vs.

Todos os dados são baseados em fatos verídicos com links para comprovação e pesquisa, como resultado de mais de 100 anos de história futebolística destes dois clubes do Rio Grande do Sul.

Títulos Nacionais

Títulos Nacionais
1) Campeão Brasileiro 1981 2) Campeão 1ª Copa do Brasil 1989 3) 1º Supercampeão Brasileiro 1990 4) Bi-Campeão Copa do Brasil 1994 5) Bi-Campeão Brasileiro 1996 6) Tri-Campeão Copa do Brasil 1997 7) Campeão da 1ª Copa Sul 1999 8) Tetra-Campeão Copa do Brasil 2001 1) Campeão Brasileiro 1975 2) Bi-Campeão Brasileiro 1976 3) Tri-Campeão Brasileiro 1979 4) Campeão Copa do Brasil 1992

E não podem falar que Copa do Brasil vale menos… dois motivos:   Em 1992, quando o inter ganhou sua única Copa do Brasil (único título em 27 anos), colocaram até estrela na camiseta do mesmo tamanho do Brasileirão; O Brasileirão invicto do inter de 79, ninguém comenta: mas, além do campeonato não ter a participação dos grandes de São Paulo (São Paulo, Santos, Corinthians…), teve somente 23 jogos (contando as finais), 7 a mais apenas que Copa do Brasil, jogos só de ida e com participação de equipes até do Acre. O Atlético-MG, inclusive, abandonou o campeonato pela bagunça que estava e o inter se classificou por W.O em cima deles. Querem dizer que este título vale mais que uma Copa do Brasil? Não.

Fonte/Link:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Br asileiro_de_Futebol_de_1979

Fonte/blog colorado:
http://invicto79.blogspot.com.br/2009/12/atl etico-desiste-do-campeonato.html

► 3 das 4 Copas do Brasil gremistas foram de forma INVICTA! E nunca, sequer, o Grêmio precisou mensionar isto
para se engrandecer! Aliás, todos os 4 títulos foram conquistados quando todos os times brasileiros, mesmo os que estavam na Libertadores, ainda jogavam a competição junto, sem exceção.

Títulos Internacionais

Títulos Internacionais
1949 1949 1954 1961 1962 1968 1971 1971 1972 1979 1981 1981 1981 1983 1983 1983 1983 1985 1985 1986 1987 1995 1995 1996 1996 1996 1997 1998 1998 2010 – Taça Cinquentenário do Nacional (Troféu Sadrep) – Uruguai – Copa El President de La Republica de Costa Rica – Costa Rica – Copa José Gonzalez Artigas – Equador – Troféu Internacional de Atenas – Grécia – Troféu Internacional de Salônica – Grécia – Taça Rio de La Plata – Argentina – Copa Internacional de Porto Alegre (Taça Prefeito Municipal) – Taça do Atlântico (Torneio Sul-Americano de Clubes Tricolores) – Taça Cidade de Salvador – Troféu Ciudad de Rosário – Argentina – Troféu Torre del Vigia – Uruguai – Copa El Salvador del Mundo – El Salvador – Troféu Ciudad de Valladolid – Espanha – Troféu CEL – El Salvador – Campeão Taça Libertadores da América – Campeão Mundial Interclubes – Japão – Copa Los Angeles – Estados Unidos – Troféu Palma de Mallorca – Espanha – Copa Rotterdam – Holanda – Copa Phillips – Holanda – Bi-Campeão Copa Phillips – Holanda – Sanwa Bank Cup (Copa da Amizade Brasil/Japão) – Japão – Bi-Campeão da Taça Libertadores da América – Campeão Recopa Sulamericana – Japão – Copa Renner (Torneio INternacional de Verão) – Troféu Agrupación Peñas Valencianas – Espanha – Troféu Colombino – Espanha – Taça Hang Ching – China – Copa Ano Novo 98 – China – Troféu Fronteira da Paz – Uruguai 1956 1978 1982 1983 1983 1984 1987 1987 1989 1992 2001 2006 2006 2007 2008 2008 2009 2010 2011 – Panamericano representando a Seleção Brasileira – Torneio Viña del Mar - Chile – Copa Joan Gamper – Espanha – Torneio Costa do Sol – Espanha – Torneio Costa do Pacífico – Canadá – Copa Kirin – Japão – 1º Torneio Internacional de Glasgow – Escócia – Torneio Cidade de Vigo – Espanha – Torneio de Celta – Espanha – Copa Wako Danki – Japão – Torneio Viña del Mar – Chile – Campeão Taça Libertadores da América – Copa do Mundo de Clubes FIFA – Campeão Recopa Sulamericana – Copa Dubai – Copa Sulamericana – Suruga Bank Cup – Bi-campeão Taça Libertadores da América – Bi-campeão Recopa Sulamericana

Resumo: 19 títulos internacionais
Fonte: site do próprio clube http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=1&setor=2&secao=40

Resumo: 30 títulos internacionais
Fonte: site do próprio clube http://www.gremio.net/page/view.aspx?i=id_869&language=0

► E olha que o inter faz MKT e os torcedores vão para Goethe até com Suruga Bank (2009 – ano do centenário); ► Enquanto isso, o Grêmio já havia ganhado a Sanwa Bank (1995) no Japão nos mesmos moldes e nem, sequer, foi um dia mencionado pelos gremistas… seria mais uma diferença de grandeza entre os clubes?

Títulos Municipais e Regionais

Títulos Regionais

► Títulos Municipais (torneio que antecedeu o Campeonato Gaúcho e seguiu em paralelo por alguns anos):

34 títulos

vs.

23 títulos

► Títulos Gaúchos:

36 títulos

vs.

41 títulos

Resumo: 70 títulos regionais
Fonte/Link: site do próprio clube http://www.gremio.net/page/view.aspx?i=id_869&language=0

Resumo: 65 títulos regionais
Fonte/Link: site do próprio clube http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=1&setor=2&secao=40

O Inter e a Segunda Divisão

O Inter e a Segunda Divisão
► Com o reconhecimento oficial pela CBF no final de 2011 dos campeonatos brasileiros de 59 à 70, o Grêmio, líder do ranking durante os últimos dez anos, caiu para 4º lugar cedendo o trono para o Palmeiras; Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=Eolkx2HGI4g Mas há males que vem para o bem! ► Diante do novo critério, constata-se que o Grêmio é o clube brasileiro que mais disputou a Série A do Campeonato Nacional; ► Naquela época, classificava-se somente 1 clube do RS (o campeão) para a disputa da Série A. Como o Grêmio havia ganhado 12 edições em 13 do Gauchão, com exceção de 1 ano, somente o Grêmio foi para a disputa da Taça Brasil de Ouro, e o inter acabou indo disputar a Taça Brasil de Prata (a segunda-divisão da época) por 8 vezes… Mais uma vez, o MKT colorado mente ao dizer: “Mais de 100 anos na Série A”.

inter, OCTA-SEGUNDONA!

► Não satisfeito, o inter envergonha o país do futebol pela primeira vez na história: ele foi o único clube no mundo rebaixado pela FIFA por calote (1995 - caso Silas), tendo que Ricardo Teixeira (presidente da CBF) intervir junto à FIFA na Suíça para trazê-lo de volta à 1ª divisão!
Fonte/Link Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=X1EtIbz9iRg

► Por fim, as malas-pretas para Palmeiras (1999) apagando a luzes do Beira-Rio para terminar o jogo antes da hora e Paysandu (2002) para evitar mais uma segunda-divisão.
Fonte/Link ClicRBS: “… Depois disto o jogo virou várzea: apareceram bolas a mais em campo, sumiram os gandulas. "Alguém" mandou apagar a luz do estádio e o jogo ficou suspenso por 20 minutos. Em seu retorno, o atacante palmeirense Pena quase empatou, perdendo gol feito nos acréscimos…” http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&uf=1&local=1&template=3948.dwt&sectio n=Blogs&post=122406&blog=158&coldir=1&topo=3994.dwt

O Inter e a Sul-Americana de Reservas

O Inter e a Sul-Americana de Reservas
► A Copa Sul-Americana de 2008 foi um torneio onde praticamente todos os clubes entraram com os reservas, com exceção do inter que estava sem chance no campeonato brasileiro, por ter sido uma competição disputada em meio às fases finais dos campeonatos nacionais e que não valia, sequer, vaga para Libertadores na época; ► O Boca Juniors, inclusive, inscreveu jogadores sub-20 + Riquelme + Dátolo + outros dois titulares no campeonato. Talvez tenha sido este o motivo pelo qual o inter conseguiu vencê-los pela única vez na história:
“… enquanto o técnico Tite foi com força máxima para a partida, com Alex, Nilmar, D'Alessandro e companhia, o time da casa priorizou o Torneio Apertura e iniciou o duelo com reservas...”;
Fonte/Link: http://esportes.terra.com.br/futebol/sulamericana/2008/interna/0,,OI3313161-EI11506,00-Inter+salva+brasileiros+e+elimina+Boca+na+Bombonera.html

► Mesmo assim, o Grêmio enfrentou o inter e não perdeu nenhum dos 2 Gre-nais da competição, empatando em 1x1 e 2x2 contra os titulares do inter. Veja a escalação dos times:
Fonte/Link: http://www.brasilimprensa.com.br/noticias/visualizar.asp?Cod=21421 GRE-NAL 1 (BEIRA-RIO): Internacional (1): Clemer; Índio, Sorondo (Marcão) e Bolívar; Wellington Monteiro (Rosinei), Edinho, Guiñazu, D´Alessandro e Gustavo Nery; Daniel Carvalho (Luiz Carlos) e Adriano. Técnico: Tite. Grêmio (1): Marcelo Grohe; Léo, Thiego (Adílson) e Jean; Rudinei (Soares), Makelele, Amaral, Souza e Helder; André Luiz e Reinaldo (Rever). Técnico: Celso Roth. GRE-NAL 2 (OLÍMPICO): Grêmio (2): Marcelo Grohe; Léo, Amaral (Adílson) e Jean; Makelele (Perea), William Magrão, Orteman, Souza e Hélder; Rudnei (André Luís) e Soares. Técnico: Celso Roth. Internacional (2): Clemer; Índio, Bolívar e Marcão; Ricardo Lopes, Magrão, Guiñazu, D'Alessandro (Edinho) e Gustavo Nery; Taison (Daniel Carvalho) e Nilmar. Técnico: Tite.

► Mesmo sendo uma competição de reservas e sem valer vaga para Libertadores, foi motivo para lotar a Goethe!

Mundiais 1983 vs. 2006

Hamburgo vs. Barcelona
O Hamburgo nos 5 anos que antecederam a decisão com o Grêmio, de 1977 à 1983: 1 Liga dos Campeões (82/83) 3 Campeonatos Alemão (78/79 – 81/82 – 82/83) 5 finais de campeonato nacional 4 finais de Copa Européia 1 Recopa Européia (76/77) ► O Hamburgo ficou apenas DUAS temporadas sem título (entre 79 e 81), antes de enfrentar o Grêmio. Mesmo assim, neste meio tempo, chegou a mais 1 final da Liga dos Campeões (79/80). O Barcelona nos 5 anos que antecederam a decisão com o inter, de 2000 à 2006: 1 Liga dos Campeões (05/06) 2 Campeonatos Espanhol (04/05 – 05/06) 3 finais de campeonato nacional 2 finais de Copa Européia 2 Supercopa da Espanha (05 e 06) ► O Barcelona ficou CINCO temporadas sem nenhum título sequer, entre 99 e 04, antes de enfrentar o inter.

Além disso, o Hamburgo não jogou com time misto como fez o Barcelona em 2006 que teve 6 jogadores fora do mundial por lesão, 2 deles os melhores do mundo em sua posição: Messi e Eto’o... mais Saviola, Thuram, Maxi Lopez e Xavi que voltava de lesão e só entrou no segundo tempo. Estas alterações fizeram o Barça mudar a formatação que o consagrara campeã européia, adiantando Ronaldinho Gaúcho (já no início de sua crise) e colocando como seu parceiro de ataque o “saudoso” e desengonçado islandês Gudjohnsen, que era o 4º reserva do ataque catalão. Escalação do misto do Barcelona - Mundial 2006: Valdez, Zambrotta (Belletti), Puyol, Márquez e Bronckhorst; Motta (Xavi), Iniesta, Deco e Giuly; Ronaldinho e Gudjohnsen (Ezquerro). Convenhamos, BEM diferente do atual e “imbatível” BARCELONA! Mas, como inter precisa de MKT pra ser notado, os colorados falam desta final como eles imaginam que tenha sido. Do Hamburgo de 1983, nove dos 11 jogadores que enfrentaram o Grêmio eram de sua seleção nacional. Na final da Liga dos Campeões, o Hamburgo vencera a Juventus, de Michel Platini, e de mais 6 jogadores campeões mundiais pela Itália na Copa do Mundo de 82 (a seleção que eliminou a melhor geração da seleção brasileira de todos os tempos segundo as críticas esportivas) antes de enfrentar o Grêmio.

O mais importante:
A FIFA considera, em seu próprio site oficial, que o título do inter vale exatamente a mesma coisa que o do Corinthians que sequer ganhou uma Libertadores! Salve o Corinthians, 1º Campeão do Mundo FIFA!!! Fonte/Link FIFA: http://pt.fifa.com/tournaments/archive/tournament=107/edition=3692/index.html Então, quando falarem: “- Mas o meu é FIFA!” Basta responder: “- Sim, aquele que vale exatamente a mesma coisa que o do Corinthians!”

Mundial 1983 vs. 2006
Nunca se quis justificar a grandeza do título do Grêmio. Todos sabem, até o mais fanático colorado, ser o primeiro é algo que supera toda e qualquer emoção posterior. A forma como tentam se referir ao título tricolor, ao dizer que não é FIFA, só mostra a amargura de anos... e longos 23 anos... de quem precisa de MKT pra ser notado. Quem é grande não precisa de MKT, não precisa ter outros nomes, outros símbolos, coroas, etc... Na taça de 83 estão os nomes dos clubes que a detiveram ao longo das 41 edições... e não foram clubes de esquina, tampouco chegaram lá sem passar pela Libertadores, como um certo time paulista que vulgarizou o troféu atual. Erguida por Rei Pelé, Zico, Raí, Maradona, Kaiser Beckembauer, Gullit, o Maestro Johan Cruif, também passaram pelas mãos de Hugo De León e Renato Portaluppi e, como campeões, teve Ajax Amasterdan, Atlético Madrid, Bayern Munich, Boca Juniors, Borussia Dortmund, Estudiantes, Flamengo de Zico, Grêmio, Independiente (o multi-campeão de Copas), Inter de Milão, Juventus, Manchester, Milan, Nacional, Olímpia, Peñarol, Porto, Racing, Real Madrid, River Plate, Santos do Rei Pelé, São Paulo e Velez. O Grêmio ganhou, no mesmo dia, 2 troféus: O Mundial Interclubes, nas mãos de De León (foto central abaixo) e a Copa Toyota nas mãos encobertas de Tarciso. Se fosse o inter computaria como 2 títulos... “se fosse o inter”... Taças que eram erguidas com o sangue dos atletas, futebol jogado pela paixão, pelo amor à camiseta e que hoje, cheia de MKT, é erguida em meio à chuva de papéis picados e tiara na cabeça... São tantas coisas que levam a entender que cada um tem o Portaluppi que merece.

Hamburgo vs. Barcelona

► Por fim, segue parte da conclusão de uma pesquisa de 2008 do futebol alemão reconhecida por Gerd Wenzel, comentarista
oficial do futebol alemão da ESPN Brasil. Em um momento, o autor compara o Hamburgo do final da década de 70 e início de 80 aos times grandes a partir de 2000, neste caso abaixo, o Barcelona: “... Os resultados que já haviam sido obtidos por aquele time do Hamburgo antes de Tóquio em 1983 não nos deixam dúvidas quanto a sua superioridade frente aos resultados obtidos pelo time do Barcelona antes de Yokohama em 2006. O período de duração do sucesso do time alemão foi aproximadamente duas vezes e meio maior do que o espanhol. Mais do que isso, mesmo que limitemos o período alemão para dois anos, de forma a facilitar a comparação com o Barcelona, percebemos que a fase do Hamburgo foi inclusive mais contundente do que a catalã. O biênio 1981/1983 do HSV supera o biênio 2004/2006 do FCB em uma final européia (ambos haviam sido 1 vez campeã européia até então), além da consolidação do Hamburgo da maior invencibilidade da história do seu campeonato nacional. Assim, embora não possamos dizer qual time jogava o melhor futebol, já que cairíamos no tradicional erro de comparar duas épocas totalmente distintas, não seria nenhum absurdo afirmar que o Hamburgo do final da década de 70 e do início da década de 80 era uma equipe mais difícil de ser derrotada do que o Barcelona do biênio 2004/2006.”

[...] parabéns pela sua pesquisa; muito bem feita e, a meu ver, irretocável. Gerd Wenzel, comentarista oficial do futebol alemão pela ESPN Brasil

(Link para acesso à pesquisa: Do Hamburgo de 1983 – A verdadeira história do vice-campeão do mundo)

Para arrematar... ► FIFA manda retirar o logo FIFA do Beira-Rio:

Fonte/Link: http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/Futebol/Internacional/0,,MUL 87629-4410,00.html

► Não adianta, quem nunca foi grande, quando ganha algo importante, se lambuza...

GRENAL

Sim, o inter venceu mais Gre-nais na história, mas… Quando o Gre-nal vale alguma coisa (título), é o Grêmio que mais vence:
O Campeonato Gaúcho foi decidido 24 vezes em Gre-nal desde o início até 2011: São 13 vitórias do Grêmio contra 11 do inter.

Sobre Gre-nais em Campeonatos Brasileiros:
Nos 43 clássicos disputados, são 17 vitórias do Grêmio contra 14 vitórias do inter.

Gre-nal do Centenário:
Grêmio 2 x 1 inter

A Maior Goleada:
Grêmio 10 x 0 inter

A Segunda Maior Goleada:
Grêmio 10 x 1 inter

Gre-nal das faixas (jogo desafiado pelo inter em 1983):
Grêmio (Campeão do Mundo) 4 x 2 inter (Campeão Gaúcho)

Gre-nal Farroupilha (100 anos da Guerra dos Farrapos – 1935):
Foi o Gre-nal mais simbólico para os Gaúchos, considerado o verdadeiro Gre-nal do século por muitos comentaristas. Grêmio 2 x 0 inter. Grêmio Campeão Farroupilha de 1935 na casa do inter!

Gre-nal entitulado por alguns comentaristas como “do século” por ter sido a semi-final do Brasileirão em 1988:
inter vence por 2 x 1… mais vai para a final e perde o título em pleno Beira-Rio para o Bahia de Bobô.

Resumo: o fato do inter ter mais Gre-nais se deve, basicamente, aos Gre-nais amistosos, aos Gre-nais do início e meio de Gauchão e aos Gre-nais do Torneio Citadino (torneio que antecedeu o Gauchão - mesmo assim, o Grêmio tem 34 títulos e o inter tem 23 desta competição). Que continue assim: quando vale algo, dá Grêmio!

Campeão de Tudo

Campeão de Tudo

► Em 1983, o Grêmio já conquistava a América e o Mundo, tornando-se o 1º Campeão de Tudo do RS! ► Depois, foi pela segunda vez Campeão de Tudo ao ganhar a 1ª Copa do Brasil em 1989!

► Pergunta-se:
Algum dia você viu o Grêmio se entitulando de “Campeão de Tudo”? Isto é coisa de quem precisa de MKT pra ser notado…

Aliás, se ganhar a Sul-Americana, o Grêmio será Campeão de Tudo pela 3ª vez na história!!!

Ídolos da dupla

Ídolos do inter…
O maior ídolo… não reconhecido:

O maior capitão de sua história é traído… e confessa amor ao Goiás em seu Blog oficial: Se o rival criou o Capitão América em 95, tinham que criar o General… o camisa 4 do Mazembaço! Mas, convenhamos…

O herói do Bi da América: “- Eu quero jogar no Grêmio.” Jan/2012

Os ídolos antes de 2006, Figeroa veste a Tricolor e Falcão é mais um traído:

O ídolo da década de 90:

Ídolos do Grêmio…

Reconhecimento Internacional

Blatter, presidente da FIFA, ao se referir ao colorado após a derrota de 2 x 0 pro Mazembe, da República Democrática do Congo, chama o inter de “Porto Alegre”...

No site oficial do Chivas, antes de uma final de Libertadores da América, em 2010... o clube mexicano coloca o distintivo do inter de Santa Maria.

Fonte/Link: http://www.chivascampeon.com/noticia/10239/ Fonte/Link: http://esportes.terra.com.br/futebol/mundialdeclubes/2010/noticias/0,,OI4848708EI17002,00-Blatter+diz+que+energia+do+Mazembe+surpreendeu+o+Porto+Alegre.html

Ingressos impressos da Copa Dubai chamam o inter, de novo, de “Porto Alegre”: Desde o Mundial de 2006, quando colocaram na ESPN Internacional: BAR x SPO, de Barcelona x São Paulo, ao invés de BAR x INT, vários fatos motivaram o inter a alterar seu distintivo, colocando o nome escrito em cima... Mas pela pouca tradição internacional que tem (que, aliás, só começou em 2006), as gafes continuaram, como se vê nos exemplos trazidos acima...

... e os técnicos adversários também!

Fonte/Link: http://wp.clicrbs.com.br/noataque/2011/07/25/klebercritica-descaso-de-tecnicos-com-o-inter/?topo=13,1,1,,,2

Abaixo mais um fato que, definitivamente, resume tudo: “... a vida inteira “à sombra” do Grêmio.”

Foi assim que um narrador Sul-Americano se pronunciou no jogo entre inter e The Strongest (Libertadores 2012), ao falar de seu entendimento perante o inter: Link: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=MzUDlN6VeQc Só os torcedores colorados acreditam que eles são conhecidos fora do Brasil! Aliás, isso também está no site oficial da própria FIFA: Link: http://www.fifa.com/tournaments/archive/tournament=107/edition=248388/news/newsid=105742.html

Segue a tradução simultânea: “Depois de passar a melhor parte de um século na sombra do rival Grêmio, que já é duas vezes campeão Sul-Americano, o internacional de Porto Alegre finalmente saiu da obscuridade para reivindicar o primeiro troféu internacional de sua história…” e isso foi só em 2006 (com 97 anos de história).

Tradição em Libertadores

Tradição em Libertadores

Anúncio de Zero Hora em 1995:

► No pré-jogo entre inter x Banfield (Arg), pela Libertadores em 2010, Kleber Grabauska no TVCom Esportes informa Maurício Saraiva: “- Fica difícil fazer uma estatística do inter contra clubes Argentinos em Libertadores, pois só tem um confronto na história, foi contra o
Velez em 2007, e deu Velez: 0 x 0 e 3 x 0!”

Precisa dizer algo mais? ► O inter foi o único clube na história que venceu a Libertadores em um ano (2006) e, no ano seguinte (2007), foi eliminado na primeira fase da competição! Isto ocorreu também no gauchão daquele ano, logo após ganhar o Mundial, o inter foi o único da dupla Gre-nal na história a ser eliminado na primeira fase do Gauchão, e pelo Veranópolis; ► Ainda… os colorados gostam muito de falar que o Grêmio tomou 5 x 0 do Boca Jr. na final da Libertadores de 2007. Agora, antes tomar 5 x 0 do Boca em uma final de Libertadores do que 4 x 0 da LDU do “Equador” em uma final de Recopa (2009), convenhamos! PS: se forem falar em Ranking, o da Conmebol só enxerga 5 anos, por isso o inter está na frente do Grêmio lá, provando ser mesmo o Sport Club 2006.

Torcidas

Torcidas
► No ranking das maiores torcidas do Brasil (o inter está atrás do Atlético MG e na frente do Sport Recife). A diferença do Grêmio é quase 3 milhões de torcedores: 1º) Flamengo 33,2 milhões (17,2%) 2º) Corinthians 25,8 milhões (13,4%) 3º) São Paulo 16,8 milhões (8,7%) 4º) Palmeiras 11,6 milhões (6,0%) 5º) Vasco 7,9 milhões (4,1%) 6º) Grêmio 7,7 milhões (4,0%) 7º) Cruzeiro 6,8 milhões (3,5%) 8º) Santos 5,2 milhões (2,7%) 9º) Atlético Mineiro 5,0 milhões (2,6%) 10º) inter 4,8 milhões (2,5%) 11°) Sport Recife 3,3 milhões (1,7%)
Fonte/Link: http://www.esportenarede.net/noticias/maiores-torcidas-do-brasil-2012-ranking/#ixzz1rdMe6min

► E o Brasil inteiro reconhece as melhores torcidas do país: 3º Lugar: Grêmio “… sem dúvida é a torcida mais fanática do Rio Grande do Sul, superando fácil a torcida do Internacional, seu maior rival. Criada em 2001, a Geral do Grêmio é atualmente a maior torcida do Grêmio. Foi a precursora no Brasil dos movimentos barra brava típicos na América do Sul. No início foi conhecida também pelo nome de Alma Castelhana.”
Fonte/Link: http://www.esportenarede.net/blog/as-5-melhores-torcidas-brasileiras/

► Até Lula, ex-presidente da República, reconhece a torcida gremista: “… a torcida do Grêmio é uma das coisas mais poderosas que tem neste país.”
Fonte/Link: http://www.youtube.com/watch?v=AxzznbopSnw

Torcidas
► Geral cria, Popular copia… Existe algo mais vergonhoso e amargo para uma torcida que imitar a torcida rival??? Faixas transversais, bandeiras, batida dos tambores e faixas com ídolos e dizeres… Tudo que é copiado, é amargo!

Torcidas
► Por fim, mais uma afirmação do MKT do inter desmentida pelas pesquisas…

Jejum de Títulos

Jejum de Títulos
► Por que os colorados falam tanto em jejum de títulos? Esqueceram de sua própria história ou só conhecem o time após 2006? Será que esqueceram que viveram quase 3 gerações, 27 anos, apenas com 1 Copa do Brasil (92)?

► Já o jejum do Grêmio é de 11 anos, após a conquista do Tetra Campeonato da Copa do Brasil. Mesmo assim, neste meio tempo, chegou a 1 final de Libertadores da América (em 2007), 2 semi-finais (em 2002 e 2009 - no ano do centenário do inter), 1 quartas-de-final (em 2003 – ano do centenário) e 1 oitavas-de-final (em 2010), sendo vice do Brasileirão em 2008.

Títulos fora de casa

Títulos Fora de Casa

► Com exceção de 2 gauchões (1982 e 2011), o inter nunca na história conquistou um título sequer na casa do adversário; E sobre o Gauchão de 2011, fazia 14 anos (desde 1997) que o inter não ganhava absolutamente nada em cima do Grêmio, mesmo vivendo o “auge” de sua história!

► Já o Grêmio conquistou diversos títulos na casa do adversário: Libertadores, Brasileirão, 2 Copas do Brasil, Supercampeonato Brasileiro e diversos gauchões (muitos deles, inclusive, no salão de festas preferido, o Beira-Rio).

Agora se entende o porquê que a Geral chama o inter de CAGÃO!!!

Estádios

Estádios Cada clube com o estádio de acordo com sua grandeza:
“Uns controem, outros remendam…”
► Grêmio Arena: o estádio padrão FIFA mais moderno da América Latina ► Beira-rio: sem comentários

- 56 metros de altura; - 65.000 lugares.

- 26 metros de altura (Gigante???); - 51.300 lugares. ► O atraso das obras no beira-rio foram o motivo que Porto Alegre perdeu a Copa das Confederações em 2015; ► A cobertura do estádio ainda não está garantida.

14.Dez.2010 Inter – A Maior Vergonha da História do Futebol Brasileiro

A Maior Vergonha da História do Futebol Brasileiro

Fonte/Link: http://terramagazine.terra.com.br/inte rna/0,,OI4843859-EI11349,00A+maior+derrota+da+historia+do+fut ebol+brasileiro.html

Por fim, as palavras de Pedro Ernesto Denardin no final do jogo contra o Mazembe:

“O Inter envergonha o Brasil!”

Obrigado, Renan… que ainda conseguiu imitar pra gente o maior carrasco do clube…

Resumo
- ter menos títulos nacionais, internacionais e, também, regionais na história; - ser a maior vergonha da história do futebol brasileiro ao perder para um time da República Democrática do Congo; - ter sido único clube rebaixado pela FIFA por calote; - ter disputado 8 vezes a Taça de Prata (2ª Divisão entre 59-70) e mentir aos próprios torcedores ao dizer mais de 100 anos na série A; - fazer MKT com a Suruga Bank e com a Sulamericana de Reservas que sequer valia vaga pra Libertadores, criando novos logos, símbolos, coroas...; - ter um título mundial que vale exatamente a mesma coisa que o do Corinthians, segundo a própria FIFA; - ter a FIFA mandando retirar o letreiro do mundial instalado no estádio por querer fazer MKT onde não se deve; - ser Campeão de Tudo 23 anos após o rival, sendo o rival já 2 vezes Campeão de Tudo sem nunca ter se vangloriado disto; - ter consideravelmente a menor torcida (3 milhões a menos); - ter uma torcida que imita a rival (faixas, bandeiras, tambores, batidas...); - ter incontestavelmente o pior estádio; - perder a maioria das decisões quando enfrenta o rival (Gre-nais que valem título); - nunca ter ganhado um título importante fora de casa; - não ser reconhecido internacionalmente e ser confundido como “Porto Alegre” pelo próprio presidente da FIFA; - ser chamado de sombra do Grêmio pela própria FIFA no site oficial; - ter ídolos de menor expressão e muitos deles traídos ou menosprezados (Gabirú); - nascer e ter seu auge após a criação da internet e, mesmo assim, ser menos conhecido que o rival (Grêmio é 17 vezes consecutiva Top of Mind em 2012); - conquistar feitos fora do Brasil 23 anos após o rival e somente com Libertadores Mexicanizadas (Chivas, Pumas...); - ter o maior jejum de títulos da história...

Depois de tudo isso, é realmente difícil entender quando um torcedor do inter diz: “- Como é bom ser colorado...”

Está até no hino deles! No fundo, no fundo... queriam ser gremistas!

“... Teus astros cintilam num céu sempre AZUL...”

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful