You are on page 1of 17

E.Estáticos vs E.

Dinâmicos - 1

Mestrado em Geotecnia para Engenharia Civil

Projecto Geotécnico I

Ensaios estáticos versus Ensaios "dinâmicos"

Jaime A. Santos (IST)

Dinâmicos .E. Ensaios estáticos (monotónicos ou cíclicos) .propriedades obtidas a partir da resposta "dinâmica" . bender elements e outros baseados na teoria de propagação das ondas) .propriedades inferidas a partir das tensões e das deformações Ensaios dinâmicos (coluna ressonante. O valor de G (ou E) aproxima-se de G0 (ou E0) obtido a partir de VS quando as deformações são inferiores a 10-5.Estáticos vs E.2 Questões As propriedades elásticas só podem ser obtidas a partir de ensaios dinâmicos? As propriedades elásticas obtidas em ensaios estáticos e em ensaios dinâmicos são diferentes? ou será que.

3 O valor de G para deformações da ordem de 10-5 é praticamente o mesmo para os diferentes ensaios .Dinâmicos .dinâmicos e estáticos (monotónico e cíclico) .Estáticos vs E.E.

E.35 to 1.Estáticos vs E.43 F(e) =e e=1. 1995) 100 Módulo normalizado G0/F(e) (MPa) -1.Dinâmicos .7 IP=30 to 55% RCT MLTST 20% ajustamento -20% TX BE OE (LOAD) BE OE (UNLOAD) BE TX (LOAD) BE TX (UNLOAD) Ensaios estáticos Ensaios dinâmicos 10 100 1000 10000 Tensão de consolidação 100000 σ 'v x σ 'h (kPa) (kPa) 1000000 .4 G0 da argila de Pisa versus tensão de consolidação (Lo Presti et al.

Dinâmicos .10 6 E. Kaolin (CU TC) -1 0 1 2 3 4 10 -4 Axial strain rate.5 Hard rock core E0 obtido em ensaios estáticos (triaxiais cíclicos) Taksuoka (1991) Ev (kgf/cm ) Qual é a influência da taxa de deformação nas propriedades elásticas? Concrete Mortar Ultrasonic wave Resonant-column 10 5 Sagamihara soft rock (U) 2 Metramo silty sand (U) 10 4 OAP clay (U) Sandy gravel (D) Wet Chiba gravel (D) Saturated Toyoura sand (U) Air-dried Hostun sand (D) 10 3 Vallericca clay 10 -5 N.Estáticos vs E.C.d ε v/dt (%/min) 10 -3 10 -2 10 10 10 10 10 10 . .

6 Hard rock core Concrete Mortar Ultrasonic wave Resonant-column 10 5 Ev (kgf/cm ) Sagamihara soft rock (U) 2 Metramo silty sand (U) OAP clay (U) .Estáticos vs E.Dinâmicos .10 6 E.

Ev (k E. Kaolin (CU TC) -1 0 1 2 3 4 10 -4 Axial strain rate.7 Metramo silty sand (U) 10 4 OAP clay (U) Sandy gravel (D) Wet Chiba gravel (D) Saturated Toyoura sand (U) Air-dried Hostun sand (D) 10 3 Vallericca clay 10 -5 N.Dinâmicos .C. .Estáticos vs E.d ε v/dt (%/min) 10 -3 10 -2 10 10 10 10 10 10 .

2x10 3.6x10 7.6x10 7.01 458.0 0.4 3 Deviator stress.02 0.3 0.2 0.6 kPa f(Hz) 10 5 1 0.002 7.6 kPa f (Hz) E v(s)(MPa) 10 477.3 0.0000 Chiba gravel 5 cycle σ h =19.8 0.6x10 1.2 476.002 455.8x10 3.0 1 484.02 470.6x10 -1 -1 -2 -3 -3 -4 -4 -5 0. q (kPa) Axial strain.8 4 th 3 0.0010 1 0 -1 -2 -3 -4 -0.0005 0.01 Deviator stress.0 0.3 th E.0000 0.1 469.2x10 0.1 0. ε v (%) 2 d ε v/dt (%/min) 3.0005 0.0005 5 cycle σ h =19.0010 Axial strain.9 5 479.0010 -0. q (kPa) 2 1 0 -1 -2 -3 -4 -0.0010 -0. ε v (%) .2x10 3.Estáticos vs E.0005 Chiba gravel 0.Dinâmicos .

6 kPa th E.0004 0.0002 -0.002 0.0000 0.6 kPa -0.2 0.0004 Radial strain.1 0.0004 0.02 0.2 0.0001 -0.002 0.0008 Chiba gravel 5th cycle 5 =cycle σ h 19.0001 0.0002 -0.Estáticos vs E. ε v (%) 0.0004 σ h = 19.0006 -0. ε v (%) . εh (%) 0.0004 f (Hz) 10 5 1 0.1 0.0003 -0.02 0.0002 Radial strain.0006 0.0000 -0.0000 -0.0002 0.0004 -0.0.9 f (Hz) 10 5 1 0. εh (%) 0.Dinâmicos .0003 0.01 0.0008 Axial strain.0008 Axial strain.0000 0.01 0.0008 -0.

d ε v/dt (%/min) 10 -3 10 -2 10 10 10 10 10 10 .Estáticos vs E.Ev (k E.C.10 Metramo silty sand (U) 10 4 OAP clay (U) Sandy gravel (D) Wet Chiba gravel (D) Saturated Toyoura sand (U) Air-dried Hostun sand (D) 10 3 Vallericca clay 10 -5 N.Dinâmicos . Kaolin (CU TC) -1 0 1 2 3 4 10 -4 Axial strain rate. .

Estáticos vs E.00010 0.1 kPa σ'c =196.2 kPa σ'c =392.10000 Deformação axial (%/min) E0 para deformações inferiores a 10-5 obtidos em ensaios triaxiais (CU) Metramo silty sand (Santucci de Magistris et al.11 Módulo de Young inicial E0 (MPa) 1200 1000 800 600 400 200 0 0.4 kPa 0.00001 σ'c = 98. 1999) .Dinâmicos .01000 0..1400 E.00100 0.

00x10-3 2.0005 0.0015 Relação tensão-deformação não perfeitamente linear (deformações inferiores a 10-3) .52x10-5 1.Estáticos vs E.0010 Incremento da deformação axial (%) 0.44x10-3 8.12 22 Incremento da tensão deviatórica (kPa) 20 18 16 14 12 10 8 6 4 2 0 0.4 kPa Maior taxa de deformação Taxa de Deformação (%/min) 3.11x10-4 8.E.44x10-2 Início do carregamento 0.0000 Metramo silty sand 3º ciclo σ'c = 392.55x10-4 4.Dinâmicos .08x10-4 2.

47x10-5 0.00x10-6 1.Dinâmicos .02x10-6 5.E.Estáticos vs E.00100 1.13 1400 Módulo secante Esec (MPa) 1300 1200 1100 Elástico Quasi-elástico Deformação axial 1000 900 800 0.00010 0.05x10-6 2.4 kPa 0.00001 Metramo silty sand 3º ciclo σ'c = 392.01000 0.10000 Taxa de deformação (%/min) .

Estáticos vs E.1 Limite elástico para det. taxa de deformação 0 0.2 Taxa de def.E.001 % ε .Dinâmicos .1 Taxa de deformação Taxa de def.14 Limite elástico q Linha do limite elástico Declive E0 Taxa de def.

42 for softrocks) Valores de G0 obtidos em triaxiais cíclicos (CU) em laboratório versus Gf obtidos em ensaios sísmicos no campo Cement-treated soil TS=fixed-piston thin-wall sampling Slurry Dry DMM BS=block sampling DC=direct coring RCT RCT=rotary coring BS+DC Sedimentary soft rock Kazusa Kobe Sagara Miura Tokoname Uraga-A Uraga-B RCT BS+DC E.Dinâmicos .5 for clays and 0.15 5000 Local axial strain measurements 1000 Range for Soft rocks and Cement-treated soils (BS+DC) and clays 100 Pleistocene clay site Tokyo Osaka OAP Suginami bay bay ) ) (1 :1 10 10 TS BS (1 :2 100 Gf=ρ(V ) 2 s vh 1000 (MPa) 5000 .Estáticos vs E.G0=E0/{2(1+ν)} (MPa) (ν=0.

..Estáticos vs E. Taksuoka. Woods. 2000. 1978. Atkinson.Dinâmicos .E. 2) As propriedades elásticas obtidas em ensaios estáticos ou dinâmicos são praticamente as mesmas nos materiais granulares com granulometria fina (Hardin.). 2000.16 Ensinamentos a extrair dos estudos experimentais recentes 1) As propriedades elásticas também podem ser obtidas em ensaios estáticos (necessita de equipamento de elevadíssima precisão). . 1991.

Dinâmicos . Nestes casos os valores obtidos nos ensaios dinâmicos não são representativos das propriedades elásticas médias das massas envolvidas. Taksuoka. os valores podem ser bastante diferentes para o caso de materiais granulares com granulometria grosseira e maciços rochosos com descontinuidades dominantes.E. 2000 .Estáticos vs E.17 Ensinamentos a extrair dos estudos experimentais recentes Mas.