You are on page 1of 2

OH SARÍ MARÉ ABUNI ARAM TSAM TSAM

oh sarí maré, velho amigo do Abuni buni tcha abuni Aram tsam tsam
passado Abuni buni tcha abuni Aram tsam tsam
em mim tua lembrança vive A ya ya yipi ay cayeni guli guli guli guli
o amor é mais forte que o vento e A ya ya yipi ay cayeni guli aram tsam tsam
que a luz Abu Abu abuni tchi chi Aram tsam tsam
que pode deixar de existir. (repete) Aram tsam tsam
eu quero voltar ao meu bom guli guli guli guli
transvaal, guli aram tsam tsam
belo lugar de sonhos Arabit arabit
dos vento perfumado, dos bosques guli guli guli guli
de verdor guli aram tsam tsam
que sempre nos falam de amor Arabit arabit
o vento perfumado, nos bosques de guli guli guli guli
verdor guli aram tsam tsam
que sempre nos falam de amor
EU SOU UM MUSICANTE GATITOS TCHEI, TCHEI, COLÊ
Eu sou um musicante Eu tinha uma gatita, eu tinha uma gatita, Tchei, tchei, colê (repete)
Tu és um farsante Que ela era ética, pelética, Tchei, cô, liza (repete)
Eu toco zumbaza pelimplimplética, Liza, liza liza, mantê (repete)
Como se toca zumbaza? Pelada, peluda, pelimplimpluda. Amandaquê (repete)
Zumba, zumba, zumba zá Casou-se com um gatito, casou-se com um Iiiiiiiiiiiiiaaaaaaaaa (repete)
Zumba, zumba, zumba zá gatito, Aaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiaaaaa (repete)
Zumba, zumba, zumba zá Que ele era ético, pelético, > gritos de artes marciais, com
Eu sou um musicante pelimplimplético, direito a gestos.
Tu és um farsante Pelado, peludo, pelimplimpludo. Ruuuuuuuuuooooooooo (repete)
Eu toco piano-la Tiveram dois gatitos, tiveram dois gatitos, Piri, piri, piripi, piripipi (todos
Como se toca piano-la? Que eles eram éticos, peléticos, cantam musica da Gretin)
Piano, piano, piano-la pelimplimpléticos,
Piano, piano, piano-la Pelados, peludos, pelimplimpludos.
Piano, piano, piano-la Formaram uma família, formaram uma
Piano - Violino - Corneta – Flautinha família,
Que ela era ética, pelética,
pelimplimplética,
Pelada, peluda, pelimplimpluda.

CANÇÃO DO CLÃ DO NORDESTE DISTANTE BARBAPUM


Em uma montanha bem perto do Do nordeste distante, veio esta canção, Lá na Etiopia reinava o Rei
céu se encontra um lago azul Diga oxente uma vez, preste bem a Segum, Rei Segum, Rei Segum
Que só o conhecem aqueles que atenção. Usava u'a grande barba
têm a dita de estar em meu clã Cabra da peste, bichinho da gota, oxente chamavam Barbapum, Barbapum
Laiá, lalaiá, lalaiá, Laiá Laiá Do nordeste distante, continua a canção. Barbapum, Barbapum
Laiá, lalaiá, lalaiá, Laiá Laiá Diga oxente duas vezes, preste bem a Barbapum, Barbapum,
A sede de riscos que nunca se atenção. Barbapum, Barbapum, Barbapum
acaba , as rochas que hei de Cabra da peste, bichinho da gota, oxente, Lutava na batalha fazendo
escalar oxente... Pinpanpum, Pinpanpum,
O rio tranqüilo que canta e que Pinpanpum
chora jamais poderei olvidar Ao ve-lo todos gritavam que viva
No alto da serra na gruta escondida Barbapum, Barbapum
,foi lá que eu fiz o meu lar Barbapum, Barbapum
Subindo e descendo com corda Barbapum, Barbapum,
ligeira eu vi o meu clã acampar Barbapum, Barbapum, Barbapum
A noite sentado ao pé da fogueira Uma bala inimiga lhe fez
crepita a alma escoteira Cataplum, Cataplum, Cataplum
Pioneiros meditam, definem a trilha E viva a Etiopia e abaixo
fazem a sua vigília Barbapum, Barbapum
O sol nos aponta um caminho de Barbapum, Barbapum
sonho, o vento nos leva a andar Barbapum, Barbapum,
O brilho de vivas estrelas repetem o Barbapum, Barbapum, Barbapum
eco de nosso cantar
A árvore da montanha Este broto tinha uma folha, oh que folha.... Este arco era do índio...
A árvore da montanha, olêiaô a folha do broto, o broto do galho, o galho Este índio tinha uma índia, oh
E a árvore da montanha, olêiãô da árvore... que índia, bela índia, ai ai ai que
Esta árvore tinha um galho, oh que amor de índia...
galho, belo galho, ai ai ai que amor E a árvore da montanha... A índia do índio, o índio do arco,
de galho... Esta folha tinha um ninho, oh que ninho, o arco da flexa, a flexa da pena, a
O galho da árvore... belo ninho, ai ai ai... pena da ave, a ave do ovo, o ovo
E a árvore damontanha, olêiaô O ninho da folha, a folha do broto, o broto do ninho, o ninho da folha, a
E a árvore da montanha, olêiaô do galho, o galho da árvore... folha do broto, o broto do galho, o
E a árvore da montanha... galho da árvore...
Este galho tinha um broto, oh que Este ninho tinha um ovo, oh que ovo, belo E a árvore da montanha olêiaô, e
broto, belo broto, ai ai ai que amor ovo... a árvore da montanha, olêiaô...
de broto... Este ovo tinha uma ave...
O broto do galho, o galho da árvore Esta ave tinha uma pena...
Esta pena era da flexa....
E a árvore da montanha... Esta flexa tinha um arco...