You are on page 1of 1

EDITORIAL

PORTARIA

No Rio Grande do Norte, de pouca originalidade, o governo do estado anunciou uma PPP, Parceria Público Privada, para a construção de um hospital de trauma em Natal. Disse que era um dos compromissos com a Fifa para a copa. E eu que pensei que o compromisso era com o nosso povo, pela necessidade de melhorar a assistência à saúde. Mas esse não é o problema. Tivemos uma manifestação nacional da Fenam no Rio, no dia 20 de dezembro, na Cinelândia, palco de momentos históricos para o povo brasileiro. Os sindicatos de todo Brasil reafirmaram suas bandeiras de luta, entre elas contra as terceirizações. No interessante discurso do representante da Bahia, ele relatou a experiência das PPPs no estado, definindo o sistema em uma frase: o empresário entra com o bolso o governo com o dinheiro. Os relatos de desvios e corrupção na área da saúde são assustadores, é uma das áreas críticas na administração, ainda de alta vulnerabilidade. E a UFRN aprovou a EBSERH, empresa criada no apagar das luzes do governo Lula, para administrar seus hospitais. Que pena! Não é que eu não entenda a pressão monumental exercida nas universidades, com ameaça de se inviabilizarem por falta de recursos humanos, já que o governo federal não parece disposto a abrir concurso, mas as Universidades assistirem a violação de sua autonomia sem um pio de protesto, a não ser de sindicatos, funcionários e estudantes, é grave demais. E o que significa a EBSERH? Simplesmente mão de obra descartável e cargos indicados. Tribunais, entre eles o de contas da união, apontam inconsistências e inconstitucionalidade na lei que criou a empresa e o Supremo Tribunal Federal já definiu que em atividades permanentes os funcionários devem ser de carreira. Eis aí mais uma boa luta para nós todos. O detalhe interessante é que a entrega do gerenciamento dos hospitais ocorre após anos de gastos altíssimos e investimentos de recursos que transformaram estes hospitais universitários da UFRN em unidades de excelência. A EBSERH é mais ou menos como um monstro híbrido, meio público, meio privado, uma coisa assim como a definição das PPPs feita pelo baiano Deoclides no Rio de Janeiro, na hora de administrar, contratar, comprar, gastar, ela é privada, mas na hora do vamos ver ou do prejuízo, o dinheiro será público. Diz o governo federal que é tudo em nome da eficiência administrativa. Como diriam os masoquistas, me engana que eu gosto. Dr. Geraldo Ferreira Presidente Sinmed RN
ATO PÚBLICO

Durante assembeia realizada na terça-feira (18) os médicos esclareceram os fatos sobre da portaria 392, publicada no dia 13 de dezembro pela Sesap, que trata sobre o cumprimento do horário de trabalho e inibe negociações dos plantões dos profissionais da saúde. A diretoria do Sinmed analisou o conteúdo e informa aos médicos que a situação de greve altera a relação de cunho trabalhista e assim a portaria passa a não ter valor.
ASSEMBLEIA DIA 26

A próxima assembleia geral com os médicos do estado está agendada para o dia 26/12 (QUARTA-FEIRA), às 19h. Na ocasião serão distribuídas as camisetas e outros materiais referentes à manifestação pública do dia 28 (quinta-feira). Lembrete: O Sinmed tem realizado suas assembleias sempre as terçasfeiras, porém, devido ao feriado natalino, a próxima assembleia será realizada na quarta-feira. Não esqueça!
RESPEITO!

No próximo dia 28 de dezembro os médicos realizam nova manifestação em defesa da saúde e do Rio Grande do Norte. A concentração do ato será às 8h30, no calçadão da rua João Pessoa – Cidade Alta, depois segue em caminhada até o hospital Ruy Pereira. Os médicos consideram esta manifestação como o ato #ForaRosalba 2, recordando o ato realizado no dia 15 de novembro, pela situação de falência da saúde pública no Estado.

Liderado pela Federação Nacional dos Médicos (FENAM), o ato nacional, intitulado "GRITO DOS MÉDICOS: RESPEITO!", aconteceu nesta quinta-feira (20) no Rio de Janeiro e iniciou uma nova fase no movimento. O objetivo foi principalmente ir às ruas para defender as bandeiras da categoria médica, na busca de um futuro mais justo na área que trata da vida humana. Dirigentes do movimento médico de todo o Brasil discursaram sobre a situação em seus estados e as perspectivas para o próximo ano.

Informamos que nos dias 24, 25 e 31 de Dezembro/2012, bem como dia 01º de janeiro de 2013, não teremos expediente. Aproveitamos para desejar a todos um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.

twitter: @sinmedrn facebook.com/sinmedrn