TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

PROCESSO TC 11966/12 1/2 ADMINISTRAÇÃO INDIRETA ESTADUAL – DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM (DER) - LICITAÇÃO – DISPENSA LICITATÓRIA – CONTRATO PJ 61/2011 – REGULARIDADE DO PROCEDIMENTO E DO CONTRATO DELE DECORRENTE – ASSINAÇÃO DE PRAZO AO ATUAL GESTOR PARA A APRESENTAÇÃO DOS PROJETOS SOLICITADOS PELA AUDITORIA RECOMENDAÇÕES.

ACÓRDÃO AC1 TC 187 / 2.013
RELATÓRIIO RELATÓR O
Tratam os presentes autos da análise da Dispensa Licitatória de Contrato PJ nº 61/2011, realizada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), para elaboração de projetos de engenharia para execução das obras de restabelecimento de áreas afetadas por desastres, promovendo a reconstrução e/ou recuperação de rodovias e obras viárias, localizadas em municípios que tiveram declarado estado de emergência, em virtude das fortes chuvas ocorridas no período de junho a agosto de 2011, junto a empresa CONSULPLAN – Consultoria e Planejamento, no valor global de R$ 1.143.740,04. A Unidade Técnica de Instrução analisou a documentação apresentada e emitiu relatório de fls. 535/537, indicando as seguintes irregularidades: 1. Ausência de ratificação do ato e sua publicação na imprensa oficial, de acordo com exigência da Lei 8666/93, no seu art. 26; 2. Ausência de justificativa do preço, conforme exigência da Lei 8666/93, no seu art. 26, parágrafo único, inciso III; 3. Falta de comunicação no prazo legal à autoridade superior para ratificação, com esteio na exigência da Lei 8666/93, no seu art. 26; 4. Assinatura do contrato em 17/08/2011 e seu extrato publicado após um ano (06/09/2012), portanto, com o período de vigência expirado; 5. Necessidade de justificativa para informar a inclusão da parte ambiental nos custos de elaboração dos projetos contratados, conforme solicitação no Ofício 537/11 SEC/DS, já que na proposta comercial não ficou clara a sua inclusão; 6. Necessidade de comprovar a execução dos projetos, haja vista a vigência do contrato estar expirada. Citado, o Presidente do DER, Senhor CARLOS PEREIRA DE CARVALHO E SILVA, apresentou a defesa de fls. 540/569 que a Auditoria analisou (fls. 572/577) e concluiu por SANAR as irregularidades referentes à ausência de justificativa do preço, necessidade de justificativa para informar a inclusão da parte ambiental nos custos de elaboração dos projetos contratados e a relativa à ausência de ratificação do ato, e MANTER as demais. Foi solicitada prévia oitiva do Ministério Público, que emitiu parecer, da lavra do ilustre Procurador Marcilio Toscano Franca Filho, pugnando, após considerações, pela irregularidade do procedimento de dispensa de licitação. Ademais, sugeriu aplicação de multa pessoal ao Senhor Carlos Pereira de Carvalho e Silva, autoridade homologadora da dispensa, com base no artigo 56 da LOTCE/PB, recomendando-se ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PB) a estrita observância às normas consubstanciadas na Lei de Licitações e Contratos. Foram determinadas as comunicações de estilo. É o Relatório.

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 11966/12 2/2

PROPOSTA DE DECIISÃO PROPOSTA DE DEC SÃO
O Relator entende que as falhas subsistentes não maculam o procedimento nem servem de base para aplicação de multa, mas reconhece a necessidade do gestor juntar aos autos os projetos reclamados. Isto posto, propõe no sentido de que os integrantes da Primeira Câmara: 1. JULGUEM REGULARES a dispensa de licitação e o contrato 61/2011 dele decorrente; 2. ASSINEM o prazo de 60 (sessenta) dias ao atual Presidente do DER, Senhor CARLOS PEREIRA DE CARVALHO E SILVA com vistas a que apresente os projetos solicitados pela Auditoria às fls. 535/537, ao final do qual deverá de tudo fazer prova perante esta Corte de Contas, ou traga justificativas na hipótese de não poder fazê-lo, sob pena de multa e outras cominações legais aplicáveis à espécie; 3. RECOMENDEM ao atual gestor do Departamento de Estradas de Rodagem (DERPB) estrita observância às normas regedoras da matéria, especialmente aos ditames da Lei 8.666/93. É a Proposta.

DECIISÃO DO TRIIBUNAL DEC SÃO DO TR BUNAL
Vistos, relatados e discutidos os autos do PROCESSO TC 11966/12; e CONSIDERANDO os fatos narrados no Relatório; CONSIDERANDO o mais que dos autos consta; ACORDAM os INTEGRANTES da PRIMEIRA CÂMARA do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAÍBA (TCE-Pb), à unanimidade de votos, na Sessão desta data, de acordo com a Proposta do Relator, em: 1. JULGAR REGULARES a dispensa de licitação e o contrato 61/2011 dele decorrente; 2. ASSINAR o prazo de 60 (sessenta) dias ao atual Presidente do DER, Senhor CARLOS PEREIRA DE CARVALHO E SILVA com vistas a que apresente os projetos solicitados pela Auditoria às fls. 535/537, ao final do qual deverá de tudo fazer prova perante esta Corte de Contas, ou traga justificativas na hipótese de não poder fazê-lo, sob pena de multa e outras cominações legais aplicáveis à espécie; 3. RECOMENDAR ao atual gestor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PB) estrita observância às normas regedoras da matéria, especialmente aos ditames da Lei 8.666/93.
Publique-se, intime-se e registre-se. Sala das Sessões do TCE-Pb - Plenário Conselheiro Adailton Coêlho Costa
João Pessoa, 31 de janeiro de 2.013. ______________________________________ Conselheiro Umberto Silveira Porto No exercício da Presidência

________________________________________________ Auditor Substituto de Conselheiro Marcos Antônio da Costa Relator

____________________________________________________________ Marcilio Toscano Franca Filho Representante do Ministério Público Especial Junto ao Tribunal rkro

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful