Praying and the Church Planter A Oração e o Plantador de Igrejas Plantar uma igreja é descrito como um trabalho essencial

, gratificante, excitante e duro. Primeriamente, plantar uma igreja é um desafio espiritual. Esta incumbência requer visão espiritual, poder espiritual, sabedoria espiritual e resistência espiritual. Tal

empreendimento requer oração. A oração é necessária a partir do momento em que a plantação da igreja começa como a semente frágil de uma idéia até florescer com fruto multiplicador. Assim como viver a vida cristã só é possível com oração, plantar uma igreja do jeito de Deus só é possível com oração. Plantadores de igrejas eficazes experimentam a oração como sendo tão necessária quanta a respiração.

Oração A oração é a comunicação com Deus. Falamos com Deus e Ele fala conosco. É uma conversa de duas vias. O que Deus diz em oração é muito mais importante do que nós falamos1.

A oração é a preparação para se unir a Deus naquilo que Ele já planejou. A oração não nos dá poder espiritual. A oração alinha a nossa vida com Deus para que Ele escolha demonstrar o Seu poder através de nós. O propósito da oração não é convencer Deus a mudar nossas circunstâncias mas nos preparar para estarmos envolvidos nas atividades de Deus.

1

A oração não pode ser super enfatizada. A oração é fundamental para a vida cristã, para a obediência do plantador de igrejas, para a construção de um novo corpo de crentes, e para o fortalecimento natural e multiplicação da igreja.

Os discípulos de Jesus viram a importância da oração na vida Dele, e pediram que Ele os ensinasse a orar. Jesus os ensinou e a nós também em Mateus 6:11-13 a pedir que Deus influencie todas as partes da nossa vida até que não tenhamos controle sobre nenhuma delas. As orações então fluem de uma vida guiada pela dependência da graça e do amor do Pai Celestial.

Jesus Cristo é o exemplo primário de uma vida guiada pelo Pai. Toda a vida de Jesus era uma comunhão de oração séria com o Pai. Ele recebia do Pai instruções clara para Si próprio e para Seus discípulos (João 17). Todo momento importante na vida de Jesus era precedida por, ou iniciada em oração. Era quando Jesus recebia direções claras do Pai. Isto é visto nos seguintes eventos da vida de Jesus na terra. - Iniciando do Seu ministério (Lucas 5:16) - Escolhendo dos doze discípulos (Lucas 6:12-16) - Obtendo dos doze a grande confissão de que Ele era o Cristo (Lucas 9:18) - Intercedendo pelos crentes (João 17:6-26) - Preparando-se para ir para a cruz (Lucas 9:28) - Aproximando-se da cruz no Getsêmane (Lucas 22:39-42)

2

Como Jesus, que era Deus, achava que a oração era uma parte tão fundamental e necessária na Sua vida, então a oração é uma necessidade ainda maior para nós.

Jesus ordenou que os Seus seguidores permanecessem em Jerusalém até que o Espírito viesse sobre eles (Atos 1:4-5). Os discípulos obedeceram a Sua ordem, aguardando a próxima direção de Deus e oravam contantemente (Atos 1:14). Enquanto oravam, Deus ajustava suas vidas de acordo com o que Ele intencionava fazer em seguida.

A oração entusiasmada do povo em Pentecostes não convenceu o Espírito Santo a vir sobre eles. A oração os trouxe ao lugar onde eles estavam prontos a participar da maravilhosa obra que Deus já havia planejado. O dia de Pentecostes chegou, e a cidade de Jerusalém estava cheia de peregrinos de todo o mundo. Quando Deus enviou o Seu Espírito Santo sobre os discípulos, Ele já havia enchido a cidade com mensageiros que levariam o evangelho a todas as nações. A oração tinha preparado os disípulos para a sua resposta obediente.

