auxilio acidente

INTRODUÇÃO

A maioria dos benefícios concedidos pela legislação previdenciária, seja brasileira ou estrangeira, são frutos de importantes conquistas históricas intensificadas a partir da Revolução Industrial do século XVIII. grande interesse do mundo jurídico. O auxilio-acidente será nosso tema de estudo neste breve trabalho, sobretudo as formas em que esse benefício é concedido, seus beneficiários, bem como a fonte de custeio dentro do orçamento da Previdencia Social. Com esta perspectiva esperamos demonstrar, mesmo que sucintamente, aspectos importantes do benefício através de apresentação de seminário e, com este breve texto, baseado na legislação contida na Lei 8.212/91, 8.213/91, bem como na Constituição Federal. Desta maneira, estudar os benefícios, suas implicações no orçamento da União, o impacto das fraudes, e tantos outros temas são de

2. incluem os direitos previdenciários.1. que além da exploração da mão de obra surgiram também. desta forma. o auxílio aciendete é o benefício condedido. ao segurado empregado. Breves Considerações Históricas Durante a história do desenvolvimento industrial. foram aos poucos substituídas pelas fabricas movidas pelas grandes máquinas a vapor. com as organizações internacionais como a OIT. com o surgimento dos Direitos Humanos. O auxílio-acidente é. as inovações ideológicas provenientes do iluminismo francês e alemão. impulsionaram a regulamentação de importantes direitos e. como forma de indenização. praticamente artesanais. enquanto a produção era baseada em manufaturas artesanais. que passaremos a conhecer sua regulamentação no direito previdenciário pátrio neste trabalho. Toda a produtividade era baseada em oficinas cujo trabalho era desenvolvido por membros de uma mesma família ou agregados e os eventuais acidentes quase sempre não eram catalogados. enquanto não tinhamos categorias específicas de trabalhadores. nessa esteira. Na esteira das novas ideias. a partir do século XX. não havia preocupações com acidentes de trabalho. Com o surgimento das fábricas. parte integrante destas conquistas históricas e. das minas de carvão e de toda a estrutura e maquinário que deram origem à Revolução Industrial. O Auxílio-acidente De acordo com o que preleciona Ivan Kertzman. As antigas manufaturas familiares. Além dos sindicatos. O advento dos sindicatos foi o início da conquista de importantes direitos por parte da classe operária. Junto com toda essa inovação vieram os problemas nas relações de trabalho. as relações de trabalho se modificam substancialmente. agora com uma estrutura que defendia seus interesses. exceto o . os diversos problemas decorrentes das mutilações nas máquinas. da concessão de benefícios surgem os primeiros direitos dos operários e trabalhadores e. evidenciados após a Revolução Francesa.

Desta maneira. 86 da Lei 8. ao trabalhador avulso e ao segurado especial quando.1 Definição de Acidente de Trabalho Acidente de trabalho é aquele que ocorre no exercício de atividade a serviço da empresa e provoca lesão corporal ou perturbação funcional.doméstico. que regulamenta todos os benefícios concedidos Com isso. que pode causar a morte. qualquer acidente em que incorra em modificação na capacidade laborativa ensejará o auxílio acidente. as prestações referente ao auxílio-acidente são devidas: a) Empregado . A definição baseia-se no Art. considerando a distancia e o tempo de deslocamento compatíveis com o percurso do referido trajeto. a doença profissional ou do trabalho. após a consolidação das lesões decorrentes de acidente de qualquer natureza. resultar sequela definitiva. o acidente de trajeto que é aquele que ocorre no percurso normal do local de residência para o local de trabalho ou desse para aquele. Assim sendo. Considera-se. desde que seja caracterizado o interesse pessoal nesta ação. conforma as situações discriminadas no Anexo III do Decreto 3. ainda. pela Previdencia Social. da capacidade laborativa.048/99. também como acidente de trabalho. 3. a perda ou a redução permanente ou temporária da capacidade para o trabalho.213/91. Beneficiários De acordo com a Lei 8. mesmo que temporária. apensar de considerarmos o acidente de trabalho como maior motivador das indenizações do auxílio-doença.213/91. para identificação do acidente de trabalho. 2. não se caracterizaria como acidente de trabalho fato ocorrido durante o desvio do trajeto normal. que cause perda total ou parcial da capacidade laborativa irá caracterizar um acidente de trabalho fazendo jus ao auxilio-acidente. Será caracterizado. É importante salientar que. desencadeada pelo exercício do trabalho peculiar a determinada atividade. a LER (lesão por esforço repetitivo) por exemplo. percebemos que a natureza principal do auxilioacidente é indenizatória em decorrencia de lesões que impliquem em perda ou redução.

em decorrencia de acidente (caracterizando caso fortuito) não há carência para o auxílioacidentário. O auxílio-acidente tem sua fonte de custeio na arrecadação do SAT (Seguro de Acidente de Trabalho) que incide sobre as empresas. vedada sua acumulação com qualquer aposentadoria.032/01 regulamentou o tema. 4. independentemente da percepção do auxílio-acidente. independentemente de qualquer remuneraçã ou rendimento auferido pelo acidentado. Por isso mesmo. 118 da Lei 8213/91 in verbis. 5. Prazos Por se tratar de um benefício com natureza de seguro indenizatório. não possuem direito a receber auxilio acidente. Estabilidade Sobre a estabilidade vale ressaltarmos o que preceitua o Art. a manutenção de seu contrato de trabalho na empresa. O segurado que sofreu acidente do trabalho tem garantia. categorias como as empregadas domésticas. . que não recolhem este seguro. retirando o benefício deste segurado especial. Será devido a contar do dia seguinte da cessação do auxílio-doença. Vale salientarmos que a fonte de custeio de qualquer dos benefícios pagos pela Previdencia Social precisam ser previamente previstos. após a cessação do auxílio-doença acidentário.b) Trabalhador avulso c) Segurado Especial Até 2001 o médico-residente fazia jus ao auxílio-acidente. entretanto o Decreto 4. pelo prazo mínimo de doze meses. O benefício deve ser pago quando o segurado recupera a capacidade e retorna ao trabalho ou quando o benefício se transforma em aposentadoria por invalidez.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful