoje em dia, Wild Rose deveria figurar em todas as fórmulas de florais, pois as pessoas parecem não ter alegria suficiente em suas vidas.

- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Exteriormente, o paciente é totalmente passivo; só fala de modo hesitante, com voz cansada e monótona. 3 Parece muito pálido, como se tivesse perdido toda a energia vital. 3 Irradia desesperança ou tristeza subliminares. 3 Na anamnese: o paciente teve um nascimento extraordinariamente difícil. 3 Queixa-se de hipotonia resistente à terapia. 3 Nos casos agudos: sensação após uma “viagem” provocada por drogas. 3 Nos casos crônicos: o paciente vive há anos em um sanatório de doenças nervosas. - Benefícios (M.S.): 3 Alegria de viver, nova e positiva motivação na vida.

Wild Rose - GERAL
Sintomas-chave: Apatia, falta de interesse e ambição; resignação, capitulação. Sintomas do bloqueio de energia: - Desistiu, no íntimo, embora as circunstâncias não sejam tão desesperadoras, nem tão negativas. - Não sente absolutamente nenhuma alegria na vida, e tampouco alguma motivação interior. - Desistiu de envidar esforços para fazer quaisquer mudanças em sua vida. - Fatalisticamente resignado a tudo. - Aceita o próprio destino - a vida doméstica infeliz, o emprego insatisfatório, a doença crônica, etc. - Acredita haver herdado a saúde precária. - Tristeza desesperançada subjacente. - Cronicamente entediado, parece exausto, indiferente e vazio. - Não se queixa do próprio estado, pois o considera perfeitamente normal. - Está sempre cansado, sem energia de espécie alguma, vegeta apaticamente. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Encontra diariamente um interesse novo, vital, em sua vida. - Enfrenta toda a vida, sem que esta se torne uma rotina paralisante. - É capaz de seguir feliz as leis internas da vida. - Vive com uma sensação de liberdade e flexibilidade íntimas.

* CARMEM MONARI: 3 Trabalha o Amor Pessoal. 3 O Princípio Feminino no homem e na mulher: ajuda a mulher a desabrochar quando ela se sente apagada, sem libido, ou em fases de mudança hormonal. Útil para frigidez. Ajuda a mulher a amar seu próprio corpo. Resgata a luz do feminino nas mulheres homossexuais. Nos homens, resgata sua ânima ou luz da vida, tirando a apatia. Também nos casos em que o homem tem uma companheira forte e/ou dominadora e se acomoda. Para os jovens apáticos, sem luz, que não se interessam em namorar ou sair.

138 Nos casos de homens homossexuais que se tornam muito resignados a companheiros possessivos (+ Centaury). Nos adolescentes apáticos (+ Hornbeam). Nos casos de conflito de sexualidade (+ Cherry Plum). 3 Para os velhos abandonados em asilos (+ Wild Oat). 3 Após longa luta contra a morte (+ Wild Oat + Olive). 3 Sentir a alma passar a vida para o corpo. 3 Após hemorragias, abortos, etc. Tem ação estimulante e limpa o sangue do excesso de toxinas. 3 Efeito de catarse e eliminação de secreções, por via renal, genital ou respiratória. 3 Nos órgãos genitais femininos pode haver alterações no ciclo menstrual, corrimentos, infertilidade e falta de libido. Podem ocorrer hemorragias ou amenorréias, e também miomas. Não é recomendável dar Wild Rose durante uma hemorragia, somente após. 3 Nos homens pode haver apatia sexual e doenças venéreas. 3 Wild Rose + Star of Bethlehem: para pessoas que em situações de choque sempre reagem com apatia. 3 Wild Rose e Impatiens: princípios feminino e masculino. Nos casos em que precisamos harmonizar as energias complementares. Acalma nosso lado Marte. Atenua o efeito do Impatiens para pessoas com o lado Marte muito forte ou de maus aspectos.

139

Willow
(Grupo: desalento ou desespero) Salix Vitellina VIBRAÇÃO da RESPONSABILIDADE PESSOAL - Descrição do Dr. Bach Para os que sofreram uma adversidade ou uma desgraça, e que acham muito difícil aceitá- la sem lamentações ou ressentimentos, pois julgam a vida mais pelas vitórias que conquistam. Parece- lhes que não merecem um revés tão grande, que isso é injusto, fazendo com que fiquem profundamente amargurados. Tais pessoas costumam perder o interesse e mostram-se menos eficientes nas coisas da vida que antes apreciavam.

- Descrição Geral Para as pessoas que se sentem vítimas e culpam os outros por seu fracasso em todos os níveis. O floral vai ajudá- la a ter uma atitude positiva assumindo plena responsabilidade por suas experiências.

- Dr. Edward Bach Centre Para pessoas que sentem ressentimento e amargura sobre o rumo que suas vidas tomaram. Elas outros por seu sucesso e felicidade, e relutam em admitir quando suas próprias vidas vão bem, preferindo concentrarse no que está dando errado. Pessoas Willow são reclamadoras, e quando doentes são maus pacientes porque nunca estão satisfeitos com o que está sendo feito por eles. Podem ser comparadas com Holly em que também estão em um estado negativo direcionado aos outros. Mas enquanto Holly queima de raiva e suspeita, Willow cozinha um ressentimento e auto-piedade. O remédio é dado para encorajar o renascimento do otimismo e fé, e ajudar a pessoa no estado negativo Willow a ser mais generosa ao elogiar os outros e também mais consciente de como seus próprios pensamentos negativos podem atrair a má sorte que ela censura nos outros.

- Regis Mesquita
Nome popular: salgueiro. Coloração: verde. Floração: maio. Preparação da essência: método da fervura. Florais de Minas: Zinnia (Zinnia elegans / Moças-e-velhas).

Estas pessoas tem dificuldade em perceber o quanto contribuem para criar as situações de sua vida. Acreditam que sofrem porque são injustiçadas ou porque não tem sorte na vida. São extremamente negativas e amargas. Quando enfrentam algum infortúnio ou adversidade não conseguem ver um lado positivo e também não conseguem aprender com a situação. Sempre encontram algo fora delas que justifique seus infortúnios. Jamais sofrem ou fracassam por sua própria culpa. São invejosas. Se comparam aos outros e procuram mostrar o quanto a vida é cruel com elas. Acreditam que seus esforços, sua fé e sua luta não são recompensados. As outras pessoas recebem coisas boas “do céu” sem muito esforço. Assim, tudo o que recebem de bom é pouco e é um direito seu. Não conseguem ser gratas. Normalmente esperam e cobram bastante dos outros. Na hora de retribuir tem má vontade, acham sempre difícil ou são ingratas. O mau humor e a negatividade estão constantemente presentes. Magoam-se com as mínimas coisas e se queixam de tudo. O perdão não existe, nem o esquecimento. Elas guardam os maus sentimentos dentro de si e depois de remoê- los bastante ficam cheias de raiva, mágoa e rancor. A essência Willow ajuda estas pessoas a reconhecerem suas responsabilidades frente aos eventos de sua vida. Elas aprendem a reconhecer o quanto os maus sentimentos que nutrem ajudam a que eventos negativos aconteçam com elas próprias. Elas se abrem para vida, para o amor, o serviço e os bons pensamentos.

140
- Notas: Jessica Bear A aceitação das responsabilidades por nossas atitudes na vida. A aceitação do processo vital sem ressentimento. O traço principal de sua personalidade negativa é sua transformação em vítima. Para todo tipo de rigidez no corpo, com ou sem dor; estagnação ou congestão dos órgãos; acúmulo de secreções mucosas; reumatismos. * Combinações mais comuns: Agrimony: para os ressentimentos do passado que provocam uma angústia no presente. Centaury: paar as pessoas que vivem agradando os outros e que, cansando-se de ser escravas, tornam-se ressentidas quando são passadas para trás. Oak- por se sentirem responsáveis pelas necessidades alheias. Chicory: pelo seu jeito de mártir! Mimulus: para seu ódio e ressentimento. Para que possam enfrentar seus medos e seguir adiante.

- Indicadores Adicionais (M.S.): 3 Frequente em pacientes com doenças crônicas. 3 A atitude básica do paciente é o ressentimento, muitas vezes mesclado com traços masoquistas. 3 O paciente se queixa demais, mas na realidade não está disposto a uma mudança em seus pensamentos. 3 O paciente se queixa de problemas reumáticos e de outros estados muito dolorosos. 3 Na anamnese: muitas cirurgias, muitos acidentes. 3 O paciente parece virtualmente atrair a infelicidade. - Benefícios (M.S.): 3 Pensamentos construtivos. Responsabilidade por si mesmo.

Willow - GERAL
Sintomas-chave: ressentimento não expresso, amargura, atitude de “pobre de mim” ou “vítima do destino”. Sintomas do bloqueio de energia: - Atitude amargurada, ressente-se do destino e sente-se tratado injustamente pela vida. - Não se sente responsável por suas desventuras, e sempre põe a culpa nas circunstâncias ou nos outros. - Na sua opinião, o destino não reconhece nada do que a pessoa deu à vida. - Faz exigências à vida, mas não está preparado para retribuir. - Aceita ajuda dos outros como coisa com que podia contar mas no correr do tempo, aliena todo aquele que tentou ser útil a ele. - Acentua sempre o aspecto negativo das coisas, surgindo frequentemente como um desmancha-prazeres ou um chato. - Taciturno, sorumbático, suceptível. - No íntimo, dói-se do destino melhor, da boa sorte ou da saúde dos outros. - Nos casos extremos até tentará pôr, e porá, um abafador no estado de espírito alegre e no otimismo dos outros. - Pensamentos maldosos, devidos à amargura que sente no coração. - Cólera que arde como fogo lento, não expressa, de modo que nada pode mudar. - Não gosta de admitir que se sente melhor quando se recupera de uma enfermidade. TRANSFORMAÇÃO POSTERIOR: - Atitude basicamente positiva, assumindo plena responsabilidade pelo próprio destino. - Reconhece e aceita a conexão entre os próprios pensamentos e os acontecimentos externos. - Sabe que existe uma lei chamada “assim fora como dentro” e que a pessoa, portanto, pode atrair acontecimentos positivos ou negativos; faz uso consciente desse princípio. - Em lugar de “vítima” passa a ser “dono” do próprio destino.

* CARMEM MONARI: 3 Julgam a vida mais pelas vitórias. 3 Pessoas “pesadas”, negativas, vampiros de energia. 3 Podem ter pele cinzenta e olheiras profundas. 3 Atrai o negativo para si (azarado). 3 Pode ter infecções de repetição ou verminoses crônicas. 3 Pode ter o olhar triste ou de inveja. 3 Os que reclamam demais podem afetar o chakra da garganta. 3 Problemas no cabelo, inclusive queda. 3 Associar ao Walnut quando temos que ir a lugares negativos.

141 3 Sono afetado por insônia, pesadelos, bruxismo, gemidos, e até bronquite (pois durante o sono é a hora em que se entregam e seu cinzento sai no pulmão). Acordam mal humorados. 3 Tristeza, mágoa e ressentimento. 3 Limpa as tristezas do pulmão. Aspen limpa os medos. 3 Como o Pine, o Willow trabalha o merecimento de sermos felizes no mundo. Ajuda a perdoar-se e perdoar ao mundo. 3 Podem formar cálculos ou inflamações renais, ou uma cistite por mágoa de um amor rejeitado. 3 Tem medo de não suportar a dor, sempre quer analgésico. 3 Nas TPMs com mudança de personalidade. 3 Crianças mal humoradas, nada está bem. 3 Com o Larch, para os negativistas que se sentem fracassados. 3 Associado com Wild Rose, Crab Apple ou Cherry Plum, melhora a auto-estima. 3 Fortalece o Chakra de Base. 3 Com o Gorse para problemas crônicos ou degenerativos, que tomam muita alopatia e alterações sanguíneas, e para os pacientes terminais com grande sofrimento e lamentação.

142

Rescue Remedy
- Descrição Geral É o remédio para todas as situações de emergência . Ele é composto de Star of Bethlehem, Rock Rose, Impatiens, Cherry Plum e Clematis.

- Dr. Edward Bach Centre Fazer um teste de direção, examinar os nervos, falar em público, depois de um acidente ou uma discussão - há muitos usos para o Rescue Remedy. Numa emergência ele pode ser tomado puro da garrafa, quatro gotas de cada vez, e tantas vezes quantas forem necessárias. De outro modo colocar 4 gotas na água e tomar goles frequentes até que as emoções se acalmem.

Rescue Cream
- Dr. Edward Bach Centre Contém os mesmos cinco remédios que o Rescue Remedy, com a adição do Crab Apple, por suas qualidades de limpeza. Ele provê um modo conveniente de aplicação do Rescue externamente, e pode ser aplicado em contusões! e escoriações de todos os tipos. - Regis Mesquita Rescue é um composto floral desenvolvido pelo Dr. Bach para as situações de emergência e para os primeiros socorros. Serve quando a pessoa está passando ou está na iminência de passar por uma situação de forte tensão física, psíquica ou emocional. Deve ser tomado após um acidente, antes de ir ao dentista ou fazer uma prova de final de curso, após a perda de um ente querido, etc. Também serve para aquelas pessoas que estão submetidos a situações estressantes continuas (ex: pessoas que trabalham dentro dos distritos policiais sob o risco constante de motins). Em todos estes casos o composto Rescue ajuda a superar o problema de forma mais positiva. Muitos o consideram como “o confortador”. É constituído por cinco essências:
Star of Bethlehem: para as situações traumáticas. Rock Rose: para o pânico e o desespero. Impatiens: alívio da tensão mental extrema. Cherry Plum: para aumentar o nível de controle sobre suas atitudes. Clematis: para aumentar a consciência da pessoa, abalada pela situação crítica.

Por ser tomado em momentos de crise, este composto é utilizado comumente em altas dosagens. Uma pessoa em estado de choque pode tomá-lo aos goles diluído em água até a melhora de sua situação. Em caso de profunda tensão psíquica pode-se tomar quatro gotas de cinco em cinco minutos até a estabilização do quadro. Quando o quadro está estabilizado pode-se ir diminuindo a dosagem até que chegue as quatro gotas quatro vezes ao dia. Obs: o uso do Rescue não substitui a busca de socorro médico de urgência.
Florais de Minas: no sistema floral de Minas existem dois compostos florais que fazem o mesmo papel do Rescue. No caso do Buquê de 9 flores é ampliado o número de essências componentes. Buquê de 5 flores (Impatiens, Psidium, Bipinatus, Rosmarinus e Tagetes). Buquê de 9 flores (Impatiens, Sambucus, Bipinatus, Rosmarinus, Tagetes, Arnica Campestre, Aleluia, Origanum, Artemísia.).

143 Caso clínico: menino, 9 anos, entrou correndo na casa do vizinho atrás de uma bola de futebol. O pastor alemão do vizinho o atacou, mas para sua sorte o dono viu o ataque e não deixou com que o cão desse mais que uma pequena mordida. A criança ficou em estado de choque. Imediatamente foi dado Rescue para ela. O mesmo foi diluído na água e dado aos goles para a criança. Em pouco tempo estava recuperada e brincava como se nada tivesse acontecido. Por precaução tomou o composto floral por mais 10 dias.

Casos Clínicos
Aqui serão descritos casos clínicos reais de uso de Florais de Bach. Os nomes das pessoas são fictícios.

Caso 1
M., com 25 anos, é casada e com formação superior. M. tem uma irmã e dois irmãos. A queixa manifestada por M. se refere a problemas com a auto estima, acompanhado de muito sentimento de culpa. M. parecia muito ansiosa ao iniciar o tratamento, dizendo que gostaria de se conhecer melhor para recuperar os sentimentos de alegria e espontaneidade que se perderam na infância. Segundo sua avó materna, até os 3 anos de idade ela era uma criança engraçadinha, gostava de dançar, sempre alegre. Com o nascimento da irmã, estes sentimentos foram substituídos por mágoa, raiva, ciúme, tornando-se uma pessoa “chata”, cansativa. M. sentia que seu espaço em casa ia se estreitando, a atenção e carinho dos pais eram todos para a irmã. Ela acredita ser hoje uma pessoa que abafou seu lado meigo, humano com uma couraça de autoritarismo, rigidez consigo mesma e com os outros. Se preocupa demais com a opinião dos outros, e com isso cobra de si mesmo uma perfeição em tudo que faz para não dar margem a críticas. Não aceita de forma alguma ser criticada. Quando criança procurava ser “boazinha, certinha “ para agradar os pais. M. mora em uma cidade do interior paulista há 2 anos desde seu casamento, constantemente vai visitar os pais em Minas. Tem grandes conflitos com a mãe, sempre que a encontra entra em processo de depressão, não consegue dormir tranqüilamente, sono agitado e interrompido durante a noite, sua alimentação também fica comprometida. Iniciou então o tratamento com Larch, Holly e Rescue, de manhã, tarde e noite respectivamente. As impressões que ela transmitia para a terapeuta é de alguém que reprimiu muito sua agressividade, o ciúme da irmã, a raiva que sentia ao ser deixada de lado em função desta. Guarda muita mágoa da mãe e parece não reconhecer esses sentimentos como parte sua. Outro fato, é a insegurança que tem com relação à sua capacidade, à sua maneira de ser tentando fazer uma imagem diferente daquilo que é realmente. M. mencionou que no trabalho acha que os colegas são melhores que ela e com isso canaliza muita energia preocupada em superá- los e fazer tudo perfeito. Parece estar sempre competindo e com isso se arma muito para se defender das pessoas. A escolha das essências Larch, Holly e Rescue foram indicadas para trabalhar melhor essas emoções, tomando consciência dos sentimentos mais íntimos que foram reprimidos de modo que esses fragmentos inconscientes surgissem com maior facilidade devido a alguma mudança na sua estrutura defensiva, elevando seu auto conceito e possibilitando sentir as pessoas como menos perseguidoras por se permitir ser amada. Nas sessões seguintes M. parecia mais tranqüila já conseguindo elaborar melhor o que estava se passando com ela e procurando entender as outras pessoas . Falou de sua adolescência, foi uma passagem até tranqüila por estar mais voltada para o relacionamento com amigos, colegas e se distanciou mais dos conflitos familiares. Contou que nessa época saia muito com sua irmã pois tinham amigos em comum. Essa a agredia diante deles, a chamava de feia, burra e M. não respondia, apenas ficava remoendo aquela raiva.