A oração é destinada a nos ajustar, incluindo o plantador de igrejas, à vontade de Deus, não para ajustar Deus à nossa vontade. Se Deus não respondeu a nossa oração, nós podemos precisar alinhar nossa oração com a agenda de Deus. Em lugar de focalizar naquilo que queremos ver acontecer, devemos reconhecer que Deus pode estar mais preocupado com o que Ele quer ver acontecer em nós.2

O Plantador de Igrejas que Ora

3

Um plantador de igrejas deve entrar na jornada de plantar igrejas somente em obediência ao chamado e à direção do Pai na sua vida. Conhecer o coração de Deus desta maneira vem através da entrada no portão de oração. A chamada do Pai é confirmada através das orações dos crentes que oram intensamente. Um grupo de cristãos obedientes, com mentes de servos serão amigos valiosos na busca do plantador de igrejas pela confirmação da revelação de Deus para a sua vida e para a vida da nova igreja, mesmo quando ela existir como um sonho e uma esperança no coração do plantador.

O plantador de igrejas deve estar firmado na sua vida de oração pessoal. Todo plantador de igrejas precisa de um tempo a sós com Deus. Um tempo a sós com Deus é disciplina espiritual importante para o plantador de igrejas. A grande responsabilidade e as altas demandas na plantação de igrejas requerem que a vida pessoal de oração do plantador seja saudável e vibrante.

Jesus, Pedro e Paulo são exemplos bíblicos de Deus revelando os Seus planos através da oração para o plantador de igrejas.

A oração manteve Jesus focalizado naquilo que Ele veio a fazer (Marcos 1:35-38). Jesus reconheceu a Sua necessidade de estar a sós com o Pai mesmo durante um tempo ocupado de ministério. A partir desse tempo precioso com o Pai, Jesus pôde manter-se focalizado na Sua missão. Ele deveria ir e pregar nas cidades vizinhas. Ele não deveria permitir-se ficar distraído da Sua missão com um ministério popular mas limitado.

4

Deus redirecionou a atitude de Pedro e a direção do seu ministério através da oração (Atos 10:9-20). Pedro gastou tempo em oração. Ele pôde ouvir Deus falar com ele sobre uma direção inesperada e nova no seu ministério. Deus estava abrindo a porta para o evangelho impactar os gentios. Deus usou o centurião Cornélio quando ele orava. Deus o conectou a Pedro enquanto Pedro orava. Deus teve que convencer Pedro a tomar este passo radical. Pedro não teria tomado esta nova direção por sua própria iniciativa. Pedro obedeceu a direção de Deus dada em oração.

Através da oração, Paulo foi capaz de determinar a direção do Espírito Santo quando ele fechava e abria portas para o seu ministério (Atos 16:6-10). Na experiência de Paulo na plantação da igreja dos filipenses, a oração ocupou uma parte fundamental em encontrar Lídia (Atos 16:13-14) e abrir o coração do carcereiro (Atos 16:25).

O plantador de igrejas deve dar atenção ao desenvolvimento da sua vida de oração pessoal porque um plantador de igrejas que ora irá iniciar uma igreja que ora. A sua prática de oração irá influenciar os membros do grupo inicial e da nova igreja.

Todo plantador precisa de um tempo pessoal diário com Deus. Muitos acham que a melhor hora é cedo de manhã antes de iniciar as atividades do dia. Este tempo pode dar motivação, força, e direção para os eventos do dia. Independentemente da hora do dia, um tempo pessoal a sós com Deus é essencial para nutrir um relacionamento crescente com o Pai.

5

Há várias características que mostraram ser úteis em estruturar um tempo a sós diário com Deus. Uma característica é ter um lugar quieto, livre de distrações. Será necessário planejar tempo suficiente para que o tempo com Deus não seja corrido. O tempo com Deus não é um item para ser riscado rapidamente numa lista de coisas a fazer. É necessário um tempo amplo para ouvir Deus. Um diário de oração também pode ser uma ferramenta útil. O diário pode ser usado para escrever orações, anotar impressões específicas de Deus, e listar necessidades específicas de oração. Rever o diário de oração pode ser uma fonte de encorajamento e manutenção do foco à medida que você vê as repostas de Deus às sua oração. Um plantador de igrejas deve lembrar de orar com seu cônjuge. A oração irá ajudar a unilos no trabalho espiritual de plantação da igreja. Como a oração é o alicerce para a igreja, seu cônjuge pode ajudá-lo a adquirir esse bloco de construção essencial quando vocês oram juntos. Inclua todos os membros da família na hora da oração. A oração regular como família irá fortalecer a família e ajudá-lo a manter a perspectiva apropriada ao começar a igreja. Nenhuma criança é muito nova para ser incluída na hora da oração em família. Muitos plantadores de igreja acham importante ter pelo menos um parceiro de oração especial. Esta pessoa especial ora com você com intensidade. Isto inclui necessidades específicas de oração. O parceiro de oração especial também responsabiliza o plantador de igreja por manter constantemente um tempo de oração pessoal com Deus. A Equipe de Apoio de Oração Todo plantador de igrejas precisa de uma equipe para sustentá-lo, sua família e sua nova igreja em oração. As orações fiéis de tal equipe de apoio irão ajudar a conduzir o esforço de plantação de igrejas através das tempestades espirituais que irão surgir. As orações fiéis vêm de crentes que praticam o estar em Cristo. Jesus ilustra o relacionamento maduro com ele como galhos firmemente conectados à videira (João

6

15:4). Os galhos não produzem fruto a não ser que permaneçam ligados à videira. Permanecer ligado a Cristo significa se alimentar constantemente na fonte de vida verdadeira. Isto permite que a Palavra de Deus entre e molde completamente a vida e os pensamentos da pessoa. Indivíduos que permanecem em Cristo serão membros eficientes de uma equipe de apoio de oração.3 A equipe de apoio de oração do plantador de igrejas pode ter poucos ou muitos componentes. Há algumas características essenciais que os membros da equipe de oração devem ter.4 1. Eles devem ter entusiasmo em alcançar os perdidos. Aqueles que servem numa equipe de apoio de oração devem ter uma responsabilidade em alcançar as pessoas perdidas. Eles devem entender que começar novas igrejas é uma maneira eficaz de alcançar pessoas perdidas. A equipe de apoio de oração deve considerar a necessidade de oração seriamente porque eles estarão se opondo aos planos de Satanás. Ele não irá ignorar os esforços de levar o evangelho para as pessoas perdidas que estão vivendo sob a sua decepção. 2. Eles devem praticar a disciplina de orar fielmente. Crentes que já fazem da oração uma prática regular seriam membros em potencial deste grupo. 3. Eles devem mostrar interesse na vida e no ministério do plantador de igrejas. Deus vai revelar com freqüência ao plantador de igrejas as pessoas que seriam membros eficazes da equipe de apoio de oração através do seu interesse pela vida e pelo ministério do plantador de igrejas. Você pode contar que eles vão orar por você. Aqueles que estão perto de você e aqueles que só o conhecem informalmente podem ser membros em potencial desta equipe. 4. Eles devem manter o compromisso de orar. O plantador de igrejas precisa ter confiança na equipe de oração. Ele deve confiar que eles irão orar quando ele pedir. 5. Eles devem manter a informação compartilhada confidencialmente com eles.

7

Alguns assuntos de oração podem ser de natureza confidencial. Tais assuntos podem incluir necessidades de oração relacionadas à família do plantador de igrejas, experiências de testemunhos, crescimento de novos cristãos, entre outros. O plantador de igrejas deve saber que estes assuntos serão tratados confidencialmente. Uma equipe de apoio de oração eficaz deve receber comunicação regular do plantador de igrejas. Pedidos de oração e respostas às orações anteriores devem ser compartilhados. Esta comunicação deve focalizar a oração e não as notícias gerais. Muitos plantadores de igrejas acham útil usar um pacto quando eles alistam membros na equipe de apoio de oração. Um acordo simples inclui atribuições, expectativas e responsabilidades do plantador de igrejas e dos membros da equipe. A Igreja que Ora Membros de igreja que oram uns pelos outros crescem e se tornam uma só mente, um só espírito e um só propósito. Paulo e Silas eram um time de plantação de igrejas em Filipos e eles eram um time que orava (Atos 16:25-26). Orar um com o outro trouxe força, encorajamento mútuo, harmonia de propósito e o desejo de ter êxito para a glória de Cristo.5 É essencial ter pessoas orando pela nova igreja. Mas não é o suficiente. Também é essencial para o plantador de igreja estar orando. Mas isso também não é o suficiente. Desde o princípio, a nova igreja precisa se desenvolver como um povo de oração. O alvo deve ser envolver todos os membros na vida de oração significativa individual e compartilhada. Muitas vezes a oração é tratada como uma rotina para iniciar e encerrar cultos e reuniões. A oração deveria intencionalmente ser uma parte estratégica de todo o cenário. A oração

8

deve apoiar todas as parte da vida da igreja. O plantador de igrejas deve ser o modelo de oração. É importante equipar as pessoas a orar através do ensino, treinamento, modelo e prática. Há vários recursos que podem ser usados com indivíduos e grupos concernentes à oração. Ministérios específicos de oração devem ser desenvolvidos desde o início como parte da nova igreja. Algumas partes fundamentais para a oração estratégica são: - Coordenador de oração da igreja - Pastores de igrejas orando juntos uns pelos outros - Correntes de oração de membros por necessidades de oração - Faróis de Oração - Caminhadas de Oração pela vizinhança - Oração evangelística pela colheita - Oração intercessória pelos membros - Oração pela multiplicação da igreja - Concertos de oração - Cultos de oração durante a semana - Vigílias de oração por um propósito específico - Grupos de oração nos lares - Cartões de pedidos de oração - Períodos de oração e jejum - Louvor - Linha de oração comunitária ou website - Envolvimento de jovens e crianças - Estudo de Experiencing God ou The Mind of Christ6 - Oração por missões mundiais Missões mundiais podem ser incluídas no ministério de oração da igrejas. Pode-se ensinar as pessoas a orar durante a época de oração Lottie Moon por missões mundiais, a ênfase Annie Armstrong das necessidades missionárias norte americanas, e a ênfase de

9

oração das convenções estaduais por missões no estado. Muitas associações também têm um período de oração por missões na associação. O plantador de igrejas e membros iniciais irão criar, selecionar e adaptar os elementos em potencial para construir uma igreja de oração intencional e estratégica. Lembre-se de celebrar as respostas de Deus às orações da igreja. Lista de checagem de igrejas que oram7 Igrejas que oram... - Incluem a oração na sua declaração de missão - Enfatizam o papel da oração na visão para o ministério da igreja - Têm a oração como um dos valores principais - Ensinam aos novos membros o papel estratégico da oração - Esperam o envolvimento pessoal dos membros na oração - Têm a constituição saturada com a palavra “oração” - Especificam a oração no orçamento do minsitério - Providenciam recursos para motivar e cultivar a oração - Incluem a oração no louvor e na adoração coletiva - Encorajam os membros a desenvolver uma vida forte de oração pessoal - Esperam que cada comissão, equipe, grupo, classe e ministério devotem uma parte de suas reuniões à oração - Equipam jovens e crianças para orar - Focalizam a oração em sermões, workshops práticos e assembléias especiais - Dão ênfase à oração em boletins, informativos, quadros de aviso, literatura e centros de recurso - Estabelecem expectativas altas de oração para a liderança - Agendam reuniões de oração no ciclo de atividades semanais, mensais e sasonais - Esperam que o pastor ore com outros pastores - Fazem caminhadas de oração na comunidade - Encontram membros em oração uns pelos outros antes e depois de reuniões, nos corredores e pelo telefone

10

Notas 1. Blackaby, Henry T., e Claude V. King, Experiencing God, Knowing and Doing the Will of God (Nashville, Tenn.: LifeWay Press, 1990), p. 87. 2. Blackaby, Henry T., e Richard Blackaby, Experiencing God Day-by-Day, The Devotional and Journal (Nashville, Tenn.: Broadman and Holman Publishers, 1997), p.257. 3. Wright, C. Thomas, PrayTimer, Versão 1.1, Software and Bible Study (Alpharetta, Ga: North American Mission Board of the Southern Baptist Convention, 2001), p.44. 4. Ver Basic Training for Church Planters (Presenter’s Manual), (Alpharetta, Ga: Church Planting Group, North American Mission Board of the Southern Baptist Convention, 2001), pp. 2:1-8. 5. Prieto, Jaime, “Prayer, Ministers of Missions Orientation,” Fevereiro 17, 2000. 6. Hunt, T. W. The Mind of Christ, The Transforming Power of Thinking His Thoughts (Nashville, Tenn.: Broadman and Holman Publishers, 1995). 7. Phil Miglioratti, “City View,” Agosto 2002, informativo via e-mail do City Restoration Minsitries, Hudsonville, Mich.

11

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful