Património como base do Turismo Cultural

A experiência da Direcção Regional de Cultura do Norte

Miguel Areosa Rodrigues
Direcção Regional da Cultura do Norte

mcrodrigues@culturanorte.pt

DIRECÇÃO REGIONAL DE CULTURA DO NORTE

Direcção Regional do Porto do IPPAR

Delegação Regional de Cultura do Norte

Divisão de Monumentos do Norte da DGEMN

Museus

Arqueologia

COMPETÊNCIAS DA DRCNORTE

• Promoção e divulgação cultural • Coordenação dos museus afectos • Inventariação e registo do património imaterial • Salvaguarda, conservação e valorização do património arquitectónico e arqueológico

COMPETÊNCIAS DA DRCNORTE Património Arquitectónico e Arqueologico

• Inventariação e classificação • Salvaguarda do Património Classificado e das Zonas de Protecção • Conservação do Património Edificado Classificado e propriedade do Estado • Apoio técnico à preservação do Património Edificado • Gestão, valorização e disponibilização a público dos imóveis classificados afectos à DRCNorte

DRCNORTE Gestão do Património

Monumentos afectos à DRCNorte (53)

DRCNORTE Gestão do Património

Monumentos disponibilizados a público afectos à Dir. Reg. Cultura do Norte (28)

DRCNORTE Gestão do Património

Monumentos abertos ao público geridos pela Dir. Reg. Cultura do Norte
Nº de visitantes 2005/2011
300.000
Nº de visitantes

250.000 200.000 150.000 100.000 50.000 0

2005

2006

2007

2008
Anos

2009

2010

2011

PATRIMÓNIO DRCNORTE Gestão do Património - Valorizar e devolver o património à fruição do público. - Contribuir para um desenvolvimento equilibrado e sustentável do território - Constituição de uma Rede de Monumentos do Norte
OBJECTIVOS E ESTRATÉGIAS 2007-2013

- identificação, estudo e registo - conservação, consolidação, recuperação e restauro - valorização, divulgação, dinamização

- Estabelecimento de parcerias com autarquias locais, instituições da Igreja, associações locais, etc.

Rede Monumentos Norte

DRCNORTE Gestão do Património

São diferentes tipologias de imóveis ( castelos, mosteiros, sítios arqueológicos, igrejas e museus) em que se pretende assegurar:

• • • •

abertura permanente ao público acessibilidade informação ao visitante condições de conservação e manutenção adequadas

Monumentos com centro interpretativo Competências

DRCNORTE Gestão do Património

Destes 28 monumentos abertos ao público que geraram em 2011 , 239 162 visitantes, assumem destaque 9, com acolhimento, loja e centro interpretativo:

• • • • • • • • •

Castelo Velho de Freixo de Numão (V.N. De Foz Côa) Citânia de Santa Luzia (Viana do Castelo) Tongóbriga (Marco de Canaveses) Santuário de Panóias (Vila Real) Mosteiro de Tibães (Braga) Mosteiro de Santa Maria de Salzedas (Tarouca) Castelo de Algoso (Vimioso) Vila Amuralhada de Ansiães (Carrazeda de Ansiães) Castelo de Arnóia (Celorico de Basto)

Monumentos com centro interpretativo

DRCNORTE Gestão do Património

Castelo Velho de Freixo de Numão

Sítio Arqueológico Concelho de Vila Nova de Foz Côa Calcolítico e Idade do Bronze antigo e pleno (3000 a 1500 a.C. )

Monumentos com centro interpretativo

DRCNORTE Gestão do Património

Citânia de Santa Luzia
Sítio Arqueológico Concelho de Viana do Castelo Idade do Ferro - século III aC. até meados do século I dC

Monumentos com centro interpretativo

DRCNORTE Gestão do Património

Tongóbriga – Área Arqueológica do Freixo
Sítio Arqueológico Concelho de Marco de Canaveses Cidade romana - finais do séc. I ao séc. V

Monumentos com centro interpretativo

DRCNORTE Gestão do Património

Santuário de Panóias

Sítio Arqueológico Concelho de Vila Real Final do séc. II a.C., inícios do séc. II d.C

Monumentos com centro interpretativo

DRCNORTE Gestão do Património

Mosteiro de Santa Maria de Salzedas
Mosteiro cisterciense Concelho de Tarouca Sécs. XII a XIX

Monumentos com centro interpretativo

DRCNORTE Gestão do Património

Castelo de Algoso

Castelo roqueiro Concelho de Vimioso Séc. XII a XV

Monumentos com centro interpretativo

DRCNORTE Gestão do Património

Vila amuralhada e castelo de Ansiães
Vila amuralhada Concelho de Carrazeda de Ansiães Sécs. XII a XV

Monumentos com centro interpretativo

DRCNORTE Gestão do Património

Mosteiro de Tibães

Mosteiro beneditino Concelho de Braga Sécs. XI, XVII e XVIII

Itinerários patrimoniais PATRIMÓNIO NO TERRITÓRIO
DRCNORTE
Domus Municipalis

Gestão do Património

Santuário de Santo Cristo de Outeiro

Igreja de Vimioso

Castelo de Algoso

Sé de Miranda do Douro

Castelo de Penas Róias

Castelo de Mogadouro

Igreja de Freixo de Espada à Cinta

Igreja de Torre de Moncorvo

Itinerários patrimoniais VALE DO VAROSA
DRCNORTE Gestão do Património
Mosteiro de São João de Tarouca

Mosteiro de Santa Maria de Salzedas

Mosteiro de Santo António de Ferreirim

Itinerários patrimoniais MOSTEIROS DE ENTRE-DOURO E MINHO EM ESPAÇO RURAL
DRCNORTE Gestão do Património
Mosteiro de Sâo Martinho de Tibães

Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro

Convento de Vilar de Frades

CONCLUSÕES

PONTOS FORTES •Rede de monumentos de grande valor patrimonial e artistico distribuida por todo o território •Articulação com os Museus afectos à DRCNorte •Capacidade técnica para assegurar a conservação e restauro dos monumentos e do património integrado •Capacidade científica para assegurar a produção de textos e informação sobre os monumentos e sítios •Acesso aos fundos comunitários

DIFICULDADES •Assegurar a abertura a público dos diversos monumentos •Promoção turística dos monumentos e sítios geridos pela DRCNorte •Constituição de rotas que associem o Património a outras valencias (Pat. Natural; Gastronomia; Artesanato,etc) e o articulem com a oferta hoteleira e de restauração.

Related Interests