You are on page 1of 3

REUNIÃO DA DGRHE COM ORGANIZAÇÕES SINDICAIS

Mesmo sem ter sido, ainda, publicada a alteração ao diploma de concursos, a DGRHE
promoveu uma reunião com as organizações sindicais a propósito da próxima abertura
dos concursos para 2009/2013. Todas as informações foram dadas sob reserva, isto é,
com a possibilidade - que foi anunciado que será muito remota - do Presidente da
República não promulgar aquela legislação.
Nesta reunião, os Sindicatos não receberam, tão pouco, a versão que foi a aprovação em
Conselho de Ministros, situação que, mais uma vez, contestámos.
Assim, foram dadas as seguintes informações:
- as escolas receberam, da DGRHE, um mapa provisório sobre vagas do respectivo
quadro, onde consta a distribuição dos seus professores, sendo um quadro da categoria
de professor e outro quadro da categoria de professor titular. Neste mapa é dada a
indicação da distribuição dos docentes por índices de vencimentos, do número de alunos
e do orçamento anual da respectiva escola;
- O concurso continuará a ser nas modalidades de Interno e Externo. Para as
necessidades transitórias, haverá o concurso nacional, a ocorrer em Agosto (1º
momento) e a Bolsa de Recrutamento (2º momento), a ocorrer entre Setembro e
Dezembro.
É primeiro objectivo destas fases garantir a colocação dos professores do quadro sem
componente lectiva e dos Professores dos QZPs não colocados no concurso interno.
Será também, o momento da colocação dos professores sem componente lectiva
(horário zero), dos professores candidatos a condições específicas e para aproximação à
residência.

Critérios para graduação profissional


– para este concurso os critérios serão os mesmos dos anos anteriores (tempo de serviço
e classificação profissional); para os próximos anos, o tempo de serviço só contará se a
avaliação for de BOM, tendo as menções de EXCELENTE e MUITO BOM as
pontuações que constam na última proposta do Ministério da Educação.
Quadros de Agrupamento
– este próximo concurso de 2009 é já realizado para quadros de agrupamento.

Integração nos Quadros de Agrupamentos


Os Professores dos Quadros de Escola serão automaticamente integrados nos Quadros
de Agrupamento ou Escola não agrupada. Ficam a exercer funções na escola onde estão
este ano colocados.
Se quiserem mudar de quadro, terão de ser opositores ao concurso;
- Os professores colocados entre 2006/2008 em consequência da fusão, extinção e
reestruturação de Escola ficarão no quadro de agrupamento e a exercer funções na
escola onde estão colocados; se quiserem mudar de quadro terão de ser opositores a
concurso.
- Os Professores dos QZPs terão de concorrer. Poderão fazê-lo apenas às escolas
(agrupamentos) do seu QZP.
Caso não sejam colocados, não serão incluídos na Bolsa de Recrutamento para
colocação. Irão, assim, para a mobilidade. Se forem opositores às escolas
(agrupamentos) do seu QZP e a outro(s) QZPs, serão colocados dentro das suas
preferências e integrarão, até obterem colocação, a Bolsa de Recrutamento
Os professores de QZPs que não obtenham colocação continuarão a pertencer ao QZP.
Estes quadros serão extintos à medida que forem vagando.
- Os Professores de Educação Especial poderão ter serviço distribuído noutro
agrupamento ou agrupamento de concelho limítrofe.
- Os Professores colocados pelo concurso externo poderão ter serviço distribuído em
qualquer escola do quadro do agrupamento com critérios a definir pela escola.

Necessidades Transitórias
- São necessidades anuais que dependem das matrículas dos alunos
1º momento de colocação nacional – Agosto
2º momento de colocação (Bolsa Recrutamento) – Setembro a Dezembro

Contratos
- Só haverá lugar a contratação quando não houver professores dos quadros, por
colocar;
- Só poderão concorrer professores com habilitação profissional;
- Os alunos finalistas, bem como os que estão a fazer a formação em serviço, não terão
época especial para concurso. Só poderão concorrer ao concurso de 2010/11.
- Os professores de Técnicas Especiais ficarão no QZP onde estão colocados. Não serão
opositores a este concurso;
- Os professores colocados nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira poderão
concorrer, tal como o fizeram nos concursos anteriores;
- Os professores de Português no Estrangeiro concorrerão de acordo com a situação que
têm, ou no lugar de quadro de escola ou no lugar de QZP.

Processo de Transferência de Professores Titulares


- Podem concorrer para Agrupamento de Escolas ou Escola não Agrupada onde ficaram
vagas por preencher no concurso de 2007 os professores com a categoria de professor
titular.

Critérios para transferências


- pontuação obtida no concurso de acesso à categoria de professor titular;
- para os professores titulares de concurso extraordinário, será feita a graduação de
acordo com os critérios do concurso de 2007;
- as escolas poderão indicar os grupos a que os professores titulares estão interessados a
candidatar-se;
- Em princípio só os professores candidatos terão acesso às vagas a concurso quando
entrarem na candidatura.

Prazos
Concurso normal – dependente da publicação do novo diploma de concursos. Em
principio até final de Fevereiro.
Transferência Professores Titulares – dependente de publicação de Despacho que
poderá ocorrer na próxima semana.