1ª Edição Fevereiro de 2012

Em Busca das Tribos Perdidas de Israel

Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica

Baruch Ben Avraham

24

Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II
O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica

Kahal Yisrael – Comunidade de Israel Bairro Nova Brasília. CEP 78964 – 250 Ji-Paraná. Rondônia, Brasil Tel (69) 3421-6051 Cel 69 8111-3082 Página W eb: http://www.comunidadedeisrael.com.br/

Rua Mis. Gunnar Vingren 1922.

Edições Comunidade de Israel www.comunidadedeisrael.com.br

25 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Edições Comunidade de Israel www.com.br .comunidadedeisrael.

mais conhecido por Paulo foi educado a seus pés. e com todo o teu povo farei maravilhas no momento em que eles entrarem em cativeiro pelos rios de Babilônia. Tratado Shabat 31a. mas muitos dos seus conceitos estão lá. caso seja dos homens. É um targum ocidental que contrasta com Targum Onkelos de Aquila. isso é toda a Torah. que discutiu pontos não mencionados no Talmud.3refere-se ao local para onde o Eterno despacharia Israel por seus pecados como o mítico Rio Sambatyon.. porque este conselho ou esta obra. A quarta é a dos Savoraim (500 a 600) quando o Talmud adquiriu sua forma final.com. Uma vez que o Rio Sambatyon é recorrente na literatura rabínica como sendo o local para onde as dez tribos foram exiladas e confinadas identificá-lo é importante para ajudar a traçar a caminhada do povo. o grande prosélito romano do judaísmo. Tanaim (repetidores ou professores) é a segunda era rabínica de (70 a 200 DEC) do período Chazal. 1 Também chamado de Targum Yerusalami. Flávio Josefo (37-100 DEC) o situa nalgum lugar entre Beirute no Líbano e a Província Romana de Raphanea na Síria Atual. e se seguiu a Era Zugot ou pares (515 AEC a 70 DEC) quando a liderança ficava a cargo de dois rabinos. porventura. A era atual. não podereis derrotá-los. Noutras palavras. mas sem desafiar os estudiosos anteriores. “Eis que faço aliança que eu não vou mudar este povo para se tornar um povo estrangeiro. orgulho ou pompa (600 a 700). não obstante de ti procede uma multidão dos justos. a Acharonim se iniciou no século 16.br . e pereceram a pureza e a santidade‖ — Sotah 9:15. não reformadores. um dos 80 Tannaím. um dos maiores sábios do judaísmo tem dentro da literatura rabínica.." (Talmud Babilônico . Isso nos dá uma ideia do peso que os escritos de Yonatan bem Uziel. e vou fazê-los habitar dentro do Rio Sambation. O Rabi Moshe ben Naḥman Girondi (1194-1270). são estudiosos da tradição. Shemot/Ex 31-31. o homem que criou a regra de ouro do período tanaítico: ―Aquilo que é odioso para você.” Pseudo Targun Yonathan. não faça a seu companheiro. o Pseudo Targum Yonathan é descrito assim por não haver unanimidade sobre sua autoria. porque eu os farei subir dali.. para que não sejais. A sexta foi a Rishonim (1000 a 1500). mas. Discípulo de Hllel o Velho (110 AEC – 10 DEC). 3 Edições Comunidade de Israel www. se é de Elohim.) Hillel não é mencionado na Brit Chadashá. 2 Yonatan Ben Uziel é um dos 80 tannaim ou repetidores da tradição. mais conhecido como Nahmanides o identifica como o Rio Khabur. achados até combatendo contra Elohim. A quinta Geonim. A terceira é a dos Amoraim ou aqueles que dizem (200 a 500 DEC). cessou a glória da Toráh.. e deixai-os. neto de Gamliel. se desfará. acatado por todo o povo.26 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica O Pseudo Targum Yonathan1 atribuído a Yonathan Ben Uziel 2. época em que um líder ou Resh era aceito durante a dinastia muçulmana dos abássidas como representando todo o judaísmo. faleceu.comunidadedeisrael. acrônimo de Hakhameinu Zikhronam Liv'rakha (nossos sábios de abençoada memória). o velho. o resto é comentário.‖ (Atos 5:34) interrompeu a perseguição contra os discípulos de Yeshua alegando: ―Agora vos digo: Dai de mão a estes homens. doutor da lei.‖ Atos 5:38-39.. Rabban Gamaliel I (1-50 DEC) O Talmud declara: ―Quando Raban Gamaliel. Atos 22:3. Os acharonim são estudiosos que podem formular novos conceitos. O livro de Atos diz que ―certo fariseu chamado Gamaliel. O próprio Shaul.

Menasseh Ben Israel (1604-1657) o localizou perto do Mar Cáspio em sua viagem à índia. o Rabi Akiba lhe disse:‖Deixe o Rio Sambation provar. Nahmanides o identifica como o Rio Khabur. Ele passa entre as cidades de Arcé e de Rafanéia. Autor: Sémhur. Segundo o Talmud esse rio carregava e arremessava pedras em sua correnteza durante toda a semana. do reino de Agripa. sem jamais alterar esta ordem. Síria. o que lhe mereceu o nome de Sabático.‖ Flavio Josefo. Enquanto Josefo identifica o Rio Sambation entre o Líbano e a Síria. Edições Comunidade de Israel www. CPAD. 5 Independentemente das lendas que cercam o rio Sambatyon que começam no Talmud. O fato do Rio Khabur desembocar perto da cidade de Busayra no nordeste da Síria e próximo ao atual Iraque uma vez mais nos dá a ideia de que o caminho das tribos perdidas foi em direção ao Oriente.jsp?artid=113&letter=S#ixzz1ZofESZNI 5 Flavio Josefo (38-100) contraria a visão rabínica e a de Plínio ao descrever a marcha triunfal de Tito a partir de Beirute com os cativos judeus.com. de repente seca e recomeça no dia seguinte a correr. mas descansava no sábado é mencionada também por Plínio. e que terminado o cativeiro assírio elas se dirigiram para o centro da Ásia. 65b). Então não há uma única pedra.0.‖ (Sanh.5. além disso. Esta história de um rio que corria por sete dias. 4 The Fertile Crescent. um poder curativo contra hanseníase e outras doenças. considerando-o um rio sagrado.. sendo vital para a agricultura em toda a sua bacia. Wikimedia Creative Commons 2.. 6 O Talmud diz que quando Tineius Rufos perguntou ao Rabi Akiba como poderia provar a superioridade do shabat sobre os outros dias. Middle East topographic map-blank. Depois de ter deslizado por seis dias com grande abundância de água e curso rápido. Autor: Bertramz. e durante este intervalo antes do sábado os judeus fazem incursões nas terras vizinhas. Wikimedia Creative Commons 3. 6 sabe-se que se localiza a noroeste de Israel. História dos Hebreus. e se assemelha a um lago de areia branca de neve.br . menos no sábado.4 apesar de que sua descrição contraria a de Josefo. durante outros seis dias.svg. ―Encontrou ele em seu caminho um rio. o Velho (23-79 DEC). Os gentios que moram perto do rio não bebem de sua água.com/view. duas horas antes do pôr do sol. e que as tribos perdidas estavam para além dele. Rio Khabur. porque pareceu que ele comemorava o sétimo dia.‖ Leia mais na Enciclopédia Judaica: Read more:http://www. O rio deixa de fluir na sexta-feira. sendo uma das mais importantes fontes de água perene numa região semiárida. que bem merece dele dizermos alguma coisa. e tem algo de maravilhoso.comunidadedeisrael. Manasseh Ben Israel (1604-1657) também descreve esse rio mítico em seu livro Mikvé Israel (Esperança de Israel) dizendo: "É de 17 milhas de largura e atira pedras à altura de uma casa no sábado quando está seco.jewishencyclopedia. afluente do Eufrates no Crescente Fértil.27 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica O Rio Khabur com 486 km de extensão é o mais importante afluente do Eufrates e desemboca no território sírio com uma vazão média de 45m³ por segundo. Rio de Janeiro. como os judeus o fazem com o sábado. nem a dão a seu gado. perto Diga Sheikh Hamad. como antes e a secar no sétimo dia. A água tem.

Há-Dani assume que o Rio não era de água. mas também de escritores medievais.7 O mais ponderado é interpretar as lendas que cercam o Rio Sambation como uma metáfora criada pelos rabinos para descrever a forma como Adonay preservaria as dez tribos de tal forma que elas. A largura geral do rio é de 200 varas. mas dos Bene Musa.‖ Leia mais em:http://www. o esforço desesperado do povo judeu de encontrar seus irmãos israelitas. confinadas por um poder sobrenatural. Epstein 5f. Segundo essa opinião. mas nenhum de nós pode atravessar para o outro do lado. mas de areia. A partir daí. Também se esvaecerá a inveja de Efraim. tema que será tratado no capítulo sobre os judeus negros.” Yesahayahú/Is 11:10-13. não se distanciassem demasiado da terra santa que já não pudessem voltar.jewishencyclopedia. Naquele dia YHWH tornará a estender a sua mão para adquirir outra vez o resto do seu povo. No fim do sábado o rio retoma o seu curso normal de pedras e areia. de modo que nenhum homem é capaz de atravessá-la. do Egito.jsp?artid=113&letter=S#ixzz1ZorT152q Edições Comunidade de Israel www. e os vexadores de Yehudáh serão desarraigados. de Patros.). um rio normal para além do qual as dez tribos foram exiladas e nada mais e que nada tem a ver com o rio sabático de Josefo. de Sinar. Na sexta-feira. ao pôr do sol.com/view. gloriosas lhe serão as suas moradas. e que não impedia a dispersão dos Bene Israel. ou filhos de Moisés que segundo a tradição foram para a África e lá ficaram confinados até se converterem ao islã. Na verdade o rio que confinou os efraimitas foi o Rio da Palavra segundo a qual Efraim não voltaria dentre os gentios para se reunir com Yehudáh antes que o Maschiach se manifeste. poderia transformá-lo em pó.comunidadedeisrael. um nuvem envolve o rio. “Naquele dia a raiz de Yshay (Jessé) será posta por estandarte dos povos. 7 Talvez a mais fantástica descrição seja a de Edad há-Dani.28 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Outra opinião é que houve uma confusão entre o Rio Sambation mencionado por Yonathan e o rio sabático mencionado por Josefo. da Assíria.br . e talvez somar forças a eles a fim de conseguirem o poder para voltar para casa alcançando a tão sonhada redenção alimentou as lendas sobre o caráter desse rio que impedia o retorno destes. e os dispersos de Yehudáh congregará desde os quatro confins da terra. o Rio Sambatyon era apenas um rio. para que possamos conversar com eles. que não contém água. Se ele encontrasse uma montanha de ferro. Efraim não invejará a Yehudáh e Yehudáh não vexará a Efraim. que for deixado. um comerciante e viajante do século IX que alegava proceder de um reino da África Oriental dominado pela tribo de Dan. "(A. à qual recorrerão as nações. sem dúvida. e das ilhas do mar.com. da Etiópia. mas sim rolos de areia e pedras com muita força. de Hamate. de Elão. mas em certos lugares é de apenas 60 varas de largura. Levantará um pendão entre as nações e ajuntará os desterrados de Israel. ―Os filhos de Moshe são cercadas por um rio semelhante a uma fortaleza. Com o passar do tempo os dois rios foram confundidos dando lugar as mais fantasiosas descrições não só de rabinos.

com. é proverbial o conceito de que as tribos perdidas estão espalhadas por toda a terra e devem retornar ao fim dos dias. Cântico dos Cânticos 1:16) O fato de que as tribos perdidas estão em toda a parte e que devem retornar. Sh'lach 16) A Midrash Rabá também alude a esse retorno das tribos exiladas para além do Rio Sambatyon por ocasião do Reino do Maschiach (Messias) a fim de terem parte no mundo vindouro dizendo: “. sejam integrados na comunidade judaica. Por essa razão. "O exilado virá com eles.” (Rabino Rafael Eisenberg. ou o próprio Eufrates. vai trazê-los. 132. os trará de volta para que juntos. A Matter of Return p. exiladas por trás do Rio Sambatyon. mas volta pela manhã. o Santo. Entre os místicos cabalistas askenazim.29 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Qualquer que seja este Rio Sambatyon. assim como as tribos além do Sambatyon e no interior das montanhas das Trevas. e da vida no Mundo por vir. A Matter of Return p.br .. e eis estes a partir do norte e do oeste. eles ainda mais que os outros. na Era Messiânica. uma compilação das interpretações rabínicas dos primeiros séculos. Edições Comunidade de Israel www. Organizações como a Shavei Israel. Todos estes irão se reunir e chegar a Yerushalaim. 8 Grande Interpretação. Eles lembram que o Talmud apresenta duas visões diferentes. citando Yalkut Shimoni. fornecem informações sobre onde estas tribos podem estar. citando Midrash Rabba. 133.8 “No futuro. a literatura rabínica é prodiga em falar do retorno de seus exilados a Israel como pode se ler no Midrash Rabá. bendito seja. e estes da terra de Sinim (China).. O Rabi Eliezer sustentava que retornarão como o sol se põe. têm procurado estabelecer uma ponte através da qual os integrantes dessas tribos que se identificam como tal ou que pretendam se converter ao judaísmo.comunidadedeisrael. A diáspora de Judá e Benjamin vai sair em busca das Dez Tribos. uma vez que afirma em Yeshayahú/Is (49:12): "Eis que estes virão de longe. que bem pode ser o Khabur um afluente do Eufrates como pensava Nahmanides. participem do reino do Messias. (Rabino Rafael Eisenberg. O Rabi Akiba não cria no seu retorno alegando que foram lançados numa terra distante até à época. agita os debates entre os judeus rabínicos ha muitos séculos.

Simeon b. e o Senhor os arrancou da sua terra com ira. Simeão: Se seus atos continuarem como no dia de hoje. Bar Hana disse em nome de R.” Misnah Sanedrim 110. ó pérfida Israel. Mas por que um Rabino como Akiba cuja memória é reverenciada como o maior de todos os sábios da era tanaítica chegou à conclusão extrema de que as dez tribos não mais retornariam? O professor Klausner adianta uma resposta: “R. Akiba. e os lançou em outra terra . O debate sobre o destino das dez tribos prossegue na Guemará com alguns rabinos dizendo que elas não terão parte nem mesmo no mundo vindouro e outros dizendo que estão excluídas do mundo presente.. O rabino disse: Eles entrarão no mundo vindouro. Akiva em suas longas viagens para a Gália. enquanto o restante das Dez Tribos naquela época ainda não havia retornado para a Palestina e não tinha intenção de fazê-lo. onde as Dez Tribos tinham sido exiladas segundo as Escrituras (II Reis 17:6). e com grande indignação: "E o Senhor os arrancou da sua terra . Akiva criou a sua opinião. Por isso ele foi forçado a oporse à opinião de que as Dez Tribos deviam retornar na era messiânica. e os desterrados na terra do Egito. refere-se a este mundo.” (A idéia Messiânica de Israel. e particularmente a Media. diz o Senhor. Arábia. R.comunidadedeisrael. que a grande trombeta será tocada. e diz: Volta. da Kefar de Aco. disse na autoridade do R.para o mundo que virá: esta é a opinião de R. porque eu sou compassivo. Akiba abandonou seu amor. porque ele tinha proclamado BarKokhba como Messias e estava esperando a redenção de Israel por meio dele.com. Eliezer disse: Assim como o dia escurece e a luz torna novamente. Surpreendentemente o Rabi Bar Hana repreende Akiba: “Rabá b. então eles também foram e não voltarão: Isto é dito pelo R. e em ira. não voltarão. diz o Senhor. e apregoa estas palavras para o norte. e não vou manter a minha ira para sempre. pois é dito. 474 citado em Será que as Tribos Perdidas Voltarão? – United Israel World Union).. p. e eu não vou fazer com que a minha ira caia em cima de você. mas não do mundo vindouro. e os lançou em outra terra. Judá. ainda que as dez tribos estejam na escuridão elas tornarão a ter luz. Johanan: Aqui o R.30 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica “As dez Tribos não retornarão.br . caso contrário eles voltarão. assim como o dia vai e não volta. O R. África. pois está escrito: Ide. Akiba. até o dia de hoje. “Nossos rabinos ensinaram: As dez tribos não têm nenhuma parte no mundo por vir. como ele diz. como se diz: “E será que naquele dia.” .” Misnah Sanedrim 110. [e virão os que estavam prestes a perecer na terra da Assíria. Este último fato pode ter sido descoberto por R. Edições Comunidade de Israel www. e adorarão o Senhor no monte santo de Jerusalém.

“As dez Tribos não retornarão.” Misnah Sanedrim 110 Dessa maneira pretendem os chassidim harmonizar Yeshayahú com Amos. Efraim misturou-se com eles perdendo sua identidade. E Amos 5:1-2 diz que a virgem de Israel caiu para nunca mais se levantar. e os lançou em outra terra. até o dia de hoje.org/wiki/File:Talmud_set. A complete set of the Babylonian Talmud (Coleção Completa do Talmud Babilônico). fica demonstrado que o tema do retorno das tribos perdidas de Israel desde longe foi debatida entre os rabinos. O R. mantendo-se parcialmente assado pelo fogo da verdade e parcialmente cru pelo distanciamento desta. Porque Yeshayahú (Is. Edições Comunidade de Israel www.wikipedia. Wikimedia Commons – Wikipedia. pois é dito. Autor Reuvenk. Eliezer disse: Assim como o dia escurece e a luz torna novamente.br . mas sim como uma entidade ligada a Casa de Yehudáh.ainda que estejam na escuridão. Akiba. então eles também foram e não voltarão: Isto é dito pelo R. tornarão a ter luz para elas. as dez tribos . assim como o dia vai e não volta.JPG Através do profeta Hoshea (Oseias) o Eterno lembra que apesar de sua origem separada dos gentios. http://en.com.comunidadedeisrael. voltarão inclusive Ashur (Assíria) que é uma referência ao exílio de Israel.31 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Assim. a Beit Chabad defende o retorno dessas tribos explicando que elas não se levantarão mais como uma entidade independente. 27:13) diz que uma grande trombeta será tocada e todos os filhos de Israel que foram lançados em terras distantes.

” Hoshea (Oseias 7:8). no entanto alguns desses que retornam nem sabem que são israelitas e alguns nem mesmo querem retornar. e fazer das outras ovelhas parte de um único rebanho sob a condução de um único pastor. mas outros pensam numa ação espiritual.org. Efraim é um bolo que não foi virado. 9 A solução para o enigma é que as tribos perdidas não voltam para estabelecer um Estado próprio e independente sediado em Shiken (Siquem) ou em Shomeron (Samaria) ou para terem um reino próprio. São as dez tribos perdidas de Israel. Como elas retornarão. A Beit Chabad insinua que a dificuldade de Rabi Akiva em entender o retorno de Efraym decorreu de interpretar a declaração contida em Amós sem considerar a declaração contida em Yeshayahú e que isso resultou na grave distorção de considerar irremissíveis as tribos perdidas de Israel. Esta perspectiva é claramente revelada nos profetas. Zecharayah (Zacarias) diz: “Assim diz YHWH dos Exércitos: “Naqueles dias. 9 Para acessar o artigo da Chabad sobre as dez tribos visite a página da Beit Chabad: http://www.chabad. Não resulta difícil entender quem são estes dez homens dentre os gentios. e não obstante israelitas. mas para ser parte do Grande Israel sediado em Yerushalaim e sob a condução de Maschiach há Melech (Rei Messias) que há de governar sobre terra e mar. ou seja.32 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica “Efraim se mistura com os povos. não deixa as coisas detalhadas e perdeu a áurea oportunidade de revelar que a missão do Maschiach é buscar suas ovelhas dispersas. Uma parte das fontes rabínicas acredita que deverão retornar.” Zechariah 8:23.comunidadedeisrael.br .br/biblioteca/artigos/10tribos/home.htm Edições Comunidade de Israel www. ainda é um mistério. esse retorno será um ato de força sobrenatural e irresistível da parte do Criador. vivendo entre os gentios. dez homens de todas as línguas das nações agarrarão firmemente a barra das vestes de um judeu e dirão: „Nós vamos com você porque ouvimos dizer que Elohim está com vocês. comportando-se como gentios. Possivelmente seria essa a fundamentação do Rabi Eliezer. ainda que o Talmud não chegue a tanto.com.

se unirão em um único reino sob a Casa de David. (Yehudá e Israel). então teriam sido resgatados. Sefer há Gueulah ou Livro da Redenção. Uma das mais impressionantes figuras do judaísmo. Esta não é a forma de falar das profecias fazendo tais condições limitadas.com. desfazendo o mito de que a promessa de retorno já tinha se cumprido. Os israelitas foram para o exílio e desde então Efraim e todas as dez tribos do norte nunca retornaram novamente para a Terra de Israel. Rambam. Este mito que contaminara alguns interpretes judeus hoje quase domina o cristianismo por causa de investigações tendenciosas ou superficiais e da pouca vontade de ver Israel alcançando os propósitos para os quais foi erguido.comunidadedeisrael. Wikimedia Commons 3. Auditório do Acre. o que significa dizer. Autor Yuval Y. Edições Comunidade de Israel www. ele escreveu sobre isso no Sefer há Gueulah (Livro da Redenção) de 1260. Não quero avançar sem mencionar sua posição que é um verdadeiro estudo bíblico que prova que as dez tribos ainda estavam perdidas na sua época. Convencido que as dez tribos estavam perdidas.0 “Os dois reinos. sob a condição de que se arrependessem.“ Nahmanides.br .33 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Nossa excursão pela literatura rabínica prossegue da era talmúdica para a Espanha Medieval... Isso não era condicional. o Rambam (1194-1270) que é um acróstico para Rabi Moshe Ben Nahman conhecido como Nahmanides se dedicou a cuidadoso estudo da questão das tribos perdidas. mais que nenhum outro antes dele. mas voltariam à comunidade de Israel. Nahmanides (1194-1270) prova que as dez tribos ainda estavam perdidas na sua época.

e por toda a casa de Israel.. mas está reservado para o futuro.br . Da mesma forma. apenas as tribos de Yehudáh e Byniamin (Judá e Benjamim) retornaram.. e para os filhos de Israel seus companheiros.37. significa que Bynyamin foi anexado a Yehudáh. Estes tinham sido exilados para Babilônia por Nabucodonosor. já que o resgate dos dias de Ezra (Esdras) foi parcial.” por filhos de Israel seus companheiros. veriam que não existe base alguma para a suposição de que as dez tribos já voltaram e recobraram sua identidade judaica. Efraim e todas as dez tribos do norte nunca retornaram novamente para a Terra de Israel. toma um pau. Sabe-se que com o retorno dos exilados sob Ezra. “Então se levantaram os chefes dos pais de Yehudah e Byniamin.Por Yosef. e referia-se a Yehudáh. diz: ".htm Edições Comunidade de Israel www. 10 O artigo completo pode ser consultado na página de Brit Am: “THE TEN TRIBES WILL RETURN! The Bible Says So! ( AS DEZ TRIBOS VOLTARÃO! A Bíblia diz isso!” http://britam.org/ShortRETURN. Nahmanides refutou esse argumento há 750 anos. vara de Efraim. Onde diz: ". e escreve nele: Por Yosef. vara de Efraim.comunidadedeisrael.com. para ir a edificar a casa de Adonay que está em Yerushalaim". Estudassem melhor o tema..28. diz: "E as nações saberão que eu sou o Eterno que santifico a Israel. “Além disso. quando os judeus voltaram para Yerushalaim graças ao mandato de libertação expedido por Kurosh (Ciro) em 538 AEC.. Isso é o que diz sobre o início desse resgate. um dos argumentos usados pelos opositores ao israelismo britânico e outros buscadores das tribos perdidas de Israel entre os gentios é que para os dias de Ezra (Esdras).. deixando claro sua compreensão de que isso ainda não aconteceu.34 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica De fato. Os dois reinos se unirão em um único reino sob a Casa de David. Sefer há Gueuláh ou Livro da Redenção. e os sacerdotes e os levitas. Recorro aqui a uma fonte citada pela Brit Am. e por toda a casa de Israel seus companheiros. ó filho do homem.Para Yehudáh." Ez.. 37:16 Aqui ele fala de uma redenção futura para ambos Yehudáh e Israel. Os israelitas foram para o exílio e desde então. com todos aqueles cujo espírito Elohim despertou. aqueles que se apressam em refutá-lo.10 onde Nahmanides aponta a profecia que diz claramente que Yehudáh (Judá) e Yosef (José) ou Efraim devem se reunir de novo. elas já haviam voltado. principalmente. e escreve nele: Por Yehudáh e pelos filhos de Israel. Ezra (Esdras 1:5). seus companheiros: Depois toma outro pau. seus companheiros:” Ycheskiel/Ez. quando puser o meu santuário no meio deles para sempre." A questão é bastante simples. Rabi Moshe ben Nahman. Lembro-me de uma matéria que é expressamente mencionada muitas vezes nas Escrituras. Em relação ao futuro.

pode sugerir que a profecia do reajuntamento das duas casas esteja cumprida. à Assíria.com.. Estes foram exilados pelo Senaquerib (Sancherib em Literatura Rabínica) é uma figura tomada para representar todos os monarcas assírios como se diz: "Porque ele separou Israel da casa de Davi.12). Deixe-me esclarecer o assunto para você . nem mesmo foram arrolados por tribos. mas o Reino de David permaneceu como era até Nabucodonosor exilá-los para Babilônia.360. considerando que já estavam vivendo entre eles mesmo antes do cativeiro de Babilônia.360 foram numerados. que. e os fez cometer um grande pecado" (2 Reis 17.18 ). apenas 30. com os 12. faltando apenas o retorno sob a identidade de Yehudáh. ao dividir a nação. aliás. Ela diz: "Ele as removeu de sua vista e nada ficou senão a tribo de Yehudáh apenas "(2 Reis 17..comunidadedeisrael. portanto. que incluía as duas tribos de Yehudá e Bynyamin (Judá e Benjamim).. O Reino de Israel incluí as dez tribos do norte. Então ele argumenta de forma mais do que convincente que os cerca de 12. Também aparece a partir do significado simples do texto. O Reino de David incluídos Yehudáh e Bynyamin. cujos nomes estão registrados. O que aconteceu. Eles disseram no Midrash Seder Olam: daqueles que vieram para a Terra no tempo de Ezra. No entanto. pessoas das tribos vizinhas de Menashe (Manassés). e de Shimeon (Simão) e estes então habitavam na herança de Yehudáh. assim foi Israel exilado para fora da sua terra.000 que vieram com os judeus.35 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Nesse ponto.. mas reunidos com a Casa de Yehudáh e Byniamin (Benjamim). e eles fizeram rei a Yaroveam (Jeroboão) filho de Nebate.br . toda a comunidade juntamente numerada totalizava 42. que desviou Israel de seguir ao Eterno. "Até que o Eterno tirou Israel da sua vista .000 que estão faltando? Estes foram os de outras tribos que vieram acima com Ezra. Isso indica o Reino da Tribo de Yehudáh. até este dia" (2 Reis 17. Essa situação não era diferente entre seus irmãos judeus do século XIII e muitos de fato criam que a reunião já tinha se dado. Nahmanides sabe que o estudo do regresso nos dias de Ezra. que antes do exílio do Norte do país por Senaqueribe lá estavam reunidos nas cidades de Yehudáh. nos dias de Ezra. Efraim. tendo vindo a Yehuda ao negar-se a adorar o bezerro de ouro que Yaroveam (Jeroboão) erigiu no ano 920. é o que crê a esmagadora maioria dos cristãos que se negam a investigar o contexto amplo das profecias. Edições Comunidade de Israel www. Esta é uma prova de que todas as tribos do Reino de Israel foram exiladas à Assíria.11).

Eles são referidos em um sentido geral como "os que estavam presentes de Israel" (Em 2 Crônicas 35. Devido à sua posição minoritária. O Reino de Edom. e com eles os estrangeiros de Efraim e Menashe. Nesse ponto. Eles não foram expressamente mencionados por suas tribos. ou mesmo parte de uma tribo. Segundo este a Redenção não foi feita para as outras tribos . Manashê e Shimeon descrito acima. foram os que habitavam na Terra de Yehudáh ou talvez até certo ponto também aqueles que haviam habitado em seus próprios territórios adjacentes a Yehudáh e fugiram para Yehudáh. Porém.comunidadedeisrael. uma vez que foram anexados a Yehudáh.” Rabbi Moshe ben Nahman. “Estes são os que voltaram com Ezra com os judeus de Babilônia. Estes das tribos de Efraim. Durante a República Judaica. em Arakin 32 diz que: „de cada tribo poucos voltaram‟. Nahmanides trata de explicar o cumprimento futuro de uma gloriosa profecia que aponta para a vitória da Casa de Yosef sobre os idumeus seus inimigos que reúnem os jordanianos e palestinos.br .. porque vieram para ele. e mais precisamente durante o governo de Yochanan Hyrcanus Edições Comunidade de Israel www.11 11 A tradição rabínica afirma que Esav (Esaú) é o pai dos romanos a quem chamam de Edom em sua literatura. que estavam presentes com Yehudáh.18 ) e não por suas tribos específicas. Sefer há Gueuláh ou Livro da Redenção. Tosefot. 9). “Temos explicado nesta seção. o grande erudito judeu espanhol demonstra que estes poucos de Efraim. mas somente a partir de Efraim e Menashe.com. e que. Estes disseram que no tempo do Segundo Templo alguns refugiados de outras tribos também vieram à tona. não eram suficientes nem mesmo para se organizarem como tribos em Israel e foram divididos em Yehudáh. Dito isso..36 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica No período do rei Asa foi escrito: "E congregou todo Yehudáh e Bynyamin. vizinho a Israel tinha em Petra na Jordânia o seu centro principal. nas cidades de Yehudáh. Sefer há Gueuláh ou Livro da Redenção). uma vez que representavam apenas uma pequena parte de sua tribo . Uma posição em que já cri no passado. Eles não vieram de todas as outras tribos. de Israel em abundância quando viram que o Eterno seu Elohim era com ele "(2 Crônicas 15. foram incluídos entre as duas tribos de Yehudáh e Bynyamin e habitaram nas suas cidades.. Não houve Redenção para as Dez Tribos que permaneceram no exílio. outra autoridade.. em conformidade com o parecer de nossos sábios de abençoada memória. Todos eles. e de Shimeon.” (Rabi Moshe ben Nahman. Estes poucos não foram suficientes para ter o direito de ser chamado de uma tribo. contudo se revela completamente falaciosa.

para uma festa. CPAD) e assim. Parece que a lenda rabínica se inicia em virtude de Herodes ter chegado ao poder acabando com a Dinastia Asmoneana com o apoio de Roma.000 do exército de Yochanan (25. O temor de serem expulsos de seu país levou-os a aceitar essas condições. mas nas forças combinadas que lutaram contra Roma segundo Yosef (Josefo) era de 23.br . as terríveis profecias contra Edom dizem respeito a um povo irmão que por breve período se uniu ao judaísmo. Em minha opinião grande parte dos idumeus não suportando a pressão das perseguições aos judeus ocorridas depois das guerras judaicas abandonou ao judaísmo. Historia dos Hebreus. e já não restará ninguém da CASA DE ESAV (Esaú).26%). no entanto.400 homens e incluía 10. e a casa de Esav (Esaú) palha. Assim. porque o Eterno o disse” Abdias/Ob. Ele nunca mais te levará para o cativeiro. e estes se acenderão contra eles.com. inimigos e não amigos de Roma. Historia dos Hebreus. a menos que isso significasse que eles realmente estão destinados a ser resgatados a partir do exílio que se encontram? (175-104 AEC) que reinou de 135 a 104 AEC os judeus travaram uma guerra que só cessou com a submissão dos idumeus. A verade é que apesar das mágoas judaicas contra Roma. Isso explica por que os jordanianos que são em sua grande maioria palestinos são os mais figadais inimigos de Israel. depois de ler as suas cartas. Ele indica que isso jamais ocorreu. "E Yah será Rei sobre toda a terra" (Zacarias 14. pois segundo Josefo este é um ―povo tão brutal e tão amigo das novidades.‖ (Josefo. e desde então eles foram para sempre considerados judeus.9 ). CPAD) Logo depois.22 ). História dos Hebreus. Se fosse de outra forma. 5.37 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica “E a casa de Yakov será um fogo. ―Hircano tomou ainda aos idumeus as cidades de Adora e Maressa e. terra de seus antepassados e foi islamizada no século VII participando da tomada do Monte do Templo ao lado dos árabes.400 zelotes comandados por Yair (10. mostrou-se favorável. Isso também vai acontecer no futuro. La diz: "o reino será de Adonay" Abdiah/Ob 1:21. Ele visitará a tua iniqüidade. Edições Comunidade de Israel www. Sabe-se que havia ainda um número estimado de 66. cerca de 20% dos judeus eram descendentes de Esav.‖ (Josefo. Ele vai descobrir seus pecados. A Jordânia e os Palestinos são os que estão destinados a se tornar finalmente a palha que será queimada pela chama de Israel. a conversão dos idumeus a princípio forçada. se o número de solados idumeus refletir a representatividade destes dentro do judaísmo da época. depois de subjugar toda essa grande província. CPAD) o que evidencia o mito de que os idumeus e romanos sejam o mesmo povo. logo conveniente já que Herodes. todo mundo vai reconhecer abertamente o Reino de Elohim. “Quando é que elas (as Dez Tribos) voltaram e quando esses grupos exilados foram massivamente trazidos para herdar as cidades de Efraim e Shomeron (Samaria)? Quando foram salvadores subindo o Monte Tzion (Sião) para julgarem o monte de Esav (Esaú)? No tempo de Ezra apenas alguns haviam retornado como pombos para os seus pombais. 6.000 do exército idumeu comandados por Sosa e Catlas (21. "Ele não vai mais te levar para o cativeiro".‖ (Josefo. está instruindo-nos sobre a futura redenção. Judéia e Edom (seu próprio povo) de 37 a 4 AEC sendo substituído por Herodes Antipas (4 AEC a 39 DEC) veio a ser uma questão de fé para seus descendentes 200 anos depois da conversão forçada de seus pais. ―Hircano enviou em seguida embaixadores a Roma para renovar a aliança. os idumeus não se bateram menos contra os romanos e em favor do templo do que os romanos os haviam apoiado para tomar o poder nos dias de Herodes permitindo-lhe construir o Templo. e o senado.” ´Eichah (Lamentações 4. que nada é mais fácil do que induzi-los à guerra e ele vai com a mesma alegria para um combate como os outros.000 do exército de Shimon (42.74%).64%) e 2. qual seria o motivo de dizer aos exilados que eles deixariam de ser exilados. O princípio geral sobre estes e todos os versos semelhantes em relação a Redenção de Israel e a queda de Edom e similares é que tudo é para o futuro. Durante a revolta judaica contra Roma. contanto que se fizessem circuncidar e adotassem a religião e as leis dos judeus.600 milicianos que se empenharam na luta contra Roma. O Grande (73 a 4 AEC) reinou sobre Samaria. "O castigo da tua iniqüidade está terminado filha de Tizion. É impossível determinar o número exato dos idumeus convertidos ao judaísmo. permitiulhes lá ficar. Isso tudo é para o futuro. e irão devorá-los. Hananyah chamou os idumeus para defenderem o Templo. se reestabeleceu na Jordânia.37%).comunidadedeisrael. filha de Edom. 1:18. e a casa de Yosef uma chama. Naquela época.

Radak e outros dizem que Sarepta significa França. Ele vai descobrir seus pecados". Estes lugares estão nos extremos do norte. deve ser para o futuro. o que significa dizer. Zecharyah 14. que esse termo." e assim por diante. É impossível que tudo isso seja condicional.22 ). que foram espancados por Herodes. Não poderia estar falando do passado. até Sarepta:” "E este primeiro exílio dos filhos de Israel que estão agora desde Canaã até Sarepta" Ovadyah (Obadias 1:20). Eles deveriam se envergonhar de não reconhecer este fato! O versículo acima comprova isso! Quando foi que a casa de Yosef se tornou como uma chama que devora o restolho de Esaú? Não nos tempos bíblicos! As Dez Tribos já haviam sido exilados e elas ainda estão no exílio. possuirão as cidades do sul Ovadyah (Obadias 1:20). foram os judeus de Yerushalaim que foram levados por Tito e Vespasiano. sob a condição de que se arrependessem." ´Eichah (Lamentações 4.38 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Além disso. Edições Comunidade de Israel www. e que as profecias foram ditas para nada. Zecharyah viveu no período do Segundo Templo. ". Sefer há Gueuláh ou Livro da Redenção). Ele nunca mais te levará para o cativeiro. É pertinente que. isto é. mas aqueles que pensam assim estão em erro. arremata então.. aplica-se ao Reino de Israel que são as Dez Tribos.br . foi profetizado. A Brit Am. de abençoada memória. Aqueles que foram exilados para Sefarad (ou seja. O versículo continua.. (Rabbi Moshe bem Nahman. "e os cativos de Yerushalaim. que estão em Sefarad . então teriam sido resgatados. e não antes disso.com. foram essas passagens explicadas pelos comentaristas e pelos nossos santos e sábios. na época de seu exílio Israel estava pecando e transgredindo. na área dos kenanim (cananeus). Mesmo assim.ele visitará a tua iniqüidade.. quando o Segundo Templo foi destruído pelos romanos. Assim também. Isso não era condicional. todas pertencem ao futuro. Tudo deve pertencer ao futuro. pois foram eles [os judeus israelitas]. derrubando a ideia de que a profecia possa ter sido cumprida de uma outra maneira e noutro tempo com um argumento que achei pertinente incluir aqui: “Há quem diga que esta profecia de Ovadyah (Obadias) está se referindo ao rei Ezequias no período do Segundo Templo. É óbvio a partir das Escrituras. Rashi .comunidadedeisrael. Espanha). o edomita no tempo do Segundo Templo. em grande medida. Abarbanel diz: isso significa França e GrãBretanha. sem dúvida só pode estar se referindo a algum dia futuro.1 diz: "Eis que o dia do Senhor está vindo. Pelo contrário. que não mereça mais crédito. Casa de Yosef. "O castigo da sua iniqüidade está acabado Filha de Tzion.. Iben Ezra. filha de Edom. Esta não é a forma de falar das profecias fazendo tais condições limitadas.

França que declara: "No primeiro exílio dos filhos de Israel em que foram levadas cativas as dez tribos à terra dos cananeus em direção a Sarepta. apesar de ter gasto quantias consideráveis comprando a liberdade de seus irmãos judeus que haviam sido feitos escravos após a campanha portuguesa.comunidadedeisrael. Será por isso que a maioria do povo alemão fechou os olhos para o extermínio dos judeus? “Dos cananeus: Temos escutado de grandes homens da terra de Allemagne (Alemanha). Assim. Sarepta também. trabalhou para a Casa Real Portuguesa.htm) Nahmanides não foi o único dos grandes rabinos a comentar o assunto das tribos perdidas.” (THE TEN TRIBES WILL RETURN! The Bible Says So!) AS DEZ TRIBOS VOLTARÃO! A Bíblia diz isso! http://britam. ele não só identifica Sarepta com a França. significa França. contra Arzila no Marrocos. mas Abarbanel avisado a tempo deixou rapidamente as terras portuguesas e a enorme fortuna que acumulara. mas também a Alemanha com os cananeus. de quem o Senhor Abravanel (1930 -) mais conhecido como Silvio Santos.br . quando chegaram a terra. procurando inclusive ir além. Esta é afinal a pergunta que não quer calar. e falecido em Veneza na Itália. Os exegetas dizem que Sarepta significa o Reino chamado de frança na língua ordinária. foram as Dez Tribos que foram exiladas no primeiro exílio. Dom Fernando II (1430-1483). estadista e filósofo judeu. onde foi ministro das finanças do Rei Alfonso V (1432-1481). na Espanha vai além. são os cananeus que fugiram diante dos filhos de Isarel. Navarra. esforçando-se por identificar o lugar onde estão as ditas tribos. O grande rabino.” Num testemunho mais recente temos Don Isaac ben Yehudah Abravanel. Outros se somaram nessa questão. empresário e apresentador de TV é descendente direto.39 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Os outros. degolado em Évora. (1437-1508). até ser arrolado como participante de um complô liderado pelo Duque de Bragança.com. Estes não têm retornado como tem sido alegado. Portugal.” Abraham Iben Ezra. 12 O Tal complô nunca foi definitivamente provado. nascido em Lisboa.org/ShortRETURN. 12 Edições Comunidade de Israel www. Assim começamos por Rashí (Rabbi Shlomo ben Ytzchak (1040-1105) de Champagne. (1089-1164) nascido em Tudela.

mais conhecida como Isabel de Castela que acabaria por decretar a expulsão dos judeus da Espanha.comunidadedeisrael. Negandose a converter ao catolicismo. mas pouco depois já está a serviço das finanças espanholas administrando as receitas para o exército de Isabel I (1451-1504). (1437-1508). O Rabino Don Isaac ben Yehudah Abravanel. onde morreu aos 71 anos de idade. o Rabino Don Isaac ben Yehudah Abravanel.40 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Após sua fuga em 1483. o ilustre Rabino deixou a Espanha indo para Nápoles.br .autor desconhecido. vai para Toledo na Espanha. “ (França) Edições Comunidade de Israel www. onde durante seis meses se dedica a comentar a Bíblia. ministro das finanças do Rei Alfonso V de Portugal de quem o empresário e apresentador Silvio Santos (1930) é descendente direto declara: D. saac Abrabanel (1490-1508). Brasília . por que para ali também foram os exilados. após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Antonio Cruz/ABr) “Sarepta é França e também os exilados de Sefarad na Espanha e não te deixes enganar unicamente porque Sarepta (França) é mencionada e a Anglaterre (Inglaterra) não é citada. Domínio Público.O empresário Silvio Santos deixa o Palácio do Planalto.com. e finalmente para Veneza na Itália. por que essa ilha é considerada como uma parte de Sarepta.

Eles voltarão e implorarão ao Eterno seu Elohim. era de se esperar que a ciência comprovasse a história e que até 470 mil espanhóis. Edições Comunidade de Israel www.13 França e Inglaterra. o Marrocos recebeu 5. isso além dos 10. a França acolheu 2. um deles nos interessa sobremaneira. alguns estudiosos falam que a expulsão fez com que 800 mil judeus deixassem a Espanha.8% dos espanhóis tem DNA sefardita. e seguem na França e na Espanha por milhares e por dezenas de milhares em grandes comunidades. e que presume-se que entre 50 e 70 mil judeus se converteram para poder permanecer na Espanha e que a população atual do país é de 47 milhões.41% (20 mil). o Comentário sobre Ovadyah (Obadias). 14 Uma vez que a população espanhola em 1500 era de 7 milhões. região mencionada na bíblia e de onde deriva o termo sefaradita que refere a um dos ramos mais importantes dos grupos étnicos do judaísmo.7% (10 mil). uma das mais prestigiosas do Reino Unido (21.41% (20 mil) morreram enquanto enfrentavam as intempéries buscando um porto seguro. a menos que se convertessem. As estimativas mais conservadoras apontam para 370 mil judeus vivendo na Espanha por ocasião do Decreto de Alhambra emitido em 1492 quando os reis católicos. NO entanto pesquisa conduzida pela Universidade de Leicester. No entanto.6 mil alunos).br . e se converteu num reino de domínio próprio. portassem o DNA sefardita. De acordo com esses dados a população judaica de 370 mil e que equivalia a 5.92% (70 mil) que se converteram para escapar a expulsão. junto com a Universidad Pompeu Fabra de Barcelona na Catalunha. a Holanda recebeu 6. ainda que mais tarde se separou de Sarepta (França). talvez seja a única resposta para um dos mais enigmáticos estudos da atualidade em comparação entre os resultados das mais avançadas pesquisas científicas.3% da população espanhola na época que era de 7 milhões. Este contingente equivalia a 5. Acredita-se que Portugal recebeu 32.comunidadedeisrael. a Espanha ficou com 18. Este testemunho de que Inglaterra e a França são parte de Israel juntamente com a Espanha e que Sefarad inclui grande parte de toda a Europa Ocidental.3% dos espanhóis viu-se reduzida a apenas 70 mil ou exatamente 1% da população do país. onde fala que Sefarad. Felipe e Isabel decretaram sua expulsão do país sob a ameaça de pena de morte caso ficassem. reservadas as mesmas proporções de ha cinco séculos. a Itália abrigou outros 2. por que essa ilha é considerada como uma parte de Sarepta (França). dão conta de que 19. Espanha.41 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Entre seus comentários escritos na Espanha. 14 13 Os Sefaradim são os descendentes de judeus da Península Ibérica que abrange Portugal. outros 5. Estas pesquisas apontam que 20% dos espanhóis são portadores do DNA sefardita quando era de se esperar não mais de 1%. a intenção destes filhos de Israel que abandonaram completamente a Religião devido aos problemas e perseguições. Andorra e Pirineus na França. Gibraltar. "Sarepta é França e também os exilados de Sefarad na Espanha e não te deixes enganar unicamente porque Sarepta (França) é mencionada e a Anglaterre (Inglaterra) não é citada.” (Don Isaac ben Yehudah Abarbanel sobre Abdías). por que para ali também foram os exilados. a Turquia 24.com. tanto portuguesas como espanholas e a historiografia até agora elaborada. E assim pode ser também. Se estas estimativas forem corretas os judeus presentes no país até a efetivação do Decreto de Alhambra saltariam para 12.7% (10 mil) e a América foi o destino de 1.76% (25 mil).43% deles (120 mil).32% (90 mil).35% (5 mil).43% ou 870 mil já descontados os cerca de 70 mil que se converteram. baseadas no exame de DNA das populações ibéricas.6% que possuem DNA proveniente da África Subsaariana onde floresceram três reinos judaicos.

Se alguém pensa que o povo espanhol se confinou à Espanha com seus 47 milhões de habitantes e 40 milhões destes sendo espanhóis. Hoje mais de 150 milhões de pessoas descendem de espanhóis. Edições Comunidade de Israel www. pois revelaram que o povo israelita aportou seu DNA numa proporção muito maior do que jamais se imaginou e fornecem dados para uma longa discussão acerca de como uma civilização que parecia ter sido eliminada da Espanha pode influir tanto em sua formação genética. não deixou de ser também uma expansão da massa israelita por outras latitudes.31 milhões de espanhóis da população atual? Como a população com DNA judaico cresceu 133 vezes (de 70 mil para 9. recuperar sua presença ultrapassando todas as estimativas? Três hipóteses podem ser levantadas: A primeira é que o Eterno cumprindo sua promessa a Avraham de que sua semente seria multiplicada como o pó da terra. eslavos).3 milhões). assistiu de tal forma as famílias portadoras da zeráh ou semente de Avraham que as fez multiplicar muito mais e dessa forma enquanto os demais espanhóis cresceram 5.br . adotaram primeiro o cristianismo ariano (não trinitário) e finalmente o catolicismo que as assimilou. Esta última é minha opinião. inclusive 15 milhões aqui no Brasil.93 milhões para 37.492 legaram a marca do seu DNA paterno a 9.7 milhões e o conjunto da população da Espanha cresceu 6.com. abraçaram a fé messiânica que os conduziu de volta à Bíblia e mais tarde pressionados.comunidadedeisrael. já que poucas civilizações influenciaram tanto o mundo como a espanhola. enquanto os demais espanhóis cresceram 5. mesmo considerado que era uma potência católica e inimiga do judaísmo. A terceira é que muito antes da chegada dos judeus.42 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica O resultado dessa pesquisa surpreenderam o mundo ibéroamericano. 15 O estudo trouxe resultados que confrontam a ciência e a história tal como a conhecemos e sugere intrigantes perguntas: Como os 70 mil judeus (1%) que permaneceram no país após a conversão em 1. A expansão da Espanha. vê se repetir o mesmo fenômeno da progressão do DNA compatível com o dos judeus sefarditas. está redondamente enganado. as tribos perdidas já tinham ido parar na Espanha e que estas para o judaísmo perdidas. passando de 6. os descendentes de Israel cresceram 133 vezes. ainda que a presença do DNA sefardita no Brasil proceda principalmente de Portugal.4 vezes e a Espanha em conjunto cresceu 6. A segunda exposta por críticos da pesquisa é que o DNA considerado judaico provém de outros povos que ocuparam a Espanha além de judeus e mouros (fenícios. considerando que o DNA semítico está presente em 20% dos espanhóis.71 vezes passando de 7 para 47 milhões? Como uma massa judaica que nas estimativas mais otimistas chegava a pouco mais de 12% pode depois de ser reduzida a quase nada pela expulsão de Alhambra.4 vezes. o que explicaria o pequeno percentual dos judeus religiosos em comparação com os judeus étnicos que só viriam a reaparecer no século XXI por amostragem de DNA.71 vezes. nosso colonizador. se levarmos em conta o DNA de 1/5 de seu povo e se considerarmos a hipótese de que nas colônias espanholhas que se estenderam do México ao Chile e do Chile às Filipinas. abre-se o leque para considerarmos a extensão desse povo noutras latitudes. 15 Ao falar das tribos perdidas na Espanha. árabes.

Marrocos 5 mil e Grécia 4 mil. Alguns historiadores chegaram a afirmar que a população judaica do país ascendeu então a ¼ dos portugueses. como ocorre no sul de Portugal.6 mil) e Pernambuco (1. muitos deles se juntaram aos seus irmãos que viviam em Portugal. Uruguai 10 mil. 17 A população judaica de 96.comunidadedeisrael. Mas duma coisa podemos estar certos.496.3 mil).os sefarditas .6 mil).3 mil. Outras comunidades menores são Suíça 30 mil. especialmente quando a maioria dos imigrantes brancos vieram ao Brasil procedendo do sul de Portugal. mostrou que no sul de Portugal esta proporção chegou a 36%.os judeus 18-.5 milhões de luso brasileiros serão israelitas. Paraná (2.com. 41.dentro de outra minoria . Minas Gerais (1. Venezuela 10 mil. Turquia 25 mil.17 Isso faria de Silvio Santos. Os judeus se concentram principalmente em São Paulo (44. prosseguiremos com a literatura rabínica. a França e a Espanha. Considerando que então Portugal tinha 1.376. mas o representante do maior grupo étnico do Brasil.16 um contingente que pode ultrapassar os 40 milhões de indivíduos. Os sefarditas. por volta do ano 1.05% da população brasileira estimada em 192.000 pessoas em torno de 1% frente a uma esmagadora maioria de asquenazim. Depois dessa ponte.000 pessoas. será abordado noutro tema. ou melhor do Senhor Abravanel. Tal proporção era considerada até pouco tempo um exagero. são 27% dos judeus do país.5 milhões dos descendentes de portugueses portarem o DNA sefardita.br .5 milhões.2 milhão de habitantes.43 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Sabe-se que depois da expulsão dos judeus da Espanha.500. Estima-se que até 15% dos judeus do mundo (cerca de 2 milhões) sejam sefarditas. Argentina com talvez 90 mil sefarditas (50%). Segue-se a França com 350 mil sefarditas (72%). após a expulsão dos judeuespanhóis. onde são cerca de 1. entre os quais se inclui Silvio Santos são estimados em 1. Há 2 anos atrás quando a mesma pesquisa revelou que 20% dos espanhóis eram portadores do DNA sefardita. descoberto e colonizado por Portugal. em 1492.4 mil). Rio Grande do Sul 8. é possível imaginar que os judeus portugueses e espanhóis em terras lusitanas somassem 300 mil. Rio de Janeiro (29 mil). O que isso representa para o Brasil. 18 Edições Comunidade de Israel www. não o representante de uma minoria . representa 0. A maior comunidade sefaradim está em Israel. é a extensão maior do sefardismo mundial e há muito mais descendentes de sefarditas no Brasil do que todos os judeus reconhecidos no mundo inteiro. então 3 milhões de hispano-brasileiros serão israelitas.. Se 36% 115. 16 Se apenas o DNA dos 15 milhões de descendentes de espanhóis no Brasil espelhar o que ocorre na Espanha. o Brasil com seus 192 milhões de habitantes. devido à influência que os judeus exerceram em Portugal. na qual paramos para olhar as implicações do fato de Sefarad ser a Inglaterra.

