TRIGLICÉRIDES ENZIMÁTICO LÍQUIDO

FINALIDADE Sistema enzimatico para determinação dos triglicérides no plasma ou soro. Somente para uso diagnóstico in vitro. PRINCÍPIO Os triglicérides no soro são quantificados através das seguintes reações enzimáticas:
1- Triglicérides 2- Glicerol + ATP
3- Glicerol-3-fosfato + H2O2.

BIOQUÍMICA CLÍNICA

Protocolos de automação encontram-se disponíveis no site Doles ou através do Serviço de Atendimento ao Consumidor. EQUIPAMENTOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS NÃO FORNECIDOS • Espectrofotômetro ou fotocolorímetro capaz de medir a absorvância em 510nm ou filtro verde. • Tubos de ensaio. • Pipetas graduadas. • Pipetas semiautomáticas 10µL . • Ponteiras descartáveis. • Banho maria(370C). • Cronômetro. ARMAZENAMENTO E ESTABILIDADE DOS REAGENTES Reagente de Cor : armazenar à temperatura de 2-8oC. Estável até a data de vencimento indicada no rótulo do frasco, obedecidas as condições de armazenamento. Ao longo do tempo, a solução pode adquirir tonalidade rósea, não interferindo nos resultados. Solução padrão 200mg/dL: armazenar à temperatura de 2-8oC. Estável até a data de vencimento indicada no rótulo do frasco, obedecidas as condições de armazenamento. CUIDADOS E PRECAUÇÕES COM O USO DOS REAGENTES Reativos para uso diagnóstico in vitro, devendo-se portanto manuseá-los com cuidado, evitando o contato com a pele e mucosas. O Reagente de Cor contém em sua formulação 4-clorofenol (cáustico) e azida sódica. Em caso de contaminação acidental, lavar abundantemente a parte afetada em água corrente. O descarte do material utilizado deverá ser feito obedecendo-se os critérios de biossegurança estabelecidos pelo laboratório, de acordo com as normas locais, estaduais ou federais. O Reagente de Cor deve ser manipulado com cuidado, evitando a introdução de pipetas no mesmo. Pipetas contaminadas com detergentes podem levar à deterioração do mesmo.
Observar a simbologia constante nos rótulos do produto:

Lipase

Glicerol + Ácidos graxos. Glicerol-3-fosfato + ADP.
Dihidroxiacetona

Glicerol quinase

Glicerol-3-fosfato oxidase

4- H2O2 +4-clorofenol + 4-aminoantipirina 4- Antipirilquinonimina + 4H2O

Peroxidase

O produto formado pela oxidação da 4-Aminoantipirina (4-Antipirilquinonimina) é de coloração avermelhada e sua intensidade diretamente proporcional à concentração de triglicérides no soro. A cor vermelha formada pela reação é medida em espectrofotômetro ou fotocolorímetro com absorção máxima em 510nm ou filtro verde. REAGENTES Reagente de Cor: Pipes 50mmol/L, pH 7,5 contendo 6mmol/L de 4-clorofenol, Cloreto de Magnésio 5mmol/L, 4-Aminoantipirina 0,75mmol/L, ATP 0,9mmol/L, Lipase > 2.200.000 nkat/L, Glicerol Quinase > 25.000nkat/L, Glicerol3-Fosfato Oxidase > 67.000nkat/L e Peroxidase > 13.800nkat/L. Solução padrão 200mg/dL: solução de glicerol estabilizado equivalente a 200mg/dL em termos de trioleína. APRESENTAÇÃO Ref. A Reagente de Cor Solução Padrão
Ref. B Reagente de Cor Solução Padrão NÚMERO DE TESTES Ref. A Manual Automação Ref. B Manual Automação

2 x 100mL 1x 3mL 2 x 250mL 1x 3mL

Irritante

200 testes 800 testes 500 testes 2000 testes

AMOSTRA Soro ou plasma (colhido com EDTA/heparina). Os triglicérides são estáveis na amostra por 4 a 5 dias sob refrigeração(2-8oC). Mantendose a amostra congelada (10oC negativos), a estabilidade se prolonga por 60 dias, devendo ser

SAC: (62) 3269 0000 (Grande Goiânia) SAC: 0800 644 6433 (Demais localidades)

1/4

245.246 0. 0. Identificar 03 tubos com B(branco).247 7 8 Concentração (mg/dL) Não utilizar esta curva para determinar o resultado de seu ensaio. diluir a amostra com solução fisiológica e proceder a nova dosagem.625 0. • O kit de Triglicérides Enzimático Líquido Doles.246 0. podendo o laboratório realizar o ensaio com o padrão que acompanha o kit. CURVA DE CALIBRAÇÃO 1200 1000 Triglicérides (mg/dL) = 154 Seguindo a reação corada da lei de Beer.245 + 0.246. • O fator deve ser refeito periodicamente e a cada lote do produto.246 + 0.Padrão : 0.123 0. 0. O sangue deve ser colhido após jejum de 12-14 horas.P(padrão) e T(teste). Exemplo: Leituras: Padrão : 0.190 Triglicérides (mg/dL) = 0.750 0.190 Misturar por agitação e incubar 5 minutos em banho maria a 37oC ou por 15 minutos à temperatura ambiente (20 – 30ºC). Coletas pós-prandiais mostram variações superiores a 100% sobre o triglicérides basal.492 0. • A reação é linear até 800mg/dL (ver curva acima). 0. (mg/dL) 1 2 3 4 5 6 200 400 600 800 1000 0. calculando seu fator de calibração (F) de acordo com exemplo exposto abaixo. Multiplicar o valor encontrado pelo fator de diluição.000 0. Todas as amostras biológicas deverão ser consideradas como potencialmente infectantes. recomenda-se dosar em triplicata o padrão. Proceder à leitura das absorvâncias em espectrofotômetro ou fotocolorímetro em 510nm (510 – 530nm). As amostras lipêmicas devem ser homogeneizadas antes da pipetagem. zerando o aparelho com o branco. e deve estar a temperatura ambiente no momento do uso. • Os padrões utilizados na montagem da curva foram ajustados tendo como referência: Human Serum 909b (NIST). Proceder como segue: Branco Reagente de Cor Padrão Amostra 1mL Padrão 1mL 10µL Teste 1mL 10µL • A curva de calibração é constituída pela relação gráfica dos valores das absorvâncias com os valores das concentrações de um conjunto de soluções padrão. possui padrão no intervalo de linearidade da metodologia.122 0 100 200 400 500 600 800 1000 Absorvância 800 600 400 200 0 0 Para a determinação do fator.246 2/4 SAC: (62) 3269 0000 (Grande Goiânia) SAC: 0800 644 6433 (Demais localidades) . CÁLCULOS Absorvância Teste Triglicérides (mg/dL) = x 200 Absorvância Padrão Exemplo: Leituras . PROCEDIMENTO TÉCNICO O Reagente de cor é pronto para uso. Recomenda-se a não ingestão de álcool nas 72 horas que antecedem a coleta. A cor desenvolvida permanece estável por 60 minutos à temperatura ambiente (20-30oC). O consumo habitual de álcool é seguido de elevação nos níveis de triglicérides sérico.descongelada apenas uma vez. basta a determinação de um fator(F) para cálculo dos resultados.247 Média aritmética = 3 = 0. ler as absorvâncias e tirar a média aritmética das mesmas.996 1. 200 Fator = Absorvância Triglicérides (mg/dL) = absorvância Teste x F Padrão Absorvância Conc.246 x 200 Teste : 0. Para valores acima.

Qualquer alteração no procedimento poderá levar a resultados errôneos. contraceptivos orais. • O fator deve ser feito periodicamente.18 1. com 3 amostras com os seguintes resultados: Amostra 1 Concentração (mg/dL) Desvio Padrão Coeficiente de Variação (%) 88. < 10 anos de idade Triglicérides(mmol/L) = Triglicérides(mg/dL) x 0.7 1.5 + 0. sua própria faixa de valores de referência. Testes de recuperação mostram que a mesma situa-se entre 98. VALORES DE REFERÊNCIA É recomendado que cada laboratório estabeleça.88 Amostra 2 Amostra 3 265. aumentam os níveis dos triglicerídeos.As pipetagens devem ser precisas. o estresse emocional. síndrome nefrótica. I. CARACTERÍSTICAS DO DESEMPENHO Foram realizados 40 testes em amostras cujo teor de triglicérides se situava no intervalo de 48.12 3. uremia. CONTROLE DA QUALIDADE DO SISTEMA 1. 6. alcoolismo.Colunas deionizadoras saturadas liberam íons diversos.6 e 101.2 a 1329mg/dL.99. estrógenos.A limpeza e a secagem adequada do material a ser utilizado são de fundamental importância para a estabilidade dos reagentes e obtenção de resultados corretos. 5.66 1.Doles) e outro soro controle de valor elevado (soro controle P . diuréticos tiazídicos e beta-bloqueadores adrenérgicos.1 1. pancreatite aguda. certas dietas e algumas doenças como diabetes. Recomenda-se utilizar um soro controle com valor na faixa de normalidade (soro controle N . Níveis elevados de triglicerídeos tendem a estar relacionados com risco aumentado de cardiopatia coronariana. conforme instruções de uso. A temperatura (37oC) deve ser rigorosamente observada.99X. A obesidade. Estes ensaios foram realizados em paralelo com um produto de referência de mesma metodologia (GPOTrinder). é necessário que o procedimento técnico seja rigorosamente seguido.3% Repetitividade: Foram realizadas 20 dosagens sucessivas.39 450. sendo o coeficiente de correlação de 0. 4. aminas e agentes oxidantes que deterioram os reagentes.0113 10 a 19 anos de idade Adultos (> 20 anos de idade) LIMITAÇÕES DO SISTEMA • Para se obter ótimo desempenho do sistema.190 x 813 = 154 EXPRESSÃO DO RESULTADO EM UNIDADES S. 2. incluindo-se entre as mesmas. Os triglicerídeos são encontrados nos quilomícrons e VLDL. deu origem à seguinte equação de regressão linear: Y= 2.O nível da água do banho maria deve ser superior ao nível dos reagentes nos tubos de ensaio. na população atendida.13 SAC: (62) 3269 0000 (Grande Goiânia) SAC: 0800 644 6433 (Demais localidades) 3/4 .246 = 813 Sugere-se os seguintes valores: Triglicérides Valores (mg/dL) Classificação Triglicérides (mg/dL) = 0. • O uso de algumas drogas podem induzir a u m e n t o d o s n í ve i s d e t r i g l i c é r i d e s . 3.A comparação do kit de Triglicérides Enzimático Líquido Doles (Y) com o produto de referência (X).O uso de soro controle de referência deve ser uma prática rotineira do laboratório. < 100 > 100 < 130 > 130 < 150 150 a 200 200 a 499 Desejável Elevado Desejável Elevado Desejável Limítrofe Elevado SIGNIFICADO CLÍNICO Atualmente. gravidez. a principal aplicação da determinação dos triglicerídeos é na tipagem das dislipidemias.A água utilizada na limpeza do material deve ser de boa qualidade. hipotireoidismo e mieloma múltiplo.200 Fator = 0.Doles) .9 5. Recomenda-se nova padronização a cada novo lote.

