Instituição Credenciada pelo MEC – Portaria 4.385/05

Unis - MG Centro Universitário do Sul de Minas Unidade de Gestão de Pós-graduação – GEPÓS Av. Cel. José Alves, 256 - Vila Pinto Varginha - MG - 37010-540

Mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas – FEPESMIG Varginha/MG

Todos os direitos desta edição reservados ao Unis-MG. É proibida a duplicação ou reprodução deste volume, ou parte do mesmo, sob qualquer meio, sem autorização expressa do Unis-MG.

2

ALVES, Alessandro Ferreira Guia de Estudo – Fundamentos da Educação – Administração Financeira E Orçamentária. Varginha: GEPOS- UNIS/MG, 2010. 52 p. 4. Séries de Pagamentos e Primeiros Indicadores para Caracterização da Viabilidade Econômica de Projetos Empresariais. I. Título.

3

Reitor Prof. Ms. Stefano Barra Gazzola
Ace sso aos da dos

Gestão de Pós-graduação Prof. Ms. Guaracy Silva

Design Instrucional e Diagramação Prof. Celso Augusto dos Santos Gomes Rogério Martins Soares

Núcleo Pedagógico Profª. Ms. Terezinha Nunes Gomes Garcia Profª. Drª. Gleicione Aparecida Dias Bagne de Souza

Revisão Ortográfica / Gramatical Gisele Silva Ferreira

Autor

Alessandro Ferreira Alves
Possui graduação em Matemática pela Universidade Federal de Uberlândia (1996) e Mestrado em Matemática Pura pela Universidade Estadual de Campinas: UNICAMP (1999). Atualmente está em fase final de co Curso de Doutorado também pela UNICAMP, no Departamento de Telemática da FEEC - Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação, com previsão de término para o primeiro semestre de 2011. Atua como professor titular no Centro Universitário do Sul de Minas: UNIS-MG, desde o ano de 2001, como professor em diversos Cursos de Graduação, bem como Pós-graduação, nas Modalidades Presencial (GEDUP) e a Distância (GEaD). Além disso, é Coordenador do Curso de Licenciatura Plena em Matemática na Modalidade a distância desde o segundo semestre de 2007, bem como, coordenador dos cursos de Pós-graduação MBA em Finanças Corporativas (GEDUP) desde 2007 e MBA em Gestão Empresarial (GEaD) desde o ano de 2008, do Centro Universitário do Sul de Minas Gerais: UNIS-MG. Além do mais, coordenou os cursos de Pós-graduação em Matemática Empresarial (turmas 2004, 2005 e 2006) e Matemática e Ensino (turmas 2002 e 2003). Atua como professor titular de disciplinas em diversos cursos, como por exemplo, Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia Civil, Matemática, Física, Comércio Exterior, Sistemas de Informação e Ciência da Computação, relacionadas à Matemática, Estatística e Computação. Além disso, atua como professor nos Cursos de Pós-graduação do UNIS-MG: MBA em Finanças Corporativas, MBA em Gestão Estratégica e Inteligência em Negócios, MBA em Gestão Empresarial, MBA em Gestão de TI, MBA em Logística Empresarial e Pós-graduação em Qualidade e Produtividade, nas disciplinas de Matemática Financeira, Métodos Quantitativos, Engenharia Econômica, Simulação de Sistemas Gerenciais e Estatística Aplicada.. 4

ÍCONES
REALIZE. Determina a existência de atividade a ser realizada. Este ícone indica que há um exercício, uma tarefa ou uma prática para ser realizada. Fique atento a ele.

PESQUISE. Indica a exigência de pesquisa a ser realizada na busca por mais informação.

PENSE. Indica que você deve refletir sobre o assunto abordado para responder a um questionamento.

CONCLUSÃO. Todas as conclusões, sejam de ideias, partes ou unidades do curso virão precedidas desse ícone.

IMPORTANTE. Aponta uma observação significativa. Pode ser encarado como um sinal de alerta que o orienta para prestar atenção à informação indicada.

HIPERLINK. Indica um link (ligação), seja ele para outra página do módulo impresso ou endereço de Internet.

EXEMPLO. Esse ícone será usado sempre que houver necessidade de exemplificar um caso, uma situação ou conceito que está sendo descrito ou estudado.

SUGESTÃO DE LEITURA. Indica textos de referência utilizados no curso e também faz sugestões para leitura complementar.

APLICAÇÃO PROFISSIONAL. Indica uma aplicação prática de uso profissional ligada ao que está sendo estudado.

CHECKLIST ou PROCEDIMENTO. Indica um conjunto de ações para fins de verificação de uma rotina ou um procedimento (passo a passo) para a realização de uma tarefa.

SAIBA MAIS. Apresenta informações adicionais sobre o tema abordado de forma a possibilitar a obtenção de novas informações ao que já foi referenciado.

REVENDO. Indica a necessidade de rever conceitos estudados anteriormente.

5

.......... 9 4.. <N j > e <NPV> ... 9 4..1 Valor Presente Líquido (VPL ou NPV) ...................................7 Série de Pagamentos Variáveis Postecipadas .......................................... 13 4.... <CF j >..............................................................8 Valor Presente de uma série de pagamento variáveis usando as teclas < CF 0 >....................................................................................................................................................................2 Elementos Básicos das Séries de Pagamentos ............................................................................................................................................................................................... 52 6 . 8 OBJETIVOS DA UNIDADE .................................6 Comparação entre as Séries de Pagamentos Iguais Postecipadas e Série de Pagamentos Iguais Antgecipadas ................................................................................................... 35 4................................ 23 4................. 41 4..........................................................4 Série de Pagamentos Iguais Postecipadas ............................................ 51 4........................................................................................................1 Introdução ................................................ 8 4............................................................................................................................................................................ 51 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ..................10 Resumo da Unidade ..................... 18 4.....................................3 Taxa Mínima de Atratividade (TMA) .......2 Taxa Interna de Retorno (TIR ou IRR) .......................................9..................................................11 Diretrizes sobre a próxima Unidade ......................... 32 4.................. 24 4.......3 Classificação das Séries de Pagamentos .................................................5 Série de Pagamentos Iguais Antecipadas ........................................................ 10 4......................................Sumário EMENTA ..................9 Introdução aos Indicadores Financeiros para Análise de Projetos Empresariais .................9........ Séries de Pagamentos e Primeiros Indicadores para Caracterização da Viabilidade Econômica de Projetos Empresariais ................... 47 4.................................................................... 8 PRÉ-REQUISITOS ...................................................................................... 12 4........................................................................................................................ 7 META ................................................................ 36 4..9........................................................................................................................................................

Equivalência de Fluxos de Caixa. 7 . Séries de Pagamentos.Administração Financeira E Orçamentária EMENTA Regimes de Capitalização. Sistemas de Amortização. Fluxos de Caixa e Inflação. Métodos de Análise de Investimentos. Valor Presente Líquido e Taxa Interna de Retorno.

você seja capaz de: Reconhecer a importância da matemática financeira para a tomada de decisão em problemas de finanças em geral. Interpretar e aplicar a noção de taxa mínima de atratividade na resolução de problemas simulados. apresentamos a resolução de diversas aplicações que ocorrem no dia-a-dia envolvendo os aspectos teóricos citados anteriormente na calculadora hp 12c. OBJETIVOS DA UNIDADE Esperamos que. classificação e métodos de resolução de problemas que envolvem as séries de pagamentos ou anuidades. Estar plenamente familiarizado com a implementação dos conceitos discutidos anteriormente na hp 12c. Analisar a viabilidade econômica de projetos empresariais via os indicadores: valor presente líquido e taxa interna de retorno. Classificar sem dificuldades uma série de pagamentos de acordo com os diversos critérios de classificação. além disso. após o estudo do conteúdo desta unidade. é importante você relembrar alguns tópicos discutidos na parte de Matemática Elementar (Fundamentos de Matemática). o valor presente líquido. bem como apresentamos uma introdução com relação aos indicadores financeiros para a caracterização da viabilidade econômica de projetos empresariais. Interpretar e aplicar o conceito de taxa interna de retorno na resolução de problemas simulados . PRÉ-REQUISITOS Em verdade. Interpretar e aplicar a teoria das séries de pagamentos na resolução de problemas simulados . 8 . taxa interna de retorno e taxa mínima de atratividade. Além disso. esta Unidade constitui uma aplicação dos conceitos discutidos nas Unidades anteriores do nosso guia de estudos. para se ter um bom aproveitamento desta unidade.Administração Financeira E Orçamentária META Nesta quarta Unidade é de nosso interesse apresentar os conceitos. tais como. Interpretar e aplicar o conceito de valor presente líquido na resolução de problemas simulados . Resolver diversas aplicações cotidianas envolvendo os tópicos discutidos anteriormente.

e nós consumidores estamos aptos a comprar. ou seja. No Brasil. e freqüentemente ocorre por impulso. Mas nem sempre o consumo é racional. principalmente importados. Empresas querem vender Consumidores desejam comprar Muitas vezes compramos de forma irracional Figura 01: A real necessidade de comprarmos algum bem ou serviço. a compra financiada (ou a prazo) é uma questão relacionada à nossa cultura e fortemente enraizada.1 Introdução Poderíamos iniciar tal Unidade com a seguinte indagação: Por que devemos estudar as Séries de Pagamentos ou Anuidades? A resposta é bem simples e direta. no início da década de 90. As empresas estão ansiosas para vender seus produtos e serviços.Administração Financeira E Orçamentária Séries de Pagamentos e Primeiros Indicadores para 4. Desde o começo da abertura econômica. com base nas reais necessidades do indivíduo. as pessoas devem se valer do salutar hábito de pesquisar antes de comprar qualquer tipo de produto e/ou serviço. Séries de Pagamentos e Primeiros Indicadores para Caracterização da Viabilidade Econômica de Caracterização da Viabilidade Econômica de Projetos Projetos Empresariais Empresariais 4. seja qual for o produto ou serviço. 9 . Conseqüentemente. o brasileiro tem tido acesso a grande variedade de produtos.

As operações com cartão de crédito estão se tornando cada vez mais populares. que estão presentes na teoria envolvendo Séries de Pagamentos ou Anuidades. Por esse motivo.Administração Financeira E Orçamentária Num contexto na qual a taxa básica de juros é consideravelmente alta. A taxa básica é a SELIC. 4. divulgada periodicamente pelo Banco Central do Brasil. para uma perfeita interpretação do contexto a ser trabalhado nas aplicações cotidianas. Taxas Elevadas Inadimplência . é de fundamental importância a introdução de alguns conceitos fundamentais e bastante simples. é bom que algumas regras básicas de utilização sejam seguidas e que alguns cálculos sejam realizados em caso de inadimplência. Desta maneira.2 Elementos Básicos das Séries de Pagamentos Inicialmente. a compra parcelada geralmente tem juros embutidos e pode sair mais cara do que deveria para o consumidor.Cuidado ao comprar! Compras longo prazo a Figura 02: O processo de compras em linhas gerais. 10 . nesta Unidade mostramos certos tipos de financiamento que são estruturados e quais os aspectos o consumidor deve levar em consideração na hora de executar determinada compra.

soma esta realizada para uma mesma data e à mesma taxa de juros compostos. Analogamente. de investimentos empresariais. um Fluxo de Caixa (DFC) representa uma Série de Pagamentos ou de Recebimentos que devem ocorrer em determinados intervalos de tempo. É bastante comum defrontarmo-nos com operações financeiras que representaremos por um fluxo de caixa. Abaixo. definimos de forma bastante simples e direta cada um dos elementos citados acima: Série de Pagamentos ou Recebimentos. o Montante ou Valor Futuro de uma Série de Pagamentos ou Anuidades nada mais é do que a soma dos montantes ou valores futuros dos seus termos. temos os fluxos de pagamentos/recebimentos de prestações. empréstimos e financiamentos de diferentes tipos envolvendo uma seqüência de desembolsos de caixa. 11 . etc. Como já vimos anteriormente. O intervalo de tempo entre dois períodos é denominado de Período. oriundas de compras a prazo. considerando uma mesma data e uma mesma taxa de juros compostos. será chamado de Termo da Série ou Termo da Anuidade. de dividendos. O Valor Atual ou Valor Presente de uma Série de Pagamentos ou Anuidades é a soma dos valores atuais dos seus termos. referidos a uma mesma taxa de juros compostos. Cada um destes pagamentos ou recebimentos. Analogamente.Administração Financeira E Orçamentária Série de Pagamentos ou Anuidades Termo da Série ou Termo da Anuidade Período Valor Atual ou Valor Presente da Série Montante ou Valor Futuro da Série Figura 03: Elementos básicos das séries de pagamentos. Por exemplo. e a soma dos períodos define a Duração da Série de Pagamentos ou Anuidades. Série de Prestações ou Anuidade: é toda seqüência finita ou infinita de Pagamentos ou Recebimentos em datas previamente estipuladas.

que é o caso dos aluguéis e das operações de arrendamento mercantil. Quanto ao Número de Termos Quanto à Natureza dos seus Termos Quanto ao Intervalo entre seus Termos Quanto ao Vencimento de seus Termos Quanto à ocorrência do Primeiro Termo Figura 04: Critérios de classificação. 12 . Não Uniforme (ou Variável): quando os termos forem diferentes. Antecipada: quando os termos ocorrerem no início de cada período. que são listados logo abaixo. pode ocorrer também o caso em que se tem o pagamento pelo uso. Quanto ao Vencimento de seus termos: Postecipada (ou Vencida): quando os termos ocorrerem ao final de cada período. Quanto á Natureza dos seus termos: Uniforme: quando todos os termos forem iguais. Não-periódica: quando o intervalo de tempo entre dois termos sucessivos não for constante.Administração Financeira E Orçamentária Além disso. 4.3 Classificação das Séries de Pagamentos Uma Série de Pagamentos ou Anuidades é classificada de acordo com alguns critérios. Quanto ao Número de termos: Finita: quando existir a última prestação. Quanto ao Intervalo entre seus termos: Periódica: quando o intervalo de tempo entre dois termos sucessivos for constante. Infinita (ou Perpétua): quando não existir a última prestação. sem que haja amortização.

etc. n e FV). FV = valor futuro ou montante. trimestre. a este prazo damos o nome de prazo de diferimento ou prazo de carência. valor atual. 13 . coerente com a unidade de tempo (mês. n = número de pagamentos ou recebimentos. possui as seguintes características principais: Os pagamentos são periódicos e sem diferimento. Cada termo da série de pagamentos ou recebimentos iguais será representado por PMT (veja a tecla na HP 12C). ou seja: PV = valor presente.4 Série de Pagamentos Iguais Postecipadas Primeiramente. número de períodos (coincidentes com o número de prestações) referentes à unidade de tempo da taxa. capital inicial ou principal. O primeiro termo ocorre ao final do primeiro período. temos as seguintes duas situações: AMORTIZAÇÃO1 PV 0 1 2 3 4 n –1 n PMT PMT PMT PMT PMT PMT Figura 05: O DFC relacionado a amortização na série de pagamentos iguais postecipadas. as demais variáveis serão representadas pelos símbolos já conhecidos (PV.Administração Financeira E Orçamentária Quanto à Ocorrência do primeiro termo: Diferida: quando o primeiro termo só ocorrer após alguns períodos. Os termos ocorrem ao final dos períodos.). salientamos que uma Série de Pagamentos Iguais com Termos Vencidos. constantes ou não. i = taxa de juros compostos. 1 Por amortização entendemos a ação de saldar uma dívida por meio de parcelas periódicas. Geometricamente. i. O intervalo de tempo entre cada termo é constante. Os termos são iguais. 4.

