BIBLIOGRAFIA DAS ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO À PÓS-GRADUAÇÃO/2012 DESIGN E ARQUITETURA • BONSIEPE, Gui.

Design, cultura e sociedade. São Paulo: Blucher, 2011. • BÜRDEK, Bernhard. História, teoria e prática do design de produtos. São Paulo: Blucher, 2006. • FORTY, Adrian. Objetos de desejo: Design e sociedade desde 1750. São Paulo: Cosac Naify, 2008. • HOLLIS, Richard. Design gráfico: Uma história concisa. São Paulo: Martins Fontes, 2001. • NESBITT, Kate (Org). Uma nova agenda para a arquitetura: Antologia teórica (1965-1995). São Paulo: Cosac Naify, 2006. HABITAT • • CAMARGO, C. et alli. São Paulo 1975. Crescimento e pobreza. São Paulo: Loyola, 1976. CARVALHO, C.S. e ROSSBACH, A. O Estatuto da Cidade Comentado. São Paulo, Ministério das Cidades: Aliança das Cidades, 2010. Publicação em papel, também disponível para download: http://www.cidades.gov.br/secretariasnacionais/programas-urbanos/biblioteca/plano-diretor/publicacoesinstitucionais/o-estatuto-da-cidade-comentado/portugues/ DAVIS, Mike Davis. Planeta Favela. São Paulo, Boitempo, 2006 Lei Federal 11.977/2008. Programa Minha Casa Minha Vida LEMOS, Carlos A C.; SAMPAIO, Maria Ruth. A. Casa proletária em São Paulo. São Paulo: FAUUSP, 1993. MARICATO, Ermínia T. M. Metrópole da periferia do capitalismo: ilegalidade, desigualdade e violência. São Paulo: Hucitec, 1996. OLIVEIRA, F. Crítica à razão dualista. O Ornitorrinco. São Paulo: Boitempo, 2003. VILLAÇA, F. Espaço Intra-Urbano no Brasil. São Paulo: Studio Nobel, 1998.

• • • • • •

Para os que desejarem orientação quanto às linhas de pesquisa da área e de cada um dos docentes orientadores, favor consultar as referências da área Habitat: www.fau.usp.br/ensino/pos/areas/area_habitat/index.html ou currículos dos docentes, onde constam publicações e orientações. HISTÓRIA E FUNDAMENTOS DA ARQUITETURA E DO URBANISMO • • • • • ARGAN, Giulio Carlo. História da arte como história da cidade. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005. CALABI, Donatella. História do Urbanismo Europeu. São Paulo: Ed. Perspectiva, 2012. CHOAY, Françoise. A alegoria do Patrimônio. São Paulo: Estação Liberdade; Editora UNESP, 2001. HARVEY, David. A Condição Pós-Moderna. Uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Edições Loyola, 1980. SCHORSKE, Carl E. Pensando com a História - indagações na passagem para o modernismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

PAISAGEM E AMBIENTE • BESSE, Jean-Marc. Ver a Terra. São Paulo, Perspectiva, 2006. • CAUQUELIN, Anne. A Invenção da Paisagem. São Paulo, Martins Fontes, 2007. • CHACEL, Fernando. Paisagismo e Ecogênese. Rio de Janeiro, Fraiha, 2004. • HOUGH, Michael. Naturaleza y Ciudad. Planificación Urbana y Processos Ecológicos. Barcelona, Gustavo Gili, 1998 (1995).

Publicado em 06/06/2012

2005. São Paulo: Fupam/Edusp... Anne. 1999. 2009. • HERTZBERGER. • MARICATO. • GRAHAM. Arquiteturas no Brasil 1900-1990. 2012. 2006. ZEIN. S. • SEGAWA.). A. Martins Fontes. F. São Paulo: Annablume. Kenneth. Jacques (org. Perspectiva.). 2009. A.P. D. Kate (org). • Smith. Intervenções em Centros Urbanos: Objetivos. São Paulo: Cosac Naify. 2006. São Paulo. A Produção Capitalista do Espaço. Gustavo Gili. • MEYER. 2003 • DEAK. M. 2010. ESPAÇO E CULTURA • ARGAN. Pier Luigi Cabra. 2010.. • MONTANER. 2004. 1999. Herman. São Paulo: Cosac Naify. Barcelona. Hugo. New York: Routledge. Ian. 1999. (Orgs. São Paulo. Schiffer. • LEME. Biderman. S. Mike – Cidade de Quartzo. Barcelona. • VILLAÇA. São Paulo. São Paulo: Martins Fontes.D. Ebook. O Jardim de Granito. 2009. 1995. H. 2001..Textos fundamentais sobre historia da arquitetura moderna brasileira – parte 2. Giulio Carlo. Vol 1 .C. Disrupted Cities. • GUERRA. 1994. Proyectar con la Naturaleza. 2010. C. Metrópole na Periferia do Capitalismo. Castilho. Estratégias e Resultados. Ruth Verde – Brasil: arquiteturas após 1950. R. Josep Maria. São Paulo. São Paulo: Nobel. Massimo – A Cidade.• • • LEENHARDT. São Paulo: Hucitec. Gustavo Gili. São Paulo. O Processo de Urbanização no Brasil.Q. Martins Fontes.M. Giulio Carlo – Arte Moderna. História crítica da arquitetura moderna. (Org. 2010.). M. Romano Guerra Editora. Edusp. Barcelona. 1998. Grostein. 1996.. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo. São Paulo. • BASTOS. Fil. MACBA/Universitat autonoma de Barcelona Servei de Publicacions. Abilio (org. Trad. São Paulo: Manole. Romano Guerra Editora. Lições de arquitetura. • MONEO. L. Uma nova agenda para a arquitetura: antologia teórica (1965-1995). • VARGAS. PROJETO DE ARQUITETURA • ARGAN. MC'HARG. When Infrastructure Fails. História da arte como histórica da cidade. • ___________________ Vol 2 . • CACCIARI. Reforma Urbana e Gestão Democrática: Promessas e Desafios do Estatuto da Cidade.. Despues del Neoliberalismo: ciudades y caos sistemico" Contratextos . São Paulo.). • DAVIS. E. Cia das Letras. C. São Paulo: Studio Nobel. 2009. Boitempo. PROJETO. Ribeiro. • FRAMPTON. 2010. São Paulo. Perspectiva. Nos Jardins de Burle Marx. Urbanismo no Brasil: 1895-1965. Inquietação teórica e estratégia projetual.L. Depois do movimento moderno . C. • HARVEY. ed.. São Paulo Metrópole. Reflexões sobre as cidades brasileiras. Barcelona: Gustavo Gili. Barcelona: Gustavo Gili. Rafael. Maria Alice Junqueira.). PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL • CARDOSO. • HEARN. (Orgs.. Publicado em 06/06/2012 .Arquitetura da segunda metade do século XX. • NESBITT. (Orgs). 2000 (1967).Textos fundamentais sobre historia da arquitetura moderna brasileira – parte 1. 1997. São Paulo. 1998. Rio de Janeiro: Revan / Fase.. SPIRN. Neil (Org). Ideas que han configurado edificios.. São Paulo: Edusp..

220p.org. V6 N3 Número especial do periódico. Território da Arquitetura.).org. Ornstein. da Universidade de São Paulo.org. Arquitetura. Kate (Org). ISBN 85-89478-03-3 (Coleção Habitare v. Ambiente Construído V9. Fundamentos sociais da distinção arquitetônica . NESBITT. revisão critica e apresentação Heliana Angotti Salgueiro.• • • • • • FERREIRA. 2004. ISBN 85-8947815-7(Coleção Habitare v. 2006. São Carlos: RIMA. • BISTAFA. Política e Cultura. dedicado à avaliação de desempenho / APO. 83. Bernard. Caminhos da Acessibilidade no Brasil. RS: Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído. Métodos e Técnicas aplicados à Habitação Social.habitare. São Paulo: Edgard Blücher. In Lepetit. 1992. Editora UNB.habitare. LEPETIT. Manual para dimensionamento de aberturas e otimização da iluminação natural na arquitetura. www. São Paulo: Annablume. Normalização e Certificação na Construção Habitacional. Carl E. São Paulo: Cosac Naify.org. Sheila Walbe. HERTZBERGER. São Paulo: Cia das Letras. Ilustrado.antac. (Org. Sheila Walbe. 1999. Desenho Universal. 1975. São Paulo: Perspectiva.09 . 2006. São Paulo: FAUUSP.3º cap.(Caps. TECNOLOGIA DA ARQUITETURA Linha Processo de Produção da arquitetura e do Urbanismo/Representações: • STEVENS. Luis Carlos..Brasília. ORNSTEIN. 2007. da p. SCHORSKE.antac. Porto Alegre. Disponível em: http://www. Porto Alegre. N2.br/publicacoes_coletanea6. Joseph. RS: Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído.aspx • ROMAN. Geografia e Historia: usos de escala. 2003. Gloria. Rio de Janeiro. Adriana Romeiro de Almeida. seleção de textos. 12 a 17). EDUSP. Lopes. Cecília (Orgs). • GREGOTTI. Ornstein. 2010.6) Disponível em: http://www. 2006. Sheila Walbe (editores).aspx • ORNSTEIN.org. • BONIN. Maria Elisabete. Capítulo 1. – Viena fin-de-sièce. Ornstein. Uma nova agenda para a arquitetura: antologia teórica (1965-1995). 1988. Formoso. Bernard. O Circulo Privilegiado. COTRIN. Herman. http://www. Jorge Zahar Editor. 2003. São Paulo: Perspectiva.60. Carlos Torres (editores). A casa de Adão no paraíso – a idéia da cabana primitiva na história da arquitetura. 2009. Inovação Tecnológica na Construção Habitacional.aspx • FORMOSO. Os Materiais da Arquitetura. Marcelo de Andrade. • ROMÉRO. • HARVEY. Linha de Construção: • FABRICIO. RYKWERT. Porto Alegre. São Paulo: Martins Fontes. 2001 p 191-226. Sylvio.[www. A arquitetura como um campo. 2006. Acústica Aplicada ao Controle do Ruído. Associação nacional de Tecnologia do Ambiente Construído.br/publicacao_colecao1.habitare. David. São Paulo. Escritos de Artistas. 228p. RS: Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído. 2003. Márcia. Sérgio Roberto Leusin de Amorim (editores). RS: Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído. Sheila Walbe.periódico online].br/ambienteconstruido/ .br/publicacao_coletanea3. Publicado em 06/06/2012 . Qualidade no Projeto de Edifícios. Humberto e Luis Carlos Bonin (editores). Avaliação PósOcupação.Loyola. Vittorio. Por uma nova historia urbana/ Bernard Lepetit. 2003. Linha de Conforto: • ALUCCI. 11 à p. 1º cap. Ed. Porto Alegre. A condição pós-moderna-São Paulo. Porto Alegre: Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído.br . Lições de arquitetura. pág. pág. Ambiente Construído. Garry. • PRADO.3). Carlos T. Márcio Minto. 2010. O círculo privilegiado no alvo. Sheila Walbe (organizadoras).

GIVONI. ZELNIK. New York: John Wiley & Sons. Curitiba: Pacto Ambiental. 2001. Baruch. 2010. ROGERS. ISBN 978-85-63292-00-1. Climate Considerations in Building and Urban Design. Tradução Paulo Sergio Scarazzato . ______________. Barcelona: Gustavo Gili. Aprender a ver: a essência do design da iluminação. 1998. . Cidades para um pequeno planeta. SCHMID. 2005. Passive and Low Energy Cooling of Buildings. 1994. Aloísio. A idéia de conforto: reflexões sobre o ambiente construído. New York: John Wiley & Sons.1ª ed. Publicado em 06/06/2012 . Dimensionamento Humano para Espaços Interiores. Richard. Barcelona.• • • • • • BRANSTON. Martin. PANERO. Gustavo Gili. 2001. Philip. Howard M. GUMUCHDJIAN. J.São Paulo: De Maio.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful