Projeto de Lei nº _______/2003 INSTITUI A COBRANÇA DE 1/3 ( UM TERÇO ) DO PREÇO DA PASSAGEM DOS COLETIVOS URBANOS DO DISTRITO FEDERAL, NOS

FINS-DESEMANA E FERIADOS, PARA OS ESCOTEIROS REGULARMENTE REGISTRADOS NO DF.

Art. 1º - Ao escoteiro regularmente registrado na União dos Escoteiros do Brasil (UEB) – Região do DF, fica assegurada a redução da tarifa nos transportes coletivos do Distrito Federal, na ordem de 2/3 (dois terços) do valor efetivamente cobrado, nos fins-de-semana e feriados. Art. 2º - Para beneficiar-se desta lei, os escoteiros deverão estar devidamente uniformizados e/ou portar credencial escoteira fornecida pela UEB - Região DF, referente ao ano vigente. § único - O escoteiro residente na zona rural terá passe livre. Art. 3º - As empresas competentes do Sistema de Transporte Coletivo, sejam públicas ou privadas, manterão registro atualizado dos escoteiros beneficiários, fornecido pela UEB - Região DF, remetendo cópia dos mesmos, na forma que dispuser o regulamento, ao órgão competente do Governo do Distrito Federal. Art. 6º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 7º - Revogam-se as disposições em contrário.

JUSTIFICAÇÃO O presente projeto de lei busca assegurar um benefício valioso para os quase 2.500 escoteiros do DF, qual seja, o pagamento de 1/3 da preço da passagem dos coletivos urbanos do Distrito Federal, aos finais-de-semana e feriados, ocasiões onde realizam suas atividades externas de cunho socioeducativo-ambiental. Os escoteiros têm uma função social inestimável, em especial no tocante à proteção às crianças, jovens e adolescentes, oferecendo-lhes alternativas saudáveis de atividades ocupacionais e de lazer. No Distrito Federal, eles desenvolvem vários projetos, tais como: Projeto Renascer (em parceria com a Vara da Infância e da Juventude), programa ZooCamping (com o Jardim Zoológico), além de outros trabalhos em parceria com entidades tais como a

Cootesol, o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente, as Aldeias SOS, Fórum das ONGs Ambientalistas do DF, Centro de Voluntariado do DF e o projeto Amigos da Escola. Criado em 1907 pelo general do Exército Britânico, Sir Robert Stepheson Smyth Baden-Powell, o Movimento Escoteiro encontra-se atualmente espalhado em quase todos os países do mundo, contando com aproximadamente 28 milhões de membros, 60 mil só no Brasil. O Escotismo é um movimento educacional de jovens, voluntário, sem vínculos político partidários, com a colaboração de adultos, que valoriza a participação de pessoas de todas as origens sociais, raças e crenças, de acordo com o Propósito, os Princípios e o Método Escoteiro concebidos pelo fundador. O Propósito do Movimento Escoteiro é “contribuir para que jovens assumam seu próprio desenvolvimento, especialmente do caráter, ajudando-os a realizar suas plenas potencialidades físicas, intelectuais, sociais, afetivas e espirituais, como cidadãos responsáveis, participantes e úteis em suas comunidades, conforme definido no Projeto Educativo da União dos Escoteiros do Brasil”. (fonte: Projeto Educativo da UEB)