UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL

EXPERIMENTANDO O TEATRO DE SOMBRAS
NA SALA DE AULA

Autores
Fabiana Menassi de Oliveira
Giuseppe Carlos Cicale
Sonia Aparecida Lobato
Tânia Coronel de Almeida

Curso de Licenciatura em Educação Artística

2007

UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL

EXPERIMENTANDO O TEATRO DE SOMBRAS
NA SALA DE AULA

Autores
Fabiana Menassi de Oliveira
Giuseppe Carlos Cicale
Sonia Aparecida Lobato
Tânia Coronel de Almeida

Curso de Licenciatura em Educação Artística
Projeto apresentado como exigência
parcial

da

disciplina

Projeto

Experimental de Conclusão de Curso,
sob orientação dos Professores Pio de
Sousa Santana e Solange Utuari.

2007

Dedicatória
Aos nossos pais, esposos, filhos e amigos pelo apoio
recebido durante a elaboração deste trabalho.
Agradecimentos especiais a Valter Valverde – Cia Luzes
e Lendas (SP), Marcello Santos – Cia Karagöz (PR)
e Alexandre Fávero – Cia de Teatro Lumbra (RS) pela valiosa
contribuição, mostrando-nos os trabalhos que desenvolvem com
a linguagem maravilhosa das sombras.

O teatro de sombras é o encontro com uma matéria que, como a
água ou o fogo, pode ser manipulado, contemplado, revisto
recriado. Mas, um espetáculo de sombras será um encontro
comovente, perturbador no sentido profundamente humano do
termo. Porque hoje, se nós não perdermos as idéias sobre as
coisas, por outro lado perdemos, terrivelmente, as “emoções
reais” diante delas. O encontro emotivo com os seres talvez seja
o que sobrou efetivamente de emocionante porque se utiliza dos
signos – aqueles da linguagem amorosa – que tem sua força
própria e não a razão.
Jean-Pierre Lescot, 1986

ÍNDICE
Introdução...........................................................................................................................07
1 Histórico Geral

..........................................................................................................08

2 Teatro de sombras Oriental
2.1 Na China ..........................................................................................................12
2.2 Na Índia ............................................................................................................15
2.3 Na Indonésia ....................................................................................................17
2.4 Na Turquia ......................................................................................................22
3 Teatro de sombras Ocidental.......................................................................................24
3.1 Como fazer um filme de silhuetas..................................................................28
4 Teatro de sombras no Brasil
4.1 Silhuetas...........................................................................................................32
4.2 Objetos
4.3 Cenário
4.4 Sonoplastia
4.5 Cores.................................................................................................................33
4.6 Iluminação
4.7 Ator...................................................................................................................34
5 Valter Valverde – Cia Luzes e Lendas........................................................................36
5.1 Entrevista com Valter Valverde....................................................................40
6 Marcello Santos – Cia. Karagöz K...............................................................................45
6.1 Entrvista Marcelo Santos...............................................................................46
7 Workshop - Cia Karagöz - K........................................................................................52
8 Técnicas sugeridas para a área pedagógica
8.1 Teatro com tela
8.2 Mini teatro com tela.......................................................................................54
8.3 Palco dobrável
8.4 Luz direta na parede
8.5 Tipos de figuras/fantoches.............................................................................55
8.6 Materiais utilizados para confecção dos bonecos........................................56
8.7 Sonoplastia......................................................................................................57

9 A importância do teatro de sombras na educação
9.1 O teatro na escola..........................................................................................58
9.2 Os objetivos do teatro de sombras na educação.........................................59
9.3 A confecção dos bonecos...............................................................................60
9.4 A criação de textos
9.5 A encenação de peças....................................................................................61
10 Como trabalhar o teatro de bonecos........................................................................63
11 As características de uma história............................................................................64
12 Os PCN e o teatro....................................................................................................65
13 Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Médio, Parte II, Linguagens,
Códigos e suas Tecnologias – orientações................................................................66
14 Experiências Práticas em sala de aula
14.1Cronograma..................................................................................................67
14.2 Experiência prática interdisciplinar..........................................................68
15 Conclusão....................................................................................................................83
16 Referências Bibliográficas.........................................................................................85
16.1 Outras referências.......................................................................................86
16.2 Crédito das imagens....................................................................................87
17 Anexos
17.1 Projeto ação
17.2 Pôster

Resumo:
O teatro de sombras é uma arte milenar do oriente, está inserido no campo teatral de
animação, com recursos relativamente simples. Através de um foco de luz aceso atrás de uma
tela branca, imagens são projetadas formando um cenário onde ali a partir de silhuetas de
figuras humanas, de animais, ou de objetos recortados em papel que serão depois
manipulados e misturados a uma sonoplastia é dramatizado uma história. Desde a Pré-história
o homem se encantava com as suas sombras movendo-se nas paredes das cavernas. Para
alguns historiadores sua origem é incerta, pode ter sido na China ou na Índia. Com o tempo
viajantes a levaram para a Indonésia e Turquia. Em cada país adquiriu-se características
particulares. Na Índia e Indonésia, obteve caráter religioso e educativo, na China, pedagógico
e na Turquia é usada satiricamente para criticar a situação sócio política do país. Atualmente é
muito popular nos países orientais e as crianças aprendem suas técnicas na escola. Chegou na
Europa no século XVIII com os jesuítas para facilitar a catequização e até foi considerada um
dos protótipos do cinema de animação e inspiração para criação das máquinas fotográficas e
projetores de imagens de cinema. Atualmente no ocidente o teatro de sombras desenvolve-se
com uma preocupação maior para o espetáculo, substituindo os rituais do oriente. No Brasil a
data de sua chegada é incerta e suas técnicas são pouco populares em comparação com as
outras vertentes do teatro de animação. O material reunido neste projeto mostra, na área de
artes cênicas, estudos de pesquisadores e educadores brasileiros como Ana Maria Amaral e
Valmor Beltrame, entre outros e históricos da autora Margot Berthold. Mostra ainda, opiniões
de grupos teatrais contemporâneos que trabalham o teatro de sombras, como o diretor teatral
Jean Pierre Lescot (França), o Grupo Teatral Gioco Vita, (Itália), a Cia Luzes e Lendas de São
Paulo, a Cia Karagöz K de Curitiba, Cia de Teatro Lumbra de Porto Alegre, e o grupo
Gargantua Produções de São Paulo que faz sonorização dos filmes de Lotte Reiniger. Registra
os resultados das atividades práticas, de caráter pedagógico, elaboradas a partir dos conteúdos
dessa pesquisa que julgamos mais apropriados para experimentar na sala de aula. Para
concluir nossas reflexões em torno das teorias e das práticas que vivenciamos com os
educandos.

Palavras-chaves: teatro, sombras, oriental, técnicas, educação, socialização.