Grey Cup é nossa!

- Vamos à festa

Pianista de sucesso entre nós

JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO ONTÁRIO

Vamos ao Teatro d´As Nossas Raizes

4

Casino em Toronto - Sim ou Não?

15 10

PORTUGAL MAIS PERTO

Segunda-feira, 26 de Novembro 2012 Ano III N.º128 www.pcnewsnetwork.com

PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER

Pai Natal já “mexe”

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Justin Bieber Tem mais uma medalha

5

Hoje há votos Ontario, Alberta e BC escolhem deputados

Festa do Pico
A imagem foi colhida na Galleria Mall. A verdade, porém, é que poderia ter sido obtida em muitos outros locais. E isto porque o Pai Natal já anda por aí. Em qualquer recanto, com o mês de Dezembro a aproximar-se... aí temos nós o velhinho de barbas brancas.

...em Mississauga

7

Carla Tavares
Mortgage Planner
Lic # M090000105

Cell: 647-283-6737
Hipotecas ... Obtenha uma segunda Opinião!
Longtime Friends Serving ...Longtime Customers Peel Region: 14 Queen Street South – Mississauga – On – L5W 1S6 GTA : 2888 Dufferin Street – Toronto – On – M6B 3S6

2 . Nossa gente Pensar de novo
Pedro Jorge Costa Baptista pedrojorgeri@gmail.com Há quanto tempo nós, como pessoas, não pensamos? Não temos a opção de pensar por nós próprios? De escrever por nós próprios? Ou mesmo de falar e de conversar por nós próprios? Eu, pessoalmente, fico feliz, quando sei e ouço casos em que pessoas - em particular, pessoas com mais de 65 anos publicam os seus proprios livros, os seus próprios poemas. Quando pessoas comuns se reunem, regularmente, para discutirem e falarem, quer seja durante uma refeição, quer seja durante um café ou uma bebida, um cigarro ou uma cachimbada. Quando seres humanos discutem e falam e o fazem com espírito, dedicação e interesse, normalmente o resultado é algo grandioso. Pois é minha opinião que esse é o estado natural dos seres humanos, pensarem sem restrições, sem orientações ou condicionalismos. Ser livre para pensar e criar, para imaginar, mesmo que o que esteja a ser ditto seja completamente impraticável. As pessoas cada vez menos convivem em grupo, discutem em grupo. Isto apesar de hoje vivermos num mundo que valoriza a comunidade e o espírito da comunidade, a verdade é que é o valor da individualidade que predomina na existência das pessoas. Não me refiro ao espírito de individualidade no sentido de valorizar o idivíduo humano, a pessoa humana. Refiro-me a um individualismo que prima pelo egoismo que tem por base o orgulho. Não há nada de mal com o orgulho, em ser orgulhoso. Mas quando as pessoas são auto-centradas em si mesmas, quando uma sociedade é constituida por pessoas que gostam de passar tempo em preocupar-se com verbos, como tentar, preocupar, fazer e outros, em vez de usar as suas qualidades para melhorar a sua própria comunidade, a sua própria sociedade, o seu próprio país. Sobre isto falaremos mais para a semana. ATÉ PARA A SEMANA!

Charles Sousa em campanha
Os dados estão por agora lançados. Charles Sousa está agora em árdua campanha. Vai visitando cidades e localidades do Ontario. Dando a conhecer a sua mensagem. Que é tão sómente melhorar o nível do viver da Província. No Sábado, 17, ao fim da manhã, em Mississauga - que é, também, desde há tempos, um Sousa iniciou a caminhada que o pode levar à liderança de um dos maiores Partidos locais. Mais do que isso, o pode levar à chefia do Executivo da Província. Dando seguimento ao que os nossos pioneiros, decerto, sonharam. Na comunidade, começou desde logo uma campanha no sentido de fazer mais e mais filiados do

26 Novembro 2012

padarias de origem portuguesa abriram espaços para isso mesmo. Estivemos, por exemplo, na Nova Era, da Dundas, onde Elizabeth Mendes, ajudava os interessados. Mas a verdade

é que houve inscrições em todas as outras padarias de origem portuguesa. Chegamnos, entretanto, ecos do bom ambiente que acolheu Charles Sousa em Leamington e em Chatham. Para falarmos apenas em duas cidades.

Cambio
dos centros onde a comunidade de expressão portuguesa vai fazendo História, pelo seu trabalho e abnegação... - Charles Partido Liberal, que poderão, depois, eleger os delegados para a convenção que há-de escolher o Líder Provincial e, neste caso, o próximo Premier. Na segunda-feira era Tina Martins e Isabel Sinde que, na Caldense, da Symington, ajudaram quantos compareceram. Na quarta-feira – e porque o prazo terminou na sexta-feira, 23 – os locais de inscrição foram mais. As

Trágico acidente ceifa a vida a ciclista

DOCE MINHO
Havia indicações de que um homem de 35 anos se deslocava numa bicicleta na parte norte da lansdowne, e tentava cruzar a Davenport Road. Uma minivam Chrysler, de cor vermelha, passava para oeste da Davenport Road, colheu o ciclista e abandonou o local do acidente. Um outro homem, de 63 anos, conduzindo uma GMC, vinha para leste na Davenport Road, atingindo também o ciclista. O ciclista foi levado ao hospital mas chegou ali já morto. No sábado, 25 de Novembro, cerca das 9 horas da noite, o condutor da minivan entregou-se às autoridades na esquadra 11. Miguel Oliveira, de 22 anos, de Toronto, foi acusado de não parar na cena do acidente que causou a morte. Já esteve ontem, domingo, em Tribunal, na Old City Hall.

Agora que o NATAL se aproxima... recomendamos
Pão quente de hora a hora Broa de milho como se faz na terra

Propriedade:

ABC Portuguese Canadian Newspaper Ltd
Conselho Empresarial: Fernando Cruz Gomes, Presidente; Paulo Fernando, Vice-Presidente; Carlo Miguel, Tesoureiro; e Lara Ingrid, Secretária.

Director: Fernando Cruz Gomes Redacção e Cronistas:

Agora tambem em Bradford!

Ficha técnica

Na sexta-feira, 23 de Novembro, pelas 6.43 da manhã, a polícia respondeu a uma chamada que referia ferimentos graves devido a uma colisão de viatura com ciclista na Davenport Road e Lansdowne Avenue.

Pastelaria Fina

Salão de chá Ambiente acolhedor
Uma casa com a tradição de bem servir porque sabe produzir melhor!

António Pedro Costa (Ponta Delgada), António dos Santos Vicente, Carlo Miguel, Cristina Alves (Lisboa), Custódio António Barros, Edgar Quinquino (Hamilton), Fernando Cruz Gomes, Fernando Jorge, Filipe Ribeiro (ABC Turismo), Guida Micael, Helder Freire (Lisboa), Humberto Costa (Luanda), Lara Ingrid, Luis Esgáio, Luky Pedro Maria João Rafael (Lisboa), Pedro Jorge Costa Baptista, Sérgio Alexandre, Sónia Catarina Micael.

Secretária de Redacção:
Sérgio Alexandre

Chefe Gráfico:

Lara Ingrid

Telefones: 416 995-9904 * 647 962-6568 * 416 828 6568. E-mail: admin@abcpcn.com director@abcpcn.com advertising@abcpcn.com
725 College St. PO Box 31064 TORONTO ON M6G 1C0

Para encomendas ligue-

416 - 652 - 8666
2189 Dufferin St. Toronto (Entre a Rogers e Eglinton)

26 Novembro 2012 EDITORIAL

Material Editorial . 3
Os partidários do designado “Poder Popular” ocuparam, então, várias bases militares, bem como meios de comunicação social. Este contra-golpe foi levado a cabo pelos militares da ala moderada, na qual se enquadrava Vasco Lourenço, Jaime Neves e Ramalho Eanes. Consequentemente, o almirante Pinheiro de Azevedo permaneceu no poder enquanto primeiro-ministro do Sexto Governo Provisório e demitiram-se alguns militares entre os quais Otelo Saraiva de Carvalho. Segundo os historiadores – ou alguns historiadores, se preferirem - o 25 de Novembro traduziu militarmente aquilo que a nível político se vivera no Verão Quente de 75, dando origem a uma crescente estabilidade permitida pelo reforço do pluripartidarismo e da Assembleia Constituinte, que se tornou visível com a redacção e aprovação da Primeira Constituição verdadeiramente democrática: a Constituição da República de 1976. Hoje mesmo, passados todos estes anos, há ainda mistérios acerca do desenrolar do 25 de Novembro. Ainda há quem acredite que seria possível e desejável continuar no estado que se vivia logo após o 25 de Abril. Quanto mais não fosse para solidificar posições e saber quem era... quem. Acreditamos, porém, que se o 25 de Novembro não ocorresse, Portugal resvalaria para uma guerra civil de consequências imprevisíveis. Mas... a História ainda não foi feita. No fundo, entende-se – cada vez se entende mais – que a democracia exige muito de nós. Exige, especialmente, que os fautores políticos e democratas saibam dosear as palavras. Aos jornalistas e críticos, importa que não tirem certas palavras do contexto geral. Ao Povo exige-se, tão somente, que entenda uns e outros...

Festejámos ontem
Portugal e os Portugueses estão a viver, agora, a comemoração de mais um aniversário do “25 de Novembro”. Um golpe militar que acabaria por pôr fim à influência da chamada esquerda militar radical no período revolucionário iniciado em Portugal com o 25 de Abril de 1974. No fundo, esta acção militar constituiu uma resposta à resolução do Conselho da Revolução de desmantelar a base aérea de Tancos e de substituir alguns comandantes militares. Era uma tentativa de radicalização de uma certa forma de governar, manifestamente contrária ao sentir do Povo.

Trabalhar até morrer... bem velhinho!
Helder Freire Jornalista(Lisboa)

Segundo as últimas sondagens conhecidas, o Partido Socialista já está à frente do PSD, nas intenções de voto dos portugueses. Isto quer dizer que os eleitores (todos nós) interiorizaram que há outro caminho para além daquele que os social democratas dizem ser o único: a austeridade custe o que custar. Este tem vindo a ser um trabalho insistente do PS, ao utilizar a própria frase de Passos Coelho, segundo a qual o seu governo iria para além do que nos era imposto pelo memorando da troika. Os socialistas, transformados em partido de protesto, sem indicar qual seria a alternativa de governo, têm conseguido, paulatinamente, empurrar as culpas da atual situação para a maioria. Temos portanto que, não foi o PS que ganhou credibilidade, porque foi ele quem colocou o país na situação em que se encontra, mas foi o PSD que foi levar ao regaço de António José Seguro, a maioria das intenções de voto dos eleitores portugueses. Costuma dizer-se que o povo já não se deixa enganar. Então, a que se deverá este resultado das sondagens? Tenho para mim, que ao cansaço, à impossibilidade de se vislumbrar qualquer luz ao fundo do túnel e àquela tendência suicidária dos portugueses, segundo a qual, enquanto o pau vai e vem folgam as costas. Ou seja, o PS é mau, mas estamos fartos de amargar com estes. Venham lá outra vez os socialistas, pode ser que eles rasguem o memorando. Não sabemos o que acontecerá depois, mas pior que está não fica. Ora, esta postura bizarra dos portugueses traz consigo um problema cabeludo para Passos Coelho e Paulo Portas. É que falta menos de um ano para as eleições autárquicas, onde se espera um desastre de grandes dimensões para os partidos da coligação. Isso faz tremer os barões destes dois partidos, primeiro porque a grande maioria deles não se poderá candidatar a mais um mandato e o seu futuro político passaria pela permanência dos seus partidos na zona do governo, de onde poderiam vir a tirar alguns dividendos. Depois, porque os «delfins» por eles indicados, correm o sério risco de não virem a ser eleitos. Com uma pressão destas sobre o seu futuro, Passos e Portas dificilmente sobreviverão unidos na coligação do governo, até porque a tendência será para a sua expressão eleitoral ir diminuindo de eleição para eleição, até chegarem exangues às próximas legislativas. Neste cenário o PSD levará muitos anos a recuperar eleitoralmente de um tsunami desta natureza. E eu não estou a ver os «barões» a darem a Passos Coelho, um módico de confiança para continuar a enterrar o partido de Sá Carneiro.

Segundo o último relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a esperança de vida nos países da União Europeia aumentou mais de seis anos em duas décadas. Se as mulheres da UE vivem, em média, até aos 81,7 anos e os homens até aos 75,3 anos, em Portugal estamos acima da média comunitária, já que, à nascença, a esperança de vida das portuguesas é de 82,6 anos e dos portugueses 76,5. Esta é uma das notícias que não dá jeito nenhum, pois é uma faca de dois gumes, serve para fundamentar os cortes nos medicamentos pois os velhinhos precisam de começar a ‘bater a bota’ mais cedo. Mas se o aumento da esperança de vida é a parte boa da notícia, o mesmo não se pode dizer do facto de haverem cada vez mais portugueses a trabalhar depois da idade legal da reforma, para compor o rendimento familiar. Os dados do mercado de trabalho do terceiro trimestre deste ano, revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), mostram que há apenas um grupo etário em que a população empregada está a aumentar: os cidadãos com mais de 65 anos! Já existem 296 mil pessoas que trabalham depois de atingirem a idade da reforma, um aumento de sete por cento no último ano. Infelizmente, uma maior esperança média de vida representa um adiar da reforma, isto, pelo menos, para quem não quiser perder dinheiro na pensão. Desta forma, a alternativa a continuar a trabalhar durante mais tempo passa por aceitar perder uma parte no valor da pensão. Tudo por causa do factor da sustentabilidade, uma penalização ao valor das reformas que vai subindo todos os anos, à medida que aumenta a esperança média de vida. E o pior ainda é pensar que a cada ano que passa, a esperança de vida da população sobe, pelo que o valor da penalização será maior. Este é mais um pretexto para saquear aqueles que já estão velhos e fartos de produzir. É a caça ao reformado!