R.B. 25/2.56 Chemistry.: Laboratory Test Handbook.S.513/0001-05 Rodovia BR 153. 273-278.: Ann.C. Algumas drogas podem falsear os valores de triglicérides (ver em limitações do sistema). 1993.S. 28/10. Doles Reag. Wolfson W.A. CEP: 74775-027 Goiânia . Conjunto Palmares. Chem. Diluição da Matriz: estudos sucessivos de diluição da matriz mostraram que as mesmas não interferem na presente metodologia . Methods in Clinical 4/4 SAC: (62) 3269 0000 (Grande Goiânia) SAC: 0800 644 6433 (Demais localidades) . Controle Interno da Qualidade Analítica.94 3. Kasten B.Reprodutibilidade: Foram realizadas 20 dosagens durante 20 dias consecutivos.. Clin. A sensibilidade do método está diretamente relacionada a sensibilidade do aparelho utilizado para leitura.990 . pois a bilirrubina reage com o Peróxido de Hidrogênio reduzindo a intensidade da coloração final.GO – Brasil e-mail: doles@doles. J. 216-217. 6. Berger B. 346348. 1979. • Megraw. Dunn David e Biggs.br M. Homer G. • Fossati P. pois as hemácias são ricas em substâncias cromógenas..L.: Clin. Demott W. Krech.085. • Henry.73 7. 1aed..07 Chácara Retiro.L..: Laboratory Tests and Diagnostic Procedures.1993. 1969. em 3 amostras. Biochem.32 3. 932-933. 176-177.L. 2077-2080. S.1987. H.Código de Defesa do Consumidor.75 Amostra 3 489. Para controle destas interferências recomenda-se que o paciente seja questionado quanto ao uso de medicamentos e orientado quanto ao correto jejum antes da realização do exame.: Clin.012 corresponde a 1mg/dL de concentração de triglicerídeos séricos quando se utiliza um espectrofotômetro com banda espectral inferior a 7nm. Equip. de 11 de setembro de 1. L. • Cockayne.24. • III Diretrizes Brasileiras sobre dislipidemias Sociedade Brasileira de Cardiologia. Lt. Sensibilidade: a absorvância achada de 0. março/1995. para Laboratórios Ltda. • Chernecky C.14 5..: Revisão: no 10231810079 18 (04/2011) Especificidade: a presente metodologia é específica para determinação dos triglicérideos. Substâncias interferentes: não utilizar amostras hemolisadas.J. • Doles: dados de arquivo.com. CNPJ: 01.1215-1227. TERMOS E CONDIÇÕES DE GARANTIA DA QUALIDADE DO PRODUTO As garantias do fabricante ao consumidor seguem estritamente as relacionadas na Lei no 8. Chem. e Principe L.. • Jacobs D. Clinical Chemistry: concepts and applications.078. reprodutibilidade e qualidade até a data de vencimento. cubetas com 10mm de passagem de luz e comprimento de onda de 510nm. sem ônus para o consumidor. Km 493. P. • Kaplan. 1996. Pesce A. tendo-se os seguintes resultados: Amostra 1 Concentração (mg/dL) Desvio Padrão Coeficiente de Variação (%) 90.65 Amostra 2 299. R. 19a ed. • Tibúrcio. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA • Trinder.24 1. Robert E. Os produtos que apresentarem problemas técnicos comprovados serão substituídos.M. Amostras ictéricas produzem resultados falsamente baixos.J. 1982. 2a ed.. Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods.. Os reagentes que compõem este sistema para diagnóstico são garantidos na sua performance. 1990.64 1.