You are on page 1of 7

Curso de Capacitação: Avaliação de Desempenho no Serviço Público Instrutor: Justo Rafael Fernandez Urbieta

Danielle Bertolino de Macedo Verão Maria Lucia Cordeiro Jarcem

O LÍDER E SUAS COMPETÊNCIAS

Trabalho apresentado no curso de “Avaliação de Desempenho no Serviço Público” da CGGP/RTR

Campo Grande MS Setembro/2012

controlar os processos e gerenciar seus subordinados. existem aquelas pessoas reconhecidas institucionalmente e que irão estabelecer condutas e procedimentos aos demais colaboradores. são competentes para empreender. participativos.Curso de Capacitação: Avaliação de Desempenho no Serviço Público Instrutor: Justo Rafael Fernandez Urbieta O Líder e suas competências 1. sobressaem-se pessoas com características diferenciais. Introdução Na dinâmica relação entre os membros de uma organização. São indivíduos entusiasmados. aqueles que despertam a admiração e o respeito de seus colegas. Também. solucionar distúrbios e tomar decisões. sabem delegar tarefas e cobrar os resultados. os quais. e sentir-se parte dessas tarefas. influenciar e inspirar as pessoas ao seu redor. A situação ideal para o sucesso das equipes é que todo chefe seja também um líder. Os líderes atingem os objetivos organizacionais motivando todos os envolvidos. influenciado seus comportamentos e atitudes. Campo Grande MS Setembro/2012 . exercem uma atração em relação às demais. cabendo a elas planejar ações. Aos primeiros chamamos líderes. algumas vezes. legalmente instituídos. 2. Os líderes detém a capacidade de estabelecer uma rede de contatos. possuem espírito de equipe. e aos segundos denominamos chefes.1 O que é ser líder? Líder é aquele indivíduo capaz de persuadir. Em contrapartida. Essas pessoas. ser comunicador e disseminador de informações. não possuem características capazes de torná-los grandes líderes. habitualmente. sentir-se extremamente responsáveis por sua realização. independentemente de sua posição hierárquica. Desenvolvimento 2. Consegue convencer pessoas a realizarem tarefas.

Curso de Capacitação: Avaliação de Desempenho no Serviço Público Instrutor: Justo Rafael Fernandez Urbieta Acerca de outras características de um líder. Chiavenato (1996) explica que a liderança não é uma competência nata. ou você nasce com ela ou não. determina providências e as técnicas para execução das tarefas. a seguir: . Ela pode ser. O indivíduo deveria possuir uma série de características inatas. 1994): Porém. estimulado e assistido pelo líder. Desconsideram-se as contingências o conhecimento dos subordinados acerca das tarefas. ou seja. essa corrente não é mais aceita pelos teóricos e estudiosos. Ainda aqui. há três teorias principais que tratam da natureza da liderança. sem qualquer participação do subordinado. a liderança é considerada como algo inerente ao ser humano. com participação mínima do líder. Há liberdade completa para as decisões grupais ou individuais. . aprendida. a decisão final é do líder. como as que seguem (Bergamini. Assim: * Autoritário: A ênfase é centrada no líder que fixa as diretrizes. Todos os assuntos são debatidos e decididos pelo grupo. * Laissez-faire: Ênfase nos subordinados. Campo Grande MS Setembro/2012 . sim. * Democrático: A ênfase é centrada no líder e nos subordinados. praticada e compartilhada.Teoria dos traços: Segundo essa teoria.Teoria Comportamental: A liderança é caracterizada pelo comportamento das pessoas em relação aos seus subordinados. o foco é o líder. Nesta teoria.

nas diversas variáveis que cada organização.Deve conhecer indicadores e teorias para prospectar cenários. Não há uma forma de liderança correta e sim. líder e subordinados estão sujeitos. e estreita sua rede de relacionamentos. .2 O que é ser chefe? O chefe é a pessoa legalmente instituída para dirigir as pessoas às metas previamente estabelecidas.Teoria Situacional: Baseia-se nas contingências. ou seja. a partir de estudos de com quem ele conversa.Deve ter habilidades humanas. aloca recursos organizacionais e representa a organização em negociações. * Decisórios: identifica as oportunidades que potencializam o desenvolvimento da organização. As competências necessárias de um chefe distinguem-se pela posição que o mesmo encontra-se na pirâmide empresarial. 2. uma atitude de liderança adequada a cada problemática. da tarefa. resolve conflitos. Voltado para a tarefa.Curso de Capacitação: Avaliação de Desempenho no Serviço Público Instrutor: Justo Rafael Fernandez Urbieta . . São eles: * Interpessoais: o chefe representa sua equipe. que segue: . Para cada situação. com quem se comunica. do subordinado. políticas e resultados da organização. que envolva determinadas características da organização. delegar. * Informacionais: o chefe efetua a coleta. Campo Grande MS Setembro/2012 . dirige todas as atividades. é exigido um estilo de liderança específica.Gerenciamento do desempenho individual. a partilha e a disseminação de informações junto à sua equipe e transmite as estratégias. quanto tempo trabalha sozinho. “saber ouvir”. Henry Mintzberg definiu os papéis gerenciais que um chefe deve desempenhar. articular e comunicar.

Aqui cabe destacar a diferenciação que Chiavenato (2000) faz entre a autoridade e poder. O líder convence as pessoas a seguirem suas ideias. • Poder de recompensa – é o poder de promover. ética e moral. A autoridade representa o poder institucionalizado e legal.Curso de Capacitação: Avaliação de Desempenho no Serviço Público Instrutor: Justo Rafael Fernandez Urbieta É sabido que um chefe não é. • Poder coercivo – está relacionado ao chefe punir o colaborador. • Poder de especialização – é relacionado com a experiência do individuo e suas competências técnicas (conhecimento.3 Tipos de Poder O poder é a capacidade que um indivíduo tem em impor certo comportamento a outro. Poder implica capacidade para exercer influência sobre as outras pessoas. as habilidades e atitudes de um líder. Porém. aprendendo. desenvolvendo e praticando seus papéis gerenciais. habilidades e atitudes). podendo ser manifestado em uma simples advertência. suspensão ou até mesmo o desligamento efetivo. recompensar. 2. O chefe leva as pessoas a atingir determinados resultados. É a autoridade formal do cargo. sendo atribuído a um individuo que ocupa uma posição específica dentro da organização. A autoridade proporciona o poder: ter autoridade é ter Campo Grande MS Setembro/2012 . necessariamente. • Poder de referência – é o poder de um indivíduo de influenciar outro por sua força de caráter. o chefe pode adquirir o conhecimento. • Poder de informação – é a posse da informação importante em um momento crítico quando se faz necessário ao funcionamento da organização. um líder e um líder pode não ser o chefe. assim sendo a secretaria de um gerente pode se considerar em uma posição poderosa a partir do momento que tenha informação importante. São estas as formas de relacionamento entre aquele que detém o poder e aquele que é influenciado por este: • Poder legítimo – é o poder inerente à estrutura organizacional em si.

Curso de Capacitação: Avaliação de Desempenho no Serviço Público Instrutor: Justo Rafael Fernandez Urbieta poder. pois ter poder nem sempre significa ter autoridade. mas a recíproca nem sempre é verdadeira. que não delega funções. 2. As pessoas com características de liderança apresentam às empresas seus resultados em forma de uma cultura organizacional forte. Entretanto. os indivíduos com tais características estão permanecendo cada vez menos tempo em uma posição diferenciada na hierarquia organizacional. trabalho em equipe e multiplicação de conhecimento. não compartilha e nem dissemina o saber.4 Diferenças entre líder e chefe 3. Conclusão O chefe possui ainda uma visão marcada como aquele que não integra seus subordinados às suas tomadas de decisão. não cria relações humanas. Há pouco espaço para esse tipo de profissional no mercado dinâmico e exigente de flexibilização. números e indicadores positivos e tendências de Campo Grande MS Setembro/2012 .

acesso em 07/09/2012.ebah.com. acrescentando: “afinal.Curso de Capacitação: Avaliação de Desempenho no Serviço Público Instrutor: Justo Rafael Fernandez Urbieta crescimento real.” Finaliza. http://www.com. 2000.br/artigos/coaching/por-que-o-coaching-por-idalberto-chiavenato. http://www. São Paulo: Atlas.vocevencedor.php?idc_cad=epf5gsbj3. dar-lhes orientação e rumo na vida profissional. que segundo Chiavenato é. http://www. Idalberto. acesso em 07/09/2012. http://liderando-lideres. 1992. nada melhor do que a interação humana e a emoção no intercâmbio de ideias e conhecimentos”. Liderança administração do sentido.com. “uma maneira direta e eficaz de motivar e estimular as pessoas.br/index. p.php? option=com_content&view=article&id=93%3Alideranca-e-organizacoes&catid=35%3Aano-iinumero-2&Itemid=54&limitstart=2&lang=pt .com. 1994. acesso em 07/09/2012. incentivar a aprendizagem e o desenvolvimento pessoal e melhorar a qualidade de vida no trabalho. nasce o coaching. CHIAVENATO.revistapsicologia. Cecília W. A partir dessa figura do líder. Bibliografia http://www.br/artigos/wmprint. BERGAMINI. CHIAVENATO.70. acesso em 07/09/2012. Rio de Janeiro: Campus. São Paulo: Makron Books. acesso em 07/09/2012. 4.br/content/ABAAAA2eIAL/teoricos-administracao-max-weber . Idalberto.ufc. Campo Grande MS Setembro/2012 . Gerenciando Pessoas: o passo decisivo para a administração participativa.br/lideranca/7-tipos-de-poder-no-ambiente-de-trabalho/. Introdução à teoria geral da administração.rhportal.