n (1 i) x i De outra forma. na amortização. para uma série de pagamentos iguais.Administração Financeira E Orçamentária Sendo assim. onde se lê: “ a n-cantoneira i”. internacionalmente por 14 . a partir da análise do DFC acima. é obtido diretamente pela expressão: (1 i) n x i PMT = PV x (1 i) n 1 Onde (1 i) n x i é o fator de recuperação de capital. na amortização. o Valor Presente (PV) é obtido diretamente pela expressão: (1 i) n 1 PV = PMT x (1 i) n x i (1 i) n 1 Onde é o fator de valor atual2. o valor de PMT. para uma série de (1 i) n 1 pagamentos iguais. CAPITALIZAÇÃO FV n–1 0 1 2 3 4 n PMT PMT PMT PMT PMT PMT Figura 06: O DFC relacionado a amortização na série de pagamentos iguais postecipadas. 2 (1 i) n 1 A expressão é também conhecida por fator de correção da amortização e é representada (1 i) n x i .

para uma série de i pagamentos iguais. Qual o preço à vista desse produto? Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: 3 A expressão (1 i)n 1 é internacionalmente conhecida por i . a partir da análise do DFC acima. De outra forma. o Valor Futuro (FV) é obtido diretamente pela expressão: FV = PMT x (1 i)n 1 i Onde (1 i)n 1 é o fator de acumulação de capital3. situações que podem aparecer naturalmente no cotidiano. na capitalização.Administração Financeira E Orçamentária Sendo assim. 15 .30. A taxa de juros de crédito para a compra no hipermercado é de 6. na capitalização.5% ao mês. é obtido diretamente pela expressão: PMT = FV x i (1 i) n 1 Onde iguais. sendo a primeira. paga 30 dias após a compra. Um hipermercado vende certo produto em 6 prestações mensais iguais de R$ 72. o valor de PMT. em que se lê: “S n-cantoneira i”. i é o fator de formação de capital para uma série de pagamentos (1 i) n 1 Abaixo listamos alguns exemplos que ilustram a aplicação das séreis de pagamentos iguais postecipadas.

00 8.000. Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> Visor 0.3000.5 <i> 6.95 Valor da prestação mensal 16 . A empresa opera com a taxa de 8% ao mês e concedeu um empréstimo no valor de R$ 3.01 Preço à vista da mercadoria Suponha que você seja o gerente responsável de uma empresa na área de empréstimos pessoais. a primeira vencendo em 30 dias.00 Observação Limpa os registradores 8 <i> Insere a taxa mensal 6 <n> 6. Calcular o valor da prestação mensal.50 Insere a taxa mensal de juros 72.00 Insere o empréstimo valor do <PMT> 648.00 Insere o número prestações mensais de 6.30 <CHS> <PMT> – 72.30 Valor da prestação mensal <PV> 350.Administração Financeira E Orçamentária Teclas <f> <REG> Visor 0.00 Observação Limpa os registradores 6 <n> 6. a ser amortizado em 6 prestações mensais iguais.00.00 Insere o número prestações mensais de 3000 <CHS> <PV> .

6.Administração Financeira E Orçamentária Um cliente da sua empresa na área de empréstimos pessoais.00 daqui a 10 meses.00 Insere o número prestações mensais de 1. Quanto deverá depositar mensalmente em uma instituição financeira que rende 1. durante 8 meses.00 ao final de cada mês.57 <i> 1.197.96 Valor do Montante A sua pequena empresa irá necessitar de R$ 6.00 Insere o número depósitos mensais de 17 .35% ao mês de juros para obter tal objetivo? Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> Visor 0.00 Insere o depósito mensal <FV> 2.000. Quanto a sua empresa terá na data do último depósito? Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> Visor 0.000.57% ao mês. deposita a quantia de R$ 260.57 Insere a taxa mensal 260 <CHS> <PMT> .00 Observação Limpa os registradores 6000 <CHS> <FV> . a uma taxa de 1.00 Insere o Montante 10 <n> 10.00 Observação Limpa os registradores 8 <n> 8.260.

000.75 Insere a taxa mensal <n> 9.017. Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas Visor 0.99.00 Observação Limpa os registradores <f> <REG> 7000 <CHS> <PV> .7. determinar o número de prestações mensais.00 Número Mensais de Prestações 4.75 <i> 5.00 Insere o empréstimo valor do 10117. 18 . Sabendo-se que a taxa contratada pela instituição financeira é de 5.00.Administração Financeira E Orçamentária Teclas 1. no valor de R$ 1. iguais e consecutivas. Os termos ocorrem no início dos períodos.99 <PMT> 1.017.75% ao mês e que a primeira prestação vence um mês após a data da operação. que deve ser liquidado em prestações mensais.000.5 Série de Pagamentos Iguais Antecipadas Uma Série de Pagamentos Iguais com Termos Antecipados possui as seguintes características principais: Os pagamentos são periódicos e sem diferimento.35 Observação Insere a taxa mensal <PMT> 564.99 Insere o valor da prestação 5. Os termos são iguais.35 <i> Visor 1.45 Valor do depósito mensal A empresa que você trabalha como consultor de vendas realiza um empréstimo bancário de R$ 7.

temos as seguintes duas situações: AMORTIZAÇÃO PV 0 1 2 3 4 n–1 n PMT PMT PMT PMT PMT PMT Figura 07: O DFC relacionado a amortização na série de pagamentos iguais antecipadas. a partir da análise do DFC acima. Sendo assim. Geometricamente. a primeira prestação é paga ou recebida na data do contrato do empréstimo ou financiamento. o Valor Presente (PV) é obtido diretamente pela expressão: PV = PMT x (1 + i) x (1 i) n 1 (1 i) n x i Além disso. na amortização. o valor de PMT é dado por: PMT = PV (1 i ) n 1 (1 i ) x (1 i ) n x i 19 .Administração Financeira E Orçamentária - O primeiro termo ocorre no início do primeiro período.

ou seja. que significa “início”. pagamentos ou recebimentos feitos no início do período. na capitalização. você nada fará. Sendo assim.Administração Financeira E Orçamentária CAPITALIZAÇÃO FV 0 1 2 3 4 n–1 n PMT PMT PMT PMT PMT PMT Figura 08: O DFC relacionado a capitalização na série de pagamentos iguais antecipadas. pressione as funções <g> <BEG> e aparecerá no visor a palavra BEGIN. considerando pagamentos ou recebimentos postecipados. o Valor Futuro (FV) é obtido diretamente pela expressão: FV = PMT x (1 + i) x (1 i)n 1 i O valor de PMT é dado por: PMT = FV (1 i ) n 1 (1 i ) x i Importante! Para resolvermos numericamente na HP 12C devemos proceder como segue: 1) Para trabalharmos com série de pagamentos ou recebimentos antecipados. 2) Para a série de pagamentos ou recebimentos postecipados. ou seja. o que indica que a calculadora resolverá o problema. Para retirar essa instrução. a partir da análise do DFC acima. basta pressionar as funções <g> <END>. 20 .

Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: 21 .00 BEGIN Introduz o número pagamentos mensais de 6.00. adquirido em 3 prestações iguais. qual o valor da prestação mensal.Administração Financeira E Orçamentária Vejamos alguns exemplos que ilustram a aplicabilidade das séries de pagamentos iguais antecipadas em situações do dia-a-dia. sendo.350. no valor de R$33.00 BEGIN Introduz o valor pagamentos iguais dos <PV> 94. paga hoje. a primeira.00 BEGIN Para resolver problemas com pagamentos antecipados 3 <n> 3. Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> Visor 0.25 <i> 6. Pede-se para determinar o preço à vista deste equipamento. A primeira prestação será paga na data da compra e a taxa de juros da fábrica é de 6. iguais e sucessivas.00 Observação Limpa os registradores <g> <BEG> 0. mensais e sucessivas.280.21 BEGIN Preço à vista equipamento deste O preço à vista de um componente eletrônico é R$1.25% ao mês. Sabendo-se que a fábrica opera com uma taxa de juros de 7% ao mês.082.25 BEGIN Introduz a taxa mensal 33280 <CHS> <PMT> – 33. Uma empresa na área alimentícia adquire um equipamento de empacotamento.280.00 ou está sendo negociado em 6 prestações mensais.

31 BEGIN Insere a taxa mensal 850 <CHS> <PMT> <FV> – 850.00.00 BEGIN Introduz a taxa mensal <PMT> 264.00 Observação Limpa os registradores <g> <BEG> 0.31 <i> 1.31% ao mês. sendo o primeiro depósito realizado na data de hoje. iguais e sucessivos.70 BEGIN Valor da prestação mensal Sua empresa realiza 15 depósitos mensais. Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> Visor 0.00 BEGIN Para resolver problemas com pagamentos antecipados 15 <n> 15.Administração Financeira E Orçamentária Teclas <f> <REG> Visor 0.850. no valor de R$7.00 Observação Limpa os registradores <g> <BEG> 0.00 BEGIN Insere o prazo em meses 1.00 BEGIN 14.00 BEGIN Insere o prestações número de 7 <i> 7.00 BEGIN Para resolver problemas com pagamentos antecipados 1350 <CHS> <PV> – 1.00 BEGIN Preço à vista 6 <n> 6.48 BEGIN Valor do depósito Valor do Montante 22 .171. à taxa de 1.350. Pede-se para determinar o montante desta operação.

5. 23 .7 <i> 1. gerou um montante de R$15.70 BEGIN Introduz a taxa mensal <PMT> 254.00.400. Quadro 01: Quadro comparativo entre as séries postecipadas e antecipadas com termos iguais.400.00 Observação Limpa os registradores <g> <BEG> 0. Os termos são iguais. iguais e sucessivas. Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> Visor 0. colocamos de forma concisa as principais características envolvendo os dois tipos de séries discutidas anteriormente.00 BEGIN Para resolver problemas com pagamentos antecipados 5400 <CHS> <PV> . Postecipada com Termos Iguais Antecipada com Termos Iguais Os pagamentos são periódicos e Os pagamentos são sem diferimento. calcular o valor de cada aplicação.6 Comparação entre as Séries de Pagamentos Iguais Postecipadas e Série de Pagamentos Iguais Antgecipadas Aqui.7% ao mês e que a primeira parcela é aplicada hoje. Sabendo-se que a taxa de juros da operação foi de 1.00 BEGIN Insere o número de parcelas mensais 1. Os termos são iguais.63 BEGIN Valor de cada aplicação 4.00 BEGIN Insere o Montante 18 <n> 18. periódicos e sem diferimento.Administração Financeira E Orçamentária A aplicação realizada pela sua empresa de 18 parcelas mensais.

PV = PMT x Postecipada com Termos Iguais (1 i) n 1 (1 i) n x i Amortização (1 i) n x i PMT = PV x (1 i) n 1 PV = PMT x (1 + i) x (1 i) n 1 (1 i) n x i PMT = PV (1 i ) n 1 (1 i ) x (1 i ) n x i FV = PMT x Capitalização PMT = FV x (1 i)n 1 i i (1 i) n 1 FV = PMT x (1 + i) x (1 i)n 1 i PMT = FV (1 i ) n 1 (1 i ) x i Implementação De forma direta Utilizamos a tecla BEG 4. capitalizando o valor presente para a data futura desejada. início do primeiro período. Os termos ocorrem ao final dos O primeiro termo ocorre no períodos. Geometricamente.7 Série de Pagamentos Variáveis Postecipadas Neste caso. a primeira prestação é paga ou O primeiro termo ocorre ao recebida na data do contrato final do primeiro período. do empréstimo ou financiamento. temos a seguinte situação: 24 . dos períodos.Administração Financeira E Orçamentária Características Principais Antecipada com Termos Iguais O intervalo de tempo entre cada Os termos ocorrem no início termo é constante. enquanto o Valor Futuro pode ser determinado pelo somatório dos montantes de cada termo ou. o Valor Presente é calculado pela soma dos valores atualizados de cada um de seus termos a uma mesma taxa i.

25 .. o Valor Futuro é dado pela seguinte expressão: FV = PMT 1 x (1 + i) n 1 + PMT 2 x (1 + i) n 2 + .. + PMT n Ou seja.. O Valor Presente é obtido pela expressão Matemática: PV = PMT1 1 i PMT2 (1 i) 2 PMT3 (1 i)3 . que aparecem comumente em diversas situações cotidianas.. PMTn (1 i ) n Além disso.Administração Financeira E Orçamentária PV 1 n 2 3 n–1 PMT 1 PMT 3 PMT 2 PMT n 1 PMT n Figura 09: O DFC relacionado a série de pagamentos variáveis postecipadas. FV = PV x (1 + i) n Vejamos alguns exemplos que ilustram a aplicabilidade das séries de pagamentos variáveis postecipadas.

300.34 Valor atualizado do segundo pagamento <+> 4.00 Valor do pagamento primeiro 1 <n> 1. R$2.250.00.00. Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> Visor 0.000. respectivamente.00 e R$3.32% ao mês realizada pela sua empresa em uma instituição financeira no final do ano passado.000.32 <i> 1. consecutivos.00 Valor do pagamento segundo 2 <n> 2.19 Valor presente dos dois primeiros pagamentos 1250 <CHS> <FV> -1.00 Prazo do pagamento primeiro <PV> 1.Administração Financeira E Orçamentária Calcular o valor presente de uma série de 5 pagamentos mensais.250.550. a uma taxa de 1.32 Insere a taxa mensal 1700 <CHS> <FV> -1.700.00 Valor do pagamento terceiro 3 <n> 3. de R$1.00.700.600.85 Valor atualizado primeiro pagamento do 3000 <CHS> <FV> -3. R$3.00 Prazo do pagamento segundo <PV> 2.922. R$1.00 Prazo do pagamento terceiro 26 .677.00 Observação Limpa os registradores 1.00.

51 Valor Futuro 27 .14 Valor presente dos cinco pagamentos Para calcular o valor futuro.075.78 Observação Valor atualizado do terceiro pagamento <+> 5.00 Valor do quinto pagamento 5 <n> 5.309.14 Observação Valor presente dos cinco pagamentos 5 <n> 5.70 Valor atualizado do quinto pagamento <+> 11.Administração Financeira E Orçamentária Teclas <PV> Visor 1.46 Valor atualizado do quarto pagamento <+> 7.309.182. ao final do quinto mês.00 Valor do quarto pagamento 4 <n> 4.00 Prazo do quinto pagamento <PV> 3.97 Valor presente dos primeiros pagamentos três 2300 <CHS> <FV> -2.201.14 <CHS> <PV> Visor -11.984.00 Prazo do quarto pagamento <PV> 2.00 Insere o prazo em meses <FV> 12.300.550. pela HP 12C. vem: Teclas 11309.44 Valor presente dos quatro primeiros pagamentos 3550 <CHS> <FV> -3.324.801.

00 Montante pagamentos dos dois 18000 <+> 55.00.500.000.750.00 Montante pagamento do segundo <+> 37.000. Qual o montante pago ao final do terceiro ano? Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> Visor 0.750.500.00 Observação Limpa os registradores 25 <i> 25.00 Insere a taxa anual 12000 <CHS> <PV> -12.00 Prazo a vencer do segundo pagamento <FV> 18.00 Valor do pagamento segundo 1 <n> 1. quitando o mesmo em 3 pagamentos anuais e sucessivos de R$12.00 Prazo a vencer o primeiro pagamento <FV> 18.00 Montante pagamentos dos três 28 . R$15.00 e R$18.00 Montante pagamento do primeiro 15000 <CHS> <PV> -15.000.00. A taxa de juros cobrada pela instituição financeira é de 25% ao ano.Administração Financeira E Orçamentária A empresa AFA Ltda fez um empréstimo em uma instituição financeira. respectivamente.000.00 Valor do pagamento primeiro 2 <n> 2.000.

R$4. temos: Teclas 55500 <CHS> <FV> Visor -55.848.63 Valor atualizado primeiro resgate do 4600 <CHS> <FV> .00 Valor do primeiro resgate 2 <n> 2.4.00 Observação Limpa os registradores 1.700. Os resgates realizados pela empresa foram de: R$1.900.600.00 Observação Valor do montante 3 <n> 3.600.00 Valor do segundo resgate 5 <n> 5.00 Valor do empréstimo Uma empresa de pequena porte aplicou numa instituição financeira a juros compostos de 1. na HP 12C.00 Prazo do primeiro resgate em meses <PV> 1.900.500.00 em 5 meses.00 Insere o prazo em meses <PV> 28.38 <i> 1.38% ao mês.Administração Financeira E Orçamentária Para calcularmos o valor presente.00 em 2 meses.00 Prazo do segundo resgate em meses 29 . R$9.38 Insere o valor da taxa mensal 1900 <CHS> <FV> -1.416.00 em 6 meses. Qual o valor aplicado? Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> Visor 0.

50 Insere o valor da taxa mensal 30 .500.000. qual a melhor opção para o comprador? Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> Visor 0.00 Valor do terceiro resgate 6 <n> 6. Segunda Opção: Sem entrada. a empresa AFA oferece duas opções a seus clientes: Primeira Opção: R$5.33 Observação Valor atualizado do segundo resgate <+> 6.000.00 Observação Limpa os registradores 7.00 Prazo do terceiro resgate em meses <PV> 8. R$9.20 Valor da aplicação Na venda de um equipamento. Se a taxa de juros da loja é 7. mais duas parcelas trimestrais.95 Valor presente resgates dos dois 9700 <CHS> <FV> .9.Administração Financeira E Orçamentária Teclas <PV> Visor 4.00. pagamento em 3 parcelas bimestrais de R$6.000. de R$9.00 e R$14. sendo.5% ao mês.5 <i> 7.078. a primeira.25 Valor atualizado do terceiro resgate <+> 15.00.00 de entrada.00 e a segunda de R$12.295.000.000.00.143.700.934.

000.65 Valor atual da primeira parcela trimestral <+> 12.000.00 Valor da primeira parcela bimestral 2 <n> 2.500.00 Valor da primeira parcela trimestral 3 <n> 3.00 Valor da segunda parcela bimestral 31 .00 Valor da segunda parcela trimestral 6 <n> 6.00 Observação Valor da entrada 9000 <CHS> <FV> .000.12.Administração Financeira E Orçamentária Teclas 5000 <ENTER> Visor 5.244.6.9.9.00 Prazo da primeira parcela trimestral <PV> 7.775.65 Valor atual da primeira parcela trimestral + a entrada 12000 <CHS> <FV> .000.00 Valor atual da primeira parcela bimestral 9500 <CHS> <FV> .192.020.00 Prazo da primeira parcela bimestral <PV> 5.54 Valor atual da parcela trimestral segunda <+> 20.00 Prazo da segunda parcela trimestral <PV> 7.244.18 Valor atual da primeira opção 6000 <CHS> <FV> .

00 Valor da terceira parcela bimestral 6 <n> 6..06 Valor atual opção da segunda Conclusão do Problema! A melhor opção para o comprador é a primeira.00 Prazo da terceira parcela bimestral <PV> 9. <N j > e <NPV> A partir da fórmula para Séries de Pagamentos Variáveis com Termos Vencidos.377.8 Valor Presente de uma série de pagamento variáveis usando as teclas < CF 0 >.00 Observação Prazo da segunda parcela bimestral <PV> 7.113. temos que: PV = CF1 1 i CF2 (1 i ) 2 CF3 (1 i ) 3 ..Administração Financeira E Orçamentária Teclas 4 <n> Visor 4.60 Valor atual das parcelas bimestrais duas 14000 <CHS> <FV> -14.46 Valor atual da parcela bimestral terceira <+> 21.000. CFn (1 i ) n 32 .305.61 Valor atual da parcela bimestral segunda <+> 12. 4. pois apresenta o menor valor presente. <CF j >.071.

3.. a HP 12C calcula diretamente o valor presente de até 20 (vinte) grupos de fluxo de caixa (excluindo o fluxo inicial). i = taxa de desconto A função <CF 0 > representa o fluxo de caixa no momento zero (fluxo de caixa inicial). Observação Importante! Para a função <NPV>.00 Observação Limpa os registradores <f> <REG> 25000 <g> <CF j > 25. .00 Fluxo na data 4 27 <i> 27.. R$35.132.00 Taxa de juros anual (em %) Valor do empréstimo 33 <f> <NPV> 80. A taxa de juros cobrada pela instituição financeira foi de 27% aa. Qual o valor do empréstimo? Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas Visor 0. Um empréstimo foi liquidado em quatro prestações anuais e sucessivas de R$25. R$40.000.00 Fluxo na data 1 35000 <g> <CF j > 40000 <g> <CF j > 35.000.000. 2.000.00 40.000..00. para j = 1.000. e a função <NPV> representa o Valor Presente Líquido.00. n.00.000.00 e R$50.Administração Financeira E Orçamentária Onde: CF j = fluxo de caixa de ordem j.00 Fluxo na data 2 Fluxo na data 3 50000 <g> <CF j > 50. a função <N j > representa o número de vezes que o valor do fluxo de caixa de ordem j (CF j ) se repete. cada grupo contendo um máximo de 99 fluxos iguais.000.76 .

00 Limpa os registradores Valor dos fluxos primeiro grupo do Número de vezes que este valor se repete Valor dos fluxos segundo grupo do Número de vezes que este valor se repete Valor dos fluxos terceiro grupo do Número de vezes que este valor se repete Valor dos fluxos quarto grupo do Número de vezes que este valor se repete Valor do fluxo do quinto grupo Taxa mensal (em %) <f> <NPV> 219.000.000.00 15. capitalizada de maneira mensal.000.00 10.000.00 8.00 3.00 12.00 4.00 9.000.00 11.000. com 3 anos de vida útil.00 10.000.00 Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas Visor Observação <f> <REG> 8000 <g> <CF j > 12 <g> < N j > 9000 <g> <CF j > 8 <g> < N j > 10000 <g> <CF j > 4 <g> < N j > 15000 <g> <CF j > 11 <g> < N j > 20000 <g> <CF j > 36 <ENTER> 12 < > <i> 0.699.00 9.000. irá gerar receitas mensais de acordo com o quadro abaixo.000. Calcular quanto vale este investimento hoje.000. Meses 1 a 12 13 a 20 21 a 24 25 a 35 36 Número de Meses 12 08 04 11 01 Valor (em R$) 8.00 20. A taxa de desconto será 36% ao ano.00 20.Administração Financeira E Orçamentária Consideremos a seguinte situação: Um investimento.00 8.00 15.76 Valor do Investimento hoje 34 .

usualmente superior a um ano. que são: Indicadores Associados à Rentabilidade do Projeto e Indicadores Associados ao Risco do Projeto. 35 .00 5.00.00 16. Solução Resolvendo na Hp 12C temos a seguinte seqüência de passos: Teclas Visor Observação <f> <REG> 10000 <g> <CF j > 12000 <g> <CF j > 14000 <g> <CF j > 16000 <g> <CF j > 5.000. em progressão aritmética de razão igual a R$2.000.78 4. Desta forma.9 Introdução aos Indicadores Financeiros para Análise de Projetos Empresariais Um investimento para uma empresa é um desembolso feito visando gerar um fluxo de benefícios futuros. mais recentemente na avaliação de impacto desses investimentos no EVA (Economic Value Added) de unidades de negócio.00 10. O grande campo de aplicação das Técnicas de Análise de Investimentos Empresariais está associado ao processo de geração de indicadores utilizados na seleção de alternativas de investimentos e.00 12.75 <i> 0.000.Administração Financeira E Orçamentária Determinar o valor presente de um fluxo de caixa com 4 prestações mensais e sucessivas.000.818.00 e a taxa de uros é de 5.000.75%. O valor da primeira prestação é de R$10.00 14. crescentes.000.75 Limpa os registradores Fluxo na data 1 Fluxo na data 2 Fluxo na data 3 Fluxo na data 4 Taxa de juros mensal (em %) Valor presente <f> <NPV> 44. temos duas associações com relação aos indicadores para a averiguação da rentabilidade do projeto.

deste. Da equação: PV = CF1 1 i CF2 (1 i ) 2 CF3 (1 i ) 3 . com relação ao valor presente líquido temos a seguinte análise para a averiguação da atratividade do ganho adicional com relação ao contexto abordado: 36 . CFn – CF 0 (1 i ) n Sendo assim. e deduzir. descontado a uma taxa.Administração Financeira E Orçamentária Indicadores Associados à Rentabilidade do Projeto Valor Presente Líquido (VPL) Indicadores Associados ao Risco do Projeto Pay-back Índice Custo Benefício A Taxa Interna de Retorno (TIR ou IRR) Figura 10: Os tipos de associação dos indicadores... do financiamento ou do investimento)..9.. 4. CFn (1 i ) n Temos que: NPV = = CF1 1 i CF2 (1 i ) 2 CF3 (1 i ) 3 . o valor do fluxo inicial (valor do empréstimo.1 Valor Presente Líquido (VPL ou NPV) O Valor Presente Líquido de um fluxo de caixa consiste em calcularmos o valor presente de uma série de pagamentos (ou recebimentos).

isto é. o investimento será atrativo.000.00 Custo Anual Operacional = R$20. Contrariamente. Projeto Atrativo • VPL > 0 • Ganho Adicional Projeto Não Será Atrativo • VPL < 0 • Perda Figura 11: Caracterização da atratividade do projeto em análise via a interpretação do VPL.000. Ou seja. 37 .00 Receita Anual = R$70. se NPV < 0 teremos uma perda (expressa em valores de hoje) e o investimento não será atrativo.Administração Financeira E Orçamentária Conclusão via NPV ou VPL! Se NPV > 0. constitui um primeiro método ou critério de avaliação de investimento capital. Os dados são os seguintes: Custo Inicial do Investimento = R$200. verificar se o mesmo é atrativo ou não.00 Vida Útil = 10 anos Solução Inicialmente notemos que o DFC associado aos dados acima é mostrado na Figura 12 abaixo.000. Sua empresa deseja realizar um investimento. então haverá um ganho adicional (expresso em valores atuais) em relação ao mesmo investimento aplicado à taxa de desconto. considerando uma taxa de juros de 18% ao ano.

sua empresa liquida um mpréstimo em quatro prestações anuais e sucessivas de R$25.00 40.00 50.000.00 18.00 24. Qual o valor do empréstimo feito pela sua empresa? Solução Resolvendo na HP 12C. temos que: Teclas Visor Observação <f> <REG> 25000 <g> <CFj> 35000 <g> <CFj> 40000 <g> <CFj> 0. R$40.000.704.00 25.000.00.00 10.000.31 Observação Limpa os registradores Valor do investimento inicial Receita anual líquida Número de vezes que este valor se repete Taxa anual de juros (em %) Valor presente líquido Após diversas reuniões estratégicas.000. A taxa de juros cobrada pela instituição financeira foi de 27% ao ano.000.000.00 Limpa os registradores Fluxo na data 1 Fluxo na data 2 Fluxo na data 3 38 .000.00 e R$50.Administração Financeira E Orçamentária Figura 12: DFC do exemplo. resolvendo na HP 12C. temos a seguinte seqüência de passos: Teclas <f> <REG> 200000 <CHS> <g> <CF0 > 50000 <g> <CFj> 10 <g> <Nj> 18 <i> <f> <NPV> Visor 0.200.00 35.00 .000.00. Desta forma.00. R$35.

132. que descrevemos abaixo.500.76 Fluxo na data 4 Taxa de juros anual (em %) Valor do empréstimo Consideremos a seguinte situação: Um empréstimo.00 7.000.00 -10.00 Limpa os registradores Valor do empréstimo 3. no valor de R$10. temos que: Teclas Visor Observação <f> <REG> 10000 <CHS> <g> <CF 0 > 3000 <g> <CF j > 5000 <g> <CF j > 7500 <g> <CF j > 7 <i> <f> <NPV> 0. adotando-se uma taxa de 8% ao mês.00 80. Examinar se tal projeto pode ser aceito.00 39 .000. calcular o valor presente líquido.000.500.00 e R$7. Sabendo-se que a taxa de juros é de 7% ao mês.00 7. R$5.000.000.00 27. Solução Resolvendo na HP 12C.000.00 Valor residual = R$2.000.00 Vida útil = 10 meses Receitas líquidas mensais = R$900.00.293.000.00.Administração Financeira E Orçamentária Teclas Visor Observação 50000 <g> <CFj> 27 <i> <f> <NPV> 50.000. Investimento inicial = R$8.00 3.00 5.00 será liquidado em 3 prestações mensais e sucessivas de R$3.17 Valor do pagamento Valor do pagamento Valor do pagamento primeiro segundo terceiro Taxa mensal de juros (%) Valor presente líquido Sua empresa deseja implementar um novo projeto.

54 < 0.00 9.900.00 8.00 2. Solução A solução deste problema é obtida da seguinte maneira.54 Limpa os registradores Valor do investimento inicial Valor da primeira receita líquida mensal Número de vezes que este valor se repete Valor da décima receita líquida mensal Taxa mensal de juros (em %) Valor presente líquido Resposta Desta maneira.Administração Financeira E Orçamentária A Figura 13 abaixo descreve o diagrama de fluxo de caixa do projeto. pela HP 12C: Teclas Visor Observação <f> <REG> 8000 <CHS> <g> <CF 0 > 900 <g> <CF j > 9 <g> <N j > 2900 <g> <CF j > 8 <i> <f> <NPV> 0.034.000 Figura 13: A representação geométrica do exemplo.00 900.000 900 1 9 10 (meses) 8. como o NPV = – 1.00 -1.900 = 900 + 2.034. 40 .000. concluímos que o projeto não deve ser aceito. 2.00 -8.

temos a seguinte caracterização da Taxa Interna de Retorno (IRR). a taxa interna de retorno (IRR) iguala no momento zero.2 Taxa Interna de Retorno (TIR ou IRR) A Taxa Interna de Retorno (IRR ou TIR) é a taxa de desconto que torna o valor presente líquido de um fluxo de caixa igual a zero. CFn – CF 0 = 0 (1 i ) n Ou ainda.. nas operações de empréstimos. n CF 0 = j 1 CF j (1 i ) j Importante! Em outras palavras.Administração Financeira E Orçamentária 4. Importante! A Taxa Interna de Retorno. 41 . nada mais é do que a taxa de juros da operação.. isto é. A taxa interna de retorno será obtida igualando a equação: NPV = = CF1 1 i CF2 (1 i ) 2 CF3 (1 i ) 3 ...9. o valor presente das entradas (recebimentos) com o das saídas (pagamentos) previstas no fluxo de caixa. Ou ainda. NPV = = CF1 1 i CF2 (1 i ) 2 CF3 (1 i ) 3 . Financiamentos ou de aplicações de recursos. CFn – CF 0 (1 i ) n A zero.

000. Resposta Inicialmente. R$5. nada mais é do que a taxa de juros da operação.00. Vejamos alguns exemplos que envolvem o cálculo da (IRR) em situações cotidianas. Calcular a taxa interna de retorno. 5.500.500 5. ou seja. financiamentos ou de aplicações de recursos.500. vamos desenhar o mesmo na visão da instituição financeira.Administração Financeira E Orçamentária TIR • A Taxa Interna de Retorno. IRR • Significa Internal Rate Return TIR • Fácil implementação na HP 12C Figura 14: Interpretação da Taxa Interna de Retorno.00. nas operações de empréstimos.000. correspondente a um empréstimo realizado pela sua empresa de R$15.500 3.000 4.00.500.500 1 2 3 4 15.000 42 . R$3.00 e R$5. vamos representar o diagrama de fluxo de caixa desta operação tomando-se como referência a instituição financeira.00 a ser liquidado em quatro pagamentos mensais de R$4.

você o financia de forma integral.00 3. de R$4. sendo.000. Teclas Visor Observação <f> <REG> 15000 <CHS> <g> <CF 0 > 4500 <g> <CF j > 5000 <g> <CF j > 3500 <g> <CF j > 5500 <g> <CF j > <f> <IRR> 0. vem que: Teclas <f> <REG> 45000 <CHS> <g> <CF 0 > 4500 <g> <CF j Visor 0.00 3.000.000.500.00.500.000.500. as 3 seguintes.00 e.00 -15.Administração Financeira E Orçamentária A HP 12C faz este cálculo usando a função <IRR> (que significa Internal Rate Return).81 Valor do primeiro pagamento Valor do segundo pagamento Valor do terceiro pagamento Valor do quarto pagamento Taxa Interna de Retorno Mensal (em %) Sua empresa na área de Gestão de TI necessita de um equipamento.00 5.000. Qual a taxa interna de retorno dessa operação realizada pela sua empresa? Resposta Resolvendo diretamente na HP 12C.00 -45. Desta forma. para pagamento em 9 parcelas mensais.00 Observação Limpa os registradores Valor do financiamento Valor dos fluxos primeiro grupo do > 3 <g> <N j > 5000 <g> <CF j Número de vezes que este valor se repete Valor dos fluxos do segundo grupo 43 . de R$5.00 Limpa os registradores Valor do empréstimo 4. as 3 primeiras.500.00 4. R$6.00 > 5.00. que custa R$45. de R$7.00.00.000. a nona.00 5.00 8.500. as 2 seguintes.500.500.

b) Qual a taxa de juros cobrada pela loja? Resposta a) O fluxo de caixa sob o ponto de vista do consumidor é dado abaixo: 340 4 9 (meses) 0 86.500.00 2.00 3. pede-se: a) Desenhe o fluxo de caixa sob o ponto de vista de sua empresa. iguais e sucessivas. no valor de R$86.00 e que a primeira prestação será paga ao final do quarto mês (3 meses de carência).92.00 > 7. para pagamento em 6 prestações mensais.500.92 b) Resolvendo na HP 12C. Sabendo-se que o valor financiado pela loja foi de R$340.Administração Financeira E Orçamentária Teclas 2 <g> <N j > 6500 <g> <CF j Visor 2.00 340. temos que: Teclas Visor Observação <f> <REG> 340 <g> <CF 0 > 0.16 Observação Número de vezes que este valor se repete Valor dos fluxos do terceiro grupo Número de vezes que este valor se repete Valor do fluxo do quarto grupo Taxa Interna de Retorno Mensal (em %) 3 <g> <N j > 7500 <g> <CF <f> <IRR> j Seu empresa adquire um bem.00 Limpa os registradores Valor financiado 44 . pelo sistema de crediário.00 > 6.

tem-se: Teclas Visor Observação <f> <REG> 5500 <CHS> <g> <CF 0 > 1500 <g> <CF j > 2000 <g> <CF j > 2500 <g> <CF j > <f> <IRR> 100 < > 1 <+> 0.500. Resposta Solução: Resolvendo na HP 12C.33 45 .500. R$2.04 Limpa os registradores Valor do empréstimo Valor do fluxo do primeiro grupo Valor do fluxo do segundo grupo Valor do fluxo do terceiro grupo Taxa interna de retorno mensal (em %) 1 + a taxa interna de retorno mensal (forma unitária) Taxa interna de retorno anual (em %) 12 <y x > 1 <–> 100 <x> 62.00 -86.00.00 -5. correspondente a um empréstimo no valor de R$5.500.00 2.92 Valor dos fluxos do primeiro grupo Número de vezes que este valor se repete Valor dos fluxos do segundo grupo Número de vezes que este valor se repete Taxa de juros mensal cobrada pela loja (em %) 6.91 Calcular a taxa interna de retorno (anual).00.500.000.0.00 1.00 4. respectivamente.00 3.Administração Financeira E Orçamentária Teclas Visor Observação 0 <g> <CF j > 3 <g> <N j > 86.12 1.500.00 6. a ser liquidado em 3 pagamentos mensais de R$1.500.00 2.00 e R$2.000.92 <CHS> <g> <CF j > 6 <g> <N j > <f> <IRR> 0.

tem-se: Teclas Visor Observação <f> <REG> 30000 <CHS> <g> <CF 0 > 7000 <g> <CF j > 9 <g> <N j > 12000 <g> <CF j > <f> <IRR> 0.00 12.000.00 Valor Residual = R$5.00 10.00 9.00 20.000.000.000.000.00 5.00 7.00 20.000.000.15 Valor dos fluxos do primeiro grupo (receita líquida anual) Número de vezes que este valor se repete Valor do fluxo do segundo grupo Taxa interna de retorno anual (em %) Ou ainda: Teclas Visor Observação <f> <REG> 30000 <CHS> <PV> 10 <n> 7000 <PMT> 5000 <FV> <i> 0.00 Vida Econômica = 10 anos Receita Anual = R$13.00 -30.00 Limpa os registradores Investimento inicial 7.000.000.Administração Financeira E Orçamentária A respeito de um projeto.000.00 -30. os seguintes dados são conhecidos: Custo Inicial = R$30.00 Calcular a taxa interna de retorno (IRR) anual desse investimento Resposta Resolvendo na HP 12C.00 Custo Operacional Anual = R$6.15 Limpa os registradores Custo inicial do investimento Vida econômica (em anos) Receita líquida anual Valor residual Taxa interna de retorno 46 .

00 3.Administração Financeira E Orçamentária anual (em %) Um apartamento está sendo vendido por R$50.00 3.000.00 7.00 50. o conceito de riqueza gerada deve levar em conta somente o excedente sobre aquilo que já se tem. A decisão de investir sempre terá pelo menos duas alternativas a serem avaliadas: Investir no capital Ou Investir na Taxa de Mínima Atratividade Desta forma. disponível para aplicação do capital em análise.9. o que será obtido além da aplicação do 47 .00 4.00.00.000.000. no valor de R$3. isto é. Resposta Resolvendo diretamente na HP 12C.000.00 à vista ou. Calcular a taxa de juros implícita neste plano. iguais e sucessivas. de R$4.11 Limpa os registradores Valor à vista do apartamento Valor financiado Valor dos fluxos do primeiro grupo Número de vezes que este valor se repete Valor dos fluxos do segundo grupo Número de vezes que este valor se repete Taxa de juros mensal (em %) 4. com baixo grau de risco. iguais e sucessivas.00 35.000. seguidas de mais sete prestações mensais. tem-se: Teclas Visor Observação <f> <REG> 50000 <ENTER> 30 <%> <–> <CHS> <g> <CF 0 > 3000 <g> <CF j > 5 <g> <N j > 4000 <g> < CF j > 7 <g> < N j > <f> <IRR> 0.000.00 5.3 Taxa Mínima de Atratividade (TMA) Entendemos por Taxa Mínima de Atratividade (TMA) a melhor taxa.000. acertando 30% deste valor como entrada e o restante em cinco prestações mensais.

denominase lucro residual. é de 12% ao ano está analisando a viabilidade financeira de um novo investimento. após o imposto de renda. TIR > TMA => Indica que há mais ganho investindo-se no projeto do que na TMA • Conclusão via TIR Figura 15: Interpretação da Taxa de Mínima Atratividade. O Fluxo de Caixa anual do projeto de investimentos em análise está representado no DFC a seguir: Figura 16: Disposição geométrica do exemplo. 48 . Mais recentemente. desde há muito defendido pelos economistas. uma variação desse conceito de excedente tem sido tratada como Valor Econômico Agregado ou Economic Value Added (EVA). Uma empresa cuja Taxa de Mínima Atratividade. Esse conceito.Administração Financeira E Orçamentária capital na TMA.

00 90.00 4.00 30.380 <g> <CF0> 30 <g> <CFj> 50 <g> <CFj> 70 <g> <CFj> 90 <g> <CFj> 110 <g> <CFj> 130 <g> <CFj> 4 <g> <Nj> 12 <i> <f> <NPV> 0.00 30. Resposta Resolvendo diretamente na HP 12C.00 70.00 Limpa os registradores Fluxo na data zero Fluxo na data 1 Fluxo na data 2 Fluxo na data 3 Fluxo na data 4 49 . temos que: Teclas Visor Observação <f> <REG> .00 110.00 70.00 50.00 80.380.Administração Financeira E Orçamentária Pede-se gerar os indicadores de retorno: VPL e TIR comentando sobre a atratividade do projeto. temos que: Teclas Visor Observação <f> <REG> .380.00 .00 70.380 <g> <CF0> 30 <g> <CFj> 50 <g> <CFj> 70 <g> <CFj> 90 <g> <CFj> 0.14 Limpa os registradores Fluxo na data zero Fluxo na data 1 Fluxo na data 2 Fluxo na data 3 Fluxo na data 4 Fluxo na data 5 Fluxo que se repete Número de vezes que o fluxo se repete Taxa de juros Valor presente líquido De outra forma.00 12.00 90.00 .00 50.

seguidas de mais sete prestações mensais.00 Vida Econômica = R$10.00 16. iguais e sucessivas. no valor de R$3. iguais e sucessivas.000. onde são dispostos os seguintes dados: Custo Inicial = R$30.00 à vista ou. EXERCÍCIOS SIMULADOS PROPOSTOS Sua empresa deseja realizar um projeto.00 Custo Operacional Anual = 10 anos Determine a taxa interna de retorno.000.000.Administração Financeira E Orçamentária Teclas Visor Observação 110 <g> <CFj> 130 <g> <CFj> 4 <g> <Nj> 12 <i> <f> <IRR> 110. 50 .000. de R$4.00 12.00. Além disso.00 70.19 Fluxo na data 5 Fluxo que se repete Número de vezes que o fluxo se repete Taxa de juros Valor da Taxa Interna de Retorno Conclusão do Exemplo! Desta forma. ou seja.000.000.000.00 Valor Residual = R$5.00. que deve-se investir no mesmo. concluímos pelo VPL ou pela TIR que o projeto é atrativo. Calcular a taxa implícita de juros neste plano. acertando 30% deste valor como entrada e o restante em cinco prestações mensais. considerando uma TMA de 20% o projeto podemos afirmar que o projeto é atrativo? Uma empresa está interessada em uma sala comercial que está sendo vendida por R$50.00 Receita Anual = R$13.00 4.

apresentamos vários exemplos ilustrativos resolvidos implementando numericamente na HP 12C. que são o Sistema de Amortização Constante (SAC). Além disso. apresentamos a teoria envolvendo o Valor Presente Líquido (VPL). que servem diretamente para analisarmos situações de empréstimos e financiamentos. Sistema Price e Sistema SAM. bem como discutindo a toda teoria acerca da amortização e capitalização de operações envolvendo tais séries. apresentamos a teoria envolvendo a Série Anuidades ou Pagamentos .11 Diretrizes sobre a próxima Unidade A partir do momento em que comentamos sobre as Séries de Pagamentos ou Anuidades.10 Resumo da Unidade Nesta Unidade do guia de estudos. Além disso. 51 .Administração Financeira E Orçamentária 4. Taxa Interna de Retorno (IRR) E Taxa de Mínima Atratividade (TMA) que constituem alguns exemplos de indicadores para caracterizarmos a viabilidade econômica de projetos empresariais. especificamente nas entrelinhas dos sistemas mais utilizados no mercado brasileiro. 4. Valor Presente Líquido e Taxa Interna de Retorno. apresentando as classificações das mesmas. na próxima Unidade estaremos interessados em discutir toda teoria acerca dos Sistemas de Amortização. bem como implementar na HP 12C diversas situações que ocorrem no dia-a-dia envolvendo tais sistemas.

Análise de Investimentos. GOMES. E.12C. Franco. POMPEO. W. São Paulo: Saraiva. Matemática financeira: objetiva e aplicada. FILHO. Matemática Financeira. São Paulo: Editora Atlas. J. 52 . Rio de Janeiro: Campus. 2001. José M. 1995. cada um de vocês pode se pautar nos livros referenciados abaixo.Administração Financeira E Orçamentária REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Para maiores informações com relação ao assunto tratado nesta Unidade. 1996. Bibliografia Básica MATHIAS. M. São Paulo: Prentice Hall. Como Administrar seu Dinheiro. POLO. L. 2000. São Paulo: Atlas. N. Nelson Casarotto & KOPITTKE. Rio de Janeiro: Livros Técnicos Científicos. S. a Bibliografia Complementar FERNANDES. A. 2a ed. 2001. Engenharia das operações financeiras pela HP. 1993. Bruno H. C. São Paulo: Atlas. São Paulo: Atlas. 2001. Matemática Financeira: Aplicações à Análise de Investimentos. Engenharia das Operações Financeiras. SAMANEZ. HAZZAN. MANNARINO. P.. F. São Paulo: Fundamento Educacional. HALFELD. Matemática Financeira. PUCCINI. Introdução à Engenharia Econômica. 1993. E. 1991. R. 9 Edição.P.