Cristina Alves jornalista (Lisboa)
É por estas e por outras que quem manda quer que a idade de reforma aumente em conformidade com a esperança de vida... Vai ser como com os combustíveis, que quando o preço do barril aumenta as gasolineiras são solícitas a aumentarem o preço de venda, mas quando o preço do barril baixa as gasolineiras nunca baixam o preço em conformidade, aliás, a maior parte das vezes até nem baixam preço algum.... Assim vai ser a ‘brincadeira’ com a esperança de vida. Entretanto os contribuintes (chamados beneficiários), que antes se podiam reformar aos 60 anos em pleno, agora com as novas regras (leis) só podem fazê-lo aos 65 e daqui por mais um ano é muito provável que a idade mínima passe para os 67 anos. E por aí andam os desgraçados, já meio ‘gagás’ atrás da idade da reforma sem que pelas novas leis (roubo) tenham direito a ela. Muitos até decerto doentes e fartos de trabalhar no duro por uma vida inteira! Questão: Quem protege os cidadãos sem meios de subsistência? Este Governo não! Antes pelo contrário, pois se é ele que não se cansa de saquear os que menos têm e mais trabalharam no duro! Por este andar veremos portugueses já falecidos, só esqueletos, a perderem a paciência e à ‘bulha’ uns com os outros à falta de encontrarem um Passos, um Cavaco ou outros boas vidas que até se reformam aos 40 anos sem quase nada produzirem e vão acumulando reformas e mordomias de uma imoralidade arrepiante. Caso dos deputados... e como eles há muitos mais parasitas desavergonhados!

A coisa está preta

O novo governo e as autarquias
Acaba de ser discutido o novo programa do governo regional, uma oportunidade para tomarmos conhecimento das áreas mais importantes da governação, cujo conteúdo importa ler e reler, já que será o rumo que os Açores tomarão, nos próximos quatro anos. Ative-me, numa primeira fase, à abordagem relativamente ao poder local regional, tendo em vista poder perceber a postura de relacionamento institucional entre o Poder Regional e o Poder Local nos próximos tempos, dado que há uma grande espectativa quanto a uma profícua relação institucional, necessária e desejável, em prol dos cidadãos de todos os concelhos dos Açores. Temos que convir, estava à espera que o programa do governo fosse muito mais ambicioso apostando num relacionamento efetivo com as Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia dos Açores e por aquilo que está expresso, parece à primeira vista que não houve preocupações neste sentido. Os poderes são quase sempre assim: aquando da apresentação do programa na Assembleia da República, o governo da Lisboa disse muito pouco sobre as autonomias e nós por cá reclamamos com toda a razão desta desvalorização evidente; desta feita, o poder regional tem agora o mesmo comportamento quanto ao poder local da Região, porquanto seria importante pôr preto no branco o que pensa o governo quanto ao relacionamento com os 19 municípios dos Açores. Entendemos que o poder local regional deve ser um parceiro ativo e privilegiado do desenvolvimento das nossas ilhas e constitui o elo mais próximo entre a Região e os nossos concelhos e as nossas freguesias, com propostas concretas e exequíveis, pois acreditamos que numa altura de dificuldades como aquela que atravessamos, importa encontrar uma estratégia conjunta que reúna as sinergias e rentabilize os meios ao dispor de ambas as partes, ganhando com isto os cidadãos e gastando-se menos recursos financeiros ao erário público. António Pedro Costa Ponta Delgada Todos sabemos que nos tempos que correm os meios e os recursos disponíveis são cada vez mais reduzidos, pelo que importa que os Poderes regional e local trabalhem numa estratégia conjunta e articulada, tendo em vista promover o desenvolvimento dos nossos concelhos. A crise económica e financeira que de forma preocupante atinge as famílias, as empresas e as instituições e organizações da sociedade açoriana exige do poder regional, tal como prometeu Vasco Cordeiro em campanha eleitoral e na sua tomada de posse, uma ponderação não apenas teórica mas também prática e são nestas alturas que se vê a fibra dos políticos ao cumprirem o que prometeram. A exiguidade de propostas que visem promover o relacionamento entre os poderes regional e local é notória e apenas se referem a que o Governo Regional se disponibiliza para celebrar contratos ARAAL para a manutenção e requalificação de infraestruturas municipais, para a requalificação do edificado urbano e na promoção do mercado de arrendamento. Esperamos que nas entrelinhas se possam esconder propostas sérias e destinadas a todas autarquias da Região. O programa do governo foi aprovado apenas com os votos do Partido Socialista, sem nenhuma abstenção, o que poderá ter a sua leitura política interessante, dado que nenhum outro grupo ou representação parlamentar se tenha abstido. O que nos reserva o futuro?

Se não vejamos…

4 . Comunidades A chamarrita que também é Teatro ou vice-versa...
Este Jornal, como outros orgãos onde vamos alinhando ideias e notícias – umas muito a sério e outras assimassim... – já falou por demais num conjunto de pessoas que conseguiram levar por diante a ideia de fazer, por cá e com gente de cá, Teatro do melhor. E dizemos “do melhor”, por ser, afinal, aquilo que mais agrada ao Povo, que mais retrata as virtualidades desse mesmo Povo e que, ao mesmo tempo, vai puxando por uma Arte que esteve sempre como parte integrante da nossa Cultura. Não como parente pobre.

26 Novembro 2012

Vamos ao Teatro d´As nossas Raizes?
Enfim... todo um conjunto de cenas do dia-a-dia da nossa gente. A saltar de ramo em ramo da eventual pasmaceira dos que, por norma, vão aos nossos clubes para dar um pezinho de dança ou ouvir não sei quantos quilos de conversa fiada. Ali... conversa fiada só a dos actores (alguns serôdios, nós sabemos) que se esmeram para servir bem. Servir tão bem... como o jantar foi servido. Servir tão bem como o conjunto Tropical 2.000 serviu. Ah... e aquela chamarrita dançada à moda dos nossos bisavós! Sim... bisavós que a foram transmitindo aos nossos avós e aos nossos pais. E que aquele mandador (é assim que se chama?!) Manuel Monteiro... que é bom em qualquer parte do mundo... vai dirigindo a bom dirigir. E que – dizem-nos – vai abrir um “curso” para ensinar a dançar a chamarrita. Ai que eu tenho de ir tirar um curso daqueles! - CG

Não como “indigente” e “andrajoso” elemento de uma sociedade que ainda acredita mais no outro... esquecendo o espelho do seu próprio povo. No sábado “As nossas Raízes”, grupo que nasceu, não há muito, no “Asas do Atlântico”, apareceram, de novo. Com “roupa velha” em alguns casos, com gritos de alma noutros, com a centelha de fulgor que vale a pena ter quando falamos no Povo, no nosso Povo.

E mesmo que sejam directores os intervenientes – directores que são capazes, também, de servir à mesa e de “apaparicar” o Jornalista que aparece sempre onde há manifestações da nossa gente... – a verdade é que é Teatro com alma e chama.

E isto? Já viu isto...?
No sábado, saltaram por ali, na voz e no menear do corpo de uns quantos artistas populares (que o são) o dia-a-dia cáustico da Política. A entrega de medalhas a esmo. A vida dos que estão longe. O vinho que estava (e está tantas vezes...) azedo. Tudo para agradar, servido em doses certas. São rábulas? Sim, sim... são palavras que se trocam e dizem respeito ao viver geral do dia-a-da. “Que pássaro é este...” – em interrogação salutar e a fazer lembrar pecadilhos ingénuos da geração que vamos tendo – também voltou à cena. Agora já com um ou outro novo ingrediente. E com António Baptista a refinar a sua parte. E a puxar pelo José dos Santos – o rapaz da história era capaz de ser mais novo, não?! – que esteve em bom nível. E que fez esquecer – no reino do faz de conta, que é o Teatro – que o tal rapaz era mais novo... Depois... os Açores em foco. Sempre! Até quando a Dona Amélia e a Dona Zèzinha conversam. A dizer mal dos que dizem mal... e a terminarem com o “vamos é beber um cafezinho e falar também mal deles...” Pois claro! O Zé dos Rebuçados não vendeu muitos... mas entrou a matar na pasmaceira de uma loja onde havia conversa a mais e... razões a menos. Ou eu me angano muito ou anda por ali... o dedo da Conceição Baptista que há muito vai sabendo o que faz. Viva ela!

Estamos em todo o lado a acompanhar o dia-a-dia das comunidades

Justin Bieber tem mais uma medalha - o Jubileu da Rainha
O Superstar pop canadiano Justin Bieber tem agora mais uma medalha: a medalha do Jubileu de Diamante da Rainha. O Primeiro-ministro Stephen Harper apresentou a medalha a Bieber, em Ottava, antes de um concerto a que Bieber assistiu. Um porta-voz do primeiro-ministro diz que o jovem de Stratford, Ontário, acompanhado da família recebeu a medalha das mãos de Harper. A medalha é concedida a pessoas que fizeram uma contribuição significativa para uma determinada província, território, região ou comunidade no Canadá, ou uma conquista no estrangeiro que traz o crédito para o Canadá.

26 Novembro 2012

Comunidade . 5

Para além de cantor de nomeada, Justin Bieber gosta de praticar ping pong e Stephen Harper também. Assim, ambos falaram de ping-pong, cujas subtilezas conhecem, e, decerto, vão jogar ping-pong da próxima vez, disse de Vaux. A familia de Bieber, mãe, pai e avós, esteve com Harper e tiraram fotos com Stephen Harper.

Liberais “acertam agulhas” para um futuro próximo
*Candidatos à chefia apresentam-se
O antigo primeiro-ministro Paul Martin prevê que o até aqui humilhado Partido Liberal federal irá ressurgir como uma força notável, para enfrentar o momento das próximas eleições dentro de três anos. Muitos liberais, incluindo alguns contendores para a liderança do partido, vão avançar com ideias e estratégias – que são capazes de durar pelo menos duas eleições - para sair do buraco eleitoral para onde foram atirados em 2011, quando foram reduzidos a terceiros intervenientes com apenas 34 assentos. Paul Martin, porém, parece ser mais optimista, prevendo uma “saída” muito mais rápida. “Eu acho que o Partido Liberal vai estar em muito boa forma nas próximas eleições”, disse Martin disse, há dias, numa homenagem liberal ao estadista sénior do partido e ex-ministro, Herb Gray.

Hoje… há votos

Ontario, Alberta e BC em eleições federais parciais
O deputado Justin Trudeau e a antiga deputada Martha Hall Findlay, o advogado David Bertschi estiveram no evento. Outros potenciais candidatos incluem o deputado e antigo astronauta Marc Garneau, que se deverá juntar à corrida, bem como a deputada de Vancouver Joyce Murray. A maioria dos candidatos declarados e um número de potenciais candidatos, aproveitaram a ocasião para circular entre as várias centenas de liberais que compareceram à homenagem. Justin Trudeau, filho mais velho do ex-primeiro ministro Pierre Trudeau, e até agora dado como favorito nas sondagens, foi cercado pelos Liberais presentes que queriam, designadamente, tirar fotografias com ele, enquanto os outros candidatos geralmente conversavam com um ou dois liberais de cada vez.

Homenagem a um “peso pesado”

Antigos líderes do Partido juntaram-se em Otava para homenagear aquele que foi eleito para o Parlamento Canadiano há 50 anos. Gray, que detém o record canadiano de um deputado a ganhar 13 eleições consecutivas, tendo servido 39 anos em Gabinetes ministeriais, viu à sua volta muitos dos aseus colegas, incluindo os ex-primeiros ministros Paul Martin, Jean Chretien e John Turner. Gray recebeu o prémio Laurier, instituído para homenagear os que ajudaram a construir o Partido Liberal. “Eu tive a oportunidade de participar no desenvolvimento e implementação de políticas e programas que melhoraram as vidas dos Canadianos de costa a costa do país”, disse Gray na ocasião. O evento foi ainda ocasião para a presença de alguns candidatos que estão a concorrer para a eleição do líder federal liberal.

Foi o último fim-de-semana antes das eleições parciais federais, que decorrem em três províncias, Ontario, Alberta e BC. Os eleitores vão às urnas, hoje, segunda-feira, sem grandes motivos de perturbação, motivo por que muitos as consideram como “favas contadas” para este ou aquele partido. Calgary Centre – O eleitorado de Calgary Centre vai a votos depois do antigo Conservador Lee Richardson ter deixado o lugar vago, por forma a poder trabalhar para o Governo de Alison Redford. Círculo ocupado há quatro decadas pelos conservadores. De momento, as sondagens põem o Liberal Harvey Locke a apenas 5 pontos do Conservador Joan Crockatt. Os outros candidatos: Dan Meades (NDP), Chris Turner (Green); Antoni Grochowski (Independent); e Tony Prashad (Libertarian). Durham (Ontario) – Os votantes do círculo de Durham vão agora decidir se mantêm os Conservadores no poder, depois da deputada Bev Oda ter resignado no último verão, depois de 8 anos como deputada. Candidatos: Erin O’Toole (Conservative), Larry O’Connor (NDP), Grant Humes (Liberal), Virginia Mae Ervin (Green), Andrew Moriarty (Christian Heritage), e Michael Nicula (Online Party). Victoria – O círculo de Victoria ficou vago, em Agosto, depois da deputada NDP Denise Savoie ter anunciada que deixava a vida política por motivos de saúde. Savoie estava naquele lugar desde 2006. A mais recente sondagem indica que Murray Rankin poderá manter o lugar para o NDP. Candidatos: Dale Gann (Conservative), Murray Rankin (NDP), Paul Summerville (Liberal), Donald Galloway (Green), Art Lowe (Libertarian) e Philip Ney (Christian Heritage).

Brinquedos da Salvation Army roubados
encontrados são suficientes para encher três reboques de trator. Os artigos estão na posse do serviço de polícia de Toronto, estando agora a ser discriminados. Concluído o inventário, eles serão entregues ao Salvation Army. Não há nenhuma palavra ainda sobre quaisquer prisões. Mais informações são esperadas, hoje, segunda-feira. Para já, a Salvation Army já divulgou um comunicado agradecendo à polícia pelos seus esforços. “Saudamos o serviço de polícia de Toronto pelo que parece ser um oportuno progresso em sua investigação e desejo de

Uma parte dos brinquedos que tinham desaparecido de um armazém do Salvation Army em Toronto, nos últimos dois anos, foram agora localizados num armazém a oeste da cidade.

A CTV News confirmou que a polícia encontrou, na sextafeira, embalagens cheias de carrinhos de bebé, berços e brinquedos num armazém de Brampton. Todos os artigos

sucesso”, disse o porta-voz do Major John Murray. “Além disso, muito agradecemos a resposta de indivíduos e empresas que têm feito muitos donativos nesta altura de necessidades”, acrescentou. No início desta semana, Murray disse que uma auditoria interna revelou que cerca de 100.000 brinquedos no valor de aproximadamente 2 milhões desapareceram de um dos armazéns da caridade ao norte da cidade, durante um período de dois anos. A polícia diz que a investigação está em curso e pediu que quem tiver qualquer informação, contactos para o 416-808-3300.

14 anos da Academia do Bacalhau em Toronto
assentou arraiais entre nós. Ao certo, ao certo, não sabemos quantas Academias do Bacalhau existem. O que sabemos é que as cerca de quatro dezenas de associações, um pouco por todo o globo, vão cimentando entre si o amor a Portugal e às suas tradições. E começaram também a desbravar as páginas de apoio a causas filantrópicas e de assistência. Há catorze anos a chama chegou a Toronto e a Academia do Bacalhau de Toronto fez-se grande. No sábado, não chegámos a tempo ao Europa Catering para ouvir a saudação do “Gavião de Penacho... bota para cima e bota para baixo”. Chegámos, no entanto, de anotar o entusiasmo de toda aquela gente. Mesmo quando, como atracção artística, apareceram por lá umas meninas... muito meninas... a fazerem algo parecido com a “dança do ventre”. Marina Candeias, também ela tocada pela saudade, é presidente da Academia. E leva muito a sério esta forma de matar a saudade. “A verdade é que há sempre necessidade de realizar estas festas para que não nos esqueçamos que existe a Academia do Bacalhau”. Claro, claro. Para Marina, estava por ali “mais ou menos o mesmo número do ano passado. Mas posso considerar que era de esperar um número ainda maior, visto que há muitas pessoas que no ano passado vieram e que este ano não estão cá, até por que há outros eventos...” O que é que se espera da Academia para o próximo ano? “Temos de começar a tratar disso, a partir de amanhã”.

6. Comunidades

26 Novembro 2012

Não restam dúvidas. A “Academia do Bacalhau” anda por aí a matar saudades. Em todas as latitudes. Fundada na África do Sul, há mais de 40 anos, tinha apenas por essa altura uns almoços semanais promovidos por um grupo de amigos portugueses. Era, de facto, a saudade que os unia.

E mesmo quando começaram a surgir regras e conceitos no andamento geral das Academias, a verdade é que era ainda a saudade a nortear tudo. A Academia do Bacalhau de Toronto esteve ontem a celebrar o seu décimo quarto aniversário. Veio para aqui há 14 anos pelas mão de um luso-sul africano que

prevista. Uma bolsa de Estudo que este ano... não há. “Eu voulhe dizer, muito honestamente, o que se passou. A verdade é que nós divulgámos no Rádio e na Televisão, há cerca de um mês. Até ontem... não apareceu nenhum candidato”. O que, nos tempos que correm, não dá para entender. “O dinheiro que temos e o que angariarmos mais... e esse dinheiro vai ser entregue a uma organização de crianças autistas”. Entre os presentes, e como convidado especial, estava o Embaixador de Angola em Otava, Agostinho Tavares. Presente em Toronto – e hoje à noite em Hamilton – aceitou o

convite e esteve presente com os compadres. Falando a ABC, foi dizendo que já no ano passado o tinham convidado, mas não foi possível estar presente. “Este ano como coincidiu também com a festa dos 37 anos da independência de Angola e eu vou estar amanhã (sábado) com a comunidade angolana de Hamilton... achei por bem vir até para prestigiar este aniversário da Academia do Bacalhau. Até por que eu sou também um apreciador de bacalhau...” No fundo, o jantar tradiocional da Academia do Bacalhau.

Bolsas de Estudo... não há
Naturalmente que se falou na Bolsa de Estudo que estava

Por falta de herdeiros, nunca se perderam bens!
Emanuel escreveu
Tinha conhecimento que muitas igrejas por toda a América do Norte têm sido encerradas, por falta de atendimento, especialmente nas grandes cidades, como Toronto e outras. Em Toronto, na minha vizinhança da Junction Triangle, mais precisamente na Annette Street, entre a Keele Street e High Park Boulevard, duas igrejas foram encerradas recentemente. As mesmas foram vendidas e transformadas em apartamentos de luxo. Escutar isto ou aquilo, que acontece pela cidade, é uma coisa... ver com os nossos próprios olhos é outra. A minha curiosidade fez-me aproximar do local de uma das igrejas e indagar sobre o projecto, ainda no início da construção. A foto acima, do lado direito, mostra a igreja do lado norte na Annette Street, antes das renovações. A do lado esquerdo mostra o lado oposto, depois do projecto concluido. Houve grandes alterações, na extensão no teto, para colocar janelas e varandas e, ainda, parque para os carros. O interior foi dividido em 8 apartamentos, um trabalho arquitectónico maravilhoso, muito digno de louvor. Como diz a filosofia…Nada se perde, tudo se transforma! Viver num cantinho do céu tem seu preço, apartamento de dois quartos de cama, foi vendido, ainda antes de ser construído, por $729,000. Como diz o velho ditado, “Por falta de herdeiros, nunca se perderam bens”. Na verdade, viver numa igreja é um privilégio, mas para quem teve possibilidade de comprar um cantinho do céu, por aquele preço... penso que não viviam no purgatório...

26 Novembro 2012

Comunidade . 7

Festa do Pico em... Mississauga
Para quem olhar para fotografia principal e ver o Presidente do PCCM, Gilberto Moniz, junto às carnes da festa deste fim de semana dedicada à Ilha do Pico, pode até pensar que talvez no Centro Português de Mississauga abrisse agora um talho. A ideia em si até não era das piores, pois para quem conheça esta associação portuguesa em Mississauga sabe que no centro de todas as intenções de sua direção, inovar e fazer coisas novas tem sido uma constante invariável. Mas essa do talho, não, como é evidente. Dizíamos nós que, neste fim de semana, a festa foi dedicada à ilha do Pico, a segunda maior Ilha do maravilhoso Arquipélago dos Açores, conhecido as vezes por Piquinho. Pico que, desde os primeiros tempos, se tornou num importante polo comercial, dada a facilidade de comunicação portuária com a Ilha do Faial, e com a crescente importância agrícola, nomeadamente no cultivo de trigo, criação de pomares e na importante vinha, que alterou a paisagem e a

Para um clube português como o PCCM que pensa em não representar um distrito ou província de Portugal mas procura representar todas... dedicar uma noite a esta maravilhosa ilha não podia deixar de acontecer. A diferença principal entre a festa deste ano para a festa do ano passado vai na ementa da noite. O ano passado foi o delicioso Caldo de Peixe à moda da terra e este ano a Matança do Porco tradicional foi a principal figura da noite que agradou todos os gostos pelos vistos. Para o Presidente Gilberto Moniz, “a festa deste ano não podia ter acontecido desta grande forma sem a colaboração com os nossos patrocinadores que eu gostaria que mencionassem, e foram eles; Domingos Meat Packers, Lusitânia Meats, Borges Foods, Nova Bakery, EMS Landscaping, Eurowood Carpentry, Santander Totta, Britania Fish Market, Nosso Talho, Pavão Deli, Costa Produce, Salsicharia Garcia, e ADS Driving School”.

Aliás, se a memória não me falha, foi o Presidente Gilberto Moniz que há 10 anos nos deu oportunidade de mostrar o nosso valor”, como disse José. Valor esse que atualmente não é questionado por quem os conheça. Com esta grande festa ao estilo do PCCM quase a encerrar mais um ano, só resta agora lembrar que o Natal das Crianças do PCCM é

cultura ocidental da Ilha, e que foi classificada desde 2004 como Património da Humanidade pela UNESCO. Pois... a festa foi celebrada, como sempre acontece anualmente, segundo a tradição do PCCM, desde os seus inícios em 1974.

Falamos com outras figuras importantes da noite, José, Alípio, David e Mário membros do escolhido conjunto Santa Fé que estiveram no local para animar a festa anual. Para este fantástico conjunto que já toca com os membros atuais há 10 anos, “estar no Clube Português de Mississauga é sempre um prazer especial e traz-nos um sentimento extra por ser aqui onde primeiro tocamos em conjunto para o ao publico.

dia 15 de Dezembro e Festa do Idoso dia 8 de Dezembro também. Para qualquer informação ou marcações (905) 2861311 - Carlo Miguel Cruz Gomes / ABC

Na Casa das Beiras

Por nós, de facto, nunca tínhamos visto a Casa das Beiras tão composta. Muita e muita gente a encher por completo o salão. Muita gente a trocar impressões entre si. Muita gente que nem sempre vai àquela colectividade.

Um sábado “gordo”

Prémio 2013
A Coordenação do Ensino Português no Canadá, em conjunto com o Leitor e a Docente das Universidades de Toronto e York, e em colaboração com os Departamentos de Português das respectivas universidades, promove um Prémio Literário, com o objectivo de incentivar a criação em língua portuguesa por parte de estudantes universitários a frequentar o 2º e 3º ano de escolaridade. O prazo para inscrições encontra-se aberto até 19 de abril de 2013, nos termos do Regulamento que pode ser consultado nas instalações do Consulado-Geral de Portugal em Toronto.

Literário
O vencedor do concurso será conhecido, por ocasião das comemorações do Dia da Língua Portuguesa, a 7 de maio de 2013. Terá direito a uma bolsa para frequência de um Curso de verão na Escola de Línguas CIAL – Centro de Línguas, em Lisboa, no valor de 952 Euros. O curso tem a duração de 60 horas, distribuídas ao longo de 4 semanas, e poderá ser realizado em junho, julho ou agosto. Haverá ainda um 2º e 3º prémios, no valor pecuniário de $400 e $200 CAD, respetivamente, a atribuir pela organização do concurso.

E, no entanto, tanto quanto nos disse o presidente da colectividade, Bernardino Nascimento, em “festa da matança do porco... é sempre assim”. E a verdade é que, para além do jantar... pouco mais havia, a não ser, claro, o baile de fim de festa. Bem acompanhado por Midnight Illusion D.J. que se esmerou para que tudo corresse às mil maravuilhas. E correu. Houve ainda umas quantas arrematações. Sempre com interesse, sobretudo aquela que tinha a ver com um BBQ, talvez já a pensar no próximo Verão. A Casa das Beiras está, de facto, a andar. E para Bernardino Nascimento – o homem forte da colectividade – “andará sempre assim, enquanto os sócios e amigos quiserem...” Por nós, ainda que por pouco tempo que lá estivemos, vimos, designadamente, elementos ligados a outros clubes e associações. Que ali estavam, afinal, a dar nota de que a Casa das Beiras... ainda é a Casa das Beiras. E ainda bem.

8. Comunidades Escola do First em festa

26 Novembro 2012

Já foi “prolongamento” de Portugal
A Escola do First está agora com 48 anos. Uma das notáveis “descobertas” da mais antiga organização clubista portuguesa destas terras foi, de facto, a sua Escola. Entenderam os seus dirigentes de então que era importante preservar a Língua. Que um Povo tem, de facto, na sua Língua, o melhor da sua Cultura. Que era importante transmitir aos mais novos essa “riqueza”. E assim começou a Escola. Uma Eascola que esteve, agora, no sábado, em festa. A Escola do First Portuguese vai já com 48 anos de bons serviços

De momento, a escola tem cerca de 260 alunos. Já teve muitos mais (ao nível de 700). “Agora não há emigração, os meninos cresceram... embora, agora, até se pode dizer que a escola tem continuidade, porque a pré-primária está repleta. Foram os antigos alunos que se chegaram a nós, para pôr os filhos na escola...” Na parte de entretenimento, interessante anotar que a Escola fez

uma apresentação de teatro e música pelos próprios alunos. E houve, decerto, o corte do bolo de aniversário, do quadragésimo oitavo aniversário. Rui Gomes, o presidente da colectividade, estava satisfeito. Na suia mesa, duas figuras da Política, Andrew Cash, deputado federal, e Jonas Shein, deputado provincial.

à comunidade e de apoio ao ensino de Português. Durante alguns anos, foi mesmo a única Escola onde o Português era leccionado. O que acabou por prestar um bom serviço a Portugal e aos Portugueses. A festa de sábado foi, afinal, para juntar pais e alunos. E professores, naturalmente. Uma festa de convívio entre pais, alunos e professores. Uma festa que era habitual, desde há muito, e que desde que a sede do First mudou não era tão fácil realizar. E mesmo assim... a sala – e agora já é maior – ainda não será a sala que comporta tanta gente.

“Mesmo com esta segunda sala – é Celina Melo a dizer-nos – o espaço ainda é pequeno para acolher todos os que quereriam vir...” Estava, efectivamente, muita gente. Um salão com muito entusiasmo, sobretudo porque também por ali estavam muitas crianças. Daquelas que frequentam a Escola. E muitos dos que, ao longo dos 48 anos, também por ali andaram. Sim, porque nestes 48 anos... há já alunos que vão ficando “velhos” mas não esquecem a Escola. E ali vão sempre que possível.

Dra. Ema Secca
ADVOGADA em Portugal Pode resolver-lhe todos os assuntos em qualquer área jurídica
CONTACTE E TERÁ BONS RESULTADOS

Tel: 214418910 (Lisboa) Cel: 918825577 e-mail: emaseca@netcabo.pt

26 Novembro 2012

Mensagens . 9

10. Comunidades

26 Novembro 2012

Pianista de sucesso entre nós
Entrou em palco talvez pouco conhecido para a maioria da comunidade lusa entre nós, na United Church, 454 College Street, em Toronto (College e Bathurst). Numa sala acusticamente perfeita para um concerto de piano e não só, os perto de 100 que la estiveram deliciaram-se ao ouvir um artista Português desta qualidade entre nós. Trazido até nós pelo o Instituto Camões em conjunto com o Consulado Geral de Portugal em Toronto, Pedro Burmester mostrou bem a razão pela aposta de o trazer ate cá.

Com 10 anos de idade já dava concertos. Realizou mais de 1000 concertos a solo, nos melhores palcos do mundo. Participou em todos os festivais de musica portuguesas. Gravou mais de uma dezena de CD’s e a sua discografia inclui 3 CD’s a solo com obras de Bach, Schumann e Schubert, uma delas em duo com Mario Laginha e três gravações com a Orquestra Metropolitana de Lisboa. Gravou as 10 sonatas para violino e piano de Beethoven com o violinista Gerardo Ribeiro. Foi Diretor Artístico e de Educação na Casa da Musica, projeto esse que ajudou a criar. Atualmente, para alem da sua atividade artística, é professor na Escola Superior da Musica e Artes do Espetáculo no Porto, na Escola Profissional de Musica de Espinho e na Universidade de Aveiro. Na Sexta feira 23 de Novembro foi este o Pedro Burmester, pianista extraordinário que teve entre nos.

Na Sexta feira 23 de Novembro foi este o artista e conceituado pianista extraordinário que esteve entre nós. Como ABC tinha noticiado na semana passada este concerto podia ser visto por quemn quisesse. Na sala estiveram muitas caras conhecidas da comunidade a assistir. Se esteve entre eles certamente que nao ficou desapontado. Os nossos aplausos vão para quem organizou este espetaculo unico e para quem acreditou e patrocinou o evento. Em nome do Jornal ABC, os nossos aplausos. CMCG / ABC
Acontece. De vez em quando, surge a notícia onde não parecia... poder existir. Uma rápida visita a Bento´s Auto & Tire Centre, deparámos com uma jovem senhora, Ana Maria, que estava, no fundo, a publicitar – no melhor sentido do termo – um concerto de

EUROPA DUCT CLEANING

O concerto de Sexta feira foi um concerto intimo e acolhedor que proporcionou que este grande artista estivesse simplesmente a passos do espetador em vez de quase separado numa gigantesca sala onde estaria bem longe da audiência. Com o patrocinio de o Banco Espirito Santo, BPI, Banco de Montreal, IC Savings, Jack’s Bakery and Pastry, Marbles of Portugal, Merit Metal Industries, Scotiabank e SENSO Group Building Supples, este concerto grátis ao publico foi organizado em detalhe e pelo que foi visto acertado.

Religião e Fé

Conflito na Palestina
Os Israelitas e os Palestinos estão outra vez em guerra. O mundo e as nações observam o conflito mortal. O nosso primeiro ministro, Stephen Harper, comentou que Israel tem o direito de se defender. Outros políticos, como o presidente Obama dos Estados Unidos, dizem que Israel não deve invadir Gaza. E, outros, como os jornalistas do Toronto Star, expressam as suas opiniões condenando Israel e justificando os Palestinos. Nos seus artigos observamos que Israel é sempre considerado ser o malfeitor e os Palestinos as vítimas. Se fosse nos tempos antigos o problema seria resolvido rapido, sem pedir licença a ninguém. Qualquer nação, ou povo, que soubesse que outra nação cometeu algum acto agressivo contra o seu território, imediatamente defenderia os seus interesses castigando o agressor. Geralmente, isto envolvia guerra e mortes. A justiça naquele tempo era “olho por olho e dente por dente.” Todos concordavam com esta lei e ninguém condenava qualquer nação que defendesse os seus interesses. Hoje em dia as coisas são mais complicadas. As nações pequenas, como Israel, quando são ameaçadas com palavras malignas ditas pelo presidente do Irão, de exterminar os Israelitas, ou com misseis enviados pelos Palestinos de Gaza, com a intenção de destruir e matar, os Israelitas, ao tentarem defender-se têm que se preocupar em não ofenderem as sensibilidades das outras nações. As pessoas têm uma memória curta e se esquecem que há aproximadamente há setenta anos atrás, o Hitler exterminou seis milhões de Judeus. O que fariam os Estados Unidos se alguém invadisse

EUROPA DUCT CLEANING
Rev. João Duarte
(Uma divisão de EUROPA HEATING & AIR CONDITIONING) Email - info@europaair.net europa@rogers.com Webpage - www.europaair.net

telf: (416) 536 3828 (416) 537 4296

A MELHOR SOLUÇÃO SERÁ Contactar Manuel ou Mike

Alergias e doencas são provocadas pelo pó, por pelos de animais, ou por bacterias e fungos que permanecem no sistema...

o seu território com intenção de violar os seus interesses e causar prejuízo e mortes? Todos nós sabemos a resposta. O país dos Estados Unidos não pediu licença a ninguém quando retaliou contra aqueles que eles pensaram que foram responsáveis pela destruição das duas torres de Nova Iorque no dia 11 de Setembro. O que faria a Russia ou a China se alguém tentasse violar os seus interesses? Eles fariam a mesma coisa que os Estados Unidos. Todavia, na opinião de muitos, a mesma regra não é aplicável para com Israel. Pelos vistos, só quando for tarde demais, e Israel e os Judeus foram exterminados pelos seus inimigos, é que então o mundo hipócrita lamenta e diz que foi injusto. O conflito na Palestina nunca será resolvido enquanto a raíz do problema permanecer no coração do ser humano: “o pecado” (Romanos 3:23). Tanto os Palestinos como os Israelitas precisam de espiritualmente “nascer de novo nos seus corações” para que possam ter paz com Deus e com o seu próximo (João 3:3; Romanos 12:17-18). Jesus veio este mundo para resolver o problema do pecado (João 1:29). Todos aqueles que aceitam pela fé Cristo como seu Salvador, nascem espiritualmente de novo (João 3:3,16). Portanto, só quando o Principe da Paz, o Filho de Deus, vier do céu para estabelecer o seu reino é que a verdadeira paz virá à Palestina (Isaías 9:6-7). A Bíblia afirma que nesse dia até os animais selvagens viverão em paz. Como está escrito: “...o leão e a ovelha viverão juntos... e a vaca e a ursa pastarão juntas...” (Isaías 11:6-7).

Deslocações a várias cidades do Ontário

T.L.DUTRA Professional Legal Services
Immigration - Small Claims Court- Criminal Summary Landlord & Tenant / Ontario Court of Justice / Labour

Tony L. Dutra
533 College Street , Suite 306, Toronto ON, Canada M6G 1A8 Telephone: (416) 532-8400 - Fax (416) 532-6906 E-Mail: dutralegal@sympatico.ca L.S.U.C - P00405

Eram 6 as equipas portuguesas na “alta roda” europeia
- 4 já ficaram pelo caminho
Os “dragões” não precisaram de acelerar muito para conseguirem uma vitória tranquila sobre o Dínamo Zagreb. Lucho, João Moutinho e Varela foram os autores dos golos A vitória do PSG em Kiev adiou a decisão da atribuição do primeiro lugar do Grupo A da Liga dos Campeões para a última jornada, em Paris, mas o FC Porto vai ao Parque dos Príncipes, dentro de duas semanas, a precisar apenas de um empate para garantir um “objectivo fundamental”. Nesta quarta-feira, no Estádio do Dragão, os portistas receberam o modesto Dínamo Zagreb e não precisaram de muita aplicação para conseguir os três pontos. Lucho, Moutinho e Varela marcaram os golos da quarta vitória (3-0) “azul e branca” esta época, na Champions.

26 Novembro 2012

Desporto . 11

Benfica ainda respira...

Os golos de Ola John e Garay deram a vitória ao Benfica sobre o Celtic (2-1) e os “encarnados” continuam a aspirar aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. A equipa de Jorge Jesus igualou os escoceses com sete pontos no Grupo G, mas, graças à vantagem no confronto directo, subiu ao segundo lugar da tabela. O acesso à fase seguinte da Champions joga-se na última ronda. Os “encarnados”, mantêm vivas as aspirações de chegar aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na última ronda da fase de grupos, dentro de duas semanas, o Benfica vai a Barcelona numa jornada de nervos: o empate basta, desde que no outro encontro (Celtic-Spartak Moscovo) também haja empate. Se não, a única alternativa é ganhar a Messi e companhia em Camp Nou. Uma missão (quase) impossível.

A “pior partida do ano” para o Sporting

A promessa de Franky Vercaueteren antes do jogo do Sporting em Basileia era a de ter 11 jogadores a defender e 11 jogadores a atacar, incluindo nesta imagem até o guardaredes. Visão demasiado optimista do treinador belga, como se provou no St. Jakob-Park. Os 11 “leões” em campo atacaram pouco, defenderam mal e saíram de um campo onde nunca antes tinham sequer sofrido um golo com uma derrota por 3-0, que significa o adeus matemático aos 16 avos-de-final da Liga Europa, mesmo que ainda tenham mais uma jornada para cumprir neste Grupo G.

O sonho da Académica terminou mal
Para poder alimentar o sonho de chegar aos 16 avos-de-final da Liga Europa, a Académica estava obrigada a vencer o Viktoria Plzen e esperar por um triunfo do Atlético de Madrid sobre o Hapoel Telavive. Mas o jogo em Coimbra ficou-se por um empate (1-1) e, com uma jornada por disputar no Grupo B, a “Briosa” está afastada da próxima fase.

Tel. 416 603 0842 *Fax 1 866 479 9604 * Toll free 1 888 230 6326

12 . Desporto

Golos colombianos em Braga levam FC Porto de novo à liderança
O FC Porto regressou ontem à liderança da Liga portuguesa de futebol, com uma vitória por 2-0 em Braga, construída com dois golos de James Rodriguez e Jackson Martinez, mesmo nos últimos minutos do jogo. Uma vitória muito “sofrida”, que leva os “dragões” a fechar o primeiro terço do campeonato na frente, com os mesmos 26 pontos do que o Benfica, vencedor do Olhanense no sábado (2-0) e uma diferença de golos global de 26-6, ou seja, apenas mais um marcado do que os “encarnados”. Os dois “sobreviventes” portugueses nas competições europeias continuam a destacar-se a nível interno e avançam a par para o “choque” da 14.ª jornada, já em janeiro, no estádio da Luz. Demorou, mas o golo chegou na “pedreira” de Braga, com o remate de James Rodriguez, aos 90 minutos, a ressaltar num defesa e assim enganar o guarda-redes Beto. Volvidos três minutos, já em compensações, Jackson Martinez também marcou, a segurar a liderança no topo dos melhores marcadores. O ponta de lança da Colômbia tem nove golos apontados, tantos quantos tem o camaronês Meyong, que assinou uma tripla em Setúbal (na derrota do Vitória por 5-3 ante o Rio Ave). Com sete golos seguem Cardozo (Benfica), James (FC Porto) e o veterano vila-condense João Tomás, que também ontem chegou ao “hat-trick”. Benfica e FC Porto “descolaram” do Sporting de Braga, que permanece com 17 pontos, a uma distância já de nove pontos dos primeiros e “apanhado” pelo o sensacional Rio Ave, a cimentar a candidatura à Liga Europa. O grupo de terceiros pode passar a trio na terça-feira, se o Paços de Ferreira bater o Marítimo, na receção aos madeirenses, que vai encerrar a 10.ª jornada. Ainda por jogar está também o Moreirense-Sporting, novo “teste” à recuperação do Sporting, justamente no terreno do clube que este

26 Novembro 2012

ano o afastou da Taça de Portugal. O Nacional bateu o Estoril, por 1-0, e Académica-Gil Vicente e Beira-Mar-Vitória Guimarães terminaram com o mesmo resultado, 2-2.

Na 11.ª jornada sobressai o “clássico” lisboeta, dia 10 de dezembro, com o Benfica a ir a Alvalade, enquanto que o FC Porto recebe o Moreirense.

Resultados gerais da jornada
- Sexta-feira, 23 nov: Beira-Mar - Vitória de Guimarães, 2-2 - Sábado, 24 nov: Benfica – Olhanense, 2-0 - Domingo, 25 nov: Vitória de Setúbal - Rio Ave, 3-5 Nacional – Estoril-Praia, 1-0 Académica - Gil Vicente, 2-2 Sporting de Braga - FC Porto, 0-2 - Segunda-feira, 26 nov: Moreirense – Sporting, 3:15 (Sport TV) - Terça-feira, 27 nov: Paços de Ferreira – Marítimo, 3:15 (Sport TV) Programa da 11.ª jornada: - Sexta-feira, 07 dez: Estoril-Praia – Vitória de Setúbal, 3:15 (Sport TV) - Sábado, 08 dez: FC Porto – Moreirense, 3:30 (Sport TV) - Domingo, 09 dez: Rio Ave – Paços de Ferreira, 11:00 Marítimo – Nacional, 11:00 Gil Vicente – Beira-Mar, 11:00 Vit. de Guimarães – Olhanense, 3:15 (Sport TV) - Segunda-feira, 10 dez: Académica – Sporting de Braga, 1:15 (Sport TV) Sporting – Benfica, 3:15 (Sport TV)

Jogo solidário no Algarve para minimizar prejuizos
O Estádio São Luís, em Faro, será o palco do jogo que o Sporting vai realizar, no dia 1 de dezembro, às 10 horas, com uma seleção de jogadores do Algarve para ajudar a minimizar os prejuízos causados pelo tornado que afetou os concelhos de Silves e Lagoa no passado dia 16 de novembro. Nesta partida, a equipa orientada por Franky Vercauteren vai defrontar uma formação composta por jogadores do Olhanense, Silves, Lagoa, Lagos e Portimonense. Na próxima terça-feira, dia 27, os presidentes de todos os clubes algarvios e o líder máximo do clube de Alvalade, Godinho Lopes, dão uma conferência de Imprensa na Câmara Municipal de Silves,

26 Novembro 2012

Desporto . 13

Jorge Jesus: “Tivemos que injectar gás nos jogadores”
Cem jogos, 73 vitórias, 15 empates, 12 derrotas (4 contra o FC Porto, duas ante o Sp. Braga e uma com o Sporting) e um título. Este é o saldo do “centenário” de Jorge Jesus enquanto treinador do Benfica no campeonato, depois de um triunfo sobre o Olhanense, por 2-0, que deixava os encarnados provisoriamente com três pontos de vantagem sobre o FC Porto. “Fizemos seis vitórias, quase de quatro em quatro dias, tivemos de injetar gás novo nos jogadores e todos deram resposta”, destacou Jorge Jesus, exaltando o bom campeonato que as águias estão a fazer, apesar das saídas de Javi Garcia e Witsel, que, supostamente, não tinham substitutos. “Ganhámos por 2-0, podíamos ter ganho por mais. Tivemos mais ocasiões. Foi uma exibição dentro do possível, mas com qualidade. Nunca colocámos em risco a

Morreu Guilherme Espírito Santo
Guilherme Espírito Santo, antigo avançado do Benfica, morreu ontem, domingo, com 93 anos Em 12 temporadas ao serviço do clube da Luz, “a pérola negra”, como era conhecido, conquistou quatro campeonatos nacionais e três Taças de Portugal, tendo apontado 147 golos em 207 jogos com a camisola encarnada. Guilherme Espírito Santo,

depois de uma passagem pelas zonas mais afetadas de Lagoa e Silves para identificar os danos, nomeadamente nos equipamentos desportivos.

Messi ultrapassou os 300 golos
Com os dois golos marcados na partida de domingo frente ao Levante, Lionel Messi ultrapassou a fasquia dos 300 golos ao serviço do Barcelona. Messi tem agora 301 golos pelos catalães, entre jogos oficiais (279) e particulares (22). Na corrida pelo título de máximo goleador num ano civil, o argentino já só está a três golos do alemão Gerd Muller, que de janeiro a dezembro de 1972, marcou 85 golos.

que começou a carreira de futebolista no Benfica de Luanda, foi também atleta, recordista de salto em altura e campeão nacional de salto em comprimento e triplo-salto.

vitória, estivemos sempre mais à espera do 3-0”, acrescentou. Luisão, de regresso aos jogos no campeonato e aos golos pelo Benfica (já não marcava há mais de um ano), escolheu a esposa para dedicar o golo. “Sintome como um adolescente, desfrutando da profissão, após esse tempo difícil sem poder jogar. Quando marquei? Lembrei-me da minha esposa, que nesse tempo todo fez tudo para me levantar o moral. Foi a ela que dediquei esse golo”, revelou.

Project3_Layout 1 11/9/2012 5:06 PM Page 1
14 . Mensagens 26 Novembro 2012

st fe er 2013 t in W
(A division of Transat)

Marcelo Neves

Romana
Patrocínio de:
RESERVAS Happy Travellers 416 531-5000 Michelle Madeira

David Navarro
Partidas Janeiro 17, 18, 24 e 25 Uma ou duas semanas

416 419-5984

416 532-2813

26 Novembro 2012 Um Casino em Toronto... Sim ou Não?

Vereadora Ana Bailão começou as consultas sobre o Casino
na reunião. Perguntas e respostas que serviram, decerto, a Ana Bailão, para alicerçar as suas próprias ideias. Impactos negativos. Impactos positivos. Alguns saltaram por ali para a mente dos que estavam presentes. Foi dito que, nos últimos tempos, os rendimentos dos casinos nos Estados Unidos baixaram 36%. Como foi dito, logo a seguir, que a cidade de Toronto – contrariamente ao que, às vezes, se pensa – não precisa de um casino para ser uma grande cidade que já é. Mike Williams falou, até, na limitada criação de empregos.

Comunidades . 15

* Bom para a indústria da Construção... mas menos bom para o dia-a-dia social

a indústria da construção e vai ser bom para a cidade de Toronto”. Será que Mike Yorke pensa o mesmo, também, como cidadão? Deixãmos-lhe a pergunta. “Decerto que sim. Apoio também como cidadão, reconhecendo as palavras de Rod Phillips, como um tema em que vale a pena pensar”. Entende ser importante, por saber que “a minha indústria precisa disto... sei o que é estar no desemprego, na nossa indústria, o que passaria a ser também um tema social”, até por se lembrar de algumas épocas em que “muitos trabalhadores não tinham emprego”. A acompanhar tudo aquilo estava Abel Nunes. Estudiosos de muitos e variados temas do dia-a-dia das sociedades. Professor universitário. E quando lhe perguntámos o que é que pensava de tudo aquilo. “Há muita gente que vai ao casino, não é? De maneira que se as pessoas vão ao casino, têm de ir a Niagara Falls, etc... não sei, não sei, é um caso assim um bocado complexo... e uma opinião bem formada talvez nem seja capaz de dar, por não ser a minha área”.

Mais força ao desenvolvimento económico?
Rod Phillips foi, naturalmente, o defensor da criação de um Casino em Toronto. Presidente das Lotarias do Ontario, falou, desde logo, em rendimentos para a Província, dando força ao desenvolvimento económico. Referiu que uns 8 milhões de pessoas no Ontario jogam nos casinos, pelo menos uma vez por ano. Defendeu, naturalmente, que é bom e produtivo a criação dos casinos. Quanto aos locais onde o casino pode ser instalado, falou no sul de Mississauga, em Newmarket e quase à beira lago, em Toronto. Disse, ainda, que criará 12.000 empregos directos, 6.000 dos quais em trabalhos de construção (nos primeiros 3 anos), para além de criar indirectamente 5.000 empregos. Falou num investimento de 2 biliões de dólares, em dinheiro privado, podendo ter cerca de 800.000 visitantes por ano e produzindo 400 milhões em rendimentos do Turismo.

Casino. Na Câmara Municipal, há uma proposta para construir um casino integrado em Toronto. Uma proposta que está, agora, pelos vistos, na fase de instrução. Vereador após vereador, vai dando conhecimento de alguns pormenores aos cidadãos do seu respectivo círculo eleitoral, por forma a estarem habilitados, quando chegar a altura – possivelmente já nos primeiros dias de 2013 – a dar o seu voto. Construir um casino em Toronto é bem capaz de trazer algumas vantagens. Não deixa, também, de trazer uma ou outra desvantagem. Neste caso, talvez, a tocar mais nas pessoas, no dia-a-dia das pessoas, na forma das pessoas se interessarem pela sua própria vida. Sim, porque há casos e mais casos de distúrbios de toda a ordem em sociedades como a nossa. Há mesmo quem interprete a existência dos casinos como algo que traz toda uma quantidade de perigos. E fala-se no alcoolismo, na corrupção, no aumento do crime. Como tem acontecido noutras cidades que têm os casinos a funcionar. Ana Bailão, a conselheira citadina do Baiiro 18, está a tentar conseguir obter informações e mais informações, tendentes a habilitá-la a tomar uma decisão. A construção de um casino poderá ter de ser decidida em princípios de 2013. E aquela vereadora entendeu – e ainda bem - dever organizar uma reunião para ouvir os moradores da área e para garantir, assim, que os comentários do povo em geral, bem como as suas opiniões, são apresentadas na Assembleia Municipal quando o caso for discutido.

Para o Mundo sindical... boa ideia
Quase no final, ainda falámos com Mike Yorke, presidente da Local 27, que ali esteve muito interessado. Para ele, “é uma importante parte do processo democrático, sendo um importante tema para a cidade”, saudando, por isso, a vereadora Ana Bailão por pôr todo este processo em movimento. Perguntámos-lhe, naturalmente, o que é que a sua União pensa disto. “Temos 12.000 membros na GTA, 6.600 dos quais na cidade de Toronto. Os nossos membros apoiam a construção do Casino, pensando eu que é muito bom para

Um “Town Hall” elucidativo
Na New Horizon´s Tower, no 1140 da Bloor Street, houve, na quinta-feira, esta reunião, a jeito de “Town Hall”, que, de resto, não será talvez a última. Muita gente. Variadas perguntas. A certeza de que é tema que tem muitos amigos e... muitos inimigos. Três especialistas em matérias relacionadas com o Casino. Mike Williams é o gerente geral do Desenvolvimento Económico da Cidade de Toronto. Taylor Brydges é uma investigadora de Martin Prosperity Institude. Rod Phillips é Presidente da Ontario Lottery and Gaming. Foram estas três personalidades que estiveram em foco. Mesmo nas respostas dadas às muitas perguntas dos presentes

Não é muito positivo no ponto de vista social
Mas vai adiantando: “Pelo que a Taylor estava a dizer... por cada dólar de receita... acarreta dois dólares de despesa nos serviços sociais, porque aumenta o crime, aumentam os problemas conjugais e domésticos... e mesmo não sabendo de onde vem esta estatística... mas a Taylor estava a citá-las. De qualquer modo, do ponto de vista social, não tem assim muito positivo. Do ponto de vista económico é acrescentado às receitas do Estado, mas não sei até que ponto isso ia acarretar um corte nas taxas das casas, por exemplo, por que havia mais receitas do casino, não é?” Tudo visto... um bico de obra. Mais um bico de obra para muitos vereadores. Casino em Toronto? Sim ou não?

16 . Mensagens

26 Novembro 2012

26 Novembro 2012 Comentário Semanal de Economia e Mercados
– Semana de 19 a 23 de novembro

Ainda a tempo . 17
Repartir as culpas
Refira-se que o BCE – e a troika no seu conjunto – não está isento de culpas relativamente a alguns insucessos do programa de ajustamento português, nomeadamente no que respeita à desalavancagem do sistema bancário, que contribuiu para o credit crunch. É evidente que o sistema bancário se encontrava extremamente alavancado, mas os próprios bancos teriam per se interesse na desalavancagem num contexto de recessão, já que, perante o aumento do risco percecionado, tenderiam a ser mais ponderados nos critérios de concessão de crédito. Forçar o processo não só foi um erro, como correspondeu exatamente ao contrário do comportamento da Reserva Federal norte-americana (Fed) em 2008/09, que tudo fez para evitar um credit crunch, incluindo através da compra direta de papel comercial às empresas. A semana foi também marcada por mais uma reunião do Eurogrupo, que perdurou por mais de 11 horas, na madrugada de terça-feira, mas acabando por não chegar a uma solução para a Grécia. Mantém-se então a questão de por onde é que poderá passar essa solução? É difícil que o desfecho não passe por um maior envolvimento dos parceiros europeus, provavelmente num misto das diversas soluções que têm sido apresentadas. Um perdão (de parte) da dívida grega pelos países europeus seria um processo difícil de gerir politicamente, perante as opiniões públicas nacionais. Surgem, então, opções adicionais, mais conservadoras no conteúdo – e por isso mais fáceis de “vender” –, mas nem sempre na forma. Uma delas seria a utilização dos lucros obtidos pelo BCE com a dívida grega comprada anteriormente, os quais poderiam ser utilizados para capitalizar um fundo que, por seu lado, permitiria financiar a recompra pelo Estado grego da sua dívida em mercado secundário (ou seja, aos privados). Esta, ao ser adquirida a um preço inferior ao valor nominal, permitiria uma redução do stock de dívida. Parece simples? O problema é que esta solução implica que uma substancial fatia da dívida grega passe a ser detida pelos países europeus, os quais, em última análise, poderiam sofrer com um “novo” caso de incumprimento grego.

PARCERIA ABC/ MONTEPIO
Justiça em todo o processo
Coloca-se então a questão de se a aplicação à Grécia de juros mais baixos e/ou prazos mais longos poderá beneficiar Portugal? É, de facto, importante que haja alguma justiça no processo, o que significa que melhorias das condições devem ser generalizadas aos restantes países sob ajuda. Inegavelmente, juros menores e prazos maiores para amortização da dívida serão sempre positivos para Portugal, este último, em particular, já que permitirá que o esforço seja diluído no tempo. E o tempo é uma variável fundamental nestes processos de ajustamento, sendo que os principais insucessos do programa resultam justamente, em grande medida, da rapidez com que se está a realizar o ajustamento e da irracionalidade de algumas medidas, onde os cortes acabam por ser cegos. A descida de taxas de juro seria, mesmo na ausência de uma medida semelhante aplicada à Grécia, um pedido legítimo, sobretudo aos nossos parceiros europeus. Não tanto ao FMI, porque muitos dos seus membros, a maior parte países em desenvolvimento, paga taxas de juro da dívida pública superiores às que são cobradas a Portugal. Já relativamente aos nossos parceiros europeus importa ter em mente que as yields da dívida alemã são agora inferiores às que eram há um ano, o que significa que o spread face às taxas de juro pagas por Portugal se alargou também por esse efeito, havendo por isso margem para descer as taxas cobradas a Portugal. Falta “apenas” convencer os nossos “euro-parceiros”! Rui Bernardes Serra (RBSerra@Montepio.pt)

Economia europeia

* Compra de dívida portuguesa pelo BCE, Grécia e outras histórias…
No seu relatório regular sobre a economia portuguesa, o FMI considerou que “seria importante que fossem clarificados os critérios de elegibilidade” do programa de compra de dívida pública do BCE. É de facto importante que o BCE esclareça este ponto. Na realidade, o BCE parece estar a fazer a quadratura do círculo. A autoridade monetária não quer intervir na dívida portuguesa, porque Portugal ainda não está no mercado de dívida de médio prazo. Todavia, com os atuais níveis de taxas de juro, também não existem condições para se efetuarem emissões sustentáveis. Pela economia portuguesa e, diga-se, por qualquer economia desenvolvida. É verdade que neste momento ainda não estava previsto que Portugal estivesse nos mercados, mas estes processos devem ser graduais e não abruptos, nem estar sujeitos a calendários pré-estabelecidos, sob pena de se ficar na “mão dos credores” e ter-se que emitir a qualquer preço (para emissões a qualquer preço já temos as que foram realizadas no início de 2011!). Posto isto: se o BCE confia no processo de ajustamento português, para o qual tem contribuído enquanto membro da troika, então faz sentido apresentar-se nos mercados a comprar dívida portuguesa, colocando as yields em níveis que possam ser atrativos para as emissões. E diga-se que a intervenção no mercado de dívida português não é particularmente difícil, atendendo à sua reduzida liquidez.