144 Atualmente seu relacionamento com ela tem melhorado e M. até se emociona ao reconhecer que podem ser amigas. Os conflitos com a mãe continuam, mas M. já a enfrenta, diferente do que sempre ocorreu. Até meses atrás sua mãe a agredia e ela não conversava a respeito. Tinha muito medo de enfrentá- la. Acha que sua mãe a inveja por ter seguido uma profissão (Psicologia) que ela sempre quis ingressar e não teve condições financeiras para realizar seu desejo. Existe uma competição a ponto da mãe criar condições para provocá-la, dizendo que ela consegue tudo com facilidade sendo criada dentro de um padrão de vida que ela não teve. Hoje, com a ajuda dos Florais de Bach, M. consegue enfrentá- la e não se culpar com isso. Já admite os sentimentos negativos com relação a ela, toda essa raiva que foi reprimida, já consegue expressar suas emoções sem se preocupar com a imagem de “boazinha “ que sempre necessitou mostrar. A terapia após o uso das essências tem progredido muito no sentido de maior aceitação de si mesmo, M. tem se surpreendido com momentos de felicidade com tudo que está vivendo e empenhada a ir fundo nesta busca de viver melhor. Está conseguindo entender melhor os motivos, a história de vida de sua mãe para lidar com a raiva que sente e construir um vínculo mais positivo com ela onde possam demonstrar mais carinho e amor uma com a outra. Seu relacionamento com o marido é bom, sem grandes conflitos embora reclame que ele parece não acompanha- la nessa busca de auto conhecimento e ela se sente desprotegida. Ele acha apenas que ela tem que esquecer o passado e viver o presente. M. se frustra por ele não perceber o quanto esses problemas antigos estão interferindo em sua vida hoje.

Caso 2
Foi reportado um problema de uma criança (9 anos) com cacoetes, os quais se manifestavam com tal intensidade que passou a interferir em seus relacionamentos escolares e sociais. Seu sentimento de inadequação era evidente por se expor freqüentemente às criticas familiares e dos colegas. O cacoete é um comportamento compulsivo, no qual a pessoa é mobilizada por pensamentos inconscientes a executar gestos sem ter controle dos mesmos. Estes pensamentos e gestos são ativados por situações que envolvem alto grau de ansiedade. Durante a análise foram surgindo os motivos pelos quais este comportamento se manifestava com maior freqüência . Constatou-se evidente necessidade em chamar atenção principalmente dos pais, juntamente com um sentimento de baixa auto estima por se sentir preterida em comparação ao irmão caçula. Começou um acompanhamento com os Florais de Bach, onde foi indicado White Chestnut mais o Rescue para controle da ansiedade e o Larch para trabalhar a auto estima. A partir houve regressão significativa do quadro com maior controle de suas reações. Em poucas semanas os cacoetes desapareceram.

Caso 3
Uma jovem senhora de 40 anos sentindo-se realizada tanto no aspecto familiar quanto social e profissiona l, feliz com a harmonia que fazia parte de seu ambiente familiar e de trabalho, apresentou períodos de insônia, pesadelos e depressão sem nenhuma causa aparente. Sempre temia que alguma coisa ruim pudesse acontecer a ela. Tinha esses sentimentos principalmente enquanto dirigia. Freqüentemente sobressaltada por sensações de que iria passar mal a ponto de fazer vários exames médicos cujo resultado era normal. Mas seu pânico continuava se tornando cada vez mais generalizado, deixando de freqüentar lugares de movimento , lugares amplos se limitando a ir ao trabalho. Nem o resultado de seus exames sendo negativos a deixava confiante. Esta preocupação excessiva se estendeu também para os familiares. Tinha necessidade de lhes telefonar várias vezes ao dia para se certificar de que não havia nada de errado com a família. Seu comportamento começou a mudar à medida que foi introduzido o tratamento com os florais Mimulus, Red Chestnut para equilibrar suas emoções. O sentimento de pânico diminuiu e ela passou a lidar com os problemas que surgiam em sua dimensão real.

145

Crianças
- Ao nascer Star of Bethlehem- para o choque do nascimento. Agrimony- para acalmar. Rescue- de maneira geral. Walnut- para o ajuste do bebê muito jovem. - Nos primeiros dentes Crab Apple- limpador. Impatiens- irritabilidade. Walnut- tempo de mudanças. Holly e Impatiens- acessos de raiva. Chicory, Mimulus, Larch- crianças tímidas e agarradas. - Nos primeiros dias na escola Walnut- tempo de se adaptar às mudanças. Honeysuckle- concentrar-se no momento presente. Mimulus- medos, timidez. Olive- a maioria das crianças fica exausta nesse momento. - Geral Aspen, Mimulus- medo de ficar só, do escuro, etc. Beech, Holly, Vine- criança que tiraniza. Vervain- criança que nunca pára. Clematis- criança sonolenta, apática, desconcentrada. Chestnut Bud- criança esquecida, aprendizado lento. Gentian- criança que não persevera nos deveres. Larch- auto estima baixa, inferioridade, regressão de comportamentos de tenra idade. Cherry Plum - crianças que fazem birra e se atiram no chão, etc. Heather - crianças insatisfeitas e insistentes; amigdalites de repetição. 3 CRIANÇAS CERATO (C.M.): olhar marcante, grandes olhos. Dificuldades no desenvolvimento estrutural e intelectual. Introvertidas e solitárias. Aparência imatura. Podem precisar do auxílio de Chicory para a carência afetiva. Também aqueles que falam e perguntam demais, mas ficam na superfície. Estimular o trabalho corporal. 3 BEBÊS CHERRY PLUM (C.M.): em bebês que tiveram sofrimento fetal, associar o Cherry Plum ao Star of Bethlehem ou Rescue; e nos bebês que não receberam aleitamento materno e têm defesas baixas, associar o Cherry Plum ao Crab Apple. Também para os filhos de pais em separação. 3 CRIANÇAS CHICORY (c.m.): que sofreram ou temem o abandono, para ajudar no desmame e retirada da chupeta. Se a criança é muito apegada à mãe, as duas devem tomar Chicory. 3 CRIANÇAS ELM (C.M.): geralmente sérias, amadurecem cedo. É preciso que sejam mais soltas, livres e alegres. Por outro lado pode ser dado também para aquelas que precisam despertar o senso de responsabilidade. Combinações úteis nas crianças: - Elm + Wild Rose = se forem muito apáticos. - Elm + Water Violet = fechadas, sérias ou tristes.

146 - Elm + Agrimony = para serem mais alegres e felizes. CRIANÇAS GENTIAN (C.M.): 3 Nascidas com má formação cardíaca ou alterações no ritmo. 3 Tristes, com problemas respiratórios (+ Olive ou Crab Apple). 3 Pai ou Mãe deprimidos passando o padrão à criança, ou depressão na gravidez (+ Honeysuckle). 3 Muito medo do escuro. Falta de fé e/ou religiosidade. 3 Muito grudadas à mãe (+ Chicory): para ambas. 3 Fragilidade nas vias urinárias, infecções (+ Wild Rose). 3 Tristes, com verminoses, apatia (+ Wild Rose ou Centaury ou Willow). 3 GORSE (C.M.): para crianças nascidas com problemas genéticos, distúrbios mentais ou deformações físicas; e também nos que tomam medicamentos pesados para limpar os efeitos colaterais. Para crianças muito medrosas. 3 HEATHER (C.M.): para crianças com amigdalites de repetição (provável insatisfação afetiva sentida pela mãe e passada na gestação). 3 HORNBEAM (C.M.): para crianças e adolescentes desorganizados, sempre cansados e com má higiene corporal. E as que foram adotivas ou cujo pai foi ausente durante a gestação. Para pessoas que foram rejeitadas pela mãe durante a gravidez e têm dificuldade de sentir o prazer do mundo e só se dedicam à construção material. Para crianças que nasceram com defeitos genéticos. Para as mulheres que geraram filhos sem querer. 3 LARCH & Gravidez (C.M.): nas mulheres que se desvalorizam pelo seu estado, algumas vezes porque se lançaram em uma paixão e se enganaram, foram abandonadas e se sentem fracassadas. Passam o fracasso ao bebê. Pode-se dar Larch e Hornbeam para suprir a falta do pai na gestação. Se não for possível dar durante a gestação, dê logo ao nascer ou em qualquer idade para limpar o negativismo de sua concepção. 3 CRIANÇAS MUSTARD (C.M.): perfeitas, fazem tudo o que os pais querem, matando sua própria vontade. 3 CRIANÇAS RED CHESTNUT (C.M.): são muito compassivas com pessoas e animais, mas esquecem de si mesmas. Têm muita sensibilidade, intuição e facilidade para ter “amgos invisíveis” e contato com seres angélicos. Pode-se associar o Red Chestnut ao Chestnut Bud para ajudar seu entendimento, e também o Gentian (proteção estrutural, pela fé, que dá chão para a pessoa). 3 ROCK ROSE (C.M.): Enurese noturna - associar: Rock Rose + Cherry Plum + Chestnut Bud. 3 VERVAIN (C.M.): Para crianças sem limites, que não têm respeito por sua casa e a dos outros. 3 CRIANÇAS WATER VIOLET (C.M.): Crianças fechadas, sérias, que não socializam. Com infecções de repetição ou verminoses que nunca terminam. 3 CRIANÇAS WILD OAT (C.M.): inseguras, sem os pés no chão. Ficam muito elétricas com tudo, mas não terminam nada (podem se parecer com Vervain). Gostam de mexer com eletricidade, ou só brincam com vídeo-games. Para os que começam a andar, pisar firme. É uma essência ótima para adolescentes. 3 CRIANÇAS WILLOW (C.M.): Crianças mal humoradas, nada está bem.

147 Fórmula do Adolescente (dos Florais de Minas)
Indicada para trabalha nos distúrbios gerais que frequêntemente se manifestam no período da adolescência: desobediência, ilusão com auto-imagem falsa, tendência ao vício e ao desregramento nos hábitos cotidianos. Favorece ainda a auto-determinação, a conexão com o propósito interno e com a verdadeira vocação, o amadurecimento psíquico e biológico, a auto-estima, a criatividade e engenhosidade, a ternura na sexualidade e o equilíbrio entre a vontade individual e o propósito do grupo. Composição: Vernonia, Jasminum, Millefolium, Origanum, Lavandula, Bougainvillea, Hibiscus, Ipomeia, Lantana.

Mães
- Agrimony Quando nós queremos estar longe dos ruídos e falatórios ou temos dores constantes para aguentar. - Impatiens Quando o tempo é curto e a criança é lenta. Nos ajuda a resistir à tentação de fazer tudo para a criança em lugar de assistir seus próprios esforços lentos e desajeitados para fazerem por si mesmas. Para a paciência infinita, tão necessária, sempre. - Hornbeam Quando sentimos que não podemos lidar com tantas tarefas e podemos estar cansadas só de pensar nelas. - Cherry Plum Quando sentimos que gostaríamos de “nos livrar” da criança porque alcançamos o fim de nossa resistência. “Nas últimas forças” é como estamos nos sentindo. - Elm Ajuda quando, embora tentemos arduamente ser pais ideais, sentimos que a tarefa parece além de nosso âmbito mortal, e nos desesperamos para fazer bem nosso trabalho.

Nas crises profissionais
O floral do tipo de personalidade + Hornbeam, Wild Rose, Sweet Chestnut, Olive.

148

Florais para as crianças
Antes de qualquer coisa, vale lembrar que estas crianças maravilhosas não são seres estranhos vindos de outro planeta, são na verdade, em essência, nós mesmos. Portanto, toda vez que recorremos às terapias e à medicina para curá-las, temos que reconhecer que parte de nós também está sendo tratada e que nós fazemos parte da cura delas. Tendo isto em mente, vamos analisar alguns tipos de crianças e quais seriam os florais adequados para elas. Lembrando que falo sempre dos florais de Bach, o que não invalida nenhum outro sistema de florais existente. Tal qual com os adultos, as crianças também têm seu comportamento fundamentado em necessidades e hábitos e muitas vezes, começam a viver longe de sua própria natureza, criando assim padrões viciados e atitudes negativas que as levam a somatizar doenças no seu corpo físico. Podemos observar alguns tipos mais característicos de crianças e alguns florais para ajudá-las: Crianças manipuladoras São aquelas capazes de qualquer coisa para conseguir o que querem dos pais, de professores e amigos. Podem até fazer uma doença repentina só para manipular o adulto. Vemos essas crianças reagirem assim desde bebês, com cólicas intermináveis e não justificadas, choros doídos sem nenhuma razão física e, mais tarde, podem ter febres altas repentinas, pois é assim que conseguem seu objetivo. Alguns Florais: Vine - muito manipuladores, fazem doenças Beech - sem nenhuma tolerância Chicory - manipulação dengosa e chorona Holly - para os que se revoltam quando não conseguem manipular Crianças Invasivas Estas crianças são às vezes confundidas com crianças inquietas e impacientes, mas na verdade o que elas não tem é limite de espaço. Entram no quarto dos irmãos sem serem convidadas e mexem em tudo, brincam com coisas dos adultos sem pedir permissão, falam sem parar e sem esperar a sua vez. Alguns Florais: Vine – muito manipuladores, fazem doenças Beech – sem nenhuma tolerância Chicory – manipulação dengosa e chorona Holly – para os que se revoltam quando não conseguem manipular Crianças tristes, apáticas, servis demais ou negativas Alguns Florais: Wild Rose – apáticas, tudo está bom para elas Sweet Chestnud – tristeza profunda e sem motivo aparente Centaury – não são capazes de dizer não Willow – reagem de forma negativa, não acreditam que nada vai dar certo Water Violet – não são tristes, mas não se envolvem com o mundo Pine – se submetem a tudo por se sentirem culpadas por algo Crianças que parecem não viver neste mundo, desa tentas e desanimadas: Alguns Florais: Cerato – não ouvem, nem que se fale mil vezes Clematis – vivem no mundo da lua Honeysuckle – se apegam a fatos ou lugares passados Hornbean – não têm ânimo para nada, preguiçosas Chestnud Bud – repete os mesmos erros, não conseguem aprender Crianças excessivamente responsáveis: Alguns Florais: Elm – se deprimem quando não se acham mais capazes de continuar a tarefa

149
Oak – vão além dos seus limites para cumprir suas tarefas Crianças que se recusam a crescer: Alguns Florais: Holly – se revoltam por terem que mudar de fase na vida Chestnud Bud – preferem continuar errando a ter que aprender o novo Walnut – Não conseguem se adaptar às novas fases e mudanças da vida Olive – se sentem cansadas por qualquer mudança física ou externa a elas Crianças inseguras, medrosas, preocupadas, influenciáveis: Alguns Florais: Larch – falta de confiança em si mesma Agrimony – não entram em contato com si mesma e suas possíveis decepções Centaury – se influenciam pelos mais fortes de personalidade Red Chestnud – se preocupam demais por qualquer situação fora da rotina Mimulus – sentem medos conhecidos Aspen – sentem medos sem definição Rock Rose – entram literalmente em pânico em situações novas ou difíceis Crianças inquietas: Alguns Florais: Impatiens – são sem parada, não ficam mais que cinco minutos brincando de algo Wild Oat – se sentem insatisfeitas com tudo que começam a fazer Cherry Plum – sentem um grande conflito interno e se irritam com tudo que fazem Star of Bethlehem – acalma choques que podem levar a um estado de extrema agitação. Alguns Florais não foram citados para as crianças, porque os considero de natureza mais profunda e que, portanto, são geralmente, quadros de pessoas com mais experiências na vida. Mas, para toda regra há sempre exceções, o que não descarta totalmente o uso para crianças. São eles: Gorse – falta de esperança Gentian – falta de fé Mustard – profunda depressão Scleranthus – falta de eixo, desequilíbrio Crab Apple – mania de ordem, desorganização interna Rock Water – rigidez de mente Rescue - Esta composição de flores desenvolvida pelo Dr. Edward Bach pode ser usado para as crianças sempre que elas sofrerem algum choque em família ou na escola. Quando presenciarem brigas e outras situações violentas, como assalto, acidentes de carros e outros. Até mesmo para amenizar crises de febres e dores fortes decorrentes de doenças, machucados e queimaduras. Quero tornar a dizer que é extremamente importante que, quando uma criança vai ser tratada, que a família seja vista como um todo que a influencia. Vou citar aqui uma frase que ouvi de uma professora de florais: - ‘Toda vez que eu quiser muito que alguém tome um determinado floral é melhor tomá-lo eu mesmo’. Com relaç ão aos nossos filhos isto vale sempre! Insisto que sempre é bom que se procure um terapeuta para que se tome as doses mais corretas para cada caso e um acompanhamento de possíveis reações e melhoras. Dr. Bach dizia que, ’se uma criança faz um desenho e nós tentamos ajudá-la, dizendo, esta janela está muito grande, ou não seria melhor que fizesse assim, este não será mais o desenho da criança e ela aprenderá a não ser mais ela mesma na vida’. Pensem nisso com amor!

150  Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas - CRIANÇAS:
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

Aspen: A criança elabora fantasias, temores naturais e fatores traumáticos, principalmente através de suas atividades lúdicas. Daí a importância da permissão para o brincar. O jogo catártico constitui o melhor recurso egóico do qual ela dispõe, para solucionar seus conflitos de qualquer tipo. A criança que se mostra incapaz de brincar apresenta indícios de sério comprometimento em seu desenvolvimento. Isto simplesmente já é uma indicação para se dar Aspen. Seus medos e temores naturais (conscientes e/ou inconscientes) não estão sendo ab-reagidos e elaborados, podendo desenvolver, gradativamente, uma personalidade em estado Aspen desequilibrado. Neste estado apresenta, frequentemente, hipersensibilidade, perturbações de sono com pesadelos, terrores noturnos, medo de dormir sozinha, necessidade de luz ao dormir, fuga impulsiva e inesperada (por exemplo, de festas ou comemorações), inibição da agressividade, enurese, apegos excessivos, etc. Na puberdade, tal como explicado em profundidade através da teoria de Melanie Klein, as mudanças corporais e o aparecimento da menarca e da ejaculação podem estar acompanhados de intensa ansiedade persecutória, quando se faz necessária a indicação de Aspen. Nestes casos, o adolescente evita o “brincar” tal qual na infância, mas agora foge de festas e de encontros, do namorar e do “ficar”, das rodas de companheiros ou gangues típicas, que buscam desafios e aventuras (viajar, acampar), dos debates no colégio ou em grupos de jovens, onde poderia realizar atividades várias que o ajudariam a organizar-se emocionalmente e socialmente. Enfim, foge do enfrentamento com o novo período exploratório, próprio da adolescência. Retira-se destas atividades e realizações, isolando-se por medo. Também evita o esporte e a competição. Já o adolescente que se permite realizar os comportamentos citados está enfrentando o novo e as mudanças que daí decorrem, com qualidades Aspen positivas. O adolescente tipo “bode expiatório” também revela características Aspen em desequilíbrio por absorver demais, ou introjetar em excesso, as projeções do seu ambiente, normalmente do mundo dos adultos, com seus conteúdos não resolvidos. Beech: São as “certinhas”, queixosas, implicantes e intolerantes. Gostam de aliar-se a professores ou figuras de autoridade no controle de tarefas, disciplina e ordem. Chegam a tornar-se “puxa-saco” e “dedurar” seus companheiros em qualquer tipo de arte ou transgressão. Não conseguem ser livres e espontâneas, são menos criativas, são inseguras e carentes, o que escondem por trás de sua falsa segurança e pseudomaturidade. Cerato: Desde pequenas tendem a ser superprotegidas ou criticadas. Demoram a aceitar a substituição do leite pelos alimentos salgados e a abandonar a mamadeira e a chupeta. Verbalmente foram estimulados, mas sem uma correspondente permissão interna da mãe, para crescer. Por isso também andam e falam mais tarde, mas, quando o conseguem, mostram uma independência motora e cognitiva rápida, como que buscando compensar a dependência subjacente. Da mesma forma, aprendem com facilidade o controle dos esfíncteres, mas mais para agradar, com submissão, do que para exercitar sua maior independência. A criança em estado Cerato não aprendeu a vivenciar o grupo, a renunciar, a esperar, a colaborar, a competir, a dar sugestões, a ser liderada e liderar, a trocar papéis, etc. Evitam as concorrências de fato, com adversários poderosos (irmãos, pais, amigos), pois no fundo sabem que não estão preparados para aprender de fato com as derrotas e/ou vitórias. Todo esse funcionamento tende a se repetir na escola, onde é exigido que construa tarefas e contribua com seu grupo. Outra característica é a de se dar a brincadeiras solitárias, a sonhos e devaneios. É aí que consegue ser alguém forte e independente, uma criança especial ou um “príncipe”. Demora mais para experimentar a busca da própria identidade, por exemplo, não querendo escolher a própria roupa, pedindo que alguém diga com quem pode “ficar” ou “namorar”, aceitando uma carreira profissional imposta pela tradição familiar, adotando conceitos ou posicionamentos políticos e sociais sem contestá-los, enfim, mostrando a mesma fragilidade emocional, em termos de negativismo e autonomia, que já vivenciou na primeira infância.

151
Costuma viver uma adolescência muito prolongada, com dependência sócio econômica que excede as suas aquisições intelectuais. Mesmo já possuindo formação superior, demora muito mais para desgarrar-se da família. São aspectos narcisistas e regressivos que lhe custa muito a abandonar. Chicory: Quando bebês, choram muito, reclamando muita atenção direta: colo, (choro de “manha”), atendimento imediato na fome e presença constante da mãe. Mostram por ela um apego excessivo e rejeitam com brabeza qualquer pessoa substituta temporária. A hora de conciliar o sono (separação da mãe) é a mais conflituada. A mãe, geralmente também em estado Chicory, não consegue ser continente às ansiedades naturais do processo de separação e individuação. A criança não passa tranquilamente da etapa simbiótica para a exploratória (com sucessivas aproximações e afastamentos). Assim, as etapas seguintes (competição e socialização) também ficam seriamente prejudicadas. Egocentricamente querem ter as pessoas à sua volta, principalmente os familiares. Em qualquer contrariedade ficam irritadiças ou apelam para a autocomiseração e o choro. Podem ser espalhafatosas, dizendo coisas inconvenientes e críticas. Provocam discussões e competições, tentam mais dividir para reinar do que juntar. Gentian: Quando em desequilíbrio, em função de inseguranças básicas, arriscam-se mas desistem e “caem fora” quando sofrem fracassos e derrotas. Suas tarefas ou empreendimentos ficam então pela metade. O entusiasmo inicial facilmente desmorona, apesar do seu idealismo. Este tende a permanecer em nível de sonhos, devaneios e fantasias de sucesso e glórias, para compensar uma “triste” realidade. Neste ponto, recolhem-se para ocupações mais solitárias e “apagam-se”. Refugiados em leituras e jogos de computação, preferem os interesses intelectuais aos esportes, às festas ou aos brinquedos em grupo. Podem regredir ao choro e queixas do tipo, “eu não brinco mais, todo mundo aqui é chato” ou “o fulano não gosta de mim... ninguém aqui é legal”. É comum também ouvirmos “eu não consigo”, “eu não gosto de fazer isso”, esta afirmação é uma racionalização. Temem a própria iniciativa ou outras formas de independência. Ávidas por elogios, são crianças e adolescentes com comportamentos exemplares, procurando agradar pais ou professores para obter psudocarícias. Na escola mantêm ótimo comportamento e costumam ser chamados de “puxa-sacos” pelos colegas mais arteiros e opositores. Experimentam uma secreta vitória quando algum “capeta” ou “bode expiatório” é repreendido. Temem e evitam muito a críticas, porque estas as deprimem. Escondem sua forte emotividade por trás de uma fachada intelectual e comportamento de “bonzinho”. Utilizam a sensibilidade aguçada para “captar” dos pais as mensagens do tipo “sê perfeito”. Assim, prestam-se a tentar realizar as necessidades narcisistas (encobertas) do pai ou da mãe. Secretamente alimentam sonhos, o que pode constituir um risco elevado de alienação e fuga para uma conduta de adição, já que, na realidade, não desempenham o bastante para alcançar ideais. Tal círculo vicioso ainda é mais reforçado por estabelecerem objetivos muito idealizados e praticamente inalcançáveis, internalizados sem base em si próprios. Gorse: Em geral, quando em desequilíbrio, estão quietas e abatidas, pálidas e com profundas olheiras. Alimentam-se pouco, são magras e podem estar com o peso e altura aquém da média. Dormem mal e suas condições de saúde estão precárias: anêmicas, com doenças crônicas, pois suas defesas imunológicas estão bastante diminuídas. Necessitam de uma avaliação pediátrica completa, pois seu estado geral encontra-se debilitado. Lembram uma plantinha murcha, agonizante, sem forças para viver e necessitam de cuidados intensos. A agressividade está embotada. Comunicam-se mais pelo choro e são extremamente regressivas e passivas. Gorse também se faz necessário para crianças hospitalizadas, bem como às famílias, em casos de doenças terminais. São crianças que falam acerca da impossibilidade de voltar para casa e para a escola, perguntam-

152
se se vão ficar boas e pedem para que não as deixemos morrer. Pensamos que as equipes que lidam com tais pacientes, os quais mobilizam intensos sentimentos de impotência frente à morte, necessitam trabalhar os próprios sentimentos face ao processo de morrer. Sem dúvida Gorse também é indicado para os profissionais que trabalham nessas circunstâncias. Lembramos que, por natureza, a criança apresenta um estado Gorse em equilíbrio. É positiva, confiante, esperançosa, não se deixa abater, recupera-se facilmente, mantém a fé na vida e, com criatividade, encontra sempre a melhor “saída” para o sofrimento. Hornbeam: Assumem, principalmente nas primeiras horas do dia, um comportamento mais monótono e repetitivo, com menos expressão criativa, espontânea ou concentrada. Falta-lhes uma atitude mais barulhenta e exploradora ou ainda certa audácia e competitividade, do jeito próprio de crianças e adolescentes cheios de energia. Por isso recebem apelidos do tipo “dorminhoco”, “lunático”, etc. Podem apresentar palidez, dores de cabeça, queixas de fadiga ou falta de vontade para as atividades comuns de sua idade. No entanto, se o dia promete algum programa fora da rotina ou frente a situações inusitadas, conseguem acordar-se com mais facilidade. Caso o motivo de sua fadiga seja um desequilíbrio emocional, constatamos, na avaliação diagnóstica, tratar-se de família onde a expressão energética de sentimentos (especialmente a raiva e a alegria) traz conflitos e complicações. Assim, estas crianças aprendem, desde cedo, que existe algum “perigo” na liberação desta energia e que o dever está acima de todo o prazer. As tarefas tornam-se, então, insossas e sem graça. Por conta própria, em geral, não conseguem mostrar o brilho e a felicidade de uma criança livre. Se os deveres já esgotaram sua energia, tendem à passividade. Ficam um longo tempo assistindo televisão, por exemplo. Mimulus: São tímidas, retraídas, “boazinhas”, excessivamente obedientes e bem comportadas. Dão a sensação de terem sido “podadas”. Podem apresentar ou não o quadro e os sintomas típicos das fobias, tal qual o adulto em estado Mimulus. Cresceram num ambiente excessivamente carregado de proibições e medos, expressos de forma verbal ou não, principalmente por seus pais. Os próprios pais são fóbicos e as crianças são extremamente sensíveis a estas mensagens. Fisicamente, com frequência, são magras e parecem frágeis e sem energia, podendo apresentar anemia. O oposicionismo natural não pôde ser usado por estas crianças para o crescimento da autonomia, da individuação e da auto-estima satisfatória. Não sabem lidar com seus sentimentos e, em especial, com a agressividade. Aparece, frequentemente, o roer unhas, enurese, crises de choro e, eventualmente, de pânico, sono agitado, sonambulismo, etc. Red Chestnut: Apresentam as tão comuns fobias escolares, nas quais a criança expressa toda a carga de sentimentos que lhe é projetada pela mãe e negada nela própria. Ambas, mãe e criança, funcionam simbioticamente, isto é, o que uma sente e expressa é sentido por ambas “na própria carne”. Nos consultórios, não conseguem separar-se, ao natural, na sala de espera. É comum ver-se crianças aos berros e a mãe afirmar algo do tipo: “Eu sabia que isto iria acontecer, sempre foi assim, ele não fica sem mim”. Examinados em profundidade, estes são os temores de ambos ao processo de individualização. Outro aspecto dinâmico essencial nesta família é o pai distanciado, mais ausente do que presente emocionalmente. Parece haver um pacto secreto entre todos para evitar romper vínculos arcaicos (o corte do cordão umbilical, facilitado pelo pai, para o nascimento emocional da criança). O pai está aí mais no papel de provedor material e a conflitiva edípica não é enfrentada. Objetos transicionais podem ser usados, mas também não ocorre o desgrude ou desligamento espontâneo dos mesmos. Os objetos típicos (paninhos, chupetas, bichos de pano...) não podem ser lavados ou substituídos, nem retirados, o que representa a dificuldade em aceitar mudanças e a desprender o antigo (a vinculação simbiótica).