casou-se com uma descendente do Grande Rabino Dom Isaac Abravanel. especialmente por meio de Menasseh Ben Israel (1604-1657) e cujo nome de nascimento recebido na Ilha da Madeira. foi Manuel Dias Soeiro. que também foi ancestral de Silvio Santos e amigo do grande pintor holandês. Wikimedia Commons 3. . Quando as suspeitas de judaísmo recaíram sobre sua família. Domínio Público. vendo perigar a fazenda real e a influência de Portugal na Europa quando se iniciavam as grandes navegações. Menasseh Ben Israel (1604-1657) nascido na ilha portuguesa da Madeira como Manuel Dias Soeiro. coisa que conseguiu principalmente com o apoio dos banqueiros judeus.0 Edições Comunidade de Israel www. de Rembrandt (1609-1699). mediante um decreto de Dom Manuel (1469-1521) Rei de Portugal. seus familiares foram obrigados a se converterem ao cristianismo. que primeiro ordenou a expulsão dos judeus. no qual expôs sua crença de que as tribos perdidas vieram para a América.br Túmulo de Menasseh ben Israel. e depois. Joaotg . uma possessão portuguesa. Rembrandt Harmenszoon van Rijn (1606-1669). Wikipedia. Manuem Soeiro chegou à Holanda em 1610. tornou-se rabino dos judeus portugueses da Holanda onde escreveu sua mais famosa obra “MIkveh Israel” que em espanhol se chamou Esperanza de Israel”. Wikimedia Commons. batizando-se ainda que por formalidade.comunidadedeisrael.com. Manuel frequentou a escola onde foi um aluno notável. Como tantos outros judeus portugueses. Menasse Ben Israel.44 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Esta literatura recebeu importante acréscimo durante o século XVI. onde o governo protestante não impunha restrições ao judaísmo empenhado em fazer da Holanda uma grande potência. fechou-lhes os portos de saída. Assim.

que Salmanasser levou cativas no tempo do Rei Hoshea (Oseas).. e finalmente sobre sua trajetória que se iniciou ao cruzar o Eufrates e segundo ele findou no Perú. 150) Edições Comunidade de Israel www. Esperanza de Israel. rio Sabático e Etiópia. para guardar ali melhor sua Lei. e quanto a este trabalho me deve a minha nação. “Apresento juntamente. sobre o fato de que elas ainda não haviam retornado. Essa trajetória teria sido possível depois de terem vencido o Estreito que separa a Groelandia do Canadá de onde foram descendo até povoar uma série de nações ao Sul. o grande rabino judeu português. pelo Rei Eduardo I (1239-1307). que parte deles se foi a nova Espanha e ao Perú. Diz pois ele que as dez Tribos. O primeiro fundamento desta opinião procede do IV livro de Esdras.br . onde nunca habitou o gênero humano. E que ainda violam a Lei de Moshe. detendo a corrente do rio até que passassem. o Altíssimo Adonai usou com eles de maravilhas. se chama Arsareth: De cujo texto se pode coligir. e brevemente várias profecias. i. decidiram entre si que passassem a outra região remota..” (Genebrardo. lib. E que no final e infalivelmente. Chron. Média. Tartaria. por diversas vezes. serão redimidos à patria junto com os de Yehudáh e Binyamin.45 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Eloquente. que assim como as dez Tribos foram expulsas de suas terras. foi a Inglaterra e convenceu a Oliver Cromwell (1599-1658). deixo à ponderação dos justos e doutos. com particular atenção e propósito. transladados para a outra margem do rio Eufrates. então chamado de Nueva España em plena América. Tornou-se famoso por sua obra Miḳṿeh Yisraʾel que foi publicada em espanhol sob o título que evocava seu próprio nome hebraico. China.comunidadedeisrael. debaixo de uma só cabeça o Messias ben David: e como se deve crer. discorre sobre sua esperança do retorno das dez tribos. cuja região. Nessa obra. E assim entrando por uns lugares estreitos do Eufrates. citamos como autor antigo. e nossos ritos sagrados. a abrir a Inglaterra ao retorno dos judeus que haviam sido expulsos em 1290. pag. Provo que as dez tribos não voltaram ao segundo Templo.. aos quais dirijo meus escritos. por diversas consideraçoes. o qual ainda que seja Apochryfo. que este século feliz já se aproxima. povoando estes dois Reinos que até então havian sido desabitados.com. nas quais menciono muitas histórias dignas de memória. e que estas são a America. assim estão por diversas províncias espalhadas. A excelência deste escrito.

e que dali foram à Ilha de Groenlândia: por que daquela parte está a America descuberta e sem mar.p.com. localização das tribos do norte. tomou o nome Gauther [godos]. Moses ben Isaac Edrehi porque eles eram muito zelosos da declara acerca da glória de Got (Elohim). diz que Arsareth. o Rabino judeu marroquino.br . Moses ben Isaac Edrehi (1744-1842).” (i. e das outras banhadas pelo mar. que apesar de apócrifa sempre foi considerada com respeito pelos rabinos judeus da Era Medieval e do Período da Renascença: Edições Comunidade de Israel www. em 1836. onde as Dez Tribos. depois de terem abandonado a região que ele chama de Arsareth com base no livro de Ezra. e feita quase ilha: e da Groelândia.46 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica “Depois de haver referido a viagem das dez Tribos.7) . que historia sobre as menciona o reino de Arsareth. declara que as tribos perdidas estão localizadas nos Confins da Europa. que dista somente 50 léguas. que é grande geógrafo. como testifica Francisco Lopes de Gomara en sua Historia. escreve An Historical Account of the Ten Tribes Settled Beyond the River Sambatyon in the East (Uma História das Dez Tribos Localizadas além do Rio Sambation no Oriente) e declara que as tribos perdidas estão localizadas nos confins da Europa. Moses ben Isaac Edrehi (17441842). Orteleus. Em sua obra em dando a descrição da Tartária. uma obra. pelo Estreito de Davis. repousando depois de analisar entre outros habitantes citas. que já é Terra das Índias. é a Tartária Maior.fol. podiam passar à Terra do Labrador. dez tribos perdidas. que Esdras conta. outros historiadores.comunidadedeisrael. No século XVIII.

Algumas versões latinas o denominam III Esdras. que nunca haviam mantido em sua própria terra. Os capítulos XIII e XIV são consideradas judeo-apocalíptico. mas outros atribuem a obra a até cinco autores diferentes. pela unidade do texto alguns sustentam que é de um único autor.. etíope e georgiano. O livro parece ter sido escrito em época de grande aflição.. grande cartógrafo e geógrafo flamengo. e ele levou-os sobre as águas. 20 Edições Comunidade de Israel www. que foram levados presos para fora da sua terra no tempo do Rei Hoshea. para que eles pudessem lá manter seus estatutos. Orteleus. talvez a destruição do II Templo. que se abriu para que o ultrapassassem ao sair de Israel e se abrirá de novo ao final para que retornem. A maioria dos críticos aceita que o livro foi escrito originalmente em hebraico e depois traduzido para grego.. tendo apenas a Armênia entre eles. que a sua habitação se fixou na Tartária [Cítia] de onde eles passaram por lugares vizinhos . que os restos do antigo Israel eram mais numerosos ali do que em Moscou e na Polônia . um crente messiânico que teria recebido visões celestiais. (1836). uma vez que houve grande caminho a percorrer da Assíria. onde as Dez Tribos. não é nenhuma maravilha poder encontrar as Dez Tribos dispersas por lá. no norte. 92 Edrehi recorre ao apócrifo pseudoepigráfico conhecido como II Esdras. apócrifo pelos protestantes. dando a descrição da Tartária. pelo que ao recorrer a citação de Abraham Ortelius (1527-1598). tomou o nome Gauther [godos].” Moses ben Isaac Edrehi (1744-1842) Historical Account Of The Ten Tribes. que deixariam a multidão dos gentios. a quem Salmanasar. armênio. que é o que faço aqui. ou final do primeiro século embora alguns dizem que data do início do terceiro século. repousando entre outros habitantes citas. e iriam adiante para um país ainda mais distante onde nunca a humanidade havia habitado. que fala da partida das tribos para além do Eufrates. essas são as dez tribos. Em hebraico Dez é Atseret. mas em tempos recentes as bíblias em inglês que o incluem o denominaram II Esdras. Quanto a autoria. que tem preservado o seu nome. 19 O livro é considerado canônico pela Igreja da Etiópia. Em outro lugar. Mas eles tomaram este conselho entre si. Ele ainda acrescentou. p.br . Ele também descobriu a tribo de Dan.comunidadedeisrael. Jerônimo e autores medievais o chamam de IV Esdras..a partir do qual se concluiu.. ele encontrou a Naftali. o rabino Edrehi procura dar à sua obra uma sustentação que vai além da crença espiritual no retorno das tribos perdida. 20 “E enquanto viste que ele reuniu uma outra multidão pacífica a ele. latim.com.47 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica “. Não se preservou nenhuma cópia em hebraico ou grego. e fonte de consulta para estudiosos judeus. que tiveram seus acampamentos por lá. menciona o reino de Arsareth19.. nascido em Antuérpia na Bélgica e autor do famoso quadro conhecido como Theatrum Orbis Terrarum (Teatro da Urbe Terrena). é o mais plausível. porque eles eram muito zelosos da glória de D´us. Os primeiros dois capítulos são atribuídos por diversos críticos a um crente messiânico já que menciona ao filho de Elohim (2:47-48). rei da Assíria levou cativo. . que é grande geógrafo. nomenclatura e autoria de II Ezra é incerta. para onde foram transplantadas. e assim foram para outra terra. A datação. Ele dá como fato sustentado por geógrafos do seu tempo que as dez tribos estabeleceram um reino.

converteu-se a Yeshua aos 19 anos. em 1846.google. A Obra de Moisés Margoliouth pode ser consultada on line em Google Books. Este país está à distância de um ano e meio e seu nome é a Arsareth.com. http://books. assumindo diversos cargos na Igreja Episcopal. o Dr. mas também os dispersos do norte. onde ninguém sabia onde estavam. o que incluía não só os judeus. o autor do pseudoagiógrafo de Ezra. mas jamais perdeu o vínculo de amor com seu povo.. Eles habitarão ali até os últimos dias e logo quando estiverem de volta o Altíssimo de novo deterá as fontes do rio para que possam passar em paz.21 Depois de apresentar diversos dados de prova ele conclui dizendo: .comunidadedeisrael. então defenderá o restante de seu povo. a obra em três volumes foi publicado em 1851. já sugeria que o exílio de Israel se relacionava diretamente com o próprio Eufrates.br . É interessante notar que bem antes de Nahmanides afirmar que o Rio Sambatyon é o Rio Khabur. nascido de pais judeus em Sulwaki na Polônia. Moisés Margoliouth (18181881).” Ezra Beit/2 Ed.” Mas outros rabinos tratarão de definir o enigmático destino das tribos perdidas. o erudito judeu messiânico escreveu a sua The History of the Jews in Great Britain (História dos Judeus na Grã Bretanha). 13:39-50. o rio que Israel cruzou ao partir de sua terra e voltará a cruzar ao retornar para ela dos confins da Europa. Dois anos depois. “Os israelitas devem ter visitado os países ocidentais (da Europa) nos dias de Shlomo (Salomão). um dos afluentes do Eufrates. Pode-se citar ainda o erudito judeu convertido ao cristianismo através da Igreja da Inglaterra.” Mas ele não foi o único judeu a se apaixonar pela tese de que Israel esteve na Grã-Bretanha. Então o Eterno fez para eles um milagre e deteve as águas do rio até que pudessem passar..48 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica E entraram no Eufrates por lugares estreitos do rio. Quando tenha destruído a multidão de nações que se uniram contra eles.com/books?id=VcUCAAAAQAAJ&printsec=frontcover&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=on epage&q&f=false 21 Edições Comunidade de Israel www. E então lhe mostrará seus grandes sinais. Formado em Teologia em Dublin foi ordenado em 1844. A declaração de Moses ben Isaac Edrehi se junta a de Maimônides que teria dito: “Creio que as dez tribos estão em várias partes da Europa.

p. Anglo-Israel por um Judeu (1884). Uma Exposição dos Livros Bíblicos e Rabínicos (1887).49 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica O israelismo britânico. e os cristãos hebreus (1882).br . veio a ler o trabalho de Edward Hine e se tornou um convicto defensor do israelismo britânico. um judeu russo. Dez Tribos Perdidas. ao mesmo tempo.comunidadedeisrael. 12. A Páscoa. Isso é um dos principais sustentáculos da teoria que identifica o povo Inglês. Fraternidade Entre Britânicos e Judeus." ( Enciclopédia Judaica . A tese é comentada na Enciclopédia Judaica. Fraternidade Entre Britânicos e Judeus (1884). Não há dúvidas que os judeus tinham noção há vários séculos da presença de seus irmãos por onde eles passavam e a convicção de seu retorno à verdadeira adoração. e quase no mesmo local em que os israelitas são transportados por Shalmanesar. muitos judeus acreditaram de fato que a o povo da Inglaterra e por extensão os angloamericanos são descendentes de judeus. entre elas: “O hebraico moderno.” Elieser Basin 1884. É minha convicção de que a Grã-Bretanha é a nação com a qual Elohim tem se identificado do princípio ao fim. 1901. A síntese de sua crença sobre o israelismo britânico pode ser dada nestas palavras: “As Escrituras hebraicas apontam para as ilhas britânicas como a casa dos primogênitos nascidos de Elohim (isto é. Eu. Elieser Basin (1840-1898). Escreveu várias obras sobre o tema. Jeremias 31:9) . Como crentes na fidelidade da manutenção do pacto de Elohim eu o chamo para despertar de seu sono. vol. 250). apaixonaria a outro judeu messiânico.com. ou citas.. Edições Comunidade de Israel www. Celebrada Hoje Pelos Judeus. com as Dez Tribos ocorre porque eles aparecem na história. Um dedo Pós-ao caminho da Salvação. “A identificação dos Sacae. um israelita da Casa de Yehudáh com israelitas da casa de Efraim (A Casa de Israel). Comparada com a Celebrada por Cristo e seus Discípulos (1889). Efraim. nascido em Mogilev na atual Bielo-Rússia e convertido a Yeshua aos 29 anos de idade. o nome coletivo para as Dez Tribos. com as dez tribos. apesar de haverem abandonado a fé de seus pais. e de fato toda a raça germânica. Depois da proclamação de Basin..

50 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica À medida. abandonando a idolatria ancestral herdada da Igreja de Roma e de seu passado pré-cristão. é nosso próximo capítulo. que os ingleses se voltavam cada vez mais para Elohim.br . parece ter ficado cada vez mais evidente a sua origem.comunidadedeisrael. porém.com. Edições Comunidade de Israel www. e quanto mais vagueia longe de casa mais cresce. A questão de como Israel quanto mais atacado e perseguido. Esta mesma evidência foi sendo fornecida em muitas outras terras onde o evangelho penetrou com inusitada força arrancando da idolatria ou de um culto não dirigido ao Eterno uma imensidão de almas.

com. Edições Comunidade de Israel Edições Comunidade de Israel www. abençoou-lhes para que se multiplicassem como peixes no meio da e disse que Efraym se tornaria a plenitude dos gentios. Acompanhe-nos nesse fascinante estudo que desvenda as profecias e nos revelam que muitos dos chamados gentios são filhos e filhas descendentes de Israel.51 Em Busca das Tribos Perdidas de Israel – Capitulo II O Exílio e o Retorno das Tribos Perdidas na Literatura Rabínica Nosso Próximo Número Multipliquem-se Como Peixes no Meio da Terra Yakov Profetisa a Multiplicação de Efraym Entre os Gentios Antes de partir desta vida Yakov adotou seus netos Efraim e Menassh como filhos.br .comunidadedeisrael.