18 . Ler e contar

26 Novembro 2012

Lágrimas de Sangue!
Sao_baptista@hotmail.com

Murros e pontapés na Assembleia Nacional de São Tomé
Em São Tomé, uma rixa entre deputados da oposição e do partido no poder obrigou a suspensão da sessão parlamentar, em resultado da tensão levantada com a moção de censura contra o governo. A plenária da Assembleia Nacional que tinha sido reunida para, entre outros temas, debater e aprovar o orçamento do próximo ano da instituição, acabou suspensa ainda no período prévio da ordem do dia. Fontes parlamentares disseram que os deputados do partido no poder, o partido de Acção Democrática Independente - ADI impediram um colega do Partido da Convergência Democrática – PCD – a fazer uma declaração política. Desde então os deputados envolveram-se em discussões com troca de acusações. Na impossibilidade de manter a ordem o presidente da Assembleia Nacional, Evaristo de Carvalho, decidiu abandonar o plenário logo depois de ter suspenso o encontro. A mesma fonte assegurou que foi a partir daquele momento que deputados do partido de Acção Democrática Independente – ADI – e do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe / Partido Social Democrata - MLSTP/PSD – se envolveram em luta, aos murros e pontapés. Os deputados atiraram igualmente copos de vidro contra os seus adversários políticos. De recordar que este incidente acontece um dia depois do anúncio pela oposição de uma moção de censura ao governo. Um grupo de deputados dos três partidos da oposição no parlamento acusa o governo de ADI de não cumprir as regras regimentais e convocou para a próxima Terça-feira o debate para aprovação de uma moção de censura.

Conceição Baptista

O Médio Oriente, mais concretamente a sofredora Palestina, constitui hoje o principal ponto das atenções do mundo inteiro, que assiste - quase impassível - ao maior grau de intensidade de sofrimento e opressão que vem atingindo o heróico povo palestiniano, produzido pelas acções de extermínio e ódio do opressor de muitos anos, e seus fiéis aliados. Facto é que a violência que se abate sobre o povo da Palestina deve ser, de momento, uma séria responsabilidade internacional. Como se pode conceber, que o mundo inteiro assista às mais desumanas atrocidades que sofrem milhares e milhares de crianças, sem se revoltar contra esse horrendo ataque aos direitos humanos? O povo palestiniano tem sido sacrificado pelo interesse de gananciosas prepotências, que “armados até aos dentes”, ao longo de muitos anos, têm invandido um país soberano, onde o seu povo tem lutado pela sobrevivência, pela vida e pela liberdade! Terra, que uns garantem ter-lhes sido “oferecida”! Terra, que outros, os que nela nascem, crescem e morrem, gerações atraz de gerações, se recusam a abandonar! Os grandes “senhores do poder” trocaram a paz pela guerra e assim muito sangue inocente se tem feito derramar, sobre a terra onde o povo palestiniano ama, vive, luta e morre pela sua liberdade. E eu, pergunto-me, como podem resistir essas crianças entre escombros, procurando comida, e os corpos da suas próprias familas, chorando lágrimas de sangue? Como pode haver tanto ódio e desumanidade neste mundo? Por onde anda a compaixão, a fraternidade e a solidariedade? Nenhuma criança deveria sofrer os horrores da fome, da opressão e da guerra! Nenhum povo deve morrer por defender a vida, os filhos e a sua terra! Tem sido muitas décadas de ressistência, de luta popular, contra a ocupação e a opressão. Muitos anos de prisões, de massacres e, apesar de todo esse sofrimento, o povo palestiniano resiste, luta e reconstroi, dia após dia, a sua soberania, a sua identidade e o seu direito a uma pátria! Como alguém já disse, “a situação da Palestina é uma afronta à humanidade e à Paz”! Em solidariedade por uma Palestina Livre!

Tanto o partido ADI que apenas goza de uma maioria relativa no parlamento, como o próprio governo, estão a defender a ida as urnas no caso da moção de censura vir a ser aprovada na próxima semana. No entender da direcção do ADI e do governo, a única fonte legítima do poder é o sufrágio universal expresso nas urnas, por isso não deve haver receios em organizar eleições antecipadas.

Recompensa Final
FOI há dias. Deixámos por aí, nestas mesmas colunas, uma crónica a que puzemos o nome de O VELHO E A MANTA. Talvez por isso, Gabriel Sousa – o velho amigo de muitas cavaqueiras – achou por bem entregar-nos os versos que a seguir deixamos. São, no fundo, gritos de alma, que vale a pena ler. Mesmo que altere o estilo que temos, neste Jornal, de não publicar Poesia. É nobre demais para entrar na vala comum das notícias e das notas parecidas. Gabriel Sousa merece que alteremos o nosso estilo de ser. E agradecemoslhe o ter feito chegar ao Jornal os seus versos. A história que vou contar Pertence ao grupo das reais Por isso a quero dedicar À memória dos meus pais É uma história muito antiga Que jamais a esquecerei No entanto ninguém diga Deste pão não comerei Numa certa freguesia Numa pobre água-furtada Com o seu filho vivia Um velho de idade avançada Enquanto o homem era novo Nunca possuiu riquezas Mas foi o exemplo do povo Lá daquelas redondezas Homem de respeito e brilho No campo ele trabalhava Entregando ao próprio filho O pouco que ele ganhava Mas quando a velhice chegou Começou a vida ao contrário Foi quando o velho deixou De entregar o seu salário Até mesmo os próprios netos De quem tinha amor e carinho Em troca dos seus afectos Já corriam com o velhinho O filho para acalmar Desavenças e arrelias Levou o pai para um lugar Para lá terminar seus dias Este lugar de solidão Que os velhos acabam sozinhos Eu faço uma comparação Com a casa dos velhinhos E quando ao sítio chegou Lugar húmido e sombrio Um manto ao pai entregou Para se agasalhar do frio E o pai então sem receio Duma navalha puxou E cortando o manto ao meio Em pranto de dor exclamou Meu filho, para aqui trouxeste O teu pai, teu bom amigo Deste manto que me deste Leva metade contigo Este manto partido em dois Não ofereças a ninguém Para teu filho depois Fazer-te o mesmo também Espero um dia que venhas Depois de velho para aqui E nessa altura tu tenhas Metade também para ti E o pai arrastando os pés Disse ao filho que lhe criou Já fui aquilo que tu és E serás aquilo que eu sou E como estamos envelhecendo O que é que nos espera? É o mesmo que estamos vendo Aos velhinhos da nossa era Mas devemos conformar Esquecendo os nossos cantinhos Porque o último vai parar Para a casa dos velhinhos Ainda nos resta um dever Embora a gente não possa Nossos filhos não vão perder Seus trabalhos por culpa nossa Seja a mãe, ou seja o pai Seja qualquer criatura Ao entrar de lá só sai A caminho da sepultura Se és bom filho, agora vai Buscar o teu maior amigo Para neste dia teu pai Passar juntinho contigo.

26 Novembro 2012

Ler e contar . 19

Angola é o terceiro país com mais acidentes rodoviários
*De Janeiro a Outubro deste ano Angola registou mais de catorze mil acidentes Catorze mil acidentes rodoviários, que causaram a morte de mais de três mil angolanos. De acordo com informações fornecidas pelo director nacional adjunto da Viação e Transito, subcomissário Conceição Gomes, Angola é o terceiro no ranking de países com mais acidentes rodoviários no mundo, só superado pelo Irão e Serra-Leoa. Segundo o subcomissário só de Janeiro a Outubro deste ano Angola registou mais de catorze mil acidentes rodoviários que causaram a morte de mais de três mil angolanos, ferindo outras catorze mil. Conceição Gomes destacou ainda que os acidentes nas estradas do país são a segunda causa de morte de pessoas, superada apenas pela malária, com uma média de 12 mortes por dia, com tendência a agravar na recta final de 2012. A pedagoga angolana Luísa Grilo diz que a sinistralidade rodoviária ceifa mais vidas humanas que a guerra em Angola já causou. “Isto é bastante alarmante se tivermos em conta a densidade populacional”.

Mozart morreu com um amigo
Fernando Cruz Gomes
A folhear os livros que ainda me deixam ter… deparo com uma data. 5 de Dezembro de 1791. Wolfgang Amadeus Mozart morria em Viena, Áustria. Talvez a fazer com que muitos dos seus confrades soltassem um suspiro de alívio. Não mais os incomodava com a classe musical que todos lhe conheciam e que os compêndios, hoje, consideram o mais genial compositor do século XVIII. Mozart foi enterrado, como indigente, em vala comum, sem uma simples placa a assinalar o seu nome. Durante anos a conviver com reis e rainhas, a tutear sábios de toda a Europa... nunca o dinheiro quis nada com ele. Ou melhor, dito de outra forma, nunca ele deixou que o dinheiro (que não sabia gerir) lhe tolhesse os movimentos. E para quem não tem dinheiro... a vala comum, pois claro. Um ano antes, a mulher abandonara-o. Uns meses depois, era a mãe . o outro amor, que ele quase adorava . caiu enferma. E ele, sempre sem dinheiro, foi vendendo partituras muitas a troco de dinheiro para os remédios. E quando a mãe se foi... já ele entendia que o seu próprio fim não estava longe. Fora-se embora o ser que ainda o prendia ao mundo. Caiu enfermo. Foi definhando. Morreu. Não houve toque de sinos nem lágrimas de pranto. Não houve requiem por quem tão bem os sabia compôr. A vala comum foi o destino. Quando a mulher soube da morte, ela que estava em Paris, entendeu que era chegada a hora de ir visitar a sua campa. Talvez prestar-lhe a derradeira homenagem. Em Viena, onde morrera, ninguém sabia nada dele. Ouviam-se, sim, muitas das suas obras, a que alguns até já chamavam suas. Ouviam-se, sim, as pequenas maravilhass que ele compuzera. Mas... mais nada. Que ele morrera indigente, sem vintém, fora decerto para um lugar qualquer na grande Viena de Austria. A mulher entendeu que deveria continuar a procurar. Foi para o cemitério local, a ver se descobria qualquer indício que lhe dissesse onde estava o marido. Um indício qualquer... que lhe pudesse dizer o local onde os seus restos mortais se ficavam. Um dia, em pleno Inverno .- o Inverno rigoroso de Viena – estava Constanze Webber a levar as últimas tentativas para descobrir o local onde Mozart fora sepultado. Era um inverno frio. Chuvoso. Íngreme para todos. E ela foi tentando, de campa em campa, olhando tudo e todos. Debalde. Nada dizia onde seria a última morada de Mozart. De repente, lá ao longe, vê um pequeno vulto. Enrodilhado, é o termo, por entre a terra batida. Enrodilhado e... morto, como a senhora viu logo a seguir, quando se aproximou. Um olhar mais arguto levou-a a conhecer o vulto. Levou-a, afinal, a voltar uns anos atrás. Era o cachorro querido do Wolfgang. Era o cão... que se finara por ali, na terra batida onde sepultaram o dono e amigo. No dia seguinte fez-se a exumação. Aquela era mesmo a cova onde ficara Mozart. Aquela era mesmo a vala comum onde o génio dos génios musicais desse tempo jazia. E o cão era mesmo o amigo inseparável de Mozart. Morrera com ele... o cão que não sabia nem queria viver sem o amigo. Hoje, na grande Viena, bem perto do local onde Mozart morreu... há um grande mausoléu, onde repousam, lado a lado, Wolfgang Mozart e o seu cão predilecto. É ali que os músicos deste tempo novo... vão visitar os dois. É ali onde os turistas deste tempo novo... passam e lembram a história do grande músico. De resto, há um ditado certo que diz que não há dinheiro algum que pague o abanar da cauda de um cachorro... Eu acredito. E você?

Quem gasta a crédito... vive sem honra nem mérito
António dos Santos Vicente
Este era um dos muitos adágios que se usavam a ouvir nas aldeias rurais pelas pessoas mais idóneas do lugar. Todos respeitavam o seu sentido! A maioria seguia as linhas e orientação desses ditos populares, como coisa preciosa e sagrada. Ninguém menosprezava estas realidades! Para todos os assuntos havia um axioma adequado ao objectivo em causa, tais como: “Quem come sem conto... vive sem honra! Quem o alheio veste... na praça o despe! Quem gasta o que não tem... a pedir vem! Fugir ao dever... que o pagar está certo! Quem dá o passo maior que a perna... pode cair na cisterna! Quem bem fizer a cama...nela se há de deitar! ” etc.... Estes são apenas alguns, adequados à crise que se vive em Portugal e em outros países em dificuldades. E, sem querer apontar o dedo a ninguém...talvez alguns destes males pudessem ter sido evitados...- ao pelo menos não tão severos - se as gerações actuais conhecessem e respeitassem um pouco destes rifões. As dificuldades vividas, pelos de hoje na terceira idade, foram uma aprendizagem protectora dos efeitos negativos das facilidades, sempre amadas e desejadas..., mas nem sempre famosas conselheiras! Essas dificuldades que todos detestamos sem qualquer afeição de agrado, são por vezes o tirocínio que nos preparam e ensinam a fugir dos grandes revés, que nos rodeiam e atuam quando menos se espera! A teoria destes ditos do povo eram úteis para uma boa formação geral do jovem, fazendo-o mais maduro e cauteloso, podendo fugir aos impulsos maléficos daqueles que o procuram para tirarem proveito da sua ingenuidade indefesa e ignorância. Mas nem todos estes avisos populares eram aceites com estima e agrado, tal como este aplicados às crianças, que diz: “quem despreza o trabalho do eu menino...ou é tolo ou não tem tino.” Este nunca me agradou! Certos pais, guiados nestas regras - não sei bem... se por exigência, se por necessidade - excediam alem

das capacidade dos filhos, aumentando-lhes a aspereza da sua criação, já tão difícil e penosa ! A miudagem, filhos dos mais pobres e humildes, logo pela manhã acompanhavam os pais para a labuta do campo; mesmo sem ainda poderem andar pelo próprio pé! A mãe por vezes, levava um ao colo, outro no ventre e outro pela mão, confundindo o bater do coração, se era o seu, do que ia ao colo, no ventre, ou o que a mão segurava! Foi assim, que tantos não tiveram tempo de serem crianças... crescendo sem uma oportunidade em obter a luz da instrução, nem tão pouco a felicidade de um brinquedo ofertado. Eram eles os autores dos seus entreténs, mas sem tempo de poderem brincar! Contudo, o brinquedo mais desejado e apetecido, era o naco de broa – às vezes já com bolor - sempre escasso e difícil! Foi isto e muito mais que se viveu no tempo da minha criação, onde logo ao nascer éramos matriculados na universidade da vida, afim de se aprender as dificuldades gerais. E foi assim que se formaram bons matemáticos, economistas, gestores, sem nunca conhecerem os bancos dum liceu ou universidade. Daqui saíram bons cidadãos, chefes de família, homens responsáveis e preparados para todas as eventualidades, sem receios da Troika FMI, ou mesmo as imposições da senhora Merkel! Neste mundo, não há nada mais real que a realidade...e a realidade é que o dinheiro não cai do Céu como o orvalho! É preciso trabalhar por ele! Não é menos verdade que não pode haver riqueza sem trabalho... nem direitos sem deveres! Não pode haver paz nem estabilidade na esfera do nosso mundo, enquanto continuar a haver políticos sem princípios, corruptos e sem respeito pelos demais! E o mal continuará, enquanto houver riquezas fáceis! Prazeres sem consciência! Educação sem carácter! Comércio desonesto! Religião sem sacrifícios! E ciência sem humanidade! Estes são alguns dos pecados sociais, que estão na base dos males que nos afectam... e causam o ódio, a fome, as guerras, as lágrimas, a dor e o pranto! Expresso a minha sincera solidariedade a quantos sofrem os efeitos desta crise, criada pela cegueira da ambição Que em breve seja estabilizada. Que dela algo possam aprender! Apelos aos capitães responsáveis desta embarcação humana, que nos possam conduzir ao porto da tranquilidade, onde haja mais amor, paz e igualdade social, igual à gentileza e amizade distribuída pelo Sol, sem nunca discrimina ninguém!

20 . Automobilismo

26 Novembro 2012
Paulo Alves – Carlos Moreira

GP da Coreia tem milhões de prejuízo

Antonio Felix da Costa,vence em Macau, e, acredita que a Formula 1,esta mais perto.
“A caminho da F1, nós acreditamos”, foi esta a faixa que esperava hoje no Aeroporto de Lisboa o piloto português António Félix da Costa, que foi recebido por largas dezenas de adeptos, família, amigos, imprensa, incluindo as TV. O piloto ficou bastante sensibilizado com a receção, e ainda mais quando se cantou o hino, o ‘tal’ que faltou em Macau. Foi uma grande festa, mais do que merecida por um piloto que desde que entrou para a família Red Bull, desatou a vencer a torto e a direito, alcançando pelo meio o feito histórico de vencer o GP de Macau. O cartaz que alguém em boa hora se lembrou de ‘fabricar’ diz tudo: “A caminho da F1, nós acreditamos”

De acordo com o comité de organização do Grande Prémio da Coreia de Fórmula 1, a edição de 2012 representou um prejuízo operacional de perto de 29 milhões de euros. O custo de suportar a realização de um Grande Prémio, com o pagamento ao detentor dos direitos comerciais e as garantias de organização de um evento «topo de gama», nunca foram, ao longo destes três anos, compensados pela afluência de público ou resultados comerciais com patrocinadores. Logo na primeira edição, quando se estreou o circuito de Yeongam, a Jaypee Sports e os parceiros promotores tiveram um prejuízo de quase 40 milhões de euros. No entanto, os organizadores do GP da Coreia, citados pela Reuters, dizem não estar preocupados com o futuro, pese embora a quantidade de notícias que encomenda o funeral à corrida coreana. «É difícil dizer que impacto isto vai ter no futuro. Embora seja preocupante o prejuízo, isto tem apenas um impacto no curto prazo», cita o take da agência de notícias, salientando que os organizadores não colocam a hipótese de acabar com o Grande Prémio que, de resto, está no calendário provisório de 2013, em outubro, como a 15ª prova. Quando foi criado, o circuito de Yeongam mereceu um contrato para a organização do Grande Prémio durante sete temporadas. «No longo prazo, o Grande Prémio trará muitos benefícios para o nosso país. Irá trilhar um caminho de sucesso para a indústria automóvel da Coreia e potenciar muitos outros tipos de indústria», concluem os organizadores. Há a esperança que o espaço onde está o circuito seja rapidamente rentabilizado. Construído em terrenos próximos do mar e de uma zona portuária, a pista está inserida no complexo Jaypee Sports, que terá, no futuro, várias instalações desportivas e de entretenimento. Do projeto inicial fazia parte a previsão de que nascesse toda uma nova cidade, com espaços habitacionais e comerciais, em torno do circuito. Até hoje, ainda nenhuma área habitacional contígua foi identificada.

Coca-Cola com a Lotus F1 em 2013
Os rumores circulavam há muito, mas agora surge a confirmação do regresso da Coca-Cola à Fórmula 1, com o Lotus, ainda que com uma das suas marcas, a Burn, que concorre diretamente com a Red Bull. O acordo tem a duração de várias temporadas: “Estamos orgulhosos que a Coca-Cola Company tenha escolhido a Lotus F1 Team como representante da marca ‘Burn’” , disse Eric Boullier, chefe da Equipe Britanica

Rali dos Patrocinadores’2012 em Valongo
A segunda edição do Rali dos Patrocinadores-Special Sponsor Day’2012 está agendada para o dia 8 de dezembro, num formato idêntico ao do ano passado, com um total de 15,86 km para cinco troços cronometrados, entre Alfena e Valongo, nos arredores do Porto, estando prevista a participação de um número relevante de pilotos, oriundos de diferentes campeonatos, incluindo o Nacional. Recorde-se que em 2011 o evento contou com as presenças de Armindo Araújo, Bernardo Sousa, José Pedro Fontes e Fernando Peres, entre outros.

E o Campeão é... SEBASTIAN VETTEL
O alemão Sebastian Vettel tornou-se ontem no mais jovem tricampeão mundial de Fórmula 1 e no terceiro piloto a conquistar três títulos consecutivos, após o Grande Prémio do Brasil, última prova do campeonato. Numa prova marcada por diversas incidências, entre as quais um quase comprometedor pião de Vettel (Red Bull) na primeira volta, o alemão conseguiu controlar a sua posição em relação ao espanhol Fernando Alonso (Ferrari) na fase final da corrida, disputada em condições muito difíceis devido à chuva, tendo a prova, que foi ganha pelo britânico Jenson Button (McLaren), terminado mesmo com o “safety car” em pista.

A organização daquele que será o último rali da temporada, num evento que visa permitir aos pilotos fazerem dos seus patrocinadores protagonistas, é uma iniciativa da VCW-Promoção e Organização de Eventos Desportivos e da Q&F, Ldª, em parceria com o Gondomar Automóvel Sport e o apoio institucional da Câmara Municipal de Valongo. O Rali dos Patrocinadores está inserido no Critérium Norte, admitindo pilotos não licenciados

na Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), sendo que os carros de competição têm que estar de acordo com, as regras de segurança estabelecidas pela entidade federativa (roll bar, extintores de incêndio, bacquets, cintos de segurança, etc.).

Aos 25 anos e 140 dias, Vettel segue assim na perseguição de recordes e imita agora o argentino Juan Manuel Fangio e o seu compatriota Michael Schumacher, os dois pilotos mais titulados da história, com Fangio a ter conquistado cinco cetros e o Schumacher sete. Depois de um primeiro e difícil título em 2010 e do “passeio” em 2011, em que conquistou o cetro a quatro provas do fim, Vettel voltou a precisar da última corrida para se sagrar campeão, tendo ontem voltado a ver o seu título perigar, mas no final da corrida acabou por festejar novo título, ao ser sexto, conseguindo terminar o campeonato com três pontos de vantagem para Alonso, segundo na prova brasileira.

26 Novembro 2012 Um “asset” real da comunidade

Comunidades . 21

Ecos de Portugal deram Arte em noite algo fria *Um novo CD vai agradar em cheio
Uma história também se pode fazer assim. Diferente. A começar do fim... para o princípio. Dando uma réstea de criatividade àquilo que já a tem por natureza. E que, empolgando tudo e todos, acaba por ser boa... para ser vista. Aos Jornais compete dizer “como foi”, entender “o que estava em jogo”, verificar que “tudo foi dado ao público que compareceu”. Antes, até talvez lhe competisse – aos Jornais, claro – chamar a atenção para o que se iria passar... E os “Ecos de Portugal” fez obra de truz. O maestro José Resendes está num ritmo que só pode acabar... quando ele acabar. Quando um dia se fizer a história desta comunidade que tem elementos que trazem a música nas veias, que a atiram diàriamente para o coração, ai o nome “Resendes” estará em foco. Tem de estar em foco. observa, para dizer que “valeu a pena... e vale sempre a pena vir cá”. Assim sendo, até onde vai o “Ecos de Portugal”, sim, até onde vai. “Até ao infinito... e infinito, neste caso, é até o mais longe possível, consoante a vontade e o valor que pomos em nós próprios, para agradar à nossa audiência. O que nós esperamos é mesmo ir até ao infinito”. que “adora cantar e tocar neste grupo e nós temos um grupo fantástico de jovens e mesmo os mais idosos são jovens de coração (obrigado, Sarinha!) e adoro cantar e tocar com eles, também”. Para ela, o “Ecos vai até onde puder ir... vai até onde vai a vontade e o coração da gente...” Pois... pois! Se pudéssemos anotar tudo o que, no fim, todos nos foram dizendo... chegavam à mesma conclusão. O “Ecos de Portugal” é grande. É um “asset” real desta comunidade que tem muito de bom. E o novo CD, como verão... é do melhor que se fez por cá... - CG

“Até ao infinito...”
E já agora, que fomos falando com a família Silva (o pai, Manuel, já estava quase a pegar no carro), a Sara, a Sarinha, foi-nos dizendo

É conhecido por Jack, mas também se pode chamar...
E, no sábado, no Ambiance Banquet Hall... aconteceu Arte. E mesmo sem estarmos presentes do princípio ao fim – que pena! – tínhamos por lá muitos e muitos repórteres, tanto como os que estiveram a assistir do princípio ao fim. Tantos como os que, já no fim – e nós só fomos ao fim – nos foram dizendo o que viram e ouviram. Viram Arte. Ouviram Arte.

Pioneiro!

Até onde vai o “Ecos”?
“Os Ecos... vão até ao fim. Quando acabar o eco... acabam as canções... acabam as músicas... já não se ouvem”. Ana Silva diznos isto, para dizer que o conjunto Ecos de Portugal – obra grandiosa do Maestro Resendes – está para ficar. Está para continuar a dar ao público aquela noite de maravilha e de encantamento. E mesmo o amigo Garcia – com quem falamos a toda a hora – foi-nos dizendo que gostou, que gostou “imenso”. “No fundo – é

O Jack pensou em mandar cabazes ... para aqueles que estão mais perto. Se não tiver tempo de andar por ai à procura da melhor prenda... Visite o Jack. Hoje como sempre, ele já pensou em si!

352 Oakwood Ave, Toronto, ON

(416) 651-1780
5 Different Holiday Baskets

ele quem o diz – recordei alguns músicos no tempo em que eu tocava também”. E todos nos foram falando. Da mestria do maestro. Da forma como dirige o grupo. Da maneira como tenta perscrutar, no nosso cancioneiro, e não só, o muito que há a apresentar para agrado de quantos ouvem. Falam-nos nisso. E falam-nos até na forma como a Maria Fernanda conseguiu fazer a apresentação de tudo aquilo. Com palavras de “quanto baste”, mas a fazerem a necessária ponte para as vozes e para os acordes musicais. Disseram-nos isto. Fizeram-nos a crónica de quem já chegou tarde. De quem, afinal, queria ir ver e assistir. Não contar como foi. A Rosa Maria é uma das meninas bonitas do conjunto. É solista em alguns temas. Agrada pela voz e pelo entusiasmo que empresta aos temas que interpreta. “Acho que correu tudo fantasticamente”,

PLATINUM - Includes 3 Bottles, Fine Champagne, Bottle of Vinho do Porto, Bottle of “Alentejana Reserve Wine”, also added Bottle of Portuguese Reserve Dão Wine. 1 Large Assortment of Swiss & Belgium Chocolates. Jack’s Homemade Customized Panetone’s, Italian pasta & Confectionery. GOLD - Includes 3 Bottles, Fine Champagne, Bottle of Vinho do Porto, Bottle of “Alentejana Reserve Wine”, also added Bottle of Portuguese Reserve Dão Wine. 1 Large Assortment of Swiss & Belgium Chocolates. SILVER - Includes Bottle of Vinho do Porto, Bottle of Portuguese Reserve Dão Wine. Jack’s Homemade Customized Panetone’s, assortment of Swiss & Belgium Chocolates. FAMILY BASKETS - Include all of the Above minus any Alcohol, included is a Fine Table Centerpiece SINGLE GIFT MUGS - (Specialized custom hand painted designs) included with a Chocolate Assortments. All arrangements can be custom made to fit any budget Qualquer arranjo pode ser personalizado para qualquer orçamento

22 . Passatempos

26 Novembro 2012

Gossip
Porcos são baleados e mortos para treino médico.
O exército britânico tem uma forma particular de treinar os seus cirurgiões para operarem em teatro de guerra. Durante o Verão, envia-os para um lugar na Dinamarca onde eles podem treinar em porcos que são baleados de propósito para esse fim. A notícia, que acaba de ser conhecida, está a indignar as organizações de protecção dos animais. Um porta-voz da PETA, notando que “a esmagadora maioria dos países da NATO não atinge a tiro, esfaqueia e desmembra animais em exercícios militares”, diz que a prática “não tem justificação médica, ética ou educacional”. Tipicamente, dezena e meia de porcos são anestesiados e marcados com o círculo característico do alvo nas suas barrigas. Largados no terreno, um grupo de três soldados dispara sobre eles, procurando atingir orgãos vitais mas sem os matar. É então que os cirurgiões intervêm. Ao fim de duas horas, os animais são mortos.

Horóscopo
Carneiro - 21-3 A 20-4 Touro - 21-4 A 20-5
Esta semana vai trazer maior harmonia e capacidade de entendimento. Aproveite e faça algo que lhe dê mesmo prazer. Semana de maior tranquilidade. Aproveite para resolver um assunto relacionado com a família, superiores ou empregados.

Gémeos - 21-5 A 20-6

Momento oportuno para a manifestação da sua sensibilidade, afecto e sentimentos.

Caranguejo - 21-6 A 20-7 Leão - 21-7 A 20-8

Período favorável a terminar um plano, bem como para se ocupar de assuntos administrativos. Contacte quem está longe.

Este semana traz-lhe mais energia e vitalidade. As relações com os outros, mulheres em particular, serão mais harmoniosas.

Virgem - 21-8 A 20-9

Sudoku
1 9 4 1 6 7 5 8 9 2 7 1 4 8 6 5 3 4 2 6 8 3 2 7 5 1 9 2 3 4

Palavras Cruzadas
1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
Horizontais Verticais
7 1 2 5 4

Esta semana vai sublinhar a sua imaginação. Verá ainda incrementada a sua capacidade para comunicar com os outros.

Balança - 21-9 A 20-10

2

3

4

5

6

7

8 9 10 11

Reorganizar a sua vida na área do trabalho e da saúde. Procure não racionalizar demasiado e não reprima as emoções.

Escorpião - 21-10 A 20-11 Sagitário - 21-11 A 20-12

Assuntos ligados ao romance ou à sexualidade podem causar-lhe alguma agitação emocional. Pode ter de cuidar de alguém carenciado.

Terá boas ideias para a concepção de um novo projecto. Aproveite as suas intuições para fazer um plano financeiro.

Capricórnio - 21-12 A 20-1 Aquário - 21-1 A 20-2 Peixes - 21-2 A 20-3

Qualquer excesso causado por um empolamento emocional, poder-lhe-á trazer consequências menos agradáveis.

Poderá assistir a atitudes inesperadas por parte de alguns familiares ou de pessoas do seu núcleo mais estreito de relações.

O seu sentido de amizade estará em evidência. O trabalho em equipa está na ordem do dia. 1-Capa sem mangas (pl.)/Sem cozedura; 2-Amedrontam; 3-Engenho/Braço de rio (inv.)/ Poeira; 4-Estrada entre casas/Hastear; 5-Amerício/Superf./Consoantes;
6-Grama(abrev)/Campeão/Utilize;

1-Adorno; 2-Bebida alcoólica/Saiu; 3-Pé dos animais/Dirigente; 4-Amarre/Atmosfera/Apelido; 5-Catedral/Céu/Nota musical/ Ama-seca; 6-Rarar/Porco; 7-Peneiras/Quadro; 8-Escassos/Grãos alimentícios das poáceas; 9-Numeral/Alguma/Nota mus.; 10-Transitais; 11-Almofariz (pl.);

Receita
Ingredientes (p/ 4 pax): -2 chocos médios -300 g de arroz -2 dentes de alho -1 pimento vermelho médio -1 cebola média -1 colher de sobre. de açafrão -8 dl de caldo de peixe -1,5 dl de azeite -sal e pimenta moída q.b. Confecção: Cortar o choco e o pimento em cubos. Picar a cebola e os alhos. Refogar o choco em azeite durante 4 min. Retirar da caçarola, temperar com sal e reservar. No mesmo azeite, refogar a cebola e

Sudoku

leia e divulgue o ABC

HORIZONTAIS 1- Paramento 2- Rum; Foi 3- Pata; Gestor 4- Ate; Ar; Sá 5- Sé; Ar; Dó; Bá 6- Rarear; Tó 7- Crivas; Tela 8- Raros; Arroz 9- Um; Uma; Si 10- Passais 11- Morteiros

8 6 9 5 4 2 1 3

8

4 5 3 6 2 9 7

3 9 7 8 1 4 5 6

VERTICAIS 1- Opas; Crua 2- Aterram 3- Arte; Ria; Pó 4- Rua; Arvorar 5- Am; Áreas; St 6- Gr; Ás; Use 7- Efe; Dr; Amai 8- Nosso; Trair 9- Titã; Ter; Só 10- Bolos 11- Broa; Azia

1 7 2 9 3 8 6 4

9 2 6 7 8 5 3 1

3 6 8 4 1 5 7 2 9

6 7 3 5 4 9 1 8 2

7

8 5 4 1 2 6 9
3

9 2 1 8 3 7 6 4 5

Arroz de Choco com Açafrão

Anedota

7-Letra/Doutor (abrev)/Adorai; 8-Que nos pertence/Atraiçoar; 9-Gigante/Possuir/Isolado; 10-Doces; 11-Pão de milho/Acidez (fig.);

Dois polícias estavam a fazer uma operação STOP quando passa um carro a mais de 180 km/h. Um polícia diz ao outro: - Não apreendemos a carta àquele tipo na semana passada? - Sim, é. Vamos apanhá-lo! Mais à frente, mandaram-no encostar e diz um dos polícias: - Bom dia, a carta de condução? E o tipo responde: - Mau, então perderam-na?

o alho, assim que a cebola ficar translúcida, juntar o pimento e refogar 4 min. em lume médio. Juntar o choco e deixar mais 2 min. Juntar o arroz, temperar com sal e pimenta e refogar. Juntar o açafrão e cobrir com caldo de peixe. Cozer 10 min. Retire do lume, deixe descansar 5 min. e sirva polvilhado c/salsa picada. Acompanhe com salada mista.

Palavras Cruzadas

26 Novembro 2012

As Cetonas das framboesas - Usos na Saúde

Coisas e loisas . 23 Clubes e Associações
CASA DO ALENTEJO – Quarta-feira, 28 de Novembro, Qualificação de talentos, a partir das 18 horas. CASA DOS AÇORES Sábado, 1 de Dezembro, Gala de Natal. Domingo, 9 de Dezembro, Natal das crianças. Informações, 416 603 2900. CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS DE MISSISSAUGA - Sábado, 1 de Dezembro, Jantar e baile do Sócio abrilhantado pelo conjunto Tabu. FIRST PORTUGUESE Domingo, 2 de Dezembro, Curso de Primeiros Socorros, das 9h00 às 15h00. Sexta-feira, 14 de Dezembro, Almoço de Natal Solidário, das 12h00 às 16h00. GRACIOSA COMMUNITY – Sábado, 8 Dezembro, Jantar com o conjunto Mexe-Mexe. Informações e reservas, tel. 416 656 6833. LUSO CANADIAN CHARITABLE SOCIETY Quinta-feira, 13 de Dezembro, sorteio das rifas para angariação de fundos a favor da associação, às 13h00. PENICHE COMMUNITY CLUB - Sexta-feira, 30 de Novembro, festa de encerramento da época desportiva. Jantar a realizar no Ambiance Banquet Hall (501 Alliance Ave), às 19h00. Informações, 416 536 7063. PORTUGUESE CULTURAL CLUB OF VAUGHAN Sábado, 1 de Dezembro, aniversário dos Ranchos Folclóricos. Actuação dos Ranchos, às 18h00. Jantar abrilhantado pelo Conjunto Mexe Mexe, às 19h00. Ambiance Banquet Hall (501 Alliance Ave.) Informações: 416-319-7545. RANCHO FOLCLÓRICO “AS TRICANAS” – Sábado, 1 de Dezembro, festa de angariação de fundos para a família Pacheco, que têm um filho com Leucemia. Casa da Madeira, com música pelo DJ Digital Dreams. Informações, 905-846-4690 .

António Custódio Barros (RNhP 7132) Tel. 416 533-8907

As framboesas são frutos de cor vermelha ou esbranquiçada, conhecidos desde há muito tempo com uso e apreciação na culinária. As folhas fazem um chá agradável que se pode misturar com a folha de amora com propriedades anti-oxidantes, anti-diarreicas e anti-catarrais, sobejamente conhecidas. Mas as framboesas (frutos) têm sido estudadas, devido a um extracto obtido de uma forma complexa a porção Cetónica, que é dotada de propriedades comprovadas. Quanto à sua acção no controle de apetite, a sua acção que contraria e ajuda a desfazer as células gordas (lipólise), e a sua acção termogénica (faz aquecimento), que também ajuda à perda de gordura corporal. Este assunto tem feito impacto, principalmente na América do Norte, através de apresentações em programas de televisão de conhecida popularidade, divulgando os benefícios deste produto. As cetonas da framboesa são desintoxicantes e diuréticas, a sua acção removedora de gordura não se limita apenas à gordura da pele mas também àquela que se localiza no interior do corpo, que lhe é prejudicial, protege o cérebro, o coração e o fígado. São igualmente beneficiadoras como anti-oxidantes e contam-se alguns estudos em como as cetonas das framboesas atacam e lutam contra os radicais livres e até contra determinadas fracções das células cancerígenas, mas neste ultimo caso muito mais estudos se devem realizar. Até para a semana.

Este espaço pode ser seu...
ligue seja qual for o seu anuncio... teremos muito gosto em ajudar...

416 995 9904

São muitas as vantagens do xarope Dizemos algumas
e Mostr io únc ste An e – Terá 20% nto Desco

NEERA

OFERTAS DE EMPREGO
-Técnicos licenciados e com experiência para companhia de aquecimento e ar-condicionado. 416-255-3200. -Senhoras para fazer limpeza em regime de part-time em Toronto. Contactar Mike. 416-418-2395. -Pessoal com alguma experiência em renovações. Contactar Paulo. 647-271-1727. -Empregado com carta de condução e alguma experiência em instalação de armários, para empresa em Mississauga. 905-542-0033. -Serralheiro com experiência em gradeamentos. 647-347-1072.

RECEITA ORIGINAL – O processo de fabrico continua a seguir a receita concebida pelo criador da Cura com sumo de Limão. * Mistura de dois tipos de seiva: seiva de palma (rica em potássio e sódio); seiva de ácer (rica em manganês e zinco); Seivas de Grau C – o grau mais rico em cálcio, zinco, manganês e ferro. * Tecnologia de “Hot-Filling”, embalada a quente, não necessitando de conservantes. Sem aditivos químicos – 100% natural, sem corantes nem conservantes.

O Xarope de NEERA permite:
Desintoxicar •Acção drenante •Acção diurética •Acção anti-toxinas Reduzir eficazmente o peso •Acção Lipolítica •Acção anti-gorduras localizadas Reduzir o volume e ventre mais liso •Acção anti-Retenção de Líquidos •Acção Anti-celulítica

Promover Bem-Estar

* Acção Auto-Regenerante * Acção de Auto-regulação * Acção estimulante * Acção tonificante * Obtenção de um aspecto mais juvenil * Obtenção de maior elasticidade do corpo
Esta dieta não se destina apenas ao emagrecimento mas também para desintoxicar o organismo promovendo o seu bem-estar. A cura com xarope NEERA e sumo de limão é um meio eficaz para desintoxicar o organismo se for feito de acordo com as instruções correctas (aconselhamos a leitura do livro “A cura com sumo de limão”, de K.A.Beyer) e com os ingredientes apropriados. Verificou-se em vários casos que uma alteração de um ingrediente pode provocar efeitos indesejáveis. O uso de produtos de imitação (por vezes contendo conservantes e/ ou aditivos) pode ser prejudicial para esta dieta.

Disponível, a partir de 1 de Janeiro de 2013, na zona da Dundas e Ossington. Informações pelo telefone 416 5344114. Se vive no Brasil e tenciona visitar o Canada, contate-nos. Temos seu quarto mobiliado. email portugalmix1@hotmail.com

Apartamento para alugar

3-5 years experience as a Framer Carpenter. $27 hr/plus vacation pay 10%. Basic English required/ Portuguese speaking for conversation with coworkers. 14 calendar days. Portugalia Carpentry Inc., 416 677 9166.

Help wanted

1227 Dundas St. W. Toronto, M6J 1X6 Email: ervanaria@bam-internacional.com www.florauniversal.com

FLORA UNIVERSAL /Lagoa Azul

FACTO - Peixe é incrivelmente bom para nossa saúde. Rico em nutrientes, os vários benefícios mostraram ser extremamente benéficos para nossa saúde e bem estar em geral. Escolha ter peixe a sua mesa pelo menos 4 dias por semana. Seu corpo vai agradecer.

PARA ENCONTRAR PEIXE MAIS FRESCO... SOMENTE NO MAR.