Tarot Mitológico

Uma Abordagem Psicológica dos Arcanos do Tarot

Perséfone, a Sacerdotisa, é a governante invisível do misterioso e insondável mundo interior que a psicologia denomina inconsciente. Portanto, aquela que nos autoriza a ingressar nesse território. Pode ser entendida como nosso "guia" quando mergulhamos nos recessos mais profundos de nosso psiquismo. Escolhi-a para recepcioná-los e acompanhá-los em sua jornada pelos Arcanos do Tarot.

Existem duas abordagens para o Tarot: a histórica, basicamente factual e concreta, e a psicológica, basicamente arquetípica. Tratarei aqui da segunda modalidade, pois acredito que o Tarot opera como uma espécie de "espelho da psique", revelando os aspectos inconscientes da pessoa que o consulta. Da mesma forma, existem várias versões do Tarot e tenho estudado algumas delas ao longo dos anos. Entretanto, tenho uma preferência muito especial pelas cartas do "Mythic Tarot" de Juliet Sharman-Burke e Liz Greene, pois congregam duas grandes paixões: o Tarot e a Mitologia Grega. O Mito descreve padrões da vida por meio de parábolas, histórias e representações iconográficas. A mitologia grega é um exemplo vivo da eternidade e sofisticação da essência do homem.

Origens do Tarot

O Tarot Mitológico

Os Arcanos Maiores

Os Arcanos Menores

Tipos de Leitura

Bibliografia

O TAROT

Origens A Viagem Significado Básico das Cartas

Origens
As origens das cartas do Tarot são muito vagas e obscuras, a despeito da vasta literatura a respeito. Ninguém sabe dizer ao certo de onde vieram ou como chegaram até nós. Das diferentes histórias que contam sobre sua criação, a mais difundida é a de que o Tarot remonta ao Antigo Egito.

A Lenda do TAROT

Conta-se que em uma época que o tempo já esqueceu, uma gloriosa civilização do antigo Egito, no ápice de seu desenvolvimento, enfrentou um perigo que culminaria em sua total destruição. Um grupo de Sacerdotes, prevendo a queda de sua civilização e temendo a perda de todo o precioso desenvolvimento e conhecimento conquistados até então, decidiu que deveria encontrar uma maneira de preservá-lo, perpetuando-o para as futuras gerações. Iniciou-se dessa maneira um imenso debate envolvendo todos os sábios da civilização, que durou dias e dias. Após muito discutir, um dos sábios deu a sua sugestão: que se inscrevesse todo o conhecimento nas paredes de seus templos e edifícios, fazendo que, quando outros povos encontrassem as cidades pudessem aprender com as inscrições.

nas lâminas dos Arcanos Maiores e Menores do Tarot. Um bom tempo passou e. em forma simbólica. continuou o debate quando outro sábio manifestou-se: recrutariam das civilizações vizinhas os dez habitantes mais inteligentes e após longo e rigoroso treinamento secreto. como ninguém se manifestou. tudo se perderia! Após esse insucesso. Paus. portanto. Cavaleiro e Pajem. acompanhadas das figuras do Rei. ao serem estudadas por pessoas sérias e envolvidas com as ciências ocultas. Cada lâmina . Rainha. de animais. conseqüentemente. façamos um livro que contenha toda a essência universal e que tenha a forma de um jogo. todos chegaram à conclusão de que a única maneira realmente eficaz de preservar sabedoria através dos tempos. e isso acontecendo. dispostas de Ás a 10. distribuídas em 4 naipes (Copas. seria por intermédio do jogo de cartas. Desse modo. O Baralho do TAROT O Tarot é um baralho composto de 78 lâminas. perguntou aos demais qual era a única faceta humana que nunca desapareceria da face da Terra. dividido em 2 grupos principais: os Arcanos Maiores e os Arcanos Menores. E assim o debate prosseguiu na busca desesperada de uma solução viável. cores e símbolos. independente da morte dos magos a sua cultura estaria salva. As lâminas são ilustradas com o simbolismo universal. Espadas e Ouros ). que ainda não havia se manifestado. contendo figuras humanas. os chamados iniciados. estariam prontos para transmitir toda a sabedoria aprendida a outros. relacionadas às imagens arquetípicas.Ouvindo isso os outros sábios salientaram que paredes podem ser derrubadas. Essas cartas. O primeiro grupo é composto por 22 lâminas numeradas de 0 a 21 ou de 1 a 22 e. Enquanto a humanidade exercitar sua compulsão competitiva aprenderá intuitivamente os segredos da vida e. sintetizaram todo o antigo conhecimento. Novamente os outros sábios apontaram que o ser humano sempre subverte e adultera o que aprende. e que depois de algum tempo o conhecimento estaria irremediavelmente perdido. o segundo. Finalmente. o mais velho e experiente entre eles. desvendará os mistérios de sua existência!" Assim. ele próprio concluiu: "O vício é uma vertente intrínseca ao homem e nunca sairá do nosso meio. composto por 56 lâminas. permitiriam o resgate da antiga sabedoria. Não existem lâminas positivas ou negativas. cada um com 14 lâminas.

Caminhou muito tempo sem saber que rumo seguir... A palavra Arcano.. num de seus números apresentados para a corte. que na realidade é a nossa grande viagem interior.. iria buscar seu próprio caminho! Se aquela pequena borboleta. havia lhe ensinado uma lição. começou a relembrar todas as suas lições: . exausto. Sem saber o que fazer de sua vida dali por diante e muito confuso pegou seus pertences.é adequada ao padrão de consciência do ser humano. parou à beira de um precipício e começou a pensar. No Tarot.. pois nesse momento encheu-se de energia e resolveu não mais saltar no precipício mas sim encontrar um meio de sobrevivência.. ela é realizada pelo Louco. e mais do que isso. Podemos entender o tarô como um alfabeto simbólico para orientar o homem em sua jornada. conforme sintetizamos abaixo: "O Caminho do Louco" Adaptado do Livro de Roberto Caldeira Há muito tempo atrás. amarrou numa pequena trouxa e partiu."O que fazer da minha vida?". Arcanum. O termo em latim. A viagem arquetípica da vida. foi criada pelo médico e alquimista Paracelso. significa oculto ou misterioso. num reino distante. dessa mesma maneira reconstruiria tudo aprendendo com todos aqueles que haviam passado por sua vida! E assim. até que. Foi quando viu uma borboleta voar perto de si e sorriu. um bobo da corte fora deposto de seu cargo por ter ofendido o Rei. A Viagem Acredita-se que a seqüência de cartas descreve diferentes estágios de uma viagem. evocando a idéia de um conteúdo hermético que precisa ser revelado. colorida.

deve-se criar e agir para movimentar essa vontade. O Papa lhe ensinou que a religiosidade com consciência pode trazer a sabedoria e que os dogmas não são de todo ruins se souber usá-los com cautela e na hora propícia. ser um buscador e almejar realizações. .O Mago lhe ensinara a começar tudo de cabeça erguida. Não basta querer. com liderança e força de vontade. A Sacerdotisa lhe mostrara que a reflexão é muito importante para a sua vida e que às vezes a passividade é uma postura inteligente. a razão. O Imperador mostrara que para conseguir dominar um reino é necessário organizar-se. A Imperatriz dissera que com criatividade e iniciativa qualquer pessoa pode conseguir o que é desejado. ter rigidez para os momentos difíceis e criar estrutura firme para poder abrigar seus ideais com responsabilidade. tendo sempre à mão todos os elementos necessários : o sentimento. o espírito e a prática do que desejasse. pois traz tranqüilidade e sabedoria. flexibilidade e concessão.

Os Enamorados lhe passaram a lição de que sem opção a vida fica mais difícil e que não há como fugir das decisões a serem tomadas... Alertaramno de que, desde que se opte por um caminho, obtém-se a proteção dos céus, mas é preciso fazer a opção;

O Carro lhe mostrou que esse caminho escolhido pode ter obstáculos, pode se bifurcar...mas nada disso importa, se quem o conduz está altivo, ereto e seguro de que atingirá suas metas, sabendo que esses obstáculos fazem parte da trilha escolhida;

A Justiça disse que para ser verdadeiramente justo é preciso ser imparcial, saber usar das próprias armas e fazer uso de sua espada apenas para defender-se. Para isso é preciso dosar muito bem seus próprios valores, a fim de não se corromper nessa jornada;

O Eremita lhe falara que para caminhar nas noites escuras ele precisaria de uma luz e que esse lume não precisaria ser forte, mas apenas clarear cada passo que desse. Por isso, com um cajado (sua sabedoria) e uma lanterna (sua personalidade , sua essência) iria até os confins do Mundo;

A Roda da Fortuna mostrara os ciclos da vida, as instabilidades que as pessoas se sujeitam quando não são o seu próprio eixo. Ensinou-lhe que as fases fazem parte do cotidiano interno e externo, por isso é importante reconhecê-las para poder aprender e assim modificá-las;

A Força passou-lhe o ensinamento de domínio sobre os medos, dúvidas e incertezas. Mostrou-lhe que fazem parte da vida e geram a prudência e a experiência! Não estão ali para proibir e impedir o caminhar... Por isso, lidar abertamente com seus receios traz segurança e coragem para os dias mais turbulentos;

O Enforcado lhe ensinara a buscar espiritualidade, sempre, para não precisar estagnar e ficar sem vontade de seguir sua real vontade;

A Morte dissera-lhe que existiria o recomeço e a transformação apenas quando abandonasse o que teve e o que foi anteriormente... o passado deve ficar para trás e o reinício se dá apenas quando há disposição de caminhar em frente , tendo certeza de que o novo será sempre melhor que o velho;

A Temperança falara que o domínio da emoção e da razão está na fé, que movimenta e engrandece a vida... a fé em si mesmo para poder viver o equilíbrio interno;

O Diabo mostrara que os Homens têm valores muitas vezes perigosos, que o poder pode corromper, o materialismo e a vaidade podem ser armas nas mãos de um indivíduo e por isso, deve-se usar a experiência para não confundir crescimento com ganância;

A Torre demonstrou-lhe que tudo o que é construído em base fraca um dia cairá ou romperá e que, com essas rupturas, se aprende a calcar alicerces mais firmes na vida;

A Estrela falara que a pureza dos sentimentos e da vida está no fato de aceitar quem se é e não ter vergonha de si mesmo, mostrando-se sempre limpo e transparente;

A Lua mostrara suas maravilhas abrigadas no inconsciente, lembrou que os homens não vivem sem a magia e que as conexões com a natureza interna e externa devem ser sempre muito respeitadas;

O Sol falara que não se caminha sem a criança interior, que nos ensina a cair e levantar, a sorrir sem precisar de motivo e a viver com amor incondicional dentro e fora do coração;

O Julgamento demonstrou que na vida é preciso vocação, é preciso um toque de sobrenatural, é preciso se questionar para se conhecer e conhecer a Verdade;

sabendo que tinha muito a fazer dali pela frente.. renovado. Significado Básico das Cartas: O Mago A Sacerdotisa A Imperatriz O Imperador O Papa Os Enamorados O Carro A Justiça O Eremita A Roda A Força O Enforcado A Morte A Temperança O Diabo O Começo A Intuição O Intelecto O Poder A Responsabilidade A Indecisão O Domínio O Equilíbrio A Sabedoria O Movimento A Vitória A Acomodação A Transformação A Moderação A Ambigüidade . E assim.. feliz e consciente. mas que sendo seu melhor companheiro não desistiria de viver jamais...O Mundo o relembrara que Deus quer todos os seus filhos felizes e que plenitude traz realizações para quem deseja trilhar um Caminho com o coração... o Louco recomeçou sua jornada.

A Torre A Estrela A Lua O Sol O Julgamento O Mundo A Ruptura A Esperança A Ilusão A Realização O Renascimento A Recompensa As imagens utilizadas pertencem ao Tarot Rider-Waite O Tarot Mitológico .

mas sim porque há um significado associado. existe o sentido da morte. as divindades gregas antecederam e permearam quase todos os símbolos religiosos da cultura judaico-cristã. dessa maneira. nossa própria natureza com sua profunda ambivalência de corpo e alma e seus impulsos mutuamente contraditórios com relação à auto-realização e à inconsciência. provenientes da imaginação do homem. por exemplo. é uma experiência arquetípica. É o que queremos dizer com o nascimento e a morte como experiências internas e externas. mas também é uma experiência psicológica. sempre haverá uma carta do Tarot . ou entramos em uma nova fase da vida. A Psicologia moderna usa o termo "arquétipo" para descrever esses padrões que são universais e existem em todas as pessoas de todas as civilizações e culturas. pois a cada vez que mudamos ou terminamos alguma coisa. assim como a arte e a literatura de todo o Ocidente. Permanecem como as imagens mais precisas e fundamentais para descrever os muitos ângulos e nuanças que operam na psique humana. figuras ou representações espontâneas. O nascimento. que descrevem em linguagem poética as experiências fundamentais e os padrões do seu desenvolvimento. Amorais. embora paradoxalmente trazendo profundas verdades morais. As imagens míticas são quadros. pois toda vez que começamos algo novo. As ligações entre os fatos de nossa vida cotidiana e o Tarot não existem porque as cartas sejam mágicas. em todos os períodos da História. existe o sentido de nascimento. São símbolos da natureza humana. Assim também é a experiência da morte.No Tarot Mitológico as cartas são redesenhadas de acordo com os deuses da mitologia grega. Deparamo-nos com essa experiência em diferentes níveis e em diferentes momentos da vida e.

desde o nascimento. conduz o homem para uma outra viagem. sem qualquer motivo aparente. percorrendo a infância sob a proteção dos pais. talvez interiormente aquela situação arquetípica.que poderá descrever cada uma delas e que irá aparecer misteriosamente num jogo. . A natureza arquetípica das imagens aciona um reflexo no intérprete. por sua vez. com os amores. Os Arcanos Maiores (Osho Tarot) As 22 cartas dos Arcanos maiores compõem uma série de imagens que descreve diferentes estágios de uma viagem. o Tarot opera como uma espécie de "espelho da psique". morais. desespero e transformação. num momento em que estejamos experimentando. mais tarde. que vislumbra uma espécie de insight em relação ao consulente. até chegar à vitória e à realização do objetivo. conflitos e rebeldias. As mudanças internas durante esse percurso precipitam acontecimentos externos que por sua vez estimulam as mudanças internas. suas perdas e crises. É a viagem da vida. Assim. com seus desafios éticos. revelando padrões arquetípicos ou forças que atuam em sua vida naquele momento. que todos os homens fazem. para em seguida despertar com esperança renovada. depois passando pela adolescência. que. pela maturidade.

Todas as cartas dos Arcanos Maiores são ritos de passagem. Ao final da jornada. uma outra proposta a ser seguida. a viagem do Louco. pois semre há um novo ideal. Os Arcanos Maiores do Tarot Mitológico O Louco O Mago / A Papisa / A Imperatriz / O Imperador O Hierofante / Os Enamorados / O Carro / A Justiça O Eremita / A Roda / A Força / O Enforcado A Morte / A Temperança / O Diabo / A Torre A Estrela / A Lua / O Sol / O Julgamento O Mundo . ele começa outra. a primeira das 22 cartas. que emerge da caverna maternal e se lança no desconhecido. um novo sonho pelo qual batalhar. pois a cada objetivo atingido.A viagem dos Arcanos Maiores é. na realidade. surge uma nova meta. estágios e processos dinâmicos pelos quais o Louco caminha em sua jornada de crescimento e aprendizagem. um novo ciclo que prepara para algo ainda maior.

dando-a de beber à Perséfone. Diôniso. princesa de Tebas. Hera recorreu aos Titãs. que engravidou e deu à luz novamente a Dionísio. configura a imagem do impulso misterioso dentro de nós. a abertura de caminhos e a ampliação dos horizontes desconhecidos. o deus misterioso chamado de O Que Nasceu Duas Vezes. aquilo que nos impele para o desconhecido. Dionísio. deus dos deuses e da mortal Sêmele. No nível psicológico. Assim. persuadindo-a a pedir a Zeus que se mostrasse em todo seu esplendor e glória divina. O Louco. Zeus intercedeu novamente e colocou seu coração que ainda batia em uma poção. sem um mínimo de hesitação. ao terminar a gestação Dionísio nasceu perfeito. Zeus que prometera nada negar a Semele. representa o impulso irracional que provoca a mudança. filho de Zeus. esposa imortal de Zeus. Representa o . ainda grávida. caiu fulminada. futura esposa de Hades. não suportando a visão do deus circundado de clarões. observa horrorizado esse espírito jovem e indomado que se prepara para saltar num abismo. enfurecida com sua infidelidade disfarçou-se de ama-seca e foi ter com Semele. Hera.Encontramos o herói de nossa jornada. o mensageiro dos deuses a costurasse em sua própria coxa. Zeus apressou-se a retirar a criança que ela gerava e ordenou que Hermes. atendeu ao pedido e ela. Nosso lado conservador. ordenando que matassem a estranha criança de chifres.

mas também o desejo de saltar no desconhecido. nós também nos colocamos no umbral de uma nova jornada. pois jamais conseguiremos distinguir a percepção divina contida no impulso do fato de estarmos agindo tolamente. no início de cada viagem. No nível divinatório o Louco indica o advento de um novo capítulo da vida. a excitação e o temor. que não possui base ou argumentação racional e tampouco foi preparado ou projetado anteriormente. pois não existe garantia. Mas não começar a viagem seria negar todo o potendial jovem e criativo que existe em nós mesmos. Existe o risco. começa a grande jornada da vida descrita pelos Arcanos Maiores do Tarô. algo que surge do nada. O Louco é tão ambíguo quanto Dionísio. Arcanos Maiores . E entre a ambigüidade. O louco está no início de sua viagem e.impulso em direção à mudança. sempre que somos acometidos pelo impulso misterioso que ele representa. O louco é uma figura ambivalente. de chegarmos a salvo ou mesmo de chegarmos ao fim dela.

sempre vai existir um vislumbre das profundezas do inconsciente para indicar-nos que direção devemos tomar e que escolhas poderemos fazer. Filho de Zeus e a ninfa Maia. o que o tornou mestre dos quatro elementos geomancia (adivinhação pela terra) . vermelho e branco. o fiel mensageiro dos deuses. dado por seu irmão Apolo. Indica um momento de clareza e de identificação das possibilidades inexploradas.Estamos diante de Hermes. Pode surgir como um pressentimento. que ainda não se manifestou em nós. chamada também de Mãe Noite. No nível psicológico. O Mago aponta para os dons e para o potencial criativo. uma intuição. significa que em algum ponto dentro de nós. suas cores. não importa o quanto estejamos perdidos e confusos. quando ainda era jovem.piromancia (adivinhação pelo fogo aeromancia (adivinhação pelo ar) . ou uma sensação de sermos empurrados a aceitar as novas oportunidades. Hermes é filho da luz espiritual com as trevas primordiais. . Hermes tinha o dom da adivinhação. a mais jovem das plêiades. refletem a mistura das paixões terrenas com a clareza espiritual. o Mago representa o guia.hidromancia (adivinhação pela água).

da intuição e dos sonhos. . Enfim. Perséfone abriu mão da infância para tornar-se a guardiã dos segredos e mistérios de seu sombrio domínio. O indivíduo pode estar sendo conduzido para esse mundo sem qualquer explicação por intermédio de seu interesse pelas coisas ocultas. Ela indica a força da intuição do indivíduo e sugere que haverá um encontro com o mundo interior. talvez. o velho barqueiro. que a psicologia denomina como o "inconsciente".Representada na figura de Perséfone. a Sacerdotisa é uma mulher espiritualizada. dotando-nos com esse conhecimento. rainha das trevas. sem dar uma moeda a Caronte. esposa de Hades e filha da Mãe Terra Deméter. As almas dos mortos não podiam atravessar o rio Estige. Esse universo contém nossos potenciais a serem desenvolvidos. Cérbero e nenhum ser humano podia invadir seus domínios sem a autorização de Hades. pelo esoterismo ou. A Sacerdotisa é a lei natural operando dentro das profundezas da alma. pelos efeitos de algum sonho perturbador. por algo que de alguma forma lhe diga que existem forças superiores que atuam na vida das pessoas. que revela forças ocultas e segredos. No nível psicológico. seu reino era protegido pelo terrível cão de três cabeças. bem como as facetas mais primitivas e sombrias da nossa personalidade. Perséfone estaria ligada à Hades eternamente. que governa o desenrolar do destino a partir de um ponto invisível e que é apenas revelado por meio do sentimento. E assim por ter comido a romã. é a imagem do elo com o misterioso e insondável mundo interior.

reflete a experiência da maternidade. recusando-se em devolver-lhe a abundância. a imagem de Deméter. Ao saber de sua filha Perséfone ser raptada por Hades. E a apreciação em todos os sentidos dos prazeres simples da vida cotidiana. soberana da natureza e protetora das criaturas jovens e indefesas. Ela regia os ciclos da natureza. a imagem do poder das entranhas da terra. o sombrio senhor das trevas. pois esse é o aspecto da natureza humana que sabe ter paciência e sabe esperar com tranqüilidade até o momento em que as coisas estejam maduras. que não está restrita apenas aos processos físicos de gestação. a Imperatriz. Sem ela. nascimento e aleitamento. presidia a gestação e o nascimento da vida nova. mas também à experiência interior da Grande Mãe. Deméter é uma deusa matriarcal. É a conscientização de sermos parte da natureza e de estarmos ligados à vida natural. ordenou que a terra secasse. No nível psicológico. não poderemos gerar nada e não seremos capazes de dar frutos. ou seja: a descoberta do corpo como algo precioso e valioso e que requer muita atenção. não poderemos gostar do nosso corpo e estaremos desligados do . Deméter enfurecida. Se não tivermos a Grande Mãe dentro de nós. quando então teremos condições de agir.Aqui nos encontramos com a Deusa Deméter.

deus dos deuses. indica a chegada de uma fase da vida mais ligada às coisas terrenas. A Imperatriz. Estamos agora diante do grande ZEUS. quando surge num jogo. Foi o filho mais novo do Titã Cronos (tempo) e Réia. Durante cinco anos seguidos. não respeitando os limites da realidade. Mais tarde. dentro de uma caverna. colocando-nos num plano puramente intelectual e fantasioso. ou mesmo o nascimento de uma criança podem estar prestes a ocorrer. Contava a profecia a Cronos que um dia um de seus filhos tomaria o seu lugar. Pode significar o nascimento de uma criança com pendores artísticos e criativos. onde deu à luz a Zeus. Réia deu à luz a filhos e filhas. . Por meio desta carta. também requer paciência e disposição por parte da Grande Mãe. contudo. fugiu para a Arcádia. como um local de paz e estagnação.sentido natural. Um casamento. ao saber que estava grávida de seu sexto filho. Réia não suportando mais a idéia. poderemos estar no âmago do corpo e dos instintos. os quais Crono engolia tão logo nasciam. de criatividade e limitação.

indica o confronto com o princípio paternal. construir alguma coisa no mundo. que prevalece na instituição dos valores. tanto em seu aspecto positivo quanto negativo. temos de concretizar uma idéia. O Imperador. o Imperador é o espírito. No nível psicológico.Zeus tomou o lugar de seu pai e estabeleceu o monte Olimpo. É o princípio masculino dentro de cada um de nós. Nesse momento somos desafiados a trazer algo à tona. abrir um negócio ou reestruturá-lo. Arcanos Maiores . bem como a disciplina e a antevisão de que precisamos para completar nossos objetivos. como um noivado ou um casamento. O Pai dentro de nós implica também o auto-respeito. em vez da intuição natural requisitada em situações anteriores. e não o corpo. fazer um plano. ou mesmo estabelecer vínculos familiares. por exemplo. para depois aceitar os desafios da vida. como morada dos deuses. Como. representa a experiência da paternidade. pois é exatamente esse aspecto de nossa personalidade que pode fazer uma escolha ou estabelecer um princípio. nossos códigos de ética e a auto-suficiência com a qual conseguimos sobreviver no mundo. Nesse momento.É a autoridade e a ambição que nos impulsionam a conseguir o que queremos. Zeus . É o pai que incorpora nossos ideais espirituais. o Imperador.

antes mesmo de serem iniciados nas artes marciais ou governamentais.Encontramos agora Quíron. Ele simboliza o mestre espiritual dentro de cada um de nós. Esse questionamento pode se traduzir no estudo aprofundado de alguma filosofia. e em virtude de sua sabedoria e profunda espiritualidade. ao surgir num jogo. Quíron. foi sagrado rei dos centauros e recebeu a incumbência de ensinar a todos os jovens príncipes das famílias reais gregas. Quíron morreu após receber a visita de Hércules. No nível psicológico o Hierofante representa a parte do ser humano que se eleva às questões do espírito para compreender aquilo que Deus deseja de nós. os valores espirituais e o respeito às leis divinas. . ao acidentalmente se ferir com a flecha envenenada com o sangue venenoso da Hidra. que acabara de matar a Hidra de Lerna. o Hierofante. indica que o indivíduo está começando a buscar algumas respostas de ordem filosófica. o intermediário que estabelece a ligação entre a consciência terrena e o conhecimento intuitivo da lei divina. rei dos centauros. É o intérprete que esclarece a natureza das leis que devemos seguir para entrarmos em sintonia com o divino. O centauro foi educado por Apolo e Ártemis. autoridade espiritual e mestre de todos os jovens heróis da mitologia.

ou crença. Zeus decidiu que Páris. rainha de Esparta e. esposa de outro homem. Afrodite e Atena. escolheu Afrodite sem a menor hesitação. despindo-se de suas poucas vestes. e Afrodite. Sua recompensa foi a famosa Helena.ou de um sistema religioso. por sua enorme experiência com mulheres seria o melhor juiz. prometendo-lhe por esposa a mais linda jovem mortal. Atena prontificou-se a fazer dele o guerreiro mais valente. que recebeu de Zeus a incumbência de presidir um concurso de beleza entre as três deusas: Hera. ofereceu-lhe a taça do amor. Assim foi conflagrada a famosa guerra de Tróia. No nível psicológico. Páris além de não ter consciência ainda sobre os valores morais e espirituais. representa o primeiro grande . para seu azar. Hera ofereceu-lhe o império do Mundo. o julgamento de Páris. Estamos agora diante do príncipe troiano Páris. ou mesmo na forma de um profundo comprometimento com relação ao sentido da vida.

Representa também nossos valores. uma vez que nossa escolha nos remete ao tipo de pessoa que queremos nos tornar. a escolha entre a carreira e o casamento.desafio na vida. A carta dos Enamorados do indica a necessidade de escolha quase sempre no plano amoroso. que poderão trazer. A carta diz respeito à necessidade de se olhar atentamente as implicações das escolhas pessoais e não se deixar conduzir cegamente pelos impulsos. Algumas vezes a escolha está implícita num triângulo amoroso mas também pode refletir o problema de um casamento precipitado. ou mesmo entre um projeto mais criativo e outro mais concreto. . Sua escolha está vinculada a seus desejos e não à sua pessoa. Estamos aqui diante do dilema: livre-arbítrio versus compulsão instintiva. O dilema não se restringe apenas a decidir entre duas mulheres ou entre dois homens. para o desenvolvimento individual: o problema da escolha do amor. a deflagração da própria derrota.

seguem em direções opostas e simbolizam as ânsias animais e selvagens em conflito dentro de nós mesmos. resultam em crescimento e fortalecimento da personalidade. seus escudeiros Deimos (espanto) e Phobos (terror) acompanhavam-no em todas as batalhas. pois. Surpreendendo-os Hefestos jogou uma rede sobre os dois e chamou todos os deuses para que servissem de testemunha do adultério. os dois adúlteros caíram em sono. O Carro é a imagem dos instintos agressivos guiados pela vontade do inconsciente. Os cavalos que puxam o Carro. Entretanto Afrodite. perderemos toda a potência e a força para sobreviver e vencer os obstáculos da vida. impressionada pela beleza e vigor do jovem guerreiro. o deus ferreiro Hefesto. Esse conflito não poderá ser evitado. que. O Carro num jogo indica o conflito e a luta. repletas de vitalidade e ao mesmo tempo sem a menor vontade de operar em harmonia. Depois dos prazeres do sexo. pois estava associado aos conflitos e derramamento de sangue. por sua vez. se o forem. No nível psicológico. Ares foi de muitas formas um deus repelido. . mas não devem ser reprimidas ou anuladas. mas deverá ser encarado com força e comedimento. e apaixonou-se por Ares. alegrava-se nas lutas. saciados e cansados.Encontramos agora ARES. Essas forças devem ser trabalhadas com força e firmeza. doente e aleijado. o deus da guerra. não conseguiu deixar de compara-lo ao marido. É possível que a pessoa tenha de enfrentar não apenas a agressividade dos outros mas os próprios impulsos e anseios agressivos.

Zeus engoliu a mulher antes da criança nascer. essa faculdade era divina. Hefestos o deus ferreiro. Seu julgamento se estrutura nos princípios éticos que servem de parâmetros rígidos para qualquer escolha. A Justiça é a imagem do julgamento reflexivo e da racionalização. foi acometido de uma dor de cabeça tão forte que quase o enlouqueceu. filha de Zeus e Métis. Para impedir que a profecia se cumprisse. Mais tarde a deusa tornou-se a filha favorita de Zeus. viviam em comunhão com a natureza e com os animais. e da ferida aberta saltou vestida e armada. O julgamento de Atena não tem por base o sentimento pessoal. o que acarretou em inveja por parte dos outro deuses. Sempre que a Justiça aparece num jogo. Para os gregos. Para curá-lo. há a necessidade do pensamento equilibrado e da tomada de decisão imparcial. mas a avaliação imparcial e objetiva de todos os fatores contidos numa situação. Atena que soltou um grito de guerra triunfante. Urano previu que aquela criança seria mais poderosa que o pai. ao contrário dela. quando Métis ainda estava grávida. deusa da prudência. abriu-lhe a cabeça com um machado de bronze. Logo depois.Falamos de Atena. porque diferenciava o homem do animal. Era livre para julgar os homens que. assim como a espada de . deusa da Justiça. E. No nível psicológico.

seguido pela morte. se uniram e produziram a primeira raça. a carta também tem dois lados. Assim iniciou-se a história de .Atena. os titãs. Existem algumas circunstâncias em que a reflexão fria de Atena é idealista demais e pode vir a destruir o calor e o aconchego de um relacionamento pessoal. Sua espada pode cortar o coração com verdades gerais que não se aplicam a uma situação específica. Crono não conseguia aceitar a própria lei que havia estabelecido. Contudo. Conta a mitologia que Urano. o deus antigo cujo nome significa Tempo. do nascimento e do crescimento. Arcanos Maiores Agora nos encontramos com Cronos. pela gestação e renascimento. começou a engolir os filhos para preservar o seu reinado. Quando lhe foi dito que seria destronado da mesma maneira que havia destronado o pai. O Céu e Géia (a terra). Como deus do Tempo. Crono governou a passagem ordenada das estações.

o Eremita. A descoberta de que se está realmente sozinho na vida constitui o dilema que todos os homens precisam enfrentar. Cronos. de forma a obtermos paciência e sabedoria. e de uma maneira misteriosa. o Eremita.Zeus. No nível psicológico. A aceitação da própria condição é também. devendo aprender com a solidão e no silêncio da própria dor. Nada pode ir além do âmbito da própria vida e nada permanece inalterado. Essa é uma faceta óbvia e simples da vida. cujo aprendizado nos causa sofrimentoque a despeito da simplicidade e que só nos chega com a idade e a experiência. num passe de mágica. Cronos é um deus que encarna tanto o sentido do tempo como também se rebela contra ele. de exílio voluntário das coisas mundanas. é a imagem da quarta e última lição moral que o Louco deve aprender: a lição do tempo e das limitações da vida mortal. Somente a aceitação dessa passagem é que poderá trazer as recompensas da Era Dourada de Cronos. da agitação da vida. em alguma época. indica um período de solitude. A carta de Cronos. . Esse momento representa a grande oportunidade de erguer e fortalecer a personalidade se estivermos dispostos a esperar. a separação real dos pais e da infância porque significa o sacrifício da fantasia de que. alguém. transformará a aridez da existência em aconchego perpétuo. E por isso é destronado e humilhado.

sorte ou acidente. ainda que atribuamos tudo ao acaso. que atua dentro do indivíduo. Por trás da Roda sempre estão as Moiras. que planejam ordenadamente todas as mudanças da vida. São protagonistas da lenda onde a vida era representada por um fio. A partir do momento que o destino de um homem estivesse tecido. a quem os gregos chamam de Parcas. A nível psicológico.Neste momento nos deparamos com as três deusas do Destino. Essa mesma lei invisível e desconhecida que determina as súbitas mudanças que por sua vez. onde suas tesouras hábeis o cortavam. seja por acaso. ocasionando a morte da pessoa. . altera os padrões preestabelecidos da vida. nada mais poderia altera-lo. A carta da Roda da Fortuna não significa simplesmente as mudanças bruscas da vida. pois toda vez que a vida muda não paramos para pensar no movimento da Roda como causa da alteração. As quatro figuras humanas agarradas à Roda representam os vários estágios do destino. As três teciam o fio da vida dos homens na escuridão da sua gruta e seu trabalho não poderia ser desfeito por nenhum outro deus. configuram a misteriosa e insofismável lei. mas simplesmente nos preocupamos com nossas próprias reações a tais mudanças. nem mesmo o poderoso Zeus. as três Moiras . responsáveis pela Roda da Fortuna.

que tinha uma pele invulnerável. Nos encontramos com Héracles. estrangulou-a até a morte. a quem os romanos chamam de Hércules. uma mortal.A virada da Roda sempre traz o crescimento e inaugura uma nova fase da vida. o mais forte dos heróis gregos. Novamente o adultero marido provocou a ira de Hera. o herói dos heróis. O primeiro deles foi eliminar o Leão da Neméia. que perseguia Héracles. Não podemos saber o que nos espera. Filho de Zeus e Alcmena. sem efeito. Entretanto. O mesmo acontecia com a espada e a clava. ao mesmo . Héracles atracou-se com a fera e com o esforços de seus músculos poderosos. No nível psicológico. a luta de Héracles com o Leão de Neméia configura o eterno problema de contermos a fera que mora dentro de nos. Ao atirar suas flechas sobre o corpo do leão. a imagem do centro interno. ou melhor. por trás das mudanças estão as Moiras. o invencível. o que encontraremos. estas caíam ao chão. a ele são atribuídos os doze trabalhos fantásticos.

Essa invencibilidade está ligada ao sentido de permanência interior que surge a partir do reconhecimento do próprio eu. ao aparecer num jogo. Zeus decidiu aniquilar a humanidade .tempo em que tentamos preservar as suas características primitivas. as opiniões dos outros jamais terão valor. indica uma situação onde a colisão com o leão interior é inevitável e onde a administração bem conduzida da própria raiva é altamente benéfica. pois estamos armados com a mais poderosa couraça. encontramos Prometeu. nossa própria identidade. o instinto vital e criativo. e esse rei dos animais é a imagem do princípio infantil. A coragem. A carta da Força. Ultrajado pelo roubo. consciente que teria que arcar com as consequencias. na mitologia. O leão. egocêntrico e totalmente selvagem presente desde o início da formação de uma personalidade. Agora. o titã que desafiou as leis de Zeus e roubou o fogo dos deuses para dá-lo aos homens. Sempre que vestimos a pele do leão derrotado por nós. a força e a autodisciplina são necessárias para dominar a situação. mesmo quando em sua forma mais destrutiva. sempre esteve associado à realeza.

Prometeu está suspenso. Prometeu preveniu seu filho Deucalião contra o perigo. a sociedade e até mesmo Deus por seus fracassos. Ou então o sacrifício de uma postura de superioridade intelectual. o Enforcado é a imagem do sacrifício voluntário em benefício de um bem maior. que renasceria à noite. A inundação durou nove dias. Outras tornam-se amargas. Arcanos Maiores . como castigo aos que o ofenderam. O sacrifício tanto pode ser visível como uma atitude interior. e ordenou que construisse uma arca. desiludidas e culpam a vida. ou de ódio incontido. os homens poderiam tentar igualar-se aos deuses. do décimo dia. Deucalião ofereceu um sacrifício a Zeus. ou de teimosia em perseguir uma fantasia inatingível. pois não se tratava apenas de orgulho ferido. Pode ser o sacrifício de algo material que nos traga segurança em beneficio do potencial que pode ser desenvolvido. No nível psicológico. Essa carta indica a necessidade do sacrifício voluntário com o propósito de atingir algo muito mais valioso. Prometeu porém foi acorrentado ao monte Cáucaso e um abutre eternamente a comer-lhe o fígado durante o dia.com uma inundação. sensibilizado. torturado pela ansiedade e pelo medo de que seu sacrifício seja em vão. o deus dos deuses concordou com o pedido de renovar a raça humana. O Enforcado indica a aceitação da espera na escuridão. Prometeu é o símbolo daquilo que dentro de nós consegue antever e compreender que tais mudanças talvez sejam necessárias para o desenvolvimento de algum desígnio superior que ainda não se manifestou. pois com o domínio do fogo. porém é feito consciente mente e com total aceitação do sacrifício que poderá ser requerido. Algumas pessoas não conseguem se adaptar e se agarram ao passado perdido.

morre a postura antiga. A carta da Morte não significa necessariamente uma finalização ruim. onde era senhor absoluto. uma nova atitude ou novas circunstâncias podem ocorrer. seu elmo o tornava invisível. senhor das trevas. No nível psicológico. Hades é o símbolo daquilo que experimentamos com todos os finais. nem mesmo Zeus poderia tirá-la dali. é a configuração da finalização definitiva de um ciclo de vida. porque tais acontecimentos não apenas indicam o início de algo novo como também indicam a morte de uma antiga forma de vida. a dor que sempre acompanha um término. tão necessário para podermos começar um novo ciclo. Assim que Zeus tomou o poder. e assim a perda deve ser . uma vez que a alma entrasse para o reino de Hades. como o casamento ou o nascimento de uma criança. que jamais voltará a sua forma original. nos vemos diante do sombrio deus Hades. Suas leis eram irrevogáveis. Hades também era chamado de O Invisível e Plutão. para que não pudesse ser visto por nenhum mortal. o Senhor da Morte.E nesse momento. Dessa maneira. Sempre que vinha à superfície. A experiência do final inivitável pode estar ligada a fatos completamente agradáveis. Hades. deu a Hades o reino das trevas como parte de sua herança. Sempre que mudamos. Ele indica o luto.

a deusa do arco-íris e mensageira de Hera. Íris representa o lado feminino de Hermes. Sempre que Hera ou Zeus desejavam transmitir seus desejos aos mortais. o coração equilibrado. desde que consigamos abrir mão da antiga. depende da capacidade da pessoa em aceitar e reconhecer a necessidade dos fechamentos. Se essa experiência será dolorosa ou não. tomada de uma forma humana ou ainda de uma linda mulher alada. quando Zeus pedia que reabastecesse sua taça de ouro com as águas do rio Estige.reconhecida e lamentada. Está intimamente ligada à função do sentimento. ou seja. A Temperança representa a segunda lição que o Louco deve aprender para construir uma personalidade estável. Agora. era sempre Íris quem descia à Terra. encontramos Íris. No nível psicológico. Podia caminhar pelas águas e até mesmo as portas do mundo das trevas se abriam para ela. que é diferente . ela pode anunciar a oportunidade de uma vida nova. Essa carta indica que algo deve terminar.

A Temperança num jogo indica a necessidade de um redirecionamento no fluxo dos sentimentos e dos relacionamentos. a guardiã do Arco Íris. ao passo que aquele é a escolha refletida de um afeto. Íris. Entretanto. A função do sentimento é uma constante variação entre os opostos. pois esta é uma reação visceral a uma situação. a meta será sempre a cooperação. a harmonia e um relacionamento melhor. recomenda a harmonia e a cooperação como condições necessárias a um bom relacionamento ou a um casamento feliz. e quaisquer que sejam as reações mutantes do fluxo até mesmo a raiva e o conflito . Íris derrama sem cessar água de uma taça para outra porque o sentimento precisa fluir constantemente para se renovar de acordo com as necessidades de cada momento. Por isso.daquilo que chamamos de emoção. sua finalidade principal serve aos propósitos do âmago feminino mais que aos do masculino. uma cuidadosa percepção das necessidades de uma situação específica com o objetivo de atingir a harmonia. É que nesse momento. somos desafiados a equilibrar nossos corações. .

quase sempre de ordem sexual e a necessidade de confrontação com tudo o que está oculto e vergonhoso na base da personalidade. No nível psicológico. representa a servidão aos instintos da Natureza. que ainda hoje é chamada de Flauta de Pã. Ali chegando. Dizem que era tão feio ao nascer. representando tudo aquilo que tememos. que a mãe em desespero e medo. deus dos pastores e dos rebanhos.E agora nos encontramos com Pã. Essa carta indica que Pan não morreu. a ninfa se transformou num feixe de caniços. Sua imagem dentro de nós sugere algo que tanto podemos temer como nos encantar. por sua natureza compulsiva. o Diabo. Uma vez perseguiu a casta ninfa Sirige até o rio Ládon. para fugir dos abraços de Pã. os impulsos sexuais e animais. . mas que na realidade foi relegado aos confins do nosso inconsciente. odiamos e desprezamos em nós mesmos e que. Pã. É de seu nome que deriva a palavra Pânico. fugiu e Hermes o levou para o Olimpo para divertimento dos deuses. pois o irreverente deus se divertia assustando os caminhantes solitários das florestas com gritos assustadores. ao mesmo tempo. Pã então cortou os caniços e inventou a flauta de sete tubos. A carta do Diabo implica em bloqueios e inibições . eram filho de Hermes e da ninfa Dríope. nos escraviza por meio desses temores e desgostos. ou seja.

solicitou a Afrodite que Pasífae. então. metade touro. e exatamente por isso representa as estruturas tanto internas como externas que construímos para servirem de defesa contra a vida e como esconderijo para os aspectos negativos e menos agradáveis de nossa personalidade. em troca de oferecer-lhe em sacrifício um maravilhoso touro branco. que foi enclausurado no labirinto de Creta. Minos era o poderoso rei de Creta. No nível psicológico. esposa de Minos. fosse consumida por enorme paixão pelo touro. penetrou Pasífae e dessa união entre a rainha e o animal nasceu o Minotauro. Ela é . Ela é a única estrutura construída pelo homem presente nos Arcanos Maiores. mas Minos não quis se desfazer de seu belíssimo animal e ofereceu-lhe um touro inferior. De um modo geral a Torre é a imagem das fachadas socialmente aceitáveis que adaptamos para esconder nossa fera interior. metade homem. Pasífae solicitou a Dédalo que confeccionasse uma vaca de madeira. deus dos terremotos e do Oceano. destruído por um terremoto quando o irado Poseidon surgiu das águas para deitar abaixo o reino. Ganhou seus poderes de Posseidon.Nesse momento nos deparamos com o famoso Labirinto de Minos. o touro branco. Para satisfazer seus desejos com o touro. Posseidon. ultrajado. e adentrou o animal de madeira. a Torre partida pelo deus retrata a destruição de antigos padrões.

