Retorno, Recorrência e Reencarnação.

Cada ser humano é dotado de um determinado numero de existência, de acordo com a Lei de Número, Medida e Peso. Realmente, é dado a cada ser humano, apenas 108 vidas, representados na simbologia oriental pelas 108 contas do colar de Buda. O mundo oriental não ignora a lei do retorno, a que estão sujeitos todos os seres humanos. A lei do retorno existe como prova o ressurgimento do Eu da Ira na criança, do Eu da Cobiça, etc., e outros defeitos desenvolvidos na vida passada. A vocação que manifesta cada ser humano, nada mais é que a experiência vivida em determinada arte ou ciência, numa existência anterior. A doutrina da reencarnação foi mal interpretada por alguns pensadores esoteristas. Ela vem do culto à Krishna, antigo avatar do Indostão que viveu há 3000 anos, tendo sido adulterada pelos reformadores. No culto de Krishna, diz-se sabiamente que só os mestres se reencarnam porem, as diversas escolas esotéricas propagaram essa idéia, a qual, com o passar dos séculos foi degenerando, de tal modo que, atualmente, diz-se que todo ser humano se reencarna. Uma coisa é a reencarnação, a outra é o retorno. A lei do retorno é para todo ser humano, para toda essência envolvida pelo ego, para quem não construí ainda seus veículos solares. A lei do retorno é uma lei mecânica e todo ser humano comum e corrente esta envolvido pela mecanicidade, no circulo vicioso de mortes e nascimentos. O animal intelectual (homem) não pode mudar as circunstancias, sendo vitima delas, tudo sucede-lhe como quando chove ou troveja, tem a ilusão de que faz, porém, não tem poder para fazer, tudo sucede através dele. Os mestres não estão sujeitos à lei do retorno, pois saíram da mecanicidade. Quando os mestres necessitam cumprir alguma missão especifica na escola da vida, reencarnam. Pode reencarnar quando quiser, quando necessitar, pois não estão mais sujeitos à mecanicidade do retorno vicioso. A reencarnação implica numa individualidade reencarnante e, se tal individualidade não existe, então não há tal reencarnação. O ego é um conjunto de entidades distintas, diversas, que nem sequer se conhecem entre si, isso não é individualidade e, dizer que essas entidades reencarnam, é incorreto. É melhor dizer que Eu pluralizado regressa, retorna a este vale de lágrimas. Existe outra lei chamada LEI DA RECORRÊNCIA, em que tudo volta a ocorrer como ocorreu, mas as conseqüências do ciclo. As quatro estações do ano, o dia e a noite, a precessão dos equinócios, etc., tudo volta a ocorrer, cumprindo incessantemente seu ciclo particular. Tudo o que existe esta dirigido pela sabia Lei da Recorrência. O ser humano não pode ser exceção. Repete sempre os mesmos dramas, as mesmas cenas, os mesmos acontecimentos em cada existência, agregando-lhes as experiências do ciclo. Cada vida é uma repetição da passada mais as conseqüências cósmicas do ciclo. Cada vida é uma repetição da passada mais as conseqüências Kármicas ou Dármicas, agradáveis ou desagradáveis. De acordo com a Lei da Recorrência, encontramos novamente nossos velhos amigos e inimigos, sentindo repulsa ou atração. As pessoas do sexo oposto com as quais tivemos relações, voltamos a encontrá-las, podendo surgir os problemáticos “triângulos amorosos”. As leis de Recorrência e de Retorno combinam-se sabiamente, porem podemos livrar-nos delas, transcendê-las, mediante a forca da Vontade e o conhecimento do funcionamento destas outras leis, sobrepondo-nos a determinadas situações se previrmos que as mesmas podem nos trazer conseqüências dolorosas. É claro que isso implica em luta, em esforço, muitas vezes contra nos mesmos, porem, ao longo do tempo nos favorece. Devemos recorda-nos das vidas passadas, a fim de evitarmos muitas ocorrências que deverão acontecer novamente.

Resulta que vamos criando à nossa proporção que desenvolvemos nossas vidas. uma expressão de castigo e sim uma manifestação da justiça universal. Nenhum medico é capaz de curar todas as enfermidades por mais renomado que seja. Como via de regra. que se realiza muitas vezes. nossas ações são sempre egoísticas. da qual não resultaria mérito e nem conquista de espécie alguma. criando-se uma cadeia de causalidades intimamente ligadas. sob responsabilidade direta ou indireta do autor. relegando para a iniqüidade. o tradicional postulado que “o homem foi feito à imagem e semelhança de Deus” e. etc. Nota-se o trabalho destrutivo dos elementos a serviço da Lei do Karma. acima do nosso entendimento. Ele pode ser moral ou físico. terremotos. segundo a qual toda ação física. KARMA DE UM PAÍS: Vê-se às claras. Karma não significa uma predestinação inflexível a qual esteja a criatura inexoravelmente sujeita. já que estaríamos reduzidos à simples condição de maquinas viventes. sem direito a aspirar a algo superior à nossa própria condição. qualquer tipo de sofrimento em grande escala. Tal concepção roubaria definitivamente ao homem toda e qualquer liberdade de ação. a expressão viva e dinâmica de uma lei natural de responsabilidade. reduzindo sua vida a uma simples caminhada sobre determinado roteiro pré-estabelecido. inundações. Ocorrem enfermidades por descuido.ódio. de que “todo homem é potencialmente divino”. cada individuo recebe justamente aquilo que merece e aquilo que precisa para envolver e harmonizar-se com a Lei Divina. Nem todas as enfermidades são kármicas. Karma não é. Darma: seria o prêmio das boas ações. originarias do sânscrito que significam ação. O sofrimento causado pelas guerras internas ou entre países é sinal de Karma de Nação. seja econômica. a sublime afirmação esotérica. . Karma: o castigo das más ações.: varíola . acidente as quais são evitáveis se transformarmos as medidas necessárias. Dessa maneira. Existem diversos tipos de Karma: INDIVIDUAL: é o que sofre qualquer ser humano em carne própria. como a esdrúxula idéia do fatalismo vulgar. Palavras de transcendência esotérica. Ex. etc.Lei: Karma. assim. KARMA FAMILIAR: mediante toda a família sofre em comum determinada desgraça. conseqüência. por sua vez. Kamadouro. nossa liberdade de ação limita-se a acumular causas para o seu restabelecimento. emocional ou mental funciona como causa de um futuro efeito que. de pena moral ou doenças. Cairia assim por terra. KARMA: é. ao contrario. se torna causa de outro efeito e assim sucessivamente. toda a razão do esforço humano no sentido do aperfeiçoamento ou superação. uma soma maior ou menos de delitos ou responsabilidades. oriundos das violações que praticamos no equilíbrio universal. portanto. KARMA DE UMA POPULAÇÃO: evidencia-se durante determinadas epidemias. e não tendo livre-arbítrio humano para destruí-lo. Katância. Darma. tuberculose – resultado de ateísmo e do materialismo. crueldade – dá cegueira de nascimento. As enfermidades kármicas são o resultado de determinadas falhas cometidas na existência anterior. quando os elementos desencadeados alcançam proporções nacionais. Quando o Karma é quitado termina a doença. causa e efeito. câncer – mau uso do sexo. As enfermidades kármicas curam-se quando se elimina o Karma. Sendo tal equilíbrio a expressão cósmica da manifestação divina. a malaria – egoísmo.

porém amor consciente. dos quais tens consciência. As duas grandes Guerras Mundiais nos dão uma idéia desse tipo de Karma.E. Pratica para ganhar Darma. O Kamaduro não pode ser pago com nada. o resultado será amargura. em tuas relações com os outros e em frente ao diversos problemas da vida. mas. diz o V. Os símbolos dos Anúbis são: o Tigre. Todos tem dividas e. Leva-se a marca para sempre. Existem 48 leis no físico. nem te justifique. colocarmos as boas obras e na outra as mas ações. Acima do intimo. É indispensável esperar um agradecimento por um serviço prestado? Aproveite todas as ocasiões para prestar um serviço aos outros. é de notar o KARMA MUNDIAL. finalmente. Se pesar mais o prato das más ações. o Capital Cósmico. 6 vontade (aqui há Katância) mundo das causas. 12 mental. Estude cada argumentação. Quem tem com que pagar. Se num prato da balança cósmica. Se. Não te condene. torna-se devedor de Kamaduro. comecemos a pagá-las com Boas Obras. 3 leis – consciência cria algo. em vez de pagá-las com sofrimento. É um Karma imperdoável. O Karma do individuo só pode ser resgatado por ele mesmo. Porém. Há Katância – 1 lei. Toda a humanidade tem Karma. No principio verificaras que não são muitos. é lógico que o Karma dependerá do peso dos pratos. Faze boas obras para que pagues tuas dividas. Pratica de auto-observação escrita. Katância: é o Karma superior. são os melhores negócios. Quando uma Lei Inferior é transcendia por uma Lei Superior.mundo do intimo. Simplesmente compreende teus defeitos. Se auto-observando em tua via diária. Para quem se libertou de certas leis. utilizando tuas próprias energias. Porém. é um alerta para nós. cancelamos o Karma sem sofrer.M. Samael Aun Weor. Soldado. Analisa objetivamente os conceitos egoístas que tem norteado sua vida. Quem conhece o caminho espiritual e não vive. recorde: Amor é Lei. O leão da lei se combate com a balança. Chefiado por Anúbis e seus 42 juízes. quem não tem pagara com dor. Faze uma lista de todos os teus defeitos. não há queda. O reto pensar. que todo o Karma é negociável. em nossos sonhos eles aparecem. isso é pouco se comparado com os gigantescos desastres geológicos. Posteriormente te ensinaremos o sistema para desintegrá-los. a Superior lava a Lei Inferior. encontrarás mais defeitos que irão aumentando tua lista. Este é o Darma. Lamaduro: envolve tudo que tenha saber espiritual. paga e sai bem em seus negócios. Faca o bem pelo próprio bem. necessariamente postos a serviço da Lei do Karma. Tudo que necessitamos é fazer boas obras para aumentar o peso do prato das boas ações. é preciso aprender a negocia-lo com os senhores da Lei (Tribunal do Karma). 24 no astral. Uma queda do mundo da vontade provoca uma catástrofe no mundo físico. Paz Inverencial! . Leão. É possível aumentar o peso das boas obras no prato correspondente da balança e desta forma. o reto sentir e o reto obrar.