You are on page 1of 5

Processo nº: 0011726-12.2009.8.19.0014 (2009.014.

011614-6) Tipo do Movimento: Sentença Descrição: COMARCA DE CAMPOS DOS GOYTACAZES JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA CÍVEL AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO (ART. 331 CPC) Processo nº 2009.014.011614-6 Ação Civil Pública Autor: Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro Réu: Município de Campos dos Goytacazes/RJ Aos oito dias do mês de março do ano de 2012, na sala de audiência deste Juízo da 2ª Vara Cível, perante o MM. Juiz FELIPE PINELLI PEDALINO COSTA, foi aberta a audiência prevista no art. 331 do CPC, às 14:10h. Ao pregão responderam as partes, devidamente representadas. Proposta a conciliação, as partes chegaram ao seguinte ACORDO: 1) O réu informa que atualmente dispõe de 01 (um) veículo para atendimento exclusivo nos CAPS, obrigando-se a adquirir mais 01 (um) veículo no prazo máximo de 60 dias, também para uso exclusivo dos CAPS; 2) O réu concorda com o pedido concernente à destinação de 02 computadores para cada CAPS, com acesso à internet, declarando que já cumpriu tal obrigação e comprometendo-se a disponibilizar acesso à internet, no prazo de 30 dias, para o CAPS Guarús, único que ainda não dispõe de acesso à internet.

3) Concorda o réu em destinar uma linha telefônica para uso exclusivo de cada CAPS, declarando que este pedido formulado pelo MP já foi atendido; 4) Concorda o réu com a substituição da ambulância Kombi por uma ambulância Mercedez Sprinter, declarando o réu que já atendeu ao mencionado pedido, já existindo a ambulância Mercedez Sprinter para atendimento exclusivo da emergência psiquiátrica; 5) Concorda o réu em cumprir o pedido formulado pelo MP consistente na manutenção das instalações físicas do CAPS-II Psiquiátrico Dr. João Batista de Araújo Gomes, situado na rua André Luiz, 54 - Jardim Carioca, do CAPS ad-II Dr. Ari Viana, situado na rua José do Patrocínio, 102 - centro, CAPSI-II Dr. João Castelo Branco, situado na Av. 07 de setembro, 256 - centro e o CAPS III, que se encontra em funcionamento, bem como em processo de credenciamento, em condições ideais de higiene, salubridade e segurança das referidas unidades; 6) Declara o réu, ainda, que se obriga, por meio da Superintendência Administrativa da Secretaria de Saúde, a proceder à limpeza semanal das piscinas integrantes do CAPS ad-II Dr. Ari Viana e do CAPSI-II Dr. João Castelo Branco, com o fornecimento de todo o material e mão de obra necessários para tanto, inclusive os produtos químicos imprescindíveis à referida limpeza; 7) Concorda o réu com o pedido formulado pelo MP de disponibilizar recursos humanos para atendimento exclusivo dos CAPS de acordo com a Portaria GM n. 336, de 19.02.2002, do Ministério da Saúde, em especial seu art. 4º,

itens 4.2.2, 4.4.2 e 4.5.2. Compromete-se o réu, ainda, a ajustar a equipe técnica de modo a manter a qualidade do serviço, observados os limites de pacientes contidos na já referida portaria; 8) O réu concorda com a instalação do CAPS-III, declarando que a unidade já em questão está em funcionamento e em processo de credenciamento, obrigando-se o réu a cumprir e observar todos os requisitos necessários, e eventualmente solicitados pelo credenciador, para viabilizar o credenciamento referido; 9) O réu concorda em custear as despesas de transporte de todos os pacientes hipossuficientes que se encontram em tratamento intensivo ou semiintensivo nos CAPS, seja por meio da concessão de passes, seja por meio da disponibilização de veículo pelo Município para tanto; 10) Reconhece o réu o pedido formulado pelo MP consistente no fornecimento de alimentação a todos os pacientes que se encontram em tratamento intensivo ou semi-intensivo nos CAPS, nos moldes que prevê a Portaria GM n. 336, de 19.02.2002, do Ministério da Saúde, em especial seu art. 4º, itens 4.2.1, alínea ´g´, 4.4.1, alínea ´h´ e 4.5.1, alínea ´g´; 11) O Município concorda, nos moldes determinados pela legislação, em destinar todos os recursos recebidos a título de pagamento de APAC, incentivo para implantação de CAPS e incentivo financeiro e emergencial para o programa de qualificação dos CAPS, para implantação dos fins aos quais estão vinculadas as respectivas verbas;

12) O MP desiste do pedido formulado nos itens 2.3 e 2.7, na parte em que pugna pela apuração do valor total recebido ao longo dos últimos anos a título de pagamento de APAC, incentivo para implantação de CAPS e incentivo financeiro e emergencial para o programa de qualificação dos CAPS, reservando-se ao direito de apurar eventuais irregularidades na destinação e aplicação das mencionadas verbas, por meio de procedimento autônomo; 13) O descumprimento das obrigações de fazer e não fazer aqui assumidas implicarão incidência de multa diária de R$ 1.000,00. A referida multa incidirá de forma autônoma e cumulativa para cada descumprimento das mencionadas obrigações. Pelo MM Juiz foi proferida a seguinte SENTENÇA: Homologo, para que produza seus legais efeitos, o acordo acima, celebrado entre os demandantes, o que faço com fulcro no art. 269, inciso III, do CPC. Sem custas, por força de isenção legal. Honorários compensados. Publicada em audiência. Cientes os presentes. Registrada eletronicamente. Após o trânsito em julgado, dê-se baixa e arquivem-se. Nada mais havendo, mandou o MM. Juiz fosse encerrado o presente termo às 15:17 horas. Eu ______________________, AJ mat. 01/17136, Secretário de Juiz, a digitei. FELIPE PINELLI PEDALINO COSTA Juiz de Direito Autor: Réu: Em 30/10/2012 Processo nº: 0011726-12.2009.8.19.0014 (2009.014.011614-6) Tipo do Movimento: Despacho

Descrição:

Intime-se o réu para se manifestar sobre o teor de fls. 695/696, no prazo de 05 dias. Com a manifestação do réu, diga o Ministério Público, esclarecendo, inclusive, se deseja promover a execução da multa diária decorrente do descumprimento da obrigação de fazer ou não fazer assumida pelo réu no acordo.