You are on page 1of 6

1

DIREITO ADMINISTRATIVO AULA 1 PARTE 4 PODERES ADMINISTRATIVOS
Poderes Administrativos Conceito indeterminado “pornografia” Servidor Público determina fechamento de estabelecimento porquanto, entende que há pornografia no local. Poder Judiciário não pode adentrar no mérito deste ato (o que é pornografia conceito jurídico indeterminado) quem possui competência para adentrar na conveniência e oportunidade é somente a Administração Pública. Pode haver controle do Poder Discricionário se houver desrespeito a legalidade e não sobre o mérito do ato administrativo sob pena de lesão ao princípio da separação de poderes porquanto, o Poder Judiciário não foi escolhido pelo povo logo, não possui legitimidade para decidir o que pode ser praticado pelo ato administrativo (controle do limite do mérito) que representa a finalidade genérica de satisfação do interesse coletivo. STF já decidiu que pode ser analisado o mérito do ato administrativo se houver violação aos princípios da legalidade e proporcionalidade em situação fática na qual havia maior número de servidores comissionados do que efetivos ( ingresso via concurso público que é a regra) em Câmara Municipal. Na dosimetria da pena quanto a aplicação de penalidade a servidor público é ato de mérito, o controle de legalidade é estrito: se está dentro da lei ou está fora dos limites legais.

Exemplo 2: A lei diz tramitam nas férias forenses as causas urgentes. Exemplo: proibido traficar entorpecentes (lei geral) Administração Pública edita ato infralegal mencionando o que é entorpecente. Presidente do Tribunal desse Poder Judiciário férias forenses. Administração Pública possui poder de editar atos normativos administrativos sempre inferiores a lei porquanto. ninguém é obrigado a fazer ou deixar de fazer algo se não em virtude de lei. PODER NORMATIVO Não é Poder Legislativo. REGULAMENTO forma decreto somente Chefe do Poder Executivo baixa ato normativo elencado quais são as causas urgentes que tramitaram no período de possui competência para edição de regulamentos ou decretos. .2 DIREITO ADMINISTRATIVO AULA 1 PARTE 4 PODERES ADMINISTRATIVOS PODERES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PROPRIAMENTE DITO Discricionário Vinculado Normativo Hierárquico Disciplinar De Polícia Estes poderes podem ser exercidos de forma vinculada ou discricionária.

Artigo 84.3 DIREITO ADMINISTRATIVO AULA 1 PARTE 4 PODERES ADMINISTRATIVOS PODER REGULAMENTAR originalmente estava se falando de poder normativo do Estado (poder de editar normas gerais) posteriormente. não seria permitido o regulamento autônomo face o princípio da legalidade ( ninguém é dado fazer ou deixar de fazer algo senão. -Regulamento autônomo: algumas espécies de regulamentos não dependem de lei ( substitui a lei). Todavia. em virtude de lei). ele é restrito a regulamentos.VI CF/88 Chefe do Poder Executivo Federal pode por meio de decretos: -extinguir cargo vago e. podemos considerar em provas e concursos a expressão Poder Regulamentar como Poder Normativo. No Direito Brasileiro de regra. DESDE QUE NÃO IMPLIQUE DESPESA crie ou extinga órgãos. No Poder normativo podemos visualizar duas espécies de decretos: -Regulamento executivo: editado para fiel execução da lei ( ato normativo infralegal para explicitar e facilitar a aplicação da lei). passou a ser entendido que estaria sendo atécnico este termo porquanto. . Pelo princípio da simetria se algo foi criado por lei somente pode ser extinta por lei se admitir-se o decreto autônomo se estaria permitindo que ato infralegal atuasse em matéria reservado a lei. -tratar da organização administrativa.

PODER HIERÁRQUICO É um poder interno se manifesta dentro da Administração Pública (não existe hierarquia externa). Avocação – o agente que não era competente toma para si a competência de um agente que tinha competência originária SOMENTE PODE OCORRER EM RELAÇAO A UM AGENTE DE HIERÁRQUIA INFERIOR ( DECORRE DO PODER HIERARQUICO INTERNO) Delegação – o agente competente estende competência para um agente que não era competente originariamente competente pela lei PODE OCORRER MESMA HIERARQUIA OU INFERIOR ( DECORRE DO PODER HIERÁRQUICO INTERNO). Poder hierárquico gera poder de delegar e avocar competências que são hipóteses temporárias. Hierarquia ocorre necessariamente dentro de uma MESMA PESSOA JURÍDICA e seus órgãos. . Delegação e avocação de competências serão tratado quando da aula de atos administrativos. inciso VI da CF/88. é constitucional. Lei 9784 apontam a possibilidade de delegação e avocação de competências. Doutrina majoritária: é possível regulamento autônomo nessas duas situações expressamente previstas no artigo 86.4 DIREITO ADMINISTRATIVO AULA 1 PARTE 4 PODERES ADMINISTRATIVOS Celso Antônio Bandeira de Mello (posição minoritária) Esta situação não cria obrigações e direitos são atos de mera gestão logo.

não existe nenhum vínculo especial entre o Estado e o infrator essa sanção decorre da supremacia geral do Estado de organizar o trânsito naquele local. Exemplo 3: multa aplicada a um particular que não devolve livro da biblioteca no prazo estipulado no regulamento da biblioteca ( há um vínculo especial logo. Doutrina para facilitar o raciocínio estabelece que o Poder Disciplinar decorre: -Da hierarquia (servidores da Administração Pública: Poder Disciplinar hierárquico) -Contratos Administrativos (Poder Disciplinar contratual) Tanto em um caso como no outro há vinculo especial entre o Poder Público e o penalizado. . Exemplo 2: servidor público que é demitido possui vínculo com a Administração Pública ou na situação de um contratado que lhe é aplicada a multa por descumprimento de cláusula contratual ( são exemplos de aplicações concretas do poder disciplinar). Aquela idéia que o Poder Público não pode aplicar nenhuma sanção se não houver lei é relativa.5 DIREITO ADMINISTRATIVO AULA 1 PARTE 4 PODERES ADMINISTRATIVOS PODER DISCIPLINAR É o poder de aplicar sanções. penalidades decorrentes de um vínculo especial entre a Administração Pública e um sujeito que está sendo penalizado por ela ( o sancionado). é uma situação que representa a efetivação do poder disciplinar). Exemplo: infração de trânsito não decorre do poder disciplinar e sim decorrente do poder de polícia porque.

6 DIREITO ADMINISTRATIVO AULA 1 PARTE 4 PODERES ADMINISTRATIVOS .