You are on page 1of 21

Sistema Urinário O sistema urinário é constituído pelos órgãos uropoéticos, isto é, incumbidos de elaborar a urina e armazená-la temporariamente até

a oportunidade de ser eliminada para o exterior. Na urina encontramos ácido úrico, ureia, sódio, potássio, bicarbonato, etc. Este aparelho pode ser dividido em órgãos secretores - que produzem a urina - e órgãos excretores - que são encarregados de processar a drenagem da urina para fora do corpo. Os órgãos urinários compreendem os rins (2), que produzem a urina, os ureteres (2) ou ductos, que transportam a urina para a bexiga (1), onde fica retida por algum tempo, e a uretra (1), através da qual é expelida do corpo. Além dos rins, as estruturas restantes do sistema urinário funcionam como um encanamento constituindo as vias do trato urinário. Essas estruturas – ureteres, bexiga e uretra – não modificam a urina ao longo do caminho, ao contrário, elas armazenam e conduzem a urina do rim para o meio externo. - Rim Os rins são órgãos pares, em forma de grão de feijão, localizados logo acima da cintura, entre o peritônio e a parede posterior do abdome. Sua coloração é vermelho-parda. Os rins estão situados de cada lado da coluna vertebral, por diante da região superior da parede posterior do abdome, estendendo-se entre a 11ª costela e o processo transverso da 3ª vértebra lombar. São descritos como órgãos retroperiotoneais, por estarem posicionados por trás do peritônio da cavidade abdominal. Os rins são recobertos pelo peritônio e circundados por uma massa de gordura e de tecido areolar frouxo. Cada rim tem cerca de 11,25cm de comprimento, 5 a 7,5cm de largura e um pouco mais que 2,5cm de espessura. O esquerdo é um pouco mais comprido e mais estreito do que o direito. O peso do rim do homem adulto varia entre 125 a 170g; na mulher adulta, entre 115 a 155g. O rim direito normalmente situa-se ligeiramente abaixo do rim esquerdo devido ao grande tamanho do lobo direito do fígado. Na margem medial côncava de cada rim encontra-se uma fenda vertical – o HILO RENAL – onde a artéria renal entra e a veia e a pelve renal deixam o seio renal. No hilo, a veia renal está anterior à artéria renal, que está anterior à pelve renal. O hilo renal é a entrada para um espaço dentro do rim. O seio renal, que é ocupado pela pelve renal, cálices, nervos, vasos sangüíneos e linfáticos e uma variável quantidade de gordura.

Cada rim apresenta duas faces, duas bordas e duas extremidades. FACES (2) - Anterior e Posterior. As duas são lisas, porém a anterior é mais abaulada e a posterior mais plana. BORDAS (2) - Medial (côncava) e Lateral (convexa). EXTREMIDADES (2) - Superior (Glândula Supra-Renal) e Inferior (a nível de L3). Anatomia Interna dos Rins Em um corte frontal através do rim, são reveladas duas regiões distintas: uma área avermelhada de textura lisa, chamada córtex renal e uma área marron-avermelhada profunda, denominada medula renal. A medula consiste em 8-18 estruturas cuneiformes, as pirâmides renais. A base (extremidade mais larga) de cada pirâmide olha o córtex, e seu ápice (extremidade mais estreita), chamada papila renal, aponta para o hilo do rim. As partes do córtex renal que se estendem entre as pirâmides renais são chamadas colunas renais. Juntos, o córtex e as pirâmides renais da medula renal constituem a parte funcional, ou parênquima do rim. No parênquima estão as unidades funcionais dos rins – cerca de 1 milhão de estruturas microscópicas chamadas NÉFRONS. A urina, formada pelos néfrons, drena para os grandes ductos papilares, que se estendem ao longo das papilas renais das pirâmides. O s

Glomérulo – rede de capilares sangüíneos enovelados dentro da cápsula glomerular 2.Néfrons O néfron é a unidade morfofuncional ou a unidade produtora de urina do rim. como vias de passagem e áreas de armazenamento. até a bexiga urinária. e admiravelmente adequada para sua função de produzir urina. chamada seio renal. pelo ureter. inconfundível. principalmente. O hilo renal se expande em uma cavidade. . a urina drena para a grande cavidade chamada pelve renal e depois para fora. Túbulo Renal: Túbulo contorcido proximal. Túbulo contorcido distal. Corpúsculo Renal: Cápsula Glomerular (de Bowman). A forma do néfron é peculiar. . no rim. O néfron é formado por dois componentes principais: 1. Túbulo coletor. Alça do Néfron (de Henle). As funções dos rins incluem: . O cálice renal menor recebe urina dos ductos papilares de uma papila renal e a transporta até um cálice renal maior.Funções dos Rins Os rins realizam o trabalho principal do sistema urinário. Cada rim tem 8-18 cálices menores e 2-3 cálices maiores. Com a filtração do sangue e a formação da urina.ductos drenam para estruturas chamadas cálices renais menor e maior. os rins contribuem para a homeostasia dos líquidos do corpo de várias maneiras. Do cálice renal maior. Cada rim contém cerca de 1 milhão de néfrons. com as outras partes do sistema atuando.

Manutenção da osmolaridade do sangue. A medula da supra-renal pode ser removida. Liberação de hormônios.Ureter São dois tubos que transportam a urina dos rins para a bexiga. Regulação do volume sangüíneo. Pelve renal é a extremidade superior do ureter. . A medula supra-renal secreta dois hormônios: epinefrina (adrenalina) e norepinefrina. sem causar efeitos que comprometem a vida. Regulação do pH do sangue. O córtex secreta hormônios essenciais à vida. Já o córtex supra-renal secreta os esteróides. os ureteres têm menos de 6mm de diâmetro e 25 a 30cm de comprimento. ambas produzindo diferentes hormônios. Excreção de resíduos e substâncias estranhas. enquanto que os hormônios medulares não são essenciais para a vida. Cada glândula supra-renal. Regulação do nível de glicose no sangue.Regulação da composição iônica do sangue.Glândulas Supra-renais As glândulas supra-renais (adrenais) estão localizadas entre as faces supero-mediais dos rins e o diafragma. possui duas partes: o córtex e a medula supra-renal. Órgãos pouco calibrosos. localizada no interior do rim. envolvida por uma cápsula fibrosa e um coxim de gordura. Regulação da pressão arterial. . .

Esta área é chamada trígono da bexiga e é sempre lisa. Inferiormente ao músculo esfíncter. A capacidade média da bexiga urinária é de 700 – 800ml. está o esfíncter externo. Quando vazia. envolvendo a parte superior da uretra. nos homens situa-se diretamente anterior ao reto e.Descendo obliquamente para baixo e medialmente. elástico que. prevenindo o esvaziamento. Em virtude desse seu trajeto. distinguem-se duas partes do ureter: abdominal e pélvica. A urina se move ao longo dos ureteres em resposta à gravidade e ao peristaltismo .Bexiga A bexiga urinária funciona como um reservatório temporário para o armazenamento da urina. Uma área triangular na superfície posterior da bexiga não exibe rugas. ela se eleva para a cavidade abdominal. a bexiga está localizada inferiormente ao peritônio e posteriormente à sínfise púbica: quando cheia. Quando a bexiga está cheia. o ureter percorre por diante da parede posterior do abdome. é menor nas mulheres porque o útero ocupa o espaço imediatamente acima da bexiga. Este trígono é limitado por três vértices: os pontos de entrada dos dois ureteres e o ponto de saída da uretra. abrindo-se no óstio do ureter situado no assoalho da bexiga urinária. É um órgão muscular oco. penetrando em seguida na cavidade pélvina. que controlado voluntariamente. sua superfície interna fica lisa. . nas mulheres está à frente da vagina e abaixo do útero. O trígono é importante clinicamente. A saída da bexiga urinária contém o músculo esfíncter chamada esfíncter interno. permitindo a resistência à necessidade de urinar. pois as infecções tendem a persistir nessa área. Os ureteres são capazes de realizar contrações rítmicas denominadas peristaltismo. que se contrai involuntariamente.

- Uretra .

Apresenta dupla curvatura no estado comum de relaxamento do pênis.A uretra é um tubo que conduz a urina da bexiga para o meio externo. A uretra se abre para o exterior através do óstio externo da uretra. e de direção oblíqua para baixo e para frente. é de cerca de 6mm. . sendo revestida por mucosa que contém grande quantidade de glândulas secretoras de muco. um ducto ejaculatório. Seu diâmetro. incluída na parede anterior da vagina.Uretra Feminina É um canal membranoso estreito estendendo-se da bexiga ao orifício externa no vestíbulo. .Uretra Masculina A uretra masculina estende-se do orifício uretral interno na bexiga urinária até o orifício uretral externa na extremidade do pênis. a membranácea e a esponjosa.5cm dorsalmente à glande do clitóris. . É dividida em três porções: a prostática. Está colocada dorsalmente à sínfise púbica. As maiores destas são as glândulas parauretrais. Muitas e pequenas glândulas uretrais abrem-se na uretra. Na uretra masculina existe uma abertura diminuta em forma de fenda. cujas as estruturas e relações são essencialmente diferentes. com a concavidade dirigida para frente. é levemente curva. quando não dilatada. A uretra é diferente entre os dois sexos. Seu orifício externo fica imediatamente na frente da abertura vaginal e cerca de 2. cujos ductos desembocam exatamente dentro do óstio uretral.

é muito mais longa que a uretra feminina. Assim. Medindo cerca de 20cm.As uretras masculinas e a femininas se diferem em seu trajeto. ela passa através da próstata e se estende ao longo do comprimento do pênis. a uretra faz parte dos sistemas urinário e reprodutor. Na mulher. Quando a uretra masculina deixa a bexiga. a uretra masculina atua com duas finalidades: conduz a urina e o esperma. .8cm) e faz parte exclusivamente do sistema urinário. Já no homem. Seu óstio externo localiza-se anteriormente à vagina e entre os lábios menores. a uretra é curta (3.

Pelo fato de estarem na parte superior em contato com o diafragma.1 – Rins Os rins são órgãos com formato de feijões. E PELA URETRA QUE DESCARREGA A URINA CONTIDA NA BEXIGA. A função do sistema urinário é produção de urina e a sua eliminação do corpo. isto se deve ao estreito relacionamento do rim direito com o fígado. DOIS URETERES QUE CONDUZEM A URINA. QUE PRODUZEM A URINA. situados na parte posterior e superior do abdome.O SISTEMA URINÁRIO É FORMADO POR DOIS RINS. O rim esquerdo está normalmente 1 cm a cima do rim direito.1 – Sistema urinário 1. Fig. eles se movem ligeiramente junto a esta estrutura durante a respiração. um de cada lado da coluna vertebral. . PELA BEXIGA QUE ARMAZENA A URINA.

variam em diâmetro de 1 mm a 1 cm. Através de um corte transversal podemos observar uma área central escurecida chamada medula e uma área periférica chamada córtex.Por esta abertura passam veias. · Gordura Perirrenal (camada de gordura que envolve a cápsula propriamente dita). transparente intimamente aderida à superfície). Fig. . O rim possui uma abertura longitudinal na borda medial chamada Hilo. 2 – Secção longitudinal de um rim 1. fibrosa. artérias renais.5 cm de comprimento.3 – Localização normal dos rins. Fig. A medula consiste de 8 a 12 pirâmides renais cujos ápices convergem nas regiões denominadas papilas.os vasos linfáticos . São responsáveis pela condução da urina dos rins para a bexiga através de ondas peristálticas lentas associadas a gravidade.os nervos e a pelve renal.2 – Posição dos rins A borda superior do esquerdo está ao nível do espaço intervertebral de T11 e T12. Cada rim é envolvido por três cápsulas: · Cápsula verdadeira (membrana lisa. as quais são recebidos por cavidades denominadas cálices. e a borda inferior do rim direito está normalmente ao nível da parte superior de L3.2 – Ureter O ureter é um tubo mais ou menos uniforme de 2. · Fáscia renal (fina camada fibrosa que prende o rim às estruturas circunvizinhas e auxilia a manter a posição normal do órgão).Fig.

4 – Ureteres 1.4 Uretra Conecta a bexiga ao meio exterior.A porção triangular da bexiga ao longo da superfície interna posterior é chamada trígono (área formada pela entrada dos dois ureteres por trás e pelo local de saída da uretra. expele a urina do corpo.Sua função é eliminar a urina armazenada na bexiga. SISTEMA DE SUSTENTAÇÃO . Na medida em que eles seguem para baixo. Seguindo a curvatura da coluna vertebral os ureteres chegam até a porção póstero-lateral de cada lado da bexiga. Fig. 1.Serve de reserva para a urina e auxiliada pela uretra. posterior a sínfise púbica. 3 – Bexiga urinária masculina. situam-se na porção anterior de cada músculo psoas maior.A pelve renal que deixa cada rim no hilo é na verdade a porção mais estendida do ureter.3 – Bexiga A bexiga é um órgão muscular oco situado na cavidade pélvica. Fig.

o esqueleto protege os órgãos internos e fornece pontos de apoio para a fixação dos músculos. nasal. occipital. formada pelos ossos ilíacos (da bacia) e o esqueleto dos membros (superiores ou anteriores e inferiores ou posteriores). 2. 2-Esqueleto apendicular: compreende a cintura escapular.1-Caixa craniana Possui os seguintes ossos importantes: frontal. Imagem: AVANCINI & FAVARETTO. que formam um sistema de alavancas movimentadas pelos músculos. 1997. cintura pélvica. lacrimais. Vol. esfenóide. coluna vertebral caixa torácica. malares ("maçãs do rosto" ou zigomático). parietais. Moderna. maxilar superior e mandíbula (maxilar inferior). Biologia – Uma abordagem evolutiva e ecológica. 1-Esqueleto axial 1. São Paulo. Ele constitui-se de peças ósseas (ao todo 208 ossos no indivíduo adulto) e cartilaginosas articuladas. Ed.SISTEMA ESQUELÉTICO Além de dar sustentação ao corpo. temporais. O esqueleto humano pode ser dividido em duas partes: 1-Esqueleto axial: formado pela caixa craniana. . formada pelas escápulas e clavículas.

será substituída por osso. São Paulo. após o nascimento.no osso esfenóide existe uma depressão denominada de sela turca onde se encontra uma das menores e mais importantes glândulas do corpo humano . Segundo . coluna lombar.a hipófise. Vol.Imagem: AVANCINI & FAVARETTO. Observações: Primeiro . coluna sacral.2-Coluna vertebral É uma coluna de vértebras que apresentam cada uma um buraco. 2. coluna torácica.Fontanela ou moleira é o nome dado à região alta e mediana. 1. Moderna. 1997. no centro geométrico do crânio. Ed. da cabeça da criança. . que facilita a passagem da mesma no canal do parto. que se sobrepõem constituindo um canal que aloja a medula nervosa ou espinhal. coluna cocciciana (coccix). Biologia – Uma abordagem evolutiva e ecológica. é dividida em regiões típicas que são: coluna cervical (região do pescoço).

A região frontal do joelho está protegida por um pequeno osso circular: a rótula.Membros e cinturas articulares Cada membro superior é composto de braço. O osso do braço – úmero – articula-se no cotovelo com os ossos do antebraço: rádio e ulna. osso esterno e costelas.3-Caixa torácica É formada pela região torácica de coluna vertebral. ele se articula com os dois ossos da perna: a tíbia e a fíbula. 2. . O pulso constituise de ossos pequenos e maciços. pulso e mão. tornozelo e pé. No joelho. e 2 flutuantes (com extremidades anteriores livres. 3 falsas (se reúnem e depois se unem ao esterno). Cada membro inferior compõe-se de coxa. não se fixando ao esterno). perna. A palma da mão é formada pelos metacarpos e os dedos. O osso da coxa é o fêmur. que são em número de 12 de cada lado. os carpos. antebraço. pelas falanges.1.Esqueleto apendicular 2-1. o mais longo do corpo. sendo as 7 primeiras verdadeiras (se inserem diretamente no esterno).

Os membros estão unidos ao corpo mediante um sistema ósseo que toma o nome de cintura ou de cinta. como as do crânio. Juntas e articulações Junta é o local de junção entre dois ou mais ossos. a inferior se chama cintura pélvica. A planta do pé é constituída pelos metatarsos e os dedos dos pés (artelhos). A cintura superior se chama cintura torácica ou escapular (formada pela clavícula e pela escápula ou omoplata).Ossos pequenos e maciços. por um par de ossos ilíacos e pelo cóccix. Em outras juntas. Algumas juntas. formado por quatro a seis vértebras rudimentares fundidas). nelas os ossos estão firmemente unidos entre si. popularmente conhecida como bacia (constituída pelo sacro . A primeira sustenta o úmero e com ele todo o braço. os ossos são móveis e permitem ao esqueleto realizar movimentos. denominadas articulações.osso volumoso resultante da fusão de cinco vértebras. Os ligamentos estão firmemente unidos às membranas que revestem os ossos. a segunda dá apoio ao fêmur e a toda a perna. chamados tarsos. formam o tornozelo. são fixas. Classificação dos ossos . pelas falanges. Ligamentos Os ossos de uma articulação mantêm-se no lugar por meio dos ligamentos. cordões resistentes constituídos por tecido conjuntivo fibroso.

Imagem: AVANCINI & FAVARETTO. A diáfise é formada por tecido ósseo compacto. Vol. Biologia – Uma abordagem evolutiva e ecológica. úmero. o corpo do osso é a diáfise. Ed. São constituídos por tecido ósseo esponjoso. .Curtos: têm as três extremidades praticamente equivalentes e são encontrados nas mãos e nos pés. carpos. Exemplos: calcâneo. Exemplos: fêmur. por tecido ósseo esponjoso. tarsos. entre a diáfise e cada epífise fica a metáfise.Os ossos são classificados de acordo com a sua forma em: A . Moderna. São Paulo.Longos: têm duas extremidades ou epífises. 1997. enquanto a epífise e a metáfise. com adaptações B. 2.

a medula óssea vermelha é encontrada principalmente nas epífises. ossos do crânio.C . tal disco é chamado de disco metafisário (ou epifisário) e é responsável pelo crescimento longitudinal do osso. ou seja. O interior dos ossos é preenchido pela medula óssea. . O tecido hemopoiético é popularmente conhecido por "tutano". e. que. é vermelha e gelatinosa. escápula. As maiores quantidades de tecido hematopoético estão nos ossos da bacia e no esterno. constituindo o local de formação das células do sangue. Revestindo o osso compacto na diáfise. Entre as epífises e a diáfise encontra-se um disco ou placa de cartilagem nos ossos em crescimento. existe uma delicada membrana . em parte é amarela. no restante.o periósteo responsável pelo crescimento em espessura do osso e também pela consolidação dos ossos após fraturas (calo ósseo). de hematopoiese. funcionando como depósito de lipídeos. As superfícies articulares são revestidas por cartilagem. ossos da bacia. Nos ossos longos.Planos ou Chatos: são formados por duas camadas de tecido ósseo compacto. tendo entre elas uma camada de tecido ósseo esponjoso e de medula óssea Exemplos: esterno.

Diferenças entre os ossos do esqueleto masculino e feminino: PELE PUBLICIDADE .

Além dessas camadas.Pele muito oleosa e brilhante .Propensa ao aparecimento de rugas precoces e vasinhos. Pele normal . Esta é a camada mais externa da pele e que. úmida e brilhante .Grande produção das glândulas sebáceas e sudoríparas Pele sensível . A derme trata-se de uma camada de sustentação da pele.Resumo Pele A pele é o maior orgão do corpo humano e corresponde a cerca de16% do peso corporal. Além disso. também chamada de tecido subcutâneo. doenças e agressões do ambiente.Fica avermelhada com facilidade com agentes externos como sol. a melanina. colágeno. poluição etc e por isso é importante sempre cuidar da saúde e renovação dessa camada da pele. eliminação de substâncias através do suor.Produção de gordura na quantidade certa . com presença de cravos e espinhas . como infecções.Aparência lisa. controle da circulação sanguínea e aderência a objetos. fibras elásticas e uma substância gelatinosa. a pele possui diversos anexos.Aparência espessa.Pele frágil. fibras elásticas. etc . A firmeza da pele depende da integridade e disposição dessas fibras da derme. Outras funções da pele incluem: percepção sensorial. como o sol. como pêlos. está sujeita às ações de agentes externos. a derme e a hipoderme. dentre outros.Peles claras tendem a apresentar maior sensibilidade . aveludada e viçosa. o vento. chuva. fina e facilmente irritável .Alta produção de secreções sebáceas e sudoríparas Pele oleosa . vasos sanguíneos e linfáticos. A hipoderme reserva energia.Raramente apresenta espinhas e cravos Pele acnéica . glândulas sudoríparas e poros. Tipos de pele Tipo de pele Principais características . dá forma aos contornos do corpo e garante proteção a impactos e choques físicos. cosméticos. a pele tem a importante função de manter a temperatura e umidade do corpo.Pouca produção de líquido pelas glândulas sebáceas e sudoríparas .Áreas inflamadas.Aparência opaca e de espessura fina . A hipoderme é a camada mais profunda. como raios solares. sendo composta por tecido conjuntivo. Ela garante proteção contra agentes externos. portanto. A pele possui 3 camadas: a epiderme. as células responsáveis pela produção do pigmento natural da pele.Resiste mais à ação do tempo Pele seca . síntese e reservatório de nutrientes como a vitamina D. vento. presença de poluentes atmosféricos. variações climáticas. Possui células de gordura. com elasticidade e brilho com poros impercepríves . a gordura subcutânea. É na epiderme que se localizam os melanócitos.

Você sabia? . esta é composta por células gordurosas. Ela é composta por três camadas: epiderme. linfócitos. melanócitos. deve-se ter em mente que uma depende da outra para o equilíbrio deste importante órgão que é a pele humana. a epiderme é quase que completamente formada por queratinócitos. É importante saber que quando se pensa em epiderme. Sua formação se dá através das células epidérmicas (queratinócitos. ela possui também a importante função de proteger o organismo contra os danos causados por agentes externos. terminações nervosas e folículos pilosos. derme e tela subcutânea. elásticas e reticulares. vem a tela subcutânea. Ela é responsável pela reserva de nutrientes.. também conhecida como hipoderme. derme e hipoderme. A derme é formada por tecido conjuntivo. que ao contrário do tecido epitelial é ricamente vascularizado. Contudo.. proteção dos vasos e nervos localizados nos níveis mais profundos. Nela encontram-se as fibras colágenas. lúcida e camada córnea. por esta razão. espinhosa.O que é A pele e seus anexos (unhas. excetuando-se a camada basal (única camada que faz contato com a derme). além das células formadoras de sua composição (fibroblastos. pêlos e glândulas) fazem parte do sistema tegumentar. mastócitos. As camadas da pele A epiderme é a parte mais externa e a única que está em contato com o meio ambiente.). células de Langerhans e células de Merkel). granulosa. Por último. e também para o “perfeito” funcionamento de nosso organismo. sebáceas). estão presentes algumas glândulas (sudoríparas. Ainda na derme. Ela é composta por tecido epitelial (carente de vascularização) e possui cinco camadas: camada basal.

A Dermatologia é a especialidade médica que estuda e trata dos problemas relacionados ao sistema tegumentar (pele). .