153
A terapia com as crianças, nestas famílias, já alcança razoável sucesso se for conseguido o objetivo de facilitar uma separação ótima entre mãe e filho, fazendo-as sentir que tal processo não implica abandono (conteúdo fantasiado) e sim uma despedida temporária, onde sempre há o renovado reencontro. É comum observar que, quando a criança apresenta melhora, há tentativas da mãe para obstaculizar o processo terapêutico através das mais diversas formas. Por isso a mãe necessita ser trabalhada junto com a criança. Podem ocorrer recaídas temporárias. Rock Rose: Não raro vêem-se estas crianças em famílias onde as fraquezas, as imperfeições ou os defeitos são negados ou escamoteados, já que provocariam muito medo. Tais aspectos passam a existir de forma vaga e imprecisa, não assumida individualmente por cada membro. São conteúdos envoltos em mistérios e fantasias, que tendem a ser projetados em um elemento do grupo familiar. Este elemento passa a ser o identificado e, em função da maior sensibilidade e autenticidade da criança, é ela que passa a assumir o papel do imperfeito ou do “errado”. No momento em que a criança não suporta mais desempenhar tal papel, tende a projetá-lo em situações que simbolizam o conflito familiar oculto. Por exemplo, pode entrar em pânico ao defrontar-se com portadores de deficiências mentais ou físicas. O estado Rock Rose em desequilíbrio possui um funcionamento fóbico claramente subjacente. São crianças que facilmente passam do estado Mimulus e/ou Aspen para uma agudização de sintomas (medos), apresentando transitoriamente o pânico, seguido ou não de reações catastróficas. Assim, um estado Rock Rose (transitório) pode mostrar-se através de algum medo ou terror específico (o objeto que simboliza o conflito). Quando tal situação ou objeto é mais inespecífico, estamos diante de um quadro ainda mais sintomático, com vômitos, diarréia, terrores noturnos, pesadelos frequentes, reação de pânico frente a sonhos recorrentes, paralisação da fala ou gagueira súbita, etc. Rock Water: Buscam sua confirmação pelos adultos significativos através de atitudes de agrado e um comportamento exemplar. Nelas foi rejeitada sua natureza criança. Desde pequenas mostram-se dóceis e reservadas, não explodindo com raiva, alegria ou afetividade. Se expressarem seus sentimentos autênticos, que na terapia serão qualificados, devem ser lentamente estimuladas a realizar uma boa catarse para perderem o medo ao descontrole. Scleranthus: É indicado para a dupla mãe-bebê. Para a mãe quando esta custa mais a retornar ao ritmo normal de vida após o parto e quando precisa conciliar suas necessidades emocionais e físicas com as do bebê. A delicada e singular sintonia, na vida cotidiana de ambos, é uma tarefa complexa que somente pode ser descoberta lentamente, através da experimentação paciente e do convívio continuado e estável. Scleranthus ajudará nos casos de um bebê instável e de uma mãe insegura, rodeada de “comadres” dispostas a darem sempre o melhor palpite (que são, em geral, mensagens de conteúdos contraditórios). Instala-se a ambivalência, a instabilidade e a dúvida. Scleranthus facilitará a descoberta natural do equilíbrio, muito singular na sintonização dos ritmos mãe-bebê. Por um lado existe ainda um bebê não equilibrado: sono-vigília, fomesaciedade, etc.; por outro lado, uma mãe que precisa encontrar seu novo equilíbrio em relação à produção do leite, a um sono restaurador, à atenção aos outros filhos, ao marido, às atividades domésticas e profissionais e ainda enfrentando as profundas mudanças corporais, internas e externas. Em geral, uma criança em estado Scleranthus em desequilíbrio é carente de autoconfiança. É muito difícil para ela escolher e tomar decisões a respeito de qualquer coisa. Inquieta, expressa dúvidas acerca do que fazer, o que brincar, o que comer e a quais tarefas se dedicar. Em casa, na escola e nas sessões de ludoterapia apresenta períodos de inquietude e instabilidade física e emocional, alternados com períodos de introversão (aparente depressão). Sua inquietude provém de pressões de estímulos externos (não aceita que lhe ordenem e lhe mandem fazer determinada coisa); tende a ser uma criança rebelde. Pode realizar várias atividades ao mesmo tempo, sem concluir nenhuma. Não pergunta muito; quer obter orientação e direcionamento consigo mesma, buscando em seu interior. É especialmente vulnerável quando impõem-se novas situações e ritmos de vida, ficando inquieta e

154
insegura. Por exemplo, no período de férias ou quando exposta à maior liberdade de determinação acerca do seu tempo, fica perdida e confusa. Não foi suficientemente qualificada e respeitada, desde cedo, em sua espontaneidade e autonomia para ter liberdade nas decisões rotineiras. Não lhe permitiram escolher o que comer, vestir, brincar... Por medo de crítica, sua indecisão e ambivalência “servem” para buscar aprovações. Fica estagnada quando percebe que não pode agradar a todo o mundo ao mesmo tempo. Vervain: Bebêsmuitoinquietos,tensoseagitados.Maistarde,nãoencontrandoumsolofértilparaproduzircomtodaessaenergiaquepossuem,tendemafazertudoaomesmotemposem poderemconcentrarsuaatenção.Espalhambrinquedossemexplorá-losafundo.Apresentam confusaseperdidasporfaltadelimites.Tendemaderrubarequebrarobjetos. -se Pobrecontrolenamotricidadefinaetensãomuscularexageradanosdedos.Suafaceétensaedenotaansiedade,principalmentenaalturadassombrancelhas,entreasquaisjá apareceumarugadeexpressão.GeralmentepossuempaisRockWater . Vine: Mostram-se voluntariosas e briguentas. Despertam a irritação dos adultos. Violentas e cruéis, provocam situações de conflito aberto na escola ou em grupo de iguais. São os típicos líderes negativos na sala de aula. Na escola, tendem a ser o “bode-expiatório” do grupo. Buscam a punição contra si próprias, para satisfazerem seu masoquismo latente. É comum os pais serem intimados a procurar outra escola para seu filho, o que atribuem, geralmente, a defeitos da professora ou da escola. A família inteira tende a desqualificar a quem lhes mostra as suas dificuldades ou os seus defeitos. Esse modelo a criança introjeta e não consegue estruturar limites internos. Por outro lado, frequentemente é porta voz dos conteúdos depreciados que a família deposita nela, os quais ela atua no lugar dos outros membros. Estes mostram conduta adaptada às normas sociais, projetando os “aspectos maus” para manterem-se a salvo. Assim, tal criança ou adolescente provém de famílias que operam com profundas dissociações de papéis. Na adolescência, num grau mais patológico, poderá ter distúrbios de conduta com características sociopatas evidentes, sendo comum a identificação com o agressor. Envolve-se com companheiros (gangues) para furtar, pichar, abusar sexualmente de menores ou deficientes, usar ou envolver-se no tráfico de drogas e até assaltar à mão armada. Wild Oat: Mostram características de ansiedade, de inquietude, estão frustradas, não se aprofundam em ocupações, pouco sabem o que fazer e manifestam necessidade de valorização. Sua livre expansão encontra-se reprimida, quer pelo ambiente familiar, quer pelo regime escolar. Embora inteligentes, há sinais de tensão em relação aos estudos, o que parece ser reflexo de exigências demasiadas ou preocupações exageradas dos pais neste setor. São crianças que precisam de estímulos ou de ambientes organizados para a exploração e a expressão, para romperem limitações excessivas, podendo conectar-se com suas ricas potencialidades internas. Os pais talvez necessitem de orientação para não darem à criança responsabilidades que estão além ou aquém de sua idade, adotando atitudes de maior compreensão e tolerância. Convém também que ingressem em atividades grupais onde determinados objetivos sejam escolhidos e perseguidos com vontade e perseverança e orientação permissiva, por exemplo no campo das artes, dos esportes, ou atividades de escotismo, entre outras, que estimulam o “aprender fazendo” passo a passo.

155

DICAS DO DR. BACH
A dica que Bach nos dá para sabermos qual nosso tipo de comportamento, ou qual o tipo de pessoa, é verificarmos o que nos incomoda mais nos outros, porque aí também está nosso maior defeito. Isto que nos salta aos olhos e nos irrita em outras personalidades é o que não vemos em nós mesmos.

DICAS
1. Observar as causas dos sintomas para se chegar ao remédio certo. Se a pessoa sofre de suores frios, por exemplo, devese saber se a causa é o medo de alguma coisa ou ansiedade excessiva 2. Não tomar muitos florais ao mesmo tempo. É melhor usar um de cada vez, à medida que as emoções forem surgindo. O médico britânico admitia a presença de, no máximo, seis florais em cada frasco. 3. As emoções mais intensas devem ser tratadas primeiro. 4.A escolha dos florais deve basear-se nas emoções que estão conscientes. Um medo de perder o emprego (consciente) pode estar escondendo uma insegurança muito grande (inconsciente). 5. Qualquer que seja a sua opção, procure tomar a primeira dose logo pela manhã, em jejum, e a última antes de se deitar. 6. Utilizar sempre água mineral ou de fonte, pois a água encanada passa por um tratamento químico que ocasiona a perda de grande parte do seu potencial energético, e o remédio envelhece mais depressa; água destilada não serve, pois é desprovida de energia. 7. Utilizar frascos de coloração âmbar, providos de conta gotas. A luz solar pode alterar o medicamento. 8. No caso de pingar o remédio diretamente sobre a língua, cuide para a pipeta não tocá-la, para não ser impregnada de enzimas digestivas. 9. A dosagem normal é de 4 gotas, 4 vezes ao dia. Em caso de necessidade, pode ser aumentada sem risco de overdose ou intoxicação medicamentosa. É sempre bom lembrar que os medicamentos do Dr. Bach não pretendem atuar por concentração de princípios ativos, como as drogas químicas convencionais, mas por energia vital captada das plantas.

DEFINIÇÃO DOS TERMOS UTILIZADOS NA TERAPIA FLORAL. Para se compreender as idéias do Dr. Bach é preciso levar em conta, antes de mais nada, sua particular visão de mundo. Ele acreditava em um Ser Superior, Arquiteto do Universo. Como ele relata, para entender a natureza das doenças, devemos admitir que o homem possui uma alma (o eu real). O corpo físico não passaria do templo terreno dessa manifestação imortal, centelha do Pai Celestial, como ele próprio definiu a personalidade mortal. Além disso, fiel à idéia comum do espiritismo e de várias religiões orientais, Bach acreditava que a passagem da alma pela Terra se revestia do caráter de missão: “Somos personalidades vindas para cá a fim de obter todo conhecimento e experiência possíveis; desenvolver virtudes. A visão Bachiana da vida e do Universo, além de espiritualista, seria definível, em termos atuais, como holística (holus=totalidade). Isso significa aceitar que o Universo engloba unitariamente tudo o que existe, formando em ente infinito e harmonioso. O indivíduo (in=não; divíduo = divisível), portanto, é parte de uma unidade maior e um ser particular. O reconhecimento desse postulado leva Dr. Bach a concluir: “Qualquer ação contra nós próprios ou alguém afeta o conjunto, ao provocar imperfeição numa parte o reflexo atinge o Todo, do qual cada partícula deve chegar à perfeição”. COMO AGE O REMÉDIO O remédio floral vai auxiliar a pessoa a desbloquear certos padrões de energia já cristalizados em sua mente, e fará com que um novo fluxo de energia positiva passe a agir. Dr Bach diz: Os vegetais vivem em meio à Natureza harmoniosamente e preservam suas características individuais; dessa forma, se uma pessoa receber a energia de uma planta que tenha características semelhantes ao seu estado emocional, conseguirá viver em harmonia consigo e com os outros.

156

Florais de Bach & Abordagens Psicoterápicas:
(Theresinha Breyer Di Piazza, Ursula Schmeling, Dagmar Konrath Behrmann e Maria Isabel Machado Mutzberg).

“A terapia através do sistema floral não é uma panacéia, não irá simplesmente curar as enfermidades, nem é a essência que por si só determinará a supressão da sintomatologia. O auxílio vem através da interação da essência com a pessoa, da conscientização de cada sentimento e do desejo consciente de equilibrá-lo. A essência floral ajudará a desbloquear a virtude oposta àquele sentimento em desequilíbrio, bem como o enfrentamento da mudança e a perda de ganhos secundários. Assim, cada pessoa, e somente ela, assumirá a responsabilidade pela sua própria saúde, o que implica assumir sua condição humana e as “preocupações essenciais” inerentes, citadas acima. A saúde implica independização, em descartar justificativas “de fora” neuróticas e infantis. Por isso que este processo, nada simplório e fácil, necessita ser acompanhado terapeuticamente. Como em qualquer mudança, surgem resistências a serem trabalhadas e medos do desconhecido que serão mais facilmente removidos através da relação terapêutica. O terapeuta se faz então necessário para acompanhar o processo de redimensionar e reorganizar os aspectos “mexidos”. Temos reservas quanto à auto-indicação, porque pode acontecer que a pessoa não consiga avançar (sozinha) para dentro de si mesma. É difícil a auto-percepção em níveis mais profundos. Faz-se necessário o terapeuta-espelho, que devolve, que auxilia o cliente a concentrar-se e refletir mais sobre determinados conteúdos-chave. O deter-se em sintomas pode ser enganador. Deverá vir à tona o que está escondido pelo sintoma. Este é a porta de entrada por onde a pessoa poderá ingressar, com mais segurança através da ajuda do terapeuta, no sentido de fazê-la iluminar a trajetória para enxergar e dizer o que vê. Quando sozinha, é nesse ponto que poderá ocorrer uma resistência e até um risco de desorganização de certos aspectos da personalidade que levarão a pessoa a reacuar e a não compreender o que está sentindo, enxergando. O que pode parecer um agravamento doloroso, na verdade é uma reorganização do que esteve estruturado doentia e neuroticamente, e é o momento para a escolha do floral específico, indicado para essa má estrutura, ajudando sua reconstrução saudável. Se considerarmos que o ser humano sente, pensa e age e que podem ocorrer bloqueios em qualquer desses níveis, precisamos oferecer-lhe oportunidades para expressar o que sente. Logo pensará sobre o sentir e aí terá a base do pensamento (valores, objetivos, sentido da vida) para escolher um agir coerente e determinará o uso sucessivo de diferentes essências. Visa eliminar os aspectos doentios gradativamente, do conteúdo mais consciente do cliente (e não do terapeuta) em direção a camadas cada vez mais profundas de sua personalidade. Nesse sentido, serão elaborados conflitos cada vez mais profundos, desabrochando seu cerne sadio, sua sabedoria, seus potenciais inatos e seu Eu Superior. Os florais auxiliam na ativação de tais aspectos sadios da pessoa.

ENTREVISTA FLORAL A primeira parte da entrevista é livre, deixando que o cliente explique espontaneamente o motivo da sua consulta. A seguir, inicia -se um processo de questionamento com o objetivo de encontrar a essência floral mais adequada para aquela pessoa. Para tanto, é importante a observação de cinco regras básicas: 1- A averiguação das causas dos sintomas relatados. Tomando como exemplo a insônia, o terapeuta deve investigar não a causa inconsciente profunda, mas sim a causa mais superficial. 2- A não indicação de demasiadas essências. O ideal é indicar apenas uma e procurar não passar de seis. Uma única essência bem indicada traz resultados mais rápidos do que um composto com muitas flores. Se após a entrevista o terapeuta ficar em dúvida entre muitos florais, pode ser uma indicação de que não houve bom entendimento do cliente. Em tais casos, é recomendada a indicação de essências catalisadoras, ou seja, essências que permitam numa segunda entrevista, enxergar com mais clareza o que indicar a seguir. 3- A hierarquização das emoções em desequilíbrio. Ou seja, qual é a emoção que precisa ser equilibrada em primeiro lugar? O que é mais importante para o cliente neste momento? Trabalhar a depressão, a ansiedade ou outro estado mental negativo? É necessário definir qual a emoção que domina o quadro para realizar a indicação mais apropriada em cada estágio da terapia. 4- A indicação das flores para os estados emocionais conscientes ou que possam ser averiguados por um observador num plano superficial. Exemplo: no caso de uma pessoa deprimida, o terapeuta indica uma essência para depressão e não para aquela emoção que ele presuma ser a causadora do sintoma.

157
5- A atuação das essências florais por camadas, desde a superfície até a profundidade. Ao equilibrar uma emoção, surge, a seguir, outro estado mental negativo a ser corrigido com uma essência diversa da utilizada anteriormente e assim em sucessão, até o equilíbrio do organismo como um todo psico-físico-espiritual. É importante que os sintomas sejam bem descritos, com o maior número possível de adjetivos, para que possa haver clareza na indicação dos florais. As autoras consideram importante a observação de alguns itens: 1- a polarização no físico, isto é, onde o sintoma se instala no corpo (paralelismo psicofísico). 2- as situações que os clientes relatam espontaneamente, sem que lhes sejam perguntadas. 3- sintomas inusitados (aspectos raros, estranhos). 4- sintomas reiterados (que se repetem em distintas áreas). 5- sintomas típicos (que parecem saídos de um livro de florais). Para as autoras, os florais têm sua própria “lógica” que atua sobre o cliente fazendo aparecerem mais efeitos do que os previstos. A flor é como uma “consciência líquida”, não sendo o cliente um sujeito passivo que a recebe tranquilo, sem reações. Pelo contrário, esta atua como um despertador do seu próprio curador interno. Alertam ainda para o fato de que “tomar as flores” não significa fazer terapia floral. O terapeuta precisa descobrir a causa real das doenças e não apenas saber a teoria psicopatológica, mas compreender o seu cliente em todo o seu universo. Para este tipo de entendimento, mais do que teoria, é necessário também ter experiência de vida.

ADMINISTRAÇÃO - POSOLOGIA A frequência e a dosagem mínima é de quatro gotas, quatro vezes ao dia. Pode-se aumentar a frequência conforme a gravidade e a urgência. Em casos crônicos e/ou com certa gravidade, costuma-se dar quatro gotas de seis a oito vezes ao dia. Em casos agudos, pode-se chegar a quatro gotas a cada 10 minutos na primeira hora, espaçando-se para 20 minutos na segunda hora, 30 minutos na terceira hora, até chegar à frequência desejada de acordo com a resposta do cliente. Em alguns casos de crises, como na hora do parto, crises de angústia, de terror, de descontrole emocional e em transtornos neuro-vegetativos a ministrar o floral de dois em dois minutos ou de cinco em cinco minutos. Se a pessoa estiver inconsciente, podem-se colocar gotas entre os lábios, atrás das orelhas ou nos pulsos. Segundo Espeche e Grecco, para o esbatimento do sintoma usam-se um maior número de flores em intervalos de tempo menores. Podem ser usadas todas as flores de um grupo determinado, porque as mesmas se reforçam mutuamente, ou no máximo algumas essências de dois grupos. Por exemplo: o grupo do medo + Crab Apple em quadros fóbicos, se houver hiper-reflexão do sintoma em função do medo e da vergonha do próprio sintoma. Usando-se mais de dois grupos, poderá haver uma dispersão de energia em várias direções. Uma vez esbatido o sintoma, escolhem-se as flores caracteriológicas em número menor. Quando for necessário o uso de florais de mais de dois grupos, como no caso, por exemplo, da insônia ou depressão cíclica, é muito comum trabalhar-se com frascos paralelos. Num frasco são colocadas as essências que se pensa serem a origem da depressão ou da insônia, e no outro, as essências que se referem às flores caracteriológicas da pessoa. Estas serão tomadas de quatro a seis vezes ao dia, enquanto que com as primeiras é feita uma saturação em horários pico do dia, como ao amanhecer e ao entardecer, hora de dormir, finais de semana, festas de fim de ano, dias que antecedem a menstruação, enfim, momentos em que a depressão ou a insônia se mostram mais presentes. Em quaisquer vínculos que se queira trabalhar (casal, pais e filhos, etc.), devem ser dadas às pessoas comprometidas as mesmas flores que estarão trabalhando aspectos comuns; isto fará com que cresçam juntas, incrementem o amor mútuo, aprendam a respeitar as diferenças individuais e passem a realizar projetos juntas. Isso não exclui que cada uma faça uso das suas flores caracteriológicas em frasco paralelo. TEMPO de USO: Os florais atuam entre três horas e oito semanas. Se depois deste período não se observam mudanças, considerase que não atuaram e deve -se rever a indicação. Após o desaparecimento dos sintomas, recomenda-se continuar o uso das essências ainda por um mês. Porém, quando se trata de traços caracteriológicos, ou do acompanhamento de certas doenças como psoríase, vitiligo, epilepsia, etc., esse tempo deve ser prolongado.

158
RESPOSTA CLÍNICA: As respostas aparecem de várias formas: afluência de sonhos no início do tratamento, desaparecimento dos sintomas iniciais (podendo surgir outras queixas), conscientização das dificuldades, experiências de mudanças pessoais, maior uso da capacidade de percepção de si mesmo e do mundo em volta. Portanto, tendem a aumentar a capacidade de insight. Também pode ocorrer “agravamento”, inclusive com sintomas orgânicos, embora estes costumem ser passageiros. Neste caso o terapeuta deve verificar se o ocorrido foi em função do floral ministrado ou se ocorreram fatos novos no período em que foi tomado o floral; pergunta-se o que permaneceu igual e o que exatamente se modificou ou se apareceram aspectos que antes não estavam presentes. Em princípio não se deve deixar de dar o floral, podendo-se diminuir a frequência do mesmo, ou agregar num segundo frasco o Rescue + Gentian, e só então, se não houver resposta positiva, suspender o floral, trocando-o por outro. Lembramos que não se deve abortar o processo, pois a resistência à cura aumenta. No tratamento floral é importante a constância e a continuidade.

Os Florais, a Energia e a Matéria
Esta página visa, de modo breve, esclarecer as relações entre energia e matéria e como as essências florais, que são essências vibracionais, atuam sobre a matéria densa e sutil que compõem o ser humano.

1) Matéria é energia. Desde que, no início do século XX, Einstein propôs sua célebre equação E = mc² a humanidade tomou consciência de que a matéria é uma das formas da energia se manifestar. Podemos dizer que a matéria é energia “cristalizada”, ou seja, organizada e integrada de tal modo que ela adquire variados graus de densidades. O chamado mundo físico (o mundo percebido pelos cinco sentidos) é constituído de matéria densa (mas não só deste tipo de matéria). 2) Toda matéria vibra. A matéria, por ser constituída de energia, vibra em determinadas freqüências. Quanto mais baixa for a freqüência da vibração mais densa será a matéria e mais acostumados estarão nossos cinco sentidos em lidar com ela. Quando a freqüência da vibração é mais elevada a matéria será mais sutil e mais difícil será de ser percebida pelos cinco sentidos. 3) Toda matéria é organizada. No processo de cristalização da energia encontramos uma organização e uma estruturação, com diferentes graus de complexidade. Das partículas subatômicas a uma pedra e da pedra a um ser vivo, há uma complexidade crescente. Este processo de organização obedece a leis da natureza que em sua grande parte ainda nos são desconhecidas. 4) Os seres vivos são energia.

159

Os seres vivos, assim como tudo na natureza são compostos de energia. São compostos de energia cristalizadas de forma densa e de forma sutil. Estes dois tipos de matéria se interagem formando a unidade Ser Vivo. Portanto, tudo que está relacionado com o Ser Vivo está relacionado a matéria densa e a matéria sutil que o compõem. 5) A matéria sutil se expande mais. A matéria sutil tem como característica ser mais expansiva. Ou seja, ocupa um espaço maior. De acordo com esta característica, os místicos de todos os tempos identificaram ao redor do corpo um campo sutil ou auréola de luz. Graças aos conhecimentos mais modernos sabemos que este campo de matéria sutil, que chamaremos de corpos sutis, perpassa toda a matéria densa. Ou seja, eles “coabitam” na mesma área, sendo que a matéria sutil se expande ao redor do corpo denso. 6) Os corpos sutis são complexos. Assim como o corpo físico, os corpos sutis são complexos e possuem sua própria função e “fisiologia”. São importantíssimos frente à organização dos seres vivos. Sem eles não há vida. 7) Os corpos sutis nos seres humanos. De acordo com o pensamento Hindu os corpos sutis dos seres humanos seriam sete e estariam relacionados com os sete chacras (centro de energia) principais. A soma deles corresponderia ao campo áurico. Os corpos sutis se aproximam do que Allan Kardec chamou de perispírito. 8) A troca de energia é constante. Os corpos sutis e o denso do ser humano estão em constante troca com o ambiente a sua volta. Esta troca de energia se verifica a cada momento durante toda a vida da pessoa e corresponde a uma necessidade de sobrevivência. 9) Energia exterior pode influenciar o corpo denso e o sutil. Os corpos que compõem o ser humano vibram em determinadas freqüências. Energias ou padrões vibratórios exteriores ao indivíduo podem influenciar seu padrão produzindo tanto desarmonia e conflito como cura, harmonia e evolução. 10) As essências florais vibram. As essências florais possuem padrões vibratórios característicos, que uma vez absorvidas pelo corpo físico do indivíduo irão influenciar a própria vibração dos corpos que compõem este ser. 11) O pensamento e as emoções “transformam” a energia. O pensamento e as emoções atuam como veículos de transformação da energia. Uma emoção é capaz de abrir o ser para o meio exterior facilitando a troca energética ou, ao contrário, fechá-lo. É capaz de tornar a energia desta pessoa mais positiva ou negativa. É capaz de dar à energia da pessoa características mais ou menos densas. Podemos concluir que a energia, quando processada pelo ser humano, tem qualidades e que o pensamento e as emoções são as maiores forças que direcionam o processamento desta energia. 12) As qualidades da energia e a evolução. O caminho da evolução espiritual corresponde a capacidade do ser humano em processar cada vez mais energia menos densa. Os maus pensamentos e as emoções menos nobres

160

geram energia de caráter denso. Os bons pensamentos e os sentimentos mais nobres geram energias de caráter menos denso. 13) A energia de um shopping center. Este é um dos lugares onde encontramos uma maior quantidade de energia de caráter denso. É por este motivo que a maioria das pessoas sentem-se cansadas depois de ir a um lugar como este (se você acha que é pelo tanto que você anda experimente andar o mesmo tanto em um parque e veja a diferença). O que gera esta energia densa (negativa para o ser humano) é que neste ambiente as pessoas estão ligadas a pensamentos e emoções consumistas, à vaidade, exibicionismo, e a toda uma gama de sentimentos materialistas e egoístas. Portanto ter prazer, estar “feliz” e “curtindo” a vida não são condições básicas para a pessoa emanar energia mais sutil. 14) A energia de um hospital Hospital é lugar de sofrimento. Lugar de doença e de preocupação. Mas é um dos lugares onde encontramos uma energia muito sutil. Contradição? Lógico que não, num hospital estamos abertos para os sentimentos mais sublimes de solidariedade, caridade, amor, respeito ao próximo, doação, benevolência, perdão. Dentro de um hospital nos sintonizamos com sentimentos nobres e experienciamos a vida sob uma perspectiva mais espiritual. Conseqüentemente metabolizamos e trocamos com o ambiente uma quantidade grande de energia sutil. 15) As essências florais e as energias sutis. As essências florais favorecem os sentimentos mais nobres do ser humano. São energias extremamente sutis, que ajudam o ser humano a sintonizar com os aspectos mais relevantes de sua jornada em busca de sua evolução espiritual. 16) Concluindo. Tudo é energia, tudo vibra. Inclusive o conjunto de corpos (de caráter sutil ou denso) que compõem o ser humano. Estes corpos estão em relação de troca com o ambiente e podem metabolizar e trocar energias de caráter mais denso ou menos denso. O que determina a qualidade desta troca são os pensamentos e emoções da pessoa. Quanto mais elevadas forem estas emoções e pensamentos menos densas serão estas “energias” (o nome mais correto seria chamá-las de forma-pensamento). Os florais são energias extremamente sutis que possuem elevadas vibrações, o que ajuda a pessoa a se conectar com os aspectos mais nobres do seu ser.

FIM ________________

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful