You are on page 1of 9

Aluno

:

Curso: Análise e Desenvolvimento de Sistemas – 1° ADS – Vespertino Disciplina: Administração Geral Professor: Eliana Alves Feo

Teorias Administrativas

OURINHOS 2011

sendo que estas causas Independe da gerencia. As teorias motivacionais se subdividem em teorias de conteúdo e teorias de processo. benefícios. trabalhar. respeito. dentro da administração. ele surge a partir da Escola de Relações Humanas. promoções. que foi a primeira a enfatizar a satisfação do funcionário. status e esse tipo motivacional estão intimamente ligados as ações individuais dos gerentes em relação aos seus subordinados. Motivação Extrínseca: Quando as causas estão baseadas em recompensas tangíveis: salários. .Teorias Motivacionais Mesmo sabendo que o estudo da motivação humana tem raízes na Antiguidade. Relativa e variável em cada situação. estudando e analisando de maneira sistemática os aspectos humanos dentro da organização. pois geralmente são determinadas pela alta administração. onde as primeiras referem-se a “o que” motiva o comportamento humano e a segunda refere-se em “como” o comportamento é motivado. Conceitos de Motivação    Causas ou motivos que impulsionam comportamento: estudar. a se ocupar com suas questões afetivas e pessoais. Propriedades: Direção (escolha das atividades). dormir. Intensidade (potencial). comer. Duração (persistência da motivação). Motivação Intrínseca: Quando ela está relacionada com recompensas psicológicas: reconhecimento.

ele procura explicar por que as pessoas são motivadas a determinados momentos por necessidades específicas.Teorias de Conteudo Teoria de Maslow Em sua teoria. Onde uma pessoa passa seu tempo gastando energia ocupando-se com segurança pessoal enquanto outra se privilegia-se com a obtenção de estima. Auto Realização Estima Sociais Segurança Fisiológicas . Hierarquia das Necessidades:   Dentro de cada ser humano existe uma hierarquia de 5 categorias A medida que cada uma destas necessidades é atendida. pois é o ideal que a motivação é provocada por deficiências de uma ou grupos de necessidades. Sua teoria explica também a procura da identificação por necessidades básicas que uma pessoa procura satisfazer-se. a próxima torna-se dominante.

a partir da teoria de Maslow e de novas pesquisas.   Maslow via as pessoas subindo progressivamente. a Teoria ERG concorda que a motivação do trabalhador pode ser medida seguindo uma hierarquia de necessidades. necessidades de sobrevivência. Necessidades de relacionamento: o ser humano tem necessidade de relacionamentos inter-pessoais.Teoria ERG Desenvolvida pelo psicólogo Clayton Alderfer. sociabilidade e relacionamento social. Alderfer percebia que as pessoas subiam e desciam dentro da hierarquia das necessidades e que existia apenas três fatores essenciais para motivação: Necessidade existencial: necessidades básicas de Maslow. porém diverge da Teoria de Maslow em alguns pontos básicos. . ou seja. ou seja.

Ex: salários.Necessidades de crescimento: necessidade que o ser humano tem de criar. ou seja. a motivação depende do trabalho em si e não dos incentivos que os empresários possam dar aos funcionários.  Maslow. benefícios. políticas e diretrizes. Para Herzberg não são todas as necessidades que motivam. de reconhecimento profissional e as necessidades de auto-realização. . condições físicas. Sob o controle das pessoas. Afetam a satisfação com o trabalho Motivacionais Conteúdo do cargo e a natureza das tarefas executadas. dar sugestões. participar. uma necessidade inferior pode ser ativada quando uma necessidade mais elevada não pode ser satisfeita e também salienta que mais de uma necessidade poder ser focalizada de uma única vez. Teoria dos Dois Fatores  Herzberg. pois algumas apenas evitam a não satisfação do funcionário. Afetam a insatisfação com o trabalho Higiênicos Abrangem as condições dentro das quais elas desempenham seu trabalho. todas as necessidades motivam e provocam satisfação. etc. Fora do controle das pessoas. Sentimentos de crescimento individual. Essa teoria adota o princípio de frustração-regressão.

Pessoas assim tem grande poder de argumentação e esse poder pode ser tanto positivo quanto negativo e procuram assumir cargos de liderança. elementos estes. tornando-os mais desafiadores e gratificantes. o estabelecimento de metas com propostas desafiadoras e um maior controle do indivíduo para com seus desejos. Teoria de mcclelland (tríade) Essa teoria ressalta que as necessidades podem ser aprendidas ou socialmente adquiridas durante a vida. que foram tirados dos mesmos pela excessiva especialização. a chave da motivação se encontra na reestruturação dos cargos. iniciando-se assim que o indivíduo começa a interagir com o ambiente e se resumem em três necessidades básicas: Necessidade de Realização (nR): é o desejo de ser excelente. Pessoas com essas necessidades colocam seus relacionamentos acima das tarefas. de amizades e de poucos conflitos. . o autor estabelece pontos importantes a serem avaliados tais como o esforço do indivíduo em buscar de feedbacks concretos. Através de sua teoria. a eleição de modelos a serem seguidos. de contatos interpessoais. de ser mais eficiente e as pessoas com essas necessidades gostam de correr riscos calculados. de ter responsabilidades. Necessidade de Poder (nP): é o desejo de controlar os outros e de influenciá-los. de ser melhor. Necessidade de Afiliação (nA): reflete o desejo de interação social.Dentro do ponto de vista desta teoria. de traçar metas.

X e Y. Teoria X e Y Douglas McGregor. com uma visão mais positiva de seus subordinados. . são mais modernos. Capacidade de tomar decisões inovadoras pode estar em qualquer pessoa. Evitam responsabilidades e procuram receber ordens formais. Os gerentes Y. em 1960. Pessoas demonstrarão auto-direção e autocontrole se estiverem comprometidas com os objetivos. TEORIA Y Funcionários podem achar o trabalho algo tão natural quanto descansar e se divertir.Necessidade Realização Poder Definição Necessidade de Sucesso. Segurança acima de todos os fatores. que acreditavam que os subordinados precisam de supervisão constante. e caracterizou os primeiros como tradicionais. definiu dois tipos de gerentes. Afiliação Necessidade de relacionamento. TEORIA X Funcionários detestam o trabalho e o evitam. Pessoas podem aprender a aceitar ou até procurar responsabilidades. não sendo um privilégio exclusivo daquelas em posições hierárquicas mais altas. Devem ser controlados e ameaçados com punições para se atingir os objetivos. exibindo pouca ambição. Necessidade de controlar ou influenciar pessoas.

Pessoas são motivadas Funcionários .compara as suas com as dos outros. dirigido e mantido.Não se preocupa somente com as suas recompensas . comparando com as dos seus colegas de trabalho. Stacy Adams fundamentam-se no fato de que os trabalhadores buscam justiça quanto às recompensas recebidas.fazem comparações entre si Indivíduo . A Teoria da Equidade focaliza a relação dos resultados para os esforços empreendidos em relação à razão percebida pelos demais. Negativas – eliminam comportamentos. existindo assim a EQUIDADE. o Conseqüências: Positivas – repetem comportamentos. A pessoa tende a repetir um comportamento que trouxe conseqüências favoráveis à ele. Teoria da equidade – stacy adams  Estudos realizados por J. Justiça e Igualdade . . Controlar o comportamento dos empregados. as teorias de processo procuram verificar como o comportamento é ativado.Teorias de Processo Enquanto as teorias de conteúdo se preocupam com as necessidades.

Campus. 11. DAFT. I.ed. 3. Comportamento Organizacional. Pearson Prentice Hall. . Gestão de Pessoas – Um novo papel dos recursos humanos nas organizações. São Paulo. 1. 2005.ed. R. Rio de Janeiro. São Paulo.Bibliografia • • • ROBBINS. CHIAVENATO. Thomson. 2005.ed. 1999. Stephen. Administração. L.