mas porque algo dentro do indivíduo atingiu o ponto de ebulição e já não pode ser contido. que segundo a mitologia . mas que vestimos como a roupa de um determinado personagem de uma peça. Contudo.a estrutura dos falsos valores ou daqueles já superados . depende muito da atitude do indivíduo frente às dificuldades e ao sofrimento numa separação. Num jogo ela prenuncia a quebra ou o rompimento de formas e estruturas vigentes. A Torre também representa as estruturas que construímos no mundo externo para completar o nosso eu incompleto. Essa carta da mesma forma que a Morte e o Diabo. Arcanos Maiores Nesse momento nos deparamos com Pandora. não por causa de obra do destino. daquela postura diante da vida que não se origina do ser como um todo. apenas para impressionar a platéia. a Torre cairá ainda assim independente de nossa vontade.

pois parece transcender qualquer experiência que a vida nos ofereça sob a forma de catástrofe . sua ira era mais branda. . Zeus ordenou a Hefesto. que a despeito das frustrações e desapontamentos. Ela não representa apenas a convicção nos planos futuros. um corpo para que fosse concedidos a força vital e voz. a esperança também pode ter duplo sentido de prevenir contra a fé cega que não contém nenhuma ação. Pandora era tão fútil quanto irresponsável.grega. libertando todos os males. e que essa jovem virgem fosse tão linda quanto os deuses imortais. Sempre que a Estrela surgir é indício de esperança. todas as divindades lhe concederam dons especiais e a criatura recebeu o nome de Pandora. pois a esperança é uma tênue luz que brilha e nos guia. o deus-ferreiro que fabricasse com barro e água. a imagem de Pandora e a Estrela da esperança. ainda tem forças para se agarrar ao sentido da vida e ao futuro que poderá superar a infelicidade do passado. Foi enviada a Epimeteu. porém não dissipa a escuridão da vida. espalhando-se pela Terra e contaminando a Humanidade. de fé em meio às atribulações. foi quem abriu a caixa que Zeus havia dado à humanidade. ou somente a estrela-guia. No nível psicológico. são simbolos de uma parte do ser humano. Antes da enchente. ou a solução dos problemas individuais. A esperança é algo profundo e misterioso. mas ainda não aplacada. irmão de Prometeu junto com uma enorme arca. A Estrela é uma carta de espera. da depressão e das perdas. Porém. pela qual escaparam os males que Zeus havia recolhido. e assim abriu a tampa da caixa.

E agora. Como deusa do encantamento. sem fronteiras. Ela representa um progresso na compreensão e na experimentação do mundo inconsciente. os nascimentos. Fugiu para a terra e escondeu-se na casa de uma mulher que acabara de dar à luz a uma criança. Esse contato tornou-a impura e foi então levada até as trevas para ser purificada. em sua viagem pessoal na busca de identidade. soberana da Lua. as trevas e o destino. No nível psicológico. apenas . despertou a ira de sua mãe ao roubar-lhe um pote de carmim. estamos diante de Hécate. Esse é um mundo caótico. presidindo os ritos mágicos. deusa das Trevas. Hecate. É a partir desse reino oceânico da imaginação humana que os grandes mitos e símbolos religiosos ou mesmo as grandes obras de arte são produzidos ao longo dos séculos. Lá chegando. a deusa da Lua . Hécate se configura como uma das imagens mitológicas mais antigas. enviava os demônios até a terra para atormentarem os homens por meios do sonho. E assim. as mortes. do qual o indivíduo representa. tornou-se uma das rainhas daquele reino. representa as profundezas fluidas do inconsciente e a experiência do imenso oceano do inconsciente coletivo. sendo chamada de Rainha Invencível. presidindo todos os rituais e cerimônias de purificação e expiação. Filha de Zeus e Hera.

estamos diante do radiante Apolo. armado. Estamos a beira do inconsciente e não podemos faze nada além de esperar e nos agarrar às imagens dos sonhos com uma vaga sensação de esperança e fé. Era filho de Zeus e Leto. Nesse momento. a deusa da Lua. da música e do conhecimento. O encontro com a Hecate . É como se tivéssemos que esperar submersos nas águas desse mundo até que novos potenciais pudessem emergir e se transformar em nosso futuro. partiu em busca de um lugar para erigir seu santuário. A carta da Lua é a carta da gestação . Apolo. é o confronto com um mundo transpessoal. a deusa da Noite. cheia de conflitos.uma pequena parte. de ansiedade e de confusões. O lugar escolhido foi a garganta de uma montanha que servia de . de flutuações e de incertezas. onde o ego e o sentido de direção ficam perdidos. cavaleiro do Olimpo. senhor da profecia. onde os limites individuais estão diluídos.

Apolo. planejar o futuro e seguir adiante. é a representação da força do consciente para dissipar a escuridão. O calor do Sol intenso pode sufocar.morada para a terrível serpente Píton. a mãe de Apolo. sendo conseqüentemente. No nível psicológico. que sob o nome de Ártemis foi a irmã gêmea de Apolo na mitologia. Pois ele não respeita as leis da natureza. o complemento natural. Apolo surge para dissipar todo medo e angústia e eliminar todas as sombras e dúvidas com seus raios de luz. Essa carta indica um período de clareza otimismo e de confiança renovada. Nesse momento. Por isso era considerado deus da morte súbita. . pode-se compreender as estruturas. o deus personifica algo maior do que a capacidade individual de obter conhecimento e clareza de idéias. Ele é a imagem da ânsia pela consciência presente na vida de todos. pois seu oráculo falava duas línguas e era muito vago. Tal como Hecate. a besta enviada por Hera . Apolo matou a serpente e deu o nome de Delfos ao seu santuário.para destruir Leto. o deus-sol.como sempre enfurecida pelo ciúme . Era porém uma divindade traiçoeira. a ignorância. A carta do Sol simboliza o espírito indomável que sempre lutou contra as superstições. Luz em demasia pode ofuscar o saber e destruir prematuramente o tempo necessário e a penumbra em que as coisas devem ser geradas. o conformismo e contra a servidão ao fatalismo e ao desespero. Assim suas flechas podiam tanto acertar monstros perigosos como também os homens. Ali estabeleceu seu oráculo.

de amadurecimento dos ingredientes "turvos" do inconsciente. aquele que conduz as almas dos mortos para a prestação de contas e que os encaminha para a nova vida. O Julgamento reflete o processo que ocorre em determinados momentos críticos da vida. uma somatória de experiências passadas que se juntam para compor um grande mosaico. É o chamado para que o morto desperte para as várias decisões e ações que realizamos. como Teseu que entrou no reino de Hades. Também guiou Orfeu pelo reino da escuridão para libertar sua esposa perdida. Hermes como mensageiro dos Deuses. mas uma espécie de "cozimento". Essa somatória não é uma função intelectual propriamente dita. Eurídice. podia liberar heróis. Representa também as conseqüências daquelas experiências e a necessidade de compreendê-las e aceitá-las. Então a figura de Hermes na carta do Julgamento. emissário de Hades. não é apenas o Guia. juntando todos os frutos e fazendo a colheita. No nível psicológico. ou seja.Estamos nos aproximando do final do ciclo dos Arcanos Maiores e nesse momento reencontramos Hermes. tendo sido aprisionado. que se revela agora como entidade do munda das trevas. mas também o Convocador. .

A recompensa pode nem sempre ser agradável. suplicou aos deuses que nunca mais se separassem e imediatamente os corpos se uniram. Afrodite confiou-o às ninfas do monte Ida. filho de Hermes e Afrodite. foi observado pela ninfa Sálmacis. Certa vez ao banhar-se numa lagoa. passou a persegui-lo. tornando-se um só.A carta do julgamento prenuncia o período da recompensa pelos esforços empreendidos anteriormente. encontramos Hermafrodito. que impressionada pela sua beleza. nas florestas da Frígia. Hermafrodito nasceu homem. O jovem queria escapar e a ninfa desesperada. mas sendo uma carta ambígua. pertencem às quatro . pode também indicar o confronto perturbador com nossas próprias traições e fugas. Após seu nascimento ilícito. posteriormente adquiriu o outro sexo. Arcanos Maiores Nesse momento. Os quatro emblemas que circundam sua imagem.

No nível psicológico. de atingirmos um ideal pelo qual lutamos durante muito tempo. S. o bastão da imaginação. da finalização positiva de um processo ou de uma questão. completos. convivendo harmonicamente dentro do grande círculo da Serpente. que compreende a força primordial instintiva da vida. sempre a se devorar e a se criar.Afrodite. Eliot Os Arcanos Menores Introdução Naipe de Copas Naipe de Espadas . Todos estes opostos que continuamente lutam dentro de nós e que. do espírito e da matéria. do relacionamento e da solitude. Atena e Posseidon. Essa carta implica num período de realizações e de totalização. que simboliza a vida eterna. da intuição e da expressão física. Ele se realiza em razão das várias experiências dessa viagem dos Arcanos Maiores que conduzirão o indivíduo à totalização do próprio ser: as qualidades do cuidado maternal e do código de ética paternal. estão contidas na carta do Mundo. São as grandes polaridades que circundam todos os opostos da vida. a espada do intelecto e pentáculo da realização material. Zeus. unidos. Masculino e feminino representam muito mais do que simples identificações dos órgãos genitais. o Mundo é a imagem da experiência de sermos inteiros. o instante de alcançarmos um objetivo.divindades . do conflito e da harmonia. É o momento de sucesso. "E ao final de nossa jornada Retornaremos ao ponto de partida Sem reconhecermos a trilha já tão percorrida". símbolos que deram origem aos arcanos menores. T. da mente e do sentimento. A serpente que o circunda é a serpente do Mundo. justamente por causa dessa grande batalha conseguem aperfeiçoar nossa personalidade. Esses símbolos são: a taça do amor.

Naipe de Paus Naipe de Ouros .

Já as 4 figuras (Rei. encontramos representados aspectos do dia-a-dia. sendo que de Ás a 10. 4 estações. partimos para a realidade que proporciona a conscientização. vemos o mundo através de um microscópio. Através do Maiores. Desse modo. da vida diária ou "mundana". Paus e Espadas). Cavaleiro e Pajem). está relacionada à força simbólica do número. seguindo uma ordem bem delineada e compreensível. representados pelos 4 elementos. No Ás. apontam para tipos de personalidade ou para o nível de excelência que adquirimos em cada nível. Cada naipe tem 14 lâminas. os Menores evidenciam a idéia do cotidiano. temos a matéria prima. É um ponto de partida. a aglutinação de força do naipe. sua estrutura se encontra apoiada nos 4 naipes (Copas. . A partir do Ás. enquanto que os Maiores dinamizam a visão holística.Introdução Diferentemente dos Arcanos Maiores. 4 funções psicológicas. totalitária da alma. Rainha. vemos o mundo por um telescópio. os quatro naipes descrevem pictoricamente as experiências nas quatro dimensões ou esferas da vida. Os Arcanos Menores detalham a experiência comum do homem. mas também o propósito final de integração e equilíbrio em nós mesmos. as preocupações e interesses do homem frente ao mundo moderno. o princípio vital. Cada lâmina numerada. Identificados com o baralho comum de 52 lâminas. superada ou conscientizada. 4 planos do homem. Cada quadro é um experiência a ser aprendida. a força modeladora da matéria. através das experiências. pelos Menores. Ouros. A sequência dá a idéia de uma estória que vai sendo contada progressivamente.

que se vingasse da pura beleza da princesa. descrito resumidamente abaixo. entretanto não me estenderei a eles. o oráculo exigiu que o pai de Psiquê amarrasse sua filha a um rochedo. a princesa recebeu a visita de um ser misterioso. lançaram dúvidas em seu coração. sua voz tão doce e suas palavras tão carregadas de ternura. que provocou ciúmes em Afrodite e esta ordenou a Eros. foi uma princesa tão bela. mas seu toque era tão suave. dizendo ser a pessoa que ela estava destinada a casar-se. E assim. representa uma viagem. De certo modo. feriu-se com elas. o deus do Amor. por ser uma história de amor arquetípica cujo desenrolar compreende a maioria das experiências que encontramos em nossos próprios relacionamentos. será abordado o mito de Eros e Psiquê. Psiquê não via seu rosto.A cada naipe das cartas numeradas corresponde um Mito. porém suas irmãs. A princesa aceitou aquilo. obrigando-a a prometer que nunca tentaria ver seu rosto. Psiquê. À noite. onde um monstro horrível a tomaria como esposa. seu marido desaparecia. seu filho. e a capacidade do indivíduo se relacionar com outra pessoa. A lenda de Eros e Psiquê é a história da evolução e do amadurecimento dos sentimentos. todos as noites celebravam o amor e perto do amanhecer. porém ao avistar a princesa. Psiquê em seu rochedo. A cada figuras de corte também corresponde um mito. esperava resignada que sua profecia se cumprisse. O Naipe de Copas O mito de Eros e Psiquê Para as cartas numeradas do naipe de Copas. que em grego significa "alma". quando um vento suave a levou até um belíssimo palácio. Eros. que gira em torno do coração. apaixonou-se perdidamente por ela e descuidando-se de suas flechas. dizendo que seu marido deveria ser horrível por não querer mostrar o . Ao mesmo tempo. que a princesa aceitou. corroídas de inveja.

que deixou cair a lâmpada. em busca do Velocino de Ouro. Psiquê ficou tão aturdida com a beleza do rapaz.. que uma noite Psiquê acendeu uma lâmpada à óleo. A história de Jáson e os Argonautas. sua madrasta fogem montados no miraculoso carneiro com pele de ouro. onde o herói deve confiar mais na intuição do que no pensamento racional. Nadando. a princesa salvou-se. filhos de Atamas e Nefele e odiados por Ino. O desenrolar da história compreende a maioria das situações que encontramos ao nos empenharmos na expansão de nossa própria criatividade. onde nenhum mortal tinha autorização para penetrar. afastando-se para longe. Eros emocionado com o arrependimento da princesa. assustada e sozinha. pediu licença ao deus dos deuses para desposá-la. Começa quando Frixo e Helé. cheia de aventuras e incríveis viagens ao desconhecido. ordenou a Afrodite que esquecesse seu rancor e concedeu à linda moça a imortalidade. Ao perceber as intenções de sua esposa. a quem nunca deixara de amar realmente. Zeus então. acordando seu marido. viu ao seu lado. Então o segundo casamento foi celebrado no Olimpo. Eros recriminou-a. mas sempre perseguida pela deusa Afrodite. Ao iluminar seu rosto. para alegria de todos os deuses. é uma lenda tipicamente heróica. triunfo da criatividade e da intuição sobre as limitações concretas. A história é na realidade uma missão. disposta a ver o rosto do misterioso homem com quem dormia todas as noites. um jovem com a beleza dos deuses. A história de Jasão gira em torno da imaginação do homem. O palácio desapareceu e Psiquê viu-se levada de volta ao rochedo. Tanto as moças falaram.rosto. foi condenada à uma série de castigos. . por ser arquetipicamente uma história de aventura. O Naipe de Paus O mito de Jáson e o Velocino de Ouro Para as cartas numeradas do naipe de Paus examinaremos o mito de Jáson e o Velocino de Ouro. entre eles descer até o reino de Hades.

tudo que um jovem guerreiro deveria aprender. Jáson trouxe Medéia consigo. presente oferecido por Zeus a Nefele tinha dons especiais. Polux e o rei Teseu de Atenas. Nessa época Pélias realizava festas em homenagem a Poseidon. no bosque sagrado da divindade. . No vôo da fuga. Quando nasceu o filho de Áison. À aventura aderiram heróis famosos como Héracles. a feiticeira Medéia se apaixonou por Jáson e o auxiliou a a eliminar o dragão que guardava o precioso troféu. completamente transtornado pela dor. onde foi acolhido pelo Rei Aietes que lhe deu em casamento a filha Calcíope. Os pais de Jáson. Pélias. enfim. Quíron conservou-o consigo até os 20 anos. Jáson. onde ficava guardado o Velocino de Ouro. Frixo conseguiu chegar à Cólquida. guerra. O rei. Assistindo às festas Pélias viu passa um estrangeiro estranhamente vestido com peles de leopardo e calçado com um único pé de sandália. compareceu à festa. Pélias assustou-se ainda mais quando o jovem veio reclamar o trono que por direito era seu.O carneiro. e o confiaram secretamente ao centauro Quíron. prometeu entregar-lhe o reino caso fosse à Colquida recuperar o então famoso Velocino de Ouro. reinava na Tessália. um príncipe usurpador. então. e lembrou-se da predição de um oráculo que o mandara temer o estrangeiro do pé descalço. parou a perseguição e os Argonautas puderam escapar. falava. Como gratidão Frixo sacrificou o carneiro a Zeus e ofereceu o Tosão de Ouro ao rei. que na realidade pertencia ao santuário de Ares em Iolco. pensava e podia voar. Jáson que havia retorndo a Tessália. medicina. quando então lhe contou o segredo de sua origem. Após uma longa viagem cheia de aventuras e lendas fantásticas chegaram a Aia. a filha do rei Aietes. Nesse mesmo tempo. no lugar do irmão mais velho Áison. música. reconhecendo-o. simularam uma doença e a morte da criança. e após uma viagem novamente cheia de riscos e incidentes chega a Tessália. Jáson aceitou a incumbência e partiu no navio Argos. sob a proteção de um dragão que jamais dormia. Este o consagrou a Ares e o colocou num carvalho. Aietes tentou impedir a fuga dos Argonautas. onde descobre que Pélias havia assassinado seu pai. Mas para chegar à cidade atravessou um rio cuja correnteza levou-le uma das sandálias. que ensinou ao menino tudo sobre os deuses. Pélias resolveu matar o recém-nascido. Na volta. Castor. Para sua sorte. na certeza de que ele jamais retornaria de sua viagem impossível. verdadeiro herdeiro do trono. Helé caiu no mar e se afogou e o lugar onde caiu ficou conhecido como Helesponto. contudo eles conseguiram escapar pois Medéia não hesitou em matar o irmão para impedir que o pai atrapalhasse a fuga de seu amado. Aietes.

dos conflitos. Em consequência. os deuses amaldiçoaram toda sua estirpe. tornouse tão arrogante que em seus desvarios até zombava dos deuses. E assim. . como também lhe confere o poder da destruição arbitrária.Com a ajuda mágica de Medéia Jáson vingou o pai e recuperou seu trono. ou seja. e uma das mais fortes passagem da mitologia grega. que tanto pode colocar o homem em posição superior à dos animais. O Naipe de Espadas O mito de Orestes e a maldição da Casa de Atreu Para as cartas numeradas do naipe de Espadas. rico e poderoso. A lenda começa com o crime de Tântalo. Tântalo ofereceu-lhes um jantar no qual ofereceu pedaços de seu próprio filho. Por esse ato selvagem. de suas convicções e de seus princípios. a maldição da Casa de Atreu começa com a má utilização da mente. brigas. Sua base é o conflito entre duas forças poderosas. o direito materno e o paterno. das brigas e reconciliações. como iguaria exótica. reinando sobre a Tessália até o fim de seus dias. por ser uma história arquetípica dos usos e abusos da mente. acompanharemos o mito de Orestes e a maldição da Casa de Atreu. Certa vez. cheio de turbulência. que gozava de tanto prestígio que era às vezes admitido à mesa dos deuses. cheia de conflitos e derramamento de sangue. o dom que representa a faca de dois gumes. rei da Lídia. Este naipe irá lidar com a mente humana em sua forma mais potente: a capacidade de criar o bem e o mal de acordo com a força da crença de cada um. A história de Orestes e a maldição da casa de Atreu é uma lenda fúnebre. batalhas e também a criatividade. Esta lenda é usada para simbolizar o naipe de espadas. O desenrolar da história compreende a maioria dos conflitos que encontramos sempre que temos de usar nosso código de ética e nossos princípios.

Clitemnestra tramou a morte de Agamenon e enviou seu filho Orestes para a Fócida de forma que ele não soubesse do seu plano e também não pudesse vingar a morte do pai. Os outros seis. para as quais o assassinato da mãe era o pior dos crimes. concordando que o pai era a coisa mais importante na vida. que enviou uma tempestade que imobilizou a armada grega ancorada na ilha. para que a deusa ordenasse o fim da tempestade. Orestes procurou o santuário de Atena. Orestes protestou. com pesadelos medonhos e visões tenebrosas. então. O oráculo da deusa. Orestes foi libertado da antiga maldição da Casa de Atreu. Assim. determinando que a mãe era mais importante. até mesmo com a loucura caso se recussasse a cumprir suas determinações. tendo assimobedecido a Apolo. Agamenon era um poderoso guerreiro. Desse modo. A deusa apiedou-se do jovem. Quando sua esposa descobriu o crime. Seis deles votaram em favor de Apolo. Porém o deus Apolo apareceu diante de Orestes na Fócida e exigiu que Orestes se vingasse da morte do pai. Atena teve que interferir e deu seu voto a favor de Orestes. No entanto. informou à Agamenon que ele deveria pedir perdão e oferecer sua própria filha Ifigênia em sacrifício. segundo sua lei matriarcal. Para Agamenon o sucesso e a glória. enganou a esposa Clitemnestra ao anunciar que Ifigênia se casaria com Áulis. eram muito mais importantes que a filha. pois isso significaria ter que matar a própria mãe. horrorizado.Orestes era filho de Agamenon e herdera de seus antepassados a maldição. com sua arrogância. Agamenon já havia partido para Tróia. fez as pazes com as Fúrias oferecendo-lhes um santuário próprio e adoração por parte de todos. mas porque fora vítima de duas forças contrárias e destrutivas. Orestes julgou estar livre. embora isso o condenasse à loucura e à às ameaças de morte pelas Fúrias. mas não escapou da maldição das Fúrias. Decidido. . Atena convocou um tribunal composto por 12 juízes humanos para julgar o caso. Desesperado. Ao completar sua vingança. que assombraram-no tanto que o puseram louco. Apolo ameaçou-o com terríveis castigos. ficaram do lado das Fúrias. conseguiu ofender a deusa Hécate (Ártemis). A deusa. que na verdade não cometera o crime por vontade própria. cuja participação na guerra de Tróia trouxe-lhe prestígio e honras. Orestes aceitou seu destino e empreendeu sua viagem de volta a Argos. Com o coração amargurado Orestes cedeu e concordou em matar a mãe. exatamente no momento em que o rapaz estava para morrer. O exército grego venceu e Agamenon voltou como herói. A moça foi então assassinada.

que o acolheu e para quem prestou relevantes serviços. tomado de inveja. Novamente Dédalo se viu diante de um conflitopois Minos era seu protetor e ao mesmo tempo percebeu que Pasifae não falava por ela mesma. suplicou a Dédalo que fabricasse às escondidas uma vaca de madeira para que ela pudesse consumar sua paixão pelo animal. os desafios. arquiteto. escultor e artesão ateniense que construiu o Labirinto para o rei Minos de Creta é uma lenda sutil. A fama. Assim. A essa mesma época a desgraça caiu sobre a cabeça de Minos. mas um misto de ambos. Essa história retrata os problemas. pois seu herói não chega a ser um homem inteiramente bom e tampouco um vilão. mas pelo deus. foi levado ao tribunal do Areópago e condenado ao exílio perpétuo. Dédalo. dominada pela compulsão. A história de Dédalo. junto ao rei Minos. por ser uma história arquetípica sobre o destino do espírito encarnado no homem imperfeito. Poseidon amaldiçoou o rei fazendo com que sua mulher. foi destruída pela sua própria ambição e falta de caráter. Ofendido. se apaixonasse pelo touro. Antes de ser executada a sentença. matou-o atirando-o do telhado do templo de Atena. . Dédalo pertencia à família real ateniense e ainda jovem tornou-se famoso por sua ingenuidade e destreza. Dédalo conseguiu fugir e refugiou-se em Creta. Seu desenrolar abrange o desenvolvimento das aptidões e das habilidades do indivíduo no mundo das formas. deciciu a favor do deus e construiu o animal em cujo interior Pasifae se escondeu para ser possuída pelo touro. todavia. Esta. vamos investigar o mito de Dédalo. as armadilhas e a complexa moralidade da aventura do homem com seus fracassos e recompensas. Pasifae. que ofende Poseidon ao recusar-se a sacrificar um touro branco no altar do deus. as aspitações.O Naipe de Ouros O mito de Dédalo Para as cartas numeradas do naipe de Ouros. O crime foi descoberto e Dédalo preso em flagrante. Sentindo-se ameaçado pelo talento de um sobrinho de apenas 12 anos.

Dédalo construiu o labirinto.Dessa amaldiçoada união nasceu o Minotauro. conseguindo encontrar o artesão. Outra vez Dédalo traiu seu patrão. granças à proteção do brilho do fio dourado. Cócalo resusou-se a entregá-lo e ordenou às dilhas que preparassem um banho para Minos. entregando a Ariadne um novelo de fio de ouro. palácio de inúmeros e complicados corredores. Ariadne. Minos. Assim. filha de Minos apaixonou-se por ele e recorreu a Dédalo para que Teseu pudesse entrar e sair do Labirinto em segurança. uma criatura com cabeça de touro e corpo de homem. Tipos de Leituras . Minos perseguiu Dédalo por toda a Grécia e Itália. em cujos meandros qualquer pessoa ficaria perdida. Dédalo viveu famoso até idade bem avançada. sem saber da participação de Dédalo. Quando Teseu chegou a Creta para exterminar o Minotauro. pediu-lhe que construisse um lugar seguro para encerrar o animal. Minos descobriu a traição de seu protegido e prendeu-o no labirinto. onde foi recebido pelo rei Cócalo. Dédalo conseguiu fugir e chegar à Sicilia. em cuja ponta a moça ficou segurando enquanto o jovem herói entrou nos escuros corredores para matar o monstro e sair a salvo. Contudo. Fabricando um par de asas. que morreu em água fervente.

Elas compõem uma série de imagens que descrevem o momento do indíviduo que as está consultando. Existem vários métodos de leitura de tarô. Podemos entender cada Arcano como uma energia catalizadora de mudanças na nossa maneira de ver e viver o mundo. Na realidade.As cartas do Tarot não podem prever um futuro fixo e determinado. mudanças que ocorreriam mais cedo ou mais tarde. Cada jogo se apresenta para uma questão específica e . mas que podem ser ativadas por ocasião da interpretação. uma vez que esta proporciona insigths valiosos ao consultante. podendo cada pessoa desenvolver seu próprio método.

e retirar três cartas com a mão esquerda ( mão do inconsciente). O próprio consulente deve embaralhar as cartas. dispondo-as do seguinte modo: CARTA 2 CARTA 1 CARTA 3 . Recomenda-se que as lâminas sejam usadas com cuidado e sensibilidade para que a sabedoria do Tarot possa ser apreendida e vivenciada. pois à medida que observamos e compreendemos a alquimia da vida. abri-las em forma de leque sobre a mesa.existem tantos jogos quantas questões se queira elucidar. Médodo das Três Cartas A Cruz Céltica A Mandala O Jogo do Tabuleiro Método das Três Cartas O método mais simples é a tiragem única de três cartas. desenvolvemos a nossa própria habilidade de transmutação e transcendência.

A SEGUNDA CARTA. representa o presente. indica as tendências ou forças com as quais teremos de trabalhar. A TERCEIRA CARTA. representa o passado. indica os elementos ou forças que estão atuando no momento e o efeito no consulente das influências da carta do passado. indicando uma situação interna ou externa que fez parte da realidade do consulente e está na base da situação presente. Cruz Céltica . a Torre.A PRIMEIRA CARTA. representa o futuro.

.

Não é necessariamente negativa. o motivo real que por trás da superfície aparente da situação refletida na Carta de Cabeça. enfim. Geralmente. Posição Dois ( Temperança ) .É chamada de Carta de Cobertura ou Significadora. que pode não ter se dado conta do motivo inconsciente da questão. detalhamento e complemento da posição um. Posição Sete ( Mago ) .Carta Cruzada .Posição Atual .carta que sugere os fatores passados que influenciaram na questão. Posição Seis . podendo cada pessoa desenvolver seu próprio método. Reflete o que está na superfície e imediatamente aparente na vida do consulente. As cartas do Tarot não podem prever um futuro fixo e determinado. o que estão na base da questão. freqüentemente servirá para contradizer a razão aparente do nosso dilema. essa carta surpreende o consulente.Existem vários métodos de leitura de tarô. Posição Quatro ( Julgamento ) . O consulente precisa abrir mão daquilo que a carta representa antes da integração efetiva dos novos aspectos de sua vida futura. Posição Três ( Justiça ) . que precisa ser trazida à consciência.Influências do Passado . Posição Cinco ( Hierofante ) . é a carta que mostra os motivos psíquicos da situação. Nem sempre agimos ou sentimos as coisas pelos motivos que imaginamos. o desejo.Carta de Cabeça .descreve o clima que paira sobre o presente imediato do consulente. Mostra como a pessoa está atuando na . Posição Um ( Enamorados ) .descreve a situação interna o impulso.é a carta que descreve a situação interna ou externa que está gerando o conflito ou obstruindo o presente imediato consulente. mas impede a significadora de se expressar completamente. e a carta que aparece na Base da Questão. mas que no momento perdeu sua validade.Base da Questão .Influência do Futuro Imediato .é uma extensão.descreve uma situação prestes a se manifestar na vida do indivíduo. o instinto. É o que "cruza" o caminho do consulente e indica a natureza aparente de seu problema. Elas compõem uma série de imagens que descrevem o momento que do indíviduo que as está consultando. pois reflete a situação interna ou externa em que o indivíduo se encontra naquele momento.

pois nada é absolutamente final. uma vez que todas elas tem um significado duplo.descreve a imagem que os outros .Resultado Final . Esse resultado final abrange.Fatores Ambientais .Status em relação ao mundo/Hon ra Capricórnio Pai 11 Futuro/ Dese jos e Esperanças Consciência Social Aquário 9 . para projetar aquela imagem. no máximo. uma vez que representa aquilo que ela está fazendo. mas a conseqüencia natural da situação que o indivíduo atravessa no momento. Mandala 10 .fazem do consulente.Religião/ Viagens Longas /Projetos Aspiração Sagitário /3º filho . Quase sempre indica o tipo de reação que a pessoa deve esperar dos outros em relação à sua situação. descreve a atitude do consulente diante das circunstâncias que o cercam. Assim. um período de seis meses.amigos e familiares .Esperanças e Temores .A palavra "final" pode ser mal interpretada aqui. inconscientemente.tanto os desejos como as ansiedades se apresentam numa única carta.situação. Posição Oito ( Imperador ) . Posição Nove ( Diabo ) . Posição Dez ( Força ) . a carta que aparece nessa posição não serve para descrever uma situação permanente ou definitiva. Reflete um conjunto de posturas internas e quase sempre representa os potenciais a serem desenvolvidos ou mesmo revelados.

Dinheiro Valores Touro 0Tema: Ener gia Dominante Cada casa representa um aspecto da vida da pessoa. a personalidade. .O Outro 1 .Ambiente de Casa Comunicaçã o Percepção 1º filho Gêmeos 4 .O EU Cooperação Identidade Libra Áries 2º filho 6Rotina/Saúd e/ Trabalho Dever Virgem 3 . a aparência. como a pessoa está.12 Obstáculos Inconsciente (Karma) 8Sexualidade Perdas Regeneração Escorpião Peixes 7 .Base Emocional Segurança Mãe Câncer 5 . 0 – TEMA: é a energia dominante.Diversão Leão Criatividade 2 . Casa 1 – ÁRIES: representa o "eu" diante do tema central.

Obs: tios / tias são representados a partir da casa da mãe 04(quatro). diversões. filosofia de vida da pessoa. bens materiais através do trabalho. futebol. Casa 4 – CÂNCER: lar. Casa 5 – LEÃO: filhos. criatividade. Casa 9 – SAGITÁRIO: religião. lado lúdico. hospitalizações. associações. ligada ao cotidiano/atividades de rotina. ( até empregada). amor. limitações da pessoa. desejos e esperanças.grandes viagens. O Jogo do Tabuleiro 0 O Louco Casa da Vibração da Alma Energia de Liberação . animais. imóveis. irmãos / irmãs . Casa 7 – LIBRA: casamento. ambiente de casa (pessoas que fazem parte do "cotidiano" da pessoa. comunicações. " o outro ". Casa 12 – PEIXES: " o Karma". (3º filho). cotidiano ( rotina ). ambiente de casa. (a mãe). ( 1º filho). sexualidade. Casa 10 – CAPRICÓRNIO: reputação de modo geral. Casa 6 – VIRGEM: saúde. obstáculos. até a capacidade de ganhar o dinheiro. (2º filho). a profissão ( deve-se relacionar a casa 6(seis) com a 10(dez).Casa 2 – TOURO: representa o " dinheiro do trabalho ". inimigos declarados. transformação. (o Pai). Casa 8 – ESCORPIÃO: morte. status com relação ao mundo. bens de família. Casa 3 – GÊMEOS: representa pequenas viagens. base emocional. todas as atividades que são coletivas. projetos e metas da pessoa. futuro. perdas em geral. Casa 11 – AQUÁRIO: amigos.

torna-se o Espelho da Alma. da Vitória Energia de Alcance 8 A Justiça Casa da Ação e Reação Energia de Ajustamento 9 O Eremita Casa do Auto. do lado divino de nosso ser. a chave do Tarot são as IMAGENS. sete ternários e uma carta livre.1 2 O Mago Casa da Ação Cotidiana Iniciativas Energia em Energia Pura Desinteressada Repouso A Sacerdotiza Casa da Intuição 3 A Imperatriz Casa dos Valores Energia de desenvolvimento 4 O Imperador Casa do Poder de Realização Energia Estabilizadora 5 O Hierofante Casa da Ética. O 1º septenário corresponde ao Nível Mental O 2º septenário corresponde ao Nível Emocional . Contemple-as ! O Jogo do Tabuleiro é constituído de três septenários. requerendo assim.Conhecimento Energia de Recolhimento 10 A Roda da Fortuna Casa da Sorte Energia de Movimento 11 A Força Casa do Controle das Ações Instintivas Energia de Esforço 12 O Enforcado Casa do Sacro Ofício. como deve ser o Louco. Assim. Moral e Dever Energia Verbalizadora Energia Dispersiva 6 Enamorados Casa das Decisões e Escolhas Livre Arbítrio 7 O Carro Casa das Conquistas. mais uma atitude de escuta do que uma tentativa de verbalização e busca de respostas a nossos problemas. Sendo interpretado apenas com os Arcanos Maiores. da Energia de Doação 13 A Morte Casa da Novidade Energia de Transformação 14 A Temperança Casa da Ação do Tempo Equilíbrio Energia de Eternidade 15 O Diabo Casa do Acúmulo de Posses Energia Concentradora 16 A Torre Casa da Reestruturação Energia Reconstrutora 17 A Estrela Casa do Despojamento Energia de Despojamento 18 A Lua Casa das Ilusões Energia Inconstante 19 O Sol Casa da Consciência do Amor Universal Energia Fraternal 20 O Julgamento Casa do Discernimento Energia Reveladora 21 O Mundo Casa da Plenitude Energia da Complementação O JOGO DO TABULEIRO foi apresentado pela Maçonaria e se prestou a um excelente paralelo entre a formação e interação da nossa personalidade com o meio em que vivemos.

o que aprendemos com nosso Pai. ou seja. Esta casa mostra como está o nosso PODER DE REALIZAÇÃO. desde o nascimento. independente do resultado. para os quais não há acesso pela razão. O primeiro septenário mostra como. nossos registros akáshicos. Feliz. Aqui também se encontram os preconceitos. a oportunidade era imperdível. a nossa porção divina. É onde se encontra nossa INTUIÇÃO. através de nossas ações cotidianas descompromissadas de resultados. absorvemos as informações do mundo em que vivemos e aprendemos a nos ver através dele. Esta casa mostra o que está em DESENVOLVIMENTO. A CASA DA PAPISA é aquela que guarda os segredos que esquecemos ao nascer. Sua melhor representação no mundo físico é a Mãe. de querer que saibamos o "quanto" valem as coisas é que nos deu bagagem para a nossa capacidade de realização hoje. A CASA DA IMPERATRIZ guarda tudo o que aprendemos quando estávamos nos braços dela. cuja distribuição dá o significado às casas. A CASA DO MAGO diz respeito ao corpo e às habilidades recebidas ao nascer. É aqui que encontramos nosso senso de ética. Desse modo. A CASA DO IMPERADOR mostra. por sua vez. Aquele que inconscientemente inicia sua jornada. Com uma atitude carinhosa de aceitação de nossos tropeços ela permitiu nosso desenvolvimento para que um dia pudéssemos andar com nossas próprias pernas. então ele pode revelar o talento que adquirimos ao nascer. a nossa alma se atira para a experiência da vida na matéria por um impulso irresistível de viver. . Esta casa mostra a INFLUÊNCIA DO AMBIENTE. Esta é a Casa que mostra a VIBRAÇÃO DA ALMA. moral e dever para com a sociedade. Na CASA 0 encontramos o Louco. A CASA DO HIEROFANTE é aquela que revela o que internalizamos do meio cultural em que nascemos. É o septenário do corpo mental. atira-se a um precipício com a convicção de que. Aquele jeito autoritário (ou não) de mostrar-nos o que é certo ou errado. Esta casa revela como andam nossas ATITUDES.O 3º septenário corresponde ao Nível Físico O Tabuleiro apresenta 22 casas que esgotam o número de Arcanos Maiores. Sua linguagem de expressão é a ação.

Portanto é a casa da CONQUISTA. também estamos. E nós. O Tarot Mitológico nos conta que até os deuses estavam sujeitos às suas tramas. A CASA DO ENFORCADO conta a história de alguém que abriu mão de tudo. esta casa mostra onde devemos nos ESFORÇAR. para que pudesse atingir alguma iluminação espiritual. A CASA DA FORÇA refere-se à nossa força de vontade no sentido de dominarmos as reações instantâneas em prol de uma atuação mais inteligente frente aos obstáculos. Cada casa revela uma faceta desse mundo. Como tais reações estão sempre mais disponíveis do que a ação calculada. O que ela tenta nos dizer é que o nosso verdadeiro EU está realmente bastante encoberto. por isso é a casa do LIVRE ARBÍTRIO. Aqui encontramos a dinâmica do mundo emocional. O segundo septenário mostra casas quase que independentes entre si.A CASA DOS ENAMORADOS remonta aquele momento da adolescência em que nos sentimos capazes. enquanto acreditamos na nossa condição de mortais. A CASA DO EREMITA apresenta uma personagem totalmente encapuzada. A CASA DA JUSTIÇA lembra a máxima "Aqui se faz aqui se paga" . ao qual estamos sujeitos devido à nossa própria natureza. Aqui há um sacrifício ou um sacro-ofício a ser cumprido. Por isso. de tomarmos uma decisão própria e de assumirmos sozinhos nossa escolha. Aqui há . A CASA DA MORTE mostra o nascimento de uma nova etapa. Esta casa mostra onde é preciso APRENDER. A CASA DO CARRO mostra o que pode ser conquistado segundo nossa decisão interior. Esta é a casa que mostra a nossa SORTE. até mesmo do reconhecimento pelo seu nobre ato de doação de todos os seus bens. ESta casa mostra como está a nossa PERCEPÇÃO DA LEI DA CAUSA E DO EFEITO. pela primeira vez. sugere recolhimento e a atitude de um EREMITA para que possamos ouvir nossos verdadeiros anseios. Isso nos desperta a atenção para as conseqüências de nossas atitudes reveladas no MAGO acima. Esta casa mostra o que você deve ABRIR MÃO. A CASA DA RODA DA FORTUNA é aquela onde aparecem as fazedoras do destino.

As próximas casas apresentam uma clara correspondência entre si mostrando o desenvolvimento de nossa atuação no Mundo. Esta casa mostra onde nos ESCLARECEMOS. Esta casa mostra o que ACUMULAMOS. É a casa que mostra onde nos ILUDIMOS. Esta casa mostra onde há EQUILÍBRIO. A CASA DA ESTRELA mostra a alegria do despojamento atingido quando se consegue perceber a inutilidade da estrutura mostrada na casa anterior. É a casa que mostra onde sabemos DISCERNIR. Agora já sabemos o que vale a pena. A CASA DA TORRE mostra o que construímos ao longo do tempo. Esta casa mostra onde há FUTURO. Esta casa mostra o que deve ser REESTRUTURADO. É a fantasia que causa medo. Gerir tantos bens ou tanta gente é estressante. A ESTRELA comemora o fato de ainda haver tempo para se tentar novamente. Esta é a casa das NOVIDADES. Geralmente essa construção é opressora. Aqui está a consciência que leva. segundo o poder acumulação da casa anterior. Se tudo o que havia estava errado. um ritmo lento porém constante para que a mudança se efetue. É preciso que a estrutura se rompa para que nós sobrevivamos. Aqui está a SATISFAÇÃO. inevitavelmente ao Amor Universal. A CASA DO DIABO mostra onde há poder de posse. ilusão. Aqui nos atraímos coisas ou pessoas como um ímã. A CASA DO SOL é a casa onde vemos claramente. Aqui reside o segredo de todo o processo alquímico. . A CASA DA TEMPERANÇA mostra a atuação do tempo. romance ou mistério. A CASA DA LUA tem uma mulher com três rostos. do que para se lamentar sobre o que se foi.muito mais para se comemorar a respeito do que chega. A CASA DO JULGAMENTO onde estamos renascendo para uma nova vida já iluminados pela consciência atingida na carta anterior. A CASA DO MUNDO apresenta os mesmos elementos encontrados na casa do MAGO porém organizados e igualmente distribuídos. A partir desse ponto entramos no mundo físico.

devemos cortá-las em três. o verdadeiro EU. Além disso. ou a Santíssima Trindade ou as três forças que mantêm o Universo. O ESPELHO DA ALMA O tabuleiro é o espelho que reflete nossa alma. pois esta é uma forma de evocarmos a Chama Trina. Após embaralharmos as cartas. cada Arcano revelará a energia mais íntima disponível para aquela área da vida.TAROT. conforme descrito acima. é necessário que saibamos interpretar as cartas do Tarot em relação ao seu nível energético. . por isso. Para a leitura do tabuleiro é importante termos em mente o significado de cada casa porque ela representa a área em que o Arcano que sair estará atuando. Ao fazermos um jogo devemos nos preparar para esse encontro